Feeds:
Posts
Comentários

Pai Nosso Em Aramaico Antigo

Algumas traduções da oração Pai Nosso em aramaico disponíveis na internet, e suas variações, derivam geralmente do livro Prayers of the Cosmos, de Neil Douglas-Klotz. Do meu ponto de vista, tais textos representam mais uma interpretação mística do significado desta oração do que uma tradução.
Proponho então com este artigo uma tradução que seja  mais próxima daquilo que o texto em aramaico realmente diz.

Mateus 6:9-13 em aramaico.

Mostro abaixo, em aramaico antigo (ou clássico), Mateus 6:9-13, que é uma das passagens bíblicas onde encontramos a oração do Pai Nosso. Note-se que a palavra final Amém não faz parte do texto original, sendo incluída apenas por tradição. Esta passagem está de acordo com o Codex Khabouris, que é um manuscrito da Bíblia Peshitta do século XI A.D., sendo este uma cópia de outro manuscrito mais antigo ainda, do século IV A.D. A escrita utilizada é o estrangelo.
Deve-se ler da direita para a esquerda (clique na imagem abaixo para aumentá-la).

1

Tradução: uma proposta.

Abaixo, temos a pronúncia no aramaico oriental, de acordo com Paul Younan (cuja língua nativa é o aramaico). Os hífens (-) indicam a separação de sílabas, e os apóstrofos (‘) preposições inseparáveis. Ao lado de cada frase, a tradução baseada na Peshitta Aramaic/English Interlinear New Testament, de Paul Younan, e em meus rudes conhecimentos de aramaico. Como não sou um especialista nesta língua, poderão ser encontrados erros:

Awan d’wash-maya Pai nosso que está no céu
nith-qa-dash shmakh
Santificado seja o Teu nome
teh-teh mal-ku-thakh
venha teu reino
neh-weh tzew-ya-nakh
seja feita Tua vontade
ay-ka-na d’wa-shma-ya ap b’ar-aa
assim no céu também na terra
haw-lan lakh-ma d’sun-qa-nan yaw-ma-na
dá-nos o pão que necessitamos neste dia
w’ash-wuq lan khau-bayn
e perdoa-nos nossas dívidas
ay-ka-na d’ap akh-nan
assim como nós
shwa-qan l’kha-ya-wayn
perdoamos aos nossos devedores
w’la ta-lan l’nes-yu-na
e não nos conduza ao julgamento
e-la pa-tzan min bi-sha
mas livra-nos do mal
me-tol d’di-lakh hi mal-ku-tha
porque Teu é o reino
w’khay-la w’tesh-bukh-ta
e o poder e a glória
l’al-am al-min Am-een
para sempre eternamente Amém

Como eu disse anteriormente, não sou um especialista em aramaico, e esta não é uma tradução perfeita, erros podem ser encontrados.

Outros traduzem (e não interpretam) de maneira um pouco diferente, como vemos aqui.

Finalmente, logo abaixo mostro o texto em aramaico com a pronúncia e a tradução juntos. Deve-se ler da direita para a esquerda (clique na imagem abaixo para aumentá-la).

2

Para ver e ouvir:

O vídeo a seguir mostra o Pai Nosso com a pronúncia e tradução em inglês muito parecidas com a que eu mostrei acima.

Pai-Mãe, respiração da Vida?

Fazendo uma pesquisa com o termo “pai nosso em aramaico” na internet, encontramos algumas das traduções (ou, como eu as considero – interpretações ) de que falei no começo deste artigo.

Mostro abaixo um pequeno trecho inicial de uma delas apenas para ilustrar o que dizem (para que fique claro, eu não concordo com estas “traduções”):

Pai-Mãe, respiração da Vida,
Fonte do som, Ação sem palavras,
Criador do Cosmos!
Faça sua Luz brilhar dentro de nós,
entre nós e fora de nós,
para que possamos torná-la útil

Algo parecido com isto foi utilizado inclusive por uma rede de televisão em uma reportagem sobre pessoas que falam aramaico no Brasil (para mais detalhes, vejam os comentários que fiz no blog Aramaico Brasil clicando aqui, e depois veja este artigo, no mesmo blog – aliás, o único site no qual encontrei uma tradução bastante lúcida).

Palavras Finais

Gostaria de ressaltar que não tenho nada contra interpretações místico-religiosas, que até fazem sentido dentro da visão e idéias de seus autores. Mas acho importante que se tenha em mente exatamente isto: são meditações e/ou interpretações em cima de um texto, e não o próprio texto fielmente traduzido.

Pilipos.

P.S. (21/12/2009): Aqui estão links para o texto aramaico com uma melhor qualidade de imagem:

imagem jpg

texto pdf

About these ads

422 Respostas

  1. Estou impressionado com esta riqueza de detalhes sobre o aramaico e me pergunto porque as religiões não pregam a palavra de Deus mais próximas destas traduções? Dar-me a impressão que moldam a palavra de jesus como acham mais conveniente para cada religião. Amigo que yeshua o abençoe


  2. Augusto,

    Obrigado por visitar o blog e pelo comentário.

    Um abraço.


  3. …..é simplesmente fantástico o Pai Nosso em Aramaico……Além da explicação que me ajudaram a tirar várias dúvidas quanto a sua origem dentre outros ítens

    Parabéns pelo trabalho…

    marco machado


  4. Parabéns pelo trabalho, afinal tenho certeza de que é de interesse de muitos saberem um pouco mais sobre a língua nativa de Nosso querido Jesus.
    Cordialmente,
    Adriana.


  5. Pode me mandar por email o pai nosso em aramaico??, com uma resoluçao maior que a disponivel no blog…

    obrigado

    otimo blog!!!


  6. Marco, Adriana e Edvaldo:

    Obrigado pelos comentários!

    Edvaldo, coloquei no final do post links com o texto aramaico com uma melhor qualidade de imagem. Infelizmente não tenho o arquivo em formato vetorial, para tanto sugiro que voce consulte o Nyudraá do blog http://nyudraa.blogspot.com/ pois creio que ele realiza este tipo de trabalho.

    Abraços a todos e mais uma vez obrigado pela visita.


  7. em 21/01/2010 at 23:03 Carlos Silva

    Boa noite! Tenho uma tatuagem de Jesus no meu braço e falta uma parte em aramaico que ando louco á procura e não encontro…Jo 13, 14 em aramaico.Pode arranjar-me isso?Deus seja contigo


  8. em 10/02/2010 at 08:40 fausto de sousa amaral

    O Senhor é meu Pastor e nada me faltará… e a Paz do Senhor Jesus esteja contigo.


  9. Boa noite,

    Vi algumas traduções do livro de Severino Celestino, me diga: o que vc acha dessas correções que ele faz?Aguardo resposta.

    Obrigada


  10. Sue,

    Desculpe, mas não conheço este autor, nem o trabalho dele. Você poderia indicar algum link onde eu possa ver o que ele diz?

    Pilipos


  11. Parabéns, lindo site!
    todo dia visito o site! inclusive gostaria de pedir um favor, e ficaria muito feliz se pudesse ajudar. Qual o símbolo em aramaico para “Jesus”, ou “Deus” ? e me passa por favor o símbolo em aramaico do “Amem” tambem?
    pode passar por e-mail? por favor!


  12. em 13/05/2010 at 16:30 Gustavo Uchoas

    Onde posso encontrar uma Bíblia em aramaico?
    Gostaria de ter a Palavra de Deus nas línguas originais (aramaico, hebraico e grego).
    Desde já, agradeço a atenção e a resposta.


  13. Olá Gustavo,

    Obrigado pela visita!

    Na coluna aqui à direita, em Categorias, procura o link Peshitta. Vais então ver vários posts com links para a bíblia em aramaico. A bíblia padrão que eu uso em minhas pesquisas é esta: http://wp.me/ppESR-1E

    Um abraço

    Pilipos


  14. Bom dia! Muito grata, pela linda tradução. Como puderam mudar tanto e o povo ficar sem ação?
    Agradeço a você por nos dar lindo Pai-Nosso, já que outros não dão! O li hoje no You Tube.
    Muito obrigada, mesmo!
    Da maneira que está este Pai Nosso, é muito mais condizente com a postura de Jesus. Se bem que estou lendo “As Mulheres da Bíblia” e o autor se refere da maneira como foi escrita!


  15. em 07/10/2010 at 13:36 João Paulo

    Olá Pilipos,

    gostaria de parabenizá-lo pelo artigo, está realmente fantástico.
    Eu ficaria muito grato se me tirares uma dúvida.
    Posso ver que o texto das figuras publicadas neste artigo
    contém 14 linhas, e algumas um tanto curtas.
    Caso eu una estas linhas e transforme o formato dela
    para apenas três linhas, como exemplo, a oração escrita em Aramaico perderá o sentido, ou permanecerá inalterada mesmo sendo em apenas três linhas?

    Desde já agradeço.

    Um abraço


  16. aêrrr adorei aramaico lingua maravilhosa….
    essa ér uma das lindas fontes que ja vii ….


  17. gostaria de poder receber via email a oração do “Pai Nosso” com a sua devida tradução para a lingua portuguesa em aramaico, pois não encontrei nenhum lugar que eu pudesse fazer o dowload do mesmo.


  18. em 23/12/2010 at 23:06 Roberto Flávio Borges Rodrigues

    Todo aquele que falar, sobre o bém e da palavra formada na luz, fala do amor, e da verdade.

    não percam tempo, julgando se é verdade ou não, quando surgiu, ou quem traduziu, reconheça a mensagem pela energia contida nela, apenas atenham-se, ao fato a seguir:

    ela toca o seu coração?

    se tocar veio do Cristo de Deus.


  19. Achei seu artigo interessante, embora nao entenda muito bem, observei letras estranhas, talves pela juncao, ja que uso cursivo em hebraico bem separado. Quanto a traducao/transliteracao acho proxima, advindo da dificuldade de significado dos verbos nesta lingua. Vale lembrar a forca de permuta de outras linguas. Bem gostei do artigo e com sua verificacao e nao consumacao.


  20. em 13/02/2011 at 03:50 chrystian

    goataria muito de receber esta oraçao em hebraico no formato de documento do word. Obrigado!!!


  21. [tenho o ele completo em aramaico original]
    o fonte da manifestação!elento da vida!pai e mãe do cosmo,

    faz tua luz brilhar dentre nõs,para que possamos trnala util.
    ajudanos asequir nosso caminho movido penas pelo sentimento que emana de ti.
    que nosso eu possa estar em sintonia contigo,par que caminhemos realeza com todos os ceres criados.
    estabelece teu reino de unidade agora.
    que teu desejo e os nosso sejam um só,em toda luz,assim como em todas as formas.
    dá_nos o que precisamos cada dia ,em pão e compreensão.
    defaz os laços dos erros que nos prendem,assim como nos soltamos as amarras que mantemos da culpa dos outros.
    não permitas que a superficialidade e a aparéncia das coisas do mundo nos iludam.
    mas liberta de tudo que nos aprosiona.
    e não deixes sermos tomados pelo esquecimento,de que de ti nasce a vontade que tudo governa.o poder a força viva de todo o movimento.e a melodia que tudo embeleza,e de idade em idade tudo renova.AMEM


  22. [tenho o ele completo em aramaico original]
    o fonte da manifestação!elento da vida!pai e mãe do cosmo,

    faz tua luz brilhar dentre nõs,para que possamos tornala util.
    ajudanos asequir nosso caminho movido penas pelo sentimento que emana de ti.
    que nosso eu possa estar em sintonia contigo,para que caminhemos com realeza com todos os ceres criados.
    estabelece teu reino de unidade agora.
    que teu desejo e os nosso sejam um só,em toda luz,assim como em todas as formas.
    dá_nos o que precisamos cada dia ,em pão e compreensão.
    defaz os laços dos erros que nos prendem,assim como nos soltamos as amarras que mantemos da culpa dos outros.
    não permitas que a superficialidade e a aparéncia das coisas do mundo nos iludam.
    mas liberta nos de tudo que nos aprosiona.
    e não deixes sermos tomados pelo esquecimento,de que de ti nasce a vontade que tudo governa.o poder a força viva de todo o movimento.e a melodia que tudo embeleza,e de idade em idade tudo se renova.AMEM


  23. em 20/04/2011 at 17:27 Ernandes Henrique Pontes dos Santos

    A muito procuro por tal presente, creio que o nosso Deus, capacita pessoas como você Pilipos, para que sejamos agraciados com belezas como esta, muito obrigado, continue se permitindo ser usado na terra dos viventes, siga com o teu ministério sem reservas, a paz do Senhor, Ernandes.


  24. em 27/04/2011 at 17:38 Lyndha Magalhães

    Olá, achei tudo muito interessante e há tempos queria fazer uma tatuagem e decidi por fazer a frase : ” perdão, Senhor ” em aramaico oriental ( estrangela ), fiquei emocionada com o Pai Nosso, enfim, se pudesse, gostaria que me enviasse por e-mail a tradução desta frase.
    desde agradeço

    att

    Lyndha Magalhães


  25. em 30/04/2011 at 23:27 maisa camos loli

    maravilhoso,o que impota é e tradução fiel.parabéns.obrigada.


  26. em 01/05/2011 at 15:11 maisa camos loli

    sempre orei o pai nosso,vom fervvor,e consciencia,e o reino de D-eus está vindo até mim.aleluia.Ma,agora vou orar assim.


  27. Muito bom!

    Mesmo

    Sempre aprendendo!
    Aprender sobre nossos ancestrais é viver como um eterno aprendiz conhecendo sobre si mesmo


  28. em 21/08/2011 at 16:18 Maisa Campos Loli

    Vivendo,aprendendo e morrendo sem saber nada……quanto mais sabemos,vemos que mui pouco sabiamos.e muito ainda temos a aprender.alcansaar a sabeedoria,eis nosso alvo,leva aivda inteirra,por isso é necessário inicaar desde tenra idade.Por isso lamento tanto ter iniciado,minha busc no livro de D-eus tão tarde,mas tenho que olhar para frendddddte,e para o alto.e Agradeço ao Eterno por ter vindo para o “CAMINHO” qu eé Yeshua,a ttempo,obrigada por me mandar esse email.em meio atantos problemas da vida,eu havia me essquecido,vou memorizar este pai nosso originasl,e passar para as pessoas.shalom………..


  29. A P S J OLA IRMÃO E MUITO INTERESSANTE A LINGUA E ESCRITA ARAMAICA E IMPREÇIONANTE, APRENDI A GOSTAR DESSA LINGUA POIS E POR ELA QUE EU APRENDI A ESCREVER MEU NOME EM ARAMAICO
    ALLEFH OU ALEF A PRIMEIRA LETRA DO ALFABETO ARAMAICO


  30. Belíssima tradução e transcrição que bate fielmente com o que pesquisei em artigos(não sou especialista nesta língua).Bate no coração e ressona em nossas mentes uma indescritível sensação de imponência mas ao mesmo tempo suavidade que serve como instrumento perfeito para tudo que Jesus ensinou para a humanidade.


  31. em 17/10/2011 at 23:49 RAFAEL PACCHINI JUNIOR

    CARÍSSIMO IRMÃO,
    ESSE PAI NOSSO QUE ESTA EM ARAMAICO, NA VERDADE É O PAI NOSSO ECUMÊNICO.
    QUE É DO LIVRO “ORAÇÕES DO COSMO” DE NEIL DOUGLAS-KLOTZ.
    E SE ESPALHOU PELA INTERNET POR RAUL BRANCO QUE É MEMBRO DA SOCIEDADE TEOSÓFICA DA LOJA DE BRASÍLIA -DF.
    É A MAIOR FALSIDADE QUE SE PODE IMAGINAR.
    DETURPA POR COMPLETO O TEXTO ORIGINAL, E SANGRA COM LANÇA A FÉ DOS CRISTÃOS.(A CERTEZA DE SERMOS FILHOS DO PAI!)
    TOME MUITO CUIDADO COM ESSES ARTIGOS DE NOVA ERA LANÇADOS NA INTERNET.
    VOCÊ CARÍSSIMO IRMÃO, ESTÁ AJUDANDO A PROPAGAR UMA DAS MAIORES APOSTASIAS QUE EXISTE PARA A NOSSA FÉ CRISTÃ!
    TOME CUIDADO DAQUI PARA A FRENTE.
    SE INFORME EM FONTES FIDEDIGNAS, SEMPRE !
    PROCURE OS SEUS, DENTRO DA NOSSA TÃO QUERIDA E SANTA IGREJA.
    RAFAEL -SERVO DE DEUS.


  32. em 28/10/2011 at 15:52 Adenilson

    Estou emocinalmente, feliz em emcontrar a palavra de Deus em sua forma e essência, como seria maravilhoso se todos seguisse o mais proximo das traduções originais. E não a vontade do homem e sim a vontade de Deus.


  33. em 08/12/2011 at 13:33 rafael devilla

    rafael.. tais mto mal informado..
    ess eh a tradução mais correta, de acordo com espiritualistas e historiadores..
    a proposito a tua biblia cristã estao mto mais distorcidas que essa incrivel oração.

    AMO O CRISTIANISMO E TENHO PENA DOS CRISTÃOS.


  34. em 08/12/2011 at 18:37 RAFAEL PACCHINI JUNIOR

    Rafael devilla…
    Da onde tiraste sua convicção?
    De algum livro de ficção científica? De sua hipócrita mesmice?Dos Livros de Montero lobato?Dá onde,cristão?
    Por que tu mesmo acreditas nisso?
    Bom…eu sei lhe responder!
    Não passa de um místico..buscando mitlogias lendárias…para suportar-te o peso do próprio vazio que carregas!
    Meu Jovem ansioso por informação!
    Beba..mas,beba em fontes fidedignas!
    Isentas de crendiçes e tradições espiritualistas.
    Ou vc acredita, que os próprios cristaõs…falsificaram o PAI NOSSO !?
    SE EXISTE HOJE UMA BÍBLIA, PARA QUE VC..VC MESMO LEIA!
    É POR QUE OS PRÓPRIOS CRISTÃO, OS PRIMEIROS,A IGREJA CATÓLICA A CARREGOU POR MAIS DE 400 ANOS.
    ENFRENTANDO MARTÍRIOS, SAQUES, E GUERRAS!!!
    OU VC ACHA, QUE NESSE DECORRER DE 2000 MIL ANOS, FOI MUDADO SE QUER UMA VIRGULA OU UM PONTO DA SAGRADA ESCRITURA ?
    SE INFORME PRIMEIRO!!!!
    QUEM ACREDITA EM TUDO….NA VERDADE NÃO ACREDITA EM NADA!
    NÃO EXISTE POR AÍ UM SUPERMERCADO DE FÉ E DOGMAS!!!
    NO QUAL VC APANHA O QUE MAIS LHE CONVÉM!
    BUSQUE INSTRUÇÃO, TANTO ESCATOLÓGICA COMO TAMBÉM NA HISTORIA PAGÃ.
    E VERÁS…QUE NEM MESMO OS PRÓPRIOS MEMBROS INTERNOS DA SANTA IGREJA CATÓLICA, EM DOIS MIL ANOS CONSEGUIRAM ACABAR COM QUE O PRÓPRIO JESUS FIRMOU E FUNDOU!!!
    COMO QUE TÚ, UM SER ÚNICO E EM TÃO POUCO TEMPO DE VIDA QUERER DESTRUÍR???


  35. aquela tradução que você não aceita é a correta, por um fato tão lindo e simples: as palavras em aramaico tem a tradução muito maior do que o pai nosso da igreja, só ali é o maior furo que de tão claro ninguém vê!
    Amém significa “que assim seja” da tradução direta do aramaico.
    E mais, estava escrito naquela pedra no monte das oliveiras, onde JESUS orava!


  36. em 17/03/2012 at 16:09 maisa campos loli

    shalom,meu D-eus,quanta falsificação.vou investigar uma radução judaica e mando para voces .


  37. maisa campo minha linda !
    acho que vc chegou atrasada… conhece alguma coisa sobre linguística???
    Por exemplo:os etnólogos classificam as etnias a partir de três grandes “raças” e troncos linguísticos.
    Uma delas é a dos povos semitas – . As línguas que falam, apesar das variações, também podem ser identificadas através dos sons guturais fortes, como no árabe, e das raízes trilíteras, compostas unicamente de consoantes (só mais tarde os massoretas acrescentaram vogais ao hebraico).Uma derivação dessa língua seria ( línguas canaanitas ).Historicamente comprovada por grandes arqueólogos e pesquisadores e comum acordo no mundo científico…
    Os semitas tinham propensão à religiosidade. Agarravam-se a Deus, ou a deuses.O hebraico, por exemplo, é uma língua rígida, invariável, própria para transmitir verdades imutáveis. Cogitavam do mundo espiritual, característica que nossa cultura cristã herdou.
    Essa tradução que nosso estimado irmão em cristo postou,é um erro crasso!
    Tanto em linguagem,como literalmente em tradução.
    Se fossemos reparar a fonética das palavras…percebe-se claramente que não é aramaico…nem hebraico…nem qualquer outra lingua da região de jerusalém antiga.
    Ela mais se aproxima de uma língua tribal africo asiática.
    Certamente voçê não é conhecedora em línguas ou etnia!!!
    Certamente voçê também não é cristã.
    Provou não conhecer a história bíblica, nem a semântica dos acontecimentos bíblicos.
    Dizer que: A verdadeira tradução do Pai nosso é essa, que o vídeo apresenta.
    É a mesma coisa que dizer que buda nasceu na judéia.
    Pois pela tradução apresentada está mais para budismo…
    E minha cara colega!
    Sabemos tanto eu e voçê…que em nada…eu repito em nada o budismo e o cristianismo se assemelham!!!
    [...]{trecho deletado por admin: estamos aqui para discutir idéias, e não para ofender as pessoas}[...]
    Paz de Cristo.


  38. em 18/06/2012 at 14:21 Abrão Lutf

    No dia em que Jeshua Ben Yossef voltar, e ousar pregar algo diferente do que está escrito, será trucidado pelo “povo do livro”, como aconteceu da primeira vez.
    Essas pessoas nunca tomaram conhecimento do espírito da mensagem, e nem têm coragem de entende-la. Quem tem olhos de ver…
    Seguir aquilo que foi traduzido do grego para o latim, e alterado, durante toda a idade média, pela santa igreja católica, continua sendo mais conveniente do que buscar o dificílimo “amai ao teu próximo.
    Lamentável!


  39. em 18/06/2012 at 23:06 Rafael Pacchini Junior

    Abrão Luft !!!
    Interessante nome….
    Vou deixar uma resposta rápida á sua Estupidez postado em seu comentário.
    Deixe de ser Abrão… e se torne Abraão!!!
    Ou melhor…deixe de ser anta…..
    E para começar…antes de criticar a igreja de ter deformado algum capítulo do evangelho……
    Se informe sua besta !!!
    E descubra, o que significa tradição.
    Sim ….tradição na sua ampla palavra escatológica !!!!
    Por que a Bíblia, principalmente,o novo testamento …foi escrita por Católicos….e escrita para católicos…..
    Interessante sua forma de argumentar…….”SABE POR QUE NÃO ESTÁ ESCRITO NA BIBLIA, AQUILO !!!!!
    POR QUE OS CATÓLICOS, DETURPARAM A BÍBILIA!!!!!
    HÁ…HÁ…HÁ…..SUA ANTA!!!!
    Ache outro argumento consistente…maduro….pelo menos com a altura de sua imbecilidade….
    Rafael Pacchini junior


  40. Rafael, vc é catolico é isso? Então me responda, vc acredita que a igreja catolica foi fundada por Pedro como está escrito?


  41. em 19/06/2012 at 12:10 RAFAEL PACCHINI JUNIOR

    RESPOSTA Á CRISTÃ ! ADORARIA CONVERSAR COM VC…COM RESPEITO E DIÁLOGO FRANCO SOBRE O TEMA Eclesiologia! EM POUCAS PALAVRAS TE RESPONDEREI:SIM, EU SOU CATÓLICO! E NÃO SOMENTE CATÓLICO.SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO!E VOÇÊ??? Pedro significa “Uma Pedra; Um Pedaço de Rocha”. Este apóstolo de Jesus Cristo é chamado de cinco maneiras diferentes nas Escrituras: pelo nome hebraico “Simeão”, pelos nomes gregos “Simão” (duma raiz hebr. que significa “ouvir; escutar”) e “Pedro” (nome gr. que só ele tem nas Escrituras), pelo seu equivalente semítico “Cefas” (talvez aparentado com o hebr. kefím [penhas], usado em Jó 30:6; Je 4:29), e pela combinação de “Simão Pedro”. — At 15:14; Mt 10:2; 16:16; Jo 1:42.

    Pedro era filho de João, ou Jonas. (Mt 16:17; Jo 1:42) Primeiramente, ele é apresentado como morando em Betsaida (Jo 1:44), mas, depois, em Cafarnaum (Lu 4:31, 38), ambas no litoral norte do mar da Galiléia. Pedro e seu irmão André estavam empenhados no negócio da pesca, evidentemente associados com Tiago e João, filhos de Zebedeu, “que eram parceiros de Simão”. (Lu 5:7, 10; Mt 4:18-22; Mr 1:16-21) De modo que Pedro não era pescador isolado, mas era parte duma empresa de certo tamanho.

    Embora os líderes religiosos judeus encarassem Pedro e João como “homens indoutos e comuns”, isto não significa que eram iletrados ou sem instrução. O Dictionary of the Bible (Dicionário da Bíblia; 1905, Vol. III, p. 757), de Hastings, diz que, para o judeu, a palavra agrámmatos aplicada a tais “refere-se a alguém que não recebera instrução no estudo rabínico da Escritura”. — Veja Jo 7:14, 15; At 4:13.

    Pedro é apresentado como homem casado, e, pelo menos nos anos posteriores, parece que sua esposa o acompanhava nas suas missões (ou em algumas delas), assim como faziam as esposas de outros dos apóstolos. (1Co 9:5) Sua sogra morava na casa dele, compartilhada com seu irmão André. — Mr 1:29-31.

    Ministério com Jesus. Pedro foi um dos primeiros discípulos de Jesus, sendo levado a Jesus por André, discípulo de João, o Batizador. (Jo 1:35-42) Naquela ocasião, Jesus deu-lhe o nome de Cefas (Pedro) (Jo 1:42; Mr 3:16), e este nome provavelmente era profético. Jesus, que podia discernir que Natanael era homem “em quem não há fraude”, também podia discernir a constituição íntima de Pedro. Deveras, Pedro demonstrava qualidades firmes como rocha, especialmente depois da morte e da ressurreição de Jesus, tornando-se uma influência fortalecedora para os seus concristãos. — Jo 1:47, 48; 2:25; Lu 22:32.

    Foi algum tempo mais tarde, lá na Galiléia, que Pedro, seu irmão André, e seus sócios Tiago e João, receberam a convocação de Jesus para virem e serem “pescadores de homens”. (Jo 1:35-42; Mt 4:18-22; Mr 1:16-18) Jesus escolhera o barco de Pedro para dali falar à multidão na margem. Depois, Jesus causou uma pesca milagrosa, a qual induziu Pedro, que primeiro tivera uma atitude de dúvida, a prostrar-se diante de Jesus em temor. Ele e seus três parceiros, sem hesitação, abandonaram seu negócio para seguir Jesus. (Lu 5:1-11) Depois de cerca de um ano de discipulado, Pedro foi incluído nos 12 escolhidos para serem “apóstolos”, ou ‘enviados’. — Mr 3:13-19.

    Dentre os apóstolos, Pedro, Tiago e João foram diversas vezes escolhidos por Jesus para acompanhá-lo em ocasiões especiais, como nos casos da cena de transfiguração (Mt 17:1, 2; Mr 9:2; Lu 9:28, 29), da ressuscitação da filha de Jairo (Mr 5:22-24, 35-42) e da provação pessoal de Jesus no jardim de Getsêmani (Mt 26:36-46; Mr 14:32-42). Estes três, mais André, foram os que interrogaram Jesus, em especial, sobre a destruição de Jerusalém, a futura presença de Jesus e a terminação do sistema mundial. (Mr 13:1-3; Mt 24:3) Embora Pedro seja associado com seu irmão André nas listas apostólicas, o registro dos acontecimentos o associa com mais frequência com João, tanto antes como depois da morte e ressurreição de Jesus. (Lu 22:8; Jo 13:24; 20:2; 21:7; At 3:1; 8:14; compare isso com At 1:13; Gál 2:9.) Não se informa se isso se dava por motivo de amizade e afinidade naturais, ou porque foram designados por Jesus para trabalharem juntos (veja Mr 6:7).

    Os relatos evangélicos registram mais declarações de Pedro do que de qualquer um dos outros 11. Ele tinha claramente uma natureza dinâmica, não sendo acanhado ou hesitante. Sem dúvida, por isso falava primeiro ou se expressava, ao passo que os outros permaneciam calados. Fazia perguntas que resultavam em Jesus esclarecer e amplificar ilustrações. (Mt 15:15; 18:21; 19:27-29; Lu 12:41; Jo 13:36-38; compare isso com Mr 11:21-25.) Ocasionalmente, falava de modo impulsivo, até mesmo impetuoso. Foi ele quem achou que devia dizer algo ao observar a visão da transfiguração. (Mr 9:1-6; Lu 9:33) Com a sua declaração um tanto aturdida sobre quão excelente era estarem ali e a sua oferta de construir três tendas, ele evidentemente sugeriu que a visão (na qual Moisés e Elias se separavam então de Jesus) não devia terminar, mas continuar. Na noite da última Páscoa, Pedro primeiro objetou fortemente a que Jesus lhe lavasse os pés, mas então, ao ser repreendido, queria que ele lhe lavasse também a cabeça e as mãos. (Jo 13:5-10) No entanto, pode-se ver que as expressões de Pedro basicamente se originavam de vivo interesse e reflexão, conjugados com um forte sentimento. Estarem incluídas no registro bíblico é evidência de seu valor, embora às vezes revelem certas fraquezas humanas da sua parte.

    Assim, quando muitos dos discípulos tropeçaram em vista do ensino de Jesus e o abandonaram, Pedro falou em nome de todos os apóstolos ao afirmar a determinação deles de continuar com o seu Senhor, Aquele que tinha “declarações de vida eterna . . . o Santo de Deus”. (Jo 6:66-69) Depois de os apóstolos, de modo geral, terem respondido à pergunta de Jesus sobre o que as pessoas diziam a respeito da identidade dele, foi novamente Pedro quem expressou a sólida convicção: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente”, em vista do que Jesus declarou Pedro bendito, ou “feliz”. — Mt 16:13-17.Tomar Pedro a dianteira em falar corresponde a ele ser o mais frequentemente corrigido, repreendido ou censurado. Embora fosse motivado pela compaixão, cometeu o erro de atrever-se a levar Jesus à parte e realmente censurá-lo por predizer os futuros sofrimentos e morte dele como o Messias. Jesus voltou as costas para Pedro, chamando-o de opositor, ou Satanás, que opunha raciocínios humanos contra os pensamentos de Deus encontrados nas profecias. (Mt 16:21-23) Pode-se notar, porém, que Jesus ‘olhava para os outros discípulos’ ao fazer isso, provavelmente indicando que sabia que Pedro expressava sentimentos compartilhados pelos outros. (Mr 8:32, 33) Quando Pedro presumiu de falar por Jesus sobre o pagamento de certo imposto, Jesus ajudou-o gentilmente a dar-se conta da necessidade de pensar com mais cuidado antes de falar. (Mt 17:24-27) Pedro revelou um excesso de confiança e certo sentimento de superioridade sobre os outros 11 ao declarar que, embora estes pudessem tropeçar com relação a Jesus, ele nunca o faria, estando disposto a ir para a prisão ou mesmo a morrer com Jesus. É verdade que todos os outros fizeram a mesma afirmação, mas Pedro a fez primeiro e “profusamente”. Jesus predisse então que Pedro negaria três vezes seu Senhor. — Mt 26:31-35; Mr 14:30, 31; Lu 22:33, 34.

    Expressão Grega: gonia, akrogoniaios

    A pedra mais significativa em edifícios importantes é a pedra angular. Geralmente é a primeira pedra em uma cerimônia formal. Muitas vezes é gravada com a data da construção, ou talvez uma outra inscrição, homenageando uma pessoa ou um evento. Assim, não devemos nos surpreender que Jesus seja chamado de gonia, ou “pedra angular”, da Igreja. Na verdade, Jesus usou este título para Si mesmo. Na parábola dos arrendatários maus, que simboliza a aproximação da morte de Jesus, Ele se chama de “pedra que os construtores rejeitaram” (cf. Mt. 21:42, Marcos 12:10, Lucas 20:17). A definição para esta parábola foi dada no ministério final de Jesus em Jerusalém, depois de Ele ter limpado o templo. Na parábola, os arrendatários que cuidavam da vinha representavam os líderes judeus, e a vinha simbolizava o povo de Deus. Os inquilinos perversamente se recusaram a honrar o proprietário, que representava a Deus, em última análise, entregaram o filho do dono à morte. Jesus concluiu a parábola, referindo-se aos líderes judeus em suas próprias Escrituras, no Salmo 118:2-23 (ver também Isa. 28:16), que ele entendia como o discurso de Sua rejeição e exaltação. Jesus sabia que, embora os líderes judeus fossem rejeitá-lo, Deus o exaltaria como a pedra angular.

    Versículos chave
    Mateus 21:42; Marcos 12:10; Atos 4:11; Efésios 2:20; 1 Pedro 2:6-7

    O termo, “pedra angular”, é também usado em Atos 4:11 por Pedro, em sua defesa perante os governantes judeus em Jerusalém. Pedro explicou-lhes que o mendigo aleijado na porta do templo foi curado pelo nome de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem crucificaram, mas a quem Deus ressuscitou dentre os mortos (Atos 4:10). Ele então citou o Salmo 118:22 para confirmar os eventos como sendo de acordo com a Escritura. Parece claro que Pedro se refere à rejeição da pedra para a morte de Jesus e da colocação da pedra angular como se referindo à ressurreição dEle e exaltação. Pedro combina a ideia da rejeição da pedra no Salmo 118:22, com a ideia da pedra escolhida e preciosa em Isaías 28:16 (1 Ped. 2:4, 6-7). Pedro encorajou os crentes a vir a Jesus, para que se pudesse ser construída uma casa espiritual de Deus. Essa imagem é compatível com Efésios 2:20, onde Paulo também declara que Jesus Cristo é a pedra angular sobre a qual está edificada a Igreja. Como é maravilhoso ter um alicerce seguro para a nossa fé, que nunca irá desmoronar!

    Fonte: Holman Treasury of Key Bible Words de Eugene E. Carpenter e Philip W. Comfort

    Pedro não era apenas homem de palavras, mas também de ação, demonstrando tanto iniciativa como coragem, bem como um forte apego ao seu Senhor. Quando Jesus procurou um lugar solitário para orar, antes do alvorecer, Simão logo liderou um grupo “à sua procura”. (Mr 1:35-37) Novamente, foi Pedro quem pediu que Jesus lhe ordenasse andar ao seu encontro sobre as águas agitadas pelo temporal, andando ele até mesmo certa distância antes de ficar com dúvidas e começar a afundar. — Mt 14:25-32.

    No jardim de Getsêmani, na última noite da vida terrestre de Jesus, Pedro, junto com Tiago e João, teve o privilégio de acompanhar Jesus ao lugar onde este se entregou a uma fervorosa oração. Pedro, assim como os outros apóstolos, passou a dormir, por cansaço e pesar. Foi sem dúvida porque Pedro expressara tão profusamente sua determinação de apegar-se a Jesus que foi a ele que Jesus se dirigiu especificamente ao dizer: “Não pudestes vigiar comigo nem mesmo por uma hora?” (Mt 26:36-45; Lu 22:39-46) Pedro deixara de ‘fazer orações’ e sofreu as consequências.

    Quando os discípulos viram a turba prestes a se apoderar de Jesus, perguntaram se deviam lutar; mas Pedro agiu sem aguardar a resposta, decepando a orelha de um homem com um golpe de espada (embora esse pescador provavelmente intencionasse infligir maior dano) e foi então repreendido por Jesus. (Mt 26:51, 52; Lu 22:49-51; Jo 18:10, 11) Embora Pedro abandonasse Jesus, assim como fizeram os outros discípulos, ele depois seguiu “duma boa distância” a turba que prendera Jesus, aparentemente dividido entre o temor pela sua própria vida e a profunda preocupação com o que iria acontecer com Jesus. — Mt 26:57, 58.

    Ajudado por outro discípulo, que evidentemente o seguiu ou acompanhou até a residência do sumo sacerdote, Pedro entrou diretamente no pátio. (Jo 18:15, 16) Não ficou discretamente quieto num canto escuro, mas foi aquecer-se junto ao fogo. A luz do fogo possibilitou que outros o reconhecessem como um companheiro de Jesus, e seu sotaque galileu aumentou as suspeitas deles. Quando foi acusado, Pedro negou três vezes que sequer conhecesse Jesus, passando finalmente a praguejar na veemência da sua negação. Em alguma parte da cidade, um galo cantou pela segunda vez, e Jesus “voltou-se e olhou para Pedro”. Pedro saiu então, quebrantado, e chorou amargamente. (Mt 26:69-75; Mr 14:66-72; Lu 22:54-62; Jo 18:17, 18) No entanto, atendeu-se a súplica anterior de Jesus a favor de Pedro, e a fé de Pedro não fraquejou completamente. — Lu 22:31, 32.

    Após a morte e a ressurreição de Jesus, as mulheres que foram ao túmulo foram mandadas por um anjo levar uma mensagem “aos discípulos dele e a Pedro”. (Mr 16:1-7; Mt 28:1-10) Maria Madalena levou a mensagem a Pedro e João, e estes começaram a correr até o túmulo, sendo Pedro ultrapassado por João. Ao passo que João parou diante do túmulo e só olhou para dentro, Pedro logo entrou, seguido depois por João. (Jo 20:1-8) Algum tempo antes de Jesus aparecer aos discípulos em grupo, ele apareceu a Pedro. Isto, além de Pedro ter sido especificamente mencionado pelo anjo, deve ter assegurado ao arrependido Pedro que sua tripla negação não o cortara para sempre da associação com o Senhor. — Lu 24:34; 1Co 15:5.

    Antes de Jesus manifestar-se aos discípulos junto ao mar da Galiléia (Tiberíades), o dinâmico Pedro anunciara que ia pescar, e os outros se juntaram a ele. Mais tarde, quando João reconheceu Jesus na praia, Pedro impulsivamente nadou até lá, deixando para os outros trazer o barco, e quando Jesus depois pediu peixe, Pedro o atendeu puxando a rede para a praia. (Jo 21:1-13) Foi nessa ocasião que Jesus perguntou três vezes a Pedro (que negara três vezes seu Senhor) se o amava, dando a Pedro a comissão de ‘pastorear as suas ovelhas’. Jesus predisse também a maneira da morte de Pedro, o que induziu Pedro a perguntar, quando viu o apóstolo João: “Senhor, este homem fará o quê?” Mais uma vez Jesus corrigiu o conceito de Pedro, enfatizando a necessidade de ‘ser seu seguidor’ sem se preocupar com o que outros pudessem fazer. — Jo 21:15-22.

    Ministério Posterior. Depois de ter “voltado” da sua queda no laço do medo, causada na maior parte pelo excesso de confiança (veja Pr 29:25), Pedro devia ‘fortalecer os seus irmãos’, em cumprimento da exortação de Cristo (Lu 22:32), e fazer pastoreio entre as ovelhas Dele. (Jo 21:15-17) Em acordo com isso, encontramos Pedro tendo uma parte destacada na atividade dos discípulos depois da ascensão de Jesus ao céu. Antes de Pentecostes de 33 EC, Pedro levantou a questão da substituição do infiel Judas, apresentando evidência bíblica a favor de tal ação. A assembléia agiu segundo a sua recomendação. (At 1:15-26) Novamente, em Pentecostes, sob a orientação do Espírito Santo, Pedro agiu como porta-voz dos apóstolos e fez uso da primeira das “chaves” que recebeu de Jesus, abrindo assim o caminho para judeus se tornarem membros do Reino. — At 2:1-41.

    Seu destaque na primitiva congregação cristã não terminou em Pentecostes. No livro de Atos, ele e João são os únicos apóstolos originais mencionados, exceto pela breve menção da execução de “Tiago, irmão de João”, o outro do grupo dos três apóstolos que haviam usufruído uma associação mais íntima com Jesus. (At 12:2) Pedro parece ter sido especialmente notável pela realização de milagres. (At 3:1-26; 5:12-16; compare isso com Gál 2:8.) Com a ajuda do Espírito Santo, ele dirigiu-se destemidamente aos governantes judeus que mandaram prender a ele e a João (At 4:1-21), e numa segunda ocasião agiu como porta-voz de todos os apóstolos perante o Sinédrio, declarando firmemente a determinação deles de “obedecer a Deus como governante” antes que aos homens que se opunham à vontade de Deus. (At 5:17-31) Pedro deve ter tido satisfação especialmente grande de poder mostrar como mudou de atitude desde aquela noite em que negou Jesus, também de poder suportar as chibatadas ordenadas pelos governantes. (At 5:40-42) Antes de ser preso pela segunda vez, Pedro fora inspirado a expor a hipocrisia de Ananias e Safira, e de proferir o julgamento de Deus contra eles. — At 5:1-11.

    Pouco depois do martírio de Estêvão, após Filipe (o evangelizador) ter ajudado e batizado diversos crentes em Samaria, Pedro e João foram para lá a fim de habilitar esses crentes a receber o Espírito Santo. Pedro usou ali a segunda ‘chave do reino’. Daí, no caminho de retorno a Jerusalém, os dois apóstolos ‘declararam as boas novas’ a muitas aldeias dos samaritanos. (At 8:5-25) Evidentemente, Pedro saiu numa nova missão, durante a qual, em Lida, curou Enéias, que estivera oito anos paralítico, e ressuscitou a mulher Dorcas, de Jope. (At 9:32-43) Em Jope, Pedro foi orientado para usar a terceira ‘chave do reino’, viajando para Cesaréia a fim de pregar a Cornélio, e a seus parentes e amigos, o que resultou em eles se tornarem os primeiros crentes gentios, incircuncisos, a receber o Espírito Santo como herdeiros do Reino. Ao retornar a Jerusalém, Pedro teve de enfrentar os que se opunham a esta ação, mas estes assentiram, depois de ele apresentar a evidência de que agira sob a direção do céu. — At 10:1–11:18; compare isso com Mt 16:19.

    Talvez tenha sido por volta do mesmo ano (36 EC) que Paulo fez a sua primeira visita a Jerusalém como converso cristão e apóstolo. Ele foi “visitar a Cefas [Pedro]” e passou 15 dias com ele, vendo também Tiago (meio-irmão de Jesus), mas nenhum dos outros apóstolos originais. — Gál 1:18, 19.

    Segundo a evidência disponível, foi em 44 EC que Herodes Agripa I executou o apóstolo Tiago, e, ao ver que isso agradava aos líderes judeus, prendeu Pedro a seguir. (At 12:1-4) A congregação fez ‘orações intensas’ a favor de Pedro, e o anjo de Yehowah libertou-o da prisão (e provavelmente da morte). Depois de relatar sua soltura milagrosa aos que estavam na casa de João Marcos, Pedro pediu que se relatasse isso “a Tiago e aos irmãos”, e então Pedro “viajou para outro lugar”. — At 12:5-17; compare isso com Jo 7:1; 11:53, 54.

    A próxima vez que ele consta no relato de Atos é na assembléia de “apóstolos e anciãos” realizada em Jerusalém para considerar a questão da circuncisão dos gentios convertidos, provavelmente no ano 49 EC. Depois de considerável disputa, Pedro levantou-se e deu testemunho a respeito dos tratos de Deus com crentes gentios. Que “a multidão inteira ficou calada” atesta o vigor do argumento, e, provavelmente, também o respeito que tinham por ele. Pedro, igual a Paulo e Barnabé, cujo testemunho se seguiu, a bem dizer estava no banco das testemunhas perante a assembléia. (At 15:1-29) É evidentemente com referência a esta ocasião que Paulo fala de Pedro, junto com Tiago e João, como “homens de destaque”, “que pareciam ser colunas” na congregação. — Gál 2:1, 2, 6-9.

    À base do registro como um todo, é evidente que Pedro, embora certamente tivesse algum destaque e fosse respeitado, não tinha primazia sobre os apóstolos no sentido, ou à base, de gozar duma posição ou cargo designado. Assim, quando a obra de Filipe em Samaria mostrou ser frutífera, o relato diz que os apóstolos, evidentemente atuando como corpo, ‘mandaram Pedro e João’ em missão para Samaria. (At 8:14) Pedro não continuou permanentemente em Jerusalém, como se sua presença fosse essencial para o devido governo da congregação cristã. (At 8:25; 9:32; 12:17.) Ele atuou em Antioquia, na Síria, na mesma época em que Paulo estava ali, e Paulo achou certa vez necessário repreender Pedro (Cefas) “face a face . . . na frente de todos”, porque Pedro se envergonhara de comer e de similarmente se associar com cristãos gentios, por causa da presença de certos cristãos judeus que vieram da parte de Tiago, de Jerusalém. — Gál 2:11-14.
    Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no Facebook

    No entanto, também Pedro, vez após vez, falou fora de propósito ou irrefletidamente, necessitando que Jesus o corrigisse. Nunca Pedro reclamou nestas ocasiões, mas aceitou humildemente a correção, o que contribui ainda mais para sentirmos certa afinidade com ele. Assim, quando Jesus disse aos seus apóstolos o que o aguardava, que ele sofreria muitas coisas, seria morto e ressuscitado no terceiro dia dentre os mortos, o bem-intencionado Pedro levou-o à parte e o censurou, dizendo: “Sê benigno contigo mesmo, Senhor; não terás absolutamente tal destino.” Sim, tinha boas intenções, mas quão enganado estava! Estava tão enganado, que Jesus achou necessário dizer-lhe: “Para trás de mim, Satanás! Tu és para mim pedra de tropeço, porque não tens os pensamentos de Deus, mas os de homens.” (Mat. 16:21-23) Novamente, quantas vezes nós temos sido bem-intencionados, apenas para descobrir que foi uma bondade mal aplicada!

    Em outra ocasião, Pedro quis saber sobre quantas vezes devia perdoar a seu irmão. Precisava perdoar: “Até sete vezes?” Jesus corrigiu-o: “Eu não te digo: Até sete vezes, mas: Até setenta e sete vezes.” Quão fácil é para nós reconhecermos como Pedro deve ter-se sentido, especialmente quando alguém achegado repetidas vezes transgride contra nós! — Mat. 18:21, 22.

    Certa vez, Jesus sentiu a perda de força, por meio da qual certa mulher foi curada, por causa de sua fé. Por isso, Jesus perguntou: “Quem foi que me tocou?” Pedro subentendeu nisso uma repreensão de Jesus, dizendo: “Preceptor, as multidões te rodeiam e apertam.” Em outras palavras: ‘Jesus, que pergunta tola a fazer!’ Mas, Jesus corrigiu Pedro, dizendo-lhe, na realidade: ‘Eu sei de que estou falando!’ Daí, a mulher se deu a conhecer, após o que Jesus lhe disse: “Filha, a tua fé te fez ficar boa; vai em paz.” Não era Pedro às vezes como nós, levantando uma objeção por não conhecermos todos os fatos? — Luc. 8:43-48.

    De modo similar, Pedro falou fora de propósito quando Jesus, depois de celebrar a última páscoa com seus apóstolos, começou a lavar-lhes os pés. Pedro vira Jesus lavar e enxugar os pés de alguns dos outros. Portanto, Pedro disse a Jesus: “Certamente nunca lavarás os meus pés.” De fato, Jesus teve de admoestá-lo duas vezes nesta ocasião. Pedro era bem-intencionado, mas estava enganado. — João 13:5-10.

    Naquela mesma noite, Pedro falou outra vez de modo irrefletido. Jesus disse aos seus apóstolos que todos eles tropeçariam naquela noite. Pedro, porém, sentiu-se tão seguro de sua lealdade ao seu Amo, que não suportou a idéia de que ele pudesse abandonar seu Amo. Outros sim, mas não ele! Quando Jesus acrescentou que Pedro até mesmo o repudiaria três vezes, este se expressou de modo ainda mais forte: “Mesmo que eu tenha de morrer contigo, de modo algum te repudiarei.” — Mat. 26:31-35.

    Contudo, Pedro havia de aprender de sua própria fraqueza. Sem dúvida, se tivesse sido levado perante um juiz e inquirido sobre Jesus, ele teria atuado de maneira excelente. Mas, o que aconteceu foi bem inesperado. Nove dos apóstolos haviam fugido. Apenas João e Pedro haviam seguido Jesus até o pátio do sumo sacerdote, e ali lhe disse uma serva: “Tu também estavas com Jesus, o galileu!” Outros, por sua vez, também o acusavam. A situação, a ocasião, quem o disse e mui provavelmente como o disseram, tudo se juntou para pegar Pedro desprevenido, induzindo-o não só a negar seu Amo três vezes, mas até a jurar: “Não conheço este homem!” Logo depois, o galo cantou. Tudo acontecera assim como Jesus havia predito. Naquele mesmo instante, conta-nos Lucas: “O Senhor voltou-se e olhou para Pedro.”

    Pedro “saiu e chorou amargamente”. Não havia argumentos da sua parte, nem desculpas, mas apenas arrependimento humilde e contrito. Certamente, todos os que já choraram com amargura, por causa de uma séria transgressão, sentem afinidade com Pedro e podem reconhecer como ele se deve ter sentido na ocasião. — Luc. 22:61, 62; Mat. 26:69-75.

    Por que é que tantos de nós amamos especialmente Pedro? Pode-se dizer que é por causa da qualidade “humana” de Pedro. O que contribui para isso, sem dúvida, é que sabemos muito mais sobre Pedro do que sobre qualquer dos outros. Gostamos dele por causa de sua natureza cordial e fervorosa. Esta trazia consigo a impulsividade, às vezes até mesmo a impetuosidade. Ele transformava as idéias e os sentimentos logo em ações, algo que muitos de nós estamos inclinados a fazer.

    Assim, quando Jesus fez que Pedro e seus companheiros apanhassem uma grande safra de peixes, depois de terem trabalhado em vão a noite inteira, Pedro sentiu-se tão arrebatado, que se prostrou aos pés de Jesus e disse: “Afasta-te de mim, porque sou homem pecaminoso, Senhor.” (Luc. 5:8) Quando Pedro viu Jesus andar por cima da água, pediu que Jesus o habilitasse a fazer o mesmo, e Pedro realmente chegou a consegui-lo, enquanto teve suficiente fé. (Mat. 14:25-32) Depois, quando uma turba veio prender seu Amo, alguns dos outros apóstolos perguntaram: “Senhor, devemos golpeá-los com a espada?” (Luc. 22:49) Mas não Pedro. Ele logo golpeou com a espada, mas com tão pouca precisão, que cortou apenas a orelha do escravo do sumo sacerdote. — João 18:10.

    Houve também a ocasião em que Jesus, depois da ressurreição, apareceu como estranho a vários dos apóstolos, enquanto pescavam. Ele novamente fez que tivessem uma grande safra de peixes. Por meio disso, o apóstolo João o reconheceu e observou que era seu Senhor. Ouvindo isso, Pedro não esperou que o barco, carregado de peixes, chegasse à margem. Pedro logo mergulhou na água e nadou até a praia, para estar com seu amo. (João 21:1-8) Não há dúvida de que toda esta impulsividade encontra uma empatia em muitos amantes da Bíblia.

    Pedro estava tão pronto para falar como estava para agir. Ele expressava o que tinha na mente com uma franqueza no falar que também agrada a muitos. E é preciso dizer que, vez após vez, ele falava de modo incisivo. Pedro pode não ter tido grande instrução, mas era homem inteligente e pensador. Pensador? Sim, porque o encontramos repetidas vezes fazendo perguntas significativas; isso requer a faculdade de raciocínio. Assim, em certa ocasião, quando Jesus usou uma ilustração, Pedro pediu que Jesus lhes esclarecesse a parábola. (Mat. 15:15) Em mais outra ocasião, depois de Jesus ter dado um aviso sobre a sua volta, foi Pedro quem perguntou: “Senhor, dizes esta ilustração a nós ou também a todos?” (Luc. 12:41) E foi Pedro quem perguntou por si mesmo e por seus companheiros: “Eis que abandonamos todas as coisas e te seguimos; o que haverá realmente para nós?” Jesus assegurou-lhes que Deus, deveras, os recompensaria ricamente, tanto então como no futuro. — Mat. 19:27; Mar. 10:29, 30.

    Pela sua franqueza, Pedro revelou também vivo apreço pelo seu Amo. Depois de Jesus ter amaldiçoado certa figueira, foi Pedro quem trouxe à atenção a eficácia da maldição de Jesus: “Rabi, eis que se secou a figueira que amaldiçoaste.” (Mar. 11:21) Quando Jesus perguntou aos seus apóstolos quem eles achavam que ele era, foi Pedro quem fez a confissão notável e confiante: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente.” (Mat. 16:16) De novo, quando Jesus perguntou aos seus apóstolos se também o abandonariam, assim como fizeram outros discípulos, foi Pedro quem disse: “Senhor, para quem havemos de ir? Tu tens declarações de vida eterna; e nós cremos e viemos a saber que tu és o Santo de Deus.” (João 6:68, 69) Sem dúvida, todo este apreço e esta lealdade por parte de Pedro fazem com que o amemos.

    Deveras, a descrição que a Bíblia dá de Pedro é leitura absorvente. O registro sobre ele é uma Revelação maravilhosa da natureza humana e do que o espírito de Deus pode fazer a favor dos homens imperfeitos. Séria como fosse a transgressão de Pedro, ele não permitiu que o desanimasse a ponto de parar. Manteve sua humildade e seu amor ao seu Amo. Isto é revelado adicionalmente no que ocorreu após a ressurreição de Jesus e seu aparecimento a Pedro e a alguns dos outros, na margem do Mar da Galiléia. Pedro aceitou humildemente a repreensão subentendida, quando Jesus lhe perguntou três vezes se o amava e depois lhe ordenou: “Apascenta as minhas ovelhinhas.” — João 21:15-17.

    Vez após vez, Pedro teve de tomar a iniciativa entre os doze. Assim, após a ascensão de Jesus ao céu, foi Pedro quem iniciou a ação de substituir Judas por Matias No dia de Pentecostes, foi Pedro o porta-voz dos doze, usando ali uma das “chaves do reino”, que Jesus lhe confiara anteriormente. Mais tarde, fez uso adicional destas chaves, por levar as boas novas aos primeiros conversos gentios, incircuncisos, Cornélio e os da sua casa. — Atos 1:15-26; 2:14-40; 10:1-48; Mat. 16:19.

    Encontramos Pedro falando destemidamente em conexão com um milagre, no qual ele e João haviam curado um coxo de nascença. (Atos 3:12-26) Quando levado perante os governantes, Pedro e João foram tão francos no falar, que os governantes começaram a se admirar. Daí, “começaram a reconhecer a respeito deles que costumavam estar com Jesus”. (Atos 4:13) E Pedro e seus companheiros lembraram repetidas vezes aos governantes que lhes cabia obedecer a Deus em primeiro lugar. De fato, nos primeiros onze capítulos do livro de Atos, encontramos Pedro proferindo seis discursos. Não é de se admirar que Herodes Agripa I o mandasse prender e pretendesse eliminá-lo! Mas, Deus pretendia outras coisas para Pedro, e, por isso, mandou um anjo libertá-lo. — Atos 12:3-17.

    Pedro desempenhou também papel de destaque na reunião do corpo governante da congregação cristã, para considerar a questão da circuncisão dos gentios. (Atos 15:7-11) Todavia, pouco depois o encontramos deixar-se levar pelo medo do homem, temor de certos cristãos judeus de Jerusalém, que o induziu a transigir nos princípios, por retirar-se da associação com os cristãos gentios. Esta fraqueza induziu o apóstolo Paulo a censurar fortemente Pedro, pelo visto diante da congregação inteira onde isto aconteceu. (Gál. 2:11-14) Novamente, notamos a qualidade “humana” de Pedro. Todos os que numa ocasião ou noutra cederam ao temor do homem podem entender o exemplo de Pedro, e tirar consolo e proveito dele.

    Em conclusão, não devemos desperceber as duas excelentes cartas que Pedro escreveu e que contêm muita informação valiosa e admoestação animadora, especialmente para todos os que sofrem por causa da justiça. Estas cartas nos fazem apreciar Pedro ainda mais. Deveras, o apóstolo Pedro era uma pessoa bem amada, muito usada pelo seu Deus e pelo seu Amo, apesar de suas fraquezas. Quanto encorajamento a sua vida dá a todos os que procuram arduamente seguir seu Amo, assim como Pedro fez! — 1 Ped. 2:21.

    2 carta de Pedro

    Embora houvesse, entre os anciões, uma dúvida relativo à autoridade desta epístola que é mencionada primeira por Orígenes,[1] e depois por Eusébio [2] e Jerônimo,[3] contudo não prevaleceu entre as igrejas, nem impediu a leitura diligente e uso dela, junto com outros das Escrituras; isto que parece ser útil e lucrativo, como declara Eusébio; e no decorrer do tempo esta dúvida foi completamente afastada, e foi recebida universalmente pelos pais e conselhos no cânon das Escrituras, onde é retida justamente, isto que tem assinaturas claras de sua originalidade divina. Nem há nela qualquer coisa que seja desmerecedora de tão grande apóstolo cujo livro leva seu nome; mas o todo livro é agradável à analogia da fé, para o resto das Escrituras Sagradas, particularmente para a epístola de Judas entre a qual, o segundo capítulo dela, há uma grande semelhança. A única razão da dúvida da autenticidade desta epístola, e se foi escrita pelo Apóstolo Pedro, é a diferença de seu estilo da anterior; mas não é limitado o Espírito Santo, o ditador das Escrituras Sagradas, ao estilo natural de um homem, mas poderia variar como agradou-Lhe: além disso, o estilo de um homem não é o mesmo a todos os tempos diferentes, e ao escrever em assuntos diferentes; some a isso que esta objeção pode considerar só o segundo capítulo, porque o primeiro e o terceiro concorda com a epístola anterior. E alguns pensaram que o segundo capítulo é tirado de algum livro hebreu antigo, descrevendo o caráter dos falsos profetas do Antigo Testamento; a qual livro Pedro e Judas têm feito referência, e, debaixo de direção divina, os aplicou aos falsos professores da era presente; e nesse caso não será desejado saber a que o estilo da epístola deveria diferir da anterior, e até mesmo de si mesma nesta parte. Mas que foi escrito pelo Apóstolo Pedro, não só a introdução mostra que, se falso, desacreditaria a autenticidade do livro, mas o relato que é determinado do escritor dela, como um que estava com Cristo à transfiguração dele, 2Pe 1:16. Agora, estavam presentes ali apenas os três discípulos seguintes, Pedro, João e, Tiago. O último destes tinha estado morto algum tempo quando esta epístola foi escrita, e nunca foi designado por qualquer um ao Apóstolo João, e então permanece sem dúvida a Pedro como o escritor dela. Como para Simão, bispo de Jerusalém, que sucedeu Tiago a quem Grotius sugeriria como o autor dela, cujo caráter não concorda com ele; ele não estava com Cristo no monte santo, nem ouviu a voz dos céus, enquanto foi afirmada a filiação de Cristo, e o desvanecimento divino nele: além disso, esta epístola é chamada uma “segunda epístola”, 2Pe 3:1, o que supõe existir uma primeira, e manifestadamente recorre à epístola anterior de Pedro sobre a qual nunca havia qualquer dúvida como os autores supracitado observam. Foi escrito pelo apóstolo na velhice dele, quando no declínio da vida, da mesma maneira que ele estava a ponto de sair de seu tabernáculo, 2Pe 1:13, um pouco antes do martírio dele, no ano 68, embora o Dr. Lightfoot coloque-a em 66; e é enviada às mesmas pessoas como a sua primeira epístola, isto é, para os judeus crentes espalhados ao longo de várias partes de Ásia, ele que é o ministro da circuncisão; veja 1Pe 1:1 comparados com 2Pe 3:1. A extensão e desígnio dela era a necessidade de preocupação por um aumento maior da graça e conhecimento espiritual; confirmar e os estabelecer na verdade presente do Evangelho; os advertir contra falsos professores que ele descreve em grande parte; e ele os põe em mente da dissolução de todas as coisas, e do que precederá e seguirá disto; de onde ele puxa várias sugestões úteis e conclusões.

    FONTE: John Gill’s Exposition of the Entire Bible

    A autoria da primeira epístola de Pedro não está envolta em dúvidas e questionamentos como acontece com outros escritos bíblicos. O autor começa o texto se apresentando: “Pedro, apóstolo de Jesus Cristo” (I Pd.1.1). A seu respeito, o Novo Testamento nos fornece muitas informações. Seu nome original era Simão, abreviatura de Simeão, nome hebraico que significa “famoso”.
    Simão foi pescador (Mt.4.18), até o dia em que, conduzido por seu irmão André (João1.40), conheceu o Senhor Jesus, o qual lhe chamou “Pedro” (Petros), nome grego que significa “pedra”, o mesmo que “Cefas” em aramaico (João 1.42). Era chamado também de “Simão Barjonas”, ou seja, Simão, filho de Jonas (Mt.16.17), ou filho de João (Jo.21.15). Devido ao uso de mais de um idioma, era comum as pessoas possuírem mais de um nome. Um hebraico, outro grego; ou um em latim, outro em aramaico, ou até mesmo dois nomes numa mesma língua.
    O caso de Simão é bastante peculiar. Jesus lhe deu um novo nome: Pedro. Não lhe bastaria ser “famoso”. Precisava ser firme e inabalável. Afinal, firmeza era o que mais lhe faltava naqueles primeiros anos de serviço ao Mestre. Em seus momentos de debilidade, era chamado de “Simão” (Lc.22.31; Mc.14.37; João 21.15-17). Era o “velho homem” em ação, com toda a sua fraqueza natural.Quando conhecemos o Senhor Jesus, ele muda o nosso nome.
    Muitos, antes de se converterem, eram chamados de “mentirosos”, “enganadores”, etc. Depois, passam a ser conhecidos como honestos, trabalhadores, bons cidadãos, etc. Quando o suposto convertido não vive à altura do evangelho, então fica conhecido como “crente desonesto”, “crente mentiroso”, etc. Tornou-se o seu “último estado pior do que o primeiro”. Pedro era casado e morava em Cafarnaum, cidade situada ao noroeste do Mar da Galiléia (Mc.1.21,29,30). Jesus exerceu nessa região uma parte considerável do seu ministério. Pedro se tornou discípulo e apóstolo de Jesus (Mt.10.2). Seu ministério foi mais dedicado aos seus próprios compatriotas, os judeus. Foi considerado “apóstolo à circuncisão” (Gál. 2.8). Foi grande o seu destaque entre os apóstolos quando andavam com Jesus e também na igreja, depois da ascensão do Senhor.
    Pedro pronunciou a mais célebre declaração dita por um discípulo: “Tú és o Cristo, o Filho do Deus vivo.” (Mt.16.16). E também: “Para quem iremos nós, Senhor. Tu tens as palavras da vida eterna.” (João 6.68). Por outro lado, cometeu grave erro ao repreender o Mestre dizendo: “Senhor, tem compaixão de ti. Isso de modo nenhum te acontecerá.” (Mt.16.22). Imediatamente, ouviu a mais severa repreensão de Cristo: “Para trás de mim, Satanás!” (Mt.16.23).
    Observamos que Simão Pedro saía na frente dos discípulos em qualquer situação, fosse para errar ou acertar. Com isso, conseguia grandes elogios e também repreensões. Pedro teve experiências ímpares, maravilhosas, e também fracassos vergonhosos. Vejamos alguns exemplos:
    Experiências Maravilhosas
    • Andou sobre as águas (Mt.14.29)
    • Testemunhou a ressurreição da Filha de Jairo (Lc.8.51)
    • Testemunhou a transfiguração de Cristo (Mt.17.1).
    • Testemunhou a agonia de Cristo no Getsêmani (Mt.26.37)
    • Pescou um peixe que tinha uma moeda na boca (Mt.17.27).
    • Pregou no dia de Pentecostes (At.2).
    • Curou um coxo na porta do Templo (At.3).
    • Talvez enfermos tenham sido curados sob a sua sombra (At.5.15).
    • Mediante a sua palavra, morreram Ananias e Safira (At.5.1-10).
    • Curou um paralítico (At.9.34).
    • Ressuscitou Dorcas (At.9.40).
    Fracassos Vergonhosos
    • Duvidou e começou a afundar (Mt.14.30).
    • Repreendeu o Senhor Jesus. (Mt.16.22).
    • Negou a Cristo três vezes (Mc.14.66-72).
    • Cortou a orelha de Malco (João 18.10-11).
    • Foi temporariamente contrário à evangelização dos gentios (At.10).
    • Apresentou duplo comportamento (Gál. 2.11-12).
    Alguns episódios da vida de Cristo foram testemunhados apenas por Pedro, Tiago e João. Até a ordem em que esses nomes aparecem no texto nos mostra a preeminência de Pedro (Lc 8.51; Mt 17.1; Mt 26.37).
    Durante algum tempo, sua vida foi muito contraditória. Se Pedro vivesse nos nossos dias e tivéssemos de formar uma comissão na igreja, ou uma equipe para um trabalho especial, talvez não o escolheríamos. Contudo, Jesus o escolheu. E não acontece assim também conosco? Num momento estamos “andando sobre as águas” e, “no próximo versículo” já começamos a afundar. Talvez também tenhamos muitas vezes negado a Cristo através das nossas ações e palavras.
    Contudo, Jesus nos escolheu e já nos conhecia antes que pudéssemos acertar ou errar. O mais importante é o conserto. Se caímos precisamos nos levantar rapidamente, seguir adiante, e procurar evitar novas quedas. Pedro negou a Cristo três vezes. Confrontado por sua consciência e pelo olhar do Mestre, chorou amargamente, arrependido do seu fracasso (Lc.22.61-62). Passados cinqüenta dias, Pedro estava pregando a respeito da ressurreição de Cristo. Afinal, sua vocação não foi cancelada pelo pecado. No dia de Pentecostes, Pedro estava entre os que foram cheios do Espírito Santo, inaugurando assim a igreja do Senhor Jesus.
    O registro dos erros de Pedro são bastante oportunos pois, além de evidenciarem a sinceridade dos escritores bíblicos, servem para derrubar a tese de uma suposta infalibilidade apregoada por alguns. Tantas falhas deveriam ter sido suficientes para que Pedro não viesse a ser idolatrado por tantas pessoas. Contudo, todos os seus erros não foram bastante. O escritor de Atos dos Apóstolos concentrou-se na pessoa e nas obras de Pedro até o capítulo 12. Afinal, foi considerado como uma das “colunas da igreja” (Gálatas 2.9).
    Além de ter trabalhado em Jerusalém, atuou também na Babilônia (I Pd 5.13). Não se sabe ao certo se Pedro esteve na Babilônia que ficava às margens do Eufrates, ou se isso foi uma referência velada à cidade de Roma. Segundo Orígenes, Pedro foi morto sob as ordens do Imperador Nero depois do incêndio em Roma. Sabendo que seria crucificado, Pedro pediu que o fosse de cabeça para baixo, pois não se julgava digno de morrer na mesma posição que o Mestre. A data de sua morte estaria situada entre os anos 64 e 68 d.C.
    Anísio Renato de Andrade
    INV – Olaria, RJ

    SINCERAMENTE IRMÃO.PRECISAS TÚ – DE MAIS EVIDÊNCIAS SOBRE O PRIMADO DE PEDRO ???


  42. OK, Otimo, vc parece gostar muito de estudar, e isso é muito bom, agora me responda quando surgiu a Igreja Catolica Apostolica Romana e onde? Por ora te responderei que sou cristã …


  43. em 19/06/2012 at 19:11 Abrão Lutf

    Não falei?


  44. em 19/06/2012 at 23:45 RAFAEL PACCHINI JUNIOR

    A constituição da Igreja consumou-se no dia de Pentecostes e, a partir de então, começa propriamente a sua história (ou seja, “cerca” do ano 30 d.c.) Agora se voçê estiver perguntando…se existe um cartório, com o dia do registro da igreja, 4 ou 5 testemunhas…etc….Nós estamos a disposição para todas as informações que possamos dar.Mesmo que suas perguntas venham camufladas de veneno e segunda intenções.Acredite, quem for que seje que se esconde de trás de um nome…genérico como vc ! ” cristã”….Estamos aberto ao diálogo.Conhecimento de todos ,que as Movimentos teológicos de origem protestantes são:
    Puritanismo
    Pietismo
    Evangelicalismo
    Ecumenismo
    Fundamentalismo cristão
    Pentecostalismo
    Neo-ortodoxia
    Liberalismo teológico
    Neopentecostalismo

    Um bom número de protestantes afirma que a Igreja católica foi fundada em 313, com o Edito de Constantino. Este argumento é facilmente rebatido com os dados da história.
    Por ocasião do Edito de Constantino, dando liberdade religiosa, já existia a Igreja estabelecida. Mesmo não sendo reconhecida oficialmente, possuía uma organização em todo o império romano. Em 313, a Igreja do Senhor Jesus, tinha como sucessor de Pedro, o papa Melciades.Também é importante saber que o Edito de Constantino não se tratou de um ato para favorecer exclusivamente os cristãos, e também não foi uma estratégia política para exercer um domínio sobre a Igreja. Em um dos trechos está escrito: ” …estando claramente de acordo com a tranqüilidade dos nossos tempos que cada um tenha a liberdade de escolher e adorar qualquer divindade que lhe apraza.Isto foi por nós feito a fim de que de modo algum parecesse discriminarmos contra qualquer categoria ou religião.”Recentemente em um site da Internet encontrei a seguinte afirmação, feita por um pastor brasileiro, radicado nos Estados Unidos: catolicismo romano – religião originária da Itália, em torno de 476dC.
    Esta afirmação traz um pecado grave contra a verdade, além de demonstrar uma total falta de conhecimento de história:
    -Em 476dC aconteceu a queda do Império romano do ocidente, com a invasão dos bárbaros. Segundo os historiadores esta foi a data do início da Idade Média.
    – Neste ano era papa Simplício (468-483). A pergunta que fica é: como a Igreja católica poderia ser fundada justamente no meio do pontificado de um de seus dirigentes?

    – Os documentos históricos vindos desde os primeiros séculos confirmam o nome de cada papa depois de Pedro. Destaco dois documentos importantes:

    – Irineu de Lião na obra Contra as heresias, escrita por volta de 180, dá uma lista até aquela época. Neste testemunho do século II entendemos que os primeiros cristãos tinham na sucessão apostólica o modo para saber como diferenciar a Igreja de Cristo de uma seita herética.

    – lista das sucessões de São Pedro até Felix 111(526-530), apresentada no Liber Pontificalis, escrito no século VI.
    AGORA PRESTE ATENÇÃO E LEIA POR FAVOR!!!! CRONOLOGIA PROTESTANTE

    Século I

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século II

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século III

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século IV

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século V

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século VI

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século VII

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século VIII

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século IX

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século X

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século XI

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século XII

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século XIII

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século XIV

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século XV

    Nenhuma referência , Porque não existiam

    Século XVI

    1517 – Lutero se afilia à príncipes devassos e em desobediência é excomungado.

    1517 – Lutero promove a divisão da fé, condenada em (Rm 16,17-18), chamando isso de “reforma”. Ninguém ficou nela.

    “Zwinglio, Calvino, Henrique VIII, Knox e no nosso tempo até Edir Macedo e outros, fundaram suas próprias seitas rivais umas das outras. Cada uma com sua própria conta Bancária”

    1520 – KARLSTADT ameaça arrancar sete livros da Bíblia. Ensaiam o 1º atentado à Bíblia.

    1521 – Lutero escreve à amigos dizendo desconfia estar levando uma multidão de seguidores seus à condenação eterna.

    1520 – Lutero e Melanchton fulminaram a “razão” condenaram o sistema astronômico de Copérnico.

    1522 – Lutero publica o seu escandaloso libelo contra o celibato, embora Cristo e Paulo o pregassem. (Cor 7,32-33)

    1522 – Calvino, obteve tantas cópias quanto pôde da Bíblia traduzida por outro protestante chamado Servet e as queimou.

    1524 – Lutero passou a usar traje nobre, (tipo paletó) tornando-o em fantasia do “crente”.

    1524 – As posições de Lutero contra Münzer (também protestante), matou 30,000 camponeses.

    1525 – Calvino matou na fogueira, o médico Michel Servet, que descobrira a circulação do sangue.

    1525 – Os anabatistas Proíbem o batismo infantil. Lutero, Calvino e Zwinglio mantiveram este batismo.

    1525 – Zuínglio adultera a Bíblia para acomodar sua heresia contra a presença real de Cristo na eucaristia.

    1527 – Os luteranos saqueiam Roma e promovem o maior genocídio da história da humanidade.

    1528 – Lutero escreve que “usem imagens se quiserem, segundo a Bíblia elas são úteis.” Resolveram odiá-las.

    1529 – Adotam para si o nome de “protestantes” na Segunda Dieta de Spira. Mais tarde mudam para “evangélicos”.

    1530 – Criam o texto da Confissão de Augsburgo, que nunca levariam a sério, pois manda batizar as crianças.

    1530 – Resolvem Extinguir o celibato, instituído por Cristo, a veneração a Vírgem e aos santos.

    1530 – A sua Confissão de Augsburgo reconhece: Maria é digna de suprema honra na maior medida (Art. 21,27)

    1530 – No texto da Confissão de Augsburgo, dos “evangélicos”, colocam o diabo nos artigos 3, 17, 19, 20, 26 e 28.

    1530 – Revela Lutero: “O diabo dormiu ao meu lado, em minha cama, mais vezes do que minha mulher.”

    1530 – Lutero documenta que o demônio o mandou suprimir a missa, de sua nova religião, ele obedeceu.

    1530 – Numa carta enviada a Jerônimo Weller, Lutero recomenda embriaguez e pecados em nome de Jesus.

    1530 – Declaram a Bíblia, única fonte da fé. Ignorando que a Bíblia é filha da Igreja “Coluna da Verdade” (1Tim 3,15).

    1531 – O rei Henrique VIII condenou a falsificada Bíblia protestante de Tyndale como uma corrupção da Escritura.

    1532 – Lutero parodia a Bíblia, colocando o diabo em lugar de Cristo, quando entregava as chaves do céu a Pedro.

    1534 – Lutero traduz a Bíblia para o alemão adulterando-a, mesmo já existindo outras 14 versões alemãs católicas desde 1466.

    1534 – Henrique VIII cria a igreja Anglicana para casar-se em adultério, e matou várias esposas por darem a luz meninas.

    1534 – Os Anabatistas apoderaram-se do governo da cidade episcopal de Munster, e introduziram ali a poligamia;

    1536 – Lutero arranca sete livros da bíblia, por contrariarem sua nova religião. Tachando-os de “apócrifos”.

    1537 – Lutero percebendo seu erro diz: “em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças.”

    1540 – Lutero apóia a bigamia do Landgrave Filipe de Hesse.

    1545 – Lutero lançou o panfleto “Contra os judeus e as suas mentiras.” que ensinava os alemão a perseguir os Judeus.

    1545 – Lutero pede de novo os decretos dos concílios católicos a fim de conservar a unidade da fé, por ele estilhaçada.

    1546 – Lutero morre embriagado, na cidade de Eisleben, no dia 18 de fevereiro.

    1546 – Melanchthon cria a lenda de que Lutero fixou suas 95 teses. Isso é negado pela maioria dos historiadores.

    1546 – Inventam a calúnia de que no Concílio de Trento, a Igreja colocou 7 livros na Bíblia. Tais Livros Já Estão na anterior Bíblia Gutemberg

    1554 – O Protestante Teodoro Bessa, pediu o uso da força pública contra os católicos.

    1554 – Perseguem os Católicos, na Inglaterra e na Irlanda, na mais escancarada intolerância religiosa. Mataram mais de 100 mil.

    1555 – O protestante Calvino, governou Genebra com mão-de-ferro, houve 58 execuções. Segundo Preserved Smith.

    1555 – As comemorações do Natal e da Páscoa eram rigorosamente proibidas por Calvino.

    1562 – A anglicana rainha Elizabeth, institui a Witch Act ou lei contra os bruxos de Jacques I.

    1579 – Protestantes mataram 40 jesuítas degolados, entre eles Inácio de Azevedo, morto violentamente a cutiladas.

    1635 – O luterano Benedict Carpzov assinou sentença de morte contra 20.000 “bruxas”.

    1635 – O alemão protestante Nichólas Romy, teve sobre sua consciência a morte de 900 pessoas.

    1670 – Teólogos protestantes queimam crianças vivas na Suécia.

    1685 – Começam tardiamente a celebrar a lenda do lançamento das teses de Lutero, como um “marco de ruptura” com Roma.

    1735 – Jonathan Edwards, em Massachusetts, descobriu acidentalmente a lavagem cerebral com voz alta e ritmada.

    1739 – Charles J. Finney emprega de vez a lavagem cerebral, usando movimentos bruscos e voz frenética e ritmada em cultos.

    1900 – A Sociedade Bíblica protestante para de imprimir os 07 livros da Bíblia, que contrariavam os argumentos de Lutero.

    1914 – Testemunhas de “Jeová” marcam o fim do mundo para 1914, 1918, depois para 1925, 1941, 1975 e nada.

    1915 – A “profetiza” Ellen White (adventista) morre completamente doida.

    1960 – Inventam a “teologia da prosperidade”. Tudo pelas coisas terrenas e materiais.

    1965 – Gerald B. Gardner calculou 9 Milhões de “bruxas” mortas por protestantes só na Alemanha.

    1978 – Pastor Jim Jonnes, na Guiana, levou à morte 913 seguidores, envenenando-os com um suco de uva.

    2000 – O pastor Joseph Kibwetere e Credonia Mwerinde matam queimadas 924 pessoas em Kampala – Uganda.

    2004 – Episcopais aceitam nomeação de bispo gay nos EUA.

    2004 – A igreja Luterana paga a multa Record de 69 MILHÕES DE DÓLARES por abusos sexuais, nos EUA.

    2005 – O “bispo” Rodrigues “lá e lô”, da igreja universal, é pego na CPI dos bingos, na CPI do Mensalão e preso na “operação Sanguessuga”.

    2005 – O “bispo” João Batista da IURD é detido com sete malas contendo 10 milhões e 200 mil reais entre notas falsas.

    2005 – Pastores dão golpe em 70 mil “evangélicos” e fogem com dinheiro pago por show gospel não realizado em S. Paulo.

    2005 – O lider luterano Eero Huovinem, procura o Papa Bento e afirma que 84% dos finlandeses luteranos querem ser católicos.

    2006 – O pastor Randall Radic vendeu a igreja da primeira congregação da cidade de Ripon-USA e comprou uma BMW.

    2006 – A igreja anglicana admitiu que traficava e vendia escravos africanos, revelou isso em 09/02/2006.

    2006 – A “bancada evangélica” formada pela Assembléia de Deus e a Universal, é presa em escândalo superfaturando ambulâncias.

    2006 – Líder do povo negro culpa os evangélicos pelo tráfico e escárnio dos escravos. http://www.adital.com.br/site/noticia.asp?lang=PT&cod=20880

    2006 – A “bancada evangélica” formada pela Assembléia de Deus e a Universal, é pega em escândalo superfaturando ambulâncias.

    2007 – Líderes da “igreja” Renascer são presos nos Estados unidos traficando dólares dentro de bíblias.

    2008 – Pastor lidera marcha da maconha em Recife

    ORIGENS DE ALGUMAS IGREJAS PROTESTANTES

    As Diferenças entre Igreja Católica e igrejas protestantes

    Autor: Jaime Francisco de Moura

    Lista de “algumas” seitas:

    . Luterana: Martinho Lutero (Alemanha) – 1517;

    . Anglicanismo: Henrique VIII (Inglaterra) – 1534;

    . Calvinismo: João Calvino (Suíça) – 1541;

    . Menonita: Menno Simons (Holanda) – 1550;

    . Presbiterianos: John Knox (Escócia) – 1567;

    . Congregacionistas: Robert Browne (Inglaterra) – 1580;

    . Batistas: John Smyth (Holanda) – 1600;

    . Quakers: George Fox (Inglaterra) – 1640;

    . Metodistas: John Wesley (Inglaterra) – 1739;

    . Mórmons: Joseh Smith (EUA) – 1830;

    . Adventistas: William Miller (EUA) – 1831;

    . Exército da Salvação: William Booth (Inglaterra) – 1865;

    . Testemunhas de Jeová: Charles Taze Russel (EUA) – 1884;

    . Congregação Cristã no Brasil: Luigi Francescon (Brasil) – 1910;

    . Assembléia de Deus: Vários pastores Protestantes (EUA) – 1918;

    . Igreja Evangélica Quadrangular ou Cruzada Nacional de Evangelização: Aimee Semple Mcpherson (Canadá) – 1918;

    . Tabernáculo da fé: Willian Marrian Branhan (EUA) – 1946;

    . Igreja da Unificação (Moon): Yong Myung Mun (Coréia) – 1954;

    . Igreja Apostólica ( ou Vó Rosa): Eurico Maltos e a Senhora

    Rosa (Brasil) – 1954;

    . O Brasil para Cristo: Manoel de Mello (Brasil) – 1955;

    . Templo Manjedoura Nazareno: Eloy Buges (Brasil) – 1958;

    . Deus é Amor: David Martins de Miranda (Brasil) – 1962;

    . Anuário da Fé – 1964;

    . Luz do Mundo – 1965;

    . Os Meninos de Deus: David Brandt (EUA) – 1968;

    . Divine Light Mission (DLM): (EUA) – 1970;

    . Cruzada da Nova Vida;

    . Igreja da Restauração;

    . Reavivamento Bíblico;

    . Cristo Pentecostal da Bíblia;

    . Igreja Pentecostal Jesus Nazareno;

    . Igreja do Evangelho Pleno;

    . Igreja da Graça;

    . Evangelho Quadrangular;

    . Casa da Benção…

    . Igreja Universal do Reino de Deus: Edir Macedo (Brasil) – 1994

    No Protestantismo, tronco dos Adventistas, com pouco mais de cem anos de existência, já tem:

    . Adventistas da Igreja Vindoura;

    . Adventistas da Bendita Esperança;

    . Adventistas do Sétimo Dia;

    . Adventistas Evangélicos

    . Adventistas do 1.º Advento

    . Cristãos Adventistas

    . Igreja Adventista da Sétima Reforma Divina

    . Igreja Este Brasil é Adventista

    . União da Vida e do Advento etc.

    Do tronco dos Metodistas temos:

    . Metodistas Livres;

    . Metodistas Primitivos;

    . Metodistas Ocidentais;

    . Metodistas Independentes;

    . Metodistas da Nova Jerusalém;

    . Metodistas Reformados;

    . Metodistas da União Evangélica;

    . Metodistas dos Irmãos Unidos em Cristo.

    . Metodistas (Divisão Esportiva)

    . Metodistas Internacional Fábrica de Milagres

    Do tronco dos Batistas já temos:

    . Batistas Calvinistas

    . Batistas Congregacionalistas

    . Batistas Primitivos

    . Batistas do Livre Pensamento

    . Batistas dos Seis Princípios

    . Batistas Tunkers

    . Batistas Campbellitas

    . Batistas Abertos

    . Batistas Fechedos

    . Batistas do Sétimo Dia

    . Igreja Batista Quemuel

    . Igreja Batista a Paz do Senhor e Anti-Globo

    . Igreja Batista Restrita

    . Igreja Batista Coluna de fogo etc.

    . Igreja Batista Cópia Da Perfeição.

    . Igreja Batista da Juventude Sem Drogas e Rock’N’Roll.

    . Igreja Batista Evangélica da Bazuca Celestial.

    . Igreja Batista Cósmico e Peregrino

    . Templo Batista Cósmico e Peregrino.

    Do tronco das Assembléias de Deus já temos:

    . Assembléia de Deus dos Primogênitos

    . Assembléia de Deus dos Remanescentes

    . Assembléia da Reforma Universal

    . Assembléia Ministério Eis-me Aqui

    . Assembléia de Deus Canela de Fogo.

    . Assembléia de Deus Filadélfia (Ministério canela de fogo)

    . Assembléia de Deus Fonte Santa em Biscoitão

    . Assembléia de Deus Caprichosos na Obra de Deus.

    . Assembléia de Deus da Beira da Estrada de Tribobó.

    . Assembléia de Deus do Pai do Filho e do Espírito Santo.

    . Assembléia de Deus do Papagaio Santo Que Ora a Bíblia.

    . Assembléia de Deus Filhos e Consolações.

    . Assembléia de Deus Retiro das Mangueiras etc.

    Do tronco dos Presbiterianos já temos:

    . Igreja Presbiteriana a Torre.

    . Igreja Presbiteriana do Apocalipse Sagrado.

    . Igreja Presbiteriana Juntando Ovelhas Desgarradas do Rebanho.

    . Igreja Presbiteriana Orquestra dos Anjos Benfazejos

    Muitos fundadores de igrejas e ministérios evangélicos se esmeram na criatividade para dar às suas congregações nomes que as destaquem de todas as outras. Confira o resultado de uma pesquisa em alguns estados do Brasil:

    . Igreja Evangélica Missão Celestial Pentecostal (São Luis – MA)

    . Igreja Evangélica Florzinha de Jesus (Londrina – PR)

    . Igreja Pentecostal Trombeta de Deus (Samambaia – DF)

    . Igreja Evangélica Cenáculo de Oração Jesus Está Voltando (Brasília – DF)

    . Igreja Evangélica Deus Pentecostal da Profecia (São Mateus – ES)

    . Igreja Evangélica Pentecostal Rebanho do Senhor (Castelo – ES)

    . Igreja Pentecostal Alarido de Deus (Anápolis – GO)

    . Igreja pentecostal Esconderijo do Altíssimo (Anápolis – GO)

    . Igreja comunidade Porta das Ovelhas (Belo Horizonte – MG)

    . Igreja de Deus que se Reúne nas Casas (Itaúna – MG)

    . Igreja Evangélica Pentecostal a Volta do Grande Rei (Poços de Caldas – MG)

    . Igreja Evangélica Cristã Pentecostal Jesus Pastor (Pouso alegre – MG)

    . Igreja Evangélica Pentecostal Creio Eu na Bíblia (Uberlândia – MG)

    . Igreja Evangélica Pentecostal Missões Portas Eternas (Contagem – MG)

    . Igreja Evangélica a Última Trombeta Soará (Contagem – MG)

    . Igreja Evangélica Pentecostal Sinal da Volta de Cristo (Três Lagoas – MS)

    . Igreja Pentecostal Jesus Nasceu em Belém (Belém – PA)

    . Igreja Evangélica Almas para Cristo (Curitiba – PR)

    . Igreja Evangélica Explosão da Fé (Belford Roxo – RJ)

    . Igreja Evangélica Vida Profunda (Itaperuna – RJ)

    . Igreja Pentecostal do Fogo Azul (Duque de Caxias – RJ)

    . Igreja Pentecostal o Poder de Deus é Fogo (Rio de Janeiro – RJ)

    . Igreja Evangélica em Obra de Libertação (Rio de Janeiro – RJ)

    . Ministério Favos de Mel (Rio de Janeiro – RJ)

    . Igreja Evangélica Pentecostal Labareda de Fogo (Rio de Janeiro – RJ)

    . Igreja Evangélica Internacional soldados da Cruz de Cristo (Rio de Janeiro – RJ)

    . Igreja a Serpente de Moisés, a que Engoliu as Outras (Rio de Janeiro – RJ)

    . Assembléia de Deus com Doutrinas e sem Costumes (Rio de Janeiro – RJ)

    . Igreja Pentecostal Assembléia dos Santos (Rio de Janeiro – RJ)

    . Igreja Pentecostal da Unificação em Jesus Cristo (Rio de Janeiro – RJ)

    . Templo Evangélico da Sétima Trombeta (Rio de Janeiro – RJ)

    . Igreja Primitiva do Senhor (Campos – RJ)

    . Igreja Evangélica Universal Jesus Breve Vem (Vilhena – ES)

    . Igreja Pentecostal Monte da Obra Missionária (Jaru – RO)

    . Igreja Pentecostal Remidos do Senhor no Brasil (Pimenta Bueno – RO)

    . Igreja de Jesus Cristo no Universo (Porto Velho – RO)

    . Tabernáculo o Senhor é Meu Pastor (Santana do Livramento – RS)

    . Catedral Evangélica Pentecostal do Grande Deus (Bragança Paulista – SP)

    . Congregação de Profetas Jesus Nosso Rei dos Judeus (Taubaté – SP)

    . Igreja Atual dos Últimos Dias (Araras – SP)

    . Igreja Cristã Pentecostal Universal Sarça Ardente (Cabreuva – SP)

    . Igreja Despertai Para Jesus (São Vicente – SP)

    . Igreja de Deus Assembléia dos Anciãos (Itapecirica da Serra – SP)

    . Igreja do Evangelho Triangular no Brasil (Sertãozinho – SP)

    . Igreja Evangélica Ministério Cristão Fé e Palavra Pentecostal (Osasco – SP)

    . Igreja Evangélica Facho de Luz (São Bernardo do Campo – SP)

    . Igreja Evangélica Pentecostal a Tenda da Salvação (São José do Rio Preto – SP)

    . Igreja Evangélica Pentecostal os Mensageiros do Rei Jesus (Guaianazes – SP)

    . Igreja de Novo Amanhã (Canoas – RS)

    . Igreja Evangélica Pentecostal Primitiva Unida (Piracicaba – SP)

    . Igreja Pentecostal Barco da Salvação (Mauá – SP)

    . Igreja Pentecostal Jesus Vem e Vencerá pela Fé (São Paulo – SP)

    . Igreja Evangélica Pentecostal Cuspe de Cristo (São Paulo – SP)

    . Igreja Evangélica Pentecostal a Última Embarcação Para Cristo (São Paulo – SP)

    . Igreja Pentecostal Jesus Vem Você Fica (São Paulo – SP)

    . Igreja Lugar Forte (São Paulo – SP)

    . Igreja Pentecostal o Senhor Pelejará por Vós (Santo André – SP)

    . Igreja Pentecostal Povo de Deus Marcha (Orlândia – SP)

    . Igreja Pentecostal Uma Porta para a Salvação (Presidente Prudente – SP)

    . Igreja Evangélica Missão Apoio Ina-Shi

    . Igreja Evangélica Casa de Orações Para Todas as Nações

    . Igreja Evangélica Ministerial Internacional Emanuel

    . Igreja Evangélica Renovando Vidas

    . Igreja Evangélica Jesus a Verdade Que Marca

    . Igreja Evangélica Fundamento Apostólico

    NOTA IMPORTANTE:

    Todos os debates religiosos travados entre católicos e protestantes foram vencidos pelos católicos, estes debates estão expostos nos sites católicos.

    Já os protestantes vencidos, os escondem e nunca os publicam em seus sites, para continuarem a enganar os indoutos.

    DISSE RUI BARBOSA:

    “Estudei todas as religiões do mundo e cheguei a seguinte conclusão: Religião ou a Católica ou nenhuma”.

    (Livro Oriente, Carlos Mariano de M. Santos (1998-2004) artigo 5º.

    “Recomendo-vos, irmãos, que tomeis cuidado com os que produzem divisões contra a doutrina que aprendestes. Afastai-vos deles” (Rm 16, 17)Lucas 21,8 “Cuidado para não serdes enganados, porque muitos virao em MEU NOME” (JESUS)

    Mateus 24,4-5 “Respondeu-lhes Jesus: Cuidai que ninguém vos seduza. Muitos virão em MEU NOME.”

    Mateus 24, 11-12 “Levantar-se-ão muitos falsos profetas e seduzirão a muitos. E, ante o progresso crescente da iniqüidade, a caridade de muitos esfriará“

    Col 2,23 “Elas podem, sem dúvida, dar a impressão de sabedoria, enquanto exibem culto voluntário, de humildade e austeridade corporal. Mas não têm nenhum valor real, e só servem para satisfazer a carne.”

    II Tim 3,5 “Ostentarão a aparência de piedade, mas desdenharão a realidade. Dessa gente, afasta-te!“

    II Cor 11,13-15 “Esses tais são falsos apóstolos, operários desonestos, que se disfarçam em apóstolos de Cristo, o que não é de espantar. Pois, se o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz, parece bem normal que seus ministros se disfarcem em ministros de justiça, cujo fim, no entanto, será segundo as suas obras”.

    Mateus 7,15-16 “Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores, pelos seus frutos os conhecereis”

    “Caríssimos, não deis fé a qualquer espírito, mas examinai se os espíritos são de Deus, porque muitos falsos profetas se levantaram no mundo” (1 João 4,1).

    “Assim como houve entre o povo falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos doutores que introduzirão disfarçadamente seitas perniciosas. Eles, renegando assim o Senhor que os resgatou, atrairão sobre si uma ruína repentina. Muitos os seguirão nas suas desordens e serão deste modo a causa de o caminho da verdade ser caluniado. Movidos por cobiça, eles vos hão de explorar por palavras cheias de astúcia. Há muito tempo a condenação os ameaça, e a sua ruína não dorme”
    2Pe 2,1-3).“Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Tendo nos ouvidos o desejo de ouvir novidades, escolherão para si, ao capricho de suas paixões, uma multidão de mestres. Afastarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas.”
    (2 Tim 4,2-4).

    ENTENDEU PSEUDO CRISTÃ?
    LEIA…DE MENTE ABERTA !!!!
    ….DEPOIS ME RESPONDA….QUAL DENOMINAÇÃO VOÇÊ É ???
    E EU TE DAREI O NOME DO CARTÓRIO QUE A IGREJA FOI REGISTRADA,NOME E DATA…QUE TAL???
    ACEITA O DESAFIO ????
    RAFAEL PACCHINI JUNIOR.
    CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO…E BEM ROMANO !!!


  45. Rafael, sinto em te desapontar, diferente de você não defendo denominação alguma, defendo o cristianismo com base na busca de comunhão total com Deus, gosto muito da maneira como você estuda as coisas, por isso decidi entrar nesse debate, acredito que algumas coisas são de poder exclusivo do Espirito Santo e a revelação da verdade é uma delas, penso que a sua procura por dados historicos ja é um bom começo, terei que te desapontar novamente , Pedro realmente fundou a igreja cristã, mas não a Catolica Apostolica Romana, Pedro jamais esteve em Roma, me preocupa o fato da sua defesa ao catolicismo e não ao cristianismo, como te disse sou cristã e não catolica, acredito no cristianismo e não no catolicismo, concordo que temos muitas denominações e que isso é realmente o indicio de que por ai temos muitos falsos profetas, vamos lá, por que a igreja catolica adotou 07 livros a mais na sua Biblia? Quanto a Constantino, Constantino era pagão, o que é ser pagao? Pagao é acreditar em varios deuses, isso é ser pagao, Constantino acreditava no Deus Sol, como sendo o principal dos Deuses, ao perceber que a massa cristã o engoliria, ele na sua vasta inteligencia resolveu então fingir se converter ao Cristianismo, se alguem acredita que a Igreja foi fundada nessa epoca realmente esta enganado, ja existiam cristãos nessa epoca, exatamente ai começaram as divisoes, Constantino fingindo se converter propos um acordo aos cristaos, dentro desse acordo estaria algumas normas diferenciadas como por exemplo retirar o 4-mandamento da Bliblia e adotar esses outros 07 livros que estão hoje incluindo a Guarda efetiva do Domingo, por que o Domingo?, simples porque o Domingo é o dia do Deus Sol, Constantino fingiria ser Cristão e continuaria adorando ao seu Deus, a Igreja Catolica aceitou e hoje temos esse modelo que vc segue pelo que percebi, os cristãos que descordaram disso seguiram e criaram as Igrejas chamadas Protestantes, ou seja, o que temos hoje de modelo de catolicismo está longe de ser o correto, e digo infelizmente , gostaria muito que fosse o correto, seria uma maneira bem facil de seguir a uma doutrina, o que posso te dizer é continue assim, estudando, procurando, lendo, mas antes de tudo ore e peça a Deus para que te indique o caminho correto a seguir, procure ouvir a voz Deus e ter uma comunhão total para guiar suas açoes, transfira o seu conhecimento as pessoas e abra a mente para receber o conhecimento delas, não descuto religião mas não me cego diante de dados e/ou doutrinas culturais, leia a Biblia, procure nela a resposta, Deus te dará.

    Abs,


  46. Só precisa de “Religião” quem ainda não confia em DEUS… Pois “Acreditar” é a premissa básica… Religião significa RELIGAÇÃO, se já confiamos em DEUS, para que serve religião? Eu não preciso “religar” a algo que já estou “ligado”. Eu não acredito em DEUS, Eu “Confio em DEUS”, pois não confiar seria no mínimo falta de inteligência, não temos nada a perder, é só fazer a nossa parte e seguirmos os preceitos lógicos de coexistência entre os seres e todas as coisas do Universo, o resto é só misticismo, rituais e crendices, humanas e falhas… Caso contrário não haveria tantas discordâncias e discrepâncias. Verdades absolutas mundo afora, conflitos, guerras, matanças em nome DEUS… O Humano comete barbaridades o tempo todo através de sua jornada e depois, hora culpa DEUS, hora culpa o DIABO, mas nunca assume seus erros. Recebe a dádiva da vida e não a valoriza, mas na hora devolve-la, reclama, apavora-ce, como uma criança mimada. Fica a espera de um Julgamento que um dia virá, mas não se da conta que somos julgados e sentenciados a cada ato. A sentença é automática, lógica, independe da vontade divina, simplesmente acontece… E se acontece é justa.


  47. A história da humanidade nós mostra que através dos tempos muitas religiões têm sido usadas como instrumento de domínio de povos culturalmente menos favorecidos, para levar as pessoas simples a pensar que precisam de lideres ou salvadores. Tirando-lhes o direito e o entendimento de lutar por si mesmos.
    A vida no planeta Terra é muito simples, segundo o Criador, nele tudo está disponível e só ser racional, compartilhador e equilibrado… DEUS já nos deu tudo o que precisamos, nós é que não lidamos bem com toda esta abundancia e liberdade. Nós mesmos e que criamos dificuldades, escolhemos caminhos difíceis ao invés do lógico e racional.


  48. Olá irmão, VC DIZ, QUE NÃO PRECISAMOS DE RELIGIÃO?
    DEIXAREI UMA RESPOSTA RESENHA Á VC E AO NOSSO AMIGO CRISTÃ !!!
    Você me disse que acredita que algumas coisas são de poder exclusivo do Espirito Santo e a revelação da verdade é uma delas .Eu também concordo!!!
    Mas, voçê também acredita que o espírito santo seje dividido? Por exemplo:
    Se todas as denominações cristãs tem Deus como seu tutor, e o espírito santo revelado por Deus.Então , o espírito santo está errado em algumas coisas.Pois conforme as instituições religiosas ,a palavra é revelada de vários contextos.Ele não pode nos revelar a palavra de Deus para um grupo de pessoas, depois mudar a revelação para outro grupo de Pessoas.
    Mas, nós dois sabemos que o espírito santo é infalível , não é!
    Se acreditamos no espírito santo seje infalível,pois nos trás a palavra de Deus.Alguns grupos de pessoas(denominação religiosas) estão enganadas.
    Então fazeremos assim.:
    Lhe mostrarei se permitir, daqui por diante…….dados históricos e registrados pela história.
    Quando eu entrar em algum campo que tenha o dogma – Tradição, lhe avisarei imediatamente.
    Vamos separar, dogmas-Tradições e Dados Históricos.
    Dogmas, podemos também debater.Mas precisamos de mais espaço aberto dentro do coração e também da mente.
    Agora, dados históricos…concretos de fontes fidedignas…..não podemos debater!
    Por quê;? Por que são dados históricos!!!
    Não se muda a história..(.passado).
    Usarei aqui, principalmente ….fontes fidedignas de meus amigos protestantes.
    Sim, tenho vários amigos…e bons….muito bons!!!
    Estudiosos da palavra de Deus…..
    Como também tenho muitos amigos católicos!!!
    Na verdade, eu venho me segurando….como norma de consciência…….em não entrar em debates religiosos.
    Ora, por parte da grande bagagem de informações que carrego……ora por não entender no mais íntimo do meu ser…..como algumas coisas ainda são inesxplicáveis para certas pessoas.
    Mas, vamos começar a exegese..ok!
    1ª Prova, bíblica.
    1 Pedro 5, 13. A igreja escolhida de Babilônia saúda-vos, assim como também Marcos, meu filho.
    Está é a principal prova de que Pedro esteve em Roma, visto que Roma era tira como a babilônia na época pela semelhança que tinha com a babilônia (Ap 17,5; 18, 10). Assim, na mente de Pedro, a Roma dos seus dias lembrava a antiga Babilônia em riqueza, luxúria e licenciosidade
    Objeção:
    Alguns dizem que está babilônia era Babilônia do Egito ou ainda mais fortemente a Babilônia do Eufrates é considerada por muitos como o lugar aí designado, pois muitos Judeus, ainda moravam em Babilônia.
    Refutação:
    A babilônia do Egito, sendo provavelmente um posto militar do Império Romano, no local onde hoje é a cidade do Cairo, não existe nenhum registro das missões e da tradição que havia uma comunidade de cristãos ali naquela época muito menos que Pedro tenha estado ali, não encontramos nenhum indicio de cristianismo lá.
    Já a babilônia do Eufrates não existe notícia nem tradição de qualquer apóstolo ter estado na Mesopotâmia, salvo Tomé.
    Ou seja, em nenhuma das outras babilônias literais há qualquer noticia de comunidade cristã por perto, somente Roma se encaixa na descrição de Pedro.
    2ª Prova bíblica.
    Colossenses 4, 10. Saúda-vos Aristarco, meu companheiro de prisão, e Marcos, primo de Barnabé, a respeito do qual já recebestes instruções.
    Assim como Pedro diz que Marcos está com ele em Babilônia (ROMA), Paulo também quando escreve sua carta aos Colossenses diz que Marcos está com ele em Roma.
    Paulo manda Timóteo levar Marcos a Roma Em II Timóteo:
    II Timóteo 4,11b. Toma contigo Marcos e traze-o, porque me é bem útil para o ministério.
    Timóteo estava em Éfeso e só poderia Marcos estar lá ou em uma cidade por perto no caminho para Roma, e não em Babilônia do Eufrates.
    Se formos ver as datas das cartas veremos que II Timóteo foi escrita antes de 1 Pedro, portanto as datas se encaixam, Marcos foi para Roma com Timóteo por volta do ano 65 quando Paulo escreveu a 2ª carta a ele , e antes do ano 67 Pedro escreveu sua carta as comunidades da Ásia menor com Marcos. E alguns Anos depois Paulo escreveu sua Cartas aos Colossenses e Marcos estava com ele em Roma. Será que Marcos iria de Éfeso a Roma, Depois ir pra Babilônia do Eufrates mais de 3000 km de distancia escrever a carta com Pedro e voltar pra Roma? É meio que absurdo para a época, sem meios de transportes e nem estradas e etc. veja o mapa:

    Ele estaria viajando mais de 6000 km em um curto período de tempo o que é ilógico, como já disse, para a época.
    3ª Prova bíblica
    I Pedro 5, 12. Por meio de Silvano, que estimo como a um irmão fiel, vos escrevi essas poucas palavras. Minha intenção é de admoestar-vos e assegurar-vos que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes.
    Todos Sabem que Silvano Andava junto a Timóteo, e na região de Éfeso próximo a Europa, o que era que Silvano iria fazer na Babilônia? Marcos e Silvano iriam para a babilônia do Eufrates somente para escrever a carta com Pedro e Depois voltarem para Roma? É geograficamente e fisicamente impossível eles estarem em 2 lugares ao menos tempo.
    Relatos históricos ¹ (prestem atenção nas datas):
    Como a verdade é única e imutável, assim como ninguém pode apagar a história, afim de desmentir aqueles que negam a vida do Santo Apóstolo Pedro em Roma, seu episcopado e martírio nesta cidade, vale a pena sempre recordar a memória cristã afim de combater o erro.
    Pedro pregou em Roma
    “Lancemos os olhos sobre os excelentes apóstolos: Pedro foi para a glória que lhe era devida; e foi em razão da inveja e da discórdia que Paulo mostrou o preço da paciência: depois de ter ensinado a justiça ao mundo inteiro e ter atingido os confins do Ocidente, deu testemunho perante aqueles que governavam e, desta forma, deixou o mundo e foi para o lugar santo. A esses homens [...] juntou-se grande multidão de eleitos que, em conseqüência da inveja, padeceram muitos ultrajes e torturas, deixando entre nós magnífico exemplo.” (São Clemente Bispo de Roma, ano 96, Carta aos Coríntios, 5,3-7; 6,1).
    Clemente o 3º Bispo de Roma após Pedro, dá testemunho do belíssimo exemplo que o Apóstolo deixou entre os cidadãos Romanos.
    “Não é como Pedro e Paulo que eu vos dou ordens; eles foram apóstolos, eu não sou senão um condenado” (Santo Inácio Bispo de Antioquia – Carta aos Romanos 4,3 – 107 d.C).
    Se Pedro não esteve em Roma, qual é o sentido destas palavras de Inácio de Antioquia?
    “Assim, Mateus publicou entre os hebreus, na língua deles, o escrito dos Evangelhos, quando Pedro e Paulo evangelizavam em Roma e aí fundavam a Igreja.” (Santo Ireneu Bispo de Lião – Contra as Heresias,III,1,1 – 180 d.C).
    “Logo depois, o supracitado mágico [Simão], com os olhos do espírito impressionados por uma luz divina e extraordinária, após ter sido convencido de suas insídias [cf. At 8,18-23] pelo apóstolo Pedro, na Judéia, empreendeu uma longa viagem além-mar. Fugiu do Oriente para o Ocidente, julgando que, somente ali, poderia viver de acordo com suas convicções. Veio para Roma, onde foi bastante coadjuvado pela potëncia ali bem estabelecida [cf. Ap 17], e em pouco tempo sua iniciativas tiveram êxito, pois foi honrado como um deus pelo povo da região, com a ereção de uma estátua. Mas estas coisas pouco duraram. Imediatamente depois, ainda no começo do império de Cláudio, a Providência universal, boníssima e cheia de amor aos homens, conduziu mão a Roma, qual adversário deste destruidor da vida, o valoroso e grande apóstolo Pedro, o primeiro dentre todos pela virtude. Autêntico general de Deus, munido de armas divinas [cf. Ef 6,14-17; 1Ts 5,8], trazia do Oriente ao Ocidente a preciosa mercadoria da luz inteligível, e anunciava, como a própria luz [cf. Jo 1,9] e palavra da salvação para as almas, a boa nova do reino dos céus” (Eusébio de Cesaréia – HE,III,14,4-6 – 317 d.C)
    “Sob Cláudio [Imperador], Fílon [quande estoriador judeu] em Roma relacionou-se com Pedro, que então pregava aos seus habitantes.” (Eusébio de Cesaréia – HE II,17,1 – 317 d.C)
    Pedro foi Bispo de Roma
    Eusébio de Cesaréia, narrando sobre a primeira sucessão Apostólica em Roma escreve:
    “Depois do martírio de Pedro e Paulo, o primeiro a obter o episcopado na Igreja de Roma foi Lino. Paulo, ao escrever de Roma a Timóteo, cita-o na saudação final da carta [cf. 2Tm 4,21].” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,III,2 – 317 d.C).
    “[...]quanto a Lino, cuja presença junto dele [do Apóstolo Paulo] em Roma foi registrada na 2ª carta a Timóteo [cf. 2Tm 4,21], depois de Pedro foi o primeiro a obter ali o episcopado, conforme mencionamos mais acima.” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,IV,8 – 317 d.C).
    “[...]Alexandre recebeu o episcopado em Roma, sendo o quinto na sucessão de Pedro e Paulo” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,IV,1 – 317 d.C).
    Pedro sofreu o martírio em Roma
    “Tendo vindo ambos a Corinto, os dois apóstolos Pedro e Paulo nos formaram na doutrina evangélica. A seguir, indo para a Itália, eles vos transmitiram os mesmos ensinamentos e, por fim, sofreram o martírio simultaneamente” (Dionísio de Corinto, ano 170, extrato de uma de suas cartas aos Romanos conforme fragmento conservado na HE II,25,8).
    “Eu, porém, posso mostrar o troféu dos Apóstolos [Pedro e Paulo]. Se, pois, quereis ir ao Vaticano ou à Via Ostiense, encontrarás os troféus dos fundadores desta Igreja” (Discursocontra Probo – Caio presbítero de Roma, + ou – 199 d.C). Eusébio também trata deste escrito em HE II,25,7.
    “Pedro, finalmente tendo ido para Roma, lá foi crucificado de cabeça para baixo” (Orígenes, +253, conforme fragmento conservado na HE, III,1)
    “Quando Nero viu consolidado seu poder, começou a empreender ações ímpias e muniu-se contra o culto do Deus do universo. [...] Foi também ele, o primeiro de todos os figadais inimigos de Deus, que teve a presunção de matar os apóstolos. Com efeito, conta-se que sob seu reinado Paulo foi decapitado em Roma. E ali igualmente Pedro foi crucificado [cf. Jo 21,18-19; 2Pd 1,14]. Confirmam tal asserção os nomes de Pedro e de Paulo, até hoje atribuídos aos cemitérios da cidade.” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,II,25,1-5 – 317 d.C).
    “Pedro, contudo, parece ter pregado aos judeus da Diáspora, no Ponto, na Galácia, na Bitínia, na Capadócia e na Ásia [cf. 1Pd 1,1), e finalmente foi para Roma, onde foi crucificado de cabeça para baixo, conforme ele mesmo desejara sofrer.” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE III,2 – 317 d.C)
    Os críticos atuais não têm dificuldade de admitir a tese católica. Citemos algumas das linhas de Harnack (“Cronologia”): “O martírio de S. Pedro em Roma foi antigamente combatido pelos preconceitos tendenciosos dos protestantes… Mas foi um erro que todo investigador, que não queira ser cego, pode verificar”. “Hoje em dia”, diz o mesmo crítico num discurso (1907) pronunciado na Universidade de Berlim, “sabemos que esta vinda (de S. Pedro a Roma) é um fato incontestável e que o começo da primazia romana remonta ao século II”.
    Acusações protestantes infundadas (retiradas de um site do qual não tenho mais o link se alguém tiver, por favor, poste aqui):
    “A lenda corrente de que o apóstolo Pedro residira em Roma por um período de 25 anos (de 42 a 67 d.C.), onde teria sido supostamente sepultado, faz parte do rico fabulário inventado pelo sistema católico romano, baseado na tradição!”
    “Interessante que tal lenda, surgida lá pelos idos do século terceiro, determinava um período de 42 até 67 d.C., justamente quando o apóstolo desenvolvia seu ministério em inúmeras cidades.”
    Estes acusadores de “meia tigela” não mostram de jeito nenhum de onde tiraram que Igreja diz que Pedro esteve em Roma por 25 anos. Os Historiadores eclesiásticos que citam Pedro como bispo de Roma por 25 anos são Eusébio e Jerônimo, porém não é um tempo exato veremos mais a frente. Como já mostrei antes nos testemunho Patristicos desde o ano 96 no 1º século já vemos notícias de pedro em Roma!
    Vejamos a explicação para o que Diz Eusébio e Jeronimo dos 25 anos:
    A Tradição Cristã conserva, que terminado o Concílio em Jerusalém, Pedro viajou para Roma. Era um antigo ideal que zelosamente guardava no coração, de poder evangelizar o centro do Império Romano. Provavelmente se deslocou para Cesaréia e ainda no ano 49 ou 50, foi para a Itália, quando Cláudio era o Imperador Romano.
    Esta conclusão é confirmada pela voz unânime da Tradição. É praticamente certo que Pedro viajou para Roma depois de 49 A.D. Sobre a duração do trabalho evangelizador de Pedro em Roma, há também controvérsias e não podemos seguir integralmente os dados cronológicos de Eusébio e Jerônimo, cujas considerações foram estabelecidas sobre crônicas do terceiro século, as quais não fazem parte da Velha Tradição, mas apenas constituem o resultado de cálculos que tiveram por base uma lista episcopal datada de fins do segundo século. Conforme Eusébio, foi apresentado no terceiro século o “Chronograph 354″, que estabelece um tempo de vinte e cinco anos de pontificado para São Pedro em Roma. Entretanto, consideramos o mencionado tempo excessivamente longo, se lembrarmos que a chegada de Pedro a Roma foi em 49. De acordo com a “Crônica” de Eusébio, o décimo terceiro ou décimo quarto ano do reinado de Nero é considerado como o ano em que ocorreu a morte de Pedro e Paulo (ou seja, ano 67-68). Assim sendo, como Pedro chegou a Roma no ano 49 e morreu no ano 67, a relação apresentada pelo “Chronograph 354” que fixa o seu episcopado em vinte e cinco anos, evidentemente não está correta e assim, o tempo de 25 anos deverá ser reduzido para dezoito anos, (porque 67 – 49 = 18 anos) (cf. Bartolini, Roma, 1868). Na verdade o período de 18 anos é um tempo mais condizente com os fatos conservados pela Tradição Cristã.²
    Ano 54 – O imperador Claudio (41-54) expulsou de Roma todos os judeus, porque causavam distúrbios (Atos 18.2). Até o ano 54, pois, Pedro não podia estar em Roma porque era judeu, não tendo ouvintes judeus.
    Ora todos sabem que os primeiros cristãos viviam nas catacumbas de Roma onde os soldados romanos não podiam ir, e Pedro era Cristão e não mais judeu. E no entanto isto não quer dizer que ele não estava em Roma, visto que em muitos casos os apóstolos pregavam escondidos para não serem presos.
    Ano 55 – Mencionado como “evangelista itinerante” (1Coríntios 9.5). Neste período, evangelizou o Ponto, a Galácia, aCapadócia, a Ásia, a Bitínia e Babilônia (1Pedro 1.1;5.13).
    Vamos verificar está citação:
    1 Coríntios 9, 5 Não temos nós direito de levar conosco uma esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas?
    Onde nesta passagem está escrito que Pedro era evangelista itinerante? O que eu posso ler ai é que Pedro pode levar consigo a esposa dele, além do mais em todos os lugares que os apóstolos passavam eles evangelizavam, porém isto não diz que eles são itinerantes!
    Outro erro feio o acusador cita 1 Pedro dizendo que os acontecimentos dela foram no 55, sendo que 1ª Pedro foi escrita depois do ano 60, entre 64 e 67 para ser mais exato. Portanto mais do que furada está acusação!
    Ano 57 – Paulo, na Epístola aos Romanos, saúda, nominalmente, 28 pessoas, mas não fala de Pedro (Romanos 18.1-15).
    Ora e o que isto tem haver com uma pessoa está em Roma ou não?
    O argumento fundado no silêncio não tem valor algum, a não ser que se prova que o fato passado em silêncio devia ser tratado ou mencionado por Paulo.
    Paulo, três dias depois de chegar a Roma, “convocou os judeus mais notáveis”, pregando-lhes a Salvação em CRISTO JESUS. Desconheciam a doutrina que lhes era anunciada (Atos 28.17-29).
    Ora o fato de alguns judeus não conhecerem a doutrina cristã não quer dizer que Pedro não estava lá, o fato de alguns africanos não conhecerem Cristo não quer dizer que João Paulo II nunca esteve na África.
    E onde estavam os cristãos que Paulo se dirigiu em suas epistola aos romanos que não evangelizaram estes judeus? Então não havia nenhum cristão em Roma, para pregar para aqueles judeus?
    Anos 61 a 63
    Paulo esteve preso em Roma por 2 anos, mas nunca Pedro o visitou.
    Onde é que diz que Pedro nunca o visitou? Lucas em atos disse somente que Paulo esteve lá por 2 anos e não cita mais nada, é desconhecida as atividades de Paulo em Roma!
    Na Segunda Epístola a Timóteo, escrita na prisão, no ano 63, Paulo queixou-se dos discípulos e amigos que se ausentaram: “Só Lucas está comigo” (2Timóteo 4.11). Pedro devia estar em Babilônia,de onde escreveu sua Primeira Epístola (1Pedro 5.13).
    Mais uma omissão e deturpação e contradição:
    Ele omite que Paulo mandou Timóteo levar Marcos para Roma, é só conferir os versículos seguintes a passagem que ele cita para ver, e já mostrei que Marcos estavam em Roma.
    Se contradiz dizendo que em 63 Pedro estava em Babilônia. Ora como ele disse que Pedro era itinerante e disse que em 55 ele escreveu 1ª Pedro, então Pedro esteve ao menos 8 anos na Babilônia do Eufrates, e por que não encontramos nenhum indício na tradição ou mesmo histórico de nenhuma comunidade cristã lá?
    Ano 67 – Pedro escreveu suas epístolas. Não há nenhum sinal de sua presença em Roma!
    Vejam ai que Grande contradição, afinal Pedro escreveu suas epistolas em 55 como ele citou anteriormente ou em 67?
    Ele era itinerante ou permaneceu 12 anos na babilônia do Eufrates? Por que de 55 a 67 são 12 anos quando foi então martirizado. É confuso entender tantas contradições!
    Assim, entendemos, que a estada de Pedro em Roma, por 25 anos e a qual o catolicismo romano dá foros de verdade, não passa, isto sim, de uma ” lenda escandalosa e pérfida, não havendo provas de seu martírio em Roma”, conforme nos relata o ex-padre (ex-locutor do Vaticano), Antônio Gonçalves Pires, em seu livro “Pode um católico salvar-se?”
    Assim entendemos que as tentativas de deturpar a verdade a qual a “acusogética” protestante dá foros de verdade, não passa, isto sim, de uma lenda escandalosa e pérfida, havendo VÁRIAS provas de seu martírio, episcopado e estadia em Roma conforme nos relata a bíblia, a história, geografia e a tradição!
    O Apóstolo Pedro esteve em Roma

    INTRODUÇÃO
    Muitos protestantes em seu afã de querer negar a autoridade de Pedro e de seus sucessores chegam inclusive a afirmar que Pedro nunca esteve em Roma.
    Façamos um estudo mais detalhado para responder a isto e, assim, amar mais ao papa como sucessor de Pedro.
    A MISSÃO APOSTÓLICA
    Dizia o historiador protestante Robert MacLauner que “as origens do Cristianismo apontam para Roma”. Da mesma forma, apontava Santo Ambrósio, no século IV, que “onde está Pedro, aí está a Igreja Católica”. Segundo a antiga Tradição, o Apóstolo foi bispo de Antioquia por sete anos, logo após ser libertado do cárcere de Jerusalém no ano de 42; daí dirigiu-se para a capital do Império Romano e se pôs a frente daquela comunidade cristã que havia sido eleita por Deus:
    “Vos saúda a Igreja que está em Babilônia, eleita como vós…” (1Pedro 5,13).
    Eusébio e São Jerônimo sugerem que Pedro foi bispo de Roma por vinte e cinco anos, mas isto de maneira não-contínua, pois Pedro esteve novamente na Cidade Santa por volta do ano 49 ou 50. Roma era, portanto, sua sé principal, ainda que os Apóstolos fossem considerados como pertencentes a toda Igreja Católica.
    Relata uma lenda piedosa que, por volta do ano 60, Pedro se retirava de Roma quando lhe apareceu Jesus dizendo-lhe que ia para lá para ser novamente crucificado. O próprio Senhor havia anunciado que Pedro morreria por sua fé, glorificando a Deus com sua morte (João 21,19).
    O MARTÍRIO DE PEDRO
    Quando o primeiro Vigário de Cristo chegou em Roma, os cristãos a identificavam com a outra “Babilônia, a grande”. A cidade, construída sobre sete colinas (Apocalipse 17,9), era a capital dos novos opressores idólatras, metrópole imensa, luxuosa e pecadora (14,8; 17,5; 18,1ss), que desfrutava de grande poder político, militar e econômico. Não menos corrupto era o imperador Nero César (54-68), indicado por São João, no livro do Apocalipse, como a Besta, o 666, que é “um número de homem” (13,18).
    Pois bem. No ano 64, o monarca-maníaca mandou incendiar a cidade e jogou a culpa nos cristãos, que eram considerados como uma seita judaica, hostis à sociedade pagã e acusados de render culto a Jesus ao invés de ao imperador e aos seus ídolos. O historiador romano Tácito narra como eram colocadas peles de animais sobre os cristãos para que fossem devorados por leões e feras do circo; ou untandos com graxa para, em seguida, serem atados a postes e iluminarem a noite, como tochas humanas, nos jardins imperiais e na Via Ápia. Cumpria-se assim a célebre frase de Tertuliano: “O sangue dos mártires é semente para novos cristãos” (cfr. Apocalipse 18,24).
    Nessa mesma perseguição, o Apóstolo Pedro foi feito prisioneiro no cárcere mamertina e pouco depois crucificado de cabeça para baixo – a seu pedido, como ato de humildade – próximo do circo romano, na colina vaticana. Aqui foi enterrado por seus seguidores em um cemitério contíguo; dizia-se que uma parede vermelha apontava o local.

    PROVAS HISTÓRICAS
    Trinta anos depois do martírio do Apóstolo, o papa Santo Anacleto construiu um oratório no local onde os fiéis se reuniam. Também se acha o testemunho do papa São Clemente Romano, que escreveu uma carta contemporânea do Evangelho de São João (90 d.C.), em que cita a morte gloriosa do pescador da Galiléia.
    No século II, Santo Inácio de Antioquia, Pápias de Hierápolis, São Clemente de Alexandria, Tertuliano de Cartago, o bispo Dionísio de Corinto e o denominado Cânon Muratoriano confirmam o martírio dos príncipes da Igreja, Pedro e Paulo, em Roma.
    Dos relatos não-cristãos se sobressai a crônica de Celso ao imperador Adriano (117-138), que assegura que o nome de Pedro gozava de grande popularidade na capital do Império. Em princípios do século III, Santo Ireneu, bispo de Lião, escreve a lista dos bispos da Cidade Eterna, na qual diz que “depois dos Santos Apóstolos (Pedro e Paulo) terem fundado a Igreja, Lino passou a ocupar o episcopado romano (mencionado por São Paulo em 2Timóteo 4,21), sendo sucedido por Anacleto e, depois deste, Clemente (Romano), que conheceu Pedro pessoalmente”.
    No ano 251, São Cipriano chama a Igreja romana de “a sé de Pedro e Igreja principal”. Igual opinião possui o historiador eclesiástico Eusébio de Cesaréia, no século IV, baseando-se em documentos do século II.

    O CAMPO DA ARQUEOLOGIA
    Quanto às provas arqueológicas do sepulcro de Pedro em Roma, tem-se notícias anteriores que se construiu a basílica que leva o seu nome pelo imperador Constantino no século IV exatamente sobre o túmulo do Santo Apóstolo, onde os primeiros cristãos celebravam a Eucaristia e enterravam os mártires nas paredes e solo das galerias, inclusive vários papas dos séculos I a IV.
    Em princípios do século XIX, as catacumbas do Vaticano foram identificadas em sua totalidade e, em finais do mesmo século, se descobriu a cripta dos papas com os epitáfios do século III de Ponciano, Fabiano, Cornélio, entre outros. No Vaticano se encontram, além destes, os restos mortais de muitos papas recentes, como os corpos incorruptos de São Pio X e do beato João XXIII, que estão expostos à veneração pública. Em escavações efetuadas em 1915 na gruta da basílica de São Sebastião se encontrou um muro coberto de invocações aos apóstolos Pedro e Paulo, para onde suas relíquias foram transportadas por um certo período, devido às perseguições promovidas pelo imperador Valeriano (253-260).
    A partir de 1941 foram realizadas novas investigações nas catacumbas do Vaticano por ordem do papa Pio XII. A equipe era formada por quatro especialistas do Instituto Pontifício de Arqueologia Cristã. Encontraram pinturas, mosaicos com símbolos das origens da Igreja (como o peixe, o pavão, a âncora e o cordeiro), figuras de Cristo e cenas bíblicas, imagens religiosas, moedas e túmulos de cristãos e pagãos.
    No ano de 1958, sob o pontificado de João XXIII, deu-se a notícia de que os arqueólogos tinham descoberto um grosso muro vermelho; ao lado, encontraram várias caixas de chumbo cheias de restos de diferentes pessoas e animais domésticos. Em uma das caixas se constatou, mediante exames laboratoriais, a existência de ossos de um homem robusto de cerca de 60 a 70 anos de idade, do século I da nossa Era. Tais ossos foram identificados plenamente por Paulo VI, em 1968, como “relíquias de São Pedro”, que já eram mencionadas pelo clérigo romano Caio como “o troféu do Vaticano”. Os ossos do Apóstolo foram depositados em uma capela situada sob o altar principal da Basílica de São Pedro e permanecem visíveis através de uma urna de cristal.
    Em outra basílica romana, “San Pietro in Vincoli”, são conservadas – segundo se crê – as correntes que prenderam o Santo Apóstolo em Jerusalém. Foram encontradas por Eudóxia, esposa do imperador Teodósio II, durante uma peregrinação. Uma parte das ditas correntes ficaram em Constantinopla, sendo que alguns elos foram enviados para Roma. Posteriormente, o papa São Leão Magno uniu estes elos com outros que se conservavam da mencionada corrente.
    É por isso e muito mais que estamos seguros que o Apóstolo Pedro viveu e morreu em Roma, sede principal do primado romano.
    O CÂNON BÍBLICO
    Alessandro Lima, conhecido apologista católico brasileiro, entrega ao público um estudo minucioso e bem documentado sobre a história do catálogo bíblico: mostra assim que não foi o Concílio de Trento que acrescentou sete livros à Bíblia, mas foi Lutero que os retirou. Através de testemunhos e documentos históricos faz o leitor viajar até as origens do Cristianismo, mostrando como a Igreja Católica deu origem à Bíblia.
    O protestantismo tem ido à cata de provas, para mostrar que São Pedro nunca esteve em Roma. Se não esteve em Roma – assim calcula logicamente – os Papas não são sucessores de São Pedro na Cátedra de Roma, e não podem atribuir-se a dignidade apostólica. Não foram felizes os amigos de Lutero nesta campanha, pois tudo diz contra o que asseveram. O resultado de sérios estudos, feitos por historiadores católicos e protestantes sobre o assunto, tem sido este: que São Pedro esteve em Roma. Historiador nenhum cristão pôs em dúvida este fato, que é comprovado pelos escritores dos primeiros séculos, por Caio, presbítero romano, São Dionísio de Corinto, Hegésipo, Justino, Tertuliano, Cipriano, Orígenes, Eusébio, Arnóbio e outros

    Provas Irrefutáveis do Episcopado e Martírio de Pedro em Roma
    Ao longo dos anos, vários grupos protestantes têm formulado grandes estórias para tentar provar que o apóstolo Pedro nunca foi bispo de Roma. Passando bem longe face da evidência histórica, tradicional e arqueológica, eles mesmos têm ido tão longe a ponto dizer que ele nunca pôs os pés na Itália, nem muito menos na Cidade Imperial!
    Isso é verdade? Pedro ignorou a capital do Império Romano, uma cidade de grande importância naquela época, e que tinha, aliás, uma grande população judaica? E por que esses grupos protestantes são tão inflexíveis em sua recusa a acreditar que Pedro esteve em Roma?
    A resposta a esta última questão é bastante fácil de entender. Os protestantes, em sua rejeição de muitas Tradições e doutrinas católicas, também rejeitam o primado de Pedro e a sucessão apostólica. Em seu clamor ardente para derrubar a teoria de sucessão apostólica, eles tentam colocar Pedro tão longe de Roma e da Itália quanto possível!
    Um honesto teólogo e historiador protestante, Adolph Harnack, escreveu que “negar a estadia em Roma de Pedro é um erro que hoje é claro para qualquer estudioso que não é cego. A morte por martírio de Pedro em Roma já foi impugnado em razão de prejuízo protestante.” [1]
    TOTAL UNANIMIDADE
    Pedro teve que morrer e ser enterrado em algum lugar, e a TRADIÇÃO CRISTÃ esmagadora está em total acordo, desde os primeiros tempos, que foi realmente em Roma que Pedro morreu. F.J. Foakes-Jackson, em seu livro Pedro: O Príncipe dos Apóstolos, afirma “Daí por diante não há dúvida alguma de que, não só em Roma, mas em toda a igreja cristã, a visita de Pedro à cidade foi um fato concreto, como foi seu martírio juntamente com o de Paulo” (New York, 1927. p. 155.).
    O Historiador Arthur Stapylton Barnes concorda:
    “O ponto forte na prova dos [igreja] pais é a sua unanimidade. É bastante claro que nenhum outro lugar era conhecido por eles como alegando ter sido palco da morte de São Pedro, e o repositório de suas relíquias.” – (São Pedro, em Roma, Londres, 1900. P. 7.)
    A Nova Enciclopédia de Conhecimento Religioso de Schaff-Herzog confirma isso dizendo:
    “Tradição parece manter que Pedro foi a Roma [....] e ali sofreu o martírio sob Nero. Nenhuma outra FONTE descreve o lugar do martírio de Pedro em um lugar diferente de Roma. Parece mais provável, no todo, que Pedro morreu como um mártir em Roma no final do reinado de Nero, em algum momento após a cessação da perseguição geral.” (Artigo: “Pedro”)
    João Inácio Dollinger afirma esta mesma evidência:
    “São Pedro trabalhou em Roma é um fato tão abundantemente comprovado e tão arraigado na história cristã primitiva, que quem trata como uma lenda devia, em coerência tratar de toda a história da Igreja primitiva como lenda também, ou, pelo menos, bastante incerta“(A primeira era do cristianismo e da Igreja, em Londres. 1867. p. 296).
    Palavras fortes.
    Como autor James, afirma Hardy Ropes:
    “A tradição, entretanto, que Pedro veio a Roma, e sofreu o martírio sob Nero (54-68 d.C), ainda na grande perseguição que se seguiu ao incêndio da cidade ou um pouco mais tarde, repousa sobre uma base diferente e mais firme …. É inquestionável que 150 anos após a morte de Pedro essa era a crença comum em Roma que ele havia morrido lá, como tinha Paulo. Os “troféus” dos dois grandes apóstolos podiam ser vistos na Colina do Vaticano e pela Via Ostiense … uma forte tradição local da morte em Roma, de ambos os apóstolos é atestada em um tempo não muito distante do evento.”(A Era Apostólica à Luz da Crítica Moderna. New York. 1908. Pp. 215-216.)
    A crença de que Pedro foi martirizado e viveu em Roma não foi devido à vaidade ou ambição dos cristãos locais, mas foi sempre atestado, por toda a Igreja. Nenhum depoimento até o meio do século 3 realmente precisa ser considerado; por que até este tempo, a Igreja presente em Roma alegou ter o corpo do apóstolo e NINGUÉM contestou o fato.
    É mais do que interessante perceber que não há uma única passagem ou declaração em contrário, em qualquer das obras literárias que se tratam com os fundamentos do cristianismo até mesmo depois da Reforma. Você não acha que é estranho? Você não acha que alguém não teria aproveitado esta reivindicação de Roma, para usá-la como um ponto de discórdia se houvesse alguma dúvida quanto à sua validade? Você não acha que as Igrejas orientais teria chegado a rechaçar esta pretensão, se não fosse verdade? Durante séculos, as igrejas orientais estavam em conflito quase constante com Roma durante a Páscoa, o sábado, e muitas outras questões doutrinárias. Se eles pudessem aproveitar esta reivindicação de Roma que Pedro tinha trabalhado e morrido lá, eles certamente teriam usado isso contra a Igreja de Roma! Mas eles não usaram. POR QUE? Porque não havia absolutamente nenhuma dúvida sobre Roma ter sido o local de episcopado e morte de Pedro!
    Completa, William McBirnie:
    “Nós certamente não temos sequer a menor referência que aponta para qualquer outro local além de Roma, que poderia ser considerado como a cena de sua morte. E em favor de Roma, existem tradições importantes que ele realmente morreu em Roma. No segundo e terceiro séculos, quando certas Igrejas estavam em rivalidade com os de Roma nunca ocorreu que um único deles contestasse a alegação de Roma que era lá o local do martírio de Pedro.” (A Procura aos Doze Apóstolos. Tyndale House Publishers, Inc. Wheaton, Illinois. 1973. P. 64.)
    O Dicionário bíblico de Unger afirma inequivocamente que “a evidência para de seu martírio [de Pedro] lá [em Roma] está completa, enquanto há uma ausência total de qualquer declaração contrária nos escritos dos pais da Igreja” (Terceira Edição, Chicago. 1960. P . 850).
    George Edmundson, em seu livro A Igreja em Roma no século I, dogmaticamente repete a mesma conclusão:
    “Nós não temos sequer o menor vestígio que aponte para qualquer outro lugar que poderia ser considerado como a cena da morte dele [de Pedro] …. É um ponto ainda mais importante que no segundo e terceiro séculos, quando certas igrejas estavam em rivalidade com a de Roma, nunca ocorreu a uma única delas contestar a alegação de que Roma era a cena do martírio de Pedro. Na verdade, até mais pode ser dito; precisamente no leste, como fica claro a partir dos escritos pseudo-Clementinos e as histórias Petrinas, sobretudo aqueles que lidam com o conflito de Pedro com Simão, o mago. A TRADIÇÃO DA RESIDÊNCIA ROMANA DE PEDRO tinha domínio particularmente forte. (Londres. 1913. Pp. 114-115.)[Capslock nossos]
    EVIDÊNCIAS PRIMITIVAS
    Como a verdade é única e imutável, assim como ninguém pode apagar a história, afim de desmentir aqueles que negam a vida do Santo Apóstolo Pedro em Roma, seu episcopado e martírio nesta cidade, vale a pena sempre recordar a memória cristã afim de combater o erro.
    A partir do século I uma obra apócrifa chamada Ascensão de Isaías chegou até nós, e este é provavelmente o primeiro documento mais antigo e que atesta o martírio de Pedro em Roma. Em uma passagem (cap. 4, 2s), lemos a seguinte previsão:
    “… então surgirá Belial, o grande príncipe, o rei deste mundo, que governa desde sua origem, e ele descerá do seu firmamento em forma humana, rei da maldade, assassino de sua mãe, ele mesmo é o rei deste mundo, e ele vai perseguir a planta que os 12 apóstolos do Amado plantaram, um dos 12 será entregue em suas mãos.”
    Esta é uma clara referência ao imperador Nero, que assassinou sua mãe Agripina em 59 d.C, e colocou Pedro a morte em fevereiro de 68 d.C. Ele não pode ter se referido a Paulo, pois este foi decapitado em janeiro de 67 d.C, por Hélio, um dos prefeitos que foram deixados no comando de Roma enquanto Nero estava longe na Grécia entretendo os bajuladores cidadãos desta província.
    A próxima referência, cronológica, é a Epístola de Clemente para Tiago. Embora muitos historiadores tenham colocado esta carta nos últimos dez anos do século primeiro, há algumas objeções a isso. A maior objeção, é claro, é que Tiago não poderia estar vivo nessa data tardia. Todas as indicações são de que Tiago foi assassinado durante a guerra interfaccional que ocorreu em Jerusalém pouco antes da destruição romana da cidade em 70 d.C. Além disso, há uma abundância de material para mostrar que Pedro ordenou Clemente PARA SUBSTITUIR LINO, como superintendente da Igreja Romana, após o martírio deste último em 67 d.C. A lista dos bispos de Roma, nos Padres pré Nicenos mostram que Clemente foi bispo de 68-71 d.C.
    Evidentemente, o seu primeiro ato como bispo foi informar Tiago a respeito da morte de Pedro:
    “Clemente para Tiago, que governa Jerusalém, a santa Igreja dos hebreus, e as igrejas em toda parte excelentemente fundadas pela providência de Deus, com os anciãos e diáconos, e o resto dos irmãos, a paz esteja sempre …. ele próprio [Pedro], em razão de seu imenso amor para com os homens, tendo chegado até Roma, clara e publicamente testemunhando, em oposição ao maligno que resistiu a ele, que há de ser um bom rei sobre todo o mundo, ao salvar os homens por sua doutrina inspirada por Deus, Ele mesmo, pela violência, trocou a presente existência pela vida eterna.” (Epístola de Clemente de Tiago)
    A referência enigmática à morte de Pedro ocorre no livro de João na Bíblia que, a maioria dos estudiosos acreditam que foi escrito na última década do primeiro século. Aqui, nos versículos 18 e 19 do capítulo 21, lemos:
    “‘Eu digo a verdade, quando você era mais jovem que você vestiu a si mesmo e andavas por onde querias; Mas quando fores velho, estenderás as mãos e outro te cingirá e te levará para onde não queres ir’ Jesus disse isto para indicar o tipo de morte com que Pedro iria glorificar a Deus.”
    O estiramento das mãos refere-se a crucificação de Pedro em sua velhice, no entanto, a passagem não indica onde esta a crucificação aconteceria.
    Nos primeiros anos do século II um documento siríaco, chamado A Pregação de Pedro, foi escrito. Sua data é indicada pelo fato de que o gnóstico Heracleon, o utilizou em seus escritos durante o tempo do imperador Adriano (117-138 dC). De acordo com João Inácio Dollinger, A Pregação de Pedro traz “São Pedro e São Paulo juntos em Roma, e divide os discursos e declarações que tiveram lugar lá entre os dois … é notoriamente fundado sob fato universalmente admitido de São Pedro ter trabalhado em Roma.”
    É inconcebível pensar que tal documento (alegando aceitação como um produto genuíno da era apostólica) teria apresentado uma fábula sem fundamento sobre a presença de Pedro em Roma, numa altura em que muitos que tinham visto o apóstolo ainda estavam vivos!
    O documento na sua introdução:
    “No terceiro ano de Cláudio César, Simon Cefas partiu de Antioquia para ir a Roma. E nos lugares em que ele passou, pregou em vários países a palavra de nosso Senhor. E, quando ele quase chegando em Roma, muitos já tinham ouvido falar dele e saíram para encontrá-lo…” (A Pregação de Pedro – Introdução)
    Cláudio começou a reinar no ano 41 d.C, e Pedro, segundo o documento, foi a Roma no terceiro ano do seu reinado, segundo o documento, logo em 44 d.C, exatamente na mesma data prevista por muitos historiadores.
    Por volta do ano 107 d.C. Inácio, um dos pais da igreja primitiva, diz em sua epístola à Igreja romana: “Eu não vos dou ordens como Pedro e Paulo” (Carta aos Romanos 4,3 – 107 d.C)
    Uma referência oblíqua à residência de Pedro em Roma.
    Thomas Lewin, em A Vida e Epístola de São Paulo, menciona que uma obra intitulada Praedicatio Pauli, atribuída ao segundo século, fala sobre uma reunião de Pedro e Paulo em Roma (Vol. 2 London 1874..).
    Os eventos que levaram à morte de Pedro são descritas em pormenores num trabalho chamado de Atos de Pedro, que estava em circulação em Roma, cerca de 85 anos após a morte do apóstolo. Mais uma vez, aqueles que leram este trabalho teriam sido da segunda geração de cristãos, cujos pais se lembrariam dos lugares e personalidades descritas.
    Não há nenhum registro histórico que esta narrativa a respeito da morte e episcopado de Pedro em Roma tivesse sido contestada. Portanto, um fio de verdade deve ser consagrado neste, Atos de Pedro, que ligam os eventos descritos.
    O Dicionário bíblico de Unger atesta a antiga crença universal de que Pedro morreu e foi bispo em Roma:
    “No século II Dionísio de Corinto, na epístola ao Bispo de Roma, relata, como um fato universalmente conhecido e levado em conta para as relações íntimas entre Corinto e Roma, que Pedro e Paulo, ambos, ensinado na Itália, e sofrendo o martírio na mesma época. Em suma, a maioria das igrejas quase conectados a Roma e aquelas mais fora de sua influência, que era forte, mas, irrelevante no oriente, concordam com a afirmação de que Pedro foi um dos fundadores conjuntos da igreja [de Roma], e morreu nesta cidade.”
    O escritor e filósofo Orígenes (185-254) (conhecido como o pai da ciência da Igreja Oriental da crítica bíblica e exegese no início do século III) escreve que, depois de pregar em Pontus e outros lugares para os judeus da Dispersão , Pedro “finalmente veio a Roma, e foi crucificado com a cabeça para baixo.”
    Da mesma forma Irineu, que foi bispo de Lyon, na Gália (por volta de 202) afirma na sua obra, Contra as Heresias, III,1 que “Pedro e Paulo estavam pregando em Roma, e lá que estabeleceram as bases da igreja.” Mais adiante, em Contra as Heresias, III, 2, ele acrescenta: “Indicando que a tradição derivada dos apóstolos, da igreja muito grande, muito antiga e universalmente conhecida, fundada e estabelecida em Roma pelos dois gloriosos apóstolos, Pedro e Paulo.”
    Tertuliano, o eminente pai da igreja menciona, por volta do ano 218, “aqueles a quem Pedro batizou no Tibre” (Sobre Batismo, 4). Em seu trabalho Prescrição contra os hereges (36), ele diz que a igreja de Roma “afirma que Clemente foi ordenado por Pedro.”
    “A Igreja também dos romanos pública – isto é, demonstra por instrumentos públicos e provas – que Clemente foi ordenado por Pedro.“
    “Feliz Igreja, na qual os Apóstolos verteram seu sangue por sua doutrina integral!” – e falando da Igreja Romana,“onde a paixão de Pedro se fez como a paixão do Senhor.“
    “Nero foi o primeiro a banhar no sangue o berço da fé. Pedro então, segundo a promessa de Cristo, foi por outrem cingido quando o suspenderam na Cruz.” (Scorp. c. 15)
    Clemente de Alexandria (+ 220), como citado por Eusébio, acrescenta outro detalhe quando ele menciona a visita de Pedro a Roma para lidar com Simão, o Mago.
    Arnóbio de Sica (307 d.C) Um pouco mais tarde, no século IV, diz: “Na própria Roma … eles se apressaram em abandonar os costumes de seus ancestrais, para juntar-se a verdade cristã, porque eles tinham visto o orgulho de Simão, o Mago , e sua impetuosa carruagem despedaçados pela boca de Pedro” (Adv. Gentes, II. 12).
    Lactâncio da África – que viveu por volta de 310 d.C – conta como os apóstolos, incluindo Paulo “durante 25 anos, e até o início do reinado do imperador Nero … ocuparam-se em lançar as bases da Igreja em todas as Província e Cidades. E enquanto Nero reinava, o apóstolo Pedro chegou a Roma, e … construiu um templo fiel e firme para o Senhor. Quando Nero ouviu essas coisas … ele crucificou Pedro, e matou Paulo” (Handbook of Cronologia bíblica, por Jack Finegan. Princeton, NJ, 1964).
    Hegesipo, que também escreveu no século 4, descreve a luta entre Pedro e Simão Mago – EM ROMA – respeito de um parente do imperador Nero, que foi ressuscitado dentre os mortos, e então como o sedutor (Simão Mago) chegou a um trágico fim. Por causa da morte de Mago (67 d.C) Nero (que o tratou como um favorito) ficou tão enfurecido que ele lançou Pedro na prisão até o seu retorno a Roma.
    O Eusébio (+ 324) observa que Pedro “parece ter pregado através de Pontus, Galácia, Bitínia, Capadócia e Ásia, e finalmente chegando a Roma, foi crucificado de cabeça para baixo, a seu pedido.” Em outros lugares em seus escritos, Eusébio afirma que “Paulo foi sido decapitado em Roma e Pedro ter sido crucificado ….”
    “Depois do martírio de Pedro e Paulo, o primeiro a obter o episcopado na Igreja de Roma foi Lino. Paulo, ao escrever de Roma a Timóteo, cita-o na saudação final da carta [cf. 2Tm 4,21].” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,III,2 – 317 d.C).
    “[...]quanto a Lino, cuja presença junto dele [do Apóstolo Paulo] em Roma foi registrada na 2ª carta a Timóteo [cf. 2Tm 4,21], depois de Pedro foi o primeiro a obter ali o episcopado, conforme mencionamos mais acima.” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,IV,8 – 317 d.C).
    “[...]Alexandre recebeu o episcopado em Roma, sendo o quinto na sucessão de Pedro e Paulo” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,IV,1 – 317 d.C).
    “Sob Cláudio, Fílon em Roma relacionou-se com Pedro, que então pregava aos seus habitantes.” (Eusébio de Cesaréia – HE II,17,1 – 317 d.C)
    “[...]Alexandre recebeu o episcopado em Roma, sendo o quinto na sucessão de Pedro e Paulo” (Eusébio Bispo de Cesaréia – HE,IV,1 – 317 d.C).
    O filósofo Macário Magnes, que provavelmente foi bispo de Magnésia em Caria ou Lídia por volta do ano 400 d.C, diz em um de seus diálogos, como Pedro escapou da prisão sob Herodes, e, em seguida, diz, em referência à missão de Pedro dada por Cristo para “alimentar as minhas ovelhas”, que “está registrado que Pedro alimentou as ovelhas durante vários meses apenas de ser crucificado.” Isso provavelmente significa “vários meses” de atividade em Roma antes de ser preso e condenado à morte. Magnes, em seguida, refere-se a Paulo, juntamente com Pedro: “Este vom companheiro foi dominado em Roma e decapitado … assim como Pedro … foi preso à cruz e crucificado.”
    A história clássica dos papas antigos conhecidos como o Liber Pontificalis (que pode ser datado, na sua forma mais antiga, do século VI) contém uma biografia de Pedro. Nesta biografia afirma-se que o apóstolo foi enterrado perto do lugar onde ele tinha sido crucificado, ou seja, “perto do palácio de Nero, no Vaticano, próximo à região do Triunfo”.
    O bispo Dionísio de Corinto, em extrato de uma de suas cartas aos romanos (170) trata da seguinte forma o martírio de Pedro e Paulo: “Tendo vindo ambos a Corinto, os dois apóstolos Pedro e Paulo nos formaram na doutrina do Evangelho. A seguir, indo para a Itália, eles vos transmitiram os mesmos ensinamentos e, por fim, sofreram o martírio simultaneamente.”(Fragmento conservado na História Eclesiástica de Eusébio, II,25,8.)
    Gaio, presbítero romano, em 199: “Nós aqui em Roma temos algo melhor do que o túmulo de Filipe. Possuímos os troféus dos apóstolos fundadores desta Igreja local. Ide à Via Ostiense e lá encontrareis o troféu de Paulo; ide ao Vaticano e lá vereis o troféu de Pedro.“
    Gaio dirigiu-se nos seguintes termos a um grupo de hereges: “Posso mostrar-vos os troféus (túmulos) dos Apóstolos. Caso queirais ir ao Vaticano ou à Via Ostiense, lá encontrareis os troféus daqueles que fundaram esta Igreja.”(Eusébio, História Eclesiástica, 1125, 7.)
    Ireneu (130 – 202), o Bispo de Lião referiu novamente:
    “Para a maior e mais antiga a mais famosa Igreja, fundada pelos dois mais gloriosos Apóstolos, Pedro e Paulo.”
    E ainda:
    “Os bem-aventurados Apóstolos, portanto, fundando e instituindo a Igreja, entregaram a Lino o cargo de administrá-la como bispo; a este sucedeu Anacleto; pois dele, em terceiro lugar a partir dos Apóstolos, Clemente recebeu o episcopado.“
    “Mateus, achando-se entre os hebreus, escreveu o Evangelho na língua deles, enquanto Pedro e Paulo evangelizavam em Roma e aí fundavam a Igreja.” (L. 3, c. 1, n. 1, v. 4).
    Epifânio (315-403 d.C.), Bispo de Constância: “A sucessão de Bispos em Roma é nesta ordem: Pedro e Paulo, Lino, Cleto, Clemente etc…” (ii. 27 – Sales, St. Francis de, The Catholic Controverse, Tan Books and Publishers Inc., USA, 1989, pp. 280-282.)
    Doroteu de Tiro (+362) “Lino foi Bispo de Roma após o seu primeiro guia, Pedro.“ (In: Syn.)
    Optato de Milevo: “Você não pode negar que sabe que na cidade de Roma a cadeira episcopal foi primeiro investida por Pedro, na qual Pedro, cabeça dos Apóstolos, a ocupou.” (De Sch. Don. )
    Cipriano (+ 258) Bispo de Cartago (norte da África): “A cátedra de Roma é a cátedra de Pedro, a Igreja principal, de onde se origina a unidade sacerdotal.” (Epístola 55, 14.)
    Santo Agostinho (354 – 430): “A Pedro sucedeu Lino.” (Ep. 53, ad. Gen.)
    o venerável Beda (historiador britânico do século VII) menciona esse entendimento UNIVERSAL no seu livro intitulado Um História da Igreja e do povo Inglês:
    “Quando Wilfred tinha recebido ordem do rei para falar, ele disse: “Os nossos costumes de Páscoa são aqueles que temos visto universalmente observados em Roma, onde os Santos Apóstolos Pedro e Paulo viveram, ensinaram, sofreram, e estão enterrados.”
    Também Simeão Metafrastes, que viveu em 900 d.C, é disse, “que Pedro ficou algum tempo na Bitínia; onde tendo pregado a palavra, estabeleceu igrejas, bispos ordenados, padres e diáconos, no ano 12 de Nero [66 d.C] e retornou a Roma.”
    William Cave, em seu livro acadêmico sobre a vida dos doze apóstolos, faz eco ao historiador Onófrio:
    “Onófrio, um homem de grande erudição e eloqüência em todos os assuntos da antiguidade … vai por si mesmo … e … afirma, que ele [Pedro] … tendo passado quase todo o reinado de Nero em várias partes Europa, retornou, no fim do reinado de Nero, a Roma, e morreu ali ….” ( a Vida dos Apóstolos, Oxford 1840).
    OS TEXTOS DO ORIENTE
    Mesmos os antigos textos etíopes traduzidos pelo falecido egiptólogo E.A. Wallis Budge mencionaram a ligação de Pedro com Roma:
    “E aconteceu que, quando o apóstolo divide os países do mundo, entre eles, a cidade de Roma tornou-se a porção de Pedro …. Agora, quando o bem-aventurado Pedro morreu na cidade de Roma, nos dias de Nero o imperador, os apóstolos foram dispersos…”(As Contendas dos Apóstolos, Londres 1901. p. 137).
    Mais adiante, no mesmo volume, encontramos mais confirmações: “E depois que todos os apóstolos terminaram seus trabalhos, e partiram deste mundo. Pedro foi crucificado na cidade de Roma, cortaram a cabeça de Paulo, na mesma cidade, e Marcos foi esfolado vivo na cidade de Alexandria ….” (Página 254).
    Outro documento siríaco, que é um extrato de um livro sobre o rei Abgar e o apóstolo Tadeu, descreve as áreas de responsabilidade atribuídas a cada apóstolo: “Para Simão[Pedro] foi atribuído ROMA, a João, Éfeso, para Tomé a India, e a Tadeu o país dos assírios. E, quando eles foram enviados cada um deles para o distrito que lhe tinha sido atribuído, dedicaram-se a trazer vários países ao discipulado “(os Padres Pré-Nicenos, p. 656).
    E, finalmente, da mesma parte do mundo, um outro antigo documento intitulado O Ensino dos Apóstolos, diz: “E César Nero se despediu crucificando numa cruz Simão Cefas na cidade de Roma”.
    O que eu citei aqui é apenas uma pequena amostra da quantidade volumosa de materiais existentes que mostram claramente que Pedro esteve em Roma e terminou sua longa vida lá. E, como mencionei anteriormente, não há um “i” de informação histórica que refute a alegação de Roma ser o lugar de episcopado e descanso final de Pedro. Que, em si, é notável!
    EVIDENCIAS MODERNAS
    Vamos agora cruzar as fronteiras do tempo e ver o que estudiosos modernos tem a dizer sobre a residência e morte de Pedro em Roma. Têm diminuído ao longo dos séculos a validade da afirmação de Roma? Tem a unanimidade dos primeiros séculos desaparecido e foi pisada pela crítica moderna?
    Engelbert Kirschbaum – um dos quatro arqueólogos que escavaram a área sob o altar de São Pedro em Roma – escreveu, em 1959: “O que sabemos é que Pedro sofreu uma morte por martírio no reinado de Nero e que desde cedo seu túmulo era conhecido por ser sobre o Vaticano perto dos jardins de Nero.” (The Tombs of St. Peter e St. Paul, New York).
    De acordo com George Armstrong (“Opinião” Seção do Los Angeles Times):
    “Após grande incêndio de Nero em 64 d.C, ele construiu uma área suburbana conhecida como Circus Vaticano para carros e corridas de cavalos. A atração adicionada do fim de semana seriam execuções públicas de criminosos ou subversivos. Pedro, um incômodo e estrangeiro, fanático religioso, era um bom candidato para uma crucificação no Circus. Segundo uma antiga tradição foi sepultado perto, logo após tal evento.” (Artigo, Mistério Romano: O caso do Santo de duas cabeças. Mid-1980).
    “Quando o homem chamado Simão Pedro foi brutalmente executado, a 1915 anos atrás, em Roma, faleceu um daquele pequeno grupo de personalidades históricas que merecem ser figurados como monumentais” (The Bones of St. Peter, pelo evangelista John Walsh. Nova york, 1982. p. 1).
    Em 1953, os autores Fulton Oursler e April Oursler Armstrong afirmara que “antes de deixar Puteoli, Paulo tinha ouvido a história completa da silenciosa conquista de Roma por Pedro, começando com os pobres, em seguida, estendendo o batismo de Cristo até mesmo para os homens do tribunal de Nero. Com Marcos ao seu lado, Pedro tinha andado com os olhos arregalados em Roma, até o Trastevere, o centro da vida judaica” (A maior fé Fé já conhecida. New York. p. 31).
    Bo Reicke, uma autoridade na era do Novo Testamento, observa que a cidade de Roma foi um importante centro durante o crescimento do evangelho: “Após o martírio de Tiago em Jerusalém em 62, Roma, o mais importante lugar de parada dos Apóstolos Pedro e Paulo, veio à tona, e mesmo após seu martírio lá … a capital do Império permaneceu no centro das atenções da igreja.” (A Era do Novo Testamento. Fortress Press, Philadelphia 1981 p. 211…).
    Desde a Reforma e o estabelecimento subseqüente de várias igrejas protestantes, tem havido um coro persistente de vozes proclamando como falácia a afirmação de Roma ser o local de residência e morte de Pedro. Um exame sério dessas alegações, no entanto, quase sempre mostra alguma falta de erudição e um viés teológico que geralmente é vingativo por natureza.
    Um exemplo recente de uma voz que se levantou para dizer que Pedro nunca esteve em Roma, é encontrado no livro “Babilônia Religião de Mistério”, de Ralph Woodrow:
    “Não há nenhuma prova, biblicamente falando, que Pedro chegou perto de Roma! O Novo Testamento nos diz que ele foi para Antioquia, Samaria, Jope, Cesaréia, e em outros lugares, mas não a Roma! Esta é uma estranha omissão, especialmente por que Roma era considerada a cidade mais importante do mundo!”
    Realmente estranho! Sr. Woodrow faz uma declaração enfática aqui que Pedro nunca chegou perto de Roma, mas não oferece nenhuma evidência para apoiar isso. Não há nenhuma prova, biblicamente falando, que Pedro não foi a Roma! Por que não pode a frase “outros lugares” incluir Roma? Isso é típico dos argumentos apresentados por uma minoria que simplesmente não conseguem aceitar a presença de Pedro em Roma para tentar desfazê-lo como Papa!
    Estudos sérios e o verdadeiro discernimento, mostram que a passagem do tempo não tem negado a esmagadora evidência de que Pedro realmente foi pra Roma viveu e morrer ali.
    PEDRO VISITOU ROMA MAIS DE UMA VEZ?
    Você notou algo incomum em várias das citações anteriores sobre Pedro? Você percebeu o que Simeão Metafrates e Dean Stanley disseram? Perceba! “… Pedro ficou algum tempo na Bitínia, onde pregou a palavra, fundou igrejas, ordenou bispos, padres e diáconos, no ano 12 de Nero, ele retornou a Roma.” Isso pode possivelmente significar que Pedro estava em Roma, em mais de uma ocasião? Observe o que Dean Stanley diz: “… a visão que São Pedro … (2 Pedro 1:14), teve nesta última visita à Bitínia… Pouco tempo depois Pedro retornou ao Roma, onde mais tarde foi executado.”
    Será isso uma coincidência? A palavra “retornou” certamente implica em uma visita anterior!
    Na História Eclesiástica de Eusébio, lemos: “Sob o reinado de Claudio [41-54 dC] pela providência benigna e graciosa de Deus, Pedro, esse grande e poderoso apóstolo, que por sua coragem assumiu a liderança do resto, e foi conduzido a Roma.” Agora, tanto o latino (Hieronymian) e as traduções siríacas da crônica de Eusébio dizem que Pedro foi para Roma no ano segundo de Cláudio e a Antioquia dois anos depois. Aqui temos uma prova positiva de que Pedro realmente visitou Roma em mais de uma ocasião. Os dois anos mencionados aqui realmente representam o tempo gasto em Roma neste momento, segundo a tradição e a consciência acadêmica.
    De acordo com George Edmundson, em sua obra A Igreja em Roma no século I:
    “Jerônimo escreve o seguinte: “Simão Pedro, príncipe dos apóstolos, depois de o episcopado da igreja de Antioquia e pregando para a dispersão dos da circuncisão, que tinham acreditado no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia, no 2º ano de Cláudio foi para Roma para se opor Simão, o Mago e sentou por 25 anos na cadeira sacerdotal até o último ano de Nero, que é o 14º. “Agora, aqui no meio de uma certa confusão … uma data definida é dada para primeira chegada de Pedro em Roma, e, note-se, é a data de sua fuga da perseguição de Herodes Agripa, e seu desaparecimento da narrativa de Atos.” (Londres. 1913. Pp. 50-51.)
    Jerônimo afirma que no ano 14 do reinado de Nero foi o último de seu reinado, e a história registra que Nero morreu em junho de 68, em seguida, usando o cálculo de Jerome, o 2 º ano de Cláudio deve ter sido 43 d.C. Isto concorda, como o Sr. Edmundson observou, com a data da prisão de Pedro e fuga de Herodes, e concorda com as datas históricas para o reinado de Cláudio.
    Cronologistas concordam que Herodes morreu em 44 d.C, e o livro de Atos mostra que depois da fuga de Pedro, Herodes foi para Cesárea, onde passou algum tempo em negociações com enviados de Tiro e de outras cidades fenícias antes de sua morte. Isso, juntamente com a tradição universal grega que os apóstolos não deixaram a região sírio-palestina até ao fim dos 12 anos de ministério, se encaixa bem com a datação de Eusébio e Jerônimo.
    O historiador Jean Daniélou corrobora com a data da partida de Pedro de Jerusalém:
    “Os Atos nos diz que em 43, após a morte de Tiago, Pedro saiu de Jerusalém “para outro lugar” (Atos 12:17). Ele está perdido de vista, até 49, quando encontramos ele no concílio de Jerusalém. Nenhum texto canônico tem nada a dizer sobre a sua atividade missionária durante este tempo. Mas Eusébio escreve que ele chegou a Roma, cerca de 44, no início do reinado de Cláudio.” (The Christian Centuries, p. 28.)
    No livro, O Drama dos Discípulos Perdidos, autor George F. Jowett afirma que “A primeiro ida de Pedro a Roma foi 12 anos depois da morte de Jesus …” (Página 113).
    Autor John Walsh também corrobora com este período: “Depois de escapar da prisão no ano 43, ele [Pedro] faz uma visita apressada à casa de Marcos, deixa certas instruções e, como Atos breves acaba, ‘Então ele saiu e foi para outro lugar.’”(The Bones of St. Peter, p. 34).
    Os acontecimentos imediatos após a partida de Pedro de Jerusalém são revelados em um antigo texto etíope chamado As Contendas dos Apóstolos:
    “… meu mestre Pedro abraçou os irmãos que viviam na cidade de Jerusalém … então partimos para a fronteira da cidade de Jope, e embarcamos em um navio e navegamos sobre o mar até [que chegamos] no ilha de Chipre, onde ficamos durante um período de 3 a 20 dias, pois assim me [Pedro] disse o Senhor para fazer …. Enquanto eu ainda estava na ilha de Chipre, o anjo de Deus apareceu para mim e disse. .. “Levanta-te, e vá para a cidade de Roma”, por isso parti para lá… cheguei à cidade de Roma e entrei nela.” (E. A. Wallis Budge. Londres 1901. P. 505).
    Hipólito, bispo do Ponto, também confirma primeira visita a Roma por Pedro:
    “Este Simão [Mago] enganando a muitos por suas feitiçarias em Samaria foi repreendido pelos apóstolos e foi colocado sob uma maldição, como foi escrito nos Atos. Mas ele depois de ter abjurado a fé e tentado [estas práticas], e caminhando até Roma caiu com o apóstolo [Pedro], e a ele, enganou a muitos por suas feitiçarias, Pedro o enfrentou várias vezes. (Philos. vi. 15.)
    O historiador Onófrio, como registrado por William Cave, afirma que Pedro “foi primeiro a Roma, de onde volta para o concílio de Jerusalém, ele de lá foi para Antioquia … e de passou quase todo o reinado de Nero, em diversas partes da Europa, retornou, no fim do reinado de Nero, a Roma, e lá morreu …”
    Aqui vemos, mais uma vez, as evidências plenas mostrando que Pedro esteve em Roma duas vezes durante sua vida. William Caverna afirma (algumas páginas antes, em seu livro A Vida dos Apóstolos (p. 200)): “O que aconteceu com Pedro após sua libertação da prisão não é certamente conhecido …. Depois disso [escapar da prisão], ele resolveu seguir viagem para Roma, onde a maioria concorda que ele chegou SOBRE O segundo ano do imperador Cláudio”.
    Outra pista que mostra Pedro foi a Roma, em mais de uma ocasião é feita por George Edmundson: “da primeira visita e pregação de São Pedro em Roma a tradição primitiva proferiu alguns detalhes, uma série, no entanto, de testemunhas afirmam que Marcos acompanhou o Apóstolo ROMA e lá escreveu seu Evangelho “.
    O EVANGELHO DE MARCOS
    Os primeiros escritores como Clemente, Eusébio e Jerônimo afirmam que o evangelho de Marcos foi publicado pela primeira vez em Roma – em uma data muito antiga! No segundo livro de Eusébio da história da Igreja somos informados de como Simão, o Mago escapou de Pedro em Roma, e como Pedro logo depois seguiu “levando com ele a proclamação do evangelho da glória. Para estando em Roma, Pedro aprovou o trabalho do Evangelho de Marcos .” Clemente de Alexandria afirma que Pedro pregou em Roma, e que Marcos escreveu seu Evangelho a pedido de ouvintes de Pedro. (Hipol. Lib. VI. Apud Eusébio H. E. II. 14).
    Papias (70-155 dC), como registrado por Eusébio, diz-nos que Marcos escreveu seu evangelho (baseado em sermões de Pedro), na cidade de Roma.
    William Steuart McBirnie, em seu livro A procura pelos os 12 Apóstolos, registra:
    Enquanto em Roma Marcos deve ter escrito seu evangelho, a pedido de S. Pedro. Os ” Pais Pós-Nicenos” registram a tradição: “Marcos, o discípulo e intérprete de Pedro escreveu um evangelho curto, a pedido dos irmãos em Roma, incorporando o que ouvira Pedro dizer . Quando Pedro soube disso, ele aprovou e publicou-o para as igrejas para serem lidos por sua autoridade, como Clemente, no livro 6 de seu “Hypotyposes” e Papias, bispo de Hierápolis, registra. (New York 1973 Pp 253-254)
    Um estudo cuidadoso do Livro de S. Marcos mostra que foi realmente escrito para um público gentio. Aspas nas palavras em aramaico (seguido de uma tradução delas) e sua explicação de muitos dos costumes judaicos provam isso.
    Mas como podemos ter certeza de Marcos escreveu seu evangelho durante uma visita anterior sw Pedro a Roma? Não é concebível que ele escreveu pouco antes ou depois da morte de Pedro, em 68 d.C? Há um número de maneiras que nós podemos resolver isso!
    Durante 1947, quando os Pergaminhos do Mar Morto foram sendo recuperados das cavernas da encosta adjacente à comunidade de Quram, 19 pedacinhos de papiros (identificados como fragmentos do evangelho de Marcos) foram encontrados. A Datação subseqüente pelo professor José O’Callaghan do Pontifício Instituto Bíblico de Roma, mostrou que esses fragmentos faziam parte de um pergaminho mantido em uma biblioteca de palestinos em 50 d.C. Isto indica que o evangelho de Marcos pode ter estado em circulação dentro de um década e meia depois da morte de cristo. Isso se encaixa perfeitamente com tempo datado da primeira visita a Roma por Pedro e Marcos.
    O historiador protestante Harnack concorda, dizendo “… não pode haver … nenhuma objeção em aceitar a voz da tradição que faz com que o evangelho [de Marcos] tenha sido escrito para o uso de Romanos convertidos por Pedro por volta do ano 45 d.C” (A Igreja em Roma no século I, pp 67-68).
    Nas Crônicas antigas de Mateus de Paris (um monge Inglês e Cronista – sobre os 13 primeiros séculos), encontramos Pedro listado, como tendo chegado a Roma em 41 d.C e da escrita do evangelho de Marcos em 42 d.C. Se corrigirmos as datas aqui, temos 44 d.C para a chegada de Pedro a Roma e 45 para a escrita do evangelho de Marcos. (The Coming of the Saints, por John W. Taylor. London 1969. P. 138).
    Os apêndices de A Igreja de Roma no século I (página 239), mostram uma tabela cronológica dos eventos que revela evangelho de Marcos tendo sido escrito em Roma, em 44-45 d.C. Eles continuam dizendo que Pedro e Marcos deixaram Roma em 45 d.C e chegaram em Jerusalém, na primavera de 46.
    OS OUTROS TRÊS EVANGELHOS
    Outra maneira de determinar se Marcos escreveu seu evangelho durante uma estadia em Roma mais cedo com Pedro, ou na época da morte de Pedro, é verificar quando o evangelho foi escrito em relação aos outros três evangelhos.
    Nos primeiros comentários de Orígenes (185-254 dC) sobre o evangelho segundo Mateus, ele atesta que ele conhece apenas quatro evangelhos – escrito na seguinte ordem:
    “…como tendo aprendido pela tradição sobre os quatro evangelhos, o que por si só são inquestionáveis, na Igreja de Deus debaixo do céu, o primeiro que foi escrito fo


  49. em 30/07/2012 at 21:11 yones Furtado

    Para o jovem RAFAEL PACCHINI JUNIOR eu era católica apostólica romana eu vestia a camisa da igreja. Sei de tudo que está lá agora a Igreja católica, pois católico significa universal, está muito deixando a desejar.
    No direito canônico proibe a MAÇONARIA e hoje vejo Maçons recebendo a eucaristia e ninguém faz nada.
    a IGREJA CATÓLICA COLOCOU NA SEXTA ESTAÇÃO DA PAIXÃO DE CRISTO UMA VERÔNICA QUE ENXUGA O ROSTO DE JESUS CRISTO.
    Amigo ela não existe nas escrituras sagradas pode procurar,.
    Paralelo a isto temos em TURIM o santo sudário que não é bíblico e tem sangue AB positivo e hoje jovem estamos em tempos de clonagem humana.
    O sudário pertencia aos maçons quem os gurdava era os cavaleiros templários.
    Hoje em dia temos católicos maçons, macumbeiros, esotericos.
    Para dizer a verdade o demônio cegou os padre embora eu pense que tem muito valor dentro da igreja católica.
    Poderém temos poucos pastores bons.
    Eu cansei de bater de frente e me batizei na Presbiteriana lá graças a DEUS desde 2006 tiraram os maçons.
    Só ai para mim é uma vitória, pois eu vi o que o meu irmão passou lá dentro da maçonaria para se livrar daqueles demônios.
    Eu vi jovem foi algo terrível.
    yones.furtado@gmail.com


  50. Queridos irmãos, sei que vou chover no molhado, e provavelmente de forma inútil, mas me sinto obrigado a tentar:
    Sou Cristão, e cristão apenas. Acredito fortemente que a principal mensagem dele sempre foi a de amar ao próximo (independente de como ele é), de perdão (apesar dos defeitos, vide Maria Madalena), enfim, de AMOR.
    Sob este ponto de vista, esta discussão toda não vai contra o que Jesus Cristo pregou?
    Paz e harmonia a todos!


  51. em 02/08/2012 at 14:26 RAFAEL PACCHINI JUNIOR

    IRMÃ YONE!
    PRAZER EM ESCREVER A VOSSA ARGUMENTAÇÃO…..
    PRIMEIRAMENTE,EU NÃO CONSIGO ENTENDER SUA REPUGNÂNCIA A NOSSA IGREJA MÃE.E TAMBÉM NÃO CONSIGO COMPREENDER DE ONDE VC TIROU ESSAS AFIRMAÇÕES COMPLETAMENTE MALUCAS,SEM NENHUM NEXO!!!
    MAÇONS…..VERÔNICA…..SANTO SUDÁRIO…..VC PARECE ESCREVER OU TENTAR DIZER …QUE HÁ EM TUDO UMA CONSPIRAÇÃO……IGUAL AÕ LIVRO CÓDIGO DA VINCI.
    YONES,A BÍBLIA MINHA QUERIDA ESSA MESMA QUE VC LÊ E TAMBÉM É USADA PELA PRESBITERIANA…FOI ESCRITA PELA IGREJA CATÓLICA E PARA OS CATÓLICOS APOSTOLICOS ROMANOS!!!!
    VC ENTENDE ISSO?
    A BÍBLIA FOI ESCRITA PELA IGREJA CATÓLICA,CONFORME A TRADIÇÃO QUE RECEBIA DOS TEMPOS.FORAM 400 ANOS DE MUITAS MORTES,DIVERGÊNCIAS,GUERRAS,ROUBOS,CASTIGOS,PERSEGUIÇÕES, E MAIS UM MONTE DE ATROCIDADES …QUE NO DECORRER DESTES 400 ANOS SOFRERAM OS PRIMEIROS MARTIRES DA IGREJA CATÓLICA. OU MELHOR, ESSA BÍBLIA QUE VC LÊ, VC E SUA CONGREGAÇÃO DEVEM MUITO RESPEITO A IGREJA CATÓLICA.POR QUE FOI A IGREJA CATÓLICA QUE ESCREVEU, CONFORME A TRADIÇÃO QUE REBESTES DOS PRIMEIROS!!!!
    PORQUE SAÍSTES DA IGREJA CATÓLICA,YONES????
    QUAL O MOTIVO VERDADEIRO YONE????
    EU E VC SABEMOS O MOTIVO, NÃO É VERDADE?
    VC DIZ QUE VESTIA A CAMISA DA IGREJA!!! MEU DEUS, VC NUNCA FOI CATÓLICA!!!! NUNCA SE OUVIU UM ABSURDO COMO ESSE EM VESTIR A CAMISA DA IGREJA!!!
    COMO SE FOSSE UMA GUERRA PARTICULAR DE IGREJINHAS!?!
    SE VC, TIVESSE SIDO MESMO CATÓLICA, NÃO FAZERIA ESTAS PERGUNTAS ABSURDAS…….ESCUTE UMA COISA MINHA FILHA.
    A IGREJA CATÓLICA FOI QUEM NOS DEU A BÍBLIA.PRIMEIRO A IGREJA, DEPOIS A BÍBLIA….
    IGREJA…CORPO DE CRISTO…SUA ESPOSA!!!
    VC ACREDITA NESSES PASTORES MAL ESTUDADOS, QUE A IGREJA DETURPOU A MENSAGEM DA BIBLIA????
    ORA, QUAL IGREJA OU INSTITUÍÇÃO ,FAZERIA ” UMA BIBLIA” QUE FOSSE CONTRA OS SEUS PRÓPRIOS DOGMAS?
    E ME DIGA, MAIS UMA COISA.
    QUE COVARDIA É ESSA, DE ENCONTRAR TANTOS ERROS DENTRO DA IGREJA E SAIR POR AÍ PROCURANDO OUTRA IGREJA QUE SUSTENTE E OBSCURE AS MINHAS PRÓPRIAS ConcupiscênciaS???
    QUAL COVARDIA MAIOR HÁ DE NÃO ENFRENTAR-SE A SI MESMO????
    TIVESTES VISTO ALGUM ERRO MINHA IRMÃ? PECASTES PRIMEIRO!
    POR QUÊ DEVIAS COMO MEMBRO DA IGREJA, INJETAR ANTIBIÓTICO NA FERIDA!!!! E NÃO DESISTIR,ELIMINAR, COMO O BIG BROTHER FAZ…..NÃO GOSTO,ELIMINO!!!!
    TEU FILHO QUANDO ESTÁ DOENTE, VC AMA-O MENOS?OU VC CORRE PARA CUIDÁ-LO???
    PENSE NISTO MINHA IRMÃ,PENSE NISTO!!!
    AGORA SOBRE OS MAÇONS…LEIA ATÉ O FIM! E SE INFORME DE TUDO ANTES,
    NÃO FAÇA COMO OS QUE QUERIAM APEDREJAR A MARIA MADALENA!!! PROCURE SE INFORMAR, ANTES DE ACUSAR…FAÇA COMO SÃO LUCAS……PESQUIZEI ATÉ OS MÍNIMOS DETALHES,TEÓFILO!!!!

    VEJAMOS SOBRE OS MAÇONS !
    Uma condenação que passou para a História
    No dia 28 de abril de 1738, o Papa Clemente XII promulgou a Bula In eminenti apostolatus specula. a primeira condenação pontifícia da Maçonaria. Apenas 21 anos separavam esse documento da data que se costuma indicar como o inicio da Maçonaria moderna: 1717. Que razões levaram a Santa Sé a condenar uma sociedade que, pelas suas próprias características, não podia ser suficientemente conhecida das autoridades romanas daquele tempo?
    Alec Mellor, conhecido advogado católico francês, iniciado na Maçonaria no dia 29 de março de 1969, sustenta que “o motivo da condenação não era religioso… os motivos do Papa eram de ordem política e ligados ao destino da infeliz família real dos Stuart, destronada e refugiada em Roma, sob a proteção da Igreja”(1). Um historiador de tendências manifestamente favoráveis à Maçonaria inglesa, o Pe. Ferrer Benimeli, afirma que “esta hipótese é totalmente insustentável do ponto de vista histórico, à luz da documentação vaticana da época”.(2)
    O próprio documento de Clemente XII é algo obscuro na sua redação. Compreende-se, porém, melhor no resumo dele feito na Bula Providas Romanorum Pontificum, promulgada pelo Papa Bento XIV aos 18 de maio de 1751. Neste segundo documento, seguindo o anterior, enumeram-se seis razões para a condenação:
    “a primeira é que, nas tais sociedades e assembléias secretas, estão filiados indistintamente homens de todos os credos; daí ser evidente a resultante de um grande perigo para a pureza da religião católica;
    “a segunda é a obrigação estrita do segredo indevassável, pelo qual se oculta tudo que se passa nas assembléias secretas;
    “a terceira é o juramento pelo qual os maçons se comprometem a guardar inviolável segredo, como se fosse permitido a qualquer um apoiar-se numa promessa ou juramento com o fito de furtar-se a prestar declarações ao legitimo poder.. .;
    “a quarta é que tais sociedades são reconhecidamente contrárias às sanções civis e canônicas…;
    “a quinta é que em muitos países as ditas sociedades e agremiações foram proscritas e eliminadas por leis de príncipes seculares;
    “a última enfim é que as tais sociedades e agremiações são reprovadas por homens prudentes e honestos..(3)
    Numa leitura superficial, com a nossa mentalidade, tem-se a impressão de que, deixando de lado o problema do segredo, sobre cuja natureza e conteúdo nada se diz nas Bulas, nada há de verdadeiramente grave, capaz de justificar a pena, cominada, de excomunhão latae sen-tentiae.(3a) Um exame mais atento, porém, permite vislumbrar motivos doutrinários mais profundos. Com efeito, no parágrafo 4 da Bula In eminenti, Clemente XII manda aos Ordinários locais e aos Inquisidores que castigam os transgressores com pena proporcionadas, tamquam de haeresi vehementer suspectos (como pessoa veementemente suspeitas de heresia).(4) Ora, a única razão, dentre as aduzidas pela Bula papal, capaz de levantar essa suspeita é a primeira; nela, com efeito, se fala de “um grande perigo para a pureza da religião católica”. O problema mais profundo parece consistir, portanto, na reunião de pessoas de diversas religiões e credos, que poderia levar a considerar a religião católica apenas como um caminho possível entre outros muitos. O indiferentismo e o relativismo religioso não eram, no século XVIII, apenas hipóteses teóricas, mas atitudes bem freqüentes nos ambientes iluministas. Advirta-se, aliás, que Clemente XII não acusa os maçons de heresia, mas apenas de suspeita veemente dela. O próprio fato da reunião de homens de diversos credos não era nem é uma heresia, mas levantava a desconfiança dos guardiães da fé. Nem o segredo, nem o juramento, nem a condenação dos poderes civis, nem a má fama entre os homens “prudentes e honestos” poderiam justificar, por si sós, essa suspeita de heresia. Ela se baseava exclusivamente no perigo que poderia advir, para a fé, do contato com homens de outras religiões. Em 1738, resultava muito difícil, para não dizer impossível, distinguir entre o diálogo com homens de diversos credos, mas respeitosos para com a verdade católica, e o indiferentismo destruidor do verdadeiro conceito de religião.
    Duzentos e cinquenta anos após aquela primeira condenação, a posição da Igreja Católica parece não ter mudado muito. Como veremos, a razão básica da última condenação (23/11/83) continua a ser a mesma: a inconciliabilidade entre a afirmação sincera e plena da fé católica e o relativismo que parece ocultar-se atrás do universo simbólico maçônico.
    2. As condenações se repetem
    Após as Constituições Apostólicas In eminenti, de Clemente XII (1738) e Providas, de Bento XIV (1751), durante o resto do século XVIII, não há outro documento pontifício de condenação solene da sociedade maçônica. Quando, porém, chega o século XIX, multiplicam-se os documentos neste sentido. É o “século das sociedades secretas” ou o “século das seitas”, e a Maçonaria passa a ser considerada, nos meios vaticanos, como uma a mais, a mais importante, entre elas. Assim, a Constituição Apostólica Ecclesiam a lesu Christo (13/09/1821), do Papa Pio VII, condenou especialmente a Carbonária, mas foi geralmente interpretada como uma condenação indireta da Maçonaria, dado que citava explicitamente as Bulas de Clemente XII e de Bento XIV. Também Leão XII, na Constituição Apostólica Quo graviora, de 13/05/1825, condenou genericamente todas as sociedades secretas. Precisamente nesse documento aparece, por primeira vez, a formulação que passará para o Código de Direito Canônico: a de considerar a Maçonaria como uma sociedade que tem como finalidade maquinar (ou seja, conspirar) contra a Igreja e os legítimos poderes do Estado.
    De Pio IX a Leão XIII, ou seja, de 1846 a 1903, encontramos nada menos do que 350 intervenções pontifícias contra a Maçonaria. Praticamente todas elas vêem nas Lojas uma espécie de conspiração contra a Igreja e os regimes monárquicos. Não se esqueça que a “aliança entre o trono e o altar” não era, naqueles tempos, um mito, mas uma realidade muito concreta. Por outro lado, o chamado “liberalismo doutrinário” representa uma espécie de desenvolvimento lógico das teses iluministas, com as quais a Maçonaria se identificara no século anterior. Nos países latinos, onde a religião católica era a oficial do Estado, muitas das teses liberais vão chocar-se não apenas com uma situação de fato, mas com a própria concepção do Estado e da sociedade, defendida pela Filosofia e a Teologia neo-escolásticas. A separação entre a Igreja e o Estado, e a proclamação da liberdade de consciência, com a conseqüente secularização da vida social, propugnadas pelos liberais, aparecem, naquela época, aos olhos de muitos católicos como ações diretamente dirigidas contra a Igreja Católica e contra os legítimos poderes constituídos. Daí a repetição das condenações da Maçonaria, que se apresenta como impulsora dessa separação. Daí também a teoria conspiratória, que vemos tão claramente exposta na encíclica Humanum Genus,de Leão XIII.
    Em 1917, foi promulgado o primeiro Código de Direito Canônico. Nele, mantém-se a proibição da filiação de católicos à Maçonaria, com a mesma motivação tradicional: “os que dão seu nome à seita maçônica ou a outras associações, que maquinam contra a Igreja ou contra os legítimos poderes civis, incorrem, pelo próprio fato, em excomunhão simplesmente reservada à Sé Apostólica” (cân. 1335; o sublinhado é nosso). Como se vê, o Código estabelecia uma presunção de direito: a ação conspiratória (machinatio) contra a Igreja e o Estado seria algo intrínseco à Maçonaria, que não precisaria de ser comprovado na prática.
    Mas o Código de 1917 não se contentou com cominar a citada pena. Para os clérigos maçons, estabelece ainda uma série de suspensões e privações, além de impor a obrigação de denunciá-los ao Santo Ofício.
    De acordo com o mesmo corpo legal, os fiéis que se inscreviam na Maçonaria não podiam ser admitidos validamente ao noviciado num Instituto Religioso, nem ser inscritos numa associação de fiéis, nem exercer o encargo de padrinho de Batismo ou de Crisma; ficavam, também, privados da sepultura eclesiástica e de qualquer missa exequial, assim como dos direitos de padroado que, eventualmente, possuíssem. Os demais fiéis eram exortados a não contrair matrimônio com maçons. Numa palavra, a legislação canônica de 1917 indicava muito claramente uma incompatibilidade absoluta entre Maçonaria e Igreja Católica.
    3. Onde se situava a “machinatio” maçônica?
    É freqüente escutar, entre católicos, vozes em defesa da Maçonaria, alegando que pessoas a ela filiadas, durante longos anos, nunca viram nem ouviram nas Lojas algo de semelhante a uma ação concertada contra a Igreja ou o Estado. Em outros ambientes, pelo contrário, espalhou-se a idéia da Maçonaria como um conjunto de criminosos, dedicados a tramar conspirações tenebrosas contra tudo o que de bom e santo possa existir. O Código de Direito Canônico de 1917 parece ir nessa última direção, quando fala de maquinação. Mas em que consistia essa maquinação, cujo protótipo eram as associações maçônicas?
    De acordo com a interpretação comum dos comentaristas daquele corpo legal, a palavra latina machinatio não significava necessariamente o planejamento de ações concretas, destinadas a destruir, pela força, a Igreja ou o Estado. Podia tratar-se de uma machinatio ideológica, ou seja, da transmissão sistemática de idéias que entrassem em conflito com as verdades católicas, mesmo que isso não fosse dito abertamente. “Existe a machinatio, – escreve Regatillo, citando uma declaração do Santo Ofício, de 10/05/1884 – se (a sociedade) pretende violar a liberdade e os direitos da Igreja, afastar os fiéis dela, relaxar a disciplina, subverter, por meios ilícitos, tanto aberta quanto clandestinamente, a organização social, a forma legítima de governo ou a seguridade do Estado”.^ Não era necessário que a sociedade em questão pretendesse fazer tudo isso; bastava esse “pretender afastar os fiéis da Igreja”, para que pudesse ser enquadrada na condenação geral. O protótipo dessa maquinação eram, conforme o Código de 1917, as associações maçônicas.
    Para compreender melhor o porquê de acusação tão grave, tenha-se presente que, nos países de maioria católica, onde essa religião era a oficial do Estado, não é estranho que as idéias de liberdade fossem interpretadas, por uns e por outros, como apelos a uma ação contra a Igreja Católica, considerada, pelos liberais, como um empecilho à própria liberdade. Atualmente após a Declaração Dignitatis Humanae do Concilio Vaticano II, podemos compreender que não é a mesma coisa, de um lado, reconhecer a autonomia da pessoa humana, em matéria religiosa, frente a todas as autoridade civis, e, de outro lado, reivindicar uma autonomia absoluta perante o próprio Deus. Ora, as declarações do Syllabus de Pio IX condenavam, pura e simplesmente, qualquer idéia de liberdade religiosa, como um mal em si, absolutamente intolerável. Daí o surgimento, nos países latinos, de fortes correntes libertárias, não só à margem, mas expressamente contra a Igreja Católica. A separação entre Igreja e Estado, que hoje nos parece um ponto pacífico, era encarada como uma meta que somente poderia ser atingida com a derrota da Igreja Católica. Por outro lado, junto com essa separação, propugnava-se a secularização dos cemitérios, do matrimônio e do ensino, a liberdade irrestrita de imprensa, a confiscação dos bens eclesiásticos e até a extinção de todas as Ordens e Congregações Religiosas. Todas essas foram bandeiras defendidas nas Lojas do Grande Oriente da França e das “obediências” maçônicas com ele relacionadas.
    Em nenhum país a luta foi tão violenta como na França; e em nenhum país mais do que na França, as Lojas maçônicas reuniram, em seu seio, uma quantidade tão grande de “livre-pensadores”. Em 1877, o Grande Oriente da França riscou de seus estatutos e documentos o nome do Grande Arquiteto do Universo. Algo depois, suprimiu todas as referendas religiosas e tomou uma feição com claras inclinações ao ateísmo. “Idênticas alterações foram feitas nos Altos Graus, especialmente no 30? (Cavaleiro Kadosh), que fora no século XVIII, conforme nos relata Paulo Naudon, um grau cristão. Foram os ritualistas do século XX que o transformaram numa pantomima em que eram pisoteadas a Tiara e a Coroa” (6) A mesma tendência foi seguida pelos Grandes Orientes da Bélgica, da Espanha, da Itália e, em parte, dos países latino-americanos, embora nem todos tenham chegado aos extremos do ramo francês.
    Alec Mellor descreve, do seguinte modo, o clímax da luta da Maçonaria francesa contra a Igreja Católica:
    “Em 19 de novembro de 1899, durante a inauguração da estátua de Datou O triunfo da República, cerca de 4.000 franco-maçons, paramentados com seus ‘adornos’, haviam sido mobilizados peto Grande Oriente para desfiarem diante dela, bradando: Viva a República social! Abaixo os jesuítas!’
    A Convenção de 1902 vota uma moção de congratulações a Emile Combes, presidente do Conselho, e uma outra de 151 votos contra 141, propondo que o casamento religioso ou o Batismo dos filhos fosse considerado delito maçônico. Em julho de 1902, Combes manda fechar mais de 3.000 escolas cristãs, criadas antes mesmo da lei de 1o de julho de 1901 sobre associações. Em setembro, ele obtém do Conselho de Estado um parecer, declarando inútil o exame dos dossiês das Congregações, pedindo que fossem autorizadas… Durante o ministério Briand, que lhe sucedeu, a França vive sucessivamente a lei de Separação, a famosa circular sobre os inventários e os escândalos das verbas para Missas. A política procedente das Convenções do Grande Oriente havia atingido seus objetivos de guerra”. (7)
    Apesar dos esforços para estabelecer uma paz, ou pelo menos uma coexistência pacífica, entre católicos e maçons, realizados por homens como Lantoine, o Pe. Berteloot, o Pe. Riquet e o citado Alec Mellor, ainda em 1968 o então Grão Mestre da França, Jacques Miterrand, comentando a frase de Garnier-Pages, sobre a relação entre a Maçonaria e a República, acrescentava:
    “Isto não significa apenas aderir ao direito à auto-determinação, segundo o princípio por nós criado, mas significa também servir à República, e isto exige, no nosso mundo ocidental, também a rebelião contra as forças da reação encamadas pela Igreja Católica Romana. Não nos contentamos em ser, ao interno de nossos templos, a República secreta; somos, ao mesmo tempo, a anti-Igreja” (8).
    Não generalizemos, porém, indevidamente. O Grande Oriente da França não é reconhecido, como Maçonaria regular, pela Grande Loja Unida da Inglaterra; a mesma coisa acontece com as potências maçônicas que seguem uma orientação claramente anti-religiosa. No Brasil, porém, permanece uma certa ambigüidade, porque o Grande Oriente do nosso país ê reconhecido simultaneamente e mantém relações com a Grande Loja Unida da Inglaterra e com o Grande Oriente da França. Por isso e por causa de atitudes bem concretas em tempos passados, como na chamada “Questão Religiosa”, somente um posicionamento claro, sem ambigüidades, das autoridades maçônicas brasileiras poderia dissipar as dúvidas a respeito do relacionamento entre Maçonaria e Igreja em nosso país.
    4. As tentativas de alcançar uma paz
    De modo semelhante ao que acontece no campo do ecumenismo em sentido estrito, também na questão maçónica houve algumas tentativas de abertura logo após a Segunda Guerra Mundial, ainda durante o pontificado de Pio XII. Algumas, de caráter estritamente local, como os encontros do Cardeal Innitzer com expoentes da Maçonaria austríaca, não tiveram maior repercussão. Mas houve também algum tímido passo dado pela Santa Sé. “A partir de 1948, Monsenhor Ronca (Reitor da Basílica Lateranense) manteve contatos com Raoul Venturini, que voltara recentemente a Roma depois de um período no exterior para fugir das perseguições fascistas. Ele era Grão-Mestre da Maçonaria de Rito Escocês Antigo e Aceito e dizia que queria esforçar-se para anular a censura imposta pela Igreja à Maçonaria”^. Esses primeiros contatos, realizados por ordem da Santa Sé, não levaram a nenhum resultado positivo, pois foram interrompidos bastante cedo, por iniciativa do Santo Ofício.
    Durante o Concílio Vaticano II, alçaram-se vozes, ou, mais exatamente, uma voz, a de D. Sérgio Méndez Arceo, então Bispo de Cuernavaca, no México, pedindo uma revisão da postura da Igreja frente à Maçonaria. Em 6 de dezembro de 1962 e em 20 de novembro de 1963, o Bispo mexicano argumentou, na aula conciliar, em favor de uma aproximação entre Igreja e Maçonaria; mais especificamente, pediu uma nova atitude pastoral em face dos maçons, argumentando com a já citada distinção entre Maçonaria regular e irregular. Mas essas intervenções não tiveram repercussão prática nos documentos emanados do Concílio.
    Mais importantes são as atitudes que, no imediato pós-concílio, adotaram alguns episcopados. Multiplicaram-se contatos e estudos e, em diversos lugares, sacerdotes e até Bispos participaram, sob convite, de “sessões brancas”. Entre nós, por exemplo, D. Luciano Cabral Duarte, então Bispo auxiliar de Aracaju, pronunciou uma conferência na Loja Contiguiba, da capital sergipana, no dia 29 de maio de 1969. Três anos mais tarde, o mesmo D. Luciano propõe e consegue um acordo de cooperação com a mesma Loja: Arquidiocese e Loja compraram conjuntamente uma fazenda, chamada “da reconciliação”, para o assentamento de camponeses sem terra. Essa iniciativa valeu para o Arcebispo sergipano a medalha de ouro do Grande Reconhecimento Maçônico. Por sua vez, D. Avelar Brandão Vilela chegou a celebrar uma Missa, no Natal de 1975, na Grande Loja Liberdade de Salvador (402), gesto bastante discutível, por causa do significado central da Eucaristia para o ser e a unidade da Igreja.
    Talvez as ações mais interessantes, nessas tentativas de reconciliação, tenham sido as dos episcopados da Escandinávia e das Filipinas. Já em 1964, portanto, em pleno período conciliar, os Bispos da Noruega permitiram que um convertido ao catolicismo permanecesse, a título experimental, na Maçonaria, sob a condição de abandonar imediatamente a Ordem, logo que percebesse qualquer coisa de incompatível com a fé cristã. Na reunião de 21 a 23 de outubro de 1966, os Bispos de toda a Escandinávia (Suécia, Noruega, Dinamarca, Finlândia e Islândia) decidiram aplicar a mesma medida em seus respectivos territórios. Advirta-se, porém, que não se tratava de permitir que católicos se inscrevessem na Maçonaria, mas apenas de que convertidos do protestantismo ao catolicismo permanecessem numa Loja à qual pertenciam já antes da conversão. Ainda mais: isso seria feito caso por caso, mediante a aplicação do poder de dispensa dos Bispos. Estes, portanto, reconheciam que continuava em vigor a proibição geral do Código de Direito Canônico. Não obstante essas nuanças, as interpretações, sobretudo da imprensa leiga, espalharam a idéia de que não havia mais nenhuma restrição contra a Maçonaria, da parte da Santa Sé. A Rádio Vaticana reagiu mediante um comunicado difundido no dia 19 de março de 1968, que terminava secamente: “Pelo competente dicastério da Santa Sê, fomos autorizados a desmentir tais informações como carentes de fundamento”.
    Nas Filipinas, encontros entre representantes da Igreja e da Maçonaria levaram a uma série de conclusões que pareciam mostrar a conciliabilidade entre o ser católico e a adscrição às Lojas. Essas conclusões, aprovadas pelo Episcopado, durante a reunião de 27 de janeiro a 10 de fevereiro de 1969, foram subscritas por ambas as partes, no dia 17 de fevereiro do mesmo ano.
    Também é digna de ser notada a admissão do advogado Alec Mellor na Loja Esperança 35, filiada à Grande Loja Nacional da França, após consulta, por intermédio do Pe. Riquet, ao então Arcebispo de Paris, Cardeal Marty. O conhecido advogado maçonólogo declarou explicitamente, em carta a Sua Eminência, que desejava continuar a ser católico. Por sua vez, o Arcebispo respondeu que não devia formular nem autorização nem proibição alguma e que o interessado consultasse a sua consciência. Após a solicitação formal de ingresso na Maçonaria, prossegue Alec Mellor: “Informei ao Arcebispo, depois esperei que o raio caísse, eventualmente, sobre a minha cabeça… O raio não caiu”. (10)
    Dentro desse quadro de diálogo incipiente, o Cardeal Kõnig, sucessor de Innitzer no Arcebispado de Viena, consegue formar uma comissão mista católico-maçônica, que acabou produzindo um documento conhecido como “Declaração de Lichtenau”, assinada por nove maçons e três teólogos católicos dos países de língua alemã. Destinado inicialmente apenas ao Papa Paulo VI e ao Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Cardeal Seper, como uma contribuição para o estudo de ulteriores medidas, propugnava a abolição das condenações canônicas contra a
    Maçonaria. Não possuía caráter autoritativo: era apenas um parecer respeitável de peritos de ambas as partes11.
    Esses fatos e outros semelhantes levaram à constituição de um dossiê vaticano sobre a Maçonaria, confiado ao Secretariado (atualmente, Conselho Pontifício) para os Não-crentes e, sobretudo, ã Congregação para a Doutrina da Fé. Acumularam-se nele os pareceres de numerosos peritos e as respostas dadas por algumas Conferências Episcopais (não parece que todas tenham sido consultadas) a um questionário enviado em 26 de fevereiro de 1968, pela mesma Congregação romana.
    5. A Carta de 1974 da Congregação para a Doutrina da Fé
    Como os acontecimentos se precipitavam, tornava-se necessária uma tomada de posição das instâncias romanas. Contudo, ainda parecia que seria prematuro publicar uma decisão definitiva. Por isso, a Congregação para a Doutrina da Fé, aos 19 de julho de 1974, enviou a algumas Conferências Episcopais uma carta sobre a questão que nos ocupa. Após lembrar as consultas feitas por muitos Bispos acerca da interpretação do cân. 2.335 do Código de 1917, que impunha a pena de excomunhão aos católicos que se inscrevessem na Maçonaria, a carta prosseguia:
    “Durante o longo exame da questão, a Santa Sé consultou diversas vezes as Conferencias Episcopais interessadas de modo particular pelo assunto, a fim de tomar conhecimento mais acurado tanto da natureza e da atuação da Maçonaria em nossos dias quanto do pensamento dos Bispos a respeito.
    A grande divergência de respostas, pela qual transparecem as situações diferentes de cada nação, não permitiu à Santa Sé mudar a legislação vigente, a qual por isto continua em vigor, até que nova lei canônica seja publicada pela competente Comissão Pontifícia para a revisão do Direito Canônico.
    No entanto, no exame dos casos particulares, é necessário levar em consideração que a lei penal está sujeita a interpretação estrita. Por conseguinte, pode-se ensinar e aplicar, com segurança, a opinião daqueles autores segundo os quais o cânon 2.335 se refere unicamente aos católicos que dão o nome às associações que de fato conspiram contra a Igreja.
    Em qualquer situação, porém, continua firme a proibição, aos clérigos, aos Religiosos e aos membros dos Institutos Seculares, de darem o nome a qualquer associação maçônica”(12).
    Como se vê facilmente, pela leitura do texto transcrito, a nota da Congregação para a Doutrina da Fé era de alcance muito limitado. Restringia-se à interpretação de um único canôn, o 2.335, sem tocar em nenhum dos outros que faziam alusões à Maçonaria. Ainda mais; nem sequer declarava abolida a pena de excomunhão para os que se inscrevessem na Ordem maçônica; unicamente afirmava que, de acordo com os princípios gerais da legislação canônica, essa pena nem sempre se aplicava. Isso era possível porque o citado canôn, contra o que é próprio da lei, dava a razão da sanção imposta. Ora, não se verificando essa razão (a conspiração de fato), a pena não deveria ser aplicada. Parece insinuar-se o desejo de uma mudança, mas também transparecia a insuficiência, para tanto, dos dados recolhidos até o momento. Por isso, de modo claro, a SCDF declarava que a legislação geral vigente, relativa à Maçonaria, continuava em vigor, e, para confirmar essa vigência, lembravam-se as proibições para os clérigos e os membros dos Institutos de vida consagrada.
    6. De 1974 até a publicação do novo Código de Direito Canônico (1983)
    Não faltaram os que viram, na Nota de 1974, uma porta aberta para que leigos católicos pudessem inscrever-se livremente na Maçonaria, pelo menos com licença do Bispo diocesano. Os poderes de dispensa contidos no Motu Próprio De Episcoporum Muneribus (15/06/1966) pareciam corroborar essa posição. Perante as dúvidas suscitadas, a CNBB, através de seu Presidente, pediu ulteriores esclarecimentos à SCDF. Eles foram dados em carta de 26 de fevereiro de 1975 (Prot 272/44), que é citada, na edição vaticana anotada do Código de 1983, juntamente com a Carta de 1974 e a Declaração de 1981, como fonte do atual cân. 1374. Nela, afirma-se que, para verificar se uma associação maçônica conspira contra a Igreja, “seria desejável (mas certamente não suficiente, nem de se esperar) uma declaração pública por parte da associação em questão, a qual afirmasse que não entra nos intentos dela combater a Igreja; parece, entretanto, que se possa dar fé àqueles que, inscritos há anos na Maçonaria, solicitam espontaneamente a admissão aos sacramentos, declarando – ‘onerata ipsorum cons-cientia’ – que a associação na qual estão inscritos, não persegue nem nunca exigiu deles compromissos contrários à sua reta consciência cristã. Doutra parte, não parece conveniente que os Bispos, ao menos no atual estado das coisas, façam declarações púbicas acerca desta ou daquela associação”. Além disso, “a expressão ‘conspirar contra a Igreja’ pode dizer, de modo geral, que se deve referir a ‘delitos’ contra a doutrina, as pessoas ou as instituições eclesiásticas; note-se que isso diz respeito à associação como tal e não a cada membro tomado singularmente” (13).
    Havia aqui uma maior abertura em direção à Maçonaria? Esse parece ser o sentido óbvio. Contudo, mantinha-se uma atitude de reserva e se pedia aos Bispos que não fizessem declarações públicas a respeito.
    Entretanto, prosseguiam os trabalhos para uma nova codificação canônica. Entre os princípios norteadores dela, o nono propugnava uma simplificação drástica do Direito Penal, contido no livro V do Código de 1917: “Com referência ao direito de coação, a que a Igreja não pode renunciar, como sociedade externa, visível e independente, as penas sejam geralmente ferendae sententiae e irrogadas e remetidas somente no foro externo. As penas latae sententiae reduzam-se a poucos casos, e somente sejam irrogadas contra crimes gravíssimos”14. Resultava, pois, muito claro que o novo Código não mais cominaria a excomunhão contra os maçons. Além disso, no seio da Comissão codificadora, ficou decidido que o novo corpo legal não deveria citar expressamente a Maçonaria. “Os consultores unanimemente opinavam que não se deveria estabelecer pena automática (latae sententiae), pois ou se tratava de incompatibilidade por heresia e, nesse caso, já se encontra incluída no cân. 1.364, ou não, e então não havia por que estabelecer pena tão grave”15. Como se vê, seguindo o raciocínio que já se esboçava nos documentos anteriores, os consultores não pretendiam entrar no mérito da possível ação subversiva da Maçonaria; o único que interessava era a heresia. Aqui pareciam ecoar as palavras da Bula In eminenti: “tamquam de haeresi vehe-menter suspectos”.
    A insistência dos maçons alemães, após a declaração de Lichtenau, para que se chegasse a uma pacificação definitiva, num diálogo direto com o episcopado, acabou por gerar resultados contrários aos por eles desejados. Após seis anos de estudos, aos 12 de maio de 1980, os Bispos alemães publicaram uma Declaração sobre a questão da pertença de católicos à Maçonaria, concluindo pela inconciliabilidade, pelos seguintes motivos:
    1) embora não exista uma cosmovisão maçônica determinada, “o relativismo pertence às convicções fundamentais da Maçonaria”;
    2) a possibilidade do conhecimento objetivo da verdade é negada pela Maçonaria; a relatividade de qualquer verdade se encontra na base da Maçonaria;
    3) a compreensão que os maçons têm da religião, é relativista: todas as religiões são tentativas concorrentes para exprimir a verdade última e inatingível de Deus. O próprio conceito maçônico de uma religião “em que todos os homens coincidem”, implica uma atitude religiosa relativista;
    4) a Maçonaria não admite um conhecimento objetivo de Deus, no sentido do conceito pessoal do teísmo. 0 “Grande Arquiteto do Universo” é “algo” neutro, indefinido e aberto a qualquer interpretação;
    5) a concepção que a Maçonaria tem de Deus, não deixa espaço para uma Revelação Divina, tal como é afirmada pela fé de todos os cristãos;
    6) enquanto a tolerância católica é uma atitude de benevolência em face das pessoas, a tolerância maçónica diz respeito às idéias, por muito contraditórias que elas possam ser entre si; na realidade, é mais uma expressão do relativismo;
    7) as ações rituais maçônicas manifestam, nas palavras e nos símbolos, um caráter semelhante ao dos sacramentos, como se objetivamente produzissem no homem uma certa transformação;
    8) o aperfeiçoamento ético perseguido como meta última da Maçonaria é absolutizado e isolado da graça divina, não deixando espaço para a justificação do homem, no sentido cristão;
    9) a Maçonaria apresenta aos seus membros uma exigência de totalidade, que reclama uma pertença a ela na vida e na morte, o que parece não deixar espaço para a Igreja. (16)
    Sem dúvida, para muitas pessoas, o documento do Episcopado alemão representou uma ducha de água fria nos seus entusiasmos filo-maçônicos. O problema não se colocava mais na maquinação, enquanto ação dirigida contra a Igreja, mas nas concepções básicas da Maçonaria. Ações podem ter um caráter conjuntural; concepções básicas, pelo contrário, são intrínsecas e não podem ser abandonadas sem deturpar a própria natureza da instituição. Daí a conclusão dos Bispos alemães: a inconciliabilidade entre Igreja e Maçonaria aparecia, aos olhos deles, como algo muito claro. Poderia argumentar-se que o citado documento tinha um alcance limitado, pois somente se referiria aos grupos maçônicos existentes nos países de língua alemã. Além disso, deve-se aceitar que o magistério eclesiástico de um episcopado nacional não tem caráter vinculante para os católicos de todo o mundo. Contudo, dado o ensinamento tão claro e explícito, fundamentado nos princípios gerais de toda Maçonaria, não poderia ser desprezado como algo sem valor algum. Era, pelo menos, um forte toque de atenção contra uma conciliação apressada entre Igreja e Maçonaria.
    É muito provável que essa Nota do Episcopado alemão tenha servido como fonte de inspiração para um documento pouco posterior, de âmbito superior e alcance universal: a Declaração da Congregação para a Doutrina da Fé, de 17 de fevereiro de 1981, “sobre a disciplina canônica que proíbe, sob pena de excomunhão, que os católicos se inscrevam na seita maçônica e em outras associações do mesmo gênero”. Dela selecionamos os seguintes parágrafos:
    “Dado que a citada carta (de 19/07/1974), tornada de domínio público, deu margem a interpretações errôneas e tendenciosas, esta Congregação, sem querer prejudicar as eventuais disposições do novo Código, confirma e precisa quanto segue:
    ’1. não foi modificada de algum modo a disciplina canônica, que permanece em todo o seu vigor;
    ’2. não foi, portanto, ab-rogada a excomunhão nem as outras penas canônicas previstas;
    ’3. quanto na citada carta se refere à interpretação a ser dada ao cânon em questão, deve ser entendido, como intencionava a Congregação, só como um apelo aos princípios gerais da interpretação das leis penais para a solução dos casos de cada pessoa, que podem ser submetidos ao juízo dos Ordinários. Não era, pelo contrário, intenção da Congregação confiar às Conferências Episcopais o pronunciar-se publicamente com um juízo de caráter geral sobre a natureza das associações maçônicas que implique derrogação das mencionadas normas’ (17).
    Encontramos nessa Declaração, assinada pelo mesmo Card. Seper, que enviou a Carta de 1974, uma desaprovação explicita de interpretações errôneas e tendenciosas. Quais fossem essas interpretações, deduz-se muito facilmente do próprio texto: 1) afirmar que a disciplina canônica (e, portanto, a proibição de católicos se inscreverem na Maçonaria) teria sido modificada; 2) afirmar que a excomunhão latae sententiae contra os maçons teria sido ab-rogada, 3) afirmar que as Conferências Episcopais poderiam dar normas contrárias às existentes em caráter geral. Pelo contrário, não eram reprovadas as Conferências Episcopais que, como a alemã, insistiam na incompatibilidade entre Igreja e Maçonaria. No fundo desse documento, havia o desejo de não tomar medida que pudesse parecer uma ingerência nas tarefas da Comissão Pontifícia para a revisão do Código de Direito Canônico. Por isso, evitou-se uma tomada de posição mais explicita.
    7. O novo Código de Direito Canônico e a sua Interpretação oficial
    No dia 25 de janeiro de 1983, exatamente vinte e quatro anos após o primeiro anúncio da reforma, foi promulgado o novo Código de Direito Canônico. Deveria entrar em vigor no primeiro domingo do Advento (27 de novembro) do mesmo ano. De acordo com as previsões e o espírito geral da reforma, já indicados, desapareciam dele a excomunhão latae sententiae contra os maçons, assim como as proibições de dar-lhes sepultura eclesiástica, admiti-los como padrinhos de batismo e crisma etc. Faltava inclusive qualquer referência explicita à Maçonaria. Em lugar do antigo cânon 2.335, aparecia o novo 1.374:
    “Quem se inscreve em alguma associação que maquina contra a Igreja, seja punido com justa pena; e quem promove ou dirige uma dessas associações seja punido com interdito”.
    A imposição da “justa pena” não era mais automática, mas ficava à discrição do juiz ou da autoridade administrativa competente, que, de acordo com o que se dizia na Carta da SCDF de 1974, deveria aplicá-la apenas se ficasse comprovado que uma determinada associação maquina de fato conta a Igreja. Quase é supérfluo dizer que os católicos mais inclinados à Maçonaria viram, nessa redação, como que uma confirmação de suas afirmações. “Se não está mais penada com excomunhão automática a inscrição na Maçonaria – argumentavam -, segue-se que é lícito ao católico inscrever-se nela”. O argumento era completamente falho: muitos atos ilícitos (a começar pelo homicídio) não estão penados com excomunhão automática; ainda mais, de acordo com os princípios norteadores da reforma do Direito canônico, o nosso Código não pretende, com as suas penas, enquadrar todos os atos imorais e reprováveis.
    Como, de fato, essas interpretações apareceram um pouco por toda a parte, e como, segundo se dizia, havia muitos católicos esperando a entrada em vigor do novo Código para se inscreverem na Maçonaria, a Congregação para a Doutrina da Fé – agora sob direção do Cardeal Ratzinger – viu-se constrangida a intervir mais uma vez no assunto. A 26 de novembro de 1983, na véspera da entrada em vigor do novo corpo legal, publicou em L’Osservatore Romano uma “Declaração sobre as associações maçônicas”(18), com o seguinte teor:
    “Foi perguntado se mudou o parecer da Igreja a respeito da Maçonaria, pelo fato de que no novo Código de Direito Canônico ela não vem expressamente mencionada como no Código anterior.
    Esta Sagrada Congregação quer responder que tal circunstância é devida a um critério redacional, seguido também quanto às outras associações igualmente não mencionadas, uma vez que estão compreendidas em categorias mais amplas.
    Permanece portanto imutável o parecer negativo da Igreja a respeito das associações maçônicas, pois os seus princípios foram sempre considerados inconciliáveis com a doutrina da Igreja e por isso permanece proibida a inscrição nelas. Os fiéis que pertencem às associações maçônicas, estão em estado de pecado grave e não podem aproximar-se da Sagrada Comunhão.
    Não compete às autoridades eclesiásticas locas pronunciar-se sobre a natureza das associações maçônicas com um juízo que implique derrogação de quanto acima estabelecido, e isto segundo a mente da Declaração, desta Sagrada Congregação, de 17 de fevereiro de 1981 (cf. AAS 73, 1981, p. 240-241).
    O Sumo Pontífice João Paulo II, durante a audiência concedida ao subscrito Cardeal Prefeito, aprovou a presente Declaração, e ordenou a sua publicação”.
    Esta declaração revestia-se de uma solenidade incomum. Contra o que seria lógico, tratando-se da interpretação de um texto legal, não foi emitida pela correspondente Comissão Pontifícia (o atual Conselho para a Interpretação dos Textos legislativos), mas pela mais alta autoridade em questões doutrinárias, a Congregação para a Doutrina da Fé, com a aprovação, em forma específica, do Santo Padre. Por isso, também a sua argumentação se situa no plano doutrinário, sem entrar no mérito da questão da machinatio, declarando a incompatibilidade entre os princípios da Maçonaria e a doutrina da Igreja Católica. Isso exclui qualquer dispensa, em casos particulares, pois não se trata de “leis disciplinares”, as únicas passíveis de dispensa, conforme o cân. 87. Pela mesma razão, as Conferências Episcopais ficavam proibidas de se pronunciar com um juízo que implique derrogação das normas dadas. Ficava também claro que não se poderia defender uma suposta compatibilidade entre Igreja Católica e Maçonaria, com base na omissão da pena de excomunhão no novo Código.
    8. Dois esclarecimentos “oficiosos”
    Pouco mais de um ano após a declaração anterior, a 23 de fevereiro de 1985, apareceram em L’Osservatore Romano”(19), umas “reflexões” em caracteres itálicos e assinadas apenas com três asteriscos, com o titulo “Fé Cristã e Maçonaria são inconciliáveis”. É sabido que L’Osservatore Romano é um jornal oficioso da Santa Sé, e que, como em toda publicação, os artigos publicados sem assinatura são da responsabilidade do próprio jornal. Para qualquer um que conheça a praxe romana, aliás, o tipo itálico e os asteriscos no fim do artigo indicavam claramente que fora escrito nos ambientes da Congregação para a Doutrina da Fé. Isso foi inclusive afirmado explicitamente no comunicado da Rádio Vaticano, ao colocar como titulo da noticia: “Reafirmada pela Congregação para a Doutrina da Fé a inconciliabilidade entre Fé Cristã e Maçonaria”. Após aludir aos estudos realizados, o artigo continuava: “Agora o estudo mais aprofundado levou a SCDF a manter-se na convicção da inconciliabilidade entre os princípios da Maçonaria e a fé cristã (sublinhado nosso). Prescindindo, portanto, da consideração da atitude prática das diversas Lojas, de hostilidade ou não para com a Igreja, a SCDF, com a sua Declaração de 26/11/83, pretendeu colocar-se no nível mais profundo e, por outro lado, essencial do problema: isto é, sobre o plano da inconciliabilidade dos princípios, o que significa: no plano da fé e das suas exigências morais”.
    O artigo continuava mostrando que o relativismo, mesmo não afirmado como verdade dogmática, pertence às convicções fundamentais da Maçonaria e é veiculado através de um sistema simbólico extremamente absorvente. Daí a impossibilidade, para o católico, de uma dupla fidelidade, eclesial e maçônica, ou de uma dupla moralidade, humanista e cristã.
    Saindo também ao passo de críticas levantadas contra a frase contida na Declaração de 1983, de que os que se inscrevem na Maçonaria “estão em estado de pecado grave e não podem aproximar-se da Sagrada Comunhão”, o artigo acrescentava: “Com essa última expressão, a Sagrada Congregação indica aos fiéis que tal inscrição constitui objetivamente (sublinhado nosso) um pecado grave e, precisando que os aderentes a uma associação maçônica não podem aproximar-se da Sagrada Comunhão, ela quer iluminar a consciência dos fiéis sobre uma grave conseqüência que lhes advém da sua adesão a uma Loja maçônica”.
    Finalmente, reafirmava a proibição de as Conferências Episcopais se manifestarem sobre a matéria, com juízo que implique derrogação das normas já dadas em caráter geral.
    A continuidade, da parte de alguns poucos, dos esforços para demonstrar a compatibilidade entre Fé Cristã e Maçonaria acabou por forçar mais uma intervenção das instâncias romanas. É sabido que, desde as suas origens, no século passado, a revista La Civiltà Cattolica é considerada porta-voz oficioso da Santa Sé. De modo especial, os seus editoriais refletem um pensamento bem próximo da Secretaria de Estado. No dia 2 de novembro de 1991, um editorial da citada revista tocava mais uma vez no tema “A Igreja e a Maçonaria hoje” (20). A finalidade desse escrito era claramente expressa: “Pensamos… que na Maçonaria, enquanto tal, se realiza uma educação numa filosofia e numa ‘religiosidade’ que a Igreja considera, mesmo atualmente, incompatível com a reta fé cristã e com a adesão convicta de fé ao mistério do povo de Deus e ao magistério que vive no seu seio. Queremos apresentar esta inconciliabilidade essencial, que é, conseqüentemente, a chave para a compreensão das mais recentes intervenções eclesiásticas sobre a matéria”. A argumentação em favor de tal inconciliabilidade baseia-se, como já vimos, na ideologia iluminista, que se encontra no fundo de toda e qualquer Maçonaria: “Não é por acaso que na Maçonaria se encontram, em todas as latitudes, duas características do Iluminismo: a confiança absoluta nos poderes infalíveis da razão e da experiência, e o senso da imensidão da natureza, governada pelas leis férreas do mecanismo universal, nem sempre favorável ao homem”. O argumento é desenvolvido longamente, com ricas citações de autores tanto católicos quanto maçons. O editorial concluía com convicção: “Quem conheceu a riqueza da doutrina de Cristo e aderiu a ela, de acordo com o espírito da Tradição cristã, representado cada dia pelo Magistério vivo da Igreja; quem conhece e vive os esplendores da Liturgia católica e da espiritualidade cristã; quem, finalmente, concebe a sua vida como desejo de união com o Deus vivo do Evangelho e como testemunho apostólico para o próximo, dificilmente será seduzido pela Maçonaria, pela sua doutrina, pelos seus ritos, pelos seus fins”.
    Toda a documentação que apresentamos até agora, leva logicamente a uma conclusão: Maçonaria e Igreja Católica são simplesmente inconciliáveis, com uma inconciliabilidade que não depende de conjunturas históricas nem de ações particulares, mas que é intrínseca à própria natureza de ambas instituições.
    9. E as outras Comunidades cristãs?
    Costuma-se argumentar que somente o Catolicismo, ou mais exatamente, o Papado, se mostra intransigente frente à Maçonaria. Essa afirmação não é correta. É certo que os pronunciamentos de outras Comunidades eclesiais a respeito do problema maçônico são muito menos numerosos do que os da Católica; mas isto é devido, em grande parte, ao fato de somente a Igreja Católica possuir um magistério central, válido pan o mundo inteiro. Contudo, cá e lá, surgiram vozes de diversas confissões não católicas afirmando a incompatibilidade entre pertença à Maçonaria e Fé Cristã. Apresentamos apenas alguns exemplos documentados.
    Paralelamente às conversações da Maçonaria com a Igreja Católica alemã, desenvolveram-se outras com a Igreja Evangélica (luterana). A “Comissão Oficial de Diálogo” deixou abertas as portas para uma filiação dos evangélicos à Maçonaria; contudo, expressou claramente a sua perplexidade acerca do significado do ritual e das suas repercussões na vida interior. Da! a questão: “se a influência do ritual na vida interior e no trabalho do maçom não concorreria p<«ra diminuir, nos cristãos evangélicos, a justificação pela graça” (21).
    A Igreja da Inglaterra (“Anglicanos”) é conhecida pelas suas estreitas relações com a Maçonaria. O antigo arcebispo de Cantuária, Fisher, era sabidamente maçom. Mesmo entre nós, no Brasil, vários dos ministros da Igreja Episcopal, incluindo bispos, são ou foram maçons. Apesar desses laços históricos, em 1986, uma comissão especial anglicana de sete membros, incluindo dois maçons, publicou um documento com o título “Franco-Maçonaria e Cristianismo são incompatíveis?” A conclusão era claramente afirmativa e baseava-se no caráter pelagiano da concepção maçônica de aperfeiçoamento e salvação do homem. O Sínodo Geral da Igreja da Inglaterra, realizado em York, em 1987, aprovou, por 394 votos contra 52 e 5 abstenções, a declaração de incompatibilidade entre Maçonaria e fé anglicana.
    “Em 1985, a Igreja metodista (da Inglaterra) condenou o sincretismo anticristão da Maçonaria. As Igrejas evangélicas americanas do Missouri e do Wisconsin já haviam-se pronunciado na mesma linha em 1967. A Igreja Ortodoxa nunca retificou a declaração contra a Maçonaria, publicada em 1933″ (22). Também a Igreja Católica Apostólica Ortodoxa Antioquena mantém, no Brasil, essa atitude.
    Conforme um jornal católico da Holanda (23/05/89), em 20 de maio de 1989, o Sínodo Geral da Igreja Presbiteriana da Escócia aprovou, por grande maioria, o texto duma circular dirigida aos membros maçons da Igreja, convidando-os a abandonar a Maçonaria, por ser ela inconciliável com a fé cristã (23).
    As três principais Igrejas luteranas dos Estados Unidos (American Lutheran Church, Lutheran Church Missouri Synod, Lutheran Church in America) proíbem que seus pastores pertençam à Maçonaria; no que respeita aos membros leigos, não há atitude unânime: a LCMS o proíbe, a ALC o desaconselha, a LCIA o permite (24).
    No Brasil, também encontramos algumas posições antimaçônicas entre as Igrejas evangélicas. A IECLB (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil) é tradicionalmente contrária à pertença de seus membros à Maçonaria; embora não tenha dado uma proibição formal nesse sentido, claramente desaconselha aos pastores a inscrição nas Lojas.
    Num recente documento, aprovado pelo Conselho Diretor, em abril de 1991 (“A IECLB e a Maçonaria – uma palavra de orientação”. IECLEB n9 4799/91), embora tentando evitar qualquer atitude polêmica, afirma-se: “São flagrantes as diferenças (da maçonaria) com relação ao credo cristão. Dizem respeito tanto ao conceito de Deus quanto ao de Jesus Cristo e ao da salvação do ser humano. Sob a perspectiva luterana, a Maçonaria deve ser qualificada como ‘legalista’ por excluir a graça divina como o fator decisivo da salvação. Tanto o solus Christus, quanto o sola gratia não têm correspondência na concepção maçônica… Não há, pois, como negar as diferenças”.
    Mas onde mais viva se apresentou a questão maçônica entre os protestantes brasileiros foi a formação da Igreja Presbiteriana Independente (IPI). Eduardo Carlos Pereira, que liderava um grupo de tendências nacionalistas dentro da Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB), frente aos missionários norte-americanos, apresentou esse ponto como uma questão de consciência. O Sínodo da IPB, de 1900, negou-se a tomar qualquer atitude contra a Maçonaria. Pereira, que, por outros motivos, já se encontrava em conflito com alguns setores da IPB, preparou então, para o Sínodo de 1903, uma “Plataforma”, afirmando a incompatibilidade do ser evangélico com a Maçonaria (25). Após violentas discussões, o Sínodo se negou a endossar as posições de Pereira. Este reagiu retirando-se do Sínodo e declarando: “A Maçonaria cavou um abismo entre nós e vós”. Surgiu assim a IPI, que até o dia de hoje mantém uma atitude firmemente antimaçônica. Pouco tempo depois, “a Assembléia Geral da Igreja Presbiteriana (do Brasil, ou IPB), reunida em Valença (Rio de Janeiro), em 1916, declarou que esta Igreja jamais reconheceu e não reconhece a compatibilidade da Maçonaria e da profissão do Evangelho. Quanto ao passado, era uma questão de palavras: o Sínodo de 1903, na verdade, se havia recusado a decidir sobre essa incompatibilidade, muito embora os seus lideres se houvessem esforçado por prová-la. E, a partir de então até os nossos dias, toda a atenção da Igreja Presbiteriana (do Brasil) foi no sentido de que a questão maçônica não fosse novamente proposta.” (26)
    Não tenho notícias em relação à posição das outras Igrejas evangélicas brasileiras na questão maçônica. Certamente, existem numerosos pastores maçons na Igreja metodista e na episcopal (Comunhão anglicana). Como também há alguns que sustentam posições claramente anti-maçônicas. Faltam, porém, pronunciamentos oficiais das Igrejas.
    O Pe. Jesús Hortal S. J. é doutor em Direito Canônico, Vice-Reitor Acadêmico da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Professor do Instituto de Direito Canônico da Arquidiocese do Rio de Janeiro. – O presente artigo foi publicado na revista “Direto e Pastorar, ano VI, nos. 23-24, janeiro-abril de 1992. pp. 58-81 (Caixa Postal 1362, 20001-970 Rio de Janeiro – RJ).
    NOTAS
    1) MELLOR, Alec, Os Grandes Problemas da atual Franco-Maçonaria, São Paulo, 1976, Editora Pensamento, p. 44.
    2) BENIMELI, F. – CAPRILE, G. – ALBERTON, V^ Maçonaria e Igreja Católica. Ontem, Hoje e Amanhã, São Paulo 1983, Edições Paulinas, p. 28, nota. 9.
    3) Utilizo a tradução de Fr. BOAVENTURA KLOPPENBURG, em seu livro A Maçonaria no Brasil Petrópolis 1961, Editora Vozes, p. 319.
    3a) Excomunhão latae sententiae é a pena que decorre da prática mesma do delito, não sendo necessário qualquer processo ou julgamento que lavre a sentença condenatória. A excomunhão proferida após julgamento é dita ferendae sententiae.
    4) Denzinger-Schònmetzer, Enchirídion Symbolorum. . . (Enquirídio de Símbolos e Definições de Fé) no2513.
    5) REGATILLO, E. F„ Institutiones luris Canonici, vol. II7. Santander, 1963, Sal Terrae, p. 590.
    6) MELLOR, Alec, Os Grandes problemas da atual Franco-Maçonaria. Os novos rumos da Franco-Maçonaria, São Paulo, s/a, Editora Pensamento, p. 162.
    7) Ibid.p. 10.
    8) Citado por Joseph STIMPFLE, na revista “30 Giomi” (ed. brasileira), nov. 1986, p. 50.
    9) Carta de Cláudio Righi, publicada em “30 Dias” (ed. brasileira), mar. 1992, p.6.
    10) MELLOR, 4, a a, pp. 62-63.
    11) Pode-se ver o texto completo em ALBERTON e outros, o.a, pp. 310-313.
    12) Utilizamos a tradução publicada pela CNBB no boletim semanal de Notícias, n, 230, de 23 de agosto de 1974, e no Comunicado Mensal A nota da SCDF não foi publicada em Acta ApostoScae Sedis, por estar dirigida “a algumas Conferências Episcopais” e não ter, por isso, caráter de lei geral.
    13) Em Comunicado Mensal da CNBB, ru 270, mar. 1975.
    14) Prefácio romano (sem nome do autor) ao Código de Direito Canônico; na ed. brasileira, p. XXIX.
    15) Cf. PINERO CARRION, J. M-„ La Ley de la Iglesia, voL II, Madri 1985, S.E. Atenas, p. 411, citando a ata do correspondente grupo de trabalho, publicada em Communicationes 16 (1984) 48-49.
    16) O texto alemão de Declaração pode ser visto no jornal Deutsche Ta-gespost, de 23-25/105/1980, e em Herder Korrespondenz de junho de 1980. Uma tradução portuguesa foi incluída no livro de BENIMELI, CAPRILE e ALBERTON repetidamente citado, pp. 140-150.
    17) AAS 73 (1981) 240-241; texto português em L’Osservatore Romano (ed. port.) de 08/03/1981; republicado em Comunicado Mensal da CNBB, 31 de março de 1985, p. 142.
    18) AAS 76 (1984) 300. O texto apareceu originalmente em L’Osservatore Romano do citado dia.
    19) A tradução portuguesa apareceu na correspondente edição semanal do dia 10 de março do mesmo ano, p. (115).
    20) ‘La Chiesa e la Massoneria oggí’, em La Civiltà Cattolica, 1991, vol. IV, pp. 217-227.
    21) STIMPFLE, Joseph, “A Impossível Coabitação”, em 30 Giorni, ed. bras., nov. 1986, p. 54.
    22) VALENTE, Gianni, “Assim é se eles querem”, em 30 dias, mar. 1992, p. 39.
    (23) Notícias fornecidas por Fr. Félix Neefjs, OFM, no VII encontro de reflexão sobre a Maçonaria (26/06/89).
    (24) Informação fornecida pelo Pr. Armindo Mueller, conforme carta do Pr. Jack L. Torgersen, no 4- Encontro de Reflexão sobre a Maçonaria (05/12/87).
    (25) O texto completo pode ver-se em: REILL Y, Duncan A., História Documental do Protestantismo no Brasil, São Paulo 1984, ASTE, p. 166-168.
    (26) LEONARD, Emile-G., O Protestantismo Brasileiro. Estudo de Eclesiologia e História Social, Rio de Janeiro 1963, JUERP-ASTE, p. 60-161.


  52. em 02/08/2012 at 14:55 RAFAEL PACCHINI JUNIOR

    RESPOSTA AO IRMÃO ERICK!
    ERICK ..PAZ DE CRISTO EM PRIMEIRO LUGAR.
    VC DIZ QUE É CRISTÃO E CRISTÃO APENAS…..?????
    VOU LHE DIZER ALGO TÃO VERDADEIRO COMO O SOL QUE VC VÊ E SENTE.
    VC NÃO É CRISTÃO!
    SER CRISTÃO É TOMAR ATITUDES,É COMPROMETIMENTO……ESPIRITUAL E CARNAL!!!
    SER CRISTÃO SOMENTE….É SER IGUAL AQUELA PASSAGEM DA BIBLIA.(POR SERES NEM QUENTE E NEM FRIO, TE VOMITAREIS!)
    DEUS E CRISTO, NÃO QUEREM CRISTAOZINHOS, CARICATURAS DE SANTOS….
    DEUS QUER POR INTEIRO!
    OUTRA PASSAGEM- MUITOS ME CHAMARAM DE SENHOR NAQUELE DIAS, MAS EU NÃO OS CONHEÇO!!!
    POR QUE NÃO TE ENTREGAS DE TODO?QUE TE IMPEDES???
    VC ESTÁ CERTO QUE A MENSAGEM PRINCIPAL DE CRISTO É O AMOR!
    MAS, VEJA ! AMAR NÃO É IGUAL A CONCORDAR,DAR AZILO AOS PENSAMENTO E ATITUDES ERRONEAS DE MUITAS PESSOAS.
    AMAR A TODOS, MAS PRIMEIRO… AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS!
    NAÕ VEJO COMO DISCUSSÕES ESSAS NOSSAS CONVERSAS.
    SÃO APRIMORAMENTO! PRIMEIRO PARA MIM MESMO, QUE APRENDO MUITO.SEGUNDO PARA OS OUTROS QUE QUEIRAM TAMBÉM OUVIR A PALAVRA DE CRISTO.
    ENFIM,DESEJO TE A PAZ DE CRISTO,
    E LEMBRE-SE! DECIDA DE UMA VEZ!
    POIS MEU AMIGO, MESMO QUE VC NÃO ACREDITE O INFERNO EXISTE!
    VOLVER-MOS AO CAMINHO DE CRISTO, PARA COM A SUA GRAÇA TENHAMOS A NOSSA SALVAÇÃO !


  53. Ao jovem RAFAEL PACCHINI JUNIOR:

    Me passa o seu e-mail e te falarei o segredo e a minha defesa do acima exposto. Eu sei muito jovem , olha a verônica: http://sagradaface.no.comunidades.net/index.php?pagina=1129152083


  54. Rafael Pachinni
    Muito bem observado, Deus não quer falsos cristãos que ficam em cima do muro, sem praticar o evangelho. Devemos, sim, buscar a verdade e combater o que é errado.
    O problema é que o que vejo na maioria das discussões não é combater o que é errado, e sim o que é diferente. E o que é pior: as pessoas se apegam de maneira não acirrada a detalhes (na minha opinião) irrelevantes que acabam discriminando, desdenhando e até mesmo excluindo os seus irmãos em Cristo por causa delas, o que é exatamente o oposto daquilo que ele pregava.
    Acho que devemos combater o que é mau, perverso, desumano, acomodado, preguiçoso, mau-caráter, desonesto, essas coisas. E deixar as diferenças de lado. Vamos combater o que deve ser combatido e nos unir sob Jesus Cristo!
    Quando digo “apenas cristão” é justamente isso: acredito em Jesus Cristo, independente da religião/seita.


  55. Erick escreveu bonito.
    Porém o jovem Rafael também monstra lados positivos.
    Religião não se discuti estuda e pratica….e praticar é o mais difícil.
    Eu há muitos anos fui em uma palestra na minha cidade de um doutor em teologia ele era muito esperado pela faculdade de teologia protestante que tem aqui em minha cidade este senhor é protestante.
    O palestrante o pastor falou da divisão das escrituras sagradas, falou que 66 livros eram inspirados por Deus e 07 históricos e que estes livros históricos que os protestantes acham que são apócrifos são importantes pois falam dos livros impirados também ou sejam testificam.
    Disse também que lutero tirou dois versículos dos livros inspirados , pois estavam em grego e isto não pode, finalizando aquele homem disse que a Bíblia correta era a de Jerusalém e TEB (73 livros), pois estavam mudando as escrituras:
    Salmo 23 que diz: “…o senhor é meu pator e nada me FALTA.” E não faltará disse outras mudanças que não me lembro.
    Católicos naquela palestra só era eu e meu esposo e vi os alunos ficarem furiosos, pois eles todos eram protestantes um auditório super lotado.
    O homem com muita sabedoria disse assim:
    Que o principal mandamento era amar a Deus sobre todas as coisa e ao próximo como ti mesmo e ninguém faz isto e estas passagens estão nas duas bíblias PROTESTANTES E CATÓLICAS.
    Penso que agora não é tempo de briga e sim de união mas a igreja católica tem que olhar para dentro de si , pois há uma mistura muito grande sim .
    Sei muito bem que da divisão de lutero nasceu o kardecismo e a maçonaria pelo pastor acima citado da igreja anglicana, verdade.
    Porém agora está tudo muito confuso e há erros em todas partes.
    Para mim o grande câncer do mundo são as SOCIEDADES SECRETAS que manipulam todas religiões , pois eles estão em tudo.
    A gente só percebe a frieza católica quando pede-se mais compostura espiritual e o mesmo deve está ocorrendo nas igrejas dos protestantes.
    Hoje quem está ganhando são as sociedades secretas, pois colocou um contra o outro.


  56. Rafael, Bom dia.

    Não sou O cristã, sou A cristã. Como te disse a função de mostrar a verdade, não é minha e sim do Espirito Santo, mas pelo que percebi você não está preocupado em descobrir a verdade, você está preocupado em defender a igreja catolica o que é diferente.”connhecerei a verdade e a verdade vos libertará”, você acha que Deus queria dizer com isso o que? que devemos conhecer a igreja verdadeira ? você acha que essa era a intenção?
    Proponho um pacto com você, você aceita? Pegue a sua Biblia e comece lendo do começo, Primeiro Genises, depois Exodos, Levitico, Numeros, Deuteronomio , Josue, Juizes , Rute … e assim por diante, o que você ler hoje amanhã você relata aqui o que aprendeu dos capitulos que leu, e assim sucessivamente, mas antes de iniciar a leitura, ajuelhe e ore pedindo a Deus o esclarecimento para todas as dúvidas que surgirem, depois nos relata o seu entendimento ok? Você topa? Todas as respostas estão lá.


  57. PRIMEIRAMENTE, ANSEIO POR TE CONHECER.
    MAS, FAZ PARTE DE PESSOAS COM CARÁTER DUVIDOSO, SE ESCONDER ATRÁS DE PSEUDÔNIMOS ( CRISTÃ).
    EU NÃO DEFENDO A IGREJA CATÓLICA HÁ QUEM A DEFENDA!!!
    MINHA AJUDA É POUCO E INSIGNIFICANTE PARA TAL LABOR !

    OQUE É A VERDADE?ME DIGA TU, SE A CONHECES !!!
    E…
    PROPOR PACTO SEM SE COMPROMETER É NO MÍNIMO DE SE JULGAR PREGUIÇOSO!
    VOÇÊ É PREGUIÇOSA?
    QUAL O ESPÍRITO QUE TE ANIMA MINHA FILHA?


  58. Querido Rafael não me escondo, dizer um nome aqui faria que diferença? Posso dizer qualquer um e não falar a verdade, como você vai saber ?, essa é uma maneira apenas de me proteger com relação a internet que infelizmente nos dias de hoje não tem sido tão confiavel, como sou mulher todo cuidado é pouco.
    O QUE É A VERDADE?ME DIGA TU, SE A CONHECES !!!
    Isso me lembra a frase de Pilatos a sua esposa quando disse – Minha querida de que verdade estas falando? Não quero que se torne um Pilatos.
    Confesso que sou meio preguiçosa mesmo, mas enfim qual o comprometimento que você espera de mim?
    Nenhuma ajuda é pouca ou insignificante, isso me lembrou Moises quando disse à Deus que não seria capaz de defender o seu povo. Estou propondo apenas que você conte para as pessoas o que ler e aprender de cada livro Biblico, estamos aqui apenas para falar as pessoas do grande amor de Deus, essa é a função dos Cristãos, essa é a melhor maneira de exercitarmos nossa Fé.
    Você tem alguma sugestão melhor?
    Vamos dar as pessoas o que elas precisam, A palavra de Deus.
    Prometo comentar e acrescentar diante do que você expor.

    Diz que sim, simmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm! rs…


  59. em 05/09/2012 at 17:27 iones furtado

    O cristã, você escreveu e se enrolou toda.
    Olha o conhecimento está dividido. a Igreja Católica tem sim , seus defeitos e são muitos, mas ela tem poucos trabalhadores, tem sim muita coisa que contradiz as escrituras. Mas no meio dos protestantes tem muita gente boa também e tem muita coisa errada.
    O que precisa hoje a Igreja Universal que os apóstolos tentaram forma é mais união.
    Há falhas em todos os lados , nós temos é que nos UNIR, pois igreja é cada um de nós.
    Olha a incoerência para eu ir em uma missa católica tenho que informar ao reverendo da minha igreja que é tradicional, porém se eu for em uma universarl do Edir macedo ou assembléia de Deus que pensa que Deus é surdo não preciso.
    Esta separação não pode existir.
    Ninguém é dono da verdade, mas vamos levar em conta que o senhor Rafael é um bicho nas respostas.
    Ninguém joga pedra em árvore que não dá frutos se jogam na igreja católica, a pesares dos pesares ela dá frutos.
    Um abraço,


  60. em 06/09/2012 at 16:40 Cláudio

    Pelo que li desses “doutores” em Bíblia e história das religiões, concluí que alguns, apesar de toda “bagagem” que externaram, estão longe do verdadeiro ensino e obediência a Jesus Cristo, classifico até réu do “fogo do inferno”, uma vez que foi dito pelo Mestre que quem ofendesse o próximo ( não falei nem irmão ) e o xingassem de “raca”(tolo). Li palavras bastante pejorativas nesses cometários anteriores em relação a outro no afã de defender seus interesses ou idéias, que esqueceram do que é realmente um verdadeiro cristão ou o que é a verdadeira “religião” ensinada pelos santos ( santos = separados ) discípulos de Jesus. Colegas, amigos, irmãos, mesmo que não possamos, esforcemo-nos em ajudar o próximo que precisa de nossa ajuda, em todo sentido, principalmente as viúvas desamparadas, os viciados, os doentes, os encarcerados (arrependidos ou não), os pobres, se não conseguir amar o seu inimigo, pelo menos entenda-o e faça que ele se sinta bem para que você fique em paz, etc, etc, etc, não esquecendo o amor a Deus sobre todas as coisas… quem sabe assim estaremos praticando a verdadeira religião. (sem religião secular).


  61. ESCREVESTE BEM AO DESIGNAR DOUTORES EM BÍBLIA.
    MAS,ERRASTE SOMENTE COM O TÍTULO DOUTOR !
    EM NENHUM MOMENTO SE COLOQUEI NA POSIÇÃO DE DEFENDER (MEUS INTERESSES OU IDÉIAS) COMO TU O ESCREVES.
    NÃO DEFENDO INTERESSE PRÓPRIO, POIS NÃO GANHO RENDIMENTO COM TAL POSIÇÃO MENCIONADA.PELO MENOS O RENDIMENTO QUE FAZ PAGAR O ALUGUEL E COMPRAR ALIMENTAÇÃO.
    MEU RENDIMENTO É O OUTRO, MONETIZO MEUS AFAZERES PARA OUTRA SITUAÇÃO.
    INTERESSANTE SUA TESE!
    TÚ CLASSIFICAS COMO (RÉU DO FOGO DO INFERNO) E LOGO EM SEGUIDA CONDENA – A OFENSA AÕ PRÓXIMO E A EXPRESSÃO RACA (HEBRAICO – TOLO ).
    INCOSTANTE É TEU PENSAMENTO.MAS, NÃO TE REPRIMO POR ISSO!
    EU TAMBÉM ACREDITO QUE O HOMEM SEM DEUS É PEQUENO.É INCONSTANTE.
    POIS ELE DE MANHÃ É DIFERENTE QUANDO É NOITE.O MESMO HOMEM BEM ALIMENTADO É DIFERENTE DO MESMO HOMEM COM FOME.
    POR ISSO CLÁUDIO, QUEM TE DEU O PODER DE ACUSAR E CONDENAR?
    QUEM ES TÚ, PARA EXIGIR PARA SI ESSE CARGO.
    NÃO VÊS QUE ACUSANDO …Á SI MESMO SE CONDENAS???
    QUEM ES TÚ PARA CRIAR ARGUMENTO SOBRE RELIGIÃO SECULAR?
    ACASO, SE ESCONDE NAS PALAVRAS PARA NÃO DIZER CLARAMENTE RELIGIÃO SECULAR IGUAL Á RELIGIÃO CATÓLICA???
    COVARDE ATÉ MESMO NA ESCRITA!!!
    QUEM ES TÚ, PARA PASSAR POR CIMA DAS DOUTRINAS DESENVOLVIDAS PELOS VERDADEIROS DOUTORES DA SANTA IGREJA !!!
    QUEM ES TÚ PARA ATRAVESSAR SÉCULOS E SÉCULOS E JOGAR TODA A HISTÓRIA ECLESIÁSTICA DA IGREJA CATÓLICA NO LIXO ????
    ACASO ÉS MAIOR QUE NOSSOS PATRÍSTICOS???
    QUEM ES TÚ, ALMA INCONSTANTE E VAIDOSA QUE VAGA POR PENSAMENTOS E CRÊ NAS PALAVRAS DOS HOMENS???

    COMETESTES UM ERRO MEU CARO IRMÃO EM CRISTO!
    NÓS…NÃO ODIAMOS O PECADOR,
    ODIAMOS O PECADO !
    ATÉ CRISTO, ESSE QUE VOÇE DESTE O EXEMPLO DE RACA, ESSE MESMO CRISTO FEZ UM CHICOTE E EXPULSOU DOS TEMPLOS OS VENDILHÕES!
    ACASO TÚ PENSAS QUE CRISTO NÃO FOI CAPA DISSO?
    NÃO CONFUNDA CONSENTIMENTO COM VIRILIDADE!
    PRIMEIRO CLAUDIO , Sê HOMEM….Sê VIRIL !!! DEPOIS, Sê ANJO !!!!
    PAZ EM CRISTO.


  62. CRISTÃ !
    EU REALMENTE NÃO CONSEGUI SEGUIR SUA LINHA DE PENSAMENTO…ME DESCULPE.
    MAS, NOTEI ALGUMAS FRASES ESPECIALMENTE CATIVANTES…
    EXERCITAR NOSSA FÉ ! ISSO SIM , É VÁLIDO .
    FÉ…FÉ…FÉ…
    Ó PAI SANTO, PAI QUERIDO E PAI AMADO….
    EU CREIO…. MAIS AUMENTA A MINHA FÉ!!!
    E ISSO É PARA MIM MESMO, POIS SOU VACILANTE….SOU FEITO DE BARRO….SENHOR, O QUE É O HOMEM PARA QUE TÚ LEMBRES DELE ?
    PERDÕE-ME SENHOR…PERDÃO……
    NÃO SE AFASTE DESSE HUMILDE E DOENTE SERVO RAFAEL….
    SI VIS POTES ME MUNDARE !!!!!


  63. em 06/09/2012 at 19:31 Iones Furtado

    “EU TAMBÉM ACREDITO QUE O HOMEM SEM DEUS É PEQUENO.É INCONSTANTE.
    POIS ELE DE MANHÃ É DIFERENTE QUANDO É NOITE.O MESMO HOMEM BEM ALIMENTADO É DIFERENTE DO MESMO HOMEM COM FOME”
    Muito profunda a frase acima.
    Senhor Rafael o senhor é Padre?
    É uma pessoa do Rio Grande do Sul, pois usa muito TU.
    Para o cláudio quem conta um conto inventa um ponto….é verdade.
    É o que ocorre com nossos irmãos protestantes…Ouvi falar e não pesquisa com profundidade e nem se a gente verificar e provar mediantes documentos vão falar que os Católicos estão mentindo.
    O problema é que todos tem bíblias e somos cristãos só nos fins de semanas, pois durante a semana somos invisiveis. Isto é para católicos e protestantes.
    As pessoas tinham que saber mais e mais compartilhar uma boa conversar, uma crítica.
    O jovem cláudio mostrou seu ponto de vista….ofendendo um pouquinho e muito confuso e o Sr. Rafael chutou o balde…calma, você sabe muito. Mas tem que ter calma nas respostas..
    A paz de Cristo a todos vocês eu voltoa dizer agora não é mais tempo de brigar é tempo de união eu penso que no terceiro cpeu tem poucos doutore, só gente sofrida.


  64. RESPOSTA Á IONES !
    BOM DIA ,IONES…
    SERIA ENGRAÇADO SE NÃO FOSSE REALMENTE SÉRIO A SUA OPINIÃO SOBRE MINHA POSIÇÃO EM CERTAS RESPOSTAS.
    (CHUTAR O BALDE) !?!?
    REALMENTE ESTOU ABERTO Á CRÍTICAS,PONTOS DE VISTA DIFERENCIADOS, ETC….
    NÃO SOU O PAI DA VERDADE!
    BUSCO A VERDADE IGUAL Á OUTRO SER-HUMANO SEDENTO DE VIDA,SEDENTO POR CRISTO,SEDENTO POR DEUS!!!
    SABE IONES, ESTIVE REFLETINDO MUITO SOBRE A POSIÇÃO DA IGREJA CATÓLICA DENTRO DOS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS DECORRENTES DA PERSEGUIÇÃO QUE OS CRISTÃO VÊM SOFRENDO MUNDO AFORA.
    FALO CRISTÃO(ENTRE ESSES TAMBÉM AOS IRMÃO PROTESTANTES)
    CRISTÃOS DE VÁRIAS REGIÕES DO GLOBO TERRESTRE ESTÃO SENDO MARTIRIZADOS.SUPRIMIDOS DA TERRA DOS VIVENTES!
    SIM, EU COMPREENDO QUE SÓ O AMOR CONQUISTA, O PERDÃO EDIFICA!
    MAS, VEJA POR UM OUTRO PRISMA !
    AMO AS CRIATURAS,REALMENTE AMO OS FILHOS DE DEUS! E AMO A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS!!!
    OU PELO MENOS TENTO AMÁ-LO SOBRE TODAS AS COISAS.
    VOCÊ SABIA QUE EXISTE DENTRO DA IGREJA CATÓLICA, VÁRIAS LINHAS DE PENSAMENTOS DEFENDIDAS POR DIVERSOS PADRES E DEPOIS BISPOS!
    QUE O CAOS TENTA SE APODERAR DA CÚRIA?
    ISSO, INFELIZMENTE NÃO É ALUCINAÇÃO MINHA, PRODUZIDA PELO MEU MODO DE PENSAR! ISSO MINHA IRMÃ É REALMENTE VERDADEIRO!
    HOJE, LUTAMOS CONTRA O ESPÍRITO MALÍGNO QUE TENTA SE ALOJAR DENTRO DA PRÓPRIA IGREJA.
    NÃO, RETENHO NENHUM SENTIMENTO ÁÇIDO PELOS NOSSO IRMÃOS PROTESTANTES.
    RETENHO SIM, SENTIMENTO DE ASCO COM SEUS DIRIGENTES,PRESBÍTEROS,LÍDERES!!!
    CERTAMENTE ENCONTRAMOS NESSA CATEGORIA(LÍDERES RELIGIOSOS)
    UMA BOA QUANTIDADE DE HOMENS FILHOS DE DEUS!
    MAS, EM SUA MAIORIA ESMAGADORA SÓ ENXERGAMOS FILHOS DO DIABO.
    SERIA MUITO DURO AS MINHAS PALAVRAS(FILHO DO DIABO)?
    NÃO…CREIO QUE NÃO, MAS, POSSO MUDAR MINHA OPINIÃO! INDECISO EU?NÃO….PREFIRO EXERCITAR O PENSAR- EM VEZ DE SER RÍGIDO NOS MEUS PONTOS DE VISTA.
    LIGA SUA TELEVISÃO….SAPEIE OS CANAIS….VÁRIAS EMISSORAS COM PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA.
    CRISTO NUNCA FOI ASSUNTO TÃO FALADO E DISCUTIDO NESSES ÚLTIMOS SÉCULOS…COMO VÊM SENDO HOJE,NESSE TEMPO !
    ISSO É ÓTIMO!!! CRISTO SENDO LEVADO AOS 4 CANTOS DO MUNDO!!!
    TRISTE PORÉM, É VER PSEUDOS LÍDERES RELIGIOSOS DETURPANDO A VERDADEIRA RELIGIÃO QUE CRISTO NOS ENSINOU….
    INVENTARAM CRISTOS DE VÁRIAS FORMAS E PARA TODOS OS GOSTOS!!!
    SATIRIZARAM CRISTO,TRANSFORMARAM ELE, NUM DEUS PARTICULAR! EU GOSTO DE DEUS DESSE JEITO …ENTÃO VOU SEGUIR ESSA RELIGIÃO…QUANDO EU PERCEBER QUE ESSE DEUS NÃO CORRESPONDE COM MINHAS PRÓPRIAS EXPECTATIVAS…..PROCURO OUTRA RELIGIÃO QUE TENHA UM DEUS DA PEQUENES DE MINHA ALMA E MINHAS INTENÇÕES….
    E ISSO MINHA CARA TAMBÉM ACONTECE INFELIZMENTE DENTRO DA IGREJA CATÓLICA.BASTA REVER ALGUNS NOTICIÁRIOS PARA SE ESCANDALIZAR-NOS COM CERTAS ATITUDE DE CERTOS IRMÃOS PADRES!
    A LUTA JÁ COMEÇOU YONES…NÃO POSSUO O CARISMA DO AMOR…
    MINHAS PALAVRAS SÃO DURAS,SÃO AFIADAS??? POSSUO OUTRO CARISMA…
    TENHO VERDADEIRAMENTE COMPAIXÃO POR ESSE ENORME REBANHO QUE ESTÁ SENDO ENGANADO ARDUAMENTE POR ESSES PSEUDOS LÍDERES!!!
    MAS… REPITO MAS – NÃO PASSAREI A MINHA MÃO SOBRE QUALQUER CRISTÃO QUE VENHA DETURPAR O MEU DEUS, O NOSSO DEUS !
    O POVO PRECISA DESCOBRIR, SABOREAR A CRISTO, E PERCEBER O QUANTO É BOM NOSSO DEUS!
    SUAS PERGUNTAS OU AFIRMAÇÕES CHEIAS DE MALÍCIAS, DUPLICIDADES EM AFIRMAÇÕES,VENENOS ESCONDIDOS,DISFARÇADOS DE AMOR PUNGENTE…NÃO AMENIZARÁ MINHAS RESPOSTAS.
    QUEM QUER OUVIR OUÇA.NÃO Á MIM, MAS AS ESCRITURAS…ESQUADRINHAIS E PERCEBEREIS DE QUE CRISTO VOS FALO!
    UM CRENTE OU CATÓLICO DESORIENTADO,PERCEBEMOS NAS SUAS INDAGAÇÕES….Á ELES SOMENTE AMOR…AMOR INCONDICIONAL!
    UM CRENTE OU CATÓLICO QUE DESTILA VENENO…SENTIMOS SEU CHEIRO… Á ELES COMPAIXÃO,COMPAIXÃO INCONDICIONAL….MAS, NUNCA CONSENTIMENTO.POIS NÃO RESPONDO AS PERGUNTAS AOS QUE ME DIRIGEM….RESPONDO AS PERGUNTAS PARA AQUELES QUE ACOMPANHAM ESSA CONVERSA SEM SE MANIFESTAR.
    Á ELES E POR ELES, ME CINJO OS RINS PARA MOSTRAR QUE CRISTO ESTÁ VIVO!!!
    ELE ESTÁ VIVO!!!


  65. em 07/09/2012 at 12:21 Cláudio

    Amigo Rafael, vejo que você realmente “se acha” a espada flamejante da verdade divina,. mas, ainda está duvidoso sobre o deus que serve, apesar de dizer que ama esse ou aquele, agora, depois que lhe lembrei biblicamente e de maneira singela qual é a verdadeira religião cristã. Mas, ainda não desceu do pedestal dourado da cultura secular. Eu não condeno ninguém, a própria palavra de Deus é o julgamento. Foi o próprio Jesus que disse que naquela situação anterior que citei a pessoa era réu do “fogo do inferno”. No meu entender(disse no meu entender) enquanto réus ainda podemos ser absolvidos. Se passarmos para a eternidade sem Deus no coração, já estaremos condenados. Enquanto vivos neste planeta estamos já sob julgamento divino ( graças ao tremendo amor de Deus pela humanidade ), com Deus, absolvição( salvação ) eterna. Sem Deus, sentenciado eternamente (condenados). A palavra de Deus já julga. Sou viril, macho, sou um homem preso no corpo de um Homem no sentido que você quiser entender. Mas, ainda fraco, muito fraco diante der Deus. Perdoe-me Rafael, tô começando a gostar de você, já é um começo pra amar a sua pessoa. Assim como eu, você tem sede de salvação e só em Jesus Cristo a acharemos. Valeu a troca de idéias, pois eu não tenho ninguém como dono da verdade, só Deus é verdadeiro, apesar de eu ser um pouco “Tomé”, no meu íntimo sei que existe um DEUS TODO PODEROSO criacionista no verdadeiro sentido. Fui…


  66. em 07/09/2012 at 13:39 Iones Furtado

    SUAS PERGUNTAS OU AFIRMAÇÕES CHEIAS DE MALÍCIAS, DUPLICIDADES EM AFIRMAÇÕES,VENENOS ESCONDIDOS,DISFARÇADOS DE AMOR PUNGENTE…NÃO AMENIZARÁ MINHAS RESPOSTAS.
    Senhor Rafael, o senhor tem que ter calma, que negócio é estede pergunta com malíclia, etc;
    Acorda Padre, eu o vejo de forma inteligente é que o senhor ataca muito.
    Eu quero pessoas como o senhor fazendo discursos nas missas assim, esclarecendo o povo.
    Falta gente como o senhor entende!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Acorda boina verde!
    E prega este JESUS CRISTO lindo que o senhor descreve no seu blog dentro da IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA.
    Os fieis precisam de pessoas como o senhor falando a verdade, se o senhor tiver o povo do seu lado não há pontífice que o tire o senhor.
    A igreja está ficando fria as sociedades secretas consiguiram esfriá-la, eu já te falei.
    Eu senti a frieza na hora que eu mais precisava.
    Eu não estou te ironizando não, , nunca pelo contrário.
    Gostaria de um bispo assim com o senhor..
    O problema é o silêncio de vocês a igreja católica tem muito valor, que saber a verdade muitooooooooooooooooooooo o problema é que tem poucos bons ativistas de Jesus Cristo.
    A solução não é sair é lutar para haver a mudança é expor isto tudo o que o senhor colocou aqui para todos católicos.
    Já sei o senhora vai dizer mais você saiu.
    Mais eu não encontrei nenhuma pessoa para orar comigo e o que o meu irmão sofrei eu sofri junto com ele.
    Covardia.
    Um abraço.


  67. em 07/09/2012 at 14:00 Iones Furtado

    Há eu tenho problema de pressão alta e não ando muito bem.
    Sobre aquela nosso ACONTENCIMENTO, quando tirarem ele, eles vão usar a HIPNOSE, , primeiro é dado um chá É ALUCINÓGICO , algo assim e depois eles fazem os resto.
    O mundo interiro vai ver, deve ser algo relacionado com sexo (nós achamos).
    Pois dará constrangimento a todos.
    GOSTARIA QUE FOSSE MENTIRA MINHA
    Não é fixão será um fato.
    É uma aposta que eu não gostaria de ter com ninguém, são vidas que passaram para seitas….muitas.
    Agora sem grosseria.
    É até ai que sei o que eu falar após isto são suposições.


  68. Nossa vcs viajaram.
    Existe sim uma verdade, e ela é absoluta! E essa verdade é a palavra de Deus, o que estou propondo é mostrarmos a todos a palavra de Deus em sua essencia, do inicio ao fim. O que temos hoje de guia como sendo a palavra de Deus é a Biblia. Foi isso apenas que sugeri ao Rafael, mostrarmos a Biblia em sua essencia à todos. Se querem a verdade lá está.
    Não defendo nenhuma placa de igreja, até porque ta dificil achar alguma que siga rigorosamente o que esta escrito nas escrituras, por isso minha sugestão continua sendo mostrarmos o que ali está escrito, ela é o nosso guia. Dizer que todas as igrejas estão corretas, pelo contrario, a maioria diz que segue a Biblia mas na verdade não faz isso, agora não sou eu quem vai apontar, lendo a Biblia todos vao descobrir. Por isso essa continua sendo a minha proposta, ao inves de perder tempo descutindo vamos mostrar o que lá está escrito.
    Você Yone, pode, alias deve participar tambem, comece lendo a sua e diga aqui o que aprendeu, do inicio ao fim, capitulo por capitulo.

    Engraçado são as pessoas que dizem acreditar em Deus, em Jesus e no Espirito Santo e não acreditarem na Biblia, se a unica referencia sobre essas 3 pessoas vem exatamente da Biblia, isso sim é contraditorio.

    Não sou Doutora em Biblia, alias essa nem é a minha intenção, mas se posso de alguma forma contribuir para ajudar as pessoas no que diz respeito ao plano da salvação, vou sim dispor do meu tempo para isso, e acho que a melhor maneira de ajudar aos que tem sede de Cristo é mostrar-lhes a sua Palavra. O entendimento vem do coração de cada um.
    A função de mostrar a Verdade no coração da Pessoas, não é minha, nem do Rafael, nem de qualquer que seja a pessoa e sim do Espirito Santo. Estou apenas ajudando no caminho pra isso …

    Ao invés de ficarem se atacando, vamos abrir um debate com o que realmente importa, com o que está nas escrituras, uns ajudando aos outros para encontrar o que realmente faz a diferença na vida das pessoas. A salvação.

    Rafael, você ainda não me respondeu se vai participar ? Espero que voces, Yone e Claudio participem também, vamos montar o primeiro estudo biblico do blog.

    Conto com o empenho de todos.


  69. RAFAEL PACCHINI JUNIOR você é prolixo, se sente o sábio e nao sabe nada, apenas um copiador de textos e fanático!


  70. nossa, cheguei a conclusao de que vcs devem receber alguma coisa pra ficar um detonando o outro.


  71. em 07/09/2012 at 17:06 Iones Furtado

    Senhores e senhoras ( Cristã, Cláudio, Rafael e o novato Sauron) dá minha parte está aberto o debate eu amo e devo muito a JESUS CRISTO, pois salvou a vida de alguém que amo muito.
    E quero participar sim de um bom debate que leve a todos nós ao caminho que é JESUS CRISTO.
    Sobre o padre ele é bravo, mas é um pro-lixo arretado de bom. Sabe mesmo!!! Eu entendo ele, coitado ele fica nervoso com tantos erros aqui fora e lá dentro dá igreja Católica e isto está em tudo, digo, em outras denominações religosas também.
    O chacrinha (Abelardo Barbosa) dizia nada se cria tudo se copia e não vejo mal nisto. É graças, a troca de conhecimentos é que avançamos no Espiritual, social,no político no comércio, etc.
    Um abraço à todos a paz de Jesus Cristo.


  72. MUITO BOM…..MUITO BOM….ACHO QUE AGORA EM DIANTE AS COISAS VÃO SE ENCAIXAR.
    MAS, PRIMEIRO HÁ ALGUMAS COISAS QUE PRECISAM SER COLOCADAS NO SEU DEVIDO LUGAR.
    PRIMEIRAMENTE SAURON
    GOSTEI DA EXPRESSÃO PROLIXO !!!
    VEJA SE VOCÊ GOSTA TAMBÉM DESSA !?
    Sauron é um personagem do universo fictício da Terra-média criado por J.R.R. Tolkien, antagonista do romance O Senhor dos Anéis. Sauron também aparece como o Necromante no Hobbit e como tenente de Morgoth no Silmarillion.
    LINK DA WEB – http://pt.wikipedia.org/wiki/Sauron

    PROLIXO,COPIADOR DE TEXTOS,ETC….

    SABE SAURON, MUITAS COISAS JÁ FORAM ESCRITAS DE JESUS CRISTO.
    SÁBIOS,SANTOS,LEIGOS,DOUTORES,EXEGETAS…..
    EM NENHUMA DESSAS CATEGORIAS ME ENCAIXO.
    ALIÁS, NUNCA TIVE A PRETENSÃO OU MESMO A CAPACIDADE INTELECTUAL OU A SANTIDADE NESCESSÁRIA PARA CRIAR UM TEXTO NOVO QUE EXPLIQUE DEUS,OU CRISTO!

    MINHA PEQUENÊS ,OU INCAPACIDADE SECULAR, ME RESTRINGE A TEXTOS JÁ CRIADOS.
    NÃO INVENTEI NADA.TUDO O QUE EU DISSE, JÁ FOI OUTRORA ANTES ESCRITO POR SEUS RESPECTIVOS MENTORES!

    O QUE APENAS FIZ….FOI……COLOCAR AS PALAVRAS CERTAS NA HORA CERTA DE SE EMPREGAR.
    MAS, COMO APRENDI DESDE MUITO CEDO EM MINHA CAMINHADA…OPINIÃO DOS OUTROS DEVE SER RESPEITADA.POR ISSO, RESPEITO A SUA OPINIÃO. SOMENTE NÃO Á ACEITO COMO VERDADE PARA MIM.MAS, REPEITO ENFIM!

    VOÇÊ DISSE TAMBÉM FANÁTICO!.
    HUM….VOU PRECISAR DE UM TEMPO MAIOR PARA ANALISAR ESSA SUA AFIRMAÇÃO.NÃO Á DESCARTO,MAS PRECISO DE MAIS TEMPO…VOU ME ANALISAR PROFUNDAMENTE PARA VER SE NÃO ESTOU ENVEREDANDO POR ESSE CAMINHO.DEIXO AQUI MEUS SINCEROS AGRADECIMENTOS Á VOSSA COLOCAÇÃO.

    RESPOSTA ÃO NOSSO QUERIDO IRMÃO CLAUDIO.

    NÃO SE OFENDA QUANDO EU DISSE VIRILIDADE! VIRILIDADE MEU AMIGO PRECIOSO…NÃO TÊM NADA COM MASCULINIDADE.
    AÕ CONTRÁRIO,EM VÁRIAS PARTES DO FEMININO HÁ MUITO MAIS VIRILIDADE DO QUE NO MASCULINO.MAS, ISSO É ASSUNTO DE FILOSOFIA…E ACREDITO QUE NÃO INTERESSARIA NESSA NOSSA CONVERSA…PELO MENOS AGORA…DEIXAMO-AS PARA FUTURA OPORTUNIDADE.
    VOLTANDO SOBRE A PALAVRA VIRIL.
    SER VIRIL É SER FORTE,MAS DOCE….É SER DECIDIDO,MAS NÃO TAPADO,
    É TER ESPERANÇA…MAS NÃO SE ACOMODAR!
    ENTENDESTE AGORA COMO FOI A FORMA QUE EU QUIZ COLOCAR VIRILIDADE?

    VOCE TAMBÉM DISSE QUE ME ACHO ESPADA FLAMEJANTE DA VERDADE DIVINA

    ORA…ORA…CLAUDIO ASSIM EU REALMENTE FICAREI DE PEITO ESTUFADO…..QUEM ME DERA ISSO IRMÃO….QUEM ME DERA…..
    NÃO PASSO DE UM LAMPEJO FRACO….OFUSCADO…MAS, PERSISTENTE,AVANTE,SEMPRE….
    VOÇÊ REALMENTE ACREDITA QUE EU ESTOU DUVIDOSO SOBRE O DEUS QUE EU SIRVO?
    NÃO….NÃO ESTOU DUVIDOSO. EU SIGO Á DEUS VIVO!

    AGORA VOU ME DIRIGIR Á TODOS OS USUÁRIOS DESSE BLOG.

    CONTINUAREI ESSE DEBATE NA MAIS SINGELA TROCA DE INFORMAÇÕES.
    MAS, NÃO IREI Á FRENTE DORAVANTE ENCONTRAR NAS RESPOSTAS DIRIGIDAS Á MIM AFIRMAÇÕES PRECONCEITUOSAS SOBRE MINHA, SOBRE A SUA, SOBRE A NOSSA VERDADEIRA E ÚNICA SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA.
    NÃO ME PERMITIREI Á ENTRAR NESSE JOGO DE TROCAS DE FERPAS.
    CREIO NOS DOGMAS DE MINHA IGREJA. E SUPONHO, QUE TENTAÇÃO MAIOR ENCONTRARIA EM OUTRO LOCAIS DE BATALHAS.NÃO AQUI NUM CAMPO PEQUENO,QUE NÃO OFERECE NEM, AO MAIS SANTOS INCOUTURADOS NENHUMA PONTA DE PERIGO.
    NÃO HÁ NADA AQUI,QUE TENHA O PÓDER DE ME TENTAR CONTRA MINHA IGREJA.
    POR ISSO, QUEM QUISER INFORMAÇÕES ADICIONAIS AOS SEUS QUESTIONAMENTOS, ESTAREI DE CORPO E ALMA OFERECENDO O QUE POSSUO, QUE AFIRMO..O QUE POSSUO É POUCO, POIS SOU FALHO, SE NÃO O MAIS FALHO DENTRE VÓS.
    SE ALGUÉM, TIVER INDAGAÇÕES SOBRE A IGREJA CATÓLICA…PERGUNTE!
    ESTOU AQUI PARA TENTAR EXPLICAR, FAZER CONHECER.
    VOÇÊ ACHA OU SUPOE QUE A IGREJA CATÓLICA É FALAHA EM CERTAS COISAS…ÓTIMO! PERGUNTE O POR QUÊ SOBRE ISSO ! E EU TENTAREI RESPONDER.
    VEJA COMO ALGUNS DE VOÇÊS ESTÃO UM POUCO DESINFORMADOS.
    EU SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO E GOSTO DE SER ROMANO.
    MAS, INCLUSIVE NÓS CATÓLICO ROMANOS, BEBEMOS TAMBÉM DA FONTE DE CERTOS HOMENS ILUMINADOS QUE SÃO MUITAS VEZES PROTESTANTES!
    Á ALGUM MAL NISSO? NÃO!!!
    UM HOMEM ILUMINADO, É UM UM HOMEM ILUMINADO!
    E CONFESSO Á VOÇÊS QUE EM MAIS DE 120 ANOS DE ESTUDOS BÍBLICOS
    OS PRINCIPAIS CABEÇAS DO SEGMENTO PROTESTANTISMO …JAMAIS…REPITO JAMAIS SE DIRIGIRAM MALICIOSAMENTE CONTRA A IGREJA CATÓLICA!
    POR QUE SERÁ ISSO? ALGUÉM SABERIA ME RESPONDER?
    NEM TAMBÉM NOSSO LIDERES RELIGIOSOS DO LADO CATÓLICO, ATACAM NOSSOS IRMÃO PROTESTANTES …ALGUÉM SABE ME RESPONDER???
    AGORA, NÃO VENHA ME DIZER QUE VOÇÊ SEGUE O AUTO INTITULADO APOSTOLO WALDEMIRO OU O AUTO INTITULADO BISPO MACEDO….
    E QUER DEBATER RELIGIÃO NESSE LOCAL OU EM QUALQUER OUTRO LOCAL.
    AÍ, EU TÔ FORA!
    FAÇAM PERGUNTAS COM CONTÉUDO, COM ESPIRITO DE MANSIDÃO.
    IONES MINHA DOCE IRMÃ EM CRISTO!
    VOÇÊ SUPÕE QUE EU SOU PADRE?
    E SE EU FOR ALGO MAIS…OU ATÉ MESMO ALGO MENOS? SERIA DIFERENTE DAQUI PARA FRENTE NOSSA CONVERSA?
    ALGUÉM GOSTARIA DE ME CONHECER?
    SERÁ UM PRAZER INESTIMÁVEL A VOSSA COMPANHIA!!!
    FIQUEM COM CRISTO E EM CRISTO,


  73. IONES !!!!! IRMÃ…ACHO QUE VOÇÊ INTERPRETOU ERRADO O TEXTO!.
    NÃO ESTOU ATACANDO VOSSA PESSOA SOBRE PERGUNTAS MALICIOSAS OU CHEIAS DE DUPLICIDADE…NÃO ERA DIRIGIDA Á VOÇÊ MINHA QUERIDA……
    MAS MESMO ASSIM GOSTEI DE SER CHAMADO BOINA VERDE.E DE FATO JÁ FUI!
    VEJA! ESSE BLOG NÃO É MEU! EU APENAS SOU UM USUÁRIO COMO VOÇÊ.
    SOBRE O SOFRIMENTO SEU E DE SEU IRMÃO EU SINTO MUITO….POR VOÇÊ NÃO ENCONTRAR APOIO ONDE REALMENTE PRECISAVA(IGREJA CATÓLICA)
    MAS, PERDOE ESSAS PESSOAS,O PADRE,O MINISTRO, O CATÓLICO.
    SABE MINHA DOCE IRMÃ, NÓS TAMBÉM SOMOS FALHOS…NÓS CATÓLICOS….LEIGOS OU ECLESIÁSTICOS……
    NÃO CULPE O CORPO INTEIRO PELO MAL FUNCIONAMENTO MOMENTANEO DE UM PEQUENO ORGÃO.
    VOÇÊ ME ENTENDE?

    ESPERE UM POUCO, AGORA RELENDO SUA RESPOSTA Á MIM…COMEÇO A ME INDAGAR!!!
    VOÇÊ TAMBÉM JÁ FOI BOINA VERDE?? RSRSRSRS
    FIQUE COM CRISTO E EM CRISTO.


  74. O QUE VOÇÊ PROCURA REALMENTE?


  75. Rafael, não acredito que você seja padre, simplesmente porque você não fala como Padre, acho apenas que você é um católico convicto, mas qual a diferença que isso faz, pra mim nenhuma, gosto de você mesmo assim, afinal ninguem é perfeito, kkkkkkkkkkkkkkk.

    Respondendo a tua pergunta, porque os lideres religiosos não se ofendem? Simples, qualquer pessoa que leu a Biblia pelo menos 1 vez na vida ou que tenha frequentado uma religião séria, por algum momento na vida, sabe que a Biblia diz que nos fins dos tempos Deus reunirá os cristãos e terá um só povo, o seu povo e quem não estiver com ele, estará contra ele.
    Para os de coração puro, Deus mostrará o caminho certo, portanto o importante mesmo é procurar a comunhão constante com Deus que ele mostrará o caminho a seguir na hora certa. O perigoso é acreditar na coisa errada, por este motivo vamos abrir o debate sobre a Biblia.

    Proponho iniciarmos na segunda -feira dia 10, ou seja, amanhã todos começam lendo Genises, até onde conseguir, e posta o que leu e aprendeu dos capitulos que leu, assim por diante, acredito que vai dar certo, vamos fazer um estudo bem proveitoso.

    1 Parte – Genises capitulo 1 à 10 A criação do Mundo, dos Céus e da Terra e tudo que neles há.

    Conto com o empenho de todos.


  76. Desculpe a minha falha, Genesis


  77. em 08/09/2012 at 17:20 Cláudio

    Cláudio.
    Vejo que depois de várias observações sobre Rafael, o mesmo começou a se mostrar mais humilde, parou “um pouco” com a arrogância, desceu apenas um passo do pedestal da cultura. Quanto a “viril” eu disse que entendesse no sentido que quisesse. Todos já temos a nossa opinião formada quando a esse sentido em debate. Não vou continuar a derramar “copo dágua” nesse oceano, pois seria perda de tempo. Eu já disse qual é a verdadeira religião conforme a bíblia. Desejo que todos vivamos bem em Cristo Jesus. Foi um prazer. THE END.


  78. em 08/09/2012 at 19:24 Iones Furtado

    Cláudo, que THE END, o quê!
    É assim que a gente muda as pessoas expondo cada um , seu ponto de vista.
    Ele me parece uma boa pessoa, mas o mundo dele é diferente do nosso, ele é padre e deve ser muito estudioso.
    Espero que continue, sabe jovem gosto tanto de falar de Deus a ponto tal que eu tenho inveja dos mortos. É que quando a gente começa a falar com pessoas reais acabam deixando a gente falando sozinha.
    Espero que continue.
    Religião verdadeira é aquela que divide o seu alimento, a sua atenção, o seu sorriso, não tem mentiras, tem paz nos seus membros…eu descobri que existem pessoas assim. Mas denominação religiosa está difícil todas tem problemas e se houvesse no mundo uma denominação religiosa que agradace a Deus a radiação deles seriam devastadora e haveria mais paz entres os homens.
    Um abraço é uma pena.


  79. Hoje é o primeiro dia do nosso estudo Biblico, e como disse, é tão valioso estudar a Biblia que logo no inicio a palavra de Deus ja nos esclarece muitas coisas, percebam:

    Genesis – Capitulo 02 Versiculo 07

    7 E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida; e o homem tornou-se alma vivente.

    Essa passagem nos esclarece que o Homen não tem alma, ele é uma alma e ela só existe com a Junção da matéria – o pó da terra e o folego da vida – o sopro de Deus.

    Ou seja a ideia de Imortalidade da Alma que algumas denominaçoes prega, vai contra ao que está escrito. Mais a frente Deus reforça isso.

    Depois de pecar Adão e Eva são expulsos do Jardim do Eden

    Genesis – Capitulo 03 versiculo 22

    Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem se tem tornado como um de nós, conhecendo o bem e o mal. Ora, não suceda que estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente.

    23 O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden para lavrar a terra, de que fora tomado.

    24 E havendo lançado fora o homem, pôs ao oriente do jardim do Éden os querubins, e uma espada flamejante que se volvia por todos os lados, para guardar o caminho da árvore da vida.

    Vejam Deus expulsa Adão e Eva do Jardim do Eden para que não tenham acesso a Arvore da Vida e assim comendo da arvore se tornem imortais.

    Novamente a Biblia nos prova que não existe a Imortalidade da alma.

    Entretanto não vamos nos precipitar, estamos apenas iniciando os estudos, veremos o que Deus nos revelará à frente.

    Gerações e gerações foram criadas até que Deus se entristeceu com tanto pecado e resolveu acabar com o mundo.
    Genesis – Capitulo 06 versiculo 13 e 17

    Então disse Deus a Noé: O fim de toda carne é chegado perante mim; porque a terra está cheia da violência dos homens; eis que os destruirei juntamente com a terra.

    Porque eis que eu trago o dilúvio sobre a terra, para destruir, de debaixo do céu, toda a carne em que há espírito de vida; tudo o que há na terra expirará.

    e assim Deus enviou o Diluvio:Genesis 07 versiculo 22 e 23

    Tudo o que tinha fôlego do espírito de vida em suas narinas, tudo o que havia na terra seca, morreu.

    Assim foram exterminadas todas as criaturas que havia sobre a face da terra, tanto o homem como o gado, o réptil, e as aves do céu; todos foram exterminados da terra; ficou somente Noé, e os que com ele estavam na arca.

    Novamente Deus deixa claro que a alma não é imortal, quem morreu ficou exterminado da terra.

    Logo após isso Deus faz a sua primeira promessa:


  80. Genesis 8 versiculo 21 e 22:

    Sentiu o Senhor o suave cheiro e disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice; nem tornarei mais a ferir todo vivente, como acabo de fazer.

    22 Enquanto a terra durar, não deixará de haver sementeira e ceifa, frio e calor, verão e inverno, dia e noite.

    Genesis 9 versiculo 11

    Sim, estabeleço o meu pacto convosco; não será mais destruída toda a carne pelas águas do dilúvio; e não haverá mais dilúvio, para destruir a terra.


  81. Ficarei aguardando os comentarios,Iones, Rafael…


  82. em 10/09/2012 at 16:41 Iones Furtado

    Meu PROLIXO de Gênesis, segundo o meu entendimento:

    Vejo um DEUS que sentiu vontade de criar outra espécie de vida INTELIGENTE a RAÇA HUMANA.
    Acredito que a nossa criação foi derivada da rebelião de lúcifer no terceiro céu. Esta imagem e semelhança que Deus , refere-se é a nossa semelhança interior.
    Refiro-me aos sentimentos (amor, ódio, tristeza, depressão, decepção, verdade). Percebo ai um DEUS triste e esperançoso com nós humanos.
    Penso também que a cada minuto este SER maravilhoso aprende algo bom conosco, embora ele possa ver lá na frente, mas ele está sempre aprendendo algo conosco. Nós é que não percebemos a presença dele e penso também que sua habitação aqui na terra é no próximo.
    Percebo , que nesta passagem do livro de Genesis 1:21 é a única passagem que o Criador fala dos dinossauros é sim, porque irmãos o tempo de Deus é diferente do nosso tempo ou seja, um dia para Deus pode ser 1000anos anos para ele.
    Nosso Pai pensa muito antes de fazer as coisas.
    Em Gênesis 1:26 (façamos o homem à nossa imagem e semelhança) , percebe-se a TRINDADE ele já sonhava com o seu filho JESUS CRISTO. Pois a rebelião lá no terceiro céu foi algo muito sério.
    SINAL DE CAIM: Sinal que causa tantas dúvidas nas religiões uns dizem que é se NEGRO, olha o racismo, gente que não sabe interpretar as Escrituras Sagradas e prega só besteira, foi uma mutação genética.
    Deus fez Caim virar um gigante quem mataria um homem de quase três metros de altura.
    Os Nefilins os gigantes da antiguidade, os cientistas já acharam os ossos deles vou fornecer o site e tem templos no Camboja deles de pedras tudo muito grande.
    Então tempos a expressão FILHOS DE DEUS era quem orava a Deus o primeiro foi ENOS, mas seres humanos (seres humanos que ama Deus é filho dele) e FILHOS DOS HOMENS era que nem estava ai para Deus, gente que só fazia maldade e pecado, para o mundo.
    Bom, ai Deus resolveu acabar com o mundo com um dilúvio e humanos naquela arca foram 08 pessoas Noé, sua esposa, e seus três filhos e suas três noras que continham os Gens dos gigantes.
    É por isto que depois o senhor Golias aparece ele era descente de Caim, era enorme de grande.
    O arco íris é o pacto mais seguro que o mundo na vai mais termina em hipótese alguma de forma diluvial ou de outra forma.
    O homem é que está acabando com o mundo com suas guerras climáticas.
    Padre Rafael eu quero a minha nota…fui show não fui!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    http://www.truthorfiction.com/rumors/b/Biblical-Giants.htm
    Irmãos olha o tamanho dos NEPHILIM


  83. em 10/09/2012 at 17:06 Iones Furtado

    Ah, esqueci eu descobri que o Henoc não foi arrebatado ele morreu com 365 anos , ele morreu (Gênesis: 5:23-24) .
    Também esqueci de dizer que naquela época podia cometer o incesto pois eles estavam perto da perfeição humana, prova disto é MATUSALÉM que viveu 969 anos (Gênesis 5:27). Naquela época podia ter coito carnal, pai com filha, irmão com irmã, etc.
    Era para o crescimento da humanidade.
    Como a Cristã, disse alma somos nós. Nós somos almas viventes. No momento que Deus tira o fôlego de vida é o espírito morremos e voltamos ao pó.


  84. Iones,

    Você fez uma visão geral da coisa, ok, mas com relação a Trindade discordo de uma coisa apenas.

    A passagem prova que Jesus estava ao lado de Deus Pai na criação do Mundo, ou seja, ele ja existia no Céu, não era um sonho do Deus Pai.

    Deus é uma palavra no Plural que significa – Deus pai, Deus Filho e Deus Espirito – A divina Trindade.

    Quanto a Caim e o seu tamanho, não considero isso relevante, embora os ossos encontrados hoje de Dinossauros é a maior prova que existiu o Dilúvio.

    Vamos em frente que teremos mais novidades.


  85. em 10/09/2012 at 20:05 Iones Furtado

    Cara irmã Cristã, eu penso que Deus Pai estava sim com JESUS CRISTO no começo da criação, porém não com à pessoa individual de JESUS CRISTO.
    Na concepção do Espírito Santo, colocando a sementinha chamada JESUS CRISTO no ventre da Virgem MARIA, temos ai uma clonagem divina:
    Parte do coração de Deus Pai , mais parte do coração da virgem Maria.
    O coração de JESUS CRISTO, tem estas duas partes, tanto o coração do pai, como o coração da mãe. Daí formou-se uma nova consciência ou seja um novo “SER” COM SUAS CARACTERISTICAS suas PERSONALIDADES e com sua essência é 70% divino e 30% do puro barro, carne humana.
    Aqui na terra JESUS CRISTO , poderia negar a Deus Pai no deserto quando foi atentado pelo anjo decaído e escolheu ao Pai e uma vez sabendo que era filho de Deus, estava também limitado devido os 30%.
    Estes 30% parece não ser nada, mas representa muito para ele.
    Por outro lado Deus Pai, sentiu como é a criação por dentro, pois através do filho ele pôde sentir como é ficar nove meses dentro do útero, as emoções da vigem Maria em gerar uma criança…Esta, jovem deu um presentão para Deus Pai, mostrando a criação como é na íntegrae preparando o seu filho para o que há de vim.
    Eu, você , JESUS CRISTO, que é a nossa estrela e esta fé linda que nos leva ao pai dele, hoje estamos sendo observados pelo nossos irmão espirituais do terceiro céu (anjos), pelo cosmo e pelos homens (I Coríntios 4:09).
    Estão todos nos observando como será nossas buscas no caminho que leva a Deus Pai, eu diria a felicidade.
    É o que eu penso.
    Um abraço,


  86. É muito bonita essa sua maneira de olhar as coisas, mas pra que Deus iria querer ter uma sensação que ele mesmo criou?, ou seja, ele conhecia todas as sensações, tudo que temos de bom vem de Deus, Deus não precisaria vir no ventre de uma humana para ter essa sensação.
    Deus veio a terra com um único intuito, cumprir o plano da salvação. Mas não precisamos nos preocupar com isso agora, vamos chegar lá, estamos apenas no começo do nosso estudo, com o decorrer do estudo você verá todas as respostas, vamos prosseguir porque estudar a Biblia é realmente muito gratificante.

    E VOCÊ RAFAEL? ESTAMOS ESPERANDO SUA CONTRIBUIÇÃO.


  87. em 11/09/2012 at 05:00 Iones Furtado

    Cristã, enquanto o padre não vem, vamos continuar:
    Observe, está passagem em Lucas 22: 41 a 44

    Olha o que o filho de Deus fala para o seu Pai.
    “Ele, por sua vez, se afastou, cerca de um tiro de pedra, e, de joelhos, orava, dizendo: Pai, SE QUERES, PASSA DE MIM ESTE CÁLICE; CONTUDO, NÃO SE FAÇA A MINHA VONTADE, E SIM A TUA.
    Então, lhe apareceu um anjo do céu que o confortava.
    E, estando em AGONIA, orava mais INTENSAMENTE. E aconteceu que o seu SUOR se tornou como GOTAS DE SANGUE caíndo sobre a terra.”

    Observe, que o filho está orando ao seu Pai e ao mesmo tempo desesperado à ponto tal que suava sangue. Quando um ser humano chega neste estágil é um estágio de desespero ou seja muito medo.
    Ai, a jovem pode perceber que JESUS CRISTO, era uma pessoa distinta, ele só teve a sua forma de pensamento individual ao vim ao mundo.
    Como você veio do seu Pai e eu vim do meu Pai biológico.
    Eu e você e quem ler nossos escritos temos parte do coração de nosso Pai e parte do coração de nossa Mãe.

    Já em João 17: 3,4,5

    “E a vida eterna é está: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.
    Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me confiaste para fazer; e, agora, glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eu tive junto de ti, antes que houvesse mundo.”

    Cristã, Jesus Cristo veio ao mundo para salva a humanidade, mas junto com este propósito ele veio apresentar o Pai dele, para que todos nós saibamos que a raça humana tem um Deus que é nosso pai celestial também.
    Jesus é o cordeiro que tira o pecado do mundo.
    Jesus Cristo com o seu zelo pelo seu Pai e por amor a nós desencadeou a questão da rebelião que houve no terceiro céu com o anjo decaído.
    Deus jovem correu um risco muito grande duas vezes no Jardim do Édem, se Adão e Eva comecem os frutos das duas árvores…já pensou?
    E novamente a vontade de sentir-se amado e para sanar o problema da fidelidade do filho, enviando-o aqui na terra.
    Jesus Cristo sabia que estava desde a fundação do mundo com o pai ele era essência do Pai.
    João 17: 24
    “…porque me amaste antes da fundação do mundo.”

    Ele é o sonho de Deus uma coisa é criar e ver a criação por fora, outra coisa é viver dentro dela…é outro sentimento e Deus só sentiu isto através de seu filho.

    E em João: 17: 8

    “Porque eu lhes tenho transmitido as palavras que me deste, e eles as receberam, e verdadeiramente conheceram que saí de ti, e creram que tu me enviaste.”

    Observe ….”SAI DE TI”
    Ele é parte de Deus Pai , Jesus Cristo é o Deus filho e nosso salvador e irmão também nós somos co-herdeiro do reino dele junto a Deus, porque através de JESUS CRISTO, aprendemos a conhecer o Pai dele.

    Não tem sentido Cristã DEUS PAI descer na terra e se limitar-se.
    Não foi Deus Pai foi o sonho dele JESUS CRISTO.

    Vou te contar um segredo de sete chaves: Eu, você, o padre, quem ler nossos escritos e Jesus Cristo , somos um sonho de Deus Pai.
    Um abraço,


  88. De verdade, eu não quero ser sonho de Deus, quero ser realidade, rs…

    Entendi o que você quer dizer, mas acho que você não entendeu bem o que eu disse, não disse que Deus tenha se limitado ao vir a terra, disse que o proposito dele era cumprir o plano da Salvação.
    Jesus precisava provar pra Humanidade que humanos podem buscar a perfeição, mesmo no mundo repleto de pecados, ele sentiu todas as nossas dores pra nos provar que se estamos ao lado do pai, nenhuma dor é grande o bastante que não possamos vence-la.
    Se Deus apenas falasse do Céu com todo poder que tem nas mãos, jamais buscariamos ser como ele, simplesmente porque pra nós seria impossivel, mas com a presença de Deus entre nós, ficou fácil perceber que lá do Céu o pai esta conosco e se deixarmos ele conduzir nossa vida a recompensa será realmente grandiosa.

    Mas enfim não perderemos o foco, vamos continuar nosso estudo, capitulo por capitulo, teremos surpresas incriveis.

    Nada do Rafael … kd vc Rafael?


  89. em 11/09/2012 at 16:09 Iones Furtado

    Cristã, o padre Rafael correu dá raia, ele está comedo da gente.Rsrsrsrsrsrsrrsr…
    O bicho vai pegar.
    Um abraço,


  90. Gênesis (português brasileiro) ou Génesis (português europeu) (do grego Γένεσις, “origem”, “nascimento”, “criação”) é o primeiro livro tanto da Bíblia Hebraica como daBíblia cristã, antecede o Livro do Êxodo.[1][2] Faz parte do Pentateuco e da Torá, os cinco primeiros livros bíblicos. Gênesis (do grego Γένεσις, “nascimento”, “origem”) é o nome dado pela Septuaginta ao primeiro destes livros, ao passo que seu título hebraico Bereshit (בְּרֵאשִׁית, B’reishit, “No princípio”) é tirado da primeira palavra de sua sentença inicial. Narra uma visão mitológica desde a criação do mundo na perspectiva cristã, genealogias dos Patriarcas bíblicos, até à fixação deste povo no Egipto através da história de José. A tradição judaico-cristã atribui a autoria do texto a Moisés enquanto a crítica literária moderna prefere descreve-lo como compilado de texto de diversas mãos.

    ANTES DE INICAR-MOS O ESTUDO,GOSTARIA DE EXPLICAR ALGUMAS COISAS QUE ACREDITO SERÃO FUNDAMENTAL PARA CHEGAR-MOS O MAIS PERTO POSSÍVEL DO SENTIDO QUE O AUTOR QUIS PASSAR.
    PRIMEIRAMENTE,POSSUIR ALGUMAS NOÇÕES SOBRE O GENERO E AS PARTICULARIDADES LITERÁRIA DA OBRA.EM SEGUIDA,SITUAR O ESCRITO EM SEU CONTEXTO HISTÓRICO, LEVANDO-SE EM CONTA AS CIRCUNSTANCIAS QUE CAUSARAM O SEU APARECIMENTO,SEUS DESTINÁRIOS IMEDIATOS,ETC…
    ESTAS INDICAÇÕES NOS PERMITIRÃO COMPREENDER BEM AS MODALIDADES DO ENSINO RELIGIOSO DADO PELO ESCRITOR AOS SEUS CONTEMPORANEOS.

    VOÇES SABIAM QUE É UNANIME ENTRE OS GRANDES DOUTORES CRISTÃOS, QUE NO ANTIGO TESTAMENTO O MAIS PROFUNDO E MAIS SIGNIFICATIVO TEXTO SÃO OS SEIS PRIMEIROS CAPITULOS DO GENESIS?
    POR ISSO, ESSE ESTUDO É DE ESTREMA IMPORTÂNCIA.NELE SE REVELAM TODAS AS FUTURAS ESCRITURAS.

    GÊNESIS (1-11)
    A CRIAÇÃO.
    NO PRINCÍPIO DEUS CRIOU OS CÉUS E A TERRA.

    BOM…. SÓ ESTÁ PEQUENA FRASE,JÁ É MATERIAL VASTO PARA TENTAR-MOS ENTENDER.

    PERCEBA A ORDEM DOS ACONTECIMENTOS NA SUA ESCRITA.
    PRIMEIRO OS CÉUS
    SEGUNDO A TERRA
    E PERCEBA QUE CÉUS ESTÁ NO PLURAL!
    SERÁ QUE O AUTOR SABIA DE OUTRO CÉU QUE NÓS NÃO CONHECEMOS?
    QUE CÉUS SERIA ESSE?

    (CONTINUAÇÃO)N°2- A TERRA ESTAVA INFORME E VAZIA;AS TREVAS COBRIAM O ABISMO E O ESPÍRITO DE DEUS PAIRAVA SOBRE AS AGUAS.

    A TERRA ESTAVA INFORME E VAZIA. QUE SERÁ QUE O AUTOR QUER NOS COMUNICAR SOBRE ISSO.E POR QUE ELE ESCREVEU ISTO SE NO CAPITULO ANTERIOR ELE JÁ TINHA NOS COMUNICADO QUE DEUS CRIOU OS CÉUS E A TERRA?
    POR QUE ELE QUIS NOS COMUNICAR QUE A TERRA ESTAVA DESSE JEITO?
    QUAL O SENTIDO DISSO?

    AS TREVAS COBRIAM O ABISMO? PARECE AQUI NÃO FAZER SENTIDO!
    ALGUÉM JÁ VIU UM ABISMO QUE NÃO FOSSE ESCURO? TREVAS! O QUE ELE QUIZ NO DIZER COM ISSO?

    E O ESPIRITO DE DEUS PAIRAVA SOBRE AS AGUAS…

    JÁ EXISTIA AGUA? E POR QUE O ESPIRITO DE DEUS PAIRAVA SOBRE AS AGUAS? POR QUE NÃO EM OUTRO LOCAL? POR QUE NAS AGUAS???
    DEIXO UMA DICA AQUI PARA VC SSE APROFUNDAREM.

    TODOS NÓS SABEMOS, E PRINCIPALMENTE OS CIENTISTAS QUE A ORIGEM DE TUDO,VEIO DA AGUA! NOSSOS ANCESTRAIS SE DESENVOLVERAM NA AGUA!!!
    COMO O AUTOR PODIA PRESUMIR EM SEU TEMPO QUE Á MAIS DE 4 MIL ANOS DEPOIS OS CIENTISTAS DE NOSSA ÉPOCA IRIAM DESCOBRIR ISSO?

    QUE INSPIRAÇÃO DIVINA!!! E DEUS NÃO QUIZ ESCONDER ISSO DE NÓS!
    TANTO QUE O AUTOR INSPIRADO PELO ESPIRITO SANTO NOS REDIGIU ESSE MARAVILHOSO LIVRO DO GENESIS!

    AGORA GOSTARIA DE OUVIR DE VCS MANIFESTAÇÕES SOBRE O QUE VCS ACHAM…
    AGUARDO SUAS RESPOSTAS, E QUE DEUS POSSA INSPIRAR A CADA UM DE NÓS…..
    QUE AS PALAVRAS DE NOSSO SANTO EVANGELHO NOS AJUDEM A PERDOAR NOSSOS PECADOS!


  91. em 11/09/2012 at 18:27 Iones Furtado

    Sem palavras. Magnifico!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Me ajudou muito padre eu não tinha observado CÉUS, vendade!
    A bíblia refere-se a um céu chamado terceiro céu.
    Pergunto primeiro céu é o que contém as hostes de anjos celestiais?
    Estes foram antes da terra, pois o tempo de nosso pai é diferente, foi antes?
    A rebelião de lúcifer foi antes da criação humana?
    Me responda é muito importante para mim é sério.
    Água é tudo vem dela a origem de tudo.
    Muito bom vou lê-lo novamente o texto.
    Os anjos foram criados antes de nós?
    A paz de Cristo.


  92. Você é engraçado Rafael.

    Também acho que esse livro é bastante revelador.
    Deus criou os Céus, pode dar o sentido de mais um céu ou não, vai depender do que veremos à frente…será que conhecemos outro céu, na verdade não conhecemos nenhum…

    A TERRA ESTAVA INFORME E VAZIA. QUE SERÁ QUE O AUTOR QUER NOS COMUNICAR SOBRE ISSO.E POR QUE ELE ESCREVEU ISTO SE NO CAPITULO ANTERIOR ELE JÁ TINHA NOS COMUNICADO QUE DEUS CRIOU OS CÉUS E A TERRA?
    POR QUE ELE QUIS NOS COMUNICAR QUE A TERRA ESTAVA DESSE JEITO?
    QUAL O SENTIDO DISSO?
    Demonstra a vontade de Deus de nos dar um lugar perfeito e que o mundo sem vida não teria sentido

    HAVIA TREVAS SOBRE A FACE DO ABISMO -é assim que está escrito.

    Trevas é o escuro, mas não esqueça que a Biblia é bem poética.

    Imagina o abismo, só que ele é finito, quanto mais se aproxima o fim, mas se enxerga o conteudo, ou seja, as trevas só poderiam estar mesmo na face do abismo.

    Se a terra era informe e vazia e a única coisa “concreta” era a água, me parece óbvio Deus pairar sobre as aguas, existe talvez um sentido maior sobre as águas se pararmos para analisar que somos feitos 70% de água, mas a idéia aqui não é essa.

    Não vamos interpretar nada, não acredito em interpretações, acredito no que está escrito e ao longo dos capitulos tudo vai se encaixando.

    Pra mim Deus escreveu azul, então é azul, não é azul claro, nem azul royal, nem azul escuro, se está escrito azul é azul, as interpretações são feitas somente com o intuito de beneficiar quem interpreta, no sentido de usar a palavra de Deus para seus interesses.

    Vamos prosseguir com o estudo que a Biblia mesmo se encaixará de nos revelar tudo.


  93. em 11/09/2012 at 19:16 Iones Furtado

    O Padre agora as maritacas te atacando.
    Eu estava pensando e realmente tudo originou-se da água, verdade.
    Porém o homem foi como ele falou CRIAÇÃO e não evolução.
    Poço provar em l993, apareceu no jornal nacional da Rede Globo, jornal O Globo e revista Veja http://reflexoesdehistoria.wordpress.com/tag/homem-do-gelo-ortiz-idade-do-cobre-dna-mumia/, uma descoberta de um homem do gêlo pré-histórico, naquela época ele não tinha nome e naquela época os cientistas não sabiam explicar, pois ele era da época dos neandertais ou mais velho, só que ele era um homem igual ao senhor,digo, igual aos homens de hoje em dia e era da era da pré-histórica.
    Depois de muita pesquisa eu descobri ele na internet ai o senhor leia direito
    pois ele é a prova da criação o site acima. Verifica eles mudaram mas eu me lembro que foi muito falado.


  94. em 12/09/2012 at 12:48 Iones Furtado

    Sobre o céus:

    Terceiro céu:

    As Escrituras indicam que há três lugares chamado céu.

    O primeiro céu é a atmosfera que circunda a terra inteira.

    Livro de Oséias 2: 18

    “Naquele dia, farei a favor dela aliança com as bestas-feras do campo, e com as aves do CÉU, e com os répteis da terra; e tirarei desta o arco, e a espada, e a guerra e farei o meu povo repensar em segurança.”

    Livro de Daniel 7: 13

    “Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha com as nuvens do CÉU um como o filho do homem, e dirigiu-se ao Ancião de dias, e o fizeram chegar até ele.

    Segundo céu:

    É o da estrelas está em Gênesis 1: 14 -18

    “Disse também Deus:
    Haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos.
    E sejam para luzeiros no firmamento dos CÉUS, para aluminar a terra.
    E assim se fez.
    Fez Deus os dois grandes luzeiros:
    O maior para governar o dia, e o menor para governar a noite; e fez também as estrelas.
    E os colocou no firmamentos dos CÉUS para aluminarem a terra para governarem o dia e a noite e fazerem separação entre luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom.”

    O terceiro CÉU:
    Também chamado paraíso.
    Está em II Corintios 12: 3,4
    “E sei que o tal homem(Se no corpo, se fora do corpo, não sei, Deus o sabe) foi arrebatado ao paraísoe ouviu palavras inefáveis, de que ao homemnão é lícito falar.”
    Lucas: 23: 43
    “Jesus lhe respondeu: Em verdade te digo que hoje estará comigo no paraíso.”

    Apocalipse 2:7

    “Quem tem ouvidos, ouça, o que o Espírito diz às igrejas: Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus.”

    É a habitação de Deus e o lar de todos os salvos que já daqui partiram.

    Filipenses 1: 23

    “Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomeparavelmente melhor.”
    Sua localização exta não esta revelada nas escrituras sagradas.


  95. em 12/09/2012 at 13:09 Iones Furtado

    Finalizando, padre Rapael eu penso qhttp://www.mundoeducacao.com.br/biologia/panspermia.htmue o tempo de Deus é diferente do nosso.
    Ele poderia ter falado façam os Ceus e a terra….mas isto, foi aos pouco ele usou os meteoros para mandar oxigênio, água, uma substância que há em todos seres vivos mo que tange a vida animal e vegetal. Mas tudo aos poucos com seus meteóros da uma olha nete site o endereço ficou acima.


  96. Iones, porque você acredita que o Rafael é padre?

    E pra que se preocupar tanto com os céus?

    Um estudo detalhado do primeiro versículo da Bíblia exigiria um trimestre inteiro. Mas nos limites de tempo e espaço deste comentário, algumas breves observações são pertinentes. A expressão temporal “no princípio” (heb.
    bereshit) pode ser traduzida tanto para indicar um começo absoluto da criação como um começo relativo. Um exemplo da segunda opção é a versão em língua inglesa New Revised Standard Version: “Quando Deus criou os céus e a Terra”.

    Neste caso, Gênesis 1:2 equivale a um parêntesis que descreve o estado da Terra quando Deus começou a criar. A obra criadora de Deus começaria em 1:3. Se uma interpretação relativa fosse adotada, o texto bíblico não teria nada a dizer sobre a origem da matéria.

    De acordo com alguns intérpretes, os vs. 1 a 3 são parte do primeiro dia da semana. Isto é, toda a criação, inclusive os corpos celestes, teriam sido
    criados no primeiro dia, há aproximadamente seis mil anos.

    Isso esclarece a sua dúvida inicial Iones.

    Outros estudiosos sugerem que Gênesis 1:1 relata a criaçãodos corpos celestes e da Terra em seu estágio inicial; seguida por um intervalo de tempo, durante o qual a terra permaneceu sem forma e vazia (v. 2), sendo esse intervalo finalmente interrompido pelo primeiro dia da criação, quando Deus
    criou a luz (v. 3). Note-se que ambas as posições referidas neste parágrafo podem reivindicar fundamentos no texto bíblico. Todavia, a posição de que houve um intervalo entre o começo de tudo e o primeiro dia da criação tem a vantagem de fornecer uma explicação mais científica para os milhões de
    anos atribuídos pela ciência ao material inorgânico da Terra e do espaço (rochas e estrelas, respectivamente).

    Ou seja, como disse antes paremos com as interpretações, vamos ao que interessa. O estudo das Escrituras.


  97. em 12/09/2012 at 14:18 Iones Furtado

    Cristã, eu estou escrevendo um livro e eu penso que os que foram criados primeiros foram os anjos e devido a rebelião de lúcifer. Deus teve que se posicionar com os demais anjos que ficaram do lado dele, que foram milhões e daí ele teve o sonho de te Jesus Cristo, porque tinha que ser algo que partisse dele.
    Eu gostei do seu acima escrito me ajudará muito.

    Porque eu sei que ele é padre pela cara dele no E-mail bonitão é uma pena.
    Mais Deus precisa dos bonitos também e ele sabe muito de teologia eu diria de tudo e é muito inteligente.
    E todo padre é bravo….teimoso e não gosta de tomar banho,acho que devido a batina.
    Vou ser sincera com vocês eu preciso de você CRISTÂ e do padre RAFEL.
    Um abraço a paz de Jesus Cristo.


  98. Rafael por favor , esclareça pra Iones que você não é padre. Quanto ao fato de ser bonitão, não vi a foto, logo não posso comentar, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    E por favor diga que gosta de tomar banho, kkkkkkkkkk.

    De acordo com alguns interpretes sim, os corpos celestiais foram criados no 1º dia e o homem no 6º dia, isso serve para a ordem cronologica da Biblia.

    1o Dia: Luz (separação entre parte escura e parte clara)
    2oDia:Firmamento(separação entre águas superiores e águas inferiores)
    3o Dia: Terra seca e vegetação
    4o Dia: Luzeiros
    5o Dia: Aves e peixes
    6o Dia: Ser humano e animais terrestres
    7 – descansou.

    O que não se sabe é exatamente quanto tempo após a criação Adão e Eva pecaram, eles podem ter vivido séculos sem pecar, daria tempo o suficiente para a rebelião de Lucifer, até porque a Biblia relata que ele caiu na terra ela ja estando pronta.

    Mas vamos chegar nessa parte futuramente, não vamos perder o nosso foco.


  99. NÃO, …..OS CORPOS CELESTIAS NÃO FORAM CRIADOS NO 1° DIA DA CRIAÇÃO!
    NÃO SEI QUAL A FONTE TU ESTÁS BEBENDO.MAS, CREIO QUE NÃO SEJE CONFIÁVEL.OS EXEGETAS NÃO CONCORDAM COM ESSE ARGUMENTO!
    PROCURE NO FACEBOOK RAFAEL PACCHINI JUNIOR OU RPACCHINI !
    LÁ VC ENCONTRA MINHA FOTO OK !?


  100. IRMÃ ! DA ONDE TIROU QUE PADRE NÃO TOMA BANHO????
    DÂRRRRRRRR……………..
    VOÇÊS ESTÃO FOCADOS EM OUTRO COISAS.
    QUEM VEIO PRIMEIRO, ANJO, OU O HOMEM?
    QUANDO DEUS CRIOU OS ANJOS, QUANDO SE FORMOU A REBELIÃO…LUCIFER!!!
    NÃO ESTÃO LEVANDO NOSSOS ESTUDOS Á SÉRIO !!!!
    LEMBRA DE MINHA PROPOSTA DO COMEÇO DA PRIMEIRA FRASE DO GENESIS?
    ATÉ AGORA, NÃO VI RESPOSTA, OU UM ESTUDO SOBRE AS DUAS PRIMEIRAS LINHAS DO GENESIS!!!!
    VOÇÊS ESTÃO INDO DIRETO PARA O FINAL —-APOCALIPSE !!!!
    CALMA…TENHA CALMA!!!!
    DO QUE VC PRECISA DE MIM????
    QUE POSSO SER ÚTIL Á VC????


  101. MUITO BOM ESSE TEXTO, EMBORA TENHA ALGUMAS FALHAS .
    MAS, É UM GRANDE AVANÇO…. E MESMO ASSIM AINDA NÃO HOUVE RESPOSTA…OU UM ESTUDO SOBRE ESSA LINHA…..
    UMA PENA MESMO……
    CUIDADO AONDE MATAS TUA SEDE !
    CUIDADO COM O QUE VC LÊ
    VC ME ENTENDE!?
    TUPO POSSO MAS, NEM TUDO ME CONVÉM !!! PAULO DE TARSO.
    ATÉ BREVE


  102. CONFUSO SEU TEXTO E SEU PENSAMENTO.
    DEUS É SENHOR DO TEMPO.
    O MEU TEMPO É DIFERENTE DO TEMPO DE DEUS.
    KÁIROS !!!! LEMBRA?????

    SIM, DEUS PODE TER USADO OS METEOROS……MAS DÁ ONDE ESSA FONTE É FIDEDIGNA???? DA ONDE VC TIROU ,PARA QUE EU POSSA ANALISAR MELHOR!!!


  103. Desde o primeiro momento estou dizendo para focarmos no estudo e não nas interpretações.


  104. em 13/09/2012 at 16:42 Iones Furtado

    Padre me PERDOE se brinquei …
    Dos céus que descrevi acima é que eu fiquei pensando e fiz muitas pesquisas em muitas bíblias que tenho.
    Sobre o anjos serem criados primeiro é que eu penso assim o meu livro eu falo da predestinação.
    Dos meteoros, bom para um Cristão entender as Escrituras Sagradas ele tem que observar o mundo a ciência, porque a ciência veio de Deus e à muito tempo eu vi um cientista falar na televisão que a formação da terra foi feita aos poucos, mas através de meteoros que traziam dentro deles bacterias e um elemento que toda vida do planeta tem que ter (animais, plantas, humanos).
    Pena que eu não escrevi os nomes direito….até a formação do oxigênio tem um lugar no mundo que é através dá água, porém eu não sei o nome cientifico (acho que é no México).
    Leu sobre o HOMEM DO GELO. O senhor sabia padre, que o RAIO não vem dos atritos das nuvens. Há muitos anos acho que nos anos 90, passou no jornal nacional da rede Globo, um caça (avião) americano filmou, vem do espaço. foi muito falado na época.
    Eu, padre procuro ler as escrituras e observar a natureza…penso tanto que às vezes eu me sinto confusa.
    Penso quando ele falou em Céus estava falando dos céus que descrevi acima, se lá no terceiro céu, aonde eu entendo que é o paraíso deve ter outros lugares….Jesus disse: Na casa de meu Pai tem muitas moradas; prova disto é esta passagem:
    PRIMEIRA EPÍSTOLA AOS CORÍNTIOS : 4:09
    Observe o que Deus diz:

    “”Julgo que Deus nos expôs, a nós, apóstolos, em último lugar, como condenados à morte: fomos dados em espetáculo ao MUNDO, aos ANJOS e aos HOMENS.”

    Tem uma turma enorme lá em cima nos observando.

    Acredito que tenha o quarto céu e sabendo que nosso Pai adora o número sete eu acho que é ai o monte santo dele, mas isto a gente só vai saber, quando Jesus Cristo, voltar. A bíblia diz que vão abrir-se novos livros o nosso novo código de conduta, afinal a nossa mente tem que está preparada para o que vamos ver, ressurreião dos mortos ….haja KI elevado, mas quem tem fé chega lá.
    E sinceramente eu não quero saber só sei que este que ele fez para mim é fantástico,lindo….que mundão.
    Ele é um Deus maravilhoso é pena que o mundo não observa isto.
    Um abraço,
    A paz de Cristo e o amor de Maria e a plenitude de Deus Pai estejam com vocês.


  105. Acho que devemos ir com calma, para todos os 7 da Biblia existe uma explicação, mas estamos perdendo o foco, nem terminamos Genesis ainda, vamos chegar em tudo.

    Vamos continuar nosso estudo na linha que iniciamos, capitulo por capitulo, sem desviar o foco.

    Você é mesmo padre Rafael?


  106. O Rafael não é padre Iones, embora ele pareça na foto. Alias pelo que pude observar ele ta bem longe de ser padre, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk


  107. caramba !!!!! eu não tenho cara de Padre !!!!!


  108. em 13/09/2012 at 17:28 Iones Furtado

    Lembrei Senhor Rafael a reportagem mostrava um lago vulcânico que saiam bolhas de águas igual à oxigênio e uma vez na atmosfera virava ar.
    A fórmula da água é: H2O – Hidrogênio e oxigênio.
    A água de gás tem hidrogênio se tiver muito pode até matar a gente.
    Teve um caso nestes países africanos que um Rio desmoronou uma beirada de terra (barranco bem grande) e liberou uma grande quantidade de hidrogênio no ar matando várias pessoas. Eu vi na televisão (isto pouco tempo).
    E foi um meteoro que trouxe esse hidrogênio que acabou virando oxigênio.
    Agora o senhor pesquisa porque eu fuço na internet.


  109. em 13/09/2012 at 19:15 Iones Furtado

    Senhor Rafael dá uma lida neste site fala sobre a água como veio.

    http://www.gea.org.br/infooutubro99.html

    O senhor olhou a descoberta dos gigantes.


  110. Rafael, desta vez você começa.

    Genesis capitulo 11 ao 30.

    Aguardo comentários,

    Porque senhor Rafael Iones? Você da muita moral pro Rafael.

    Abs,


  111. TALVES SEJE POR CAUSA DOS MEUS MAIS DE 80 ANOS !


  112. palhaçada!


  113. em 15/09/2012 at 15:48 Iones Furtado

    Cristã, pelo amor de Deus eu tenho 61 anos bem vivido.
    Não dou moral a ninguém não. É que pela primeira vez na vida eu conheci , mesmo sendo neste mundo virtual um CATÓLICO, mais aplicado, digo estudioso e se você escreve que ele não é é menitra. Porque o jovem tem seus problemas, mas ele é muito nas suas bom nos seus pontos de vista.
    Amanhã eu darei o meu entender do capítulo 11 a 30 de Gênesis.
    Sabe jovem porque eu elogio as pessoas quando vejo valores nelas…falo mesmo.
    É que eu não sei se daqui a 5 minutos estarei viva e se eu for, levarei o que acho de você e do jovem Rafael comigo.
    Um abraço nada mais além disto.


  114. Nossa Iones, belos 61 anos , mas se Deus quiser você vai viver muito ainda, pelo menos mais 20 anos, estimo por isso.
    Quanto ao fato dele ser estudioso, também concordo, isso realmente é muito raro entre os catolicos, geralmente os padres estudam dessa forma, isso explica o fato de você confundi-lo com um padre.
    O unico problema dos Padres é que eles estudam, estudam a Biblia e acabam não seguindo, mas enfim…
    OK amanhã retomaremos o nosso estudo.

    bjs,


  115. em 15/09/2012 at 22:26 Iones Furtado

    LIVRO DE GÊNESIS: CAPÍTULO 11 AO CAPÍTULO 30

    A torre de BABEL

    Naquela época todos os moradores tinham uma linguagem unificada.
    No capítulo 11: 4
    “…Depois disseram: “Vamos, façamos para nós uma cidade e uma TORRE cujo cimo atinja os Céus….”
    O pecado do povo na terra de sinar foi a ambição de dominar o mundo e dirigir o seu próprio destino , à parte de Deus, através da união política centralizada, poder e grandes conquista.
    Esse desígnio era fruto do orgulho e rebeldia contra DEUS frustou o propósito deles, multiplicando idioma em seu meio , de tal maneira que não podiam comunicar-se entre si.
    Isso deu origem à diversidade de raça e idiomas no mundo. Nesse tempo, a raça humana deixando Deus, voltou-se para a idolatria, a feitiçaria e a astrologia ( Is 47: 12; Êx 22:18, Dt 18:10)
    As funestas consequências deste estado espiritual nos seres humanos é descrita em Romanos 1: 21-28. Deus os entregou à impureza dos seus próprios corações (RM 1:24,26,28) e, como com o Adão, ele prosseguiu dando cumprimento ao propósito da salvação da Raça humana.
    DEUS É CAPAZ DE DESFAZER OS PROPÓSITOS DOS HOMENS SEM CONTUDO ESMAGAR A ESTES.
    SOBRE ABRÃO (ABRAÃO)

    Na Verdade ele era irmão de SARA por parte de pai e devido a beleza dela vivia falando para os outros que ela era sua irmã.
    Notei, que ele era MENTIROSO, porém a pesares dos pesares Deus achava graça nele e advertia todos que queriam algo a mais com SARA.
    Pelo que pude perceber ela muito protegida por Deus. E já em Idade avançada deu a luz a IZAQUE ( Que significa SORRISO).
    MELQUISEDEQUE
    Este personagem dizem que apareceu do nada ele era um homem de Deus e mais a frente a gente observa que ele é um homem, acho que é no livro de Hebreus.

    O sacrifício de ABRAÃO , povou a Deus que ele era fiel ao Deus que servia.

    DESTRUIÇÃO DE SOMOMA E GOMORRA

    Cidade da perdição só sobraram Lo, sua esposa, e suas duas filhas. Infelizmente a esposa de Lo foi avisada e olhou para trás e virou uma estátua de sal.
    Então, ficou Ló e suas duas filhas que deram bebida ao pai e tiveram relação com ele e deste coito nasceram filhos.
    Incesto era necessário para a continuação da família.
    Isac e Raquel
    Ela era estéril e novamente o Isac igual ao pai dele falou mentira que ele era rmão dela.
    Motivo era que os homens podiam matá-lo.

    Os dois tiveram ESAU(CABELUDO) E JACO

    Outra vez a mentira o senhor Esaú nem ligava para a sua primogenitura – Rebeca, vendo que o isac já estava velho ajudou o filho a ludibriar o pai se passando pelo irmão O JACO.
    E recebeu a benção do irmão.
    Sabe eu penso que Deus viu graça no jacó pois ele no fundo amava a Deus e o Esaú nem estava ai, pois pela lógica a benção era dele mesmo.
    Agora o LABÃO explorou muito o Jacó
    É o que entendi.

    Mas cá para nós o gente mentiroso.


  116. EI…EI…MOCINHA !!!!
    CRISTÃ……
    61 ANOS É MUITO POUCO EM TODOS OS SENTIDOS.
    ???????????????????????????????????????????????????????
    E OUTRA COISA ! QUE PRECONCEITO É ESSE DE NOVO !?!?!
    (ENTRE OS CATÓLICOS É RARO ENCONTRAR ESTUDIOSOS)
    AH….. TENHA PACIÊNCIA MINHA AMIGA !
    VOÇÊ É A PESSOA MAIS DESINFORMADA NESSE BLOG!
    VC DIZER QUE CATÓLICO NÃO É ESTUDIOSO….DÁ-ME PENA…..
    VC TEM MUITO Á APRENDER MINHA JOVEM! MAS, MUITO MESMO.
    VC SEGUE UM CAMINHO TRANSLOUCADO.CHEIO DE SENTIMENTOS CONTURBADOS…….SUA PROPRIA ESCRITA DENOTA ISSO !
    DEPOIS FALA QUE OS PADRES ESTUDAM E NÃO SEGUEM Á BIBLIA !!!!
    MINHA FILHA!
    (..?..) NA CABEÇA???
    JÁ ENCHEU MEU SACO…….
    DEUS ME PERDÕE !
    MAS, NÃO DÁ..
    PARA LEVAR ADIANTE ESSA NOSSA CONVERSA E ESTUDO BÍBLICO.VOÇÊ PRIMEIRO TEM QUE SE RECICLAR!
    E QUE NEGÓCIO É ESSE DE GENESIS CAP.11 AO 30 ????
    VC AINDA NÃO SAIU DAS DUAS PRIMEIRAS ESTROFES DO CAPITULO 1 DO GENESIS!!!!!!
    VC AINDA NÃO FOI CAPAZ DE QUESTIONAR ESSAS PRIMEIRAS 4 LINHAS DA BÍBLIA !!!!!
    E JÁ QUER IR PRO MEIO DO GENESIS!!!!!!
    QUE É ISSO!
    TOME UM POUCO DE TENTO…E TENHA MAIS RESPEITO COM NÓS.
    SEJE PADRE OU NÃO……..SOU CRISTÃO.
    E COMO DISSE NÃO IA MAIS TOLERAR ESSE TIPO DE AGRESSÃO.
    VOU COMEÇAR UM ANÁLISE DE TUDO QUE VC ESCREVEU

    LEIA ATÉ O FIM, SE VC TEM CORAGEM IGUAL CORAGEM E PETULÂNCIA QUE VC DEMONSTRA !!!!

    VC DISSE EM UMA OUTRA POSTAGEM!
    Cristã
    Rafael, vc é catolico é isso? Então me responda, vc acredita que a igreja catolica foi fundada por Pedro como está escrito?
    RESPONDO: NÃO CRISTÃ !
    NÓS REESCREMOS A PARTE DA BÍBLIA QUE JESUS DISSE:
    PEDRO – SOBRE TI ERGUEREI MINHA IGREJA….TUDO QUE LIGARES NO CÉU SERÁ LIGADO NA TERRA…E TUDO QUE DESLIGARES NA TERRA SERÁ DESLIGADO NO CÉU !!!!
    SIM, NÓS REESCREVEMOS ELA CONFORME NOSSOS INTERESSES .
    PRONTO…É ISSO QUE VC QUERIA OUVIR !?!?
    SÓ QUE VOÇÊ ESQUECEU QUE ESSA FRASE FOI ESCRITA E ENSINADA Á MUITOS CRISTÃOS QUE CONVIVERAM PESSOALMENTE COM CRISTO.MUITOS DELES OUVIRAM ISSO DOS LÁBIOS DE CRISTO…E COM CERTEZA SE ISSO NÃO FOSSE DITO MUITOS CRISTÃO CONSTESTARIAM ELA NAQUELA ÉPOCA!!!!!!

    VC DISSE EM UMA OUTRA POSTAGEM!

    cristã
    OK, Otimo, vc parece gostar muito de estudar, e isso é muito bom, agora me responda quando surgiu a Igreja Catolica Apostolica Romana e onde? Por ora te responderei que sou cristã …

    RESPONDO :

    NA VERDADE ELA FOI REGISTRADA NO MESMO PERÍODO QUE O AUTO INTITULADO APOSTOLO WALDEMIRO REGISTROU.
    Foi fundada na cidade de Sorocaba em 9 de março de 1998!

    A IGREJA CATÓLICA SUA PRECONCEITUOSA
    no primeiro milênio eram 5 bispos, também chamados patriarcas. As sedes eram Antioquia, Alexandria, Roma, Jerusalém e Constantinopla. Com a ruptura de 1054, a Igreja do ocidente constitui a Igreja Romana e as do Oriente, a Ortodoxa.
    Assim, a Igreja Católica e a Ortodoxa, além de algumas orientais que se separaram no século V, são herdeiras históricas da Igreja cristã primitiva.

    VC DISSE EM UMA OUTRA POSTAGEM!

    cristã
    Rafael, sinto em te desapontar, diferente de você não defendo denominação alguma, defendo o cristianismo com base na busca de comunhão total com Deus, gosto muito da maneira como você estuda as coisas, por isso decidi entrar nesse debate, acredito que algumas coisas são de poder exclusivo do Espirito Santo e a revelação da verdade é uma delas, penso que a sua procura por dados historicos ja é um bom começo, terei que te desapontar novamente , Pedro realmente fundou a igreja cristã, mas não a Catolica Apostolica Romana, Pedro jamais esteve em Roma

    SINTO MUITO TAMBÉM EM LHE DIZER QUE QUEM NÃO DEFENDE A IGREJA DE NOSSOS PAIS, NÃO TERÁ PARTE COM ELA NO FIM DOS TEMPOS.FORA DA IGREJA,NÃO HÁ SALVAÇÃO…E NÃO SOU QUEM AFIRMO ISSO ! ESTUDE E VC SABERÁ!!!!
    SOBRE A AFIRMAÇÃO RETARDADA NO DUPLO SENTIDO DA EXPRESSÃO.
    É FATO ULTRAPASSADO EM TEÓLOGOS (SÉRIOS PROTESTANTES), QUE EM UNANIMIDADE AFIRMAM QUE PEDRO ESTEVE EM ROMA.
    O QUE VC SABE,SABE DE UMA CABEÇA DE BAGRE DE UM PASTOR DE ESQUINA DE RUA…QUE NÃO TEM BASE, NEM ESTUDO , E NEM COMPREENSÃO BIBLICA DOS FATOS.É UM CEGO DE ESPIRITO GUIANDO OUTROS CEGOS DE ESPIRITO.VC FAZ, PARTE DESSES CEGOS????

    VEJA MULHER INTROMETIDA EM ASSUNTOS DEMAIS PARA SEREM DÍLUIDOS DENTRO DESSA SUA CABEÇA OCA !
    PROVA HISTÓRICA NA BÍBLIA QUE PEDRO ESTEVE EM ROMA!
    LEIA A BIBLIA POR FAVOR ANTES DE JOGAR MERDA AO VENTO!

    A Primeira Epístola de Pedro foi escrita em Roma, conforme podemos observar pela saudação final, onde se lê: “A (Igreja) que está em Babilônia, eleita como vós, vos saúda, como também Marcos, o meu filho.” (1 Pd 5,13). Babilônia significa aqui a capital do império romano; a referência só pode ser para Roma, porque ela é a única cidade chamada de “Babilônia” em outro lugar na literatura Cristã antiga [conforme Apocalipse (Ap 17,5; 18, 10), e também Oracula Sibyl (Capitulo V, versos 143 e 159, ed. Geffcken, Leipzig, 1902, 111)].

    EM OUTRA POSTAGEM !
    Cristã
    Nossa vcs viajaram.
    Existe sim uma verdade, e ela é absoluta! E essa verdade é a palavra de Deus, o que estou propondo é mostrarmos a todos a palavra de Deus em sua essencia, do inicio ao fim.

    ME DIGA CABEÇA DE MINHOCA;
    AONDE ESTÁ A PALVRA DE DEUS????? AONDE ELA ESTÁ ?????
    NA BÍBLIAAAAAAAAAAA !!!!!!!!

    ENTÃO LEIA CABEÇUDA!!!! E NÃO DISTORÇA AS PALAVRAS…NUNCA !!!!!!
    SE UM PASTOR CABEÇA VAZIA QUEM NEM A TUA OU PADRE DESVIADO….FALAR DIFERENTE DO QUE ESTÁ ESCRITO NA BIBLIA….SAIA CORRENDO DE PERTO DELES!!!!!!!
    SE ISSO NÃO ACONTECER, PARE DE DESTORCER AS PALAVRAS DE DEUS !!!!
    NÃO MUDE O PRIMADO DE PEDRO, NÃO TIRE A SANTIDADE DE MARIA ,
    E VOLTE PARA A IGREJA MÃE SUA IMBECIL !
    POR QUE FORA DELA NÃO EXISTE NADA !!!! NADA …SERÁ QUE É DIFICIL LER E COMPREENDER ISSO NA BIBLIA !!!!

    DEPOIS EM OUTRA POSTAGEM
    cristã
    Hoje é o primeiro dia do nosso estudo Biblico, e como disse, é tão valioso estudar a Biblia que logo no inicio a palavra de Deus ja nos esclarece muitas coisas, percebam:
    Genesis – Capitulo 02 Versiculo 07
    7 E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida; e o homem tornou-se alma vivente.
    Essa passagem nos esclarece que o Homen não tem alma, ele é uma alma e ela só existe com a Junção da matéria – o pó da terra e o folego da vida – o sopro de Deus.
    VOÇÊ DE NOVO COM TEORIAS ABSURDAS TIRADAS DE UM LIVRO SUJO E DETURPADO DAS PALAVRAS DE DEUS!
    A ALMA SÓ EXISTE COM A JUNÇÃO DO CORPO ??? DÁ ONDE VC DE NOVO TIROU TAMANHA BESTEIRA????
    NÃO LÊ A BIBLIA , MISTURA DOGMAS DAS MAIS DIVERSAS ESPITUALIDADES, JOGA NO LIGUIDICADOR TUDO QUE TE EMPURRAM DENTRO DA CABEÇA…POR QUE VC É UMA MARIA VAI COM AS OUTRAS…..ACEITA TUDO QUE DESPREPARADOS DE INFORMAM….. E ALÉM DE TUDO, DEPOIS….DE MISTURADO TODA A SUJEIRA, AINDA TEM A PETULÂNCIA DE CRIAR PARA SI UM DEUS CONFORME VC QUEIRA QUE ELE SEJA.
    APRENDE CABEÇA DE ABRICÓ UMA VEZ POR TODAS !!!!!
    NÓS SOMOS FEITOS DA MESMA MATÉRIA QUE DEUS CRIOU O UNIVERSO…..ESTAMOS COLIGADOS COM A NATUREZA INTEIRA, INCLUSIVE O COSMO. SOMOS FEITOS DA MESMA MATÉRIA !!!!!!!
    MEU CORPO TEM O MESMO QUE O RESTO DO UNIVERSO TEM.
    SÓ QUE QUANDO DEUS ASSOPROU NA NARINA DO HOMEM….ELE….ELE….VAMOS VER SE VC ADIVINHA !??????
    ELE DEU UM POUCO DO QUE ELE TINHA DENTRO DELE !!!!!
    ENTENDEU !!!!!!!!!! O AR QUE ELE ASSOPROU…SAIU DE DENTRO DELE…..!!!!!
    É DIFICIL ENTENDER ISSO, IDOLATRA DE PASTORES…IDOLATRA DE TUDO QUE CONTRARIA A IGREJA CATÓLICA !!!!!
    EM OUTRA POSTAGEM
    cristã
    Iones,
    Você fez uma visão geral da coisa, ok, mas com relação a Trindade discordo de uma coisa apenas.
    A passagem prova que Jesus estava ao lado de Deus Pai na criação do Mundo, ou seja, ele ja existia no Céu, não era um sonho do Deus Pai.
    Deus é uma palavra no Plural que significa – Deus pai, Deus Filho e Deus Espirito – A divina Trindade.
    Quanto a Caim e o seu tamanho, não considero isso relevante, embora os ossos encontrados hoje de Dinossauros é a maior prova que existiu o Dilúvio.
    Vamos em frente que teremos mais novidades.

    VOÇÊ ANDA TOMANDO REMÉDIOS???? CHEIRANDO COLA?????
    VC ESTÁ BEM DE SUAS FACULDADES????
    QUE TAMANHA BESTEIRA DE NOVO !!!!!
    DEUS É UMA PALVRA NO PLURAL CABEÇA DE ANTA ?????
    DEUS É UNO !!!!!! SUA DETURPADORA DOS ESCRITOS DA BIBLIA!!!!!

    EM OUTRA POSTAGEM

    Cristã
    É muito bonita essa sua maneira de olhar as coisas, mas pra que Deus iria querer ter uma sensação que ele mesmo criou?, ou seja, ele conhecia todas as sensações, tudo que temos de bom vem de Deus, Deus não precisaria vir no ventre de uma humana para ter essa sensação.
    Deus veio a terra com um único intuito, cumprir o plano da salvação. Mas não precisamos nos preocupar com isso agora, vamos chegar lá, estamos apenas no começo do nosso estudo, com o decorrer do estudo você verá todas as respostas, vamos prosseguir porque estudar a Biblia é realmente muito gratificante.

    CABEÇA DE LAGARTIXA !!!!! DE NOVO SÓ BESTEIRAS !!!!! LEIA A BIBLIA PELO AMOR DE DEUS !!!!! LEIA A BIBLIA………LEIA A BIBLIA !!!!!!!!
    DEUS PRECISOU SIM VIR NA TERRA DENTRO DE UM UTERO !!!!! TER AS SENSAÇÕES!!!!!

    SENTIR AS SENSAÇÕES !!!!!!!

    LEIA O PRIMEIRO CAPITULO DO EVANGELHO DE JOÃO !!!!!
    E ELE SE FEZ CARNE !!!!!! ISSO MINHA AMIGA DESMIOLADA…TRADUZIDO DO GREGO (CARNE) É A PIOR CARNE ! A PODRE !!!!
    ELE TEVE QUE PRECISAR DE UM SIM …DE UMA MULHER PARA SE CUMPRIR O PLANO DA SALVAÇÃO!!!!!
    MARIA…NÃO FOI NINGUÉM MINHA FILHA!!!!!
    SÓ A MÃE DE DEUS…A ESPOSA DE DEUS….. E A FILHA DE DEUS !!!!
    MOSTRA PARA MIM SUA INGRATA…..OUTRO SER HUMANO QUE TEVE TANTO PRIVILÉGIO DE SER ESSAS TRES COISAS ????
    NÃO ESTÁS ESCRITO !!!!! CORAGEM, POIS EU VENCI O MUNDO !!!!!!!
    ELE VEIO FRACO,SENTIU TUDO QUE NÓS SENTÍAMOS…SOFREU TUDO O QUE UM SER HUMANO SOFRE!!!!!
    ELE SE ABAIXA A NOSSA CONDIÇÃO PARA NOS SALVAR !!!!
    VC ENTENDE ISSO PELO AMOR DE DEUS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    É QUER SABER DE UMA COISA !!!!!! NÃO VOU NEM MAIS PROSSEGUIR………


  117. em 16/09/2012 at 10:12 Iones Furtado

    Rafael, porque então você passe a escrever os textos e faça um questionamento para nós?

    Não é assim chamando a menina de cabeça de………isto……aquilo.

    Assim não Rafael, ela tem o seu ponto de vista e seja qual for temos que respeitar, você não sabe quem está do outro lado, pode ser uma pessoa precisando muito de você. Alguém com problemas ou alguém sem problemas apenas querendo uma casa virtual para falar de algo que ela ama que é DEUS.

    Nós vivemos em um mundo que em cada 5 minutos , tem uma nova seita saindo de dentro de outra seita.. Um mundo de Pastores e Padres que nos seus sermãos não dizem nada com nada e povo por sua vez fica super dividido.

    E Deus por sua vez esta dentro de cada um de nós nos chamando. Mas parede de ofender as pessoas, não é assim jovem. É com amor a pregação e neste caso é o seu ponto de vista.
    Não faça mais assim não, tenha mais compostura Cristã e eu sei que você tem.

    Sobre a trindade eu não entendo como um Deus se rebaixa e vira humano e faz uma oração ao Pai dele ou seja a ele mesmo?

    Eu continuo pensando, que eu, você e todos somos um sonho de Deus juntamente com o filho dele.

    Penso que o estudo das Escriituras Sagradas, tem suas raízes amargas, mas os seus frutoss são doces, para isto irmão tem que aprender a ouvir o outro irmão. Pois cada ser humano tem uma centelha de Deus dentro de nós, mas não somos Deus e sim filhos dele.

    Olha só o que disse Martin Luther King…”Para criar inimigos não é necessário declarar guerra, basta dizer o que pensa”

    Por favor se retra com a Cristã você foi muito mal educado e ela vai sim ter uma imagem terrível dos católicos.
    Um abraço e que Jesus Cristo, junto com a virgem Maria troque seu coração para um coração de carne igual ao do filho dela.
    Um abraço,

    Retificação: o nome da esposa de Isaac é Rebeca
    E tem um texto que fala da maniera que eles viam o incesto:
    Gênesis: 19: 31
    “A mais velha disse à mais nova: “Nosso pai está velho, e não há homem algum na região com quem nos possamos unir, SEGUNDO O COSTUME UNIVERSAL.”

    Legal ´Costume universal.

    Agora eu espero que a Cristã não ataque com as mesmas pedras que ele te enviou é assim que a gente amansa o omem.


  118. em 16/09/2012 at 10:18 Iones Furtado

    Retiificação: Sermões e Homem e não omem.


  119. em 16/09/2012 at 10:40 Iones Furtado

    Rafael, me responda esta pergunta bíblica:

    QUANDO JESUS CRISTO NASCEU ELE FOI VISITADO POR QUEM NA MANJEDOURA?

    A Cristã se souber não responda por favor!

    Um abraço,


  120. Ah .Rafael, a sua especialidade diferente do que você pensa não é Biblia, mas sim ofensa, você tem problemas com quem pensa diferente de você, tipico de pessoas que não tem argumentos sólidos.

    Vamos la, usando suas proprias palavras:

    A Primeira Epístola de Pedro foi escrita em Roma, conforme podemos observar pela saudação final, onde se lê: “A (Igreja) que está em Babilônia, eleita como vós, vos saúda, como também Marcos, o meu filho.” (1 Pd 5,13). Babilônia significa aqui a capital do império romano; a referência só pode ser para Roma, porque ela é a única cidade chamada de “Babilônia” em outro lugar na literatura Cristã antiga [conforme Apocalipse (Ap 17,5; 18, 10), e também Oracula Sibyl (Capitulo V, versos 143 e 159, ed. Geffcken, Leipzig, 1902, 111)].

    A referencia só pode ser para Roma …. só pode ser , não é exato, ja disse que não trabalho com suposições, eu acho que é, acredito que sim, só pode ser… essa prova não existe, logo ela passa a ser impressão, portanto, não sou obrigada a considerar, se você quer aceitar , problema único e exclusivamente seu.

    cristã
    Hoje é o primeiro dia do nosso estudo Biblico, e como disse, é tão valioso estudar a Biblia que logo no inicio a palavra de Deus ja nos esclarece muitas coisas, percebam:
    Genesis – Capitulo 02 Versiculo 07
    7 E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida; e o homem tornou-se alma vivente.
    Essa passagem nos esclarece que o Homen não tem alma, ele é uma alma e ela só existe com a Junção da matéria – o pó da terra e o folego da vida – o sopro de Deus.
    VOÇÊ DE NOVO COM TEORIAS ABSURDAS TIRADAS DE UM LIVRO SUJO E DETURPADO DAS PALAVRAS DE DEUS!

    Bem, diante disso o que tenho a dizer é que você está certo e a Biblia está errada, pelo menos na sua concepção,diferente de você não copio textos, essa é a passagem biblica, la está escrito bem no começo da Biblia que o ser humano é junção da matéria com o folego da vida, se tornando uma alma vivente. Ta escrito meu querido, não fui eu que escrevi, agora ja você, por saber que sua IGREJA MÃE, como você a chama, ja começa a descumprir a palavra de Deus desde o seu inicio, ficou ofendido, porque sua igreja prega a IMORTALIDADE DA ALMA né Rafael, e isso te pertubou, não posso fazer nada por você, se você lê a Biblia mas não acredita é problema seu.

    NÃO ESTÁS ESCRITO !!!!! CORAGEM, POIS EU VENCI O MUNDO !!!!!!!
    ELE VEIO FRACO,SENTIU TUDO QUE NÓS SENTÍAMOS…SOFREU TUDO O QUE UM SER HUMANO SOFRE!!!!!
    ELE SE ABAIXA A NOSSA CONDIÇÃO PARA NOS SALVAR !!!!
    VC ENTENDE ISSO PELO AMOR DE DEUS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Até que enfim você escreveu algo realmente significante, mas ja tinha me referido a isso, mas essa parte você não copiou afinal, não podia me atacar com ela não é mesmo?

    cristã

    Entendi o que você quer dizer, mas acho que você não entendeu bem o que eu disse, não disse que Deus tenha se limitado ao vir a terra, disse que o proposito dele era cumprir o plano da Salvação.
    Jesus precisava provar pra Humanidade que humanos podem buscar a perfeição, mesmo no mundo repleto de pecados, ele sentiu todas as nossas dores pra nos provar que se estamos ao lado do pai, nenhuma dor é grande o bastante que não possamos vence-la.
    Se Deus apenas falasse do Céu com todo poder que tem nas mãos, jamais buscariamos ser como ele, simplesmente porque pra nós seria impossivel, mas com a presença de Deus entre nós, ficou fácil perceber que lá do Céu o pai esta conosco e se deixarmos ele conduzir nossa vida a recompensa será realmente grandiosa.

    O seu problema Rafael é que você entende da SUA IGREJA MAE CATOLICA, como voce gosta de nomea-la, mas não entende nada de Biblia, porque se entende-se de fato não seria catolico.

    Te fiz varias perguntas que você não me respondeu, leia Exodo 20 e me responda porque na frente da sua IGREJA MAE, os mandamentos são differentes dos que lá estão escritos, porque engoliram o 4º mandamento? Porque a sua IGREJA MAE, colocou no lugar, guardar o Domingo e festas, se não foi escrito por Deus dessa forma, porque os mandamentos foram escritos diretamente da mao de Deus para Moises, se é que você sabe, mas claro que não sabe, você não estuda a Biblia né Rafael.

    Na verdade jamais quis chegar nesse ponto, nunca quis que você deixasse a sua igreja e também nunca quis provar nada pra você, sempre propus que estudassemos a Biblia, porque ela por si responde a todos os questionamentos, mas pra isso é preciso acreditar na Biblia, é preciso ler e aceitar e o mais importante de tudo é preciso viver o que está ali.

    Se você nem aceita o que está escrito, que de lá viver, por isso nem me incomodo com sua falta de educação.

    O primeiro passo na sua vida é aceitar o que esta escrito na Biblia, dai você vai conseguir estuda-la.

    Não faltei com respeito em momento algum com ninguem, simplesmente porque acho que essa não é a maneira de agir de um cristão, se Deus estivesse aqui, não agiria assim.

    Quanto a Maria mãe de Deus, não sei porque tocou nesse assunto se nem chegamos ainda no nascimento de Jesus.

    Não sei qual é a sua formação, mas com certeza não é Teologia nem mesmo Linguas, você que gosta de fazer pesquisa, pesquisa em que genero, numero e grau está a palavra – DEUS, antes de colocar a sua opinião esdruxula aqui.

    Sinto Rafael por você não continuar, entendi desde o principio que era com você que Deus queria falar, é pra você a mensagem que ele quer passar, ele está te chamando, mas você precisa querer ouvir a voz de Deus.

    Sinto mesmo, um jovem com tanta sede de conhecimento não querer estudar a Biblia.

    Se você tem dúvidas, leia a Biblia e peça a Deus para te esclarecer, Maldito homem que confia no homem, não sigo o que pastores dizem e/ou padres, sigo a Biblia, parece que você tem medo de enxergar algo diferente do que você aprendeu em toda sua vida, o que tenho a dizer pra você meu querido: -Antes tarde que nunca!

    Abraços,


  121. em 16/09/2012 at 19:50 Iones Furtado

    Show de bola Cristã, falou bonito. Ele foi mui mal educado.
    Não é jeito de um homem que diz que estuda as escrituras falar com uma pessoa.
    Acho que a gente está atacando ele, digo o universo dele.
    O universo de é de gênio.
    E estudar com ele pelo jeito vai ficar difícil.
    É uma pena inteligente, ele é.
    Sobre a pergunta que fiz acima a resposta é:
    Jesus Cristo foi visitado na manjedoura pelos pastores somente.
    Pelos três reis magos foi na CASA dele e depois de dois anos depois.
    Não foi nenhum pastor de esquina que me disse eu estudei e constatei, quando estava na igreja católica.
    Mateus 2:11


  122. Uma pena mesmo, queria que nesse estudo tivesse a visão católica das coisas, mas se ele não quer participar, paciencia, só ele mesmo está perdendo.

    Vamos continuar nosso estudo que com certeza tem pessoas que não se envolvem mas estão acompanhando e é isso que importa.


  123. em 17/09/2012 at 14:53 Iones Furtado

    Cristã eu abri um blog ontem o endereço:
    http://www.luzsoldivino.blogspot.com
    Ele não vai deixar a gente aqui é evidente…se deixar ótimo mas se não a gente continua a estudar lá.
    Custei mas abri, computador é algo que fuço.
    meu e-mail: iones.furtado@gmail.com
    Desde já eu gostaria que fosse aqui, mas ele chuta o balde atoa.
    Viu no facebook ele é um jovem tão bonito colocou a foto do papa João paulo II no lugar da foto dele.
    Não tem nada haver.


  124. em 17/09/2012 at 15:07 Iones Furtado

    Jovem Rafael passa por favor, o endereço http://luzdosoldivino.blogspot.com.br/ o certo para a Cristã porque eu digitei errado. Se você for democrático e deixar a gente continuar. Mas ofendendo a moça igual você fez. é muito chato.
    Pensa bem tá eu sei que este mundo virtual é cruel, mas eu e esta jovem estamos levando a sério,


  125. Não bastou ele ser parecido com um padre, resolveu agora ficar a cara do Papa, rs…

    Quero deixar um recado pra você Rafael, a única coisa que realmente gostei do que você escreveu em todas as suas postagens foi:

    EI…EI…MOCINHA !!!!

    Isso realmente foi sensacional!!!


  126. Nec plane repugnandi causae, multae, et maximae, defuerunt Nobis. Praeterquam enim quod honore pontificatus, ob tenuitatem Nostram, nullo pacto Nos dignaremur; quem non moveret ei se successorem designari, qui, cum ecclesiam sex fere ac viginti annos sapientissime rexisset, tanta valuit alacritate ingenii, tanto virtutum omnium splendore, ut vel adversarios in sui admirationem traduxerit et memoriam sui nominis factis praeclarissimis consecrant? — Dein, ut praetereamus cetera, terrebat Nos, quam quod maxime, ea quae modo est humani generis conditio afflictissima. Quem enim lateat, consociationem hominum gravissimo nunc, supra praeteritas aetates, atque intimo urgeri morbo; qui in dies ingravescens eamque penitus exedens ad exitium rapit? Morbus qui sit, intelligitis, Venerabiles Fratres; defectio abscessioque a Deo: quo nihil profecto cum pernicie coniunctius, secundum Prophetae dictum: Quia ecce, qui elongant se a te, peribunt .
    Novimus equidem non paucos esse, qui studio pacis ducti, tranquillitatis nempe ordinis, in coetus factionesque coalescunt, quae ab ordine nominant. Proh tamen spes curasque inanes! Partes ordinis, quae pacem afferre turbatis rebus reapse queant, unae sunt: partes faventium Deo. Has igitur promovere necesse est, ad easque quo licebit plures adducere, si securitatis amore incitamur.
    Quae cum ita sint, quae vobis quantaque, Venerabiles Fratres, ponenda cura est in clero ad sanctitatem omnem formando! huic, quaecumque obveniant, negotia cedere necesse est. Quamobrem pars potior diligentiarum vestrarum sit de seminariis sacris rite ordinandis moderandisque, ut pariter integritate doctrinae et morum sanctitate floreant. Seminarium cordis quisque vestri delicies habetote, nihil plane ad eius utilitatem omitientes, quod est a Tridentina Synodo providentissime constitutum. – Quum vero ad hoc ventum erit ut candidati sacris initiari debeant, ne quaeso excidat animo quod Paulus Timotheo perscripsit: Nemini cito manus imposueris.
    Quae omnia ut rite eveniant et cuncta vobis pro desiderio fortunentur, divinarum gratiarum subsidia uberrime exoramus. Testem vero suavissimae caritatis, qua vos et universos fideles, quos Dei providentia Nobis commendatos voluit, complectimur, vobis, Venerabiles Fratres, clero populoque vestro apostolicam benedictionem amantissime in Domino impertimus.
    In id namque illam condidit Christus, quaesitam sui sanguinis pretio ; eique doctrinam suam ac suarum praecepta legum commendavit, amplissima simul impertiens divinae gratiae munera ad sanctitatem ac salutem hominum. Videtis igitur, Venerabiles Fratres, quale demum Nobis vobisque pariter officium sit demandatum; ut consociationem hominum, a Christi sapientia aberrantem, ad Ecclesiae disciplinam revocemus; Ecclesia vero Christo subdet, Christus autem Deo. Quod si, Deo ipso favente, perficiemus, iniquitatem cessisse aequitati gratulabimur, audiemusque feliciter vocem magnam de coelo dicentem: Nunc facta est salus et virtus et regnum Dei nostri et potestas Christi eius.
    Pater Noster
    Pater noster, qui es in caelis Sanctificétur nomen tuum: Advéniat regnum tuum: Fiat voluntas tua, sicut in caelo, et in terra.Panem nostrum quotidiánum da nobis hódie : Et dimítte nobis débita nostra, sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris.Et ne nos indúcas in tentatiónem.
    R/. Sed líbera nos a malo. Amen

    Pontifícia Universidade Gregoriana.
    Praça della Pilotta 4.
    Roma.
    Rafael Pacchini Junior.


  127. em 17/09/2012 at 21:05 Iones Furtado

    Rafael, latim é um idioma muito bonito.
    Mas eu não sei nada do que está acima escrito. Deve ser algo de um Ser maravilhoso, chamdo JESUS CRISTO. Que veio neste mundo plantar a semente do amor nos jardins humanos.E neste momento eu só vejo separações; bem que Deus diz que a porta é estreita e é estreita mesmo.
    I ai agente vai poder continuar com o nosso curso bíblico no seu blog?
    Sem ofensas!
    Você dirigi afinal o varão aqui é você.
    E homem pensa melhor que mulher com a lógica e nós com a emoção.
    Fico esperando a resposta.
    A paz de Cristo!


  128. Nossa Rafael que coisa profunda, um texto em latim, copiado e colado como de seu costume, de uma Universidade Catolica.

    Comecei a te entender, fontes fidedignas pra você, são exclusivamente as fontes de origem da Igreja catolica né?

    Agora é chegada a hora da salvação, e a força e o reino do nosso Deus e o poder de Jesus Cristo.

    Pai nosso que estas no céu, santificado seja o vosso nome…

    Que coisa bonita, você devia tentar sentir a presença de Deus ao orar o Pai Nosso, seja o catolico e/ou esse traduzido aqui pelo Pilipos do Aramaico que você contestou.

    O seu problema é que você não tem respeito pelas pessoas, o Pilipos no inicio de todo esse empasse, mostrou a tradução do que seria o mais proximo do Aramaico original sem interpretações e/ou misticismos e você simplesmente disse que ele estava ferindo a igreja e propagando a maior Apostasia e como se não bastasse ainda disse para ele procurar fontes fidedignas onde ??? na Santa Igreja.

    Esse é o seu problema, você é limitado demais, você não abre a mente para perceber o que a Biblia diz, você somente aceita o que a Igreja diz, como se isso fosse a verdade absoluta.

    Mas a verdade absoluta é uma só A palavra de Deus, entenda sem indagações e/ou interpretações.

    O que está escrito, está escrito, não é o que eu acho ou você acha, esta lá é só ler.

    Fica com Deus!


  129. cristã !
    NÃO É UM TEXTO COPIADO……
    É DE MINHA FACULDADE E DA MINHA FACULDADE.
    POR QUE AINDA TEIMAS EM NÃO COMPREENDER CERTAS COISAS?
    VOÇÊ DE NOVO, AINDA TENTA ME ATINGIR…..
    TENTA ATINGIR MINHA FÉ, MEUS DOGMAS,MINHA PERCEPÇÃO DA IGREJA!
    PIOR PECADO , NÃO EXISTI DO QUE A TENTAR DESVIAR UM SERVO DE DEUS.PENSE NISTO MINHA CARA!
    VOCÊ DE NOVO COM FRASES EM SENTIDO POÉTICO, MAS…NÃO PROFILAXO !!!
    ME ACUSA COM , ACUSAÇÕES SEM SENTIDO E SEM DENOTAÇÃO.TOTALMENTE DESPROVIDAS DE FUNDO BÍBLICO, DE VERÍDICO TEMPORAL, DE EXEGESE SOCIAL E CONTEXTUAL.
    NÃO HÁ EM SUAS ACUSAÇÕES, QUALQUER INDÍCIO DE BASES CRISTÃS, OU BÍBLICAS……
    NÃO CONSIGO LEVAR ADIANTE ESSE ESTUDO, POR QUE TU MESMO SE DESVIAS DA CONDUTA E DO CONTEXTO BÍBLICO!
    NÃO COMPREENDES, OU NÃO QUER COMPREENDER CERTAS VERDADES HISTÓRICAS SOBRE A IGREJA E SOBRE A BÍBLIA.
    TEIMAS EM SUA PRÓPRIA TEIMOSIA, AO PONTO DE SE TORNAR CARICATURA DE MENINA MELINDROSA.
    MAS, DE CERTO MODO….TE COMPREENDO,TENTO ME POR NO SEU LUGAR!
    POR ISSO, NÃO TE JULGO E NEM TE CONDENO!
    MAS, NÃO POSSO CONCORDAR COM O ERRO.
    AMO POR OPÇÃO Á CRISTO E DE VIDA MONÁSTICA, AMOR INCONDICIONAL Á TODAS AS CRIATURAS…..
    AMOR É DIFERENTE DE ABRASAR OS ERROS.AMAR É CORRIGIR! É AJUDAR A TRAZER A OVELHA DESVIADA!
    QUERO TE LEVAR A CRISTO, MAS A UM CRISTO TOTAL…..NÃO AQUELE PELA METADE OU FALTANDO ALGUNS PEDAÇOS…OU SOMENTE AQUELE QUE VOCÊ ESCOLHEU NÃO ACEITAR!
    QUERO FALAR E DEBATER SOBRE O QUE ACREDITO E POR QUÊ ACREDITO.
    NÃO QUERO DEBATER SE A SUA ESTÁ CERTA !
    É UM DEBATE DESGASTANTE E PROLONGADO E ISENTO DE SANTIDADE.CERTAMENTE NUM DEBATE ASSIM PERDERÍAMOS A CRISTANDADE NO DECORRER DO PERCURSO.

    PERGUNTE SOBRE MINHA IGREJA, PERGUNTE POR QUE ELE TOMOU CERTAS ATITUDES, PERGUNTE POR QUE FAZEMOS IMAGENS, POR QUE ADORAMOS SANTOS, POR QUE CREMOS EM MARIA, ,PERGUNTE…PERGUNTE !
    E TE RESPONDEREI COM A BÍBLIA ! POR QUE MAIS UMA VEZ REPITO Á VOCÊ ESSA AFIRMAÇÃO:
    A BÍBLIA FOI FEITA PARA CATÓLICOS E POR CATÓLICOS.
    ISSO, VOCÊ NÃO PODE NEGAR!
    SÃO FATOS CONSUMADOS, QUE TODAS AS OUTRAS DENOMINAÇÕES SABEM DISSO.
    ESSA AFIRMAÇÃO NÃO É TEORIA MINHA.SÃO EXEGESES CONFIRMADAS E RECONFIRMADAS POR MAIS DE 2 MIL ANOS.TANTOS POR PROTESTANTES, COMO POR BUDISTAS,OU QUALQUER OUTRA DENOMINAÇÃO RELIGIOSA.
    A BÍBLIA SÓ EXISTE POR QUE FOI COPILADA E JUNTADA PELOS CATÓLICOS.
    SERÁ MESMO, QUE VOCÊ ACREDITA QUE A IGREJA COM TODOS OS SEU DOGMAS, IRIA JUNTAR A COLEÇÃO DE LIVROS SAGRADOS EM CONTRADIÇÃO COM ALGUM DOGMA QUE ELA MESMO PREGA ?
    SERÁ QUE ELA ESCREVERIA UMA COISA E FAZERIA OUTRA TOTALMENTE DIVERSA DO QUE ESCREVEU?
    E SE FEZ, COMO SOBREVIVEU POR MAIS DE 2 MIL ANOS?
    NÃO MINHA IRMÃ CRISTÃ,
    REPITO ! DENTRO DO FUNDAMENTO BÍBLICO QUE TANTO A FAZ PESQUISAR AS ESCRITURAS –
    QUALQUER DIVERGÊNCIA, OU CONTRADIÇÃO COM OS DOGMAS DA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA.
    SE VOCÊ, CONSEGUIR PROVAR ALGUMA CONTRADIÇÃO ENTRE OS ESCRITOS DA BIBLIA QUE FORAM ESCRITOS POR CATÓLICOS E PARA CATÓLICOS EM CONTRADIÇÃO COM OS DGMAS QUE ELA PREGA……
    VOCÊ DESTRÓI A IGREJA CATÓLICA,ANIQUILA…SERIA A DESCOBERTA DO SÉCULO….NÃO …A DESCOBERTA MAIOR DE TODA A ETERNIDADE!
    MAS VEJA !
    MUITOS TENTARAM, POR LONGOS DOIS MIL ANOS……..
    APEDREJARAM, PERSEGUIRAM,CUSPIRAM,ACUSARAM,ULTRAJARAM,LEVANTARAM TESTEMUNHOS FALSOS,…….MAS, NINGUÉM CONSEGUIU !
    SIGA SUA VONTADE, SE ESSA FOR A SUA INTENÇÃO!
    EU ESTOU ENVEREDADO EM OUTROS CAMINHOS……
    BUSCO ALMAS PARA CRISTO…….
    MAS ……SEM A IGREJA….VOCÊ NÃO ALCANÇA CRISTO !
    ISTO É FATO !
    POR HORA BASTA.
    NÃO PRETENDO PARTICIPAR DESSE DEBATE!
    ESCREVI, POIS SENTI EM MEU CORAÇÃO QUE PRECISAVA.
    MAS, POR MINHA VONTADE,NÃO ESTARIA AQUI ESCREVENDO DE NOVO.
    NÃO ME SINTO MAIOR E NEM MELHOR QUE NINGUÉM !
    POIS A CRUZ DE CRISTO É LOUCURA PARA OS INTELECTUAIS.
    SOU APENAS UM SERVO DE DEUS!
    O ULTIMO DA FILA EM GRANDEZA OU DOS MAIS SANTOS.
    SOU APENAS UM HOMEM, UMA CRIATURA EM BUSCA DE SEU CRIADOR !

    CREATORE !
    RAFAEL


  130. Rafael,

    Só o fato de você deixar sua resposta aqui de uma maneira muito mais amena do que no inicio desse debate, ja me sinto bastante satisfeita, significa que alguém tocou ai dentro.

    Quanto a te acusar, nunca fiz isso, pelo contrário, quem sempre ofendeu e acusou as pessoas disso ou aquilo aqui nesse blog foi você.

    Por várias vezes você perdeu a compostura.

    Nunca quis, nem quero falar da sua Igreja, nunca foi importante pra mim qual Denominação você segue, como disse não me apego a placas de igreja.

    Desde o inicio, minha proposta foi e é Estudar a Biblia, na sua essencia, mas sem indagações e/ou interpretações.

    Pra mim devemos Ler, Aceitar e Praticar o que está na Biblia e não interpretar, indagar, criar situações… Não concordo com isso.

    Infelizmente sempre que alguem diz algo diferente do que você quer ouvir, você se irrita e ofende, isso sim critico, pra mim agir assim nao corresponde a conduta de alguém que se diz cristão.

    Perceba o que você escreveu…

    NÃO COMPREENDES, OU NÃO QUER COMPREENDER CERTAS VERDADES HISTÓRICAS SOBRE A IGREJA E SOBRE A BÍBLIA.
    TEIMAS EM SUA PRÓPRIA TEIMOSIA, AO PONTO DE SE TORNAR CARICATURA DE MENINA MELINDROSA.
    MAS, DE CERTO MODO….TE COMPREENDO,TENTO ME POR NO SEU LUGAR!
    POR ISSO, NÃO TE JULGO E NEM TE CONDENO!
    MAS, NÃO POSSO CONCORDAR COM O ERRO.

    Você escreveu esse texto pra mim? Tem certeza? Sou eu quem contesta a Biblia? Sou quem crio situações diferentes do que lá está escrito? Sou eu que sou teimosa e por conta disso ofendo as pessoas?

    POR ISSO, NÃO TE JULGO E NEM TE CONDENO!
    Olha só o tamanho da sua arrogancia, quem é você para julgar e/ou condenar alguem Rafael?

    A BÍBLIA SÓ EXISTE POR QUE FOI COPILADA E JUNTADA PELOS CATÓLICOS.
    SERÁ MESMO, QUE VOCÊ ACREDITA QUE A IGREJA COM TODOS OS SEU DOGMAS, IRIA JUNTAR A COLEÇÃO DE LIVROS SAGRADOS EM CONTRADIÇÃO COM ALGUM DOGMA QUE ELA MESMO PREGA ?
    Você quer mesmo que te responda isso? Acho que não, você deve ter a resposta.

    EU ESTOU ENVEREDADO EM OUTROS CAMINHOS……
    BUSCO ALMAS PARA CRISTO…….
    MAS ……SEM A IGREJA….VOCÊ NÃO ALCANÇA CRISTO !
    ISTO É FATO !
    POR HORA BASTA.

    Olha o que você escreveu … Busco almas para Cristo… Você acredita que fazendo o que fez aqui você está levando almas para Cristo?

    MAS ……SEM A IGREJA….VOCÊ NÃO ALCANÇA CRISTO !

    Qual você acredita ser a função da Igreja para humanidade?

    Imagina uma pessoa no meio do nada, sem acesso a nada eletronico, como internet, tv, …, sem acesso a vida urbana, a igrejas, templos, …, você acha que essa pessoa não tem como alcançar a Cristo?

    Concordo sim que a Igreja é fundamental, mas a função dela é uma só, fortalecer a sua Fé e a dos irmãos, ela não tem outra função.
    Fortalecer a fé porque partimos do principio que lá se ouve, se prega e vivencia a Palavra de Deus, uns com os outros e porque lá Reverenciamos e louvamos a Deus, pelo menos em tese deveria ser assim.

    Nunca quis falar da Igreja que você segue, mas quanto a continuar ou não estudando, essa decisão cabe apenas a você. Gostaria que continuasse porque você tem uma visão católica das coisas e seria interessante a sua visão, mas a decisão é somente sua.

    TEIMAS EM SUA PRÓPRIA TEIMOSIA, AO PONTO DE SE TORNAR CARICATURA DE MENINA MELINDROSA.

    Menina Melindrosa – Gostei disso também, rs…

    Abraços,


  131. é isso aí !


  132. Olha isso!

    QUERO TE LEVAR A CRISTO, MAS A UM CRISTO TOTAL…..NÃO AQUELE PELA METADE OU FALTANDO ALGUNS PEDAÇOS…OU SOMENTE AQUELE QUE VOCÊ ESCOLHEU NÃO ACEITAR!
    QUERO FALAR E DEBATER SOBRE O QUE ACREDITO E POR QUÊ ACREDITO.

    SOU APENAS UM HOMEM, UMA CRIATURA EM BUSCA DE SEU CRIADOR !

    E mesmo assim decidiu não estudar mais … certo???

    Me parece contraditorio.


  133. Boa noite, pessoal! Estive um bom tempo fora, porque a minha filha nasceu e tirei 30 dias de férias para ajudar a minha esposa (entre fraldas e sonambulismo, não tive tempo para abrir o email). Mas estou de volta! Dei uma lida nas mensagens anteriores e… puxa! Quanta briga! Mas faz parte, quando o assunto é tão importante isso acontece mesmo. E nada é mais importante do que espalhar a mensagem de Jesus Cristo. O que infelizmente é muitas vezes confundido com espalhar os conceitos desta ou daquela igreja. Parabéns a Cristã e Iones pela paciência de Jó, por não desistir do nosso amigo Rafael (como fizeram outros), essa seria a saída fácil. Muito mais difícil é insistir em ajudá-lo a perceber que de nada vale todo o nosso esforço em ser Cristão se nos desviarmos do principal: amar ao próximo, aceitá-lo, ajudá-lo. E isso inclui educação, paciência, harmonia, etc. Desculpem a redundância, mas: vamos combater o que DEVE ser combatido e nos unir sob Cristo! Acredito que este diálogo ainda pode render bons frutos, se conseguirmos nos desviar dos ataques pessoais. Paz de Cristo a todos, especialmente para ti Rafael, que Deus te ilumine o coração!


  134. Olha Erick.

    Parabéns pela filhinha, que gostoso um bebezinho, realmente da muito trabalho, mas o resultado compensa.

    Espero continuar sim, se puder poste a sua opinião a respeito de Genesis 1 à 10, que foi o inicio do nosso estudo, quanto mais pessoas participarem melhor.

    Abs,


  135. em 19/09/2012 at 15:54 Iones Furtado

    Ao jovem Erick que Jesus Cristo possa dar saúde, espiritualidade verdadeira a que une e muita da felicidades para esta nova vinda que está entre nós.
    Dá um beijinho no seu bebê.
    Felcidades.
    E, ai Cristã ele deixou a gente ficar?


  136. O dono do Blog é o Pilipos, não o Rafael.


  137. em 19/09/2012 at 20:18 Iones Furtado

    Ei pessoal eu estou morando num lugar mais lindo do Brasil acima de Penedo é uma reserva florestal eu e o meu irmão . Eu tenho pavor de baratas qualquer mulher tem aqui as baratas são diferentes das baratas das cidades são maiores e bem cabeçudas.
    Hoje, milagre o computador está pegando dentro do meu chalé. Caso contrário eu tenho que ir para perto do rastreador e sentar numa pedra o problema é que lá fora a noite tem cobras, e insetos horrorosos.
    Verdade aqui é mata a gente fica desligado de tudo.
    Ao amanhecer um colerinho canta perto do meu chalé e o meu chalé é de madeira, meu Deus como faz calor.
    A noite o céu é lindo cheio de estralas, porque aqui é perto do pico das agulhas negras do estado do rio de ajneiro e é muito alto…ver ai na net CHALÉS FLORENCE.
    Lugar lindo meu irmão paga caro, mas vale a pena pela beleza do lugar.
    O Rafael é um bom garoto em parte entendo o mundo dele.
    Só queria que ele respondesse se eu e a Cristã, podemos continuar com nosso estudo bílico…eu gostei do Rafael com toda petulância de sua personalidade é que sinto que o que há
    nele vai me ajudar eu não entendo muito de bíblia só que o meu irmão me passa.
    Podemos ou não continuar a final o blog é seu e de outros e eu Iones não gosto de força a barra, detsto ditadura.
    Face o exposto responda Rafael.


  138. em 19/09/2012 at 20:32 Iones Furtado

    UM MINUTO DE SILÊNCIO EU A VI PELA PRIMEIRA VEZ EM 1989 NA FACULDADE DE DIREITO E DESCOBRIMOS QUE ELE ERA INOCENTE :

    Cópia fiel da peça do processo de Jesus Cristo realizada por Pilatos, que se encontra no Museu da Espanha.

    “No ano dezenove de TIBÉRIO CÉSAR, Imperador Romano de todo mundo. Monarca invencível na olimpíada cento e vinte … sob o regimento e governador da cidade de Jerusalém, Presidente Gratíssimo, PÔNCIO PILATOS. Regente na baixa Galiléia, HERODES ANTIPAS. Pontífice sumo sacerdote, CAIFÁS, magnos do Templo, ALIS ALMAEL, ROBAS ACASEL, FRANCHINO CENTAURO. Cônsules romanos da cidade de Jerusalém, QUINTO CORNÉLIO SUBLIME E SIXTO RUSTO, no mês de março e dia XXV do ano presente – EU, PÔNCIO PILATOS, aqui presidente do Império Romano, dentro do palácio e arqui-residente julgo, condeno e sentencio à morte, Jesus, chamado pela plebe – CRISTO NAZARENO – e Galileu de nação, homem sedicioso, contra a Lei Mosaica – contrário ao grande Imperador TIBÉRIO CÉSAR. Determino e ordeno por esta, que se lhe dê morte na cruz, sendo pregado com cravos como todos os réus, porque congregando e ajuntando homens, ricos e pobres, não tem cessado de promover tumultos por toda a Galiléia, dizendo-se filho de DEUS E REI DE ISRAEL, ameaçando com a ruína de Jerusalém e do Sacro Templo, negando os tributos a César, tendo ainda o atrevimento de entrar com ramos e em triunfo, com grande parte da plebe, dentro da cidade de Jerusalém. Que seja ligado e açoitado, e que seja vestido de púrpura e coroado de alguns espinhos, com a própria cruz nos ombros, para que sirva de exemplo a todos os malfeitores, e que, juntamente com ele, sejam conduzidos dois ladrões homícidas; saindo logo pela porta sagrada, hoje ANTONIANA, e que se conduza JESUS ao Monte da Justiça chamado de CALVÁRIO, onde, crucificado e morto, ficará seu corpo na cruz, como espetáculo para todos os malfeitores e que sobre a cruz se ponha, em diversas línguas, este títuto: JESUS NAZARENUS, REX JUDEORUN. Mando, também, que nenhuma pessoa de qualquer estado ou condição se atreva, temerariamente, a impedir a justiça por mim mandada, administrada e executada com todo rigor, segundo os Decretos e Leis Romanas, sob pena de rebelião contra o Imperador Romano. Testemunhas da nossa sentença: Pelas doze tribos de Israel: RABAIM DANIEL, RABAIM JOAQUIM BANICAR, BANBASU, LARÉ PETUCULANI. Pelos feriseus: BULLIENIEL, SIMEÃO, RANOL, BABBINE, MANDOANI, BANCUR FOSSI Pelo Império Romano: LUCIO EXTILO E AMACIO CHILCIO

    E ELE ERA INOCENTE E MATARAM ELE.
    ” PARA CRIAR UM INIMIGO NÃO É NECESSÁRIO DECLARAR GUERRA BASTA DIZER O QUE PENSA…FOI O QUE OCORREU COM JESUS CRISTO!


  139. CREIO QUE O ESTUDO DEVE CONTINUAR.
    O BLOG NÃO É MEU.
    E MESMO SE FOSSE MEU NUNCA IRIA BOICOTAR UM ESTUDO DE BÍBLIA.
    É UM NOVO TEMPO…E .REQUER NOVOS COMENTÁRIOS E NOVAS PESSOAS QUE AGREGUEM FORTALECIMENTO,FÉ,ESPERANÇA E COMUNHÃO DE PENSAMENTOS E PONTOS DE VISTA.
    MESMO SEM PARTICIPAR,
    E NO MOMENTO MUITO LONGE DO COMPUTADOR….VOU TENTAR ACOMPANHAR.
    PARA MIM, O TEMPO “AGORA” É DE SILÊNCIO…. ESTUDO…….. E MEDITAÇÃO!
    ASSIM, PODEREI OBSERVAR A EVOLUÇÃO DE CADA UM DOS PARTICIPANTES.
    LONGE DE MIM, PENSAR QUE EU SEJA MAIS EVOLUÍDO QUE ALGUÉM AQUI NO BLOG.(OU EM OUTRO QUALQUER LUGAR)!
    MAS, OBSERVAR A EVOLUÇÃO É COMO “SE RECONHECER”….DESCOBRIR QUE TEMOS TODOS OS MESMOS ANSEIOS,MEDOS,DIFICULDADES, E QUE A ALEGRIA É A MESMA EM EXTENSÃO E SABOR Á TODOS COMUMENTE!
    NO FINAL…..BEM NO FINAL…..ME APRESENTAREI Á VOCÊS.(CASO QUEIRAM).ALGUNS SE ASSUSTARAM…OUTROS DUVIDARAM.
    MAS, ENFIM…
    MUITO OBRIGADO POR DIVIDIREM COMIGO, MOMENTOS INESQUECÍVEIS.

    ACREDITO QUE A IONES ESTÁ AQUI:

    http://www.chalesflorence.serrinhadoalambari.com.br/

    APROVEITE IONES…
    ME DISSERAM QUE O LUGAR É …..MÁGICO……PRA NÃO FALAR – PROPÍCIO A UM GRANDE E DEFINITIVO ENCONTRO.


  140. Fico muito feliz de fazer parte de um estudo bíblico. Já havia começado em duas outras ocasiões, mas por razões diversas os grupos se dispersaram e sozinho a minha brasa acabou se apagando. Vamos tentar manter nossas brasas acesas!

    Como fonte de leitura acho interessante bíblias com notas de tradução (há dezenas na internet), como http://www.bibliacomentada.com/Biblia.aspx?IDLivro=1&Versao=1&Livro=GN&Nome=G%C3%AAnesis#axzz271XnbogG, onde são comentadas estritamente questões linguísticas, sem interpretações, não sei o que vocês acham a respeito.

    Agora vamos ao que que a Cristã me indicou, comentar Gênesis de 1 a 10:
    1 – No princípio criou Deus os céus e a terra.
    2 – E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
    3 – E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
    4 – E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.
    5 – E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro.
    6 – E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas.
    7 – E fez Deus a expansão, e fez separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão; e assim foi.
    8 – E chamou Deus à expansão Céus, e foi a tarde e a manhã, o dia segundo.
    9 – E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi.
    10 – E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom.

    Bom, este texto basicamente trata da criação do universo. Acho que o principal que podemos extrair dele é a exclusão do Panteísmo, ou seja, a separação entre criador e criação.

    Prefiro não me arriscar com conclusões adicionais, pois seriam interpretações minhas. Eu tenho algumas (o “dia” não era de 24h, mas sim um período de milhões de anos; o planeta primeiro era um aglomerado disforme de matéria depois surgiu a água e terra seca, igual ao que diz a astronomia; entre outras), mas não acho que tenham comprovação suficiente para fazerem parte deste nosso estudo.

    Abraços a todos!


  141. Bem Erick, era do capitulo 1 ao 10 e não capitulo 1 versiculo 10, rs…, mas tudo bem, foi ótimo mesmo assim.
    Quando propus que estudassemos a Biblia, propus que o fizessemos sem interpretações e/ou indagações, questionamentos;Queria fazer uma visão literal da Biblia, por que? Porque qualquer visão fora disso entrariamos no campo da Teologia, dai ficariamos discutindo cada um com o seu conceito teologico, isto é, com sua base cristã.

    O catolico defenderia essa Teologia, o Pentecostal a sua, … e assim respectivamente.

    A ideia é iniciarmos sem base teologica alguma e se entrarmos num concenso montamos uma base então.

    Muitos estudiosos acreditam ser impossivel analisarmos a Biblia Literalmente, simplesmente porque a ordem dos fatos não parece muito racional, mas penso que na origem da criação tudo era perfeito, o ser humano era perfeito, não existia pecado, logo não podemos comparar a cronologia da Biblia com os dias de hoje. Hoje para um ser humano crescer, precisa de 9 meses na barriga da mae e 18 anos para se tornar adulto, mas hoje somos imperfeitos, o ser humano era na sua origem a imagem e semelhança de Deus, logo, perfeito e imortal, quando Adão pecou passamos a ser imperfeitos e mortais.

    Hoje quando uma criança nasce, a partir do momento que ela começa a respirar, quando ela da aquele sopro que doi tanto que ela chora, desse momento em diante ela começa a morrer. Alguns estudiosos dizem que o que faz o ser humano morrer é o fato dele respirar, se não precisassemos de Oxigenio não morreriamos.

    Não faz sentido tentarmos entrar em uma analise não literal da Biblia num espaço aberto como a internet, simplesmente porque Interpretar a Biblia é um processo que deve ser guiado pelo Espirito Santo, pois ele é o único interprete de confiança e para termos a orientação do Espirito Santo, precisariamos de muita oração, reverência, meditação e concentração.

    Acho que podemos tentar estudar literalmente a Biblia sem nos referirmos a religião alguma, contando apenas o que aprendemos de capitulo por capitulo.

    Entendo a Biblia como um livro que foi escrito por homens inspirados por Deus de várias maneiras, com visões, sonhos, vivencia e ordens dada diretamente por Deus, mas eram homens que contaram o que estavam vendo, sonhando … por isso a escrita é tão poética.

    Você acha que podemos tentar?


  142. Sim, claro, sou a favor de qualquer tentativa que leve a uma leitura consistente da bíblia. Sozinho eu não consigo, mas este nosso compromisso ajudará bastante.

    Quanto aos versículos em vez de capítulos… ops, falha minha. Talvez não consiga estudar dez capítulos de uma vez, mas vou me esforçar para estudar o maior número possível e no MÍNIMO um por dia. Acho melhor garantir qualidade do que quantidade.

    Uma última observação antes do estudo: o link que passei anteriormente na verdade é uma tradução mal feita de um texto em inglês, e não tem só considerações linguísticas. Mas tudo bem, é o que tem pra hoje. Acho que não vou encontrar nenhum texto com comentários puramente linguísticos, mas vou ver se encontro pelo menos um que seja bem escrito (sem tantos erros de português).

    Bom, vamos ao que aprendi com Gênesis capítulo 1:

    – Deus criou o mundo, e os seres vivos, para que o ser humano pudesse viver.

    – O ser humano é a criação mais importante de Deus, e foi feito à sua imagem e semelhança. O que exatamente “imagem e semelhança” significa gera inúmeras interpretações que podem ou não ser aceitas, mas acho que um ponto de consenso é o que diferencia o homem dos demais animais, que segue abaixo:
    a) O homem não tem apenas o instinto para guiá-lo, tem também conceito de certo e errado, moral, razão, etc.
    b) O homem tem não apenas necessidades materiais (fome, sede, carinho, etc), mas também necessidades que podemos chamar de espirituais: saber de onde viemos e para onde iremos, se está fazendo o que é certo, aprimorando-se, ajudando os seus semelhantes, etc. Muitos ignoram estas necessidades, mas elas existem.


  143. Procurei uma fonte melhor do que a anterior e, após a leitura de alguns textos, dos quais destaco o localizado em http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/UmaBibliaMuitasVersoes-AMIMiralles.htm, decidi por utilizar como fonte de consulta uma bíblia sem comentários. Pois estes são utilizados principalmente para propagar esta ou aquela doutrina/interpretação, então o melhor mesmo é trabalhar apenas com o texto mais próximo possível do original. Vou utilizar o site http://www.bibliaonline.com.br, que tem várias bíblias, e delas vou utilizar principalmente a ACF.


  144. em 21/09/2012 at 22:02 Iones Furtado

    Muito bom jovens gostei. Penso que igreja somos nós ….Igrejas ambulantes…é estudar as Escrituras Sagradas e praticar.
    Jesus Cristo disse aonde estiver dois três eu estarei.
    Sabe jovens quando eu era católica eu distribuia todo mês dês livrinhos é ótimo : Chama-se FÉ E VIDA da Editora Santuário – Vende em aparecida do norte é muito bom eu só dava para católicos . hoje nas igreja protestantes eu compro todo mê 1000 planfetos e distribuo eu mandei fazer um carimbom com nome da Igreja endereço dias das reuniões e escrevi assim venha traga alguém que você ama….e é impressionante como eu ganho vidas para deus.
    Pastor para mim é Jesus Cristo eu cheguei a conclusão eu não fixo-me em fulado pois se o dirigente cair a gente cai também.
    Eu gostaria de dizer a todos vocês que lute por este Deus lindo e o filho dele.
    Agradeça por estar aqui. Eu tenho muito a agradecer ele pela minha vida, pela vida do meu irmão.
    Por eu vi com estes olhos o que é Lúcifer eu não ouvi eu ouvi…existem sim um mundo invisível…..tremi até os ossos devido a isto eu estou doente. Vocês não imaginam o que forças nefastas.
    Hoje eu entendo porque o mundo é tão violento são estes seres decaídos que habitam nos corações humanos e fazem o ser humano ficar tão violentos.
    Hoje eu dou valor a Deus e muito obrigada senhor por me salvar.
    Um abraço a todos.
    A pazde Jesus Cristo, o amor de Maria e a plenitude de Deus pai estejam nos lares de todos.


  145. ainda continua a misturar doutrinas,instituíçoes.
    ou uma coisa ou outra iones.
    “QUEM ACREDITA EM TUDO,NA VERDADE NÃO ACREDITA EM NADA”
    “E QUEM NÃO ACREDITA EM NADA, NA VERDADE ACREDITA EM TUDO”
    ACREDITE NAS ESCRITURAS, ELAS DIZEM QUE O DIABO É MANHOSO….ELE NÃO APARECE COM CHIFRES E TUDO MAIS.
    ASSIM ELE SERIA DESCOBERTO….ELE SE TRANSVESTE EM ANJO DE LUZ”
    ESSE ANJO DE LUZ PODE SE COMPREENDER – PASTOR,PADRE,IRMÃO,IRMÃ,PREGADOR,CURADOR,MILAGREIRO, ETC…
    E ATÉ ESSE MESMO ESSE QUE AGORA CONTIGO FALA .
    EU !


  146. Iones,

    Sua estoria é bem impactante, mas não desanima nunca, o Deus que nos guia é o Deus do impossivel, entregue sua a vida a ele e ele conduzirá de uma maneira que te fará esquecer tudo que de ruim aconteceu e acalmará o seu coração.

    ” Você que se sente pequeno, dirija seus olhos a Deus, não deixe que sombras o envolvam, entregue sua vida a Deus.
    Deus sabe o que vai dentro dálma
    Deus ouve a oração suplicante
    Deus vê sua angustia e acalma
    Deus faz de você um gigante”

    Deus sempre está do nosso lado e sempre vai nos amparar.

    Às vezes paro pra pensar
    Se na vida há sentido
    Preciso achar uma razão para viver
    Eu passo a noite pensando:
    O amanhã é incerto
    Será que meu pobre ser
    Vai sobreviver?
    Mas em meio à angustia
    Sinto alguém tocar meu ombro
    E te vejo ao meu lado a dizer:

    Eu vou te amparar
    E se for difícil caminhar
    Da-me a mão, estou aqui,
    E com fé e oração
    De manhã, juntos vamos
    ter força lá do céu
    Pra continuar, eu estou aqui …

    Às vezes quando a estrada
    Parece difícil
    E nós não vemos bem ao certo
    Onde vai dar
    É hora de nos abraçar,
    Nos unir uns aos outros
    Pedir a Deus o poder pra continuar

    Nessas horas de angustia
    Eu contigo vou estar
    E orando ao seu lado vou dizer:

    Eu vou te amparar
    E se for difícil caminhar
    Da-me a mão, estou aqui,
    E com fé e oração,
    De manhã,
    Juntos vamos ter força lá do céu
    Pra continuar, eu estou aqui
    Vou te amparar …

    Irmãos, te erguereis
    e o temor, passará
    Da-me a mão, vamos orar
    e assim descansar, num lugar onde Deus dará
    forças pra lutar,
    Quando eu cair
    Tu me erguerás!

    Deus vai estar sempre do nosso lado.

    Que Deus abençoe a todos!


  147. O que é isso Rafael, não fala isso nem de brincadeira!

    Enlouqueceu de vez.

    De a ela a mensagem que ela precisa, uma mensagem de esperança.

    Ainda existe esperança, Deus é a esperança!


  148. Um presente para vocês

    Feliz Sabado


  149. O QUE NA VERDADE EU QUIZ DIZER, QUE HOJE MAIS DO QUE NUNCA ESTAMOS EM GUERRA.MAS, EM GUERRA COM O DIABO.
    O DIABO É TRAIÇOEIRO, É O PAI DA MENTIRA.
    VEJA POR EXEMPLO DENTRO DE MINHA DOUTRINA (A CATÓLICA APOSTOLICA ROMANA).
    EXISTEM PADRES QUE AGEM COMO SE FOSSEM PAGÃOS!
    BISPOS QUE APOIAM A TEORIA DA LIBERTAÇÃO, CASAMENTO ENTRE O MESMO SEXO, ETC….
    SE CHAMA NO LINGUAJAR APOSTOLICO A ALA PROGRESSISTA.
    NÓS , DE UMA OUTRA ALA, SE ASSIM PODE -SE DIZER ( ALA)PARA FICAR MAIS FÁCIL A COMPREENSÃO PARA OS LEIGOS.- SOMOS CONSERVADORES!
    CONSERVADORES NO ENTENDIMENTO MAIS PRÓXIMOS DOS PRIMEIROS CRISTÃOS – COM A MENSAGEM PURA DA RELIGÃO VERDADEIRA – AMOR!
    ISSO NÃO QUER DIZER QUE SOMOS CONTRA O PAPA, CONTRA A INSTITUÍÇÃO….MESMO POR QUE, O PAPA SEMPRE ENFRENTA CONFLITOS INTERNOS SOBRE ESSA SEGMENTAÇÃO.
    O PAPA HOJE , BENTO 16 …É UM ANCIÃO DE 85 ANOS.QUE CARREGA UM PESO DE RESPONSABILIDADE TREMENDA.AFINAL, SÃO MAIS DE 2 BILHÕES DE CRISTÃO CATÓLICOS PELO MUNDO.E SUAS ENCÍCLICAS TEM QUE SER REDIGIDAS DE MODO QUE NÃO VENHA A SER OCASIÃO DE DUPLO SENTIDO DE INTERPRETAÇÃO.
    O PAPA JOÃO PAULO II, FOI UM PAPA CARISMÁTICO, O PAPA DAS MULTIDÕES.
    MAS, ATRÁS DO PAPA JOAO PAULO II, ESTAVA A DOUTRINA DE CATEQUESE FORMULADA PELO TEOLOGO QUE HOJE É O PAPA 16.
    CATEQUESE É O LIVRO FORMULADO QUE TODOS OS CRISTÃO DEVEM SEGUIR.MESMO QUE NÃO SEJA DA IGREJA CATÓLICA.
    POR QUÊ ?
    POR QUE É O MAIS PRÓXIMO DO CRISTIANISMO PURO.CRISTIANISMO DA BÍBLIA, CRISTIANISMO DOS PRIMEIROS CRISTÃOS.
    QUANDO EU FALO, CRISTIANISMO…É LITERALMENTE CRISTIANISMO.!
    ESQUEÇA A DOUTRINA CATÓLICA SOBRE O PAPADO, OU INSTITUÍÇÃO FORMADA POR HOMENS NESSE DECORRER DE MAIS DE DOIS MIL ANOS.
    É CORRENTE CONFIRMADA ENTRE TEOLOGOS, QUE HOJE VEMOS VÁRIAS DOUTRINAS INTITULADAS CRISTÃS, QUE NA VERDADE NÃO TEM NADA OU QUASE NADA DA TEOLOGIA CRISTÃ.
    SER CRISTÃO, É DIFERENTE DE DIZER SOU PROTESTANTE OU SOU CATÓLICO.
    ACONTECE ENTÃO O SEGUINTE: DEIXAREI DE COMENTAR SOBRE OS PROTESTANTES PARA FOCALIZAR NOS CATÓLICOS, QUE NA VERDADE É O MEU MAIOR INTERESSE.
    EXISTE UMA CORRENTE INTERNA (ALA) DENTRO DA IGREJA CATÓLICA, PRECISAMENTE DENTRO DE ROMA NA PROPRIA SANTA SÉ….QUE ESTÁ TOTALMENTE DOENTE.ESSA ALA PROGRESSISTA, TENTA INFILTRAR O PAGANISMO DO MAIS PURO DEMONÍACO SEGMENTO, DENTRO DA PRÓPRIA SÉ.
    É CONHECIMENTO DOS PADRES, QUE ESSA ALA JÁ SE INFILTROU DENTRO DE ROMA.CHEGARAM DENTRO DA SANTA SÉ.
    AGORA ELES ESTÃO SE PROPAGANDO, DEVAGAR….CONQUISTANDO ALIADOS, PENSADORES, PADRES E BISPOS…..
    EU REALMENTE QUERIA PODER FALAR MAIS SOBRE ISSO.MAS NO ENTANTO ACHO QUE NÃO SERIA ÉTICO FALAR AQUI.
    MAS, O QUE É IMPORTANTE, É QUE VOÇÊS SAIBAM…QUE O DEMONIO JÁ SE INTALOU DENTRO DA IGREJA!
    SIM, ISSO MESMO……
    E ISSO NÃO CONVERSA MINHA, NEM TEORIA MINHA!
    É PENSAMENTO VINGENTE DE VÁRIOS SEGMENTOS DENTRO DA IGREJA.
    NÓS CATÓLICOS, ESTAMOS EM GUERRA…MAS NUMA GUERRA SILENCIOSA…CHEIA DE ORAÇÃO E SÚPLICAS A DEUS.
    PRECISAMOS EXTIRPAR O MAL DENTRO DO NOSSO MEIO!
    É UMA GUERRA SIM.POIS, ESSA GUERRA NO NOSSO ENTENDIMENTO É UMA GUERRA CONTRA A HUMANIDADE.
    MAS, A RESPEITO QUE NOSSA AMIGA FALOU SOBRE SEU IRMÃO…E QUE DEU PARA ENTENDER … QUE ELA VIU OU OUVIU O DEMONIO…..SIMPLESMENTE REPASSO DADOS OFICIAIS AGORA!
    DESDE, 1954…NÃO HÁ QUALQUER INFORMAÇÃO SOBRE PESSOAS POSSESSAS! O ÚLTIMO EXORCISMO PRATICADO FOI NESSE ANO. DE LÁ PARA CÁ…HOUVE UM PULO.
    O DIABO, NÃO ENCARNA MAIS EM SER HUMANO.PELO MENOS DAQUELE JEITO QUE A GENTE VÊ PELA TV.COM VOZ GROSSA OU SE RETORCENDO.
    ISSO É TEATRO.PURA FANTASIA DE QUEM SE AUTO SUGESTIONA.
    O DIABO, É MAIS ASTUTO.
    ANTIGAMENTE ISSO FUNCIONAVA,AGORA EM NOSSO TEMPO NÃO!
    ELE INVENTOU OUTROS MODOS.E PODEM TER CERTEZA, MAIS TERRÍVEIS….POIS AS VEZES ESTAMOS SENDO USADO POR ELE E NEM SE DAMOS CONTA!
    POR ISSO, NÃO SE ASSUSTE,
    SAIBA SEPARAR AS MANIFESTAÇÕES.
    MANIFESTAÇÕES REAIS…DAS PURAS FANTASIAS QUE SEM SABER NÓS MESMOS CRIAMOS…CRIAMOS POR UMA CARÊNCIA ESCONDIDA…OU POR UM CORAÇÃO MAGOADO!
    POPULARMENTE….( QUEREMOS ATENÇÃO, E DESLOCAMOS NOSSA CULPA PARA OUTRA COISA FORA DE NÓS.)
    SEI QUE NÃO FAÇO PARTE DO ESTUDO QUE VOÇêS ESTÃO INICIANDO.
    MAS, SE ACEITAREM UM CONSELHO DEIXO-VOS UM DE PRECIOSIDADE INCALCULÁVEL.
    QUANDO FOREM ESTUDAR A BÍBLIA, LEIAM O LIVRO INTEIRO QUE VOÇ\~ES PROPUSEREM LER.
    NÃO LEIAM UM CAPITULO OU UMA SÉRIE DE 3 CAPITULOS E TENTEM DECIFRÁ-LOS.
    HISTORICAMENTE, A BIBLIA É UM CONTEXTO.SE VOCÊS PEGAREM POR EXEMPLO GENESIS E O APOCALIPSE…VERAM QUE ESTÃO ELES INTERLIGADOS.NA VERDADE UM MESMO CONTEXTO.
    É MUITO PERIGOSO E ERRADO EM EXEGESE CONSIDERAR-MOS EM ESTUDAR UM POUCO DISSO E DEPOIS UM POUCO DAQUILO.
    É PRECISO LER O TEXTO INTEIRO, PARA SE TER CONHECIMENTO DO CONTEXTO REAL DESSA LEITURA.
    LEIAM GENESIS INTEIRO! DEPOIS LEIAM OUTRO LIVRO,SÓ QUE INTEIRO.
    NA VERDADE, ESSA LEITURA PEQUENA QUE ESTÁ ACONTECENDO, É O FATOR MAIOR DO POR QUE DE TANTAS DOUTRINAS DIFERENTES QUE HÁ HOJE EM DIA.CADA UM LÊ UM PEDAÇO E INTERPRETA DE UM JEITO DIFERENTE —- FORMANDO ASSIM CORRENTES PENSADORAS DISTORCIDAS DA REALIDADE CRISTÃ.

    PRECISAMOS HOJE MAIS DO QUE NUNCA UNIÃO ENTRE AS RELIGIÕES DENOMINADAS CRISTÃS.
    NÃO ESTOU AQUI CONVIDANDO VCS A SEGUIREM A MINHA DOUTRINA!
    OU PEDINDO QUE VCS ME CONVIDEM PARA A SUA!
    ESTOU APENAS PEDINDO, QUE SE VOLTEM A VERDADEIRA RELIGIÃO QUE É O AMOR.
    QUE VOLTEMOS E NOS INSPIREMOS NOS PRIMEIROS CRISTÃOS.
    QUE ALÍAS É RICO DE EXEMPLOS QUE ERAM CHEIOS DE FALHAS, DE MEDOS E DE PECADOS….MAS DEPOIS SE TRANSFORMARAM NAQUELE POVO DE ISRAEL FORTE….CONFIANTE NA ALIANÇA ETERNA QUE DEUS FEZ.
    POR ISSO NÃO TENHAM MEDO DE ERRAR….DE SE ENGANAR….. OU SE AUTO PUNIR POR SEGUIR UMA DOUTRINA E DEPOIS VER QUE ELA NÃO ERA AQUILO QUE REALMENTE SE DIZ SER A VERDADE.
    JESUS NUNCA PERGUNTOU SOBRE O PASSADO DE NINGUÉM.
    APENAS DIZIA:
    ARREPENDAM E VOLTEM- SE A DEUS !
    EM OUTRA OPORTUNIDADE SE ASSIM ME PERMITIREM IREI FALAR SOBRE OVELHAS.
    OVELHAS NA BIBILIA.
    E POR QUE MUITAS VEZES DEUS NA BIBLIA USA A CONOTAÇÃO FEMININA PARA SE AUTO DEFINIR !
    FIQUEM EM PAZ……NÃO COMO O MUNDO OFEREÇE…..
    MAS COM A PAZ DO ÚNICO NOME DE QUE TUDO QUE HÁ NOS CEUS E TERRA DOBREM OS JOELHOS.
    PARA GLÓRIA DE SEU FILHO !
    JESUS…O NAZOREU !
    QUE DISSE:
    SABEREIS O MUNDO QUE SOIS MEUS !
    QUANDO PRATICAREM O AMOR !!!!!!!


  150. em 22/09/2012 at 19:53 Iones Furtado

    Olha todos dois estão certos e muito obrigada, pois ainda pouco não fiquei com medo, mas orei com determinação.
    Deus me avisa eu sinto.
    O Rafael falou verdade quanto ele se apresentar como anjo de luz ou usar pessoas. Sou mais boba não Rafael, se tiver de enfrentar; enfrentaremos!!! Desta vez eu não vou correr.
    Estou orando todos os dias e vou fazer jejum.
    hoje estou bem pois a minha irmã trouxe os meus remédios.
    Mas semana passada foi uma barra.

    É que ontem eu estava me sentindo muito mal, parecia que eu ia desta para ….melhor.
    Mas medo eu não tenho não, tive sim.
    Mas hoje não tanto é que estou aqui.
    Bom muito obrigada os dois me ajudaram muito.


  151. Rafael, eu ja tinha entendido o que você disse. Achei interessante essa sua mensagem.

    Vou te explicar uma coisa, concordo plenamente com o fato de lermos tudo por inteiro para não dar duplo sentido nas coisas, mas é que para colocarmos aqui o livro inteiro fica complicado e moroso, se é que me entende. A ideia aqui também não é decifrar nada é ler e entender o que leu, e depois contar aqui o que entendeu.

    Agora de tudo que você escreveu, uma coisa me intrigou, você disse que a ALA PROGRESSISTA, tenta infiltrar o paganismo na Igreja.

    O que você entende ser o paganismo? O que é ser pagão pra você?

    Vou deixar bem claro aqui que não concordo com o modernismo na igreja, não sou a favor disso, sou PC também, a minha pergunta é para entender o que você pensa, não tem nada a ver com a minha opinião.


  152. em 23/09/2012 at 19:23 Iones Furtado

    RAFAEL, CRISTÂ, ERICK E OS DEMAIS QUE PASSAM POR ESTE BLOG:
    Jovens eu penso que deveriamos fazer desta oportunidade um estudo de PERGUNTAS, para que todos nós, possamos tirar as nossa dúvidas através do RAFAEL, sendo ele um jovem muito estudioso e pelo fato raro de SER católico.
    Eu pelo meu super instinto acho que ele é um membro de lá…talvez professor universitário ou até um padre ou teólogo pós graduado, mas seja o que ele for é lá de dentro. E também está vendo os erros que estão ocorrendo lá dentro da IGREJA CATÓLICA e isto é muito NOBRE, proque ele colocou o nome completo dele e devido a visto vimos que não é mentira.
    A igreja Católica Apostálica Romana, está hoje em dia atravessando uma das mais terríveis fases que já houve na sua história. Paralelo a isto estamos em um mundo muito louco , terrorismo, seitas é a era das seitas.
    Do lado de fora observo que todas as religiões, falam mal da Igreja Católica, o cinema americano joga todo ano dúvidas sobre os fiés quanto a IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA, livros e mais livros mostram os problemas que há la dentro só defeitos terríveis: Pedofilia, autoritarismo, etc
    E isto tem em todas RELIGIÕES TALVEZ MAIS PIORES QUE OS CATÓLICOS.
    Outro dia aqui na Serrinha um senhor do Rio De Janeiro, veio me mostrar um livro, que só atacava a igreja Católica.
    Então ela está sendo atacada por todos os lados e por todos.
    Meu irmão disse-me hoje que lá dentro tem muitos poucos bons padres e sem dizer que o demônio está furioso e enganam muitos.
    Disse que o alvo são os católicos, porque em se tratando em IGREJA DE PEDRAS o PAPA é o mais conhecido do mundo a tal ponto, que um dos alvos do OSAMA BIM LADER(sei escrever não, o nome dele), era o PAPA e não o presidente da IGREJA BATISTA, da IGREJA METODISTA, da IGREJA PRESBITERIANA, etc…..
    Mandou escrever que NINGUÉM JOGA PEDRA EM ÁRVORE QUE NÃO DÁ FRUTOS, SE JOGAM NOS CATÓLICOS É PORQUE DÃO FRUTOS.
    Outro ponto, que ele está falando aqui. Um Rabino Judeu lá de são paulo foi pego roubando nos ESTADOS UNIDOS, todos nós vimos pela televisão e até na última visita do PAPA ele estava lá pedindo sua benção….legal!
    Meu irmão disse, que observamos ai que ele tem pecados também segundo a imprensa era cleptomaníaco o rabino, não sabemos se era ou se foi uma atitude do coração dele, pois o coração humano tende ir para o mal.
    O fato era que se fosse o PAPA seria algo terrível para toda a humanidade.
    Ai que iriam jogar pedra mesmo.
    Meu irmão está dizendo aqui que a IGREJA CATÓLICA PEDIU PERDÃO POR NÃO SE POSICIONAR NA SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
    PEDIU PERDÃO TAMBÉM PELO PERÍODO DA INQUISIÇÃO.
    E TEM MAIS PERDÃO E ELE NÃO LEMBRA….
    Isto é algo nobre e difícil, pois a maioria das igrejas fazem coisas terríveis e fica por isto mesmo.
    As igrejas de hoje dos nossos irmãos separados vendem JESUS CRISTO é só sintonizar em um canal e vamos, ver um pastor só pedindo dinheiro.
    Fazendo lavagem cerebral como as testemunhas de Jeová: Que induz seus adeptos a votarem em BRANCO, uma coisa é eu entrar na urna e votar BRANCO, porque eu quero outra coisa é eu entrar em uma urna e voltar em branco porque o ancião me fez a cabeça, outro ponto deles talvez vocês não saibam, mas seus jovens não servem exército na época do serviço militar vem uma carta de betel e eles são liberados, sem dizer o fator do sangue e outras coisas.
    Se os filhos deles não servem exército os nossos também deveriam ser liberados.
    Outro fator que vocês não sabem: Vou citar nomes IGREJA UNIVERSAL e IGREJA DO RR SOARES, e outras, para nós que os vemos na televisão parece que os donos são EDIR MACEDO e RR. SOARES , que é até advogado e tem uma gráfica este tem uma procuração dos donos da irgeja..
    Eles não aparecem no contrato social da igreja é por isto que quando tem problemas , principalmente com EDIR MACEDO, ninguém consegue fazer nada.
    Pois ele não existe no contrato social da igreja universal.
    Qualquer um pode fazer um requerimento e solicitar junto a junta comercial cópia do contrato social de qualquer igreja.
    É feito através de um requerimento e eles tem que nos fornecer.
    E verdade podem procurar saber.

    Por outro lado O ESPIRITISMO, AS SOCIEDADES SECRETAS sairam dos nos irmão separados protestantes.

    E os protestantes sairam da IGREJA CATÓLICA.

    A bíblia protestante faltam do LIVRO DE ESTER o capítulo 10, 4 – 16,24 e do livro de DANIEL capítulo 13 – 14 e isto não poderia ser feito pois ninguém pode tirar uma vírgula das Escrituras Sagradas.

    Bom jovens, eu gostaria de fazer perguntas para o jovem Rafael e penso que assim é que vamos aprender.

    Caso contrário fica difícil pois se eu falo algo de Genesis dependendo do capítulo eu tenho que ir a outros livros.
    Porque a bíblia não pode se compreendida em um versículo só é uma história desde o princípio que termina em JESUS CRISTO.
    Então eu gostaria que neste espaço nós fizessemos perguntas ao RAFAEL, eu tenho muitas dúvidas e vou morrer e não vou ter ninguém que me responda.
    Toda seitas tem um chamativo verdadeiro bíblico, depois as pessoas lá viram zumbis.
    São como plantas canívoras quando um ser humano entra a planta fecha e para sair é difícil.

    Face o exposto acima vê se podemos elaborar perguntar.

    Um abraço,


  153. NÃO EXISTE IONES, NO ESTUDO TEOLÓGICO QUALQUER MENÇÃO ÃO SURGIMENTO DO DIA 1° DE ABRIL(DIA DA MENTIRA) AÍ NO BRASIL !
    E VÁRIAS DENOMINAÇÕES POR ESSE MUNDO AFORA, USAM O 1° DE ABRIL!


  154. UMA FONTE PROXIMA DA VERDADE QUE TE DISSE NA POSTAGEM ANTERIOR SERIA ESSE LINK!
    NÃO É TOTALMENTE CORRETO…MAS SE APROXIMA DA VERACIDADE DOS FATOS HISTÓRICOS QUE COMPÕEM A TEOLOGIA.

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Há muitas explicações para o 1 de abril ter se transformado no dia da mentira [carece de fontes], dia das mentiras [1] dia das petas[carece de fontes], dia dos tolos (de abril)[carece de fontes] ou dia dos bobos[carece de fontes] . Uma delas diz que a brincadeira surgiu na França[carece de fontes] . Desde o começo do século XVI, o Ano Novo era festejado no dia 25 de março[carece de fontes] , data que marcava a chegada da primavera[carece de fontes] . As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1 de abril[2].
    Em 1564, depois da adoção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX de França determinou que o ano novo seria comemorado no dia 1 de janeiro. Alguns franceses resistiram à mudança e continuaram a seguir o calendário antigo, pelo qual o ano iniciaria em 1 de abril. Gozadores passaram então a ridicularizá-los, a enviar presentes esquisitos e convites para festas que não existiam. Essas brincadeiras ficaram conhecidas como plaisanteries.
    Em países de língua inglesa o dia da mentira costuma ser conhecido como April Fool’s Day, “Dia dos Tolos (de abril)”; na Itália e na França ele é chamado respectivamente pesce d’aprile e poisson d’avril, literalmente “peixe de abril”.
    No Brasil, o primeiro de abril começou a ser difundido em Minas Gerais, onde circulou A Mentira, um periódico de vida efêmera, lançado em 1º de abril de 1828, com a notícia do falecimento de Dom Pedro, desmentida no dia seguinte. A Mentira saiu pela última vez em 14 de setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_da_mentira


  155. SÓ PARA AFRESCAR NOSSA CONVERSA, ESSE FACEBOOK É DE UM PARENTE PRÓXIMO.PEDI PERMISSÃO Á ELE PARA PODER USÁ-LO.
    NÃO TENHO PERMISSÃO PARA TER O MEU PRÓPRIO.
    ESTOU CONTENTE POR COMUNICAR COM VOCÊ DO LADO DE FORA!


  156. Iones,

    Tem esse site http://www.biblia.com.br, que é ótimo para tirar dúvidas.

    Se você preferir pode me enviar um e-mail que te passarei o contato de alguém que vai realmente tirar todas as suas dúvidas.

    Se quiser é só falar.


  157. em 23/09/2012 at 21:22 Iones Furtado

    Ah, Rafael eu vi na televisão: Um papa falou que o primeiro dia do ano era 01 de Janeiro e os protestantes faram que era 1º de Abril.
    Ai este papa fez um aparelho que encontra-se em roma deve ser de algum cientista da época que era comprovado através do sol alinhamento.
    Ai, ele conseguiu comprovar através deste aparelho que o ano começa em primeiro de Janeiro (calendário gregoriano não sei se é este).
    Verifica para mim, é devido a isto que o dia da mentira é primeiro de abril devido aos protestantes.


  158. em 23/09/2012 at 21:30 Iones Furtado

    Rafael gostaria que você escrevesse sobre este maomé e alá , li que no alcorão eles falam de Jesus como um profeta, se eles falam me diz.
    Eles estão esperando o messias?


  159. o máximo que consegui é isso:
    A brincadeira surgiu na França, no reinado de Carlos IX (1560-1574). Desde o começo do século XVI, o ano- novo era comemorado em 25 de março, com a chegada da primavera. As festas, que incluíam troca de presentes e animados bailes noite adentro, duravam uma semana, terminando em 1º de abril. Em 1562, porém, o papa Gregório XIII (1502-1585) instituiu um novo calendário para todo o mundo cristão – o chamado calendário gregoriano – em que o ano-novo caía em 1º de janeiro. O rei francês só seguiu o decreto papal dois anos depois, em 1564, e, mesmo assim, os franceses que resistiram à mudança, ou a ignoraram ou a esqueceram, mantiveram a comemoração na antiga data. Alguns gozadores começaram a ridicularizar esse apego enviando aos conservadores adeptos do calendário anterior – apelidados de “bobos de abril” – presentes estranhos e convites para festas inexistentes. Com o tempo, a galhofa firmou-se em todo o país, de onde, cerca de 200 anos depois, migrou para a Inglaterra e daí para o mundo.
    FONTE: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-1-de-abril-eo-dia-da-mentira

    OBS: VOU APROFUNDAR O ESTUDO SOBRE ESSA QUESTÃO.AMANHÃ A BIBLIOTECA ESTARÁ ABERTA, DAREI UMA OLHADA E DEPOIS TE REENVIO ALGUMA NOVIDADE.


  160. em 23/09/2012 at 21:43 Iones Furtado

    Rafael sobre aquele nosso segredo promete para mim que quando acontecer, junte ai no RIO GRANDE DO SUL um monte de bons padres e vão para ROMA.
    O alucinógico fica no organizo durante 20 a 25 dias e é claro deverá haver prisão, ai o jovem com uma rebelião pede as autoridades para fazer exames sanguinhios , ai eles verão que foi usado alucinógico, porque depois deste período fica difícil. Entendeu?
    Afinal você são boinas verdes e já tentaram separar-se do Brasil, isto mostra bravura.
    Viu como Deus encaminha a gente para o lugar certo.
    Se você soubesse o quanto estou feliz de te encontrado você , você nem imagina garoto.
    Eu sei que vai ocorrer por causa do terremoto de 11 de Abril deste ano, já sabia a muito tempo deste terremo(pensava que era maluquice dele)
    Mais depois vi que é sério.
    Um abraço,


  161. em 23/09/2012 at 23:16 KIKA FURTADO

    Rafael, preste ateno quando o nosso segredo ocorrer s te peo que retire do seu blog o lugar que falei que moro na serrinha e moro mesmo e o meu e-mail e o endereo do blog que pedi para voc passar para a Crist. Voc pode colocar no seu arquivo do blog converse com seus colegas, lembrando que o meu irmo est sendo procurado por esta corja de vermes. O resto voc deixa no blog para que as pessoas vejam que tu falaste a verdade. Sabe jovem era para ser este ano no incio do ano quando um cadeal ai da sua terra foi aceito (aqueles que vestem vermelho) eu vi na televiso que o papa esta triste que descobriu uma conspirao em face dele e depois ouvi novamente na televiso. Pode atrasar meu jovem mas vai ocorrer sim. Ai voc tira para mim e coloca no seu arquivo do blog o resto deixa prova de que falei para voc. Eu por minha vez no vou aparecer e sair neste dia de grande tribulao do facebook. Depois eu entro com outro nome. Ai eu te peo tira os maons da igreja catlica e diz ao papa o segredo deles. Eu confio em voc sem te conhecer. Falo isto que tenho diabetes e pressso alta e tem dia que acho que o bicho vai pegar pro meu lado. Neste dia junta todos os bons padres imprensa o escabal e todos vo para roma para pedir os exames do papa. Meu irmo diz que fica de 20 a 25 dias no organismo e o fato da hipnose tambm. No temos certeza mais vai ser algo com sexo pois a humanidade vai irar-se, entente (isto ns achamos) Ento tero que agir depressa. A unio faz a fora. Um abrao agora vamos esperar e torcer para no ocorrer mas a ordem tir-lo. Um abrao,


  162. Que os muçulmanos pensam sobre Jesus (Isa)?

    Os muçulmanos respeitam e veneram Jesus Cristo. Consideram-no ser um dos mensageiros os mais grandes do Deus ao humanidade. O Alcorão reafirma seu nascimento milagroso e suas abilidades miraculosas. Ademais, sua mãe Maria é considerada como uma das mulheres mais puras e especial de toda a criação. Como o Alcorão diz:

    “Recorda-te de quando os anjos disseram: Ó Maria, é certo que Deus te elegeu e te purificou, e te preferiu a todas as mulheres da humanidade! E quando os anjos disseram: Ó Maria, por certo que Deus te anuncia o Seu Verbo, cujo nome será o Messias, Jesus, filho de Maria, nobre neste mundo e no outro, e que se contará entre os diletos de Deus.” (Alcorão 3:42; 45).

    O Islam considera seus ensinos para ser uma reafirmação e uma culminação dos ensinos de religiões monoteísta precedentes como o judaísmo e o cristianismo. Daqui, todos os muçulmanos acreditam em Moses e em Jesus como Profetas do Deus. O Profeta Muhammad foi comandado ao recite no Alcorão:

    “Dize: Cremos em Deus, no que nos foi revelado, no que foi revelado a Abraão, a Ismael, a Isaac, a Jacó e às tribos, e no que, de seu Senhor, foi concedido a Moisés, a Jesus e aos profetas; não fazemos distinção alguma entre eles, porque somos, para Ele, muçulmanos. ” (Alcorão 3: 84).

    Um muçulmano nunca chama a Cristo simplesmente como “Jesus,” mas adiciona-o sempre a frase “em cima dele seja paz.” O Alcorão confirma seu nascimento virginal, e um surah (capítulo) inteiro do Alcorão é intitulado “Maria.” O Alcorão descreve o Annunciacão como segue:

    “Perguntou: Ó Senhor meu, como poderei ter um filho, se mortal algum jamais me tocou? Disse-lhe o anjo: Assim será. Deus cria o que deseja, posto que quando decreta algo, diz: Seja! e é. ” (Alcorão 3:47)

    Jesus nasceu milagrosamente com o mesmo poder que tinha trazido Adam em ser sem um pai:

    “Verdadeiramente O exemplo de Jesus, ante Deus, é idêntico ao de Adão, que Ele criou do pó, então lhe disse: Seja! e foi.” (Alcorão 3:59)

    Durante sua missão prophetic, Jesus executou muitos miraculos. O Alcorão diz-nos:

    “E ele será um Mensageiro para os israelitas, (e lhes dirá): Apresento-vos um sinal d vosso Senhor: plasmarei de barro a figura de um pássaro, à qual darei vida, e a figura será um pássaro, com beneplácito de Deus, curarei o cego de nascença e o leproso; ressuscitarei os mortos, com a anuência de Deus, e vos revelarei o que consumis o que entesourais em vossas casas. Nisso há um sinal para vós, se sois fiéis.” (Alcorão 3:49)

    Nem Muhammad nem Jesus vieram trocar a doutrina básica da crença em um Deus, trouxeram por uns profetas do passado, mas confirmá-la e renovar. No Alcorão, Jesus é relatado como dizendo que veio:

    “(Eu vim) para confirmar-vos a Tora, que vos chegou antes de mim, e para liberar-vos algo que vos está vedado. Eu vim com um sinal do vosso Senhor. Temei a Deus, pois, e obedecei-me.” (Alcorão 3:50)

    Fonte: http://www.islamic-city.com/JesusInIslam/Jesus.htm

    xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    abaixo
    Notas:

    1 Klintowitz, J. Islã: a derrota do fanatismo, revista Veja, São Paulo: Editora Abril, 1º de março de 2000, p. 46.
    2 Ibid., p. 46.
    3 Dr. Maurice Bucaille, A Bíblia, o Alcorão e a ciência. Abul Hassam Annaduy, O Islam e o mundo. Ulfat Aziz Assamada, Islam e cristianismo. Mohamad Ahmad Abou Fares, Islamismo Mandamentos Fundamentais.
    4 Nesse momento, vale a pena esclarecer o que significa adeptos do Livro, pois esta expressão aparece com certa freqüência no Alcorão. Esta se refere a judeus e cristãos, como explica Ahmed Deedat: “Adeptos do Livro é um título muito respeitável pelo qual judeus e cristãos são tratados no Santo Alcorão. Em outras palavras, Alá está dizendo – “Ó pessoas instruídas!” “Pessoas com uma Escritura”, (Deedat, A. Christ in Islam. RSA, Islamic Propagation Centre, 1983, p. 32).
    5 Hayek, S. El. O Significado dos Versículos do Alcorão Sagrado. Brasil, MarsaM Editora Jornalística, 1994, p. 21.
    6 Fares, M. A. Islamismo Mandamentos Fundamentais. Brasil, Editora Gráfica e Editora Monte Santo, p. 152.
    7 Deedat, A. What Is His Name. RSA, Islamic Propagation Centre International, 1997, p. 28.
    8 Maududi, A. A. Para Compreender o Islamismo. Brasil, Centro de Divulgação do Islã Para América Latina, 1989, p. 96.
    9 Gilchrist, J. The Christian Witness To The Muslim. RSA, Roodepoort Mission Press, 1988, p. 326-327.
    10 Hayek, S. El. O Significado dos Versículos do Alcorão Sagrado. Brasil, MarsaM Editora Jornalística, 1994, p.757.
    11 Ibid., p. 351.
    12 Deedat, A. Christ in Islam, RSA, Islamic Propagation Centre International, 1983, p. 28-29.
    13 Assamad, U. A. O Islam e o Cristianismo. Brasil, Editora Makka, 1991, p. 44-45.
    14 Deedat, A. Christ in Islam, RSA, Islamic Propagation Centre International, 1983, p. 24-25.
    15 Deedat, A. Christ in Islam, RSA, Islamic Propagation Centre International, 1983, p. 37.
    16 Ibid., p. 38.
    17 Assamad, U. A. O Islam e o Cristianismo. Brasil, Editora Makka, 1991, p 39.
    18 Hayek, S. El. O Significado dos Versículos do Alcorão Sagrado. Brasil, MarsaM Editora Jornalística, 1994, p.20.
    19 Gilchrist, J. The Christian Witness To The Muslim. RSA, Roodepoort Mission Press, 1988, p. 318.
    20 Ibid., p. 319.
    21 Ibid., p. 318.
    22 Ibid., p. 318

    Maomé ou Muhammad foi um líder religioso, fundador do Islamismo e considerado pelos seus discípulos como o último Profeta do Deus de Abraão.

    Maomé nasceu em Meca por volta do ano 570 e ficou órfão logo aos 3 anos de idade.
    Os muçulmanos acreditam que quando Maomé tinha cerca de 40 anos começou a receber visitas do Anjo Gabriel que lhe ordenava que recitasse versos enviados por Deus. A primeira visita foi durante um retiro espiritual numa das cavernas do Monte Hira. Segundo Maomé, o anjo Gabriel informou-lhe que ele seria o último profeta escolhido por Deus, tal como havia sido Jesus, Abraão, Moisés, etc.

    O Islamismo surgiu, não por rejeição ao judaísmo e cristianismo, mas como forma de restaurar os ensinamentos originais que se encontravam modificados e corrompidos.

    Devido às suas convicções religiosas, Maomé foi bastante perseguido e viu-se obrigado a mudar-se para Medina com os seus seguidores. Aí tornou-se num líder religioso que aos poucos foi conquistando mais e mais admiradores.

    Ao longo da sua vida teve 16 esposas.
    Morreu em Junho de 632, aos 62 anos.

    Depois da sua morte o Islão propagou-se por todo o mundo e hoje é a segunda religião com mais fiéis no mundo, sendo apenas ultrapassada pelo Cristianismo.

    QUEM É ALÁ

    O que os muçulmanos pensam sobre o Deus da Bíblia e dos cristãos

    Por Silas Tostes

    Qual seria nossa reação ao ouvir um muçulmano afirmar que o Alá do Alcorão é o Deus da Bíblia? Apesar do pouco conhecimento que muitos possuem acerca do islamismo, não é difícil identificar as imensas diferenças que esta religião possui em relação ao cristianismo. Apesar deste abismo doutrinário que nos separa, esta é a crença islâmica: o Alá do Alcorão é o Deus da Bíblia! Nosso propósito, ao longo desta matéria, é demonstrar que isso é impossível, uma vez que o islamismo se opõe ao entendimento cristão de que há um único triúno Deus. Ressaltamos que não temos a intenção de denegrir o islamismo, mas somente expor seu entendimento sobre Deus. Ratificamos a necessidade desta abordagem em Defesa da Fé pelos seguintes fatores:

    1. Há um avanço numérico islâmico. Tem sido noticiado pela imprensa que o islamismo possui muitos seguidores. Segundo Jaime Klintowitz, jornalista, o islamismo tem hoje 1,2 bilhões de adeptos.1 Isto representa um quinto da população mundial. O mesmo artigo informa que o islamismo governa cinqüenta países do mundo.2

    2. Há um ardor missionário islâmico em ação e um ataque do islamismo contra as doutrinas cristãs. Sabemos que o islamismo esforça-se por difundir sua doutrina em todo o mundo livre. Isto é facilmente visto pelas mesquitas construídas e inúmeros livros escritos e publicados ao redor do mundo. Há nas últimas páginas do livro Islamismo Mandamentos Fundamentais, de Mohammad Ahmad Abou Fares, 25 fotos de mesquitas construídas no Brasil. Tem sido observado por nós que onde há uma mesquita há também um esforço de proselitização, o qual se dá por meio de distribuições de livros religiosos islâmicos e doações do Alcorão. Neste contexto, o islamismo se opõe às doutrinas cristãs por meio de regulares publicações.3

    Uma precaução necessária

    Para não criarmos problemas de comunicação, é importante esclarecer em que sentido usaremos a palavra Alá ou Alah, termo usado para Deus na língua árabe, tanto no Alcorão quanto na Bíblia. Se fôssemos ler em árabe o famoso versículo do evangelho de João: “Deus amou o mundo de tal maneira”, seria: “Alá amou o mundo de tal maneira” (Jo 3.16). Nosso problema não está no uso da palavra Alá, mas em entendermos se o Alá do Alcorão é o Alá da Bíblia.

    Se faz necessário uma breve definição do que queremos dizer por Deus, como uma unidade absoluta no islamismo e como uma unidade composta no cristianismo. Sem isto, o entendimento do texto, para quem não está familiarizado com a doutrina da Trindade, ficará difícil. Por ora, basta afirmar que, segundo autores islâmicos e o Alcorão, Deus, no islamismo, é uma unidade absoluta, ou seja, há um único ser divino, em uma única essência divina. Por outro lado, Deus, no cristianismo, é uma unidade composta, ou seja, há só um Deus, mas três pessoas distintas, Pai, Filho e Espírito Santo, em uma única essência divina. Neste caso, as Pessoas são inseparáveis e indivisíveis, por isso que há um único triúno Deus.

    Passemos, então, à explanação de como o islamismo crê que Deus é.

    Alá seria o mesmo Deus da Bíblia?

    Se o Alá do Alcorão é o mesmo da Bíblia, ficamos, então, com o dilema de como pode um Deus triúno (unidade composta) ser o mesmo Deus que não é triúno (unidade absoluta). Os muçulmanos resolvem este problema negando a autenticidade da Bíblia e se apoiando nas instruções do Alcorão.

    No verso 46 do Sura 29, lemos o seguinte: “E não disputeis com os adeptos do Livro4, senão da melhor forma [...] Dizei-lhes: Cremos no que nos foi revelado, assim como no que vos foi revelado antes; nosso Deus e o vosso são Um e a Ele nos submetemos” (grifo do autor).

    Como podemos ver, não é incomum os muçulmanos pensarem que a Bíblia testifica do mesmo Deus que o Alcorão, pois este conceito fica claro nesse verso, por meio da expressão: Nosso Deus e o vosso são Um e a Ele nos submetemos.

    Além disso, crêem que os personagens bíblicos Abraão, Ismael, Isaque, Jacó, Moisés, Jesus, entre outros, eram muçulmanos (Sura 2:136).

    O professor Samir El Hayek, responsável pela versão do Alcorão em português, a qual é utilizada nesta matéria, expressa a mesma idéia: “Abraão, Ismael, Isaac, Jacó e as tribos (destes, Abraão tinha aparentemente um livro — versículo 19 da 87ª Surata — e outros seguiam sua tradição), Moisés e Jesus, deixando cada um deles uma escritura… Não fazemos distinção entre qualquer um desses (profetas). Sua mensagem (no essencial) foi uma só (ou seja, Abraão, Ismael, Isaac, Jacó, Moisés e Jesus pregaram uma única mensagem, que era a islâmica), e isso constitui a base do Islam” (último parênteses do autor).5 Sendo assim, teriam pregado o conceito islâmico de Deus.

    Outro destacado pensador islâmico, Mohamad Ahmad Abou Fares, ao mencionar um trecho do Alcorão (Sura 4:150-152), confirma esta mesma idéia: “Estes versículos e muitos outros contidos no Alcorão nos ensinam a grande religião: a religião de Deus é uma só… desde de o início da criação até hoje… e até o fim!”6 (grifo do autor). A idéia que Fares procura provar é a de que cristãos e muçulmanos servem o mesmo Deus, e isto desde o princípio.

    Ahmed Deedat, outra autoridade islâmica, também tenta provar que o Alcorão está certo quanto ao seu Alá ser o mesmo Deus da Bíblia. Faz isso citando uma nota de rodapé da Bíblia The New Scofield Reference Bible. Publicou a primeira página da The New Scofield Reference Bible, na qual se encontra a nota de rodapé nº 1, que diz: “Eloim (às vezes El ou Elah), na forma inglesa Deus (God), o primeiro dos três nomes primários da divindade, é um substantivo uniplural formado por El =forte e Alah = jurar, se obrigar por voto, implicando em fidelidade. Esta unipluralidade implícita no nome é diretamente afirmada em Gênesis 1.26 (pluralidade), e no verso 27 (unidade). Veja também Gênesis 3.22. Assim, a Trindade é latente em Eloim”.7

    Deedat usa essa nota de rodapé como um argumento para sustentar o que se encontra em diversos textos do Alcorão (Suras 2:136, 138-140; 4:150-152; 29:46), ou seja, cristãos e muçulmanos adoram o mesmo Deus. Faz isso porque a palavra Alah foi mencionada na nota. Reconhecemos que a nota da Bíblia The New Scofield Reference Bible faz bem ao mencionar a palavra Alah, pois Elohim é o plural de Eloah, do verbo alá em hebraico, que significa ser adorado, ser excelente, temido e reverenciado. No entanto, destacamos que se Eloim, plural de Eloah, que vem do verbo alá, é uma evidência de que cristãos e muçulmanos servem ao mesmo Deus, segundo Deedat, então o Deus alcorânico deveria ser uma unidade composta, como indica a palavra Eloim, plural de Eloah, e como explicou Scofield em sua nota de rodapé: “El =forte e Alah = jurar, se obrigar por voto, implicando em fidelidade. Esta unipluralidade implícita no nome é diretamente afirmada em Gênesis 1.26 (pluralidade), e no verso 27 (unidade). Veja também Gênesis 3.22. Assim, a Trindade é latente em Eloim.” Contudo, ele usa de seletividade para com a citação e ignora o fato de que a nota claramente ensina que o Deus verdadeiro é uma unidade composta, o que, por sinal, é bem antiislâmico.

    Diante da enfática exposição desses testemunhos que concordam que o Alá do Alcorão é o Deus da Bíblia, e considerando muitos outros que foram aqui omitidos, ratificamos a necessidade de conhecermos qual é o entendimento islâmico sobre Deus, e como, neste contexto, os muçulmanos negam as doutrinas basilares da fé cristã. Entretanto, antes de fazê-lo, é importante entender o que levou Maomé a pregar o monoteísmo absoluto islâmico, rechaçando a doutrina da Trindade. Para tanto, precisamos saber o que significa shirk, conhecimento que nos dará base para entendermos o contexto no qual surgiu a crença islâmica de Deus. Passemos a defini-lo.

    Como shirk é definido

    Shirk é atribuir associado ou parceiro a Alá, ou seja, considerar algo ou alguém que não tem natureza divina como Deus e adorá-lo como tal. Este é o único pecado no islamismo que não tem perdão: “o homem se tornou culpado de shirk, adorador de ídolos”.8 Em outras palavras, adoração a ídolos (politeísmo) é shirk, pois é o mesmo que associar ou atribuir um parceiro a Alá, considerando-o Deus, quando esse não o é.

    No Alcorão está claro que shirk é imperdoável, conforme vemos autenticado: “Deus jamais perdoará a quem lhe atribuir parceiros (associados); porém, fora disso, perdoa a quem lhe apraz. Quem atribuir parceiros a Deus comete um pecado ignominioso” (Sura 4:48; grifo do autor). Tal como este, outros textos participam da mesma concepção (Sura 4:116; 5:172).

    John Gilchrist, pesquisador do islamismo, entende que a maior barreira entre os cristãos e os muçulmanos é o fato de que para o islamismo os cristãos cometem shirk ao adorarem Jesus, pois no entendimento islâmico, Jesus é apenas um profeta, e não Deus encarnado. Neste caso, isto seria associar alguém, uma criatura de Alá, a Alá, adorando-o como Deus, quando essa criatura ou alguém não seria Deus.

    Gilchrist explica que a raiz da palavra parceiro é a mesma da palavra shirk, a saber yushraku.9 Segundo ele, os cristãos cometem shirk numa perspectiva islâmica, pois o Alcorão condena o entendimento cristão de que Jesus é o Filho de Deus (Sura 10:68). Os muçulmanos pensam que os cristãos associaram ou atribuíram Jesus a Alá, quando aquele (Jesus) era um mero mensageiro deste (Alá). Na verdade, sabemos que Jesus é eterno e nunca foi associado a Alá. Deus é triúno de eternidade a eternidade.

    Os árabes pré-islâmicos eram idólatras

    Os árabes pré-islâmicos criam que Alá tinha filhos e filhas. Estes eram deuses e deusas, ou gênios e gênias, que descendiam de Alá. Como seus descendentes possuíam natureza divina, por isso eram adorados como divindades por eles. Contudo, numa perspectiva islâmica, isto era o mesmo que associar ou atribuir parceiros a Alá. Temos suficiente informação no Alcorão sobre os árabes pré-islâmicos nesses termos, ou seja, eram idólatras e cometiam shirk.

    No Sura 53:19-23, temos a menção de três deusas adoradas no período pré-islâmico: Al- Lát, Al-Uzza e Manata. Pensavam que estas eram filhas de Alá: “Considerai Al-Lát e Al-Uzza. E a outra, a terceira deusa, Manata. Porventura, pertence-vos o sexo masculino e a Ele o feminino? Tal, então, seria uma partilha injusta. Tais (divindades) não são mais do que nomes, com que as denominastes, vós e vossos antepassados [...] Não seguem senão as suas próprias conjecturas e as luxúrias das suas almas, não obstante ter-lhes chegado a orientação do seu Senhor!” (Maomé teria, então, trazido a orientação do seu Senhor contra o entendimento errado da idolatria); parênteses do autor.

    O entendimento islâmico presume que Deus não tem nenhum Filho, porque Alá não faz sexo. Veja o Sura 6:100-102: “Mesmo assim atribuem como parceiros a Deus, os gênios, embora fosse Ele quem os criasse; e, nesciamente, inventarem-lhe filhos e filhas [...] Originador dos céus e da terra! Como poderia ter prole, quando nunca teve uma esposa, e foi Ele quem criou tudo o que existe, e é Onisciente? Tal é o vosso Deus, vosso Senhor! Não há mais divindade além dele, Criador de tudo! Adorai-o, pois, porque é o guardião de todas as coisas” (grifo do autor).

    Na prática, segundo esse texto, os seres (gênios) seriam deuses parceiros de Alá, aos quais os pré-islamicos atribuíram como parceiros a Deus, por serem seus descendentes e, por isso, foram condenados por Maomé como idólatras.

    Como, então, o entendimento pré-islâmico pensava em Deus como alguém que tinha filhos e filhas conforme Maomé anunciava o monoteísmo, esses islâmicos achavam que ele (Maomé) tivesse sugerindo que todos os deuses formassem um só, como se fosse possível somá-los em um (Sura 38:5). Contudo, Maomé anunciava-lhes que havia somente um Deus e, neste sentido, o islamismo é semelhante ao cristianismo, pois prega a existência de um único Deus e condena a idolatria, mas, apesar dessa semelhança, Maomé ensinou que Deus não é triúno e, por isso, existe uma grande tensão entre o islamismo e o cristianismo. Munidos desse contexto, passemos agora a considerar alguns fatores que evidenciam que o Alá do Alcorão não é o Deus da Bíblia.

    O Alá do Alcorão não teve filho

    Começamos pelo Sura 112: “Dize: Ele é Deus, o Único. Deus! O Absoluto! Jamais gerou ou foi gerado! E ninguém é comparável a Ele!”. Hayek diz o seguinte sobre esta passagem alcorânica: “A natureza de Deus é nos aqui, indicada em poucas palavras, de maneira que possamos entender [...] Ele é Uno e Único, o Uno e Único, a quem devemos adorar; todas as outras coisas ou entidades em que ou em quem pudermos pensar são as suas criaturas, de maneira nenhuma comparáveis a Ele [...] Ainda mais, não devemos pensar que Ele teve um filho ou um pai, porquanto isso seria querer imputar-lhe qualidades materiais, ao formarmos um juízo dele”.10

    Ainda nesse contexto, o Sura 19:35 diz o seguinte: “É inadmissível que Deus tenha tido um filho. Glorificado seja! Quando decide uma coisa, basta-lhe dizer: Seja!, e é”. Hayek, ao comentar este verso, mais uma vez explica que Deus não pode ter um filho, porque não faz sexo: “Gerar um filho é um ato fisiológico que depende das necessidades da natureza animal do homem. Deus, o Altíssimo, é independente de todas as necessidades, e é derrogatório atribuir-lhe tal ato”.11

    Percebemos que esse entendimento é fruto do desconhecimento da doutrina cristã. Perguntamos: quem afirmou que Jesus é Filho de Deus em termos carnais? É abominação e blasfêmia também para os cristãos imaginar que Jesus é Filho de Deus nessa condição. Não deveria haver tal barreira entre o cristianismo e o islamismo, pois este não é o ensino cristão sobre a filiação de Jesus. De fato, os cristãos não ensinam que Deus precisa fazer sexo para ter um filho, assim como não precisa de mãos para segurar, de pés para andar ou de pulmão para respirar e viver.

    Mas como, então, os muçulmanos enfrentam as afirmações bíblicas que legitimam a filiação de Jesus? Ahmed Deedat alista algumas passagens, tais como Gênesis 6.2,4 (os filhos de Deus casaram-se com as filhas dos homens), Êxodo 4.22 (Israel é filho de Deus), Salmo 2.7 (Davi como filho de Deus) e Romanos 8.14 (os filhos de Deus são guiados pelo Espírito Santo), por meio das quais afirma que Jesus era Filho de Deus de uma maneira metafórica, como Israel, Davi e outros na Bíblia.12 Assamad interpreta as mesmas passagens concluindo que Jesus era Filho de Deus no sentido que era próximo de Deus pelo amor, assim como qualquer homem pode ser filho de Deus.13

    Como podemos ver, as duas argumentações só provam que há mais de um uso para a expressão filho de Deus na Bíblia sem considerarem as passagens que definem Jesus como Filho de forma especial e única, nas quais Jesus é revelado como tendo a mesma natureza do Pai, assim como igualdade. Logo se percebe que tanto Assamad como Deedat não compreendem os vários significados bíblicos da expressão Filho Deus.

    A idéia de que Jesus era um mero homem, um mensageiro (profeta), um ser criado, não divino, também é vista na citação, por parte de Ahmed Deedat, dos Suras 3:47 e 3:59. Fez isso para embasar sua opinião, como muçulmano, de que Jesus fora criado: “Este é o conceito islâmico do nascimento de Jesus. Pois para Deus criar um Jesus, sem um pai, basta simplesmente desejar. Se ele quiser criar um milhão de Jesus, sem pais, basta Alá desejar”.14

    Deedat parece estar convencido de que Jesus não é Deus, pois entende que Ele nunca se declarou como tal. Procura provar sua opinião citando João 10.23-36 para explicar que Jesus é um com o Pai (v. 30), mas, segundo seu entendimento, somente em propósito. Jesus não seria Filho de Deus de uma maneira especial, como se fosse Deus, ou tivesse reivindicado sê-lo.15 No entanto, Deedat cai em contradição quando reconhece que o entendimento dos cristãos e dos judeus, quanto ao episódio da passagem, é claro. Ou seja, Jesus reivindicou ser Deus ao dizer que era um com o Pai, com a diferença de que os judeus não aceitaram isto, mas os cristãos, sim: “Os cristãos concordam com os judeus, Jesus realmente fez tal reivindicação (ser Deus); mas diferem nisto, não era blasfêmia para os cristãos, porque crêem que Ele é Deus”.16 A contradição de Deedat demonstra que no fundo ele sabe que Jesus realmente se declarou Deus! Ora, se Jesus nunca se declarou Deus, como judeus e cristãos entenderam isso? Como vieram a discordar desse ponto, se não houve reivindicação por parte de Jesus?

    Assamad igualmente parece convencido de que Jesus não é Deus, pois Ele orava a Deus Pai e, nesse sentido, era como qualquer outro homem, como qualquer criatura de Deus, por isso conclui que Jesus não podia ser Deus encarnado: “Ele falava de Deus como meu Pai e vosso Pai, e meu Deus e vosso Deus (Jo 22.17). Essas palavras de Jesus relatadas na Bíblia demonstram que Jesus tinha a mesma relação com Deus que qualquer outro homem. Ele era uma criatura de Deus [...] Em sua agonia na cruz, Jesus exclamou: ‘Eloi, Eloi, lamma sabachthani?’. Que quer dizer: ‘Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?’ (Mc 15.34)”.

    Segundo Assamad, jamais tais palavras, proferidas na cruz por Jesus, poderiam ser pronunciadas por Deus, por isso diz: “O que temos aí é o grito de um homem indefeso e agonizante dirigido ao seu Criador e Senhor”.17 Cita então diversas passagens bíblicas em que Jesus orava, concluindo que Ele não podia ser Deus e que nada sabia sobre a Trindade pelo fato de ter sido sua prática a oração (Mc 1.35; Lc 5.16; Jo 17.3).

    O aparente problema apontado por Assamad, por meio do qual tenta provar que Jesus não era divino, pois orava a Deus Pai, de fato não o é, pois havendo três pessoas na Divindade, uma fala com a outra, não só durante a encarnação, mas também antes e depois da mesma. Na realidade, podemos verificar grande semelhança entre o seu argumento e os das testemunhas-de-jeová, as quais, tal como Assamad, procuram intensificar a questão atacando a divindade de Jesus à luz das limitações decorrentes de sua encarnação.

    Declaram que Jesus, pelo fato de ter sido homem, não podia ser Deus encarnado. É Claro que um ser humano se alimenta e passa por todas as vicissitudes decorrentes de sua natureza. Como homem, Jesus era tão humano como qualquer outro ser humano. Todavia, isso não consiste em prova de que não podia ser uma das pessoas da Divindade que se encarnou. Fez isso por um certo tempo, para que, assim, se cumprisse toda a Escritura e pudesse haver salvação para o homem. Não obstante, possuía natureza divina, mesmo que, voluntariamente, tivesse se limitado na manifestação de seus atributos divinos. Não há, no genuíno entendimento cristão, conflito no fato de Jesus, sendo Deus, ter-se tornado homem, mesmo que para isso tivesse se limitado, por um certo tempo, na manifestação plena dos atributos divinos.

    O Alá do Alcorão não é triúno

    Uma vez que Alá no Alcorão é uma unidade absoluta, é de se esperar que a doutrina da Trindade fosse claramente condenada no Alcorão. Há passagens no Alcorão que claramente se opõem à Trindade.

    Hayek, ao comentar o Sura 2:135 (“Disseram: Sede judeus ou cristãos, que estareis bem iluminados. Responde-lhes: Qual! Seguimos o credo de Abraão, o monoteísta, que jamais se contou entre os idólatras”), disse o seguinte sobre a Trindade: “Os judeus, embora orientados quanto à Unicidade, procuraram falsos deuses, e os cristãos inventaram a Trindade ou a copiaram da idolatria”.18 Podemos ver, pelo comentário de Hayek, que o islamismo condena a Trindade, pensando ser ela o mesmo que idolatria. Percebemos que os posicionamentos islâmicos são profundamente antagônicos ao cristianismo.

    Vejamos o que diz o Sura 5:73: “São blasfemos aqueles que dizem: Deus é o um da Trindade! Porquanto não existe divindade além do Deus Único…” (grifo do autor). Veja também o Sura 4:171. Ressaltamos, porém, que os cristãos não crêem que Deus seja o um de uma Trindade, como se duas outras Pessoas tivessem sido associadas a Deus, mas ao contrário, crêem que o Pai, o Filho e o Espírito Santo são um e somente um Deus, pois há somente uma essência divina; cada uma das Pessoas é Deus e possui a totalidade da essência divina; as Pessoas são eternamente inseparáveis e eternamente unidas nessa única essência divina; cada uma das Pessoas possui a mesma dignidade das outras duas, e, portanto, conseqüentemente cada uma das Pessoas são idênticas em essência, vontade, propósito, poder, eternidade e nos demais atributos. Sendo assim, a Surata 5:73 não faz referência ao entendimento bíblico e cristão de Deus.

    Além desse erro de interpretação da Trindade por parte dos muçulmanos, existe a possibilidade de Maomé ter confundido o ensino cristão da Trindade com o triteísmo do Pai, Maria e Jesus. Se isto ocorreu, há a possibilidade de Maomé ter condenado a Trindade por causa de um entendimento errôneo, pois até mesmo os cristãos condenariam veementemente a Trindade nesses termos. Como teria ocorrido isso? Há dois versos que indicam que Maomé pensava que Maria também tinha natureza divina.

    Citamos aqui o Sura 5:116, no qual se lê que: “E recorda-te de que quando Deus disse: Ó Jesus, filho de Maria! Fosse tu quem disseste aos homens: Tomai a mim e minha mãe por duas divindades, em vez de Deus?” (grifo do autor). Veja também o Sura 5:75. Aqui, constatamos, havia a crença ou o entendimento de que os cristãos adoravam Jesus e Maria como pessoas da Trindade.

    Há duas possibilidades de como Maomé se convenceu de que a crença da divindade de Maria era aceita por cristãos. Talvez obteve este conhecimento por meio de uma obscura seita cristã chamada Collyridians, cujos adeptos adoravam Maria e lhe ofereciam um bolo em devoção chamado Collyris.19 Ou simplesmente o obteve por meio do que pensou ser verdade, segundo as aparências, pois alguns cristãos veneravam Maria em suas expressões populares de fé de tal maneira que poderia ter-lhes parecido que a divindade de Maria era uma doutrina cristã, o que é contrário ao ensino bíblico sobre ela.20

    De qualquer maneira, o entendimento islâmico inicial quanto à Trindade, segundo antigos comentaristas islâmicos, supunha que essa fosse composta de Deus, Maria e Jesus: “Estes versos (Sura 5:75 e 5:116) são explicados pelo comentarista Jalalu’din e Yahya como sendo a resposta de Maomé à declaração que ouviu de certos cristãos de que há três deuses, a saber: o Pai, Maria e Jesus (Tisdall, The Original sources of the Qur’an)”.21 Outro grande comentador, Zamakhshari, também concorda que o Alcorão ensina a suposta crença cristã de que Deus, Cristo e Maria são três deuses, e que Cristo é o filho de Deus por Maria.

    Assim, segundo Jalalu’din, Yahya e Zamakhshari, era isso que Maomé condenava, e não a doutrina como a conhecemos. O fato de Deus ser uma unidade composta não faz dele três deuses.22 Se pudéssemos remover esses mal-entendidos, então o islamismo veria que o cristianismo também prega o monoteísmo. Agora, passaremos a expor, brevemente, essas discordâncias doutrinárias.

    Equívocos islâmicos na interpretação da Bíblia

    1. Imaginar que a Trindade foi retirada da idolatria ou inventada pelo homem. De fato, a doutrina da Trindade é revelada implicitamente no Velho Testamento e explicitamente no Novo Testamento. A Bíblia e os cristãos que a seguem se opõem à idolatria, totalmente. As evidências bíblicas das Escrituras quanto à divindade do Pai, do Filho e do Espírito Santo são tantas que não podemos dizer que a doutrina da Trindade foi inventada pelos homens, ou copiada da idolatria. Temos também as evidências de que Deus é uma unidade composta nas Escrituras. Como, então, a doutrina teria sido retirada da idolatria ou inventada pelo homem? Será que isso não é uma tentativa para justificar o Alcorão? Aparentemente sim.

    2. Imaginar que Jesus foi associado a Alá. Não é verdade que os cristãos crêem em Deus como o um de uma Trindade. Não é assim que a Bíblia revela Deus. Ele é sim uma unidade trina, composta de três Pessoas, que é eterna. Jesus, por isso, nunca foi associado a Deus. Ele é eternamente Deus. Nunca, no entanto, houve um momento em que Jesus deixasse de ser Deus para depois passar a ser associado a Deus. Os cristãos nunca cometeram shirk. Jesus é eternamente Deus.

    3. Atacar a divindade de Jesus, tendo como base sua encarnação. Se a Bíblia revela que o Messias seria Deus em carne, quem somos nós para negar isto? Quem somos nós para limitar Deus naquilo que Ele quer e pode fazer? Certamente que para o Deus do impossível é possível voluntariamente se limitar em um corpo humano, se assim o desejar. A encarnação de Jesus não prova que Jesus não é Deus, e não nos dá base para rejeitarmos a Trindade. Ela simplesmente mostra que Deus, voluntariamente, se limitou em um corpo humano para morrer pelo homem que se havia perdido. Contudo, após sua exaltação, não possui limitações de um corpo humano. Somente assim Jesus poderia dizer que estaria onde dois ou três estivessem reunidos em seu nome. Ele está agora no pleno exercício da manifestação de seus atributos.

    4. Ignorar todos os sentidos da expressão Filho de Deus na Bíblia. Por causa disso crêem que Jesus não é o Filho de Deus, pois Deus não faz sexo. Não é isso que os cristãos ensinam. Sabemos que a expressão Filho de Deus tem um sentido natalício, messiânico, assim como retrata um relacionamento filial entre Jesus e o Pai. Todavia, um de seus sentidos evidencia que Jesus se autodeclarava Deus, quando aplica a expressão para si, reivindicando igualdade e unidade com o Pai (Jo. 5:18-28; 8:28, cf. Jo 8.24,52-58). Há muitas passagens para fundamentarmos esse ponto em termos bíblicos. Certamente que nunca foi ensinado pelo cristianismo que Deus fez sexo com Maria, querendo, com isso, justificar o uso da expressão Filho de Deus. De onde será que o islamismo tirou tal idéia? Por que ainda a propaga? Certamente que esse não é o ensino cristão a respeito da expressão Filho de Deus.

    5. Confundir a doutrina da Trindade com o triteísmo do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Afirmam que a doutrina da Trindade divide a deidade em três Pessoas divinas, separadas e distintas — Deus o Pai, Deus o Filho e Deus o Espírito Santo. Isso seria triteísmo: três Pessoas distintas e separadas em três essências. Nós, cristãos, porém, não cremos assim, antes, que Jesus ensinou a unidade das Pessoas em uma única essência divina, ou seja, em uma unidade trina. De tal maneira que as pessoas são inseparáveis, mesmo internamente, na única natureza divina existente. Veja os seguintes textos bíblicos para a divindade de Jesus e sua unidade com o Pai em uma mesma essência: João 1.1,14,18; 5.18-28; 8.24,28,52-58; 10.30-38; 14.7-11. Como disse Jesus: se não pudessem crer no que Ele dizia, que cressem por causa das obras que Ele realizava: João 10.30-38; 14.11, entre suas realizações, sua ressurreição: João 2.18-22; 8.28, por meio da qual ficaria evidente que Ele era (e ainda é) auto-existente, eterno, com poder sobre a morte e, de fato, podia oferecer vida eterna ao que nele cresse: João 8.51.

    6. Imaginar que a Trindade pudesse ser composta do Pai, de Maria e do Espírito Santo. Nunca passou pela cabeça de nenhum erudito cristão essa possibilidade. A doutrina da Trindade é baseada nas Escrituras, e estas não ensinam a Trindade dessa maneira. Vemos pelas Escrituras que Maria foi uma mulher escolhida por Deus, mas, como todas as criaturas, era apenas um ser humano.

    O Alá do Alcorão não é o Deus da Bíblia!

    À luz da revelação bíblica e alcorânica, afirmamos que:

    Alá não é o mesmo Deus da Bíblia. O Deus da Bíblia é triúno, o do Alcorão não. Alá se define como uma unidade absoluta, mas o Deus da Bíblia como uma trina unidade composta. Alá não possui um filho, o Deus da Bíblia sim. Alá ataca, por meio do Alcorão, a doutrina cristã de Deus e a Divindade e a Filiação de Jesus, porém, estas foram reveladas, ao longo da história, por Deus nas Escrituras Sagradas, a Bíblia, por meio de suas muitas evidências.

    Respeitamos as convicções islâmicas num contexto de liberdade religiosa, mas lamentamos que sua doutrina de Deus, tal como se apresenta no Alcorão, ataca a cristã. Percebemos que os muçulmanos não assimilaram, como convém, a doutrina bíblica de Deus. Atacam-na, mas não a compreendem. Não conseguem perceber que Deus se revelou ao homem como triúno. É lamentável que imaginem que Deus só pode ter um filho se fizer sexo. Não é nesse sentido que Jesus é Filho de Deus, como já afirmamos.

    Costumo dizer que podemos passar uma eternidade discutindo doutrina, provavelmente não chegaremos a nenhum lugar. Contudo, nosso desejo é que os muçulmanos possam ter um encontro vivo e real com Jesus. Isto é possível, pois Ele ressuscitou, venceu a morte, portanto, pode se manifestar a todo aquele que crê. Só Ele pode perdoar pecados e salvar, pois para isto morreu pelo homem. Contudo, o homem, criado por Deus, precisa crer e clamar, pois sem fé é impossível agradar a Deus (Hb 11.6). Não é preciso palavras quando há um encontro com o Jesus ressurreto, pois Ele ainda tem o mesmo poder transformador manifesto durante sua encarnação terrena.

    Fazer um texto abordando as diferenças doutrinárias entre os cristãos e os muçulmanos não significa que não amamos os seguidores do Islã. Ao contrário. Nós os amamos e sabemos que o Senhor é poderoso para se revelar a eles.

    Oremos pelos muçulmanos, e não nos deixemos levar pelos nossos preconceitos.


  163. kika, você faz aniversário em 07/04 ?


  164. em 24/09/2012 at 17:47 Iones Furtado

    Eu faço aniversário 15 de Maio de 1951, por que? vai me dá um presente.
    Adorei o que você disse sobre eles vou copiar e vou colocar no meu livro, mas a fonte é sua se for tenho que colocar seu nome se não vou responder processo.
    Mas eu vou fazer uma dissertação do acima exposto.
    Muito bom!!!
    Meu livro Rafael é para ajuntar Cristãos e não separá-los.
    Rafael está lindo.
    Eu vou escrever sobre os predestinados e meu irmãosobre o amargedom.
    E a pesquisa do dia primeiro nossa vou colocar também. Mas vou analisar de outro angulo.
    Obrigada,


  165. em 24/09/2012 at 19:11 Iones Furtado

    Rafael agora quero saber se os judeus conhecem JESUS CRISTO se ele esta com eles como os mçumanos e qual é o Deus dele? Aqueles judes que ficam batendo a cabeça no muro das lamentações.


  166. Judeus Ortodoxos


  167. em 25/09/2012 at 00:07 Iones Furtado

    Cristâ fala também sobre o que estou perguntando me ajudará.


  168. Boa idéia, Iones, fazermos perguntas. Vou continuar lendo os capítulos, fazendo anotações para reforçar o aprendizado e fazendo as perguntas à medida que surgirem. Além de promover uma leitura consistente da Bíblia, as anotações servirão também para troca de idéias.

    Seguem abaixo as anotações e perguntas para os capítulos 2 a 10 de Gênesis (destaque para as perguntas no capítulo 6):

    GENESIS 2
    – Deus criou o homem, do pó da terra, e lhe deu vida.
    – Deus plantou o Jardim do Éden e lá colocou o homem, para lavrar e guardar, e pediu que desse nome às plantas e animais.
    – Deus disse ao homem que poderia comer de tudo, menos da árvore do conhecimento do bem e do mal. Pois se comesse desta, certamente morreria.
    – Deus criou a mulher a partir de uma costela de Adão.
    – O homem e a mulher estavam nus, e não se envergonhavam.

    OBSERVAÇÕES:
    – O texto é um tanto patriarcal, ou seja, insinuando que o homem teria autoridade sobre a mulher (pensamento comum na época)
    – O texto indica que o homem e a mulher eram inocentes, como o são as crianças bem pequenas hoje em dia.

    ————————————–

    GENESIS 3
    – A serpente disse à mulher que não eles não morreriam caso comessem da árvore do conhecimento, mas conheceriam o bem e o mal, e seriam como Deus.
    – A mulher comeu do fruto, e ofereceu-o para Adão que comeu também
    – Ambos perceberam que estavam nus, e foram se cobrir. Ao escutar a voz de Deus, se esconderam.
    – Deus perguntou o que aconteceu. Adão culpou a mulher, que culpou a serpente. Deus castigou todos.
    – A serpente rastejará no chão; a mulher sofrerá dores do parto e será dominada pelo homem; e o homem comerá o seu pão a partir do seu suor todos os dias, lavrando a terra que terá espinhos e cardos por sua causa.
    – Deus disse: “O homem é um de nós, sabendo do bem e do mal”. Para que não coma do fruto da árvore da vida, e viva eternamente, Deus expulsou-o do Éden, e pôs querubins guardando-o.

    OBSERVAÇÕES
    – Aqui o texto é TOTALMENTE patriarcal, dá inclusive uma explicação de por quê o homem “deve” dominar a mulher.
    – Se pensarmos bem, a serpente não mentiu. Mas Deus queria preservar a inocência do homem e da mulher.

    —————————————————-

    GENESIS 4
    – Adão teve dois filhos, Caim (agricultor) e Abel (pastor)
    – Caim e Abel levaram oferendas para Deus, mas este só gostou da oferenda de Abel.
    – Caim ficou muito irritado com isso. Deus disse que ele devia conter sua ira. E Caim matou Abel.
    – Deus amaldiçoou Caim, porém sem permitir que o matassem. Caim conheceu uma mulher, construiu uma cidade e teve vários descendentes.
    – Eva teve mais um filho, chamado sete.

    OBSERVAÇÕES
    – Aqui aparece pela primeira vez a inveja, e a violência.

    —————————————————-

    GENESIS 5
    – Fala da descendência de Adão, até Noé, listando apenas o nome dos primogênitos, e a longevidade de todos.

    OBSERVAÇÕES
    – Interessante a enorme longevidade mencionada. Começa em quase mil anos! Nota-se também que ela vai diminuindo a cada geração.

    —————————————————-

    GENESIS 6
    – Os homens tiveram filhas. E os filhos de Deus as acharam formosas, e as tomaram como mulheres, e os filhos que tiveram com elas eram “gigantes”, os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama.(1)
    – Disse o Senhor: não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem, porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos; (2)
    – Deus viu que o homem era mau, então se arrependeu de tê-lo feito, e decidiu destruir a ele a a todos os seres vivos. Mas Noé era correto.
    – Então pediu a Noé para construir uma arca, e levar um casal de cada espécie para ela, pois iria afogar todos os demais seres vivos. E Noé a construiu.

    DÚVIDAS
    (1) Qual a diferença entre filhos dos homens e filhos de Deus? Quais seriam estes últimos? E os seus filhos, que eram especiais?
    (2) “Também” é de carne? Não entendi.

    —————————————————-

    GENESIS 7
    – Ocorreu o dilúvio.

    —————————————————-

    GENESIS 8
    – Acabou o dilúvio, e Deus ordenou a Noé e seus descendentes que saíssem da arca, e vivessem e se multiplicassem.
    – Deus disse que não mais amaldiçoaria a terra por causa do homem, pois a imaginação deste é má desde sua meninice. E não mais feriria todo o vivente, como fizera com o dilúvio.

    —————————————————-

    GENESIS 9
    – Noé abençoou os seus filhos, para se multiplicarem e comerem de tudo, menos da carne com o seu sangue.
    – Deus fez a aliança com Noé e sua descendência, sendo símbolo o arco-íris, para nunca mais fazer o dilúvio.
    – Noé se embebedou de vinho, e seu filho caçula chamado Cão viu sua nudez; ele ficou irado, e tornou o filho deste, chamado Canaã, servo de um outro filho de Noé, chamado Sem.
    – Noé morreu aos 950 anos.

    —————————————————-

    GENESIS 10
    – São listados os descendentes de Noé.


  169. Il signore è mia luce e mia salvezza,
    Di chi avrò paura?
    Il signore è difesa della mia vita,
    Di chi avrò timore?
    Ascolta, signore, la mia voce.
    Io grido: abbi pietà di me! rispondimi.
    Di te ha detto il mio cuore: “cercate il suo volto”;
    Il tuo volto, signore, io cercherò.
    Non nascondermi il tuo volto,
    Non respingere con ira il tuo servo.
    Sono certo di contemplare la bontà del signore
    Nella terra dei viventi.
    Spera nel signore, sii forte,
    Si rinfranchi il tuo cuore e spera nel signore.
    Sì, spera nel signore.
    Salmo 26 (27)


  170. Linda a mensagem em Italiano, a lingua mais bonita do mundo na minha opinião.

    Mas não entendi porque essa mensagem de esperança, se a pergunta do Erick e da Iones, não tem nada a ver com isso.

    A sua ideia era só deixar uma mensagem é isso?


  171. em 26/09/2012 at 14:46 EDSON MEDEIROS DE FARIA

    Belo trabalho!


  172. Enquanto aguardo comentários sobre as dúvidas anteriores (Genesis 6), segue o estudo de mais capítulos. Destaque para as dúvidas de Genesis 15.

    Genesis 11
    – Os homens resolveram construir uma cidade e uma torre cujo cume tocasse os céus
    – E Deus disse: “São um só povo, com uma só língua, e começam a fazer isso. Não haverá restrição para o que fazem. Vamos confundir sua língua para que não entendam o que falam”
    – E assim Deus os espalhou dali pela face da terra, e pararam de edificar a cidade. E lá ficou conhecido como babel.
    – Abrão foi descendente de Sem. A esposa de Abrão, Sarai, foi estéril.

    OBSERVAÇÕES
    – Deus, vendo a ousadia do Homem, dividiu-o.

    ——————————————–

    Genesis 12
    – Deus disse a Abrão que deixasse a terra onde estava, com tudo o que tinha, e fosse viver em uma outra que ia dar a ele, e lhe abençoaria e faria dele uma grande nação.
    – E Abrão foi, com sua família e tudo o que tinha. E chegou a uma terra, e lá ergueu um altar ao Senhor.
    – Ao chegar, porém havia grande fome na região, então Abrão foi ao Egito.
    – Antes de entrar, disse à sua mulher: “Você é muito formosa, e temo que me matem para ficar com você. Diga então que é minha irmã”.
    – E assim fizeram, e o Faraó tomou-a para si como esposa. E deu muitos presentes a Abrão.
    – Mas Deus trouxe muitas pragas ao Faraó, por causa da esposa de Abrão.
    – E o Faraó lhe disse: “Por quê disseste que era sua irmã? Foi por isso que tomei-a por minha esposa. Toma a esposa que é sua, e vá.”

    ——————————————–

    Genesis 13
    – Abrão e Ló saíram do Egito, voltando para a terra onde construíram o altar.
    – Mas não podiam viver juntos, pois eram muitos os seus rebanhos de gado. Então se separaram.
    – Ló foi para a campina perto de Sodoma (cidade onde os homens desrespeitavam a Deus).
    – E Abrão foi para Canaã. E Deus lhe prometeu toda a terra. E ele mudou-se para próximo de Hebrom.

    ——————————————–

    Genesis 14
    – Houve guerra entre os reis da região, e Sodoma foi saqueada. Como Ló estava em Sodoma, foi preso junto, e seus bens saqueados.
    – Ouvindo isto, Abrão juntou seus 380 criados e foi salvar Ló, e conseguiu resgatá-lo e aos seus bens, e aos de Sodoma.
    – O rei de Sodoma ofereceu a Abrão todos os seus bens, pedindo apenas as pessoas. Mas Abrão não aceitou, e devouveu-lhe tudo.

    ——————————————–

    Genesis 15
    – Abrão pediu a Deus que lhe desse filhos, pois não tinha Herdeiro. E Deus prometeu que sua descendência seria abundante como as estrelas.
    – Abrão perguntou como saberia que a terra havia de ser sua, e Deus pediu que trouxesse alguns animais, que ele trouxe e sacrificou (1)
    – E Deus anunciou que a descendência de Abrão haveria de ser escravizada por quatrocentos anos, mas depois liberta, e que receberia esta terra, desde o Rio Nilo até o Eufrates.

    DÚVIDAS
    (1) Não entendi nada sobre estes versículos (8-11). O que querem dizer?

    ——————————————–

    Genesis 16
    – Como a mulher de Abrão era estéril, disse a Abrão que tivesse filhos com sua serva.
    – Quando a serva engravidou, passou a menosprezar sua ama, que a expulsou.
    – Um anjo do Senhor encontrou a serva, e disse para ela voltar e se desculpar, pois seu filho seria Ismael, com grande descendência.
    – A serva voltou, e teve seu filho Ismael.

    ——————————————–

    Genesis 17
    – Deus mudou o nome de Abrão para Abraão, e o de Sarai para Sara, pois seriam pai e mãe de muitas nações.
    – Deus estabeleceu sua aliança com Abraão e sua descendência, exigindo a circuncisão. E todos na casa de Abraão foram cincuncisados.
    – Deus prometeu que Sara teria um filho, Isaque, com quem faria a sua aliança. Mas disse que também abençoaria a descendência de Ismael.

    ——————————————–

    Genesis 18
    – Deus apareceu diante de Abraão. Abraão olhou e viu três homens, e lhes ofereceu descanso e comida.
    – Deus disse que daria um filho a Sara, que riu-se, e foi repreendida por isso. E disse que iria a Sodoma para verificar os seus pecados.
    – Abraão questionou se Deus destruiria a cidade mesmo se houvessem pessoas justas. E ele disse que não.

    ——————————————–

    Genesis 19
    – Dois anjos de Deus foram a Sodoma, e encontrara, Ló, que os levou à sua casa.
    – Os homens de Sodoma queriam se deitar com eles, e Ló ofereceu suas filhas virgens no lugar, mas eles não quiseram.
    – Os anjos então cegaram estes homens, e disseram a Ló para deixar a cidade, para viver no monte. Ele pediu para ir a uma pequena cidade.
    – Então fogo e enxofre desceram do céu, e destruíram Sodoma e Gomorra. A mulher de Ló olhou para trás e virou uma estátua de sal. E Ló mudou-se para o monte, com medo de viver nas cidades.
    – Suas filhas o embebedaram e se deitaram com ele, para preservar sua descendência.

    ——————————————–

    Genesis 20
    – Abraão peregrinou novamente, e mais uma vez disse que Sara era sua irmã, e mais uma vez um rei tomou-a por esposa.
    – E Deus falou a este rei: “Morrerás por causa desta mulher, que já tem marido”.E o rei disse: “Mas eu não sabia, ela me disse que era irmã. Punirá quem não tem culpa?”
    – E Deus disse: “Não, mas devolva-a, senão morrerá”. E ele devolveu a esposa, e repreendeu Abraão: “Por quê fez isso comigo? Por quê mentiu deste jeito?”
    – E Abraão explicou que foi por medo de ser morto. E o rei deu rebanhos e ouro a Abraão, e deixou-o morar onde quisesse.


  173. em 26/09/2012 at 20:37 Iones Furtado

    Rafael, eu copiei alguns textos das igrejas, protestantes, da maçonaria, e do islâ e colei no meu livro e tive muito trabalho para tirar as brigas de você e a cristã e seu jeito doido de ser você chamou o terno dos protestantes de fantasia….meu Deus.
    Amanhã eu vou ler porque você é um perigo e depois vou dar meu entendimento.
    Coloquei seu nome completo -londrina -PR
    Um abraço,
    Nota; meu livro está virando um prolixo.
    A paz de Cristo.


  174. Minha querida Iones batista furtado.
    Eu não briguei com ninguém…
    me fale um pouco do seu livro,qual é o título e o conteúdo.


  175. em 27/09/2012 at 14:30 Iones Furtado

    O TÍTULO É: Os Prestinados Do Amargedom – Os predestinado eu que estou escrevendo já o Armagedom é meu mano.
    Eu penso direferente dos teólogos que acham quem fulano é um predestinado e cicrano não é predestinado.
    Tento apaziguar as partes Católicos, protestantes, tudo que tem a palavra Jesus…..Eu confio em você se quiser te mando em e-mail gostaria pois é muito sábio ia me ajudar. Mas foneça o e-mail


  176. Rafael, porque você não pode ter um face seu?


  177. INFELIZMENTE CIRCUNSTÂNCIAS ME LEVAM A ISSO.FAÇO PARTE DE UMA HIERARQUIA,QUE DEVO OBEDECER RIGOROSAMENTE.


  178. Você tem um cargo eclesiastico do tipo obreiro, Ancião … é isso?


  179. De verdade não entendo como uma Hierarquia possa impedir uma pessoa de ter um face, isto é algo pessoal, afinal você é o único dono da sua vida.


  180. em 28/09/2012 at 10:58 Iones Furtado

    Cristã, lá dentro tem que ter diciplina se não contaminam todos.
    Por isto que eu disse que o universo dele é diferente do nosso jovem.
    Eles enfretaram tempos difíceis que já mais houve dentro da Igreja católica.


  181. Mas ele não é Padre, ele está estudando para ser Padre ou algo do genero?


  182. em 28/09/2012 at 11:24 Iones Furtado

    Eu penso que para algo maior: Bispo, cardeal bem acima de Padre.
    Observe que ele fala muitos IDIOMAS.
    Entende?
    Padre, mal sabe falar o nosso.


  183. Não …, ele não tem esse perfil, por isso não estou entendendo isso.


  184. em 28/09/2012 at 11:33 Iones Furtado

    Jovem,preste atenção perfil intelectual ele tem , ele não tem é muita calma e isto é da terra dele o pessoal lá é muito nervoso.
    Ou vai o racha.
    Mas isto com o tempo ele se ajusta.
    Mas o principal ele tem sabedoria.
    Deve ser para ser cardeal algo me diz…..cadeal.


  185. em 28/09/2012 at 11:35 Iones Furtado

    Sabia Cristã que eles passam muitas necessidades.


  186. em 28/09/2012 at 11:42 Iones Furtado

    Lembrei aqui Jesus Cristo que filho de Deus, na bíblia fala que ele entrou em um lugar e derrubou as barracas dos comerciantes. Brigou feio é normal.
    Ele é aut\~entico e nós também.


  187. Bom dia, pessoal! Alguém vai tentar me ajudar com as minhas dúvidas? Quando eu disse que não tinha entendido estava falando sério :-)


  188. Sei sim, tenho uma pessoa da familia que é Freira, mesmo assim tem algo fora do compasso nisso.


  189. Erick me desculpa, hoje a noite vou colocar as minhas considerações.


  190. Por favor Iones, não compara, o que ele fez aqui foi bem diferente do que o que Jesus fez.


  191. TANTAS PREOCUPAÇÕES ….SEM RAZÃO …..
    CONHEÇO RIO GRANDE DO SUL, MAS NÃO SOU DESSA TERRA QUERIDA!
    MINHA JOVEM, O MUNDO NOS ROTULA POR TÍTULOS.
    DOUTOR,PADRE,BISPO,MONSENHOR,ETC…..
    TENTO SE DISTANCIAR DE MINHA POSIÇÃO…PARA PODER SOMENTE MOSTRAR CRISTO.
    É PRECISO QUE EU DIMINUA E ELE CRESÇA (LEMBRA DESSA PASSAGEM BÍBLICA ? )
    PODEM ME CHAMAR DE RAFAEL .GOSTO DESSE NOME, ALÍAS FUI BATIZADO COM ELE.
    É UM ENCONTRO BELO ESSE NOSSO ENCONTRO AQUI NO BLOG . NOS APROXIMA DAS DISTÂNCIAS TERRITORIAIS.
    ENCURTA CONTINENTES E APROXIMA OS CORAÇÕES.
    POR ISSO GOSTARIA DE LHES ESCREVER SOBRE ALGUNS DOS ENCONTROS QUE CRISTO TEVE EM SUA VIDA.
    BELOS ENCONTROS, QUE MODIFICARAM PARA SEMPRE AS PESSOAS QUE COM ELE SE ENCONTRAVA.
    O MEU LEIT-MOTIV DURANTE TODOS ESSE ANOS É TENTAR MOSTRAR CRISTO DOS ANGULOS MAIS APETITOSOS PARA QUEM DELE OUVE FALAR.
    HOJE EM MINHA CABECEIRA DE LEITO CORRO OS OLHOS NUM LIVRO REALMENTE MAGNÍFICO, ESCRITO POR UM PADRE-MÉDICO, QUE INFELIZMENTE JÁ NÃO ESTÁ MAIS NO NOSSO MEIO.
    TENTAREI AQUI MODIFICAR COM MINHA PALAVRAS, PARA NÃO DEIXAR O TEXTO MUITO TÉCNICO…..OS BELOS ENCONTRO QUE JESUS TEVE.
    POR ISSO CONVIDO Á TODOS A MEDITAREM NAS SANTAS PALAVRAS DO EVANGELHO.
    COMEÇAREI HOJE ESCREVENDO SOBRE UM ENCONTRO BELO.CONFESSO QUE É UNS DOS MEUS PREFERIDOS.
    E POR OCASIÃO, HOJE EU ESTEJA MAIS CONVERSANDO COM A IONES, E A CRISTÃ …HOMENAGEIO ESSAS DUAS QUERIDAS IRMÃS MOSTRANDO O ENCONTRO DE JESUS COM UMA MULHER.

    O BALDE DA SAMARITANA

    O EVANGELISTA SÃO JOÃO ABRE O QUARTO CAPÍTULO COM UM REGISTRO DE SOCIOLOGIA RELIGIOSA.

    COMEÇAVA JÁ O (DIZ SE-QUE-DISSE DA PODEROSA CLASSE DOS FARISEUS)

    TODOS FOCAVAM MIL LUNETAS SOBRE JESUS,DIVULGANDO O QUE ELE FAZIA…OQUE DIZIA…E NÃO DIZIA.
    A ESSA ALTURA O GRUPO DE APOSTOLOS JÁ ESTAVA FORMADO.E O ASSÉDIO A JESUS NÃO ERA SOMENTE DIURNO.
    JESUS MUITAS VEZES TEVE QUE FUGIR,PARA NÃO SER PISADO
    .(cf; Lc 4,40-42).
    POIS É ESTE FENOMENO QUE COMEÇA A INCOMODAR OS FARISEUS!

    SE HOUVE ALGO QUE CRISTO NÃO SE RECUSOU A FAZER, FOI CAMINHAR!
    A MISSÃO QUE O PAI LHE CONFIARA EXIGIA UM BOM PAR DE PERNAS PARA TRANSPORTAR AQUELE CORAÇÃO.
    E LÁ SE VAI ELE CORTANDO A PALESTINA,DE SUL A NORTE(QUANTAS VEZES EFETUOU ESSE ITINERÁRIO),DA JUDÉIA ATÉ A GALILÉIA!
    E FORÇOSAMENTE DEVIA PASSAR PELA SAMARIA, QUE FICAVA ENTRE AS DUAS.
    ERA SEMPRE A CONTRAGOSTO QUE OS APOSTOLOS TRANSITAVAM PELA SAMARIA,MAL RECEBIDOS QUE ERAM,DEVIDO A UM VELHO PRECONCEITO!
    (caso alguém precise de explicação sobre esse velho preconceito,poderei em outra postagem explicar melhor e por que)

    SEMPRE QUE POSSÍVEL,ELES PROVIDENCIAVAM FARNEL AO PARTIREM,FOSSE DA JUDÉIA,FOSSE DA GALILÉIA.
    PARA CORTAREM A SAMARIA SEM TER DE ENTRAR NOS POVOADOS, SEM TOPAR COM OS SAMARITANOS.
    DESSA VEZ, ENTRETANTO,ANTES DE CHEGAREM A SICAR (CIDADE SAMARITANA) O FARNEL ACABARA!
    NAQUELE DIA DE SOL ESCALDANTE,JESUS SENTIU-SE INVADIDO PELO CANSAÇO DE TANTAS LÉGUAS PERCORRIDAS NA CARRUAGEM DAS PRÓPRIAS PERNAS.
    COM SEDE,COM FOME,EXAUSTO,ESTE AUGE DE FADIGA OCORREU PRECISAMENTE NOS ARREDORES DE SICAR.
    TERÁ SIDO FADIGA REAL OU IMPRESSÃO REFORÇADA PELA VISÃO DO POÇO???
    SERIA MENOS RESISTENTE QUE OS APOSTOLOS?
    ELE QUE CRESCERA EXERCITANDO-SE NO ÁRDUO TRABALHO DE CARPINTEIRO?
    O CERTO É QUE OS APOSTOLOS TINHAM QUE PROVIDENCIAR COMIDA, DE BOM OU MAU GRADO !
    FORAM JUNTOS ATRÁS DE COMIDA,EM GRUPO SE SENTIAM MAIS SEGUROS…….MAS, JESUS….PREFERIU FICAR.
    SÃO JOÃO DIZ QUE ELE VIU O POÇO, A SOMBRA,SENTIU A ARAGEM E ALI SE ENTREGOU A RECUPERAÇÃO FISICA PARA DEPOIS PROSSEGUIR VIAGEM.
    ELE ESTÁ SENTADO NO CHÃO,RECOSTADO AO POÇO (FRIOZINHO GOSTOSO NAS COSTAS QUENTES) REFRESCANDO AS CELULAS,SEM TER “COM QUE PUXAR AGUA” E SEM DISPOSIÇÃO DE PUXÁ-LA.
    NINGUÉM POR PERTO…..MEIO DIA…SOL A PINO, TODO MUNDO EM CAS ALMOÇANDO,REPOUSANDO….
    MAS, ESPERE !
    HÁ ALGUÉM VINDO !!! SE APROXIMA DO POÇO E PÕE A ( BILHA ) NO BEIRAL DO POÇO,LANÇA O BALDE,A CORDA DESLIZA ENTRE AS MÃOS….O BALDE SE ENCHE.
    E QUANDO A MULHER ESTÁ DESPEJANDO A ÁGUA NA BILHA,OUVE A VOZ DE JESUS :
    -DÁ-ME UM POUCO D’ÁGUA ( Jo 4,7)
    A SAMARITANA PERCEBE O SOTAQUE, A DIFERENÇA DA PRONUNCIA.CONFIRMOU A SUSPEITA.É JUDEU MESMO!
    O VELHO PRECONCEITO ENTROU EM EBULIÇÃO.
    -COMO É QUE TÚ,UM JUDEU,PEDES ÁGUA A MIM,UMA SMARITANA? (4,9)
    JESUS NÃO DISPUNHA DE BALDE, E ELA NÃO PRETENDIA CEDER O SEU.
    JESUS PASSARÁ SEDE POR QUE O BALDE NÃO É DELE,POR QUE ELE É JUDEU E ELA SAMARITANA…..PARA ELA, ELE NÃO VALIA NADA!
    COMO QUER QUE FOSSE,UMA BRECHINHA SURGIRA.O DIÁLOGO NASCERA.JESUS NÃO SE PERTURBA!
    COMPREENDE AQUELA ATITUDE,EMBORA NÃO Á JUSTIFIQUE.COMPREENDE POR DOIS MOTIVOS.
    PRIMEIRO – POR QUE ELA AINDA NÃO SABE QUE TODOS SOMOS FILHOS DO MESMO PAI.
    SEGUNDO – JESUS PRETENDE REVELAR ESSE PRIVILÉGIO ESTUPENDO.
    POR ISSO JESUS, CONTORNA A AGRESSIVIDADE,PROVOCANDO A CURIOSIDADE FEMININA:
    – SE CONHECESSES O PRESENTE DE DEUS…..
    AH, SE SOUBESSES QUEM ESTÁ TE PEDINDO DE BEBER, TU É QUE LHE PEDIRIAS DE BEBER, ELE TE DARIA UMA ÁGUA VIVA…..MAS, NÃO CONHECES O PRESENTE DE DEUS (Jo 4,10)
    ESTE QUE ESTÁ TE PEDINDO AGUA,SENTE SEDE,MAS É O SENHOR DA ÁGUA! ESTE QUE ESTA CANSADO É O SENHOR DE TODAS AS FORÇAS, A QUEM ATÉ O MAR E O VENTO OBEDECEM.ESTE QUE ESTÁ FALANDO CONTIGO É A PALAVRA DE DEUS EM LÁBIOS HUMANOS, É O PRESENTE DE DEUS PARA O MUNDO !!!!
    PRESENTE SEM PREÇO,POR QUE NÃO É MERCADORIA,É DOM DE AMOR.
    SE TU MULHER,ADIVINHASSES QUEM É QUE ESTÁ AGORA DIANTE DE TI,SUADO DE CAMINHAR AO SOL,DEIXARIAS TUA AGUA DA TERRA E PEDIRIAS Á AGUA QUE ELE CONHECE,ÁGUA VIVA,QUE JORRA PARA A VIDA ETERNA !
    MAS O OLHAR DA SAMARITANA AINDA NÃO ENXERGAVA O QUE JESUS QUERIA MOSTRAR.POR QUE JESUS QUER QUE OLHAMOS COM O ESPIRITO E O ESPIRITO DA SAMARITANA CONTINUAVA DENTRO DO CASACO DO PRECONCEITO.
    DAÍ A REAÇÃO RASTEIRA:
    – DÁ ME ENTÃO DESSA ÁGUA QUE ME DISPENSA CARREGAR ESTA TODOS OS DIAS (4,15).
    JESUS CONCLUI QUE É PRECISO PERFURAR CASCA COM BISTURI DE IMPACTO:
    -VAI ENTÃO BUSCAR TEU MARIDO (4,15)
    GOLPE CERTEIRO.
    COMO?ELE SABIA QUE…..? SERIA POSSÍVEL?
    -NÃO TENHO MARIDO,CONFESSA A SAMARITANA (4,17)
    JESUS NÃO SE ESPANTA.PELO CONTRÁRIO.ENCANTA-SE COM TAL SINCERIDADE.
    É UMA ALMA PAGANIZADA, MAS SOMENTE NA EPIDERME DAS CIRCUNSTANCIAS. NO ÂMAGO DE SI É TRANSPARENTE,CRISTALINA!
    -JESUS DIZ:
    TENS RAZÃO EM DIZER QUE NÃO TENS MARIDO.TIVESTE CINCO, E O QUE AGORA TENS NÃO É TEU MARIDO.FALASTE A VERDADE.(4,17-18)
    AGORA SIM, O VÉU DO TEMPLO RASGOU-SE AOS OLHOS DELA.UMA IMPRESSÃO DESLUMBRADA ENVOLVE-A,INVADIU-A, E ELA INTUIU QUE ESTAVA PERANTE ALGUÉM NÃO TOTALMENTE TERRENO.
    -SENHOR,VEJO QUE ÉS PROFETA….(4,19)
    -EU SEI QUE O MESSIAS DEVE VIR, E QUANDO VIER ANUNCIARÁ TODAS AS COISAS(4,25)
    REVELOU-LHE ENTÃO JESUS:
    – O MESSIAS SOU EU,EU QUE ESTOU FALANDO CONTIGO. (4,26)
    E ELA ACREDITOU .
    DE TAL MODO QUE QUANDO OS APOSTOLOS CHEGARAM,NÃO, PRESTOU ATENÇÃO A ELES.
    O CORAÇÃO PULSAVA FORTE, O ESPIRITO SE SENTIA RADIANTE DE LUZ,DE FÉ.ENCONTRARA O CRISTO.ENCONTRARA O ESPERADO QUE AS ESCRITURAS SEMPRE FALARAM!
    ENCONTRARA O ENVIADO DE DEUS.A HORA DE DEUS CHEGARA PARA ELA!
    GOSTO DE LER UM DETALHE QUE SÃO JOÃO REGISTROU NESSA PASSAGEM DA BIBLIA.
    DETALHE MINUSCULO NA APARÊNCIA, MAS….GIGANTESCO NO SIGNIFICADO !!!
    ( ELA DEIXOU A BILHA NO BEIRAL DO POÇO ) ” v. 28 “.
    PARA CORRER SEM PEIAS. Á ÁGUA ERA OUTRA. E O FOGO TAMBÉM.
    LÁ VAI ELA COM A ALMA EM CHAMAS.
    NÃO VAI,VOA!
    JESUS VIA EM ESPÍRITO A SAMARITANA PERCORRENDO AS RUAS DE SICAR, ENTRANDO NAS CASAS DE TODOS…TRANSPONDO MONTANHAS…ATIRANDO NO AR A NOTÍCIA.
    JESUS ACERTARA !
    ” Á ÁGUA QUE EU LHE DER,SE TRANSFORMARÁ EM FONTE PARA A VIDA ETERNA” (4,14).
    ERA O QUE ESTAVA ACONTECENDO. A SAMARITANA TORNARA-SE AGORA FONTE.TODA ELA ERA UMA FONTE JORRANDO…JORRANDO LONGE O ANUNCIO DA VIDA ETERNA!
    DEIXARA NO POÇO A BILHA, POR QUE SE TORNARA FONTE!

    PENSE NISSO….VENHAM TAMBÉM …..DEIXAR SUA BILHA E TORNAR-SE FONTE ETERNA DE SALVAÇÃO PARA TODOS QUE CRUZAREM SEUS CAMINHOS !!!!

    DO VOSSO AMIGO EM FÉ
    RAFAEL.


  192. Por que sem razão… estamos apenas querendo te conhecer melhor, usando suas proprias palavras, MAS, FAZ PARTE DE PESSOAS COM CARÁTER DUVIDOSO, SE ESCONDER ATRÁS DE QUALQUER COISA.

    A passagem realmente é muito bonita.

    Peço para que responda a pergunta do Erick, vou responder hoje a noite.


  193. em 28/09/2012 at 15:36 O NOME PELA QUAL A CRISTÃ ME CHAMAR !

    SABE MINHA JOVEM, O CAMINHO MAIS LONGO DO MUNDO?

    ?????????

    o do ouvido á do coração…..
    ou nesse caso,
    o seu pela sua resposta……
    da mente ao coração.
    leu,mas não entendeu a passagem da bíblia…..
    se comportou igualzinho á samaritana.
    tenha fé e coragem, ainda é tempo!
    vc só está estragada por fora(no bom sentindo)……mas por dentro é Pura!
    tens realmente noção do que escreveste acima…..ou é apenas a alma vaidosa que se sentindo ferido econtra uma oportunidade, para se vingar !?


  194. em 28/09/2012 at 16:45 Iones Furtado

    Jesus Cristo, entre os Samaritanos. Os Judeus não gostavam dos Samaritanos, porque eles cultuavam vários Deuses.
    E um Judeu na cidade deles era algo estranho. Naquela época havia horário para as mulheres pegarem água e no caso desta , eu acredito que teria que ser separado, pois ela teve uma vida promíscua no passado, deveria se uma pessoa muito sofrida. Pela vida que tinha e pela sociedade ao seu redor.
    Jeus Cristo para ela foi uma luz que a reavitalizou-a.
    A semente que naquele poço ele plantou deve ter germinado.
    Olha Cristã eu sei que o Rafael não foi cavalheiro com você, mas passou.
    O importante é o agora. Nos temos um ponto e este ponto é Jesus Cristo, isto sim é o que importa.
    Vamos parar com nossas diferenças e tentar trilhar nesta estrada linda que no final encontraremos Jesus.
    Eu não quero saber se ele é monsenhor, padre, bispo, gostaria que fosse Cardeal ou franciscano. O que importa é que ele divide conosco este saber lindo e é isto que eu quero.
    Beijos a todos , a paz de Cristo e por favor sorrem o Eric, ele está com dúvida isto é para nós todos..


  195. em 28/09/2012 at 16:48 Iones Furtado

    Retificação: SOCORREM O ERIC!!!!!!!!!!!!!!!!


  196. em 28/09/2012 at 16:53 Iones Furtado

    Éric, quais são as suas dúvidas?


  197. GENESIS 6
    – Os homens tiveram filhas. E os filhos de Deus as acharam formosas, e as tomaram como mulheres, e os filhos que tiveram com elas eram “gigantes”, os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama.(1)
    – Disse o Senhor: não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem, porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos; (2)
    – Deus viu que o homem era mau, então se arrependeu de tê-lo feito, e decidiu destruir a ele a a todos os seres vivos. Mas Noé era correto.
    – Então pediu a Noé para construir uma arca, e levar um casal de cada espécie para ela, pois iria afogar todos os demais seres vivos. E Noé a construiu.

    DÚVIDAS
    (1) Qual a diferença entre filhos dos homens e filhos de Deus? Quais seriam estes últimos? E os seus filhos, que eram especiais?
    (2) “Também” é de carne? Não entendi.

    ——————————————–

    Genesis 15
    – Abrão pediu a Deus que lhe desse filhos, pois não tinha Herdeiro. E Deus prometeu que sua descendência seria abundante como as estrelas.
    – Abrão perguntou como saberia que a terra havia de ser sua, e Deus pediu que trouxesse alguns animais, que ele trouxe e sacrificou (1)
    – E Deus anunciou que a descendência de Abrão haveria de ser escravizada por quatrocentos anos, mas depois liberta, e que receberia esta terra, desde o Rio Nilo até o Eufrates.

    DÚVIDAS
    (1) Não entendi nada sobre estes versículos (8-11). O que querem dizer?


  198. Se você utilizar o nome pelo qual vou te chamar, então a partir de hoje utilize,
    QUERIDO!

    Meu QUERIDO é tão bom ver você se abrir, tinha certeza que a mensagem que você queria passar era pra mim.

    ou é apenas a alma vaidosa que se sentindo ferido econtra uma oportunidade, para se vingar !?

    As vezes acho que escreve pra mim, pensando exatamente em você.

    Você realmente é aquela pessoa que vimos no facebook? Por que você teima em não entender as coisas…(palavras suas) Só quero saber quem você é.


  199. Seguem mais algumas anotações (desta vez não há dúvidas):

    GENESIS 21
    – Nasceu o filho de Abraão, chamado Isaque, e houve muita comemoração.
    – Ismael, filho da serva, zombava e por isso Sara mandou que os expulsassem. Abraão não queria, mas Deus disse que iria ajudá-los.
    – Perdida no deserto, a serva já abandonava o menino, mas um anjo os ajudou. E viveram no deserto.

    —————————————–

    GENESIS 22
    – Deus pediu a Abraão o seu filho Isaque em sacrifício, e este já estava a ponto de matá-lo.
    – Mas um anjo do Senhor disse que não era preciso, que ele havia provado que temia ao Senhor, lhes indicou um carneiro para ser sacrificado.

    OBSERVAÇÕES
    – No versículo 24 vemos que o costume da época permitia ao homem ter uma concubina.

    —————————————–

    GENESIS 23
    – Sara morreu, quando estavam vivendo entre os cananeus. Ofereceram de presente a Abraão um local para enterrá-la, mas ele fez questão de comprá-lo.

    —————————————–

    Genesis 24
    – Abraão fez seu servo jurar que procuraria uma esposa para Isaque entre os membros da família de Abraão.
    – O servo foi até lá, e Deus ajudou-o a encontrar a moça desejada, e trouxe-a para onde estava Isaque, e eles se casaram.

    —————————————–

    Genesis 25
    – Abraão tomou outra mulher, e teve mais filhos, e depois morreu.
    – Isaque teve dois filhos gêmeos: Esaú (primogênito) e Jacó.
    – Esaú era caçador, e Jacó mais caseiro. Jacó gostava de Esaú, mas sua mãe amava Jacó.
    – Um dia, Jacó fez um guisado, e Esaú pediu para comer, e Jacó pediu a primogenitude de Esaú em troca, e ele aceitou.

    OBSERVAÇÕES
    – Nota-se como, entre os judeus daquela época, o primogênito era sempre o mais importante. Os filhos de concubinas, por exemplo, não tinham herança e eram mandados para longe.


  200. Vamos ao que interessa, a sua dúvida Erick.

    Alguns Teologos acreditam na tese que no Antigo Testamento a expressão Filhos de Deus sempre se refere a anjos (Jó :6, 2:1, 38:7), entretanto, o texto em Mateus 22:30 indica que os anjos não se casam. ” Porque na Ressureição nem casam, nem são dados em casamento, mas serão como os Anjos de Deus no Céu.
    Sim, é uma “contradição” interessante dizer que os anjos não têm gênero e depois dizer que os “filhos de Deus” eram anjos caídos que procriaram com mulheres humanas. No entanto, embora os anjos sejam seres espirituais (Hebreus 1:14), eles podem aparecer em forma humana e física (Marcos 16:5). Os homens de Sodoma e Gomorra quiseram ter relações sexuais com os dois anjos que estavam com Ló (Gênesis 19:1-5). É plausível que os anjos sejam capazes de assumir a forma humana, até mesmo ao ponto de duplicar a sexualidade humana e, possivelmente, a reprodução. Por que os anjos caídos não fazem isso mais vezes? Parece que Deus aprisionou os anjos caídos que cometeram esse pecado perverso para que os outros anjos caídos não fizessem o mesmo (como descrito em Judas 6).

    Entendo que para analisarmos essa questão a coisa deve iniciar no Por que Deus quis acabar com o Mundo mandando o Dilúvio.

    A Bíblia diz que após Caim matar Abel, o mesmo disse a Deus: da tua face me esconderei (gn 4:14). em seguida Caim se casa e vai morar na terra de node (gn 4:16-17). partir dai Caim e sua esposa geram filhos. como seria a geração de um homem sem temor a Deus, como Caim? que segundo a Bíblia, ele era do maligno ! (1jo 3:12). na genealogia de caim encontramos o primeiro homem a rejeitar o princípio divino do casamento monogâmico, ordenado por Deus, Lameque; onde o homem deveria deixar pai e mãe, unir-se a sua mulher e serem ambos, uma só carne (gn 2:22-24, mt 19:4-6). aqui surgiu a bigamia, fruto da desobediência a ordenança de Deus. também na geração de Caim encontramos jubal, um homem que foi considerado, o ¨pai dos tocam harpas e órgãos (gn 4:21). porém não é mencionado que ele louvava a Deus ou salmodiava ao senhor! provavelmente ele era o ¨pai da musica mundana¨. mais adiante vemos Lameque dizer as suas duas mulheres que ele matou duas pessoas, um por o ferir e outro por o pisar (gn 4:23). assim era a genealogia de caim um povo totalmente desviado da presença do senhor, como Caim que se escondera da facedo senhor. eles eram os “filhos dos homens”.

    Em seguida surge uma outra geração, os descendentes de Sete, que nascera após a morte de Abel o ¨justo¨. Adão e Eva deram o nome de Sete, que signiifica: compensação, renovo, designado. certamente via nele a compensação no lugar de Abel nos planos de Deus, por meio de quem viria o messias conforme (lc 3:38). a partir de Sete começa uma geração diferente, uma geração abençoada! uma geração por meio de quem viria o descendente da mulher, cristo Jesus o messias! (lc 3:38).
    o primeiro filho de Sete foi Enos; este começou a invocar o nome do senhor (gn 4:26), mais adiante aparece Enoque; este era homem temente a Deus, e andou com o senhor e não mais foi visto, pois Deus para si o tomou (gn 5:23-24). então surge Noé, desta mesma geração, um homem temente a Deus, que alcançou a graça do senhor e foi salvo no meio de uma geração já corrompida! (gn 6:8-9) assim era a geração de Sete, totalmente diferente da geração de Caim. a geração de Sete era cheia de homens tementes a Deus, enquanto que a geração de Caim, era perversa e corrompida. estes, descendêntes de Sete, eram os “filhos de Deus”.

    É nisso que acredito, mas a discussão não para aí, ja ouvi casos de que nos dias de hoje, pessoas se envolveram com Anjos Caidos disfarçados de Humanos provocando relações Homossessuais.

    Resumindo,Filhos de Deus seriam os Cristãos Obedientes, corretos… e filhos do Homem, os homens que ja estão corrompidos.

    Espero ter ajudado, abraços!


  201. TOTALMENTE ERRADA ESSA CONCEPÇÃO!


  202. o arrependimento de Deus nunca deve ser entendido como o arrependimento humano. E por que não? Simplesmente porque o arrependimento do homem é causado pelo reconhecimento de uma atitude precipitada, como resultado da ignorância do que havia de acontecer. Nós nos arrependemos porque erramos. No caso de Deus é extremamente diferente. Ele jamais comete erros. Em Deus “não pode existir variação, ou sombra de mudança” (Tg 1.17).

    TOME MUITO CUIDADO EM PEGAR UM TEXTO E TENTAR ENTENDÊ-LO.
    VOCÊ DEVE SE POR DENTRO DO CONTEXTO.


  203. em 28/09/2012 at 18:37 Iones Furtado

    Excelente o seu estudo Cristã.
    Mas os gigantes da antigüdade foi da decorrencia do sinal de Caim Deus o fez virar um gigante. O que ocorreu foi uma mutação genética eu acima coloquei o site das descobertas dos ossos do gigantes.
    Filhos de Deus é todo aquele que adora Deus no caso de ENOS foi o primeiro..
    Esta afirmação que os anjos tiveram relações com as filhas dos homens é do livro de Enoc apócrifos que os esotéricos usam. Eu tenho este livro para estudo, não é verdade.
    Fiquei feliz cristã você é muito sabia, Éric entra no site e você verá os gigantes.


  204. - Deus viu que o homem era mau, então se arrependeu de tê-lo feito, e decidiu destruir a ele a todos os seres vivos. Mas Noé era correto.

    Simplesmente Deus mandou o diluvio e acabou com os maus de coração, mas ele manteve a decendencia de Sete, ou seja, Noé, o justo.

    Se Deus pensasse como um ser humano, não manteria Noé vivo, acabaria com tudo, não disse em momento algum que Deus achou estar errado, de onde tirou essa conclusão.

    TOTALMENTE ERRADA ESSA CONCEPÇÃO!

    Então qual é a certa?


  205. Não acredito na tese de que Filhos de Deus, nesse contexto são os anjos caidos.

    Acredito no que coloquei como resumo:

    Resumindo,Filhos de Deus seriam os Cristãos Obedientes, corretos… e filhos do Homem, os homens que ja estão corrompidos.

    É nisso que acredito.


  206. CERTO IONES ! REALMENTE AGORA VOCE ME SURPREENDEU !!!
    NESSE TRECHO !
    Filhos de Deus é todo aquele que adora Deus no caso de ENOS foi o primeiro..
    Esta afirmação que os anjos tiveram relações com as filhas dos homens é do livro de Enoc apócrifos que os esotéricos usam.
    QUE BOM, PARABÉNS !
    ESTÁ CADA VEZ MAIS PERTO…….DE ENTENDER!


  207. DESCULPE ! MAS, MAIS UMA VEZ VOCÊ ESTÁ ERRADA !


  208. em 28/09/2012 at 18:53 Iones Furtado

    Em Gênesis, capítulo 4 há a descrição do pecado de Caim, ou seja, aquele em que ele matou Abel, devido a aceitação de Deus à oferta de seu irmão e rejeição da sua. Em virtude desse pecado houve uma conseqüência, qual foi: …”Agora maldito és desde a terra , que abriu sua boca para receber das tuas mãos o sangue do teu irmão. Quando lavrares o solo, não te dará mais a sua força: fugitivo e errante serás pela terra. …O Senhor, porém lhe disse: Portanto qualquer que matar a Caim será vingado sete vezes. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que não o ferisse quem quer que o encontrasse”….(Gênesis 4:11,12e15) Agora, passaremos a analisar qual seria esse sinal: Quando a Bíblia, antes de começar a falar de Noé no capítulo 6 de Gênesis, relata um fato interessante e misterioso, que, …”os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram formosas, e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. Então disse o Senhor: Não permanecerá o meu Espírito para sempre com o homem, pois este é mortal; os seus dias serão cento e vinte anos. Havia naqueles dias gigantes na terra, e também depois, quando os filhos de Deus conheceram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos. Estes foram valentes, os homens de renome que houvera na antiguidade”…. Duas teorias tem surgido para explicar o fato supra mencionado, porém somente a segunda parece-nos coerente, o que pretenderemos mostrar a seguir: A primeira diz, serem filhos de Deus, anjos, é isso mesmo, seres celestiais, baseados no texto de Jó 1:6. Os que assim o fazem, pensam que, porque o texto se refere a filhos de Deus apresentando-se perante o Senhor e logo em seguida aparece também Satanás(anjo caído). Os filhos aqui nesse caso, tem que ser igual a Satanás em espécie, o que não é verdade. Porque esses não poderiam ser aqueles que já morreram e que terão que comparecer perante o tribunal de Cristo? A Bíblia é omissa e não apresenta nenhuma margem para tal interpretação, o que torna perigoso uma análise do tipo. Esses que assim pensam, fundamentam-se também no texto de Judas 1:6 combinado com Apocalipse 9:14. (JD 1:6) “E aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, reservou na escuridão e em prisões eternas até ao juízo daquele grande dia;” (AP 9:14) “A qual dizia ao sexto anjo, que tinha a trombeta: Solta os quatro anjos, que estão presos junto ao grande rio Eufrates.” Esses anjos, referidos nos textos mencionados, não precisam ser os mesmos de Gênesis 6, mas sim aqueles que se rebelaram juntamente com Lúcifer. Nessa rebelião, somou-se 1/3 dos anjos do céu. Todos nós sabemos que anjo é o gênero da qual existem muitas espécies(querubim, Serafim, arcanjo, etc…). Esses, referidos em Ap. 9:14, com certeza possuem diferente espécie da grande maioria, possuem graus diferentes de poder. Por isso, pelo fato de possuírem grandes poderes é que estão presos em cadeias, para que Deus os libertando façam todo o mau previsto em Apocalipse. Mas o que derruba por terra esta teoria é o que Jesus disse a respeito de anjos nos textos de Mt 22:30; Mc12:25 e Lc 20:35. Disse que no céu, todos nós seremos iguais aos anjos, não nos casaremos, nem seremos dados em casamento, ou seja, não haverá a hipótese, dentre outras, de podermos relacionarmos sexualmente. Quanto a segunda teoria, bem mais coerente do ponto de vista Bíblico e também será um ponto de apoio de nosso estudo, fundamenta-se nos seguintes argumentos: Gênesis 4:25 descreve que Adão teve um outro filho com Eva, Sete. Este veio substituir Abel, seu irmão que houvera morrido. No versículo 26 do capítulo 4, continua a dizer que Sete teve um filho, a qual pôs o nome de Enos, e foi nesse tempo que os homens começaram a invocar o nome do Senhor. Em Atos 2:21 diz que todo aquele que invocar o Senhor será salvo. Portanto, sabemos que quem é salvo, conseqüentemente, se torna filho de Deus. Já que é assim , esses seres mencionados em Gênesis, por analogia ao versículo de Atos, são considerados filhos de Deus. Após o pecado de Caim e sua punição por parte de Deus, ele se retirou da presença do Senhor e foi habitar numa terra ao Oriente do Éden, cujo o nome era Node. Lá ele teve filhos, e a partir do versículo 18 até o 24, do capítulo 4 de Gênesis, fala da descendência de Caim. Em seguida, no capítulo 5 descreve a descendência de Sete, filho de Adão, sendo que no final dessa última descrição há uma observação importante de que esse é o tempo em que os homens começaram a buscar a Deus. O capítulo 6 inicia falando sobre o relacionamento entre os filhos dos homens e os filhos de Deus. O interessante é que Deus no versículo 16, capítulo 34 do livro de Êxodo diz para Moisés alertar o povo de Israel que quando eles viessem a possuir a terra prometida, seus filhos não tomassem por mulheres das suas filhas, para não se prostituírem após outros deuses. O que mais chama a atenção é que Deus usa o mesmo termo de Gênesis 6, seus filhos(filhos de Deus pois era povo de Deus)e suas filhas(filhas dos homens, pois eram do mundo e adoravam outros deuses). O que vem a reforçar a idéia acima é o fato de que, após o relato inicial em Gênesis 6, o texto mostra a ira de Deus contra a corrupção humana nos versículos 6 e 7 resultando na destruição da raça humana com o dilúvio e a salvação apenas da família de Noé, porque este era justo e temente a Deus, não tendo se corrompido como os demais(Hb 11:7). Mas, como Deus destruiu a todos, exceto Noé, o que aconteceu com aquele povo de Gênesis 4:26 que começara a invocar o nome do Senhor? Com certeza se corrompeu, pois se não o tivesse, Deus os teria preservado como fez com Noé. Como se corromperam? Conforme descreve Gênesis 6:2, ou seja, tendo visto os filhos de Deus(aqueles que invocavam o nome do Senhor) que as filhas dos homens(descendência de Caim. Pecadores que se retiraram da presença do Senhor) eram formosas e tomaram mulheres para si de todas as que escolheram. Fatos semelhantes a esse aconteceu também com: Sansão que, pelo fato de ter buscado uma mulher dentre os filisteus, Dalila, se corrompeu (Juízes 14:1 a 3. Note que nesse caso, que o vers. 1 emprega o termo: “filhas dos Filisteus”. Poderia ter-se dito “gentios”, mas não foi); Salomão(1 Reis 11:3). O que aconteceu com Salomão e Sansão também aconteceu com esses filhos de Deus, expressão essa, usada apenas para diferenciar o povo de Deus dos gentios, e não anjos como muitos, erroneamente, pensam. O que acontece no versículo 1 de Gênesis é uma justificativa do castigo previsto no versículo 3, como também, acontece nos 5 e 6. Se fossem anjos, a punição deveria vir apenas para eles e não para os homens, posto que são de maior força, podendo dominar facilmente os humanos e fazerem o que quiser, como o diabo, também, muitas vezes faz com as pessoas. Portanto, volto a afirmar que filhos dos homens são aqueles descendentes de Sete que começaram a invocar o nome do Senhor, e filhos dos homens são os descendentes de Caim que se afastaram de Deus e começaram a pecar. Agora, passaremos a analisar o mérito do assunto. Vocês devem estar pensando, porque falar sobre Gênesis 6, sendo que o sinal está no capítulo 4. Acontece que ambos estão intimamente ligados e antes de irmos ao mérito devemos esclarecer algumas coisas preliminarmente. O versículo 4 do capítulo 6 fala que: “Havia naqueles dias gigantes na terra, e também depois, de quando os filhos de Deus conheceram as filhas dos homens”….Por que será que há essa observação, quanto a gigantes, nessa passagem? Porque isso tem tudo a ver com o contexto, é óbvio. Repare bem, como fala o texto: “que havia naqueles dias gigantes, e também depois…”.Se já havia gigantes antes da relação entre os filhos dos homens e os de Deus, da onde teriam vindo esses, sendo que Deus deveria também os ter criado, posto que Ele tudo criou? Qual seria a razão dessa criação diferente do ser humano normal?. Deus não criou os gigantes a tôa, tem um objetivo, o de diferenciar uma espécie de humanos de outros. O texto acima mostra que eles já existiam na terra antes daqueles fatos descritos. Se eles já existiam foram criados, para diferenciar Caim e seus descendentes do resto da população. O sinal colocado em Caim deveria ser um que, quem o visse ficasse com medo. Todos, ao vê-lo teriam que ter medo dele, para assim, não tentar matá-lo. Deus não iria sair avisando a todos que o homem de tais características não deveria ser morto. Deus pôs algo em Caim que já amedrontaria a todos pela aparência, afinal o objetivo desse sinal era: (GN 4:14) “Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na terra, e será que todo aquele que me achar, me matará.”(GN 4:15) “O SENHOR, porém, disse-lhe: Portanto qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado. E pôs o SENHOR um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse.”. Tanto é verdade que quando Moisés enviou espias para Canaã, eles voltaram dizendo estar cheia de pessoas de grande estatura(Nm13:33), e no versículo 31 e 32 de Números, capítulo 13, também fala que Israel não podia atacar aquele povo, pois era mais forte, como também eram de grande estatura e a terra devorava seus moradores. Fato semelhante que ilustra essa idéia é, aquele em que Golias se apresenta para guerrear contra Israel e todos ao verem o gigante, espantaram-se e temeram muito(1Sm 17:11). É evidente, portanto, que a característica de gigante era colocar medo em quem os encontrasse. Mas, todos devem estar pensando como se explica o fato de haverem gigantes na terra após a destruição dessa pelo dilúvio e preservação apenas da família de Noé. A explicação é simples. Do casamento dos filhos de Deus(descendentes de Sete) e os filhos dos homens(descendentes de Caim), saíram os homens valentes da antiguidade. Por que a Bíblia não fala exatamente que resultou dessa união, os gigantes? Porque há que se lembrar da lei da genética. Entendemos que a Bíblia diz apenas que, Deus transformou Caim em gigante e só. Seus filhos, poderiam ser ou não gigante, já que sua esposa era normal. Um exemplo é o de um casal que tem filhos, cujo marido é alto e a esposa baixa, há a probabilidade de a criança ser alta como o pai, ou baixa como a mãe. Assim também aconteceu com os descendentes de Caim, nem todos seus filhos e filhas eram gigantes, mas apenas alguns. Os descendentes(homens ou mulheres) que não eram gigantes, mesmo assim possuíam em seu código genético “gens” de gigantes, podendo gerar filhos que fossem, conforme a genética atual explica possibilidades semelhantes, é obvio que se referindo a outras características. É claro que Deus ao fazer isso com Caim, não transformou apenas sua estatura, mas também lhe deu mais força, proporcional ao seu tamanho, o que quer dizer que quem, dos seus descendentes, não fosse gigante poderia possuir a força de um. Isso explica o fato da Bíblia falar em homens valentes da antiguidade. Significa que esses, eram apenas homens de grande força, daí a diferenciação que o texto faz entre esses e aqueles. Com a destruição da raça humana no dilúvio e preservação da família de Noé, como se explica o surgimento dos gigantes na nova terra de Noé e sua família, já que Davi lutou contra o gigante Golias, e também Josué e os espias viram gigantes na terra prometida? É importante estabelecermos, preliminarmente que, as pessoas que entraram na arca com Noé eram: Noé, esposa, três filhos e três noras. Foi a partir desses que surgiram os gigantes, posto que todos o demais humanos foram destruídos. Dentre os filhos de Noé não poderia haver “gen” de gigante, já que Noé foi o único justo num mundo corrompido e com certeza se assim foi, não teria ele feito como os demais e tomado mulher para si dentre aquelas dos filhos dos homens(descendentes de Caim). Se seus filhos não possuíam o “gen” de gigante, quem possuía? Com certeza, uma das esposas dos filhos de Noé. Essa esposa certamente era a de Cão, porque se formos analisar algumas coisas chegaremos a conclusão clara disso. Vejamos: 1) No capítulo 9, versículo 20 em diante do livro de Gênesis notamos uma passagem onde o filho de Noé, Cão, tendo visto a nudez de seu pai fez algo de muito errado, que a palavra não especifica, mas na qual lhe gerou uma conseqüência muito drástica: (Gn 9:25) “E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos.” (Gn 9:26) “E disse: Bendito seja o SENHOR Deus de Sem; e seja-lhe Canaã por servo.” (Gn 9:27) “Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem; e seja-lhe Canaã por servo.” Para que Cão tenha cometido tamanho pecado, com certeza a influência da convivência com sua esposa (descendente dos filhos de Caim) o tenha levado a isso. 2) Outra evidência clara é que, se formos reparar a partir do versículo 6, do capítulo 10 de Gênesis, a Bíblia começa a descrever os descendentes de Cão. O interessante, a princípio, é de se observar que um dos filhos de Cão se chama Canaã. Se vocês se lembrarem, quando Deus chama a Abrão para ir para a terra prometida, a terra é a de Canaã(GN 12:5-“E tomou Abrão a Sarai, sua mulher, e a Ló, filho de seu irmão, e todos os bens que haviam adquirido, e as almas que lhe acresceram em Harã; e saíram para irem à terra de Canaã; e chegaram à terra de Canaã.”). Naquela época, quando a terra era desabitada e alguém a possuísse primeiramente, colocava-se o nome do conquistador ou de seu povo àquela terra. Exemplo claro disso encontra-se em Gênesis 4:17, onde Caim tem um filho e dá o mesmo nome da criança a uma cidade que acabara de edificar. Era costume de Caim, que passou a seus descendentes dar nome às cidades, semelhantes aos dos filhos, o que também se fez com Canaã. Ela inicialmente foi habitada pelo filho de Noé, Canaã, daí advém seu nome. E como defendemos ser a mulher de Cão uma descendente dele, nada mais óbvio, seus descendentes fazerem como faziam os ascendentes no passado. Era algo que se aprendeu com os antepassados. Mas, o que isso tem a ver com o tema em análise? Tem tudo a ver. Quando Josué foi espiar a terra prometida, a terra era a de Canaã, e lá eles avistaram os gigantes (Nm 13:28,33). Agora, como se explica o fato de haverem gigantes na terra de Canaã? Então, diante de tudo que falamos, concluímos que esses encontrados naquela região eram os descendentes de Cão, filho de Noé, cuja esposa era descendente de Caim e também, talvez, podia não ser gigante, mas carregava em seu código genético o “gen” deles. O versículo 19 do capítulo 10 de Gênesis confirma tudo que foi dito, porque fala que o termo dos cananeus foi desde Sidom, em direção a Gerar, até Gaza; em direção a Sodoma, Gomorra, Admá e Zeboim, até Laza. A terra de Sodoma e Gomorra é exatamente a planície que os espias avistaram e percorreram, ou seja, é o local da terra prometida. 3) Se observarmos ainda na genealogia de Cão em Gênesis, capítulo 10, versículo 14, encontramos que dentre os descendentes de Cão havia Patrusim, Casluim( donde saíram os filisteus). Agora, se verificarmos em 1Sm 17:4, a Bíblia se refere a passagem onde Israel iria guerrear contra os filisteus, até que surge no meio do povo dos filisteus um gigante, Golias, este que futuramente foi morto por Davi. O interessante é que no primeiro texto mencionado há a referência à origem do povo filisteu, que advieram dentre os descendentes de Cão. Outro ponto que merece destaque é que no versículo 11 do capítulo 17 se 1Sm observamos que a reação do povo de Israel ao ver o Gigante foi de espanto e temor, exatamente o que Caim precisava para não ser morto quando alguém lhe encontrasse(Gn 4:15). Diante de todo exposto, concluímos que o sinal posto em Caim foi transformá-lo num gigante, para que todos ao vê-lo ficassem atemorizados e com medo, não tentando, dessa forma matá-lo.

    CAIM – livro apócrifos dos esotéricos aliás um livro muito perigoso de ler:
    Caim é o primeiro filho de Adão e Eva. Seu nome é derivado, de acordo com Gn 4.1, da raiz kanah, possuir, e foi dado a ele por conseqüência das palavras de sua mãe em seu nascimento: “Adquiri um varão com o auxílio do SENHOR”. Nenhuma conclusão séria pode ser extraída desta derivação. O livro de Gênesis, interessado no relato da origem das diferentes ocupações do homem, diz que Caim se tornou um homem da terra, enquanto seu irmão pastor de ovelhas. Ambos ofereceram ao Senhor um sacrifício de acordo com a analogia que seria mais tarde prescrita na Lei, sobre o poder de remissão do Criador. Caim ofereceu seus frutos da terra; e Abel as “primícias do seu rebanho e da gordura deste”. De acordo com alguns significados não indicados no texto sagrado, talvez, tenha sido algum tipo de alusão ao fogo que consumiu a oferta de Gideão (Jz 6.21) ou de Elias (1Rs 18.38), Deus manifestou aos irmãos que Abel e seu sacrifício fora aceito por Ele; que, ao contrário, Ele rejeitou a oferta de Caim. Nós não falamos a respeito das razões dessa preferência. Enquanto as conjecturas do sujeito a que é mais aceita entre os comentaristas é a que foi incorporada à Septuaginta na versão do que Deus disse a Caim no verso 7: “Se não fizeres bem, o pecado jaz à porta”. Isto implica que Caim cometeu a falta de apresentar a Deus ofertas imperfeitas, reservando para si mesmo a melhor parte do que produziu a terra. No entanto, Santo Agostinho, que estava sob a influência da Septuaginta, entendeu a passagem de outra maneira. Caim, nos diz ele, deu a Deus boa parte dos seus bens, mas não deu a Ele seu coração (De Civitate Dei, XV, vii). Isto está de acordo com a causa maior que geralmente desperta a preferência de Deus. A seqüência da história nos mostra a disposição do coração de Caim para o mal. São João diz que Caim invejava Abel, pois suas obras eram más, enquanto os do seu irmão eram mais justas (1Jo 3.12), e nós Lemos em Hebreus que “pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício que Caim” (Hb 11.4).
    Caim irou-se com a rejeição divina. Nos versos 6 e 7 do capítulo 4 de Gênesis lemos a advertência e o aviso de Deus: “Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo”. O pecado é aqui representado sob a figura de uma besta selvagem rondando a porta do coração, pronta para atacar sua vítima. Caim era capaz de resistir à tentação, mas não foi, e a história bíblica continua no relato do terrível crime que nasceu do ódio e da inveja. Ele assassinou Abel. Questionado pelo Senhor onde estaria o seu irmão ele respondeu que definitivamente não sabia. Para vingar o sangue de Abel, Deus pronunciou a sentença do primeiro homicídio. O texto no hebraico pode ser traduzido como: “E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber o sangue do teu irmão” etc., ou “maldito serás sobre a terra” etc. Esta tradução refere-se à sentença que seria dita nas palavras seguintes: “quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força”, ou seja, sua produção. Por último nos é relatado que este foi banido; este afastamento seria da terra onde seus pais moravam ou estivessem, como vimos em algumas passagens apresentadas. No momento da sentença, Deus continuou a manifestar sua presença de uma maneira especial, é falado que “saiu Caim da face do Senhor”. (verso 16). A terra de exílio de Caim, para onde este seria orientado e guiado, numa vida vagante, é chamada no hebraico, a terra de Nod, e é dito que se situava ao leste do Éden. Como não sabemos onde o Éden se situava, a localização de Nod também não pode ser determinada. A punição parecia a Caim maior do que ele poderia suportar; nas suas respostas, as palavras expressavam medo de vir a ser morto; Deus deu-lhe a promessa de proteção especial à sua vida e colocou nele um sinal. Não há indicação para nós qual a natureza deste sinal. O único evento subsequente da vida de Caim, dito pela Bíblia, é a fundação de uma cidade chamada Enoque, após ter um filho com este nome. Um bom número de autores acham que esta tradição, que faz de Caim o primeiro construtor de cidades, não é compatível com a história relatada; eles dizem que isto é melhor entendido como um relato popular da origem das tribos nômades do deserto. Se nos colocarmos no contexto do autor de Gênesis, elementos que este entendia de um modo geral, não há razão para supor que ele estava errado em escrever palavras da maneira que ele entendia como “construção” de uma cidade por Caim. Comentaristas mais conservadores estão provavelmente mais corretos ao julgarem que a “cidade” de Caim não foi notável em importância.
    Extraído de The Catholic Encyclopedia, Volume III (tradução livre)

    A recente descoberta arqueológica na Grécia. (http://www.truthorfiction.com/rumors/b/Biblical-Giants.htm)
    Alguns dizem que isso não é verdade, outros afirmam que sim, só sei que o que a Bíblia afirma é a verdade. (Fica aqui registrado para que vejamos pelo menos como seriam esses gigantes da Bíblia – ).

    Esta descoberta completamente inesperada prova a existência de “Nephilim”.
    Nephilim é a palavra usada para descrever o gigante que é falada nos tempos bíblicos por Enoch, e contra o gigante que lutou David (Golias)
    Num. 13:33 – Também vimos ali gigantes, filhos de Enaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos.
    Gn 6.4 – Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama.

    Observe o incrível tamanho do crânio..
    .

    Só para mostrar que a Bíblia é verdadeira com suas lições de história que são aplicáveis tanto para o futuro como para hoje e que não é só um livro espiritual. Isto é incrível. Não que já não tenha sido demonstrado que as Escrituras são verdadeiras, são apenas mais evidências para os nossos tempos.


  209. em 28/09/2012 at 18:56 Iones Furtado

    Rafael leia e me responda a mesma coisa é para a cristã.


  210. Rafael,

    Você disse a mesma coisa que eu com outras palavras, seria trageco falar com você se não fosse tão cômico.

    Filhos de Deus é todo aquele que adora Deus!Enos foi o primeiro, quem foi Enos? Filho de Sete.

    É a mesma coisa, se me interpretei de uma maneira que não entenderam peço desculpas.

    TOTALMENTE ERRADA ESSA CONCEPÇÃO!

    DESCULPE ! MAS, MAIS UMA VEZ VOCÊ ESTÁ ERRADA !

    Do jeito que você escreve até parece que você é autoridade no assunto, FAZ ME RIR!


  211. ENTÃO VOU FAZER VOCÊ RIR MAIS UM POUCO !
    VOCÊ ACABA DE JULGAR E CONDENAR JESUS ÃO FOGO DO INFERNO !!!
    VOCÊ GOSTA DE RIR?
    ENTÃO ME EXPLIQUE POR QUE JESUS EM VÁRIAS PASSAGENS DA BIBLIA SE INTITULA O FILHO DO HOMEM?
    SE FILHO DO HOMEM SÃO OS PECADORES….LOGICAMENTE JESUS É (?)
    NÃO…EU NÃO SOU AUTORIDADE NO ASSUNTO COMO VOCÊ DIZ!
    SOU APENAS UM SERVO DE CRISTO.
    MAS, UM SERVO QUE NÃO RI E TAMBÉM NÃO OUSA JULGAR JESUS CRISTO.


  212. CARA IONES !
    VOCÊ DEVE SE DECIDIR NO QUE ACREDITAR.
    EMBORA NÃO TE CULPO PELA FALTA DE LEITURA E ENTENDIMENTO BÍBLICO.
    LEMBRE-SE SEMPRE DAQUI POR DIANTE DE UMA SIMPLES COISA.
    MAS MUITO IMPORTANTE PARA O VERDADEIRO ENTENDIMENTO DA SAGRADA ESCRITURA.
    A BLBLIA FOI ESCRITA EM LINGUAGEM ESTRANHA Á NOSSA.
    ARAMAICO E DEPOIS GREGO QUE ERA A LINGUA UNIVERSAL DA ÉPOCA.
    MUITAS EXPRESSOES SÃO DIFICEIS DE SE TRADUZIR PARA O PORTUGUÊS.
    A MAIS DE UMA EXPLICAÇÃO PARA UM SIMPLES PALAVRA TRADUZIDA.
    POR ISSO QUE A LEITURA DEVE SER FEITA EM CONTEXTO.
    NÃO PENSE QUE É DIFÍCEL PARA VOCÊ.
    PARA MIM, QUE SOU LETRADO EM LINGUAS BÍBLICAS É EXTREMAMENTE DIFÍCEL.
    GIGANTES – TEM VÁRIAS DENOMINAÇÕES PARA ÉPOCA.
    ASSIM COMO IRMÃOS TAMBÉM!
    AGORA GIGANTE DE 2 METROS DE ESTATURA…SINCERAMENTE NÃO É DEFINIÇÃO CORRETA PARA A EXPRESSÃO GIGANTE COMO VOCÊ SUPÕE.
    TOME CUIDADO COM DISCOVERS, DESCOBERTAS ESTRAORDINÁRIAS, ETC….
    SÃO MATÉRIAS PRÉ FABRICADAS PARA VENDER, PARA CONSUMIR.
    REPITO, NÃO HÁ NADA DE VERÍDICO EM OSSOS DE GIGANTES.
    E ISSO NÃO É AFIRMAÇÃO MINHA, PROCURE UM POUCO MAIS E DESCOBRIRÁ.

    NÃO MISTURE POR FAVOR MISTICISMO COM A PALAVRA DE DEUS!
    NÃO MISTURE O QUE PAGÃO NO SAGRADO….
    LEIA, MAS NÃO COM O ENTENDIMENTO, COM A RAZÃO…..
    FECHE OS OLHOS E LEIA COM O CORAÇÃO MINHA CRIANÇA.
    O TEMPO ESTÁ ACABANDO, E O DIABO VEM PARA CONFUNDIR.
    CREIA,NÃO EM MIM…….MAS EM DEUS,EM CRISTO E EM TUDO O QUE ESTÁ ESCRITO NA BIBLIA……


  213. A Palavra e a Declinação
    De que se compõe uma palavra grega?

    De uma raiz, que pode levar um sufixo ou um prefixo. Quando declinada ou conjugada, a palavra tem também uma desinência.

    Um exemplo: a raiz τελ significa “fim”. E forma:

    τέλ

    ος
    =
    fim (substantivo)
    τελ

    έω
    =
    eu termino, completo (verbo)
    τέλ

    ειος
    =
    completo, perfeito (adjetivo)
    τελ

    ειόω
    =
    eu completo, aperfeiçôo (verbo)
    τελ

    ευτάω
    =
    eu morro /eu chego ao fim – da minha vida/ (verbo)
    ἐπι

    τελ

    έω
    =
    eu completo, aperfeiçôo (verbo)
    συν

    τελ

    έω
    =
    eu completo (verbo)
    συν

    τέλ

    εια
    =
    consumação (substantivo)
    Outro exemplo: a raiz λεγ significa “dizer” e forma:

    λέγ

    ω
    =
    eu falo, converso, digo (verbo)
    λόγ

    ος
    =
    palavra (substantivo)
    εὐ

    λογ

    έω
    =
    eu abençôo /eu falo bem de alguém/ (verbo)
    εὐ

    λογ

    ετός
    =
    abençoado (adjetivo)
    εὐ

    λογ

    ία
    =
    bênção (substantivo)
    ἀπο

    λογ

    έομαι
    =
    eu me defendo (verbo)
    ἀπο

    λογ

    ία
    =
    defesa (substantivo)
    λογ

    ίζομαι
    =
    eu calculo (verbo)
    δια

    λογ

    ίζομαι
    =
    eu debato (verbo)
    δια

    λογ

    ισμός
    =
    questionamento, arrazoado (substantivo)
    * Observa-se uma alternância vocálica na raiz: λεγ/λογ

    O que é o tema de uma palavra grega?

    Tema de uma palavra grega é o conjunto terminado por uma vogal (chamada “vogal temática”) sobre a qual se faz a declinação ou a conjugação. A ela acrescenta-se a desinência que caracteriza o número e o caso de um substantivo, adjetivo, artigo, pronome ou numeral; e as características de um verbo.

    πόλις
    cidade

    tema:
    πόλι-
    λογίζομαι
    eu calculo

    tema:
    λογίζο-
    Quantos números tem o grego bíblico?

    Apenas dois: singular e plural. O dual do grego clássico (usado para objetos que existem aos pares) desapareceu

    E quantos gêneros?

    Três gêneros: masculino feminino e neutro.

    O que é uma declinação?

    Declinação é a flexão de um substantivo, adjetivo, pronome ou particípio para indicar sua relação com o resto da oração. Segundo a forma de terminação do tema do nome, dividem-se as declinações gregas em três:

    1a declinação:
    aqui estão os nomes com terminação temática em
    α
    2a declinação:
    aqui estão os nomes com terminação temática em
    ο
    3a declinação:
    aqui estão os nomes com terminação temática em
    ι υ ευ ou em uma consoante
    Na 1a declinação os nomes são, em geral femininos. Mas há alguns nomes masculinos. A terminação temática vem muitas vezes modificada.

    Exemplos de nomes femininos:
    ἡμέρα
    :
    dia
    δόξα
    :
    glória
    ἀρχή
    :
    princípio
    Exemplos de nomes masculinos:
    νεανίας
    :
    jovem
    προφήτης
    :
    profeta
    Na 2a declinação os nomes são masculinos e neutros. Mas há alguns femininos. São apenas 35 nomes femininos no grego do NT.

    Exemplos de nomes masculinos:
    θεός
    :
    Deus
    λόγος
    :
    palavra
    Exemplos de nomes neutros:
    ἔργον
    :
    obra
    ποτήριον
    :
    cálice
    Exemplos de nomes femininos:
    ὁδός
    :
    caminho
    ἔρεμος
    :
    deserto
    Na 3a declinação os nomes podem ser dos três gêneros.

    Exemplos de nomes masculinos:
    ἀνήρ
    :
    homem
    αἰών
    :
    século
    Exemplos de nomes femininos:
    χάρις
    :
    graça
    πόλις
    :
    cidade
    Exemplos de nomes neutros:
    σῶμα, σῶματος
    :
    corpo
    γένος
    :
    raça
    O que é um caso?

    Caso é a variedade das relações fundamentais que o nome estabelece com o resto da oração. O caso é definido por sua função. Portanto, para analisar os casos de um nome grego, devemos procurar descobrir as funções que tal nome desempenha na estrutura de uma oração.

    Em grego um nome pode ser usado para:

    1. Designar/nomear um objeto qualquer, acerca do qual se faz uma afirmação: é a função do sujeito, que chamamos de caso nominativo.

    Exemplo: o homem ama a natureza.

    o homem: nominativo

    2. Invocar/chamar um objeto: é o caso vocativo:

    Exemplo: força, homem.

    homem: vocativo.

    3. Limitar/objetivar uma afirmação: é a função do objeto direto, que chamamos caso acusativo.

    Exemplo: eu estudo grego

    grego: acusativo.

    4. Definir o caráter ou as relações de/com outro nome, a origem, a separação: é a função que chamamos de caso genitivo.

    Exemplo: cara de pau.

    de pau: genitivo.

    Exemplo: veio da cidade.

    da cidade: genitivo.

    5. Para indicar um objeto de interesse, para fazer uma referência, para dizer a posição de um objeto ou ação, para indicar os meios ou a atribuição de algo a alguém ou a alguma coisa: é a função que, geralmente, chamamos de objeto indireto, é o caso dativo.

    Exemplo: dar-te-ei todas as coisas.

    te: dativo.

    Em síntese, os usos mais comuns dos casos são:

    nominativo : sujeito
    vocativo : invocação
    acusativo : objeto direto
    genitivo : responde ao “de quem”, “de que”
    dativo : objeto indireto, responde à idéia expressa por “em”, “sobre”, “entre”, “a”, “por”, “com”


  214. em 28/09/2012 at 19:49 Iones Furtado

    Rafael, então caro irmão, irmão é aquele amigo que a gente escolhe para chamar de irmão.
    Então irmão me explique o sinal de caim pois aqui no mundo as religiões JESUS CRISTO DOS ÚLTIMOS DIAS , dizem que é ser NEGRO.
    Rcismo.
    Outros dizem que estes gigantes são ETS.
    Então dê seu parecer eu achei este estudo muito bom o que mais se aproxima da realidade. E outros acham que o anjos tiveram coito com as mulheres, que não foi,
    Jesus por várias vezes falou filho do homem é que ele tem essencia humana também.
    Filhos de Deus é quem ama a Deus então nos somos filhos do homem(criatura) que após conhecer a Deus somos filhos de Deus.
    É assim que penso.

    Rafael, você não me perguntou porque eu nasci em 07 de Abril…..

    Você tem dons?

    O que vê, se não ok.


  215. Rafael, se entendi você é daqueles que acha que ser Cristão é ser triste, ser preocupado, sério.

    Eu não, sou feliz e muito feliz porque acredito num Deus que voltará para me buscar e me levar para o seu lado, que motivo existe maior do que esse para ser feliz.

    Somos felizes a medida que somos gratos e sou grata a Deus pela pessoa que sou, pela familia e vida que tenho. A unica coisa que me entristece é a certeza de saber que nem todos serão salvos, algumas pessoas não estarão no paraiso.

    Quanto ao seu questionamento, você mesmo tratou de responder com o que escreveu para Iones.

    Se você discorda, então coloca aqui o seu argumento, mas um argumento sólido, que com certeza vamos considerar e se for realmente convincente poderemos considera-lo como verdade.

    A idéia do debate é realmente essa, expormos o que aprendemos e chegarmos num consenso.

    Aguardamos sua análise.


  216. Cristã, Iones, muito obrigado pelas observações. Lendo-as, penso: será que os “filhos de Deus” eram o povo judeu, e os “filhos dos homens” todos os não-judeus?

    Digo isso porque, se não me engano, para os judeus daquela época (e até os de hoje), eles são o povo escolhido de Deus, ou seja, o Judaísmo é uma religião associada a um único povo (lembrando que só é judeu quem nasce judeu). Apenas o Cristianismo (inicialmente um seita dentro do Judaísmo), e mais especificamente após o trabalho do apóstolo Paulo, passou a ser uma religião universal, onde cabem todos os povos que a aceitarem.
    Assim, o pecado cometido seria os filhos de Deus (judeus) terem se casado com pessoas de fora (não-judeus), que não fazem parte do povo escolhido.

    Quanto a Jesus ter se intitulado o filho do Homem… bem, acho complicado querer que livros escritos com milhares de anos de diferença por autores diferentes utilizem as MESMAS palavras da MESMÍSSIMA forma. Desta forma, imagino que o contexto tenha sido diferente. Não sou especialista, mas vou arriscar uma idéia: que ele quis dizer algo como “ser humano”, ou algo assim, quando disse que era “filho do homem”. Mas se não for isso tudo bem, é outra coisa para estudarmos.

    Rafael, obrigado pelas observações a respeito das idéias apresentadas, mas seria mais interessante ouvir as suas idéias também, o que acha?


  217. E quanto ao Gênesis 6:3 “Então disse o SENHOR: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos.”

    Ele “também” é carne? Alguém entendeu alguma coisa?


  218. em 30/09/2012 at 16:09 Iones Furtado

    Éric, ele está dizendo que o espírito dele ou seja o fôlego de vida não fica para sempre com o homem, pois o homem é carne daí ele diz que a vida humana será de 120 anos, porque Matusalém viveu 969 anos é que antes eles estavam perto da perfeição, assim que sairam do Édem.
    Entendeu?


  219. Entendi, obrigado!


  220. GENESIS 26
    – Houve grande fome, e Isaque precisou peregrinar. E Deus ordenou que não fosse ao Egito.
    – Assentou-se junto aos filisteus, e disse que a mulher era sua irmã. E o rei descobriu, e deu-lhes proteção.
    – E Isaque prosperou muito, de modo que os filisteus ficaram cominveja, e mandaram-no ir embora.
    – E ele cavou novamente os poços de seu pai, enterrados pelos filisteus, e o rei deles fez uma aliança com Isaque.
    – E Deus apareceu a Isaque, que lhe construiu um altar.
    – Esaú tomou duas mulheres, que foram para Isaque e sua mulher uma amargura de espírito.

    ——————————————–

    GENESIS 27
    – Isaque ficou velho, e perdeu a visão.
    – A mãe de Jacó fez este roubar a bênção que Isaque tinha para seu filho Esaú, e mandou-o para longe para evitar que Esaú o matasse.

    OBSERVAÇÕES
    – Como uma mãe faz uma coisa dessas com o seu próprio filho (Esaú)?
    – Jacó, pelo visto, era um “espertinho”.

    ——————————————–

    GENESIS 28
    – Isaque abençoou Jacó, dizendo que não tomasse mulher entre as filhas de Canaã.
    – E Esaú, vendo que seu pai não gostava, tomou uma mulher dentre as filhas de Canaã, além das que já tinha. (1)
    – No caminho, Jacó encontrou-se com Deus, e prometeu que se fosse abençoado pagaria o dízimo.

    OBSERVAÇÕES
    (1) Percebe-se rebeldia nas ações de Esaú, provavelmente pela traição sofrida, que explica, mas não justifica.

    ——————————————–

    GENESIS 29
    – Jacó morou com seu tio Labão, e pediu a mão de sua filha mais nova (Raquel) em troca de sete anos de trabalho.
    – Ao fim de sete anos, enganaram-no entregando-o a filha mais velha (Lia). Prometeram entregar Raquel após mais sete anos.
    – Jacó amava muito mais a Raquel. Vendo o Senhor que Lia era desprezada, permitiu-a ter filhos, mas Raquel era estéril.
    – Lia deu quatro filhos a Jacó.

    OBSERVAÇÕES
    – Desta vez, o Jacó sofreu com a “esperteza” dos outros.

    ——————————————–

    GENESIS 30
    – As mulheres de Jacó ficaram disputando para ver quem lhe dava mais filhos, incluindo os filhos de suas servas com ele. (1)
    – Jacó pediu a Labão para deixá-lo ir embora, mas este pediu para ele ficar.
    – Jacó determinou o seu salário como sendo os reabnhos salpicados e malhados. E procurou através de um artifício fazer com que os melhores rebanhos futuros tivessem estas características, e enriqueceu. (2)

    OBSERVAÇÕES
    (1) Nota-se nestas passagens como a poligamia pode ser ruim para as mulheres (gerar briga). E como para elas ser estéril era motivo de vergonha na época.

    ——————————————–

    GENESIS 31
    – À medida que Jacó enriquecia, crescia a raiva dos filhos de Labão e mesmo deste. Até que um anjo do Senhor disse a Jacó para partir.
    – E ele pegou tudo o que tinha e partiu escondido de Labão. E Raquel roubou os ídolos deste.
    – Depois de três dias Labão ficou sabendo da partida, e deu falta dos ídolos, e correu atrás de Jacó junto com seus homens.
    – Quando Labão já ia alcançá-lo, Deus falou com ele em sonhos, para não falar mal nem bem a Jacó.
    – Labão reclamou de terem saído escondidos. E procurou os ídolos, mas não encontrou-os. Jacó, por sua vez, reclamou que Labão sempre mudava as regras, para tentar diminuir o salário dele.(1)
    – No fim, firmaram aliança e se despediram.

    OBSERVAÇÕES
    (1) Jacó encontrou alguém querendo ser ainda mais “esperto” que ele. Mas Deus estava do lado de Jacó.

    ——————————————–

    GENESIS 32
    – Jacó aproximou-se de sua terra natal, e os batedores disseram que seu irmão Esaú vinha com quatrocentos homens, e ele temeu a ira de Esaú (1)
    – Jacó separou o que tinha em dois bandos, e enviou rebanhos de presentes à sua frente, para aplacar seu irmão. E os fez passar pelo rio e ficou só.
    – Lutou com ele um homem até amanhecer, e ele não deixou-o ir embora sem abençoá-lo, e ele mudou o nome de Jacó para Israel, pois enfrentara Deus e os homens.

    OBSERVAÇÕES
    (1) Por que será, não é mesmo?

    ——————————————–

    GENESIS 33
    – Esaú ficou feliz de rever seu irmão, e nem queria os presentes, só os aceitou por insistência de Jacó.


  221. Erick, acho que posso ajudá-lo!
    São Jerônimo estudou hebraico e aperfeiçoou seus conhecimentos do grego para poder compreender melhor a Palavra de Deus nas línguas originais. Em Roma recebeu a missão do Papa Dâmaso para escrever a Bíblia em latim, graças ao conhecimento que tinha do grego e do hebraico. O Papa queria uma tradução mais fiel, em tudo aos textos originais, traduzida e apresentada em latim, que pudesse servir de texto uniforme na liturgia, evitando uma vez por todas, confusão.
    São Jerônimo, fiel servo de Deus, iniciou seu trabalho em Roma e continuou por toda a sua vida. Tudo pela Sagrada Escritura! A tradução da Bíblia em latim chamou-se “vulgata”, sendo usada largamente nos séculos posteriores, tornando-se oficial até o Concílio de Trento
    Nos estudos bíblicos,conhecemos que a palavra carne tem um sentido mais profundo.
    Carne numa tradução mais próxima que o autor quiz nos passar, seria
    podridão,a carne podre.
    Num sentindo mais figurado para você entender, seria as nossas misérias!
    No começo do evangelho de São João aparece de novo essa expressão.
    E o verbo se fez carne.
    O Divino se fez Podre,se fez carne.Deus, em seu infinito amor a Humanidade se diminuio, colocando-se em igualdade em nossa pequenês!


  222. Seguem mais algumas anotações do que aprendi com estes capítulos. Se alguém tiver aprendido algo diferente, gostaria muito de ouvir.

    Destaque especial para a dúvida em Gênesis 38.

    GENESIS 34
    – Um príncipe daquela terra estuprou uma das filhas de Jacó, mas queria casar com ela e fazer aliança com a família de Jacó
    – Dois irmãos da moça os enganaram, dizendo que fariam a aliança caso eles fizessem circuncisão, o que aceitaram;
    – No terceiro dia, quando estavam debilitados por causa da circuncisão, vieram à cidade e mataram todos os homens, e saquearam tudo o que puderam, e levaram presos os seus meninos e mulheres;
    – Jacó disse: agora os povos daqui vão se juntar e nos destruir. Ao que seus filhos responderam: por acaso deveríamos deixá-los tratar nossa irmã como a uma prostituta?

    ————————————

    GENESIS 35
    – Deus disse a Jacó que subisse a Betel para lá habitar e adorasse ao Deus que lhe apareceu.
    – Jacó disse a todos que deixassem seus deuses estranhos, e que se purificassem e fossem a Betel. E assim fizeram.
    – E Deus inspirou terror aos reinos vizinhos, que não vieram atrás deles
    – Raquel deu a luz a Benjamim, e morreu no parto.
    – Isaque morreu, com cento e oitenta anos, e seus filhos Esaú e Jacó o sepultaram.

    ————————————

    GENESIS 36
    – Descendentes de Esaú, e reis da região de Edom para onde foram viver porque a terra onde estavam não comportavam o gado dele e de Jacó.

    ————————————

    GENESIS 37
    – José era o filho preferio de Jacó, pois o tivera já muito velho, e seus irmãos o odiavam por causa disso.
    – Pra piorar, ele tivera sonhos em que parecia que todos se curvavam a ele, o que os fazia odiá-lo ainda mais.
    – Um dia, Jacó mandou José ver como estavam seus irmãos, e eles o prenderam num fosso e o venderam como escravo a comerciantes que iam ao Egito, que o venderam ao capitão da guarda do Faraó.
    – Fizeram Jacó acreditar que José morrera, e ele ficou inconsolável.

    ————————————

    GENESIS 38
    – Judá casou, e teve três filhos. Conseguiu uma esposa para seu primogênito (Tamar). Porém este era mau visto aos olhos do Senhor, que o matou.
    – Judá pediu ao seu segundo filho que desse descendência ao seu irmão, possuindo Tamar. Mas como a descendência não era para ele, ele apenas a possuía, sem engravidá-la de propósito, e por isso Deus o matou.
    – Judá então disse a ela para aguardar na casa de seu pai o seu filho mais novo crescer, mas o que queria era evitar que este também morresse.
    – Muito tempo depois, como ele já era grande e ela não era dada a ele como mulher, ela enganou o sogro (Judá), fazendo-o pensar que era uma prostituta, e deitou-se com ele e engravidou.
    – Quando iam matá-la por adultério, ela revelou o que fizera, e não foi morta. Judá nunca mais deitou-se com ela.
    – E ela deu a luz a gêmeos.

    DÚVIDAS:
    – Quem era esse Judá? Quem eram seus pais?


  223. Puxa, Rafael, obrigado pela ajuda. Faz bastante sentido. Como você disse, a tradução pode variar muito. Com isso em mente, dei uma olhada no Gênesis 6 versículo 3 nas demais versões da bíblia, que seguem abaixo:

    ALMEIDA REVISADA IMPRENSA BÍBLICA
    Então disse o Senhor: O meu Espírito não permanecerá para sempre no homem, porquanto ele é carne, mas os seus dias serão cento e vinte anos.
    Gênesis 6:3

    NOVA VERSÃO INTERNACIONAL
    Então disse o Senhor: “Por causa da perversidade do homem, meu Espírito não contenderá com ele para sempre; e ele só viverá cento e vinte anos”.
    Gênesis 6:3

    SOCIEDADE BÍBLICA BRITÂNICA
    Então disse Jeová: O meu espírito não permanecerá para sempre no homem; por causa do seu errar é ele carne; portanto os seus dias serão cento e vinte anos.
    Gênesis 6:3

    VERSÃO CATÓLICA
    O senhor então disse: “Meu espírito não permanecerá para sempre no homem, porque todo ele é carne, e a duração de sua vida será de cento e vinte anos.”
    Gênesis 6:3

    Como disse, são traduções, e cada um traduz da sua forma. Por estas traduções, a resposta da Iones faz mais sentido (na verdade, se eu tivesse dado uma olhada nas outras Bíblias antes, nem teria dúvida, vou consultá-las também quando tiver dúvidas). Mas é muito interessante ver para onde poderíamos ir partindo direto do original. Obrigado!


  224. em 30/09/2012 at 19:21 Iones Furtado

    Rafael não me respondeu sobre o dia 07, por que?
    Tem dons?
    Por favorme responda.


  225. Querida Irmã Iones.
    Acredito que todos nós nascemos com algum Dom, e também acredito que outros Dons adquirimos com estudos e aproximação do nosso Deus.
    Eu como você possuo dons !
    Mas, Dons cedidos pelo Espirito Santo!
    Dom de adivinhação,leituras de cartas,previsão de futuro…ou mesmo conversas com mortos…..são abominações.
    A Bíblia condena tais participações.
    Por isso, eu não tenho esse Dom que você supõe!


  226. Rafa, aproveitando os seus conhecimentos linguísticos, segue abaixo Gênesis 6:1-4 (tradução da Bíblia versão católica)

    1 – Quando os homens começaram a multiplicar-se sobre a terra, e lhes nasceram filhas,
    2 – os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram belas, e escolheram esposas entre elas.
    3 – O senhor então disse: “Meu espírito não permanecerá para sempre no homem, porque todo ele é carne, e a duração de sua vida será de cento e vinte anos.”
    4 – Naquele tempo viviam gigantes na terra, como também daí por diante, quando os filhos de Deus se uniam às filhas dos homens e elas geravam filhos. Estes são os heróis, tão afamados nos tempos antigos.

    Existe algo nos originais que ajude a explicar o que são os “filhos de Deus” e os “filhos dos Homens”? Qual a diferença entre eles? Desde já, obrigado pela atenção dispensada!


  227. em 30/09/2012 at 19:33 Iones Furtado

    Meu Deus Rafael refirome a dom de Deus ~Por que 07 me diz.
    O que levou você perguntar 07


  228. em 30/09/2012 at 19:35 Iones Furtado

    Eric lê o estudo acima dos gigantes tem até foto dos esqueletos deles


  229. Dentre as variadas suposições que existem para entender o texto de Gênesis 6.2, a opinião mais frequentemente aceita entre os cristãos é a terceira, dentre as três principais abaixo:

    1) Anjos caídos que se relacionaram com as mulheres;
    2) Homens de grande importância política e religiosa, chamados filhos dos deuses, ou sacerdotes pagãos, ou até descendentes de Lameque que tomaram mulheres em seu harém;
    3) Descendentes de Sete, que se relacionaram com as filhas de Caim.

    Entretanto, a opinião judaica, aceita desde séculos antes de Cristo tem sido a primeira e a mais chocante! Afirma-se que se trata de anjos realmente. Contra a opinião cristã (que diz ser os descendentes de Sete), o primeiro ponto cita a seguinte fraqueza: Deus não puniria o mundo com um dilúvio universal só porque descendentes humanos se casaram com mulheres, isso é muito natural, apesar de se chamar os descendentes de Sete de justos, entretanto, tal não se pode afirmar, pois a Bíblia diz que toda a carne se corrompeu (isto inclui, claro os descendentes de Sete). No versículo 1 também diz que os homens começaram a se multiplicar sobre a terra e ter filhas. Nada afirma que cainitas se reproduzissem separadamente dos setitas. O argumento é que o filho de Sete chamado Enos deu incício à invocação do nome do Senhor (YHWH). Entretanto, alguns eruditos nos dão uma tradução mais literal e exata para este verso: “Então os homens começaram a chamar a sí próprios pelo nome de YHVH.” Outros estudiosos traduzem a declaração desta maneira: “Então os homens começaram a chamar seus deuses (ídolos) pelo nome de YHVH.” Se nenhuma destas é a tradução correta, então a evidência para a denominada linhagem piedosa de Sete é inexistente. A verdade é que Enos e sua linhagem, com poucas exceções conhecidas, eram tão impiedosos quanto as outras linhagens. O registro divino não poderia ser mais claro: “toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra.” (Gênesis 6:12b). Temos também que em todo o AT o termo “filhos de Deus” refere-se sempre a anjos, como se vê em Jó 1.6; 2.1; 38.7. No AT os anjos são filhos de Deus e os homens servos. No NT isto inverte, como bem observou Lewis Sperry Chaffer.

    Já em Gênesis 6.9 diz que Noé foi “perfeito em suas gerações.” Será que isto significa perfeição moral e espiritual? Dificilmente. Gênesis 9.20-23 contesta tal perfeição. O que, então, a Bíblia quer dizer quando o chama de “perfeito?” A palavra hebraica para perfeição nesse caso é “tamiym” e vem da raiz “taman”. Isto significa “sem mácula”, como em Êxodo 12.5; 29.1 e Levítico 1.3. Da mesma maneira que o cordeiro expiatório não poderia ter qualquer mancha física, assim era a perfeição de Noé. Em seu significado fundamental, “perfeição” não se refere à qualquer atributo moral ou espiritual, mas à pureza física. Noé não havia sido contaminado pelos invasores estrangeiros. Ele havia preservado sua genealogia e a preservou pura, apesar da corrupção que prevalecia, provocada pelos anjos caídos. (Companion Bible [Oxford University Press]. Appendix 26.) e novamente: A linhagem sanguínea de Noé havia permanecido livre de contaminação genética. (The Gospel Truth Magazine, Vol. 18, (June 1978), No. 7).

    Até o século V não se ouve falar em outra interpretação desse texto a não ser atribuindo o sentido a anjos. Nas palavras dos Pais antenicenos, os anjos caíram “em amor impuro de virgens e foram subjugados pela carne… desses amantes de virgens, portanto, foram gerados aqueles que são chamados gigantes.” E novamente, “…os anjos transgrediram e foram seduzidos pelo amor de mulheres e geraram filhos.” (The Ante-Nicene Fathers, Vol. 8, pp. 85 and 273).

    “O desejo dos demônios por um corpo, evidente nos Evangelhos, oferece pelo menos algum paralelo a esta fome por experiência sexual.” Derek Kidner. Parece que Judas faz alusão a este caso, citando-o como crença comum de que os anjos de fato foram os protagonistas do texto de Gênesis. Ele cita bastante o livro apócrifo de Enoque. Veja o que está escrito no livro de Enoque capítulo 7:

    1E aconteceu depois que os filhos dos homens se multiplicaram naqueles dias, nasceram-lhe filhas, elegantes e belas.
    2E quando os anjos, (3) os filhos dos céus, viram-nas, enamoraram-se delas, dizendo uns para os outros: Vinde, selecionemos para nós mesmos esposas da progênie dos homens, e geremos filhos.
    (3) No texto aramaico lê-se “Sentinelas” (J.T. Milik, Aramaic Fragments of Qumran Cave 4 [Oxford: Clarendon Press, 1976], p. 167).
    3Então seu líder Samyaza disse-lhes: Eu temo que talvez possais indispor-vos na realização deste empreendimento;
    4E que só eu sofrerei por tão grave crime.
    5Mas eles responderam-lhe e disseram: Nós todos juramos;
    6 (e amarraram-se por mútuos juramentos), que nós não mudaremos nossa intenção mas executamos nosso empreendimento projetado.
    7Então eles juraram todos juntos, e todos se amarraram (ou uniram) por mútuo juramento. Todo seu número era duzentos, os quais descendiam de Ardis, (4) o qual é o topo do monte Armon. (4) de Ardis. Ou, “nos dias de Jared” (R.H. Charles, ed. and trans., The Book of Enoch [Oxford: Clarendon Press, 1893], p. 63).
    8Aquele monte portanto foi chamado Armon, porque eles tinham jurado sobre ele, (5) e amarraram-se por mútuo juramento. (5) Mt. Armon, ou Monte Hermon deriva seu nome do hebreu herem, uma maldição
    (Charles, p. 63).
    9Estes são os nomes de seus chefes: Samyaza, que era o seu líder, Urakabarameel, Akibeel, Tamiel, Ramuel, Danel, Azkeel, Saraknyal, Asael, Armers, Batraal, Anane, Zavebe, Samsaveel, Ertael, Turel, Yomyael, Arazyal. Estes eram os prefeitos dos duzentos anjos, e os restantes estavam todos com eles. (6) O texto aramaico preserva uma lista anterior dos nomes destes Guardiães ou Sentinelas: Semihazah; Artqoph; Ramtel; Kokabel; Ramel; Danieal; Zeqiel; Baraqel; Asael; Hermoni; Matarel; Ananel; Stawel; Samsiel; Sahriel; Tummiel; Turiel; Yomiel; Yhaddiel (Milik, p. 151).
    10Então eles tomaram esposas, cada um escolhendo por si mesmo; as quais eles começaram a abordar, e com as quais eles coabitaram, ensinando-lhes sortilégios, encantamentos, e a divisão de raízes e árvores.
    11E as mulheres conceberam e geraram gigantes, (7). O texto grego varia consideravelmente do etíope aqui. Um manuscrito grego acrescenta a esta secção, “E elas [as mulheres] geraram a eles [as Sentinelas] três raças: os grandes gigantes. Os gigantes trouxeram [alguns dizem “mataram"] os Naphelim, e os Naphelim
    trouxeram [ou "mataram"] os Elioud. E eles sobreviveram, crescendo em poder de acordo com a sua grandeza.” Veja o registro no Livro dos Jubileus.
    12Cuja estatura era de trezentos cúbitos. Estes devoravam tudo o que o labor dos homens produzia e tornou-se impossível alimentá-los;
    13Então eles voltaram-se contra os homens, a fim de devorá-los;
    14E começaram a ferir pássaros, animais, répteis e peixes, para comer sua carne, um depois
    do outro, (8) e para beber seu sangue. (8) Sua carne, um depois do outro. Ou, “de uma outra carne”. R.H. Charles nota que esta frase pode referir-se à destruição de uma classe de gigantes por outra. (Charles, p. 65).
    15Então a terra reprovou os injustos.

    Cristãos argumentam que anjos não têm sexo, mas a concepção judaica rebate dizendo que Cristo não disse que anjos não têm sexo, apenas que não se casam, nem se dão em casamento (o que não significa que não podem fazê-lo, em desobediência, claro).

    Ao não aceitarem o conceito judaico, os cristãos referem-se à vingança de Deus só contra os homens e não contra anjos em Gênesis 6. Porém a resposta é que Judas mostra a vingança que Deus executou contra tais anjos “que não guardaram seu estado original”, dando a eles a sentença de “guardado sob trevas, em algemas eternas, para o juízo do grande Dia” (Jd 6). E ainda no v. 7, Judas mostra a razão pela qual isso aconteceu: “como Sodoma e Gomorra e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregado à prostituição como aqueles [subentende-se os anjos do v. 6], seguindo após outra carne…” Esse seguir após outra carne, no grego é heteros, que significa outro de outra espécie, e não allos, que é outro da mesma espécie. Portanto, tem-se que os anjos realmente seguiram outra carne, ou outra espécie.

    A mistura destas duas categorias de seres, foi contrária ao que Deus havia pretendido e sumariamente conduziu ao maior ato de julgamento de Deus, nunca antes decretado sobre a raça humana, o dilúvio!

    Sobre essa mistura de seres, o judaísmo entende que aí está a origem dos gigantes. O texto de Gênesis 6.4 diz: “Naqueles dias estavam os nefilins na terra, e também depois, quando os filhos de Deus conheceram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos. Esses nefilins eram os valentes, os homens de renome, que houve na antigüidade”. Os nefilins têm sido traduzido por “gigantes” em nossas versões. Vem do verbo hebraico naphal, que quer dizer “cair”. Gigantes veio do grego (LXX) gegenes, que quer dizer “nascido da terra”, o que nada tem a ver com estatura. Se naphal se refere a caídos, então pressupõe-se a queda de tais anjos que se apaixonaram pelas humanas. Muitos teólogos entendem “caídos”, mas de uma certa religião para o paganismo, ou da crença para a descrença.

    O mais pasmático é que a opinião judaica entende a partir daí aquele versículo controverso de Paulo em 1Co 11.10: “Portanto, a mulher deve trazer sobre a cabeça um sinal de submissão, por causa dos anjos”. Afirmam que Paulo já conhecia a interpretação judaica sobre Gênesis 6 e então escreveu este versículo para propor modéstia entre as mulheres na igreja, a fim de não provocar os anjos que estavam no culto, uma vez que isso poderia tentá-los. Paulo acreditava que uma mulher descoberta era uma tentação até mesmo para os anjos. William Barclay menciona uma velha tradição rabínica que alega que foi a beleza dos cabelos longos das mulheres que atraiu e tentou os anjos em Gênesis…

    Tais anjos caídos que praticaram esse ato horrível contra a criatura de Deus ficaram confinados no tartaro, como diz Pedro na sua 2ª carta. E isso, de acordo com esta interpretação, para que a raça humana ficasse livre em sua pureza, a partir de Noé, antes que tais demônios pudessem corromper toda a raça, o que, segundo a visão judaica, impediria o nascimento de Cristo, pois até lá, toda raça humana já teria sido contaminada pelos nefilins… Por isso a preservação de Noé (que era puro).

    Fica porém uma pergunta: se foram destruídos no dilúvio, como se explica a existência deles nos dias da terra prometida? Pois os filhos de Israel encontraram em Canaã gigantes também (Nm 13.28,33). Ou o dilúvio não foi universal e alguns nefilins sobreviveram, ou então houve uma segunda queda de anjos…
    (Dia tes písteos.)
    (através da fé)


  230. Concordo com o Rafael, sempre que Deus se refere a carne na Biblia, quer nos falar a respeito das nossas Imperfeições.

    Você não pode esquecer que esse contexto se referre ao Diluvio, olha só essa tradução.

    Então disse o Senhor: “Por causa da perversidade do homem, meu Espírito não contenderá com ele para sempre; e ele só viverá cento e vinte anos”.
    Gênesis 6:3

    Deus disse que acabaria com o Mundo em 120 anos, porque aquela carne que ali estava, ja estava corrompida, logo era a carne mais podre, como disse o nosso amigo Rafael.

    Mas por que isso? Qual era a preocupação de Deus?

    Deus sabia que enviaria o Messias, alias Deus é Onisciente, e o Messias não poderia vir de uma decendencia corrompida, Deus não poderia manter o seu espirito naquela carne corrompida.

    E o Verbo virou Carne – Deus se colocou no nosso estado de Imperfeição, devemos lembrar que fomos criados a sua imagem e semelhança, mas pecamos dai nos tornamos imperfeitos, viramos carne.

    Só vou pedir uma coisa, coloca aqui a sua percepção Rafael, não a que você aprendeu em seu curso, coloca aquilo que você enxerga, senão vamos voltar as Teologias e não é esse o nosso intuito.

    Abraços,


  231. em 30/09/2012 at 19:55 Iones Furtado

    Meu Deus vocês não leram o estudo que eu coloquei ai. Os gens deles estavam com as noras de noé e foi o sinal de caim que começaram o gigantes.Está claro ai Rafael isto que você colocou ai acima é do livro de Enoc.
    Leia o estudo não tem o que questionar.
    O sete é porque o meu irmão nasceu no dia 07 mas de julho


  232. em 30/09/2012 at 20:01 Iones Furtado

    O estudo foi colocado aqui dia 28/09/2012, está lá em cima verifiquem.
    É o mais certo e foi feito por católicos dá para entender?


  233. TENTAREI SER CLARO SOBRE SEU PEDIDO.
    NO CURSO DE TEOLOGIA,LOGO NO 1° DIA APRENDEMOS A TER UMA NOÇÃO DE NAVEGAÇÃO.
    VEJA O EXEMPLO:
    QUANDO UM NAVIO PARTE DE CAIS, SE ELE SAI DA ROTA SOMENTE MEIO GRAU OU MENOS, NO COMEÇO NÃO SE PERCEBE-INÍCIO DA VIAGEM.
    MAS, MEIO GRAU DE CONVERGÊNCIA NO DESTINO FINAL, EQUIVALE A DISTÂNCIA DE UM CONTINENTE AO OUTRO!
    MEIO GRAU…SE TRANSFORMOU NO FIM,NO DESTINO DIFERENTE EM DISTÂNCIA CONTINENTAL.
    EU ESTOU AGORA,NUMA SALA OVAL …DIGITANDO ESSE TEXTO.
    NA PAREDE ESTÁ UMA FRASE ESCRITA QUE AÕ MEU VER CAÍ MUITO BEM SOBRE ESSA SITUAÇÃO.
    A FRASE É A SEGUINTE:
    “Ubi peccata sunt, ibi multitudo, ibi schismata, ibi haereses, ibi discussiones. Ubi autem virtus, ibi singularitas, ibi unio, ex quo omnium credentium erat cor unum et anima una.”

    QUE QUER DIZER LITERALMENTE ISSO:

    Onde estão os pecados, aí está a multiplicidade (das crenças), aí o cisma, aí as heresias, aí as controvérsias. Onde, porém, está a virtude, aí está a unidade, aí a comunhão, em força disso, os crentes eram um só coração e uma só alma.”

    VEJA ESSA PASSAGEM BÍBLICA :

    Tu dispuseste tudo com medida número e peso” (Sb 11,20)

    POR ISSO CREIO QUE DEUS CRIA COM SABEDORIA, A CRIAÇÃO É ORDENADA!

    NÃO ME VEJO EM OUTRA POSIÇÃO, FORA DA INSTRUÇÃO CATÓLICA.
    POR ACREDITAR E TAMBÉM POR ENTENDER (MINHA CAPACIDADE DE PENSAR) – QUE A IGREJA SEGUE PIAMENTE A TRADIÇÃO DOS APOSTOLOS DE CRISTO.

    Á DE MAIS TAMBÉM A VOCÊS TOMAREM CONHECIMENTO, QUE ESSA PASSAGEM DA BIBLIA, FILHOS DE DE DEUS E FILHOS DE HOMENS É SE NÃO Á MAIS DIFÍCIL DE ENTENDIMENTO DE TODA A BÍBLIA.
    ISSO NÃO É UMA OPINIÃO MINHA!
    É OPINIÃO DOS ESTUDIOSOS DA BÍBLIA.SEJA CATÓLICO,ORTODOXICO,NEO-PENTECONSTAL TODOS SÃO UNANIMES EM AFIRMAR QUE ESSA PASSAGEM REQUER MUITO ESTUDO E APROFUNDAMENTO.
    ACONSELHO A SEGUIREM SEUS CORAÇÕES SOBRE ESSE TEMA.
    IONES, ACREDITA EM GIGANTES E POR MAIS QUE EU JÁ LHE TENHA DITO Á RESPEITO SOBRE OSSOS GIGANTES ENCONTRADOS , ELA DOCEMENTE TEIMA EM ACREDITAR……
    MAS, SABEMOS QUE CIENTÍFICAMENTE- NÃO EXISTAM TAIS OSSOS!
    CRISTÃ, COM PENSAMENTOS DIFERENCIADOS, TALVEZ TENHA TIDO AQUELA FAMOSA INTUÍÇÃO FEMININA E CONSEGUIU ME COLOCAR NA PAREDE.
    ERIK, AINDA ESTÁ FORMANDO SUA OPINIÃO.

    ESPERO QUE VOCÊS VENÇAM ESSE IMPASSE E PROSSIGAM COM O ESTUDO.
    ESTOU MUITO FELIZ DE VER PERGUNTAS INTELIGENTES E CHEIAS DE CONTEXTOS.!


  234. Falando sobre dons – Também concordo com o Rafael.

    Entenda Iones, ninguem nasce com dom algum, nascemos com Talentos, Dons nos é dado pelo Espirito Santo em favor do seu Ministério, e a Biblia fala a respeito dos dons, o Maior deles sem dúvida é o Amor. Em I Corintios 13 e 14, fica bem fácil entender, o Espirito Santo pode nos dar o dom que achar melhor o Dom da Profecia, dom da caridade, mas lembre sempre os Dons devem ser para o Ministerio, para Edificar a Igreja.

    Dom de advinhação, ou qualquer coisa do genero não vem de Deus, portanto é abominação, concordo plenamente com o Rafael.


  235. A ideia de que Anjos Caidos são os filhos de Deus, veem da Igreja Primitiva.

    Por conta desse impasse, a Igreja a uns 300 anos resolveu adotar que Filhos de Deus são a decendencia de Sete e filhas dos homens a decendencia de Caim, isso porque a Biblia continua a desaprovar esse tipo de união em ver Êx 34:15 e 16; Dt 7:1-4) e ver II Co 6:14 e 15).
    Se considerarmos que Filhos de Deus são os Anjos Caidos a passagem em Judas, diz que esses Anjos estão presos, como então explicariamos o aparecimento de Gigantes depois do Diluvio? Teria a Biblia se contradito?

    Essa discussão é para durar anos e anos.


  236. Rafael, mas que interessante! Gostei muito mesmo de ver esta interpretação histórica considerando os filhos de Deus como anjos, e os argumentos contra e a favor… realmente muito intrigante.

    Não acho que seja o caso de se discutir por anos e anos, porque nunca saberemos exatamente o que aconteceu (a não ser, é claro, quando virmos Jesus). O que me parece mais importante é qual a MENSAGEM que Deus quis nos enviar através da Bíblia… que não é uma mensagem de arqueologia, nem de geologia, nem de genética, nem de história.

    E é esta mensagem que estou buscando, com a ajuda de todos vocês. MUITO OBRIGADO!


  237. Rafael, gostei muito desta frase que você citou, sobre o consenso na virtude. Acho que naquilo que REALMENTE importa (obediência a Deus, amor ao próximo, retidão, virtude, etc) há consenso.


  238. Tem toda razão Erick, vamos estudar a Biblia o mais literalmente possivel, assim evitaremos as interpretações e focaremos no mais importante no Amor de Deus e no guia que nos deixou para nos tornarmos o mais próximo de cristãos perfeitos e sermos merecedores afinal da herança que nos preparou.


  239. POR QUÊ O SILÊNCIO?
    SILÊNCIO É BOM…
    MAS, AS VEZES PRECISAMOS ATEAR FOGO! DEIXAR RASTRO !
    ESTUDO BÍBLICO NÃO É DEBATER FEROZMENTE PONTOS DIVERGENTES DE OPINIÃO.
    ESTUDO BÍBLICO, É COMUNHÃO!
    ANIMAIS ESPÍRITOS DE CRISTO!


  240. O silêncio, pelo menos da minha parte, é por causa de emergências no trabalho e na faculdade. Mas você tem razão, não podemos negligenciar o nosso compromisso com Jesus. Hoje à noite vou retomar meus estudos. Enquanto isso, ainda estou na dúvida sobre quem foi Judá (Gênesis 38).


  241. Bom, demorou um pouquinho mais do que eu imaginava, mas consegui retomar os meus estudos. A pausa já estava me incomodando, começando a parecer permanente.

    Consegui descobrir quem é Judá: é um dos filhos de Jacó. Bom, agora que eu terminei o Gênesis, qual livro vocês me sugerem? Os estudos que eu fiz anteriormente começavam pelo novo testamento.

    Sege abaixo o que aprendi com cada capítulo, para o caso de alguém ter aprendido alguma coisa diferente:

    GENESIS 39
    – O capitão da guarda comprou José dos mercadores Ismaelitas.
    – E ele viu que Deus estava com José, e abençoava tudo o que ele fazia, assim deixou-o a cargo de tudo o que tinha.
    – A esposa dele queria que José se deitasse com ela, e como ele se recusava acusou-o de tê-la atacado
    – O capitão da guarda jogou José na cadeia, mas o carcereiro gostou dele e deixou-o a cargo dos outros presos.

    ————————————

    GÊNESIS 40
    – O padeiro e o copeiro do faraó foram presos onde José estava. E um dia tiveram sonhos que ninguém decifrava, e os contaram a José.
    – O copeiro sonhou com três cachos de uvas, e ele espremia as uvas no copo do faraó. José interpretou que após três dias ele seria restituído ao cargo de copeiro.
    – O padeiro sonhou com três cestos de pães, que eram devorados pelas aves. José interpretou que em três dias o padeiro seria enforcado.
    – E tudo aconteceu como José dissera, mas o copeiro se esqueceu de ajudar José como prometera.

    ————————————

    GÊNESIS 41
    – Após dois anos, o Faraó teve dois sonhos que ningém conseguia interpretar. O copeiro contou de como José havia interpretado o seu sonho, então o Faraó mandou chamá-lo.
    – E os sonhos eram assim: apareciam sete vacas gordas, e depois sete vacas magras, e as magras devoravam as gordas. E o mesmo se repetia com espigas gordas e magras.
    – E José interpretou-os assim: Deus mandaria sete anos de abundância seguidos de setanos de fome. E isso seria logo, pois o sonho se repetira.
    – E disse mais: que o Faraó devia colocar homem de sua confiança responsável por guardar a quinta parte de todo o alimento produzido, durante os sete anos de abundância, para ser consumido nos anos de fome.
    – E o Faraó disse: onde vamos encontrar um homem de Deus como este homem? E colocou José como responsável por todo o Egito, abaixo apenas do próprio Faraó. E deu-lhe roupas, jóias e uma esposa.
    – E José teve dois filhos antes que começassem os anos de fome.
    – E em todas as terras havia muita fome, mas no Egito havia grãos. E todos vinham de longe para comprar de José grãos no Egito.

    ————————————

    GÊNESIS 42
    – Todos irmãos de José (menos o mais novo, Benjamim) foram ao Egito comprar trigo. José reconheceu-os, mas ele não o reconheceram.
    – Então ele acusou-os de serem espiões, e prendeu-os; e manteve um deles preso, enquanto os demais tinham que voltar a sua terra e trazer o Benjamim.
    – E quando despejaram os sacos de mantimento que trouxeram, viram que o dinheiro que pagaram havia voltado com eles.
    – E Jacó não queria deixar Benjamim ir, pois temia que algo lhe acontecesse.

    ————————————

    GÊNESIS 43
    – Quando acabou a comida que haviam trazido, Israel mandou que voltassem ao Egito para comprar mais.
    – Mas disseram: sem Benjamim aquele homem não vai nos receber.
    – Então mandou que levassem Benjamim, o dinheiro que voltara, dinheiro em dobro e presentes, e assim foram ao Egito.
    – E José mandou que preparassem um banquete para recebê-los, e comeram separados, pois os egípcios não comem junto com Hebreus.
    – E José se emocionou ao ver Benjamim, e chorou escondido. E a porção de Benjamim era cinco vezes maior que a dos outros.

    ————————————

    GÊNESIS 44
    – José pediu que colocassem o copo de prata dele nas coisas de Benjamim, e depois os capturassem, e iria ficar com Benjamim como servo.
    – Mas Judá se ofereceu para ficar no lugar dele, pois não poderia ver o mal que fariam a seu pai Jacó.

    ————————————

    GÊNESIS 45
    – José se revelou a seus irmãos, e disse que Deus o enviara ao Egito, para livrá-los da fome, e garantir sua descendência.
    – E mandou seus irmãos voltarem para buscar o seu pai e tudo o que ele tinha, para viverem no Egito.
    – E o Faraó gostou disso, e mandou que enviassem carros para ajudar na mudança, pois daria o melhor do Egito para eles.

    ————————————

    GÊNESIS 46
    – E Israel levou toda a sua descendência e tudo o que tinha ao Egito.
    – E José falou para dizerem que eram homens de gado, pois os Egípcios abominavam pastores de ovelhas.

    ————————————

    GÊNESIS 47
    – Como a fome persistia, todo o dinheiro, gado e terras do Egito ficaram com o Faraó, como pagamento pela comida, e os habitantes como servos. Apenas as terras dos sacerdotes não foram entregues, pois estes comiam junto com o Faraó.
    – E estabeleceu-se o quinto: a quinta parte de tudo o que fosse colhida seria dada ao Faraó.
    – Jacó viveu 17 anos no Egito, e antes de morrer fez José jurar que iria enterrá-lo em Canaã.

    ————————————

    GÊNESIS 48
    – O pai de José estava enfermo, então ele levou-lhe seus dois filhos
    – E Jacó disse que estes seriam seus filhos, como Rúben. E que os próximos que José tivesse seriam descendência de José.
    – E Jacó abençoou-os, ao mais novo com a mão direita, o que José tentou corrigir, mas ele disse que enquanto omais velho seria pai de uma nação, o mais novo seria pai de nações de nações.

    ————————————

    GÊNESIS 49
    – Jacó abençoou os seus doze filhos, pais das doze tribos de Israel, cada um conforme a sua bênção, e expirou.

    ————————————

    GÊNESIS 50
    – Jacó foi enterrado em Canaã, e José disse que perdoava seus irmãos. José morreu com 110 anos.


  242. Irmãos eu vou retornar meus estudos sexta feira pois na minha cidade a internet custa para entrar aonde eu moro, e eu vou para casa do meu mano amanhã.
    Tive que voltar devido aos meus remédios.


  243. Peço desculpas pela demora, mas meu trabalho está consumindo muito do meu tempo, vou retomar também.

    Abs,


  244. Dei uma procurada por planos de estudo da Bíblia, e encontrei estes dois:

    1) http://artesemeador.blogspot.com.br/2007/09/em-que-ordem-ler-bblia.html
    2) http://www.esbocandoideias.com/wp-content/uploads/2011/12/plano-de-leitura-da-biblia-em-um-ano.pdf

    O primeiro parece ter alguma lógica na escolha da sequência (não sei qual), mas é incompleto (notei a ausência de Gênesis por exemplo). Já o segundo parece ser apenas a ordem de impressão dos livros, mas é completo.

    Qual vocês me recomendariam?


  245. LEMBRO ME CÁ…COM MINHA MIÚDE LEMBRANÇAS DE TODA A NOSSA CONVERSA…….
    SABE, NA VERDADE A VERDADE SEMPRE VEM A TONA.
    CREIO E SEI DISSO …QUE SOU MAIS ATAREFADO QUE MUITOS DE VOCÊS…
    NESSE MOMENTO PERCORRO A EUROPA COM SEMINÁRIOS INFINDÁVEIS…MAS…GRATIFICANTE PARA MINHA POBRE ALMA.
    DESCOBRI QUE ALGUNS QUE AQUI POSTARAM, SÃO PESSOAS QUE PRECISAM E MUITO DE AJUDA.DE ATENÇÃO….DE JESUS…..
    ALGUNS TOMAM MEDICAMENTOS, OUTROS CANSADOS PELA ROTINA DA VIDA,OUTROS SOMENTE PENSAM NOS PRÓPRIOS PROBLEMAS……
    SEM SABER QUE A VERDADEIRA PROFILAXIA PARA NOSSA ALMA…E ESTENDER A MÃO PARA O IRMÃO…..
    ISSO NÃO ME ABORRECE TANTO QUANTO O ABORRECIMENTO DE VER AQUI EM VÁRIAS OPORTUNIDADES MEUS DOGMAS E CRENÇAS SEREM ATACADOS…..
    ATÉ FUI SUSPEITO DE NÃO TOMAR BANHO!
    INCRÍVEL COMO AS COISAS SE AJEITAM.NÃO NO TEMPO QUE EU QUERO,MAIS NO TEMPO DE NOSSO AMADO PAI. O TEMPO DE DEUS É KAIROS!!!
    SABE, POR QUE O DISTANCIAMENTO DESSE DEBATE ?
    POR QUE AQUI NÃO HÁ FORA EU ACREDITO ,UM CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO.
    JÁ DISSERAM AQUI, QUE CATÓLICO NÃO LÊ A BIBLIA,NÃO ESTUDA, NÃO SE APROFUNDA…..
    TRISTE CONCLUSÃO…….
    CRENTES DAS MAIS DIVERSAS DENOMINAÇÕES,PROTESTANTES,PRESBITERIANOS,LUTERANOS, ETC….
    SEGUIDORES DE FANÁTICOS COMO WALDEMIRO SANTIAGO O APOSTOLO,
    EDIR MACEDO O LADRÃO QUE ROUBA Á DEUS, E POR AÍ SE VAI……
    EM VERDADE VOS DIGO PARAFRASEANDO NOSSO CRISTO IMACULADO….
    VOCÊS CRENTES NÃO SÃO DE NADA…SÃO MORNOS, SEM SAL, SEM DIREÇÃO…..!!!!
    SÃO CRIATURAS ESTRANHAS, MAIS QUE DEUS POR SUA MISERICÓRDIA OS PROCURA …COMO PROCUROU NA BIBLIA A OVELHA PERDIDA.
    NO BRASIL HÁ UM TERMO BASTANTE PECULIAR PARA ESSA SITUAÇÃO.
    SÃO UNS BUNDA-MOLE!!!
    FRACOS DE SI,FRACOS EM SI !!!
    MAS, O QUE ESPERAR DE HOMENS E MULHERES QUE SE AFASTAM DA IGREJA MÃE…PROCURANDO ARDENTEMENTE UM DEUS QUE LHES CABE EM SUA MENTE DEFORMADA?
    NADA…..
    NÃO SE ESPERA NADA…..

    VOLTAIS ENQUANTO É TEMPO…CAMINHANDO COM O TEMPO SE DISTANCIAMOS DA FOGUEIRA, DO ARDOR DOS SANTOS QUE NOSSA IGREJA NOS APRESENTA NESSES VASTOS SÉCULOS….
    IMITAIS SANTO AGOSTINHO,IMITAIS SANTA MARGARIDA,IMITAIS O PRÓPRIO CRISTO.
    AMADURECEIS PARA RECEBER COM A AJUDA DO ESPIRITO SANTO AS PALAVRAS SANTAS QUE OS EVANGELHOS NOS ENSINAM.
    NÃO VIVEIS EM PECADO E LONGE DA LUZ….
    NÃO QUEIRAS DAR NOME DE LUZ AO QUE É ESCURO….
    NÃO QUEIRAS ACOMPANHAR OUTRA IGREJA QUE NÃO SEJA AQUELA QUE FOI EDIFICADA E PROMOVIDA NAQUELES DIAS DO PETENCOSTES…


  246. Rafa, sobre estar ocupado não ser “desculpa” eu concordo, é verdade mesmo. Sempre conseguimos tempo para aquilo que é realmente importante para nós. Ninguém pode dizer que não conseguiu, por exemplo, separar 15min para ler uma passagem bíblica e mais 15min para comentá-la, o que é melhor do que nada. Por isso vou ficar atento para não me distanciar.

    Considero uma verdadeira bênção poder estar em contato com vocês aqui. Pessoas tão empenhadas e voltadas para Cristo! Claro, com diferenças gritantes de crenças e concepções, mas aí está a beleza: todos concordamos a respeito do que realmente importa.

    Quanto aos bundas-moles… bom, acho que há bundas-moles, hipócritas, ladrões, vendedores de salvação, pervertidos, enfim, tudo o que há de pior na humanidade, em TODAS, deixe-me frisar, TOOOOOOOOOODAS as igrejas. Assim como há pessoas de bem em todas as igrejas. E este é mais um motivo para abandonarmos as discussões a respeito de igrejas, para discutirmos a respeito do que é certo ou errado independentemente da igreja.

    Se bem que eu digo isso sabendo que é inútil. O homem não passou milhares de anos guerreando (alegadamente) pelas suas igrejas para de uma hora para a outra passar a lutar pelo que é certo.


  247. Aproveitando Rafa, qual plano Bíblico você me recomenda: o primeiro ou o segundo (vide minha mensagem anterior). Se for o que é incompleto (mas parece ter alguma lógica), percebi que faltam vários livros (Gênesis, Reis, etc), será que é porque eles são mais “difíceis”?


  248. Erick, terminamos Genesis, então devemos iniciar Exodo, foi ai que paramos certo?

    Quanto ao meu trabalho, está meio complicado mesmo, mas é só uma fase, no proximo mês devo ficar mais tempo em São Paulo, e retormar os estudos com fervor. O tempo que tenho livre hoje, ou seja, a noite, tenho viajada de um Estado para o outro, está faltando até tempo para dormir, durante o dia apenas trabalho.
    Tenho acordado em uma Cidade, trabalhado em outra e por fim dormido em outra, portanto até para dormir ta dureza.

    Não esqueci de vocês e não vou esquecer, afinal fui eu quem propus esse estudo, lembra Rafael?

    Voltaremos a nossa linha, ler os capitulos e postar aqui o estudo, reforçando faremos uma analise o mais literal possivel ok?

    Abs,


  249. Curiosidade – Rafael você está se intitulando Cardeal, você é um cardeal diacono? Você é aquele da foto do face?


  250. em 22/10/2012 at 19:33 RAPHAEL, CRD.

    Briga dos falsos profetas avança em mídia nacional

    Veja On Line

    O diabo entra na briga entre Edir Macedo e Valdemiro

    Pastores recorrem até ao inferno para vencer guerra por fiéis no mercado da fé. Igreja Universal, de Macedo, perde fiéis e receita para a Mundial, de Valdemiro

    Leonardo Coutinho

    Edir Macedo para fiel supostamente possuída pelo demônio: “É você que tem tirado os pastores da Universal?” Fiel: “Eu me sinto bem no meu trono (na Igreja Mundial). Eu curo todo mundo.” Edir Macedo: “Quer dizer, demônio, que você faz a festa lá no Valdemiro?”

    Os hoje arqui-inimigos Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, e Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, convocaram o demônio para ajudá-los na batalha que travam pela alma e generosidade dos fiéis. Recentemente, em seu programa de TV, Macedo “interrogou” o diabo, que, supostamente encarnado em uma devota, “confessou” ter se instalado na igreja rival e ser o responsável pelas propaladas curas operadas por Valdemiro. As entrevistas com o demônio para difamar a concorrência passaram a ser recorrentes na programação da Rede Record. O chefe da Mundial, por sua vez, rebateu as acusações com outras de igual fineza: em seu programa no Canal 21, ele afirmou que o “câncer” de Macedo é obra do demônio. Na tréplica, Macedo levou sua médica à TV para atestar que não sofre da doença e ainda exibiu no programa Domingo Espetacular, da Rede Record, uma reportagem sobre a compra, por Valdemiro, de três fazendas avaliadas em 50 milhões de reais.

    O acirramento da guerra dos pastores se dá num momento em que a Universal, de Macedo, perde fiéis e receita aos borbotões para a Mundial, de Valdemiro. Estima-se que, em catorze anos, o segundo tenha conquistado mais de 20% de seguidores do primeiro. Durante muito tempo, Valdemiro foi membro da cúpula da Universal. Preterido por Macedo na indicação para um posto de maior visibilidade na organização, ele rompeu com o chefe e fundou a sua própria igreja. Habilidoso, deu um passo atrás e resgatou o modelo primitivo que deu origem ao fenômeno da Universal: a luta contra Lúcifer e a promessa de curas e milagres de toda ordem — pilares que Macedo mais tarde substituiu pela “teologia da prosperidade”. Ao adotar essa estratégia, Valdemiro passou a atender um nicho de fiéis que Macedo havia negligenciado com o amadurecimento do seu negócio, o público de menor poder aquisitivo e alta credulidade. Seus seguidores passam horas de pé em filas para poder tocar o seu corpo ou recolher um pouco de seu suor em toalhas ou pedaços de pano que são distribuídos na igreja. Valdemiro fomenta a crença de que sua transpiração tem o condão de realizar milagres.

    Com os cofres recheados, Valdemiro passou a assediar os membros da Universal. Oferecendo salários e comissões mais altos que os pagos por Edir Macedo, ele atraiu prepostos do rival na Argentina, Inglaterra e em países africanos. Para profissionalizar seus negócios, canibalizou executivos da Record e do Banco Renner, controlado pela Igreja Universal. A riqueza que Valdemiro Santiago ostenta Macedo contabiliza como prejuízo. O estrangulamento de suas contas pela concorrência chegou a afetar as operações da Record e a atrasar salários na TV, como ocorreu no ano passado. O quadro de deterioração das finanças de Macedo se tornou ainda mais calamitoso com a penhora pela Justiça da sede da emissora no Rio de Janeiro para garantia do pagamento de dívidas da Universal do Reino de Deus.

    A má fase não terminou aí. Em setembro, o Ministério Público denunciou Edir Macedo pelos crimes de estelionato, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. Os procuradores o acusam de lavar no exterior o dízimo recebido pelos fiéis para depois despejá-lo nas contas da Record. Ao lançar suspeitas sobre a forma como Valdemiro adquiriu suas fazendas, Macedo quer mostrar que o ex-discípulo também dá suas trombadas com a lei. Valdemiro já esteve enroscado em outras diabruras. Em 2003, o chefão da Mundial foi condenado a pagar cestas básicas por porte ilegal de armas. Ele foi flagrado em uma blitz com uma escopeta, duas carabinas e munição. Em 2010, três de seus pastores foram presos em Mato Grosso do Sul transportando sete fuzis M-15. Em depoimento à polícia, o motorista afirmou que o destino das armas era a cidade de Niterói, no Rio de Janeiro.

    A crise desencadeada pela Mundial do Poder de Deus obrigou Macedo a redesenhar a administração de seu negócio. Uma das providências foi baixar as exigências para a abertura de novos templos. Antes, para abrir uma franquia, o pastor tinha de comprovar um potencial de arrecadação mínimo de 150 000 reais mensais, a ser atingido em seis meses. Agora, esse piso caiu para 50 000 reais. A comissão a que cada pastor tinha direito sobre o total arrecadado além da meta era originalmente de 10%. Macedo agora a dobrou. O que ele não abre mão é da eficiência. Os pastores que não cumprem as metas dentro do prazo contratado são transferidos ou perdem o comando da franquia. Essa mudança, que aponta para uma capilarização da Universal, faz parte da estratégia de Macedo de substituir o modelo de construção de megatemplos pela pulverização de igrejas menores no país, de manutenção mais barata e mais próximas da casa dos fiéis. Com isso, ele espera baixar os seus custos de operação e evitar que outras ovelhas se desgarrem. Pastores e assessores próximos dos dois líderes afirmam que estes são apenas os primeiros movimentos de uma guerra sem previsão de fim.

    “Tô falando para a igreja da fogueirinha, da Record, que fica me perseguindo falando um monte de abobrinha. Tô falando daqueles doentes desenganados que o demônio está comendo o pâncreas e o fígado deles e não tomam juízo.” Valdemiro Santiago, referindo-se a Edir Macedo, que levou sua médica à TV para afirmar que ele não tem câncer

    Genizah

    O modus operanti do Valdomiro Santiago irado é o decreto da doença fulminante ao inimigo, vinda direto do trono da potestade maligna que o controla. Alguns exemplos recentes: Ratinho, Marcelo Rezende e agora o Macedo. Quem o conhece de perto sabe que “depois ele comido de doença vai vir atrás de mim implorar por cura”; “se eu sou homem que “deus” usa para curar…”; “Eu tenho autoridade para amaldiçoar…” são petardos corriqueiros no discurso deste “ser” em momentos de cólera.

    Alguns lamentam que esta briga seja escândalo para os evangélicos. Não penso assim. Nem mesmo os tenho como evangélicos. Eu vejo claramente o propósito disto tudo: Eles estão revelando ao mundo a sua natureza verdadeira. Todo o engano destas seitas será revelado. Vamos assistir esta camarilha cair! E vai ter muita ‘gente boa’ que se calou diante destas atrocidades todas caindo junto. Fiquem atentos para gente que sempre se fartou na mesa deste ebó de baal consumido na igreja evangélica dos anos 70 para cá. Vão cair os pioneiros, seus herdeiros, os omissos, os acobertadores, os simpatizantes… Vão cair todos. Alguns irão até tentar ‘pagar’ de profetas, querendo ganhar distância do lixo de mamon que sempre os nutriu, mas não irão enganar ninguém.

    Muitas coisas irão mudar. A sociedade vai exigir as suas garantias e o poder público irá intervir com consequências para todos, mas a verdadeira igreja irá ganhar relevância e retomar o Propósito. #prontofalei


  251. em 22/10/2012 at 19:43 RAPHAEL, CRD.

    PELO AMOR DE DEUS, SERÁ QUE ALGUÉM NESSA TERRA TÃO QUERIDA( BRASIL), NÃO TOMA UMA INICIATIVA?
    O POVO SENDO ENGANADO E TUDO SENDO REGISTRADO !
    ESTELIONATÁRIO SERIA UM TERMO PESADO…MAS É CABÍVEL NESSE MOMENTO…….


  252. em 22/10/2012 at 19:45 RAPHAEL, CRD.

    LÍDERES RELIGIOSOS !

    AMAI A JUSTIÇA, VÓS QUE DIZEIS PASTORES, DISCIPULOS E APOSTOLOS DE CRISTO !!!
    POR QUE PROCURAIS………
    NÃO SABEIS QUE ELE É ENCONTRADO PELOS QUE NÃO O TENTAM???
    E SE REVELA AOS QUE NÃO LHE RECUSAM SUA CONFIANÇA???
    POR QUE TENTAIS DEUS COM SEUS ESPETÁCULOS??? O MUNDO QUER ESPETÁCULO !!!
    DEUS AMA OS DISCRETOS…
    QUEM VOS NOMEIO-OU COM AS SUAS CREDENCIAIS?? ACASO EU ???QUE ENCHO TODO O UNIVERSO E TENHO POR MIM UNIDAS TODAS COISAS???
    QUE ESPIRITO VOS ANIMA???
    POVO DE ISRAEL, !!!ACAUTELAI-VOS DOS QUE QUEREM ESPETÁCULO .
    EVITAI LUGARES QUE ATESTAM TESTEMUNHOS FALSOS….
    NÃO SEJAIS O ARTÍFICE DE VOSSA PERDA !!!AFASTAI-VOS DOS QUE QUEREM SEM HOMENAGEADOS…POIS A MORTE OS RONDA !!!
    E A MORTE NÃO É RAINHA DA TERRA, POR QUE A JUSTIÇA É IMORTAL !!!
    ESCUTAIVOS-LIDERES…SEJAIS PRIMEIRO LIDERES DE VÓS MESMOS !!! ACASO UM CEGO PODE GUIAR O OUTRO, SEM QUE AMBOS NÃO CAIAM NA GEENA??
    POR QUE TIRANIZAIS O JUSTO NA SUA POBREZA,A VIUVA EM SUA AFLIÇÃO E O ANCIÃO EM SUA IDADE E DESAMPARO ???
    NÃO SABIEIS QUE O CALUNIADOR VOS ACUSA NOITE E DIA PERANTE MIM..


  253. em 22/10/2012 at 19:47 RAPHAEL, CRD.

    BREVE COMENTÁRIO SOBRE ” TEORIA DA PROSPERIDADE”

    Teoria da prosperidade

    Histórico
    O pioneiro desse movimento foi o estado-unidense Essek. M Kenyon, enquanto o maior divulgador foi Kenneth Hagin, que influenciou a muitos pregadores nos Estados Unidos que ganharam reconhecimento mundial, como Kenneth Copeland, Benny Hinn, David (Paul) Yonggi Cho, entre outros. A Partir dos anos 70 e 80, a teologia da prosperidade se estendeu a muitos paises, incluindo Portugal, onde se destacou Jorge Tadeu, fundador da Igreja Maná, e também o Brasil. Ao longo dos anos essa doutrina foi abraçada principalmente por igrejas neo-pentecostais. No Brasil, as maiores igrejas desse movimento são a Igreja Universal do Reino de Deus, do Bispo Macedo, a Igreja Internacional da Graça de Deus, do Missionário R.R. Soares, a Igreja Mundial do Poder de Deus, fundada pelo Apóstolo Waldemiro Santiago, também dissidente da Igreja Universal, a Igreja Apostólica Renascer em Cristo, fundada pelo casal Estevam e Sônia Hernandes, além da Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo, de Valnice Milhomens. Além destes movimentos e igrejas, existem também conferencistas intinerantes proclamadores desta doutrina, como Marco Feliciano e Paulo Marcelo, entre muitos outros.
    [editar] Defensores da teología da prosperidade
    Na história do movimento da prosperidade, Kenneth Hagin, Kenneth Copeland,[4] e Frederick K. C. Price foram alguns dos mestres que fundaram essa doutrina. Correntemente, alguns notáveis proponentes da teologia da prosperidade são:[carece de fontes?]
    • David Yonggi Cho
    • Kenneth Copeland
    • Creflo Dollar
    • Jesse Duplantis
    • Kenneth Hagin
    • Benny Hinn
    • Brian Houston
    • T. D. Jakes
    • Eddie Long
    • Joel Osteen
    • Peter Popoff
    • Joseph Prince
    • Brian Tamaki
    • Robert Tilton
    • Mike Velarde
    • Edir Macedo
    • Estevam Hernandes
    • Bispa Sônia
    • Carlos Alberto de Quadros Bezerra
    Pat Robertson chama essa teoria de “Lei da Reciprocidade” em sua demonstração, O Clube dos 700.[5]
    Referências
    1. ↑ Did Christianity Cause the Crash? Hanna Rosin, Dezembro de 2009
    2. ↑ “Does God Want You To Be Rich?”, Time (magazine), September 10, 2006. Página visitada em 2008-12-18.
    3. ↑ Lausanne Theology Working Group, Africa chapter (12-08-2009). A Statement on Prosperity Teaching. Christianity Today.
    4. ↑ “Hard Questions For “Prosperity Gospel””, CBS, January 29, 2008. Página visitada em 2008-12-18.
    5. ↑ Giving and Tithing.
    [editar] Ligações externas
    • Revista Brasileira de Historia – Scielo Brasil
    • Revista Ultimato – reportagem sobre a teologia da prosperidade
    • Caio Fabio denuncia pregadores da teologia da prosperidade

    Raízes históricas da teologia da prosperidade
    Alderi Souza de Matos

    O evangelicalismo brasileiro apresenta características apreciáveis e preocupantes. Entre estas últimas está o gosto por novidades. Líderes e fiéis sentem que, para manter o interesse pelas coisas de Deus, é preciso que de tempos em tempos surja um ensino novo, uma nova ênfase ou experiência. Geralmente tais inovações têm sua origem nos Estados Unidos. Assim como outros países, o Brasil é um importador e consumidor de bens materiais e culturais norte-americanos. Isso ocorre também na área religiosa. Um movimento de origem americana que tem tido enorme receptividade no meio evangélico brasileiro desde os anos 80 é a chamada teologia da prosperidade. Também é conhecida como “confissão positiva”, “palavra da fé”, “movimento da fé” e “evangelho da saúde e da prosperidade”. A história das origens desse ensino revela aspectos questionáveis que devem servir de alerta para os que estão fascinados com ele.

    Ao contrário do que muitos imaginam, as idéias básicas da confissão positiva não surgiram no pentecostalismo, e sim em algumas seitas sincréticas da Nova Inglaterra, no início do século 20. Todavia, por causa de algumas afinidades com a cosmovisão pentecostal, como a crença em profecias, revelações e visões, foi em círculos pentecostais e carismáticos que a confissão positiva teve maior acolhida, tanto nos Estados Unidos como no Brasil. A história de seus dois grandes paladinos irá elucidar as raízes dessa teologia popular e mostrar por que ela é danosa para a integridade do evangelho.

    Essek W. Kenyon, o pioneiro
    Embora os adeptos da teologia da prosperidade considerem Kenneth Hagin o pai desse movimento, pesquisas cuidadosas feitas por vários estudiosos, como D. R. McConnell, demonstraram conclusivamente que o verdadeiro originador da confissão positiva foi Essek William Kenyon (1867-1948). Esse evangelista de origem metodista nasceu no condado de Saratoga, Estado de Nova York, e se converteu na adolescência. Em 1892 mudou-se para Boston, onde estudou no Emerson College, conhecido por ser um centro do chamado movimento “transcendental” ou “metafísico”, que deu origem a várias seitas de orientação duvidosa. Uma das influências recebidas e reconhecidas por Kenyon nessa época foi a de Mary Baker Eddy, fundadora da Ciência Cristã.

    Kenyon iniciou o Instituto Bíblico Betel, que dirigiu até 1923. Transferiu-se então para a Califórnia, onde fez inúmeras campanhas evangelísticas. Pregou diversas vezes no célebre Templo Angelus, em Los Angeles, da evangelista Aimee Semple McPherson, fundadora da Igreja do Evangelho Quadrangular. Pastoreou igrejas batistas independentes em Pasadena e Seattle e foi um pioneiro do evangelismo pelo rádio, com sua “Igreja do Ar”. As transcrições gravadas de seus programas serviram de base para muitos de seus escritos. Cunhou muitas expressões populares do movimento da fé, como “O que eu confesso, eu possuo”. Antes de morrer, em 1948, encarregou a filha Ruth de dar continuidade ao seu ministério e publicar seus escritos.

    Quais eram as crenças dos tais grupos metafísicos? Eles ensinavam que a verdadeira realidade está além do âmbito físico. A esfera do espírito não só é superior ao mundo físico, mas controla cada um dos seus aspectos. Mais ainda, a mente humana pode controlar a esfera espiritual. Portanto, o ser humano tem a capacidade inata de controlar o mundo material por meio de sua influência sobre o espiritual, principalmente no que diz respeito à cura de enfermidades. Kenyon acreditava que essas idéias não somente eram compatíveis com o cristianismo, mas podiam aperfeiçoar a espiritualidade cristã tradicional. Mediante o uso correto da mente, o crente poderia reivindicar os plenos benefícios da salvação.

    Kenneth Hagin, o divulgador
    O grande divulgador dos ensinos de Kenyon, a ponto de ser considerado o pai do movimento da fé, foi Kenneth Erwin Hagin (1917-2003). Ele nasceu em McKinney, Texas, com um sério problema cardíaco. Teve uma infância difícil, principalmente depois dos 6 anos, quando o pai abandonou a família. Pouco antes de completar 16 anos sua saúde piorou e ele ficou confinado a uma cama. Teve então algumas experiências marcantes. Após três visitas ao inferno e ao céu, converteu-se a Cristo. Refletindo sobre Marcos 11.23-24, chegou à conclusão de que era necessário crer, declarar verbalmente a fé e agir como se já tivesse recebido a bênção (“creia no seu coração, decrete com a boca e será seu”). Pouco depois, obteve a cura de sua enfermidade.

    Em 1934 Hagin começou seu ministério como pregador batista e três anos depois se associou aos pentecostais. Recebeu o batismo com o Espírito Santo e falou em línguas. No mesmo ano foi licenciado como pastor das Assembléias de Deus e pastoreou várias igrejas no Texas. Em 1949 começou a envolver-se com pregadores independentes de cura divina e em 1962 fundou seu próprio ministério. Finalmente, em 1966 fez da cidade de Tulsa, em Oklahoma, a sede de suas atividades. Ao longo dos anos, o Seminário Radiofônico da Fé, a Escola Bíblica por Correspondência Rhema, o Centro de Treinamento Bíblico Rhema e a revista “Word of Faith” (Palavra da Fé) alcançaram um imenso número de pessoas. Outros recursos utilizados foram fitas cassete e mais de cem livros e panfletos.

    Hagin dizia ter recebido a unção divina para ser mestre e profeta. Em seu fascínio pelo sobrenatural, alegou ter tido oito visões de Jesus Cristo nos anos 50, bem como diversas outras experiências fora do corpo. Segundo ele, seus ensinos lhe foram transmitidos diretamente pelo próprio Deus mediante revelações especiais. Todavia, ficou comprovado posteriormente que ele se inspirou grandemente em Kenyon, a ponto de copiar, quase palavra por palavra, livros inteiros desse antecessor. Em uma tese de mestrado na Universidade Oral Roberts, D. R. McConnell demonstrou que muito do que Hagin afirmou ter recebido de Deus não passava de plágio dos escritos de Kenyon. A explicação bastante suspeita dada por Hagin é que o Espírito Santo havia revelado as mesmas coisas aos dois.

    Reflexos no Brasil
    Os ensinos de Hagin influenciaram um grande número de pregadores norte-americanos, a começar de Kenneth Copeland, seu herdeiro presuntivo. Outros seguidores seus foram Benny Hinn, Frederick Price, John Avanzini, Robert Tilton, Marilyn Hickey, Charles Capps, Hobart Freeman, Jerry Savelle e Paul (David) Yonggi Cho, entre outros. Em 1979, Doyle Harrison, genro de Hagin, fundou a Convenção Internacional de Igrejas e Ministros da Fé, uma virtual denominação. Nos anos 80, os ensinos da confissão positiva e do evangelho da prosperidade chegaram ao Brasil. Um dos primeiros a difundi-lo foi Rex Humbard. Marilyn Hickey, John Avanzini e Benny Hinn participaram de conferências promovidas pela Associação de Homens de Negócios do Evangelho Pleno (Adhonep). Outros visitantes foram Robert Tilton e Dave Robertson.

    Entre as primeiras manifestações do movimento estavam a Igreja do Verbo da Vida e o Seminário Verbo da Vida (Guarulhos), a Comunidade Rema (Morro Grande) e a Igreja Verbo Vivo (Belo Horizonte). Alguns líderes que abraçaram essa teologia foram Jorge Tadeu, das Igrejas Maná (Portugal); Cássio Colombo (“tio Cássio”), do Ministério Cristo Salva, em São Paulo; o “apóstolo” Miguel Ângelo da Silva Ferreira, da Igreja Evangélica Cristo Vive, no Rio de Janeiro, e R. R. Soares, responsável pela publicação da maior parte dos livros de Hagin no Brasil. Talvez a figura mais destacada dos primeiros tempos tenha sido a pastora Valnice Milhomens, líder do Ministério Palavra da Fé, que conheceu os ensinos da confissão positiva na África do Sul. As igrejas brasileiras sofreram o impacto de uma avalanche de livros, fitas e apostilas sobre confissão positiva. Ricardo Gondim observou em 1993: “Com livros extremamente simples, [Hagin] conseguiu influenciar os rumos da igreja no Brasil mais do que qualquer outro líder religioso nos últimos tempos”.

    Conclusão
    Além de apresentar ensinos questionáveis sobre a fé, a oração e as prioridades da vida cristã, e de relativizar a importância das Escrituras por meio de novas revelações, a teologia da prosperidade, através dos escritos de seus expoentes, apresenta outras ênfases preocupantes no seu entendimento de Deus, de Jesus Cristo, do ser humano e da salvação. A partir dos anos 80, várias denominações pentecostais norte-americanas se posicionaram oficialmente contra os excessos desse movimento (Assembléias de Deus, Evangelho Quadrangular e Igreja de Deus). Autores como Charles Farah, Gordon Fee, D. R. McConnell e Hank Hanegraaff, todos simpatizantes do movimento carismático, escreveram obras contestando a confissão positiva e suas implicações. Eles destacaram como, embora essa teologia pareça uma maneira empolgante de encarar a Bíblia, ela se distancia em pontos cruciais da fé cristã histórica.

    No Brasil, três obras significativas publicadas em 1993 — “O Evangelho da Prosperidade”, de Alan B. Pieratt; “O Evangelho da Nova Era”, de Ricardo Gondim; e “Supercrentes”, de Paulo Romeiro — alertaram solenemente as igrejas evangélicas para esses perigos. Tristemente, vários grupos, principalmente os que têm maior visibilidade na mídia, estão cada vez mais comprometidos com essa teologia desconhecida da maior parte da história da igreja. Ao defenderem e legitimarem os valores da sociedade secular (riqueza, poder e sucesso), e ao oferecerem às pessoas o que elas ambicionam, e não o que realmente necessitam aos olhos de Deus, tais igrejas crescem de maneira impressionante, mas perdem grande oportunidade de produzir um impacto salutar e transformador na sociedade brasileira.

    • Alderi Souza de Matos é doutor em história da igreja pela Universidade de Boston e historiador oficial da Igreja Presbiteriana do Brasil. É autor de A Caminhada Cristã na História e “Os Pioneiros Presbiterianos do Brasil”.


  254. em 22/10/2012 at 19:51 RAPHAEL, CRD.

    O Brasil é um país supersticioso. Na Bahia há um dito popular que exemplifica isso de forma jocosa e muito bem humorada: “80% são católicos, 15% são protestantes, 5% pertencem a outras religiões e 100% vestem branco às sextas-feiras”. A superstição está tão engendrada em nossa sociedade que chega a independer do nível sócio-econômico ou cultural. Entretanto, há quem se aproveite do espírito supersticioso do brasileiro de forma torpe e irresponsável, em questão, diversas seitas evangélicas.
    Todos nós já escutamos nos meios de comunicação chamadas como: “dia do descarrego”; “meia-noite da libertação”; “noite da quebra de feitiços”, “dia do óleo santo de Israel”; “corrente dos empresários”; “culto da sexta-feira 13”. E alguns mais hilários como: “sexta-feira forte, desencapetamento total” ou “venha receber seu shampoo sagrado”. Este último, por sinal, quem vos escreve teve oportunidade de escutar.
    Não raro, em programas de rádio ou TV dessas seitas, os “pastores” que apresentam tais programas, quando perguntados por ouvintes sobre as razões de seus infortúnios, respondem sem pestanejar: “Foi um feitiço, um trabalho, uma maldição que jogaram em você! Compareça a nossa igreja…”. Já se estabelece nesse curto contato uma relação de sugestionador e sugestionado, entre o pretenso “pastor” e sua vítima em potencial.
    Termos como “descarrego” sempre estiveram tradicionalmente relacionados ao fetichismo e à magia, temas que sempre foram objeto de repúdio por parte do cristianismo. Qual seria então a justificativa para a venda de falsos objetos sagrados e da utilização de elementos da superstição popular por parte de seitas evangélicas em pleno século XXI? As respostas são várias, mas orbitam em torno de uma única motivação: dinheiro. Soma-se ainda uma tática covarde: a submissão da consciência dos fiéis a uma ótica atávica. Ou seja, ao invés de libertar mentes de crenças ancestrais que subjugam a verdadeira espiritualidade libertária do cristianismo, essas seitas perpetuam e disseminam a crença em supertições e fetiches, além de escravizar, inexoravelmente, seus membros a uma permanente relativização de sua relação com Deus.
    Essa verdadeira escravização de mentes, é em parte responsável pelo esplêndido crescimento dessas seitas. Não há uma explícita negação daquilo que pode ser classificado como crendice popular e superstição. O fiel não precisa rever seus conceitos motivado por uma doutrina que o conduza a uma reflexão acerca de suas crenças anteriores, simplesmente não é preciso abandonar nada, não é preciso modificar sua ótica em relação ao que recebeu como herança do seu folclore e cultura. O fiel é conduzido a permanecer na ignorância, a mesma ignorância que justifica para esse mesmo fiel que basta ter fé para salvar-se, ou seja, um caminho religioso pavimentado por aparentes facilidades. O fiel permanece arraigado a superstições, e é estimulado diuturnamente pela seita a continuar nessa mesma situação de voluntária escravidão. Afinal, permanecer dentro da seita é a garantia de “corpo fechado”, de proteção.
    O “pastor”, por sua vez, ocupa uma posição bastante similar a de um curandeiro, dententor de uma “magia boa”, antídoto que protege o fiel de toda uma miríade de riscos espirituais aos quais o mesmo está exposto fora da seita. E a seita ocupa grande parte de sua pregação em solidificar esses conceitos em seus fiéis, basta adentrar qualquer desses templos e o que se notará é uma sequência de pregações e testemunhos reforçando dia após dia a imagem de um mundo ancestralmente cheio de superstições. Serão pastores falando de feitiços, magias, bruxarias e demônios, e testemunhos de fiéis falando que foram libertados exatamente dessas coisas. Com tanta repetição, qualquer mentira passa virtualmente por verdade.
    Por mais absurdo que pareça, a observação comprova essa relação de sujeição dos fiéis motivada pelo medo e ignorância, da mesma forma que atesta o comportamento vicioso dos pretensos pastores, o que os coloca no mesmo calibre dos curandeiros, feiticeiros e passistas que dizem combater.
    Em geral, com os fiéis incentivados a relacionar sua fé cristã a fetichismos e crendices, não ocorre uma verdadeira conversão, não há um momento de íntima descoberta e encontro com o Cristo. Muito embora o slogan “encontrei Jesus” seja o mais repetido pelos adeptos de tais seitas, Jesus, nesse contexto, é tão somente um elemento a mais nesse processo de aprisionamento, e não o motor de uma grande mudança de vida. A mensagem cristã que lhes chega é bastante distante da real. E o “jesus” que lhes é oferecido é tão somente aquele dos milagres e dos exorcismos, deixam de fora o real Jesus, que também exige uma verdadeira revolução moral na vida do fiel. Não importa QUEM é Jesus, mas o que Ele pode proporcionar.
    Sob esse aspecto, inclusive, cabe fazer uma censura peremptória àqueles que se identificam como católicos e apegam-se a sincretismos, comportando-se da mesma maneira que os fiéis evangélicos que mencionamos. O sincretismo é um elemento estranho à fé católica, e o pretenso católico que o pratica está em grave estado de pecado. Não se pode ser católico e espiritista ou fetichista ao mesmo tempo. Não se pode servir a dois senhores. Entretanto, cabe lembrar, que ao contrário das seitas que aqui abordamos, a Igreja Católica condena e reprova de todas as formas tanto o pensamento quanto a manifestação supersticiosa. Fé católica e crendice são elementos amplamente dissociados, e não há espaço para contemporizações a esse respeito.
    Ao recorrer a símbolos de magia, a seitas evangélicas contribuem para a solidificação de princípios amplamente contrários a fé cristã. E para maioria das pessoas que integram tais seitas, uma sessão de “descarrego” ou ir ao templo à meia-noite de uma sexta-feira 13 é algo que faz parte da fé cristã. Idéia que contraria frontalmente os fundamentos do cristianismo, que em sua origem e doutrina , é completamente avesso à crendice e ao fetichismo; a qualquer forma de relativização do poder de Deus. Se nem mesmo uma flor nasce sem a permissão do altíssimo, é absurdo imaginar então que mal-olhado é suficiente para lançar a vida de qualquer pessoa na falência, mas é isso que a seita ensina, mesmo que a biblia, a tradição e a patrística cristã afirme o contrário. Dessa forma, a seita envangélica distancia-se de tal forma da fé cristã, que em relação a ela guarda pouca ou nenhuma consonância.
    Ao conduzir o fiel a acreditar que as práticas da seita referentes a “proteção” contra maldições é suficiente garantia de sua paz e integridade, o fiel é na verdade conduzido a colocar Deus como mero coadjuvante do poder da seita. Ou seja, Deus, apenas, não seria suficiente à sua necessidade de proteção. Uma prova bastante nítida desse processo de alienação religiosa, é a forma pródiga como essas seitas exploram pseudo exorcismos e testemunhos de fiéis que livraram-se de “feitiços, trabalhos e maldições” através da seita. Para o fiel, Deus, sem a seita “não surte efeito”.

    Em resumo, para essas seitas e seus pobres e enganados fiéis, sem as correntes, sem a falsa água do rio Jordão, sem o óleo de Israel fabricado no quintal, sem os descarregos teatrais, e para não deixar de citar, sem o “fantástico” shampoo sagrado, o cristianismo não acontece.


  255. em 22/10/2012 at 20:01 RAPHAEL, CRD.

    QUEM ACUSARÁ….VOSSA NOIVA MEU SENHOR????
    QUEM DE VÓS TERÁ ESSE PODER????
    QUEM SÃO OS HOMENS,PARA QUE TÚ LEMBRES DELES???
    SOMOS PÓ…..TENHA MISERICÓRDIA DE NÓS!!!!
    PERDOANOS…..NÓS E NOSSO IRMÃOS…..
    MAS ESTENDEI VOSSA DESTRA FIEL…E ATINGE VOSSOS ADVERSÁRIOS…..ELES ARREBATAM ALMAS PARA SI…..ACUMULANDO E ALARGANDO A BOCA DE SUAS MISÉRIAS…..
    SENHOR…PERDÕES SEUS FILHOS…ELES ESTÃO SOZINHOS E CANSADOS…
    MAS QUEBRE OS DENTES DAQUELES QUE SE OPÕE…LÍDERES FALSOS…..ESCÓRIAS DA PRÓPRIA HUMANIDADE…..TODOS SEM EXCEÇÃO……
    VINDE SENHOR…VINDE RÁPIDO…E LIBERTE TEU POVO!
    AFASTAI ENQUANTO É TEMPO……
    AFASTAI ENQUANTO É DIA….
    CINGI VOSSOS RINS E ANALISAI…..
    QUE FAZES DE SUA VIDA AINDA FORA DO REBANHO DE CRISTO?
    VINDE…TODOS QUE ESTÁIS CANSADOS……
    VINDE A CRISTO. !!!!
    CHEGUE MAIS PERTO,PARA EU LHE DIZER ALGO MUITO IMPORTANTE EM SEU OUVIDO……
    ALGO QUE JAMAIS ALGUÉM PENSOU QUE PODERIA ACONTECER………
    DEUS…NOSSO CRIADOR….
    ENVIOU A TERRA SEU UNICO FILHO…….
    VEIO PARA OS SEUS…MAS, OS SEUS NÃO O RECEBERAM…..
    MATARAM SEU FILHO………O FILHO DE DEUS !
    MAS, ELE……ELE JESUS CRISTO DE NAZARE….
    ELE ESTÁ VIVOOOOOO!!!!
    ELE ESTÁ VIVOOOOOO!!!!

    AJUDAI-ME A ESPALHAR ESSA BOA NOVA…ESSA BOA NOTÍCIA…
    GRITAI…GRITAI ATÉ QUE A VOZ ECOE PELO MUNDO AFORA COMO TROVÃO DE MIL VOZES……..

    CRISTO….. ESTÁ…………. VIVOOOOOO!!!!


  256. em 22/10/2012 at 20:34 Iones Furtado

    Cardeal Rafael eu já sabia a muito tempo.
    Quero o seue-mail.


  257. Excelente!! A Teoria da Prosperidade realmente é uma aberração, alias esses dias estava vendo um video que me deixou assustada, a maneira como essas Igrejas definem o Espirito Santo é tão grotesca que é dificil imaginar que alguém em sã consciencia acredite naquilo.
    As manifestações que eles classificam como sendo pessoas cheias do Espirito Santo é um verdadeiro show de horror, as manifestações são exatamente iguais as manifestações em centro de Umbanda e quando digo igual quero dizer exatamente igual, os movimentos do corpo são os mesmos, as reações as mesmas, tudo igual, é horrivel de ver.

    Quanto ao Edir Macedo e ao Valdemiro, Rafael não se preocupe com eles o deles está guardado, cada um vai pagar pelo que conhece e eles não são enganados eles enganam e vão ter o fim que merecem.

    Me preocupo com os fies, muitos vão de coração puro e são ensinados de maneira equivocada, mas creio que Deus vai revelar no momento certo a essas pessoas o caminho correto a seguir.

    De qualquer maneira é valido tentarmos fazer a nossa parte, só que não podemos esquecer que tudo o que está acontecendo é biblico, portanto não temos como fugir dessa situação, nos dias de hoje o inimigo cerca as pessoas por todos os lados por isso Vigiai e Orai sem cessar.

    Rafael tenho uma curisidade – Existem os dogmas, que são as verdades de fé infalíveis e imutáveis que constituem a base da doutrina católica.Os dogmas são definidos e proclamados solenemente pelo Supremo Magistério (Papa ou Concílio Ecumênico com o Papa ) como sendo verdades definitivas, porque eles estão contidos na Revelação divina ou têm com ela uma conexão necessária. Uma vez proclamado solenemente, nenhum dogma pode ser alterado ou negado, nem mesmo pelo Papa ou por decisão conciliar. Por isso, o católico é obrigado a aderir, aceitar e acreditar. – Minha dúvida: Como são dadas essas revelações na Igreja?

    Fico aguardando a sua resposta.

    Abraços,


  258. O Catecismo da Igreja Católica ensina (799) que “os carismas são graças especiais que, direta ou indiretamente têm uma autoridade eclesial, ordenados como são para a edificação da Igreja, o bem dos homens e as necessidades do mundo”.

    Acrescenta ainda (800) que, “os carismas devem ser acolhidos com reconhecimento por aquele que os recebe e também por todos os membros da Igreja. De fato, eles são uma maravilhosa riqueza de graças para a vitalidade apostólica e santidade de todo o Corpo de Cristo (…)”.

    Carisma é uma palavra grega que significa dom gratuito. Os carismas são, pois, dádivas do Espírito Santo dados, segundo a nossa fé e a nossa confiança no poder de Deus. Não são dados aos mais cultos e aos mais inteligentes, mas aos que se abrem à ação do Espírito Santo, que se quer derramar abundantemente em nós. O fundamento de todos os carismas é a caridade, o amor.

    Enquanto que os dons do Espírito Santo são permanentes, dados pelo Batismo, para a nossa própria santificação, os carismas são dons especiais, por vezes extraordinários, dados para o bem da comunidade, para o serviço dos outros e assistência da Igreja.

    A Igreja primitiva era uma Igreja Carismática, como podemos comprovar nos Atos dos Apóstolos, que nos dão conta dos prodígios que os Apóstolos fizeram depois de Pentecostes. S. Paulo, por sua vez, nas suas Cartas, refere-se várias vezes aos carismas e ao modo como devem ser exercidos. Hoje a Igreja dos nossos tempos tem também necessidade dos carismas: eles são tão precisos como o foram naquele tempo.

    Jesus Cristo, em Jo 14,12, disse: “Em verdade em verdade vos digo: aquele que acredita em Mim fará também as obras que Eu faço; e fará obras maiores do que estas, porque Eu vou para o Meu Pai”. Esta é uma realidade na qual todos devemos acreditar. É a realidade da nossa fé.

    Deus, através do Espírito Santo, continua a servir todos nós que somos Igreja. É tendo subjacente esta promessa de Jesus que devemos acolher os carismas, como graças que procedem do Espírito Santo e das quais a Igreja tanto necessita.

    Na 1ª Carta aos Coríntios (12,4-11) S. Paulo faz uma enumeração dos diversos carismas. De acordo com esta enumeração dividimos os carismas em 3 grupos:
    – Carismas da palavra: Dom das línguas; Dom da interpretação das línguas; Dom da profecia.
    – Carismas das obras: Dom da fé carismática; Dom das curas; Dom dos milagres.
    – Carismas da revelação ou do conhecimento: Dom do discernimento dos espíritos; Dom da sabedoria; Dom da ciência.

    Todos os carismas são para crescimento da Igreja, para servir a comunidade. S.Paulo exorta-nos a ansiar pelos carismas e por isso devemos:
    – Rezar para que o Senhor nos dê os dons;
    – Estar disponíveis para os receber;
    – Ser humildes, conscientes de que nós nada fazemos e que é Deus que tudo pode e é n’Ele que está a nossa força.

    O ESPÍRITO SANTO NOS MOVE Á VERDADE.
    ENSINAMOS O QUE OUVIMOS DESDES OS PRIMEIROS CRISTÃOS.
    UMA IGREJA SENDO SECULAR E BASICAMENTE NÃO MUDANDO EM NADA OS PRINCIPIOS PELOS PRIMEIROS TRANSMITIDOS…SÃO Á CARTA DE ALFORRIA DE CERTAS INTERPRETAÇÕES ERRADAS POR OUTROS IRMÃOS CRISTÃOS DE OUTRA DENOMINAÇÕES.
    NÓS, EM COMUNHÃO PERENE E SEMPRE PROCURANDO OUVIR AS VERDADES DE DEUS……COM A AJUDA EXTRAORDINÁRIA DO ESPIRITO SANTO QUE TUDO MOVE……PROCURAMOS NO SILÊNCIO DE NOSSAS ALMAS….NOS ERROS TERRÍVEIS DE OUTRORA COMETIDOS NO PASSADO,E COM A AJUDA DOS SANTOS EVANGELHOS PROCURAR SERMOS O MAIS FIÉIS A DOUTRINA CRISTÃ.

    CARDEAL, REPASSO O ENVIO DE PERGUNTA DE EXTREMA SENSIBILIDADE POR NOSSA QUERIDA IRMÃ EM CRISTO-

    QUE A PAZ DE DEUS ESTEJA COM VOCÊS,
    DESCULPE-ME A ESCRITA SE FALHAR EM ERROS ORTOGRAFICOS.

    Há interesse, por parte dos fiéis, em saber quantas verdades de fé já foram definidas pelos Papas no exercício do carisma da infalibilidade. Este desejo é legítimo, mas há de merecer uma resposta abrangente, pois se deve dissipar a concepção de que as verdades da fé começam a ser tais mediante definições ou decretos. Daí a conveniência de propormos, nas páginas subseqüentes: 1) a noção de Magistério da Igreja; 2) o significado de uma definição pontifícia; 3) as definições papais registradas através dos séculos.

    O MAGISTÉRIO DA IGREJA

    Jesus Cristo confiou à sua Igreja a função de ensinar as verdades da fé; e, para que o fizesse autenticamente, prometeu‑lhe a sua assistência infalível, assim como a do Espírito Santo:

    Mt 28,19s: “Ide, e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando‑as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando‑as a observar tudo quanto vos ordenei. E eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos.

    Mt 10,26s: “Não tenhais medo… Pois nada há de encoberto que não venha a ser descoberto, nem de oculto que não venha a ser revelado. O que vos digo às escuras, dizei‑o à luz do dia; o que vos é dito aos ouvidos proclamai­o sobre os telhados”.

    Jo 20,21s: Jesus disse aos Apóstolos: “A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, também eu vos envio”.

    Mc 16,15.20: “Disse‑lhes: Ide por todo o mundo, i proclamai o Evangelho a toda criatura…’ E eles saíram a pregar por toda parte, agindo com eles o Senhor, e confirmando a Palavra por meio dos sinais que a acompanhavam’

    A Igreja vem cumprindo a tarefa mediante seus órgãos credenciados, que são:

    1) 1) o Magistério ordinário, ou seja, o ensinamento dos Bispos do mundo inteiro concordes entre si sobre artigos de fé e de Moral. Este Magistério ordinário manifesta‑se cotidianamente através de palavras orais, impressos, gestos e feitos, como também através da Liturgia, pois lex orandi, lex credendi (as normas da oração são as normas da fé). Grande número de verdades de fé está no ensinamento do Magistério ordinário da Igreja. Quando necessário ou em casos esporádicos, é exercido também.

    2) 2) o Magistério extraordinário, que tem duas expressões autênticas:

    – – as definições de Concílios Ecumênicos;

    – – as definições do Sumo Pontífice quando fala ex cathedra.

    O Magistério extraordinário supõe sempre condições especiais (dúvidas, controvérsias, contestação…), que solicitem um pronunciamento solene seja de um Concílio plenário, seja do Pontífice Romano. Não é necessária uma definição solene para que haja um dogma de fé.

    A definição da infalibilidade pontifícia em matéria de fé de Moral ocorreu em 1870, no Concílio do Vaticano I; todavia não foi nessa data que surgiu a convicção de que o Bispo de Roma goza de assistência especial para definir proposições, de fé e de costumes. Essa persuasão tem suas bases na própria S. Escritura e se expressou através da história da Igreja. Tal doutrina, muito antiga na Igreja, foi reafirmada pelo Concílio do Vaticano II na Constituição Lumen Gentium n° 22‑25.

    Os principais textos bíblicos atinentes ao primado de jurisdição e de magistério de Pedro e seus sucessores são os seguintes:

    Mt 16,17‑19: “Jesus respondeu a Simão Pedro: `Bem‑aventurado és tu, Simão, filho de João, porque não foram carne e sangue que te revelaram isso, e sim o meu Pai, que está nos céus. Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre essa pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do Inferno nunca prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus, e o que ligares na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus”.

    Lc 22,31 s: ‘ Simão, Simão, eis que Satanás pediu insistentemente para vos peneirar como trigo; eu, porém, orei por ti, a fim de que tua fé não desfaleça.. Quando te converteres, confirma teus irmãos’

    Jo 21, 15‑17: ‘Jesus disse a Simão Pedro: `Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?’ Ele lhe respondeu: `Sim, Senhor, tu sabes que te anjo’. Jesus lhe disse: Apascenta os meus cordeiros. Uma segunda vez, Jesus lhe disse `Simão, filho de João, tu me amas?’‑ ‘Sim, Senhor, disse ele, ‘tu s S que te amo’. Disse‑lhe Jesus: `Apascenta as minhas ovelhas’. Pela terceira vez disse‑lhe: `Simão, filho de João, tu me amas?’ Entristeceu‑se Pedro porque pela terceira vez lhe perguntava ?u me amas?’ e lhe disse: Senhor tu sabes tudo; tu sabes que te amo’ Jesus lhe disse: Apascenta ta as minhas ovelhas

    0 SIGNIFICADO DE UMA DEFINIÇÃO PONTIFÍCIA:

    Tenha‑se consciência, antes do mais, de que uma definição papal nunca é imposição brusca ou repentina de alguma sentença. As definições representam geralmente o termo final de um processo lento, durante o qual uma verdade contida no depósito tradicional da Revelação vai aflorando plenamente à consciência da hierarquia sacerdotal e dos fiéis em geral. Em outros termos: as definições não são senão a formulação explícita e solene de uma maneira de ver já implicitamente existente na Cristandade desde os tempos de Cristo. E o motivo pelo qual se dá essa formulação solene é geralmente o surto de alguma heresia que tente negar ou obliterar a sentença em foco. As definições pontifícias, por conseguinte, têm sem pre caráter extraordinário, excepcional. Quanto ao magistério ordinário da Igreja, ele se exerce pela pregação unânime do episcopado unido ao sucessor de S. Pedro, o Papa. Donde se vê que não é necessário, seja uma verdade solenemente definida pelo Sumo Pontífice, para que pertença ao depósito da fé; basta, para isto, tenha sido sempre e em toda a parte professada pelos cristãos: quod ubique, quod semper, quod ab omnibus creditum est, hoc est etenim vere proprieque catholicum. ‑ 0 que todos em toda parte e sempre acreditaram, isso é verdadeira e propriamente católico, dizia Vicente de Lerins em meados do séc. V.

    Das noções acima também se depreende que não se “criam” dogmas na Igreja. Assim como num organismo vivo não nasce nem se cria algum órgão da noite para o dia, mas, ao contrário, qualquer fenômeno somático é expressão da estrutura e da vitalidade permanentes do indivíduo, assim também na Igreja não se praticam inovações de estrutura; ao contrário, qualquer afirmação autêntica dos cristãos não é senão o desdobramento do depósito da Palavra e da Vida que Cristo colocou em seu Corpo Místico e que Ele conserva sob a assistência do Espírito Santo. Nunca se poderá inculcar demais que a Igreja não é simplesmente uma escola, muito menos uma Câmara Legislativa, mas um organismo vivo, o Corpo de Cristo prolongado na terra, Corpo onde tudo se processa segundo as leis da vida, ou seja, passo por passo, homogeneamente, mediante a colaboração de membros superiores e membros inferiores.

    Voltando a focalizar diretamente as definições papais, observaremos que três condições devem ser necessariamente preenchidas para que alguma proposição do Romano Pontífice tenha a autoridade de sentença infalível:

    1) 1) Requer‑se que o Papa fale “ex cathedra”, isto é, como Pastor e Mestre dos cristãos, não como doutor particular. Não há, porém, trâmite prescrito para o pronunciamento do Pontífice. Não se exige, portanto, que o Santo Padre, antes de se definir, consulte algum concílio, pois este requisito suporia que o concílio possa exercer influência restritiva sobre a autoridade papal ou esteja acima do Papa no governo da Santa Igreja.

    2) 2) O objeto da definição infalível são apenas proposições de fé e de moral, isto é, normas relativas ou à crença ou à conduta dos cristãos neste mundo.

    3) 3) É necessário outrossim que o Sumo Pontífice intencione proferir sentença definitiva sobre o assunto focalizado. Somente tal sentença definitiva goza do privilégio da infalibilidade. Este não se estende nem aos argumentos previamente apresentados para fundamentar a definição nem às conclusões que desta decorram.

    Quanto aos sinais pelos quais se pode reconhecer uma definição infalível, deve‑se dizer que não há fórmula de redação obrigatória. Basta que o Pontífice manifeste explicitamente sua intenção de declarar alguma doutrina como pertencente ao depósito da fé ou como contrária a este. Os termos habitualmente usados são: “definimus, auctoritate apostolica definimus…” ou “definitive damnamus et reprobamus, auctoritate Dei et beatorum apostolorum Petri et Pauli damnamus et reprobamus…”.

    Há casos, porém, em que o documento pontifício é redigido de tal modo que a simples análise dos termos não permite aos teólogos dizer se estão diante de alguma definição “ex cathedra” ou não. Em tais circunstâncias, será lícito julgar que não se trata de sentença obrigatoriamente imposta à fé dos cristãos, pois ensina a Moral: “Non est imponenda obligatio de qua certo non constat. ‑ Não se deve impor obrigação de que não conste com certeza”. Todavia, mesmo em tais casos, pode haver para os cristãos grave dever de crer na proposição focalizada, dever decorrente de outra fonte, isto é, do ensinamento comum dos Sumos Pontífices ou do episcopado.

    É o que se dá, por exemplo, quando se examina a encíclica Arcanum do Papa Leão XIII (10 de fevereiro de 1880). Este documento professa a instituição divina do casamento, a indissolubilidade do mesmo, assim como a autoridade integral e exclusiva da Igreja sobre o matrimônio cristão. A redação das frases, porém, não permite dizer que tais doutrinas estejam aí solenemente definidas; não obstante, a todos os cristãos incumbe estrito dever de as aceitar, porque são verdades ensinadas pelo magistério universal e tradicional da Igreja. ‑ O mesmo se diga da encíclica Providentissimus Deus (18 de novembro de 1893), em que o mesmo Pontífice afirma a noção católica de inspiração bíblica, assim como a veracidade do texto sagrado. S. Santidade, embora não tenha aí usado as expressões características de uma definição solene, incutiu verdades que, em vista do ensinamento comum da Igreja, são obrigatórias para todos os fiéis.

    Destas observações se depreende quão pouco a Igreja ou os Papas fazem questão de definir dogmas! Qualquer definição é sempre algo de extraordinário no seio da Igreja. Feitas estas ponderações, examinemos o catálogo dos documentos pontifícios que são geralmente tidos como portadores de definição infalível.

    A LISTA DAS DEFINIÇÕES PONTIFÍCIAS:

    De acordo com a ordem cronológica, eis a série dos documentos:

    1) 1) Em 449, a carta do Papa S. Leão Magno a Flaviano, bispo de Constantinopla, expunha com autoridade a sã doutrina referente ao mistério da Encarnação: em Cristo há uma só Pessoa (a Divina) e duas naturezas (a Divina e humana); cf. Denzinger‑Schünmetzer, Enchiridion Symbolorum, Definitionum et Declarationum de rebus fidei et morum’ n° 296‑299. Esta carta foi enviada pelo Papa àassembléia geral do Concílio ecumênico de Calcedônia em 451 no intuito de dirimir, uma vez por todas, as dúvidas teológicas concementes ao assunto. Os Padres conciliares consideraram o documento como definitivo e estritamente obrigatório para todos os fiéis. A tradição católica, em particular a profissão de fé do Papa S. Hormisdas (datada de 517; cf. DS 363‑365), sempre reconheceram autoridade máxima a tal documento.

    A controvérsia assim rematada por S. Leão Magno é a seguinte: Desde os inícios da era cristã, perguntava‑se como podia Cristo ser simultaneamente Deus e homem. A primeira tentativa de solução foi a dos Docetas no séc. I I, os quais ensinavam que o Salvador não fora verdadeiro homem, pois não tivera senão uma aparência de corpo humano (dokéo, parecer, em grego). ‑ Tal solução não tendo conseguido implantar‑se, no séc. V propôs‑se outra fórmula: Nestório, Patriarca de Constantinopla, asseverava que Cristo era tão realmente Deus e homem que nele havia duas Pessoas (a Divina e a humana) e duas naturezas (a Divina e a humana). Sabemos que em linguagem técnica “natureza” vem a ser a essência ou a estrutura de um ser, ao passo que “pessoa” é o sujeito consciente ou o “Eu” que age por meio de determinada natureza. A sentença de Nestório, admitindo duas pessoas ou dois”Eu” em Cristo, cindia a unidade do Salvador; foi, por isto, rejeitada no Concílio de Éfeso (431). ‑ Tomou vulto então, à guisa de reação contra o erro condenado, a teoria oposta, propugnada por Eutiques, de Constantinopla, e Dióscoro de Alexandria: em Cristo haveria uma só natureza (a natureza divina, a qual teria absorvido a natureza humana). Tal era a doutrina do Monofisitismo… Pois bem; S. Leão Magno rejeitou esta tese como contraditória ao genuíno conceito de Encarnação, asseverando em 449 haver em Cristo uma só Pessoa (ou um só “Eu”), a Pessoa Divina, a qual se manifestava por duas autênticas naturezas (a Divina e a humana) não mutiladas nem confundidas. Assim punha‑se fim a uma etapa importante da Cristologia.

    2) 2) Em 680 a carta do Papa S. Agatão “aos Imperadores” afirmava, também em termos definitivos, haver em Cristo duas vontades distintas, a Divina e a humana, sendo, porém, que a vontade humana ficava em tudo moralmente submissa à vontade divina; cf. DS 547s. Como se vê, o Pontífice reprimia, em última análise, uma modalidade nova de Monofisitismo: o Monotelitismo, que afirmava em Cristo haver unicamente a vontade divina. 0 documento foi enviado auto ritativamente pelo Papa à assembléia do Concílio de Constantinopla III (680/81), a qual aceitou com aplausos a sentença de Roma, proclamando que Pedro acabara de falar por Agatão. ‑ De então por diante na história, não haveria mais sérias dúvidas sobre a união do Divino e do humano em Cristo.

    3) 3) Em 1302, a bula Unam Sanctam do Papa Bonifácio VI I I é tida como portadora de definição dogmática em sua parte final, onde o Pontífice “declara, afirma, define e pronuncia (declaramus, dicimus, definimus et pronuntiamus)” que toda criatura humana está sujeita ao Romano Pontífice; cf. DS 875. Esta sentença há de ser entendida no seu respectivo quadro histórico.

    Desde os tempos de S. Agostinho (t430), os cristãos conceberam o ideal de uma “Cidade de Deus”, ou seja, de uma organização civil que fosse toda penetrada pelos princípios do Cristianismo, ficando os interesses e afazeres temporais totalmente subordinados aos espirituais. Dentro desta perspectiva, criou‑se em 800, pela coroação de Carlos Magno, o Sacro Império Romano dos Francos, ao qual no séc. X sucedeu o Sacro Império dos Germanos. Sob o Papa Inocêncio III (1198‑1216) o ideal tomou vulto assaz concreto. Pouco depois, porém, fizeram‑se ouvir no cenário europeu vozes nacionalistas, que tendiam a criar um Estado leigo, independente da religião; um dos primeiros arautos dessa corrente foi o rei Filipe IV o Belo da França (1285‑1314). Pois bem: foi contra essa tendência à laicização do Estado que se pronunciou o Papa Bonifácio VI I I, afirmando que o po

    der temporal está subordinado ao espiritual e que, por conseguinte, todas as criaturas humanas, mesmo os monarcas, estão sujeitos ao Vigário de Jesus Cristo na terra.

    Tem‑se discutido a respeito da mente do Pontífice na Bula Unam Sanctam. Em qualquer caso, interpretar‑se‑á a sentença final (cujos dizeres são assaz gerais) no sentido da chamada “potestas indirecta”, não no da “potestas directa”; o que quer dizer: o Romano Pontífice tem jurisdição sobre toda e qualquer criatura humana “ratione peccati”, isto é, na medida em que as atividades de determinada pessoa dizem respeito à vida eterna; foi, com efeito, a Pedro e aos sucessores de Pedro que Cristo confiou as chaves do Reino dos céus. Não pertence àmissão dos Papas interferir na técnica administrativa dos governos civis.

    4) Em 1336, a Constituição Benedictus Deus de Bento XII definia que, logo após a morte corporal, as almas totalmente puras são admitidas à contemplação da essência de Deus face a face; cf. DS 1000. Esta declaração se deve ao fato de que alguns cristãos tanto estimavam o dogma do Corpo Místico que dificilmente concebiam pudessem algumas almas atingir a sua felicidade consumada, enquanto outras ainda lutavam na terra; em conseqüência, afirmavam que a visão beatífica só seria outorgada no fim dos tempos, isto é, após a ressurreição da carne e o juízo universal. ‑ Contra este parecer, a fé cristã formulada por Bento XI I de acordo com vários textos da S. Escritura (cf. Lc 23,43; Jo 17,24; Hb 8,17s; 10,19s; 1Cor 13,8s; 2Cor 5,6s; FI 1,23), afirma que, logo após a morte corporal, se dá o juízo particular, entrando, a seguir, as almas na posse da sua sorte definitiva.

    4) 4) Em 1520, a Bula Exsurge Domine de Leão X condenava 41 proposições de Lutero como heréticas; cf. DS 1451‑1492.

    5) 5) Em 1653 a Constituição Apostólica Cum occasione de Inocêncio X reprovava as cinco seguintes proposições extraídas da obra “Augustinus” de Cornélio Jansênio, tachando‑as de heréticas:

    Há preceitos de Deus que, vistas as exíguas energias do homem, não podem ser cumpridos por justos que os desejem observar e se esforcem por consegui‑lo. A esses justos falta também a graça, que tornaria possíveis tais preceitos.

    No estado da natureza decaída, o homem nunca pode resistir à graça interior. Para merecer e desmerecer no estado da natureza decaída, não se requer liberdade que exclua necessidade (interior); basta a liberdade que exclua coação (exterior). Os Pelagianos admitiam a necessidade da graça interior preventiva para cada ato particular, mesmo para o início da fé; eram hereges por asseverarem que essa graça era tal que a vontade podia ou resistir‑lhe ou obedecer‑lhe. É semipelagiano dizer que Cristo morreu ou derramou o seu sangue por todos os homens sem exceção” (DS 2001‑2207). “Pelagianos” e “Semipelagianos” foram hereges dos séc. V/VI que acentuaram exageradamente as possibilidades da natureza humana no tocante à salvação eterna.

    0 Jansenismo, ressentindo‑se dos debates excitados por Lutero sobre as conseqüências do pecado original, nutria um conceito pessimista da natureza humana, julgando‑a escravizada à concupiscência e ao pecado; em conseqüência, admitiam que o homem só pode praticar o bem em virtude de irresistível influxo da graça divina. 0 pessimismo jansenista ainda era acentuado pela tese de que Cristo não remiu todos os homens, mas apenas os predestinados. ‑ Como se vê, tais proposições são totalmente alheias à genuína mensagem do Evangelho, que visa não a abater, mas a soerguer o homem pecador, fazendo que os cristãos considerem mais a Misericórdia do Salvador do que a própria miséria. É o que explica a condenação proferida por Inocêncio X.

    Em 1687, a Constituição Apostólica Caelestis Pastor de Inocêncio XI condenou como heréticas 68 proposições quietistas de Miguel de Molinos (i‑ 1696); cf. DS 2201‑2269. 0 Quietismo era uma tendência mística que fazia coincidir a perfeição espiritual com tranqüilidade e passividade da alma tais que o cristão não desejaria mais a sua bem‑aventurança eterna, nem a aquisição da virtude; qualquer tendência nele estaria extinta. A alma colocada nesse estado de aniquilamento não pecaria mais, mesmo que por sua conduta externa parecesse violar os mandamentos de Deus ou da Igreja; ser‑lhe‑iam desnecessárias orações vocais, práticas de penitência e resistência às tentações.

    Evidentemente, tais idéias contradizem à genuína mente cristã, que S. Agostinho tão bem exprime na fórmula: “Deus, que te criou sem ti, não te salva sem ti”. 0 ideal do cristão não é propriamente a apatia estóica, ou seja, a ausência de todo e qualquer afeto sensível, mas, sim, a metriopatia, ou seja, o domínio sobre os afetos tal que possa servir à vida em graça. Em 1699, a Constituição Cum alias de Inocêncio XII condenava 23 proposições de François de Salignac Fénelon, extraídas da obra “Explications des maximes des Saints sur Ia vie intérieure”; cf. DS 2351‑2374. As sentenças pretendiam renovar o Quietismo, apresentando‑o qual modalidade de puríssimo amor a Deus.

    Em 1713, a Constituição Unigenitus de Clemente XI condenou 101 afirmações do livro “Réflexions morales” de Pascásio Quesnel 0‑1719); cf. DS 2390‑2502. Era de novo o Jansenismo, com suas concepções pessimistas, que o Sumo Pontífice assim denunciava. Embora as escolas jansenistas tenham perdido em breve a sua voga, a mentalidade jansenista até os últimos decênios ficou, até certo grau, impregnada no espírito de muitos cristãos, alimentando uma piedade intimidada, alheia aos sacramentos e, por isto, anêmica. Justamente em plena crise jansenista se deram as aparições do Sagrado Coração de Jesus (1673‑1675), que, sob forma simbólica, queriam lembrar ao mundo que Deus é o Amor, e o Amor que se fez companheiro dos homens.

    Em 1794, a Constituição Auctorem Fidei de Pio VI visava a 85 teses heréticas promulgadas em 1786 pelo Sínodo de Pistoia (Toscana); cf. DS 2600‑2700. As idéias dos conciliares de Pistoia não eram senão a expressão extremada do nacionalismo e do despotismo de Estado que haviam começado a tomar vulto nos tempos de Filipe IV o Belo da França (ver o documento n° 3 da presente lista). No fim do séc. XVIII esse nacionalismo se havia apoderado das cortes européias em geral, levando os soberanos católicos a pretender criar Igrejas regionais, mais ou menos independentes do Sumo Pontífice; ‑ tal tendência tomou vulto na França de Luís XIV, em Portugal do marquês de Pombal, na Espanha de Aranda e Florida Branca, na Áustria de José II e, de maneira especial, no Grão‑Ducado da Toscana, cujo titular, o Grão‑Duque Leopoldo, era irmão de José li. Leopoldo obteve o apoio do episcopado da Toscana, chefiado por Cipião Ricci, bispo de Pistola, para 57 artigos que visavam a profundas reformas da estrutura e da disciplina da Igreja, em grande parte inspiradas por idéias de Jansênio e de Quesnel: entre outras medidas, preconizavam a subordinação da Igreja ao Estado e a quase absoluta independência dos bispos em relação ao Sumo Pontífice; a abolição da devoção ao S. Coração de Jesus, das procissões, das imagens, da praxe das indulgências, dos honorários de S. Missa e de serviços religiosos em geral; apregoavam a redução das Ordens e Congregações Religiosas a um só tipo norteado pelo exemplo de Port‑Royal (mosteiro jansenista próximo a Paris); queriam outrossim a celebração da Liturgia em vernáculo, o que em si nada tem de reprovável, mas era contingentemente associado a reivindicações heréticas (isto foi suficiente para que o postulado da Liturgia em vernáculo se tornasse, mais uma vez, suspeito aos olhos de Roma, como se tornara suspeito quando os reformadores o formularam no séc. XVI). ‑ Antes mesmo que Pio VI condenasse as proposições de Pistoia, já o povo toscano havia mostrado sua veemente indignação contra elas, de tal modo eram alheias à genuína tradição cristã; o próprio bispo Ricci submeteu‑se ao alvitre de Pio VI.

    Em 1854, a bula Ineffabilis Deus de Pio IX definiu o dogma da Imaculada Conceição de Maria: dizia o Pontífice, apelando para testemunhos da Escritura e da Tradição, que a Virgem Santíssima, desde o primeiro instante de sua conceição, foi preservada do pecado original, ou seja, da nódoa com que nascem todos os filhos de Adão; isto se deu por aplicação antecipada dos méritos do Redentor a fim de que a criatura que devia ser mansão do Verbo Encarnado, jamais ficasse sujeita ao hediondo império de Satanás e do pecado (Maria, portanto, não deixa de ser tributária ao Redentor; ela foi remida). Cf. DS 2803s.

    Antes da definição do dogma da Imaculada Conceição, perguntavam alguns teólogos que motivo havia para que o Sumo Pontífice se pronunciasse em tom solene e extraordinário sobre uma proposição que era pacificamente professada pelos fiéis católicos. A tal questão foi dada a seguinte resposta: a afirmação de alguma verdade concernente a Maria equivale sempre à afirmação sucinta de toda a dogmática cristã; com efeito, em Maria a fraqueza do homem e a graça de Deus, a Encarnação, a Redenção, o mistério da Igreja e a glória final se acham compreendidos de maneira estupenda. Em conseqüência, uma definição mariológica em meados do século passado teria o valor de uma profissão compêndios de fé cristã frente ao racionalismo e ao materialismo que ,pesavam sobre a cultura da época. Tal foi o sentido profundo do pronunciamento de Pio IX.

    Em 1950, o Papa Pio XII em sua Constituição Munificentissimus Deus definiu o dogma da Assunção Corporal de Maria: a Mãe de Deus, ao deixar este mundo, foi, sim, glorificada em corpo e alma, sem conhecer a deterioração do sepulcro. Esta proposição está intimamente ligada com o dogma da Imaculada Conceição: na verdade, se Maria nunca esteve sujeita ao pecado, compreende‑se que não tenha ficado sob o império da morte, a qual não é senão uma conseqüência do pecado (Pio XI I, porém, não quis definir a questão até hoje aberta: terá Maria ao menos atravessado a morte antes de ser glorificada ou haverá sido preservada mesmo de morrer, de modo a passar sem hiato, desta vida para a glória celeste?). Cf. DS 39003904.

    A crença na Assunção corporal de Maria não sofria contestação antes de ser definida; a definição, porém, foi justificada por motivos análogos aos que acima indicamos: o presente século continua sujeito às influências do racionalismo e do materialismo; principalmente nos últimos decênios a matéria ou o corpo do homem têm sido lamentavelmente vilipendiados pelo libertinismo dos costumes e pelos morticínios coletivos (bombardeios) das grandes guerras. Nesta época, portanto, a afirmação da Assunção corporal de Maria lembrava ao mundo o destino transcendente do corpo humano e o valor que o Criador a este quis atribuir.

    Os teólogos têm perguntado se algum dos documentos dos Pontífices recentes contrários ao racionalismo e ao modernismo (a enc. Quanta cura e o Sílabo de Pio IX , a enc. Pascendi e o decreto Lamentabili de S. Pio X) não gozam da autoridade de declarações infalíveis. Examinando, porém, o teor preciso desses textos, assim como as circunstâncias em que se originaram, a maioria dos comentadores é inclinada a crer que os dois mencionados Papas, ao promulgar esses documentos, não intencionaram fazer uso de sua prerrogativa de infabilidade doutrinária, embora não reste dúvida de que tenham interpretado a mente de Cristo e da Igreja nos termos mais autênticos possíveis, merecendo por isto plena aquiescência por parte dos fiéis.

    Nos últimos decênios, tem‑se considerado com grande interesse a Encíclica Humane Vitae (1968) de Paulo VI, que rejeita a contracepção artificial e apregoa os meios naturais de controle da natalidade. Como não usa a fórmula clássica “Declaramos e definimos”, há quem julgue que não é documento infalível e, portanto, não merece obediência. A esta posição fazemos duas observações:

    1) 1) mesmo que não recorra aos termos de uma definição solene, a Encíclica Humanae Vitae é um documento do magistério ordinário da Igreja, ao qual os fiéis católicos devem o respeito recomendado pelo Concílio do Vaticano II na Constituição Lumen Gentium n9 25: “Religiosa submissão da vontade e da inteligência deve, de modo particular, ser prestada ao autêntico Magistério do Romano Pontífice, mesmo quando não fala ex-cathedra. E isto de tal modo que seu magistério supremo seja reverentemente reconhecido, suas sentenças sinceramente acolhidas, sempre de acordo com sua mente e vontade. Esta mente e vontade constam principalmente ou da índole dos documentos ou da freqüente proposição de uma mesma doutrina, ou de sua maneira de falar”

    2) 2) Paulo VI, ao formular a doutrina da Encíclica Humanae Vitae, sabia não estar senão transmitindo preceitos da lei natural, segundo a qual o amor humano é, por si, unitivo e fecundo e, por isto, não deve ser artificialmente privado da sua fecundidade. Em conseqüência, a Humanae Vitais goza da autoridade da própria lei natural, que é a lei de Deus. Algo de semelhante se diga a respeito da Encíclica Veritatis Splendor: é documento pontifício, que merece acato como tal e ‑ mais ainda ‑ reafirma a lei natural frente a tendências subjetivistas de conceber a Moral idade.

    CONCLUSÃO

    Eis os casos em que, conforme ensinam os teólogos, os Papas, no decorrer da história, fizeram uso de seu magistério infalível para formular alguma sentença dogmática. Doze vezes em vinte séculos!… Tão exígua cifra talvez surpreenda não poucos leitores, pois, quando se fala da infalibilidade pontifícia, facilmente se tem a impressão de que os católicos vivem num regime de imposições procedentes do capricho de um mestre humano. Tal impressão, como se vê, está longe de corresponder à realidade.

    Não queremos dizer, é claro, que os dogmas cristãos se reduzem às proposições atrás enunciadas. Também não negamos que há definições emanadas de Concílios Ecumênicos. 0 que nos interessava, porém, na redação deste artigo, era apenas mostrar o sentido exato de uma definição papal: esta (o mesmo se pode dizer também de uma definição conciliar) é sempre algo de extraordinário e esporádico, suscitado pelas necessidades do povo de Deus posto em perigo de perder a sua fé; uma definição solene é sempre a resposta a um problema, a uma dúvida. Nas circunstâncias normais de sua história, o povo de Deus professa a fé que ele recebeu de Cristo e dos Apóstolos e que vai sendo pacificamente transmitida de geração a geração , sob a tutela do “episcopado, que o Espírito Santo estabeleceu para apascentar a Igreja de Deus” (cf. At 20,28).


  259. Em 1336, a Constituição Benedictus Deus de Bento XII definia que, logo após a morte corporal, as almas totalmente puras são admitidas à contemplação da essência de Deus face a face; cf. DS 1000. Esta declaração se deve ao fato de que alguns cristãos tanto estimavam o dogma do Corpo Místico que dificilmente concebiam pudessem algumas almas atingir a sua felicidade consumada, enquanto outras ainda lutavam na terra; em conseqüência, afirmavam que a visão beatífica só seria outorgada no fim dos tempos, isto é, após a ressurreição da carne e o juízo universal. ‑ Contra este parecer, a fé cristã formulada por Bento XI I de acordo com vários textos da S. Escritura (cf. Lc 23,43; Jo 17,24; Hb 8,17s; 10,19s; 1Cor 13,8s; 2Cor 5,6s; FI 1,23), afirma que, logo após a morte corporal, se dá o juízo particular, entrando, a seguir, as almas na posse da sua sorte definitiva.

    COPIEI ESSA PASSAGEM PORQUE DESCORDO DESSE DOGMA

    ABAIXO COLOQUEI AS PASSAGENS – O APOSTOLO PAULO É CLARO EM DEFINIR A MORTE.

    Lucas 23 – 43 E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.

    Hebreus 8 -17 –

    Hebreus 10-19 – Tendo, pois, irmãos, ousadia
    entrar no santuário, pelo sangue de Jesus

    I Corintios – 13-8 – O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

    II Corintios 5-6 Ora, quem para isto mesmo nos preparou foi Deus, o qual nos deu também o penhor do Espírito.
    Por isso estamos sempre de bom ânimo, sabendo que, enquanto estamos no corpo, vivemos ausentes do Senhor
    14- Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram.

    Filipenses 1-23 – Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor.

    Filipenses 1-20 – Segundo a minha intensa expectação e esperança, de que em nada serei confundido; antes, com toda a confiança, Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte.

    Romanos – 14- 8, 9 Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor.

    Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos.

    Romanos 14 – 11 Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a Deus.

    Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem.

    Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo.

    Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda.

    Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a Deus, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império, e toda a potestade e força.

    Porque convém que reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés.

    Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte.

    Porque todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas.

    E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o mesmo Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.
    1 Coríntios 15:21-28

    Mas alguém dirá: Como ressuscitarão os mortos? E com que corpo virão?

    Insensato! o que tu semeias não é vivificado, se primeiro não morrer.
    1 Coríntios 15:35-36

    Assim também a ressurreição dentre os mortos. Semeia-se o corpo em corrupção; ressuscitará em incorrupção.

    Semeia-se em ignomínia, ressuscitará em glória. Semeia-se em fraqueza, ressuscitará com vigor.

    Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual.
    1 Coríntios 15:42-44

    Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.

    Mas não é primeiro o espiritual, senão o natural; depois o espiritual.
    1 Coríntios 15:45-46

    Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;

    Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
    1 Coríntios 15:51-52

    É CLARO O ULTIMO INIMIGO A SER VENCIDO SERÁ A MORTE E ENTÃO SEREMOS TRANSFORMADOS, QUANDO A ULTIMA TROMBETA SOAR, OU SEJA, QUANDO MORREMOS, DORMIMOS EM CRISTO ATÉ O DIA DA RESSUREIÇÃO.

    NAO CONCORDO COM A IMORTALIDADE DA ALMA, PAULO FOI CLARO QUANDO DISSE QUE A ALMA MORTAL SERÁ IMORTAL APÓS A VINDA DE CRISTO, QUANDO TODOS SEREMOS TRANSFORMADOS E NAO ANTES.

    QUANTO AO MEU QUESTIONAMENTO, ENTENDI O QUE A IGREJA DIZ, MAS O QUE QUERO SABER É COMO A IGREJA JULGA UMA REVELAÇÃO, QUAIS AS CARACTERISTICAS QUE A IGREJA ACREDITA SER REAL PARA CONSIDERAR QUE AQUELA, REVELAÇÃO, VISAO É VERDADEIRA, ESSE É O PONTO DO MEU QUESTIONAMENTO.

    ABS,


  260. em 24/10/2012 at 13:08 RAPHAEL, CRD.

    O temor do Senhor é o princípio do conhecimento; mas os insensatos desprezam a sabedoria e a instrução…
    Minha cara irmã cristã,
    A sabedoria consiste em fugir do pecado.Ora,quando fugimos do pecado,nos santificamos.
    Em vossa pergunta existe várias variantes.Por exemplo:
    Revelação de Profetizar,Revelação em Sonhos,Revelação em visões,Etc…
    Falarei pelo acredito que é o que você procura saber.
    Revelação de Dogmas!
    Existe um certeza supra em toda revelação.Nas primeiras linhas dessa carta coloquei uma frase sobre sabedoria.Não foi ao acaso, pois dela partiremos para a conclusão dessa pergunta.
    Só nos é revelado por ação do Espírito Santo e também por consentimento de Deus.
    Fora o apostolo Paulo, que recebeu a revelação na entrada de Damasco, toda a revelação é enviada á homens ou mulheres que são santificados.
    Um Padre, um Pastor, um Líder Religioso…por ser de condição Líder – está mais apto á conceber revelações.Por quê?
    Imagine seu Líder espiritual, ele é sempre citado nas orações de sua comunidade.Ex: Dê entendimento á ele, Dê sabedoria para nos conduzir,Dê a paz para que ele possa nos guiar,etc….
    À na verdade toda uma corrente de orações e pensamentos bons que emanamos á aquela pessoa.
    Uma oração,uma petição nunca é vazia de valor para nosso senhor Deus.
    Deus escuta todas as orações das mais pequenas criaturas.
    Mas, a oração para receba valia, tem que ser feita com fé!
    Cristo mesmo disse:
    Tudo,tudo o que pedirdes em oração,credes que já o recebestes.
    Então temos até agora o seguinte quadro.
    Temos a Deus é Princípio de sabedoria…sabedoria é ser mais santo…ser mais santo é…..estar em comunhão com Deus……que é tudo que pedirdes em oração….se estiver em comunhão com os designíos de Deus…..se realiza…..se realizando….se torna revelação.

    O temor do Senhor é o princípio do conhecimento; mas os insensatos desprezam a sabedoria e a instrução…
    Minha cara irmã cristã,
    A sabedoria consiste em fugir do pecado.Ora,quando fugimos do pecado,nos santificamos.
    Em vossa pergunta existe várias variantes.Por exemplo:
    Revelação de Profetizar,Revelação em Sonhos,Revelação em visões,Etc…
    Falarei pelo acredito que é o que você procura saber.
    Revelação de Dogmas!
    Existe um certeza supra em toda revelação.Nas primeiras linhas dessa carta coloquei uma frase sobre sabedoria.Não foi ao acaso, pois dela partiremos para a conclusão dessa pergunta.
    Só nos é revelado por ação do Espírito Santo e também por consentimento de Deus.
    Fora o apostolo Paulo, que recebeu a revelação na entrada de Damasco, toda a revelação é enviada á homens ou mulheres que são santificados.
    Um Padre, um Pastor, um Líder Religioso…por ser de condição Líder – está mais apto á conceber revelações.Por quê?
    Imagine seu Líder espiritual, ele é sempre citado nas orações de sua comunidade.Ex: Dê entendimento á ele, Dê sabedoria para nos conduzir,Dê a paz para que ele possa nos guiar,etc….
    À na verdade toda uma corrente de orações e pensamentos bons que emanamos á aquela pessoa.
    Uma oração,uma petição nunca é vazia de valor para nosso senhor Deus.
    Deus escuta todas as orações das mais pequenas criaturas.
    Mas, a oração para receba valia, tem que ser feita com fé!
    Cristo mesmo disse:
    Tudo,tudo o que pedirdes em oração,credes que já o recebestes.
    Então temos até agora o seguinte quadro.
    Temos a Deus é Princípio de sabedoria…sabedoria é ser mais santo…ser mais santo é…..estar em comunhão com Deus……que é tudo que pedirdes em oração….se estiver em comunhão com os designios de Deus…..se realiza…..se realizando….se torna revelação.
    No antigo testamento notamos que existiram muitos profetas
    Eles tinham revelações, e por conseguinte repassam ao povo o que Deus queria dizer.
    Mas há um fato que deve ser analisado.Todas as profecias, todas as revelações _ foram tidas em determinados momentos que a fé do povo se desviava.Então era preciso agir, buscar remédio para curar essas feridas.
    A revelação então vêm em socorro ao povo desvirtuado em fé, em esperança….

    Além do Dogma católico de que acreditamos que desde a sua eleição (á do PaPa) foi conduzida por vontade do Espirito Santo.O Próprio Espirito Santo conduz os á escolher um entre vários. O Eleito !
    Acreditamos que esse Homem escolhido pela igreja, é conduzido pela força do espirito Santo, para nos guiar naquela determinada época da história.
    Um homem que antes de ser escolhido por nós, já foi escolhido por Deus – ele conseguentemente tem que existir nele um depósito de confiança por toda a igreja.
    Por que não fomos nós que escolhemos, foi o Próprio Deus para concretizar seus desígnios.
    Você que ao que me foi informado, não é católico.
    Isso não é um problema para entender, mas para acreditar no que escrevo você teria que ser católica.Não por que sendo católico será imposto á você certas coisas que você tem que seguir e ponto.
    Não…não é desse jeito que catequizamos.
    É bom questionar é salutar procurar entender com a vossa mente.
    Isso nos aumenta em fé.
    Lembra das primeiras linhas que escrevi?

    xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

    Eu realmente poderia me estender aqui, para vos lhe explicar como um monte de anciões votam na eleição do PaPa.
    Digo ancião, não em regra de menosprezar. Por que até esse mesmo que vos escreve também pertence a essa classe.
    Mas, creio que se não consegui responder a vosso questionamento….por fim te trouxe um pouco mais perto da solução da pergunta.
    Não se encolha em ter vontade de perguntar se não á compreendeu.
    Pois eu mesmo demorei agumas décadas para compreender.
    Não por falta de Fè !!! Não !!!
    Por falta de habilidade intelectual.
    MAs esse defeito que carrego não foi impecilho para Deus me chamar.
    Aliás, Deus em toda a Bíblia sempre empregou instrumentos desproporcionados para a sua obra.
    Abraão o amigo de Deus era de idade avançada.
    Moisés era gago!
    Daniel era Franzino e fraco.
    Jeremias um queixozo.
    Isaias Medrozo.
    Jacó, um escravo.
    Davi um fornicador!
    João e Thiago Filhos do Trovão ( eram extremamente agressivos)
    Sem aqui citar os inúmeros santos que ante de ser santos eram muito piores que muitos assassinos,estrupadores,ladrãos,etc…..
    E assim por adinate vai a lista !

    et pax Christi vobiscum – que a paz de Cristo esteja contigo


  261. em 25/10/2012 at 04:53 Iones Furtado

    Cardeal Rafael, me diga sobre os irmãos de Jesus Cristo dentro das escrituras. Eu já fiz um supee estudo e vi que ele não teve irmãos biológicos e que José não tocou na Virgem Maria.
    José, tiago, simão, judas e tem um tiago menor….por favorme mostra dentro das escrituras de forma simples filhos de quem?
    Observei que Cléofas era chamado de Alfeu.
    Por favor rafael meu editor disse que meus escritos estão lindos.
    Eu quero unir.Se você puder me ajudar me responda.


  262. em 25/10/2012 at 04:55 Iones Furtado

    Você fica melhor de barba.


  263. Bom dia!
    Conforme estudiosos e já comprovado em escritos mais antigos,
    ser irmão era a forma que a LÌngua antiga buscava para identificar parentes proximos.
    Por exe: Não existe na linguagem antiga primos, etc….
    Veja abraão quando seu sobrinho se separou dele.Ele o denomina-o sobrinho como irmão. (SOMOS IRMÃOS).
    Maria não teve outros filhos…..e isso não é dogma é contestação através de estudos dentro e fora do cristianismo.
    Cleofas era irmã de Maria Mãe de Jesus.Portanto tia próxima de Jesus
    O nome dela era Maria de cleofas – Mulher de Alfeu !
    Emaús atualmente é uma cidade de localização incerta. Seu nome significa “riacho quente” e alguns arqueólogos a identificam com Qubeibeh, cerca de 11 km a noroeste de Jerusalém. Quando os Cruzados chegaram nesta localidade em 1099, encontraram ali um forte do período romano denominado Castellum Emaús. Conhecer a localização da cidade de Emaús é importante, porém, não conhecê-la não abala a veracidade dos fatos ali ocorridos. O que está escrito, é lição para todos os tempos, lugares e circunstâncias.

    No caminho de Emaus quando dois de seus discipulos encontram um estranho, esse estranho vos começa á falar…eles não percebem até que no momento final da viagem quando o convidam para ceiar, na simples ação de partir o pão o olhos se abrem e percebem que eram o cristo.Cristo desaparece então e eles voltam correndo aos outros discipulos para dar a notícias que que viram cristo.
    Esses dois discipulos eram : Cleofas e ALfeu _ Marido e Mulher !
    Note um fato que a igreja trata com muito tanto carinho sobre essa passagem de Emaus.
    O Primeiro Milagre de Cristo A transformação Da água em vinho foi em uma festa de casamento – (CASAL)
    E a primeira aparição em público desconsidere aqui Maria Madalena que estava no sepulcro.
    Cristo aparece á um casal também.
    Talvez, ele com seus ensinamentos e exemplos quisera nos dizer o quanto é importante um casal para os planos de Deus.
    Não é um absurdo !
    Nós celibatários, lutarmos tanto para a edificação do casamento.
    Parece um paradoxo, não achas????
    Mas, não…..
    Fazemos o que a escritura nos ensina.
    Zelamos como o proprio ninho de Deus o seio de da família.
    Pois é ali, entre um homem e uma mulher que se parecemos mais com o Deus todo poderoso.
    Ali, no seio familiar um homem e uma mulher conseguem criar na junção carnal o maior espetáculo do universo.
    Se tornamos por alguns instantes CRIADOR ! GERAMOS UM FILHO!
    Isso realmente é Magnífico.
    Dizem, pois eu não acredito nessa tese, que esse poder de gerar novas criaturas e se paracer assim tanto com nosso Deus.
    Foi motivo da inveja dos anjos caídos.
    Lucifer sendo o mais belo dos anjos, não aceitou ser em comparação menor que o proprio homem.
    Pois ele não podia gerar vida.
    E Jurou que, fazeria de tudo para provar á Deus que nós homens não somos merecedores do vosso amor, pois fomos criados imperfeitos.
    E assim a história segue um outro rumo……
    Então, concretizando vossa pergunta…as escrituras não dizem que certos personagens sejem filhos de tais pessoas.Quem nos escreveu a bíblia, não se amarrou á esses detalhes>Algumas pistas nós temos.
    Mas não é de valia saber por exemplo, qual foi o nome da Mãe de PEdro O Pescador.
    Quem nos escreveu a bíblia escreveu-a no unico intuito de mostar quem era Cristo!
    O resto, não era importante!!!!
    SABEMOS QUE PEDRO ERA CASADO,MAS NÃO SABEMOS COMO ELA SE CHAMAVA!!!!
    ATÉ BREVE MINHA QUERIDA,


  264. em 25/10/2012 at 16:20 Iones Furtado

    CARDEAL RAFAEL ANALISA PARA MIM É PARTE DO MEU LIVRO É POR ISTO QUE EU QUERIA O SEU E-MAIL:

    José e a Virgem Maria o celibatário dos dois pela a instrução, o amor ao filho de Deus e a salvação de toda humanidade por meio de JESUS CRISTO:

    Estamos em pleno século XXI, em um perÍodo de plena tecnologia da mais avançada e criamos dúvidas da pessoa da virgem Maria das coisas do alto.
    A Virgem Maria se manteve virgem, não teve outros filhos a não ser Jesus Cristo.
    “Feliz o homem que conhece uma mulher pelas suas qualidades, nobreza, fé, esperança, temperança, sexo não é tudo na vida”
    O matrimônio é um dom de Deus Pai, para o amor que brota fielmente entre um homem e uma mulher. É um sinal de amor eterno. O que Deus une o homem não separa. O casamento tem como compromisso a construção de uma família. A família para Deus é a primeira organização cristã, que viabiliza o seu grande projeto que é a igreja, Jesus disse onde estiver dois três lá estarei, somos então igrejas. A família para Deus ouve sua voz quando abre seu livro é Deus falando conosco.
    Sem Deus nada somos, tudo na vida passa a juventude, a beleza, o vigor e no final se nosso interior não estiver estruturado com os preceitos do criador no resta somente a solidão e é sinônimo de depressão, isto ocorre quando o ser humano não procura Deus. O mundo diz que José pai adotivo de Jesus Cristo, teve coito carnal com a virgem Maria, que teve filhos e filhas além de Jesus Cristo. O que eu não entendo é se ele teve irmãos porque na Cruz ligado por pregos entregou sua mãe ao discípulo a quem mais amava:
    João 19: 25 – 27
    Jesus e sua mãe – “Perto da cruz de Jesus, permaneciam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Clopas, e Maria Madalena. Jesus, então, vendo sua mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse à sua mãe: “Mulher, eis o teu filho!” Depois disse ao discípulo: “Eis a tua mãe!” E a partir dessa hora, o discípulo a recebeu em sua casa.”
    O casamento de José e Maria foi uma união visando a edificação do filho dentro dos princípios divinos e o preparando-o paras as provações que Jesus Cristo, iria, passar.
    Para escrever este tópico fiquei dias a pensar. Orei muito e me veio o entendimento:
    Mateus: 19: 10, 11, 12
    A continência voluntária – “Os discípulos disseram-lhe: “Se é assim a condição do homem em relação à mulher, não vale a pena casar-se.” Ele acrescentou: “Nem todos são capazes de compreender essa palavra, mas só aqueles a quem é concedido. Com efeito, há EUNUCOS que nasceram assim, desde o ventre materno. E há EUNUCOS que foram feitos EUNUCOS pelos homens. E há EUNUCOS que se fizeram EUNUCOS por causa do REINO DOS CÉUS.
    Quem tiver capacidade para compreender, compreenda!
    Assim foi JOSÉ E A VIRGEM MARIA ele a conheceu sim, mas não no coito carnal. Naquele momento percebeu-se, que o mais importante era a criação de Jesus Cristo.
    “POR CAUSA DO REINO DOS CÉUS E ESTE REINO ENGLOBA EU E VOCÊ”
    Assim diz Deus nas Escrituras Sagradas Segunda a Pedro : Capítulo 03, versículo 16
    “Isto mesmo faz ele em todas as suas cartas, ao falar nelas desse tema. É verdade que, em suas cartas se encontram alguns pontos difíceis de entender, que os ignorantes e vacilantes torcem, como fazem com as ESCRITURAS, para a sua própria perdição.”
    A Igreja Católica Apostólica Romana, argumenta que a expressão “irmãos de Jesus” , refere-se a parentesco como “primos”.
    Alguns são parentes e outros não são parentes , mas não são filhos de José e da Virgem Maria e sim eles tem um vinculo de parentesco espirituais.
    Como hoje, eu entro em uma igreja Presbiteriana me chamam de irmão e assim os católicos dentro dos seus templos, nosso vínculo é espiritual.
    Observamos, quando a virgem Maria foi visitar Isabel a palavra usada na Bíblia de Jerusalém é “Parenta” na Bíblia Protestante é “Prima”
    Lucas 1: 36
    “Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice, e este é o sexto mês para aquela que chamam de estéril.”
    Nesta passagem Deus falou parenta ou prima, que realmente Isabel era DA Virgem Maria.
    Agora vamos verificar as passagens que refere-se a Jesus Cristo:
    Marcos 6: 3
    “Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, José, Judas e Simão?
    E não vivem aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se nele.”

    Mateus 13: 53, 54, 55, 56,57
    “Quando Jesus acabou de proferir essas parábolas, partiu dali e, dirigindo-se para a sua pátria, pôs-se a ensinar as pessoas que estavam na sinagoga, de tal sorte que elas se maravilhavam e diziam: “De onde lhe vêm essa sabedoria e esses milagres? Não é este o filho do carpinteiro? Não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos, Tiago, José, Simão, Judas?
    E as suas irmãs não vivem todas entre nós?
    Donde então lhe vêm todas essas coisas?
    E se escandalizavam dele. Mas Jesus lhes disse: “Não há profeta sem honra, exceto em sua pátria e em sua casa”. E não fez ali muitos milagres, por causa da incredulidade deles.”

    Marcos 6: 1,2,3,4,5
    Visita a Nazaré – “Saindo dali, foi para a sua pátria e os seus discípulos o seguiram. Vindo o sábado, começou ele a ensinar na sinagoga e numerosos ouvintes ficavam maravilhados, dizendo: “De onde lhe vem tudo isto? E que sabedoria é esta que lhe foi dada? E como se fazem tais milagres por suas mãos? Não é este o carpinteiro, o filho de Maria, irmão de Tiago, Joset, Judas e Simão?
    E as suas irmãs não estão aqui entre nós? “ Escandalizavam-se dele. E Jesus lhes dizia: “Um profeta só é deslizar ali nenhum milagre, a não ser algumas curas de enfermos, impondo-lhes as mãos. E admirou-se da incredulidade deles.”

    Lucas 4: 16 – 30
    “Jesus em Nazaré – “Ele foi a Nazara, onde fora criado, e, segundo seu costume, entrou em dia de sábado na sinagoga e levantou-se para fazer a leitura. Foi-lhe entregue o livro do profeta Isaías; abrindo-o, encontrou o lugar onde está escrito:
    O Espírito do Senhor está sobre mim,
    Porque ele me ungiu
    Para evangelizar os pobres;
    Enviou-me para proclamar a remissão aos presos
    E aos cegos a recuperação da vista,
    Para restituir a liberdade aos oprimidos
    E para proclamar um ano de graça do Senhor.
    Enrolou o livro, entregou-o ao servente e sentou-se. Todos na sinagoga olhavam-no, atentos. Então começou a dizer-lhes: “ Hoje se cumpriu aos vossos ouvidos essa passagem da Escritura “.
    Todos testemunhavam a seu respeito, e admiravam-se das palavras cheias de graças que saíam de sua boca.
    E diziam: “Não é o filho de José? “ Ele, porém, disse : “Certamente ireis citar-me o provérbio: Médico, cura-te a ti mesmo. Tudo o que ouvimos dizer que fizeste em Cafarnaum, faze-o também aqui em tua pátria”. Mas em seguida acrescentou: “Em verdade vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria.
    De fato, eu vos digo que havia em Israel muitas viúvas nos dias de Elias, quando por três anos e seis meses o céu permaneceu fechado e uma grande fome devastou toda a região; Elias, no momento, não foi enviado a nenhuma delas, exceto a uma viúva, em Saraota, na região de Sidônia. Havia igualdade muitos leprosos em Israel no tempo do profeta Eliseu; todavia, nenhum deles foi purificado, a não ser o sírio Naamã.”
    Diante dessas palavras, todos na sinagoga se enfureceram. E, levantando-se, expulsaram-no para fora da cidade e o conduziram até um cimo da colina sobre a qual a cidade estava construída, com a intenção de precipitá-lo de lá. Ele, porém, passando pelo meio deles, prosseguia seu caminho…

    João: 7: 1,2,3,4,5
    Jesus sobe a Jerusalém para a festa e ensina – “Depois disso, Jesus percorria a Galiléia, não podendo circular pela Judéia, porque os Judeus o queriam matar.
    Aproximava-se a festa judaica das Tendas. Disseram-lhe, então, os seus irmãos:
    Parte daqui e vai para a Judéia, para que teus discípulos vejam as obras que fazes, pois ninguém age às ocultas, quando quer ser publicamente conhecido. Já que fazes tais coisas, manifesta-te ao mundo !” Pois nem mesmo os seus irmãos criam nele.”
    As Escrituras Sagradas fala de uma outra Maria observe:
    Mateus: 28:01
    O túmulo vazio. A mensagem do Anjo –“ Após o sábado, ao raiar do primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria vieram ver o sepulcro.
    Essa Outra Maria é a de Tiago:
    Marcos 16: 01
    O túmulo vazio. mensagem do anjo – “ Passado o sábado , Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago, e Salomé compraram aromas para ir ungi-lo.”

    Lucas: 24: 10
    “Eram Maria Madalena. Joana e Maria, mãe de Tiago. As outras mulhres que estavam com elas disseram-no também aos apóstolos.”
    Mateus: 27: 56, 57, 58, 59, 60, 61
    “Entre elas, Maria Madalena, Maria, mãe de TIAGO e de JOSÉ, e a mãe dos filhos de Zebedeu.
    Chegada a tarde, veio um homem rico de Arimatéia, chamado José, o qual também se tornara discípulo de Jesus. E dirigindo-se a Pilatos, pediu-lhe o corpo de Jesus. Então Pilatos mandou que lhe fosse entregue. José, tomando o corpo, envolveu-o num lençol limpo e o pôs em seu túmulo novo, que talhara na rocha. Em seguida rolando uma grande pedra para a entrada do túmulo, retirou-se. Ora, Maria Madalena e a outra Maria estavam ali sentadas em frente ao sepulcro.

    Graças ao nosso bom Deus que a tudo concede quando pedimos esclarecimentos das escrituras, já sabemos que TIAGO e JOSÉ é filho de uma senhora chamada Maria, mas não é a virgem Maria.

    Esta parte aqui é é estou confusa:

    (HELI – LUCAS 3,23 CONFORME HEGÉSIPO É PAI DE CLÉOFAS E DE JOSE)

    (CLÉOFAS TAMBÉM CHAMADO ALFEU – SE É AONDE ESTÁ)

    (MARIA ESPOSA DE CLEÓFAS (ALFEU) jOÃO 19,25)

    (JOSÉ ESPOSO DE MARIA MATEUS 1, 16)

    (MARIA MÃE DE JESUS MATEUS 1,16)

    (TIAGO MENOR FILHO DE MARIA E CLEÓFAS – JOÃO 19,25)

    (JUDS TADEU SE DECLARA IRMÃO DE TIAGO – JUDAS 1,1)

    (JOSÉ IRMÃO DE TIAGO FILHO DE MARIA E CLÉOFAS – MATEUS 27:56)

    (SIMÃO IRMÃO DE TIAGO, JOSÉ E JUDAS – MATEUS 13,55)

    (VERIFICA CARDEAL COM CUIDADO OS DADOS ACIMA POIS EU QUERO LIVROS SÓ ASSIM É QUE OS PROTESTANTES ENTENDEM)

    Jesus Cristo simplifica o verdadeiro sentido de irmão é tão claro está em Mateus: 12: 46 – 50
    Os verdadeiros parentes de jesus – “ Estando ainda a falar às multidões, sua mãe e seus irmãos estavam fora, procurando falar-lhe. Jesus respondeu àquele que o avisou: “Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
    “E apontando para os discípulos com a mão, disse: “Aqui estão a minha mãe e os meus irmãos, porque aquele que fizer a vontade de meu Pai que está nos Céus, esse é meu irmão, irmã e mãe.”
    Então todos nós somos irmãos de Jesus Cristo e você que lê meus escritos é meu irmão também , pois temos algo incomum DEUS.
    Nas escrituras Sagradas o único nome que vemos que é filho de Maria é Jesus Cristo, foi concebido através do Espírito Santo do altíssimo.
    Vimos à expressão irmãos de Jesus uns são parentes outros alguém que o amou desde o momento que o viu.
    Tem algo a mais que me veio e é interessante refletirmos:
    Romanos: 08:29
    “Porque os que de antemão ele conheceu, esses também predestinou a serem conformes à imagem do seu Filho, a fim de ser ele o primogênito entre MUITOS IRMÃOS.”

    SOBRE ASCENSÃO DA VIRGEM MARIA AO TERCEIRO CÉU

    RA MIM É PARTE DO MEU LIVRO:


  265. em 25/10/2012 at 16:36 Iones Furtado

    Estuda com seus amigos duas cabeças pensam melhor e eu quero – capítulo, versículo…tudo.
    Eu entendi assim leia e me dê seu parecer.
    Meu livro jovem vai rodar o mundo todo.
    Um abraço lembrndo que tem textos teus também
    Eu quero unir não separar.


  266. em 25/10/2012 at 21:03 Iones Furtado

    cARDEAL rAFAEL LEIA O LIVRO EU TENHO ELE MUITO BOM, LEI O ACIMA SOBRE MARIA


  267. em 26/10/2012 at 15:29 RAPHAEL, CRD.

    IRMÃ IONES.
    O LIVRO QUE ME RECOMENDASTE NÃO ABRE O LINK.
    SOBRE O SEU LIVRO, TOMEIO-POR GOSTO.
    MAS, SINCERAMENTE NÃO DESCOBRI QUAL É A SUA PERGUNTA. ESTÁ UM POUCO CONFUSO…..SOMENTE ENTENDI SOBRE MARIA E JOSÉ SEU ESPOSO.
    QUANTO, AO COITO (SUAS PALAVRAS) REALMENTE NÃO HOUVE.
    EXPERIMENTE PENSAR ASSIM…..
    VOLTE O TEMPO……O TEMPO DE JOSÉ E MARIA…….VEJA OS COSTUMES……
    REPARE QUE EM CERTO MOMENTO, JOSÉ NÃO QUER TOMAR MARIA POR ESPOSA…POIS ELA DEVIA TER LHE CONTADO SOBRE A APARIÇÃO DO ANJO E COMO FOI CONCEBIDA EM SEU SEIO O PODER DO ESPIRITO SANTO.
    JOSÉ, HOMEM JUSTO…..NÃO A ACEITOU…MAS, FICOU EM SEGREDO … COM MEDO QUE OS PARENTES Á MATASSEM.POIS ERA CABIDO DE PENA DE MORTE QUANDO UMA MULHER FOSSE PROMETIDA A UM HOMEM…OUTRO HOMEM COABITAR COM ELA.
    MAS, EM SONHOS….UM ANJO LHE APARECEU E LHE EXPLICOU O ACONTECIDO E MANDOU ELE A RECEBER EM CASA…
    ELE ACORDOU E A RECEBEU DAQUELE MOMENTO EM DIANTE EM SUA CASA.
    JOSÉ SE TORNOU MARIDO DE MARIA, QUE CARREGAVA UM FILHO QUE NÃO ERA FEITO POR ELE.
    PENSE COMIGO AGORA:
    JOSÉ AMAVA MARIA?
    SIM…. E MUITO AMAVA!
    POIS MESMO NÃO QUERENDO RECEBER ELA, ELE NÃO Á EXPOS NUMA SITUAÇÃO QUE CERTAMENTE LEVARIA MARIA A MORTE…E MORTE POR APEDREJAMENTO.
    JOSÉ ERA UM HOMEM MUITO RELIGIOSO.MAS RELIGIOSO QUE OS SEUS.
    A BIBLIA DIZ CLARAMENTE: JOSÉ ERA UM HOMEM JUSTO!
    MAS, O QUE FEZ ELE MUDAR DEPRESSA DE OPINIÃO SOBRE A GRAVIDEZ DE MARIA?
    UM ANJO LHE APARECEU EM SONHO.
    JOSÉ DEVE TER FICADO MUITO CONFUSO E COM MEDO.
    POIS ELE ENTÃO FICOU SABENDO QUE AQUELA CRIANÇA ERA O PRÓPRIO FILHO DE DEUS.
    TANTO QUE ACEITOU O FATO QUE ELE A RECEBEU EM SUA CASA DEPOIS DO SONHO.

    AGORA, IONES QUE ENTRA UM FATO MUITO INTERESSANTE E QUE ACONSELHO VOCÊ DE COLOCAR TAMBÉM EM SEU LIVRO.

    BOM…SABEMOS QUE JOSÉ ERA JUSTO.
    SABEMOS QUE JOSÉ ERA MUITO RELIGIOSO.
    AGORA ME DIGA COM SINCERIDADE.
    UM HOMEM QUANDO VÊ UMA MULHER E QUER TOMA-LA EM SEUS BRAÇOS ELE ARDE DE DESEJOS…MAS PRIMEIRO ELE INVESTIGA SE ELA NÃO É CASADA OU JÁ É DE OUTRA PESSOA.
    QUANDO ELE DESCOBRE QUE ELA JÁ É DE OUTRO HOMEM, ELE VÊ O OUTRO HOMEM E RACIOCINA DESSE JEITO.
    EU A AMO, MAS ELA TEM OUTRO E ESSE OUTRO HOMEM É FRACO E PEQUENO…EU SOU FORTE…TOMALÁ-EI Á FORÇA.
    POIS SOU MAIS FORTE QUE MEU CONCORRENTE.
    MAS SE O OUTRO HOMEM FOR MAIS FORTE QUE ELE, É MUITO PROVÁVEL QUE ELE SINTA MEDO E NÃO TENTARÁ TOMA-LÁ.
    POIS CORRERIA ASSIM PERIGO DE VIDA!
    AGORA ME RESPONDA COM TODA A SINCERIDADE:
    JOSÉ ESPOSO DE MARIA TEVE MAIS FILHOS COM MARIA DEPOIS DE JESUS?
    NÃO IONES!!!
    QUEM OUSARIA TOCAR NA MULHER QUE DEUS ESCOLHEU PARA SER MÃE DE DEUS?
    JOSÉ SENDO RELIGIOSO SE TORNOU EUNUCO POR AMOR A MARIA , JESUS E TAMBÉM Á DEUS.
    JOSÉ RELIGIOSO …JUDEU TRADICIONAL…VEJA SUA LINHAGEM…ERA EXTREMAMENTE DEDICADO A SERVIR E TEMER A DEUS!
    QUEM OUSARIA TOCAR NO SEIO DA MÃE DE MEU DEUS????
    SERÁ QUE ELE OUSARIA FAZER SEXO COM A ESCOLHIDA E QUE FOI ACOBERTADA PELO ESPIRITO SANTO?
    NUNCA !!!!!
    COLOQUE-SE NO LUGAR DE JOSÉ:
    VOCÊ TENTARIA TOCAR EM MARIA??????


  268. em 26/10/2012 at 23:24 Iones Furtado

    Cardeal Rafael a minha dúvida eu até a equaciono mas a pressão não tá lá muito boa.
    É quando falo dos irmãos espirituais de Jesus…filho de quem….cleofas tem nome de alfeu.
    quais os nomes das marias tem uma maria salomé
    por que tiago menor e tiago maior?
    me ajuda jovem se queremos fazer católicos que sairam voltarem tem que ser assim..
    Cardeal peça permissão para seu abade para que eu possa mandar uma parte do livro para ti.
    O grande amor da minha vida me disse que o mundo virtual é cruel e é mesmo. muitas mentiras.
    mas eu gosto do seus olhos. Vou levá-lopara um cientista verificar é sobre os meteoros.


  269. em 26/10/2012 at 23:27 Iones Furtado

    o livro acima é legenda aurea vida de todos os santos….muito bom Rafael.


  270. em 26/10/2012 at 23:49 Iones Furtado

    Rafael eu digitei no like e entrei, faça o mesmo.Tá certo.Este livro foi escrito na era medieval vendeu milhões de cópias.


  271. em 27/10/2012 at 12:08 RAPHAEL, CRD.

    PODE POSTAR E ENTRAR EM CONTATO COM MEU JOVEM AMIGO
    RPACCHINI@HOTMAIL.COM


  272. Olá Cardeal, demorei um pouco mas voltei. Ja entendi, você utiliza o e-mail e face do Rafael para conseguir manter a comunicação conosco, afinal nao é permitido pela sua hierarquia.

    Voltemos ao nosso impasse.

    Entendi bem a postura da Igreja e confesso que considerei bastante coerente, entretanto não suficiente – Vou explicar.

    O fato da igreja considerar que quanto mais uma pessoa se dedica a igreja e consequentemente ao ministério, mas comunhão busca e portanto estabelece um relacionamento mais proximo com Deus me parece muito coerente, entretanto o fato de se dedicar a igreja, infelizmente, e digo muito infelizmente não é garantia nenhuma de comunhao com Deus, alias temos exemplos claros disso que nem precisamos citar. Considero que a igreja deveria ser ainda mais rigida, mas como?

    Os livros de Isaias e Daniel são bastante reveladores, mas o livro de Daniel é um bom exemplo para considermos, Daniel explica o seu estado fisico e espiritual no momento de suas profecias, acredito que o exemplo de Daniel deveria ser o padrao adotado pela Igreja para considerar uma revelaçao como Divina e Profetica, mas sei que o papel da Igreja é bastante dificil e como disse anteriormente considero bastante coerente o modo adotado pela Igreja, foi a saida que encontraram.

    O problema é que nós humanos temos o habito de julgar tanto para o mal quanto para o bem, erroneamente, porque julgar não é só para o mal, diria que quando julgamos para o bem, temos a chance de errar ainda mais, como podemos afirmar que uma pessoa tem comunhao com Deus? Isso é muito complexo, por isso acredito que se estabelecido um padrao minimo ficaria mais facil.

    Quanto a Imortalidade da Alma, me desculpe Cardeal novamente vou ter que discordar.

    Buscamos a santificação e consequentemente a salvação, mas isso não nos torna imortais, como disse Deus nos transformará na sua vinda, enquanto esperamos sua volta, estamos nessa carne pecaminosa, por isso a luta é diaria e constante, se fosse assim bastava a conversão que não precisariamos mais vigiar e orar, ja estariamos transformados.

    De qualquer maneira Obrigada pelos esclarecimentos foram de muita valia.

    Ao nosso amigo Erick, precisamos retomar nossos estudos.

    Abraços,


  273. em 28/10/2012 at 14:28 Iones Furtado

    Cristã olha quando morremos a maioria fica domindo e são poucos que um sol lindo vem buscar e leva para o terceiro céu.
    Vamos escrever sobre isto em breve.
    Não se deve orar para mortos é um perigo a pessoa está orando para anjos decaídos…..eles crista são SUPER INTELIGENTES….você nem imagina, como.
    Quando nosso estudo estiver pronto eu te enviarei por e-mail sabemos capítulos versículos.
    Explicarei sobre a imortalidade da alma .É compleco mas desde já te digo estas certa.
    um abraço e MISTERIOSO RAFAEL POR FAVOR EU TE ENVIEI O LIVRO – FALAREMOS SOBRE TUDO PORQUE LA DENTRO SE ESTUDA TUDO.
    MAS DESDE JÁ TE PEÇO SEGREDO DO QUE ESCREVEMOS NOSSA MISSÃO É AJUDAR. POR FAVOS NÃO ME COLOQUE ENTRE COLUNAS.
    EU FILHO JÁ ESTOU COM O PÉ NA COVA E TUDO QUE ESCUTAMOS LÁ VAMOS REVELA NO LIRO PARA ACABAR COM ESTA BRIGA IRMÃO ENTRE IRMÃO. SÓ TE PEÇO UMA COISA SE VOCÊ FOR UM DELES QUE EU ACHO QUE NÃO É, MATE A MIM MAS OS MEUS NÃO.
    OBRIGADA CRISTÃ VOU ORAR POR VOCÊ É BEM QUE MEU IRMÃO ME DISSE QUE ESTE MUNDO VIRTUAL É MUITA MENTIRA. CONFESSO QUE A PRESSÃO JÁ DESREGULOU.MERDA


  274. Iones querida, rezo para que Deus te dê paz, pois sinto que ela te falta neste momento tão difícil. Isso acontece mesmo, pois não é fácil estar próximo da morte, com a saúde debilitada. Mas tente não ocupar a sua cabeça com coisas como “será que ele é um deles?”, procure entregar tudo na mão de Deus e não ter medo, pois sabemos que no fim Deus dará um jeito em tudo. Sei que é muito fácil falar isso agora, que estou bem de saúde, mas quando estiver na sua situação espero ter pessoas que me ajudem a recuperar a paz de espírito e a tranquilidade. Um grande abraço, torço muito por você!


  275. ÊXODO 1
    – A geração de José morreu no Egito, e continuou lá a geração seguinte. E eles se multiplicavam e prosperavam muito.
    – E subiu ao trono do Egito um rei que não conhecera José. E disse: “Não vamos permitir que cresçam demais, para que não fiquem mais fortes que nós”.
    – E os Egípcios tentaram então fustigá-los com taxas e dureza no trabalho, mas não adiantou.
    – Então o rei deciciu: que matem todos os nascidos meninos, e poupem-se as meninas.


  276. como faço para ter seu contato amigo,preciso que me ajude com uma tradução para aramaico.grato se puder


  277. ROBERTO,
    SE PREFERIR COLE O TEXTO AQUI MESMO NA CAIXA DE MENSAGEM.
    ACREDITO QUE POSSO AJUDÁ-LO.


  278. Bom dia, pessoal, estive um longo tempo sem escrever mas ainda estou firme no estudo (dentro das minhas possibilidades). A partir de agora acho que vou conseguir acelerar um pouco mais o estudo, com uma mudança no modo de estudo.

    Em vez de anotar tudo o que aprendi (o que limitava muito o meu local de estudo, pois precisava ter como escrever), vou anotar apenas as minhas dúvidas, para pedir ajuda a vocês na solução destas. Assim, vou poder ler em mais locais e, quando tiver a oportunidade de escrever, anoto as dúvidas. Seguem abaixo as algumas:

    Êxodo 4:21-26
    “21 – E disse o SENHOR a Moisés: Quando voltares ao Egito, atenta que faças diante de Faraó todas as maravilhas que tenho posto na tua mão; mas eu lhe endurecerei o coração, para que não deixe ir o povo.
    22 – Então dirás a Faraó: Assim diz o SENHOR: Israel é meu filho, meu primogênito.
    23 – E eu te tenho dito: Deixa ir o meu filho, para que me sirva; mas tu recusaste deixá-lo ir; eis que eu matarei a teu filho, o teu primogênito.
    24 – E aconteceu no caminho, numa estalagem, que o SENHOR o encontrou, e o quis matar.
    25 – Então Zípora tomou uma pedra aguda, e circuncidou o prepúcio de seu filho, e lançou-o a seus pés, e disse: Certamente me és um esposo sanguinário.
    26 – E desviou-se dele. Então ela disse: Esposo sanguinário, por causa da circuncisão.”

    DÚVIDA: Quem quis matar o filho de Zípora? Deus ou Moisés? E Zípora abandonou Moisés?

    ———————————————————–

    Êxodo 6:30
    “30 – Então disse Moisés perante o SENHOR: Eis que eu sou incircunciso de lábios; como, pois, Faraó me ouvirá?”

    DÚVIDA: O que quer dizer incircunciso de lábios?


  279. Éric, que dizer que o Moises era GAGO.


  280. Obrigado, Anônima!
    Quanto à primeira pergunta, alguma pista? Você entendeu a pergunta?
    Abraços


  281. em 18/11/2012 at 11:41 Priscilla

    Comentário deletado pelo admnistrador do blog por ser ofensivo.
    Por favor, ignorem comentários como este, e mantenham a discussão em nível civilizado.

    Philipos


  282. PRISCILLA…PRISCILLA……

    MESMO QUE VOCÊ SE CONDENE, POR CAUSA DE SEUS ANTIGOS (PASSADOS PECADOS), JESUS JÁ TE PERDÕOU.

    MINHA QUERIDA IRMÃ.
    NÓS PADRES, NÃO TEMOS NADA! LEMBRA COMO O SANTISSÍMO PAPA JOÃO PAULO II , FOI ENTERRADO?
    SIM, NUM CAIXÃO DE MADEIRA.E OLHA QUE Á ÚNICA COISA QUE ELE TINHA ( ANEL DE PESCADOR) DOOU PARA UMA DAS FAVELAS DO RIO DE JANEIRO.
    A IGREJA CATÓLICA CONFORME DADOS SOCIO ECONOMICOS (EUROPA)(ÁSIA) (AFRICA) E TAMBÉM AÍ NA AMÉRICA, É A INSTITUÍÇÃO QUE MAIS DISTRIBUI RENDAS.
    SIM, RENDAS VINDAS DE DOAÇÕES,DIZÍMOS,ETC…..
    MAS, ELA TAMBÉM TEM OPERÁRIOS,FREIRAS,PADRES,E UMA INFINITA TEIA DE COLABORADORES EM TODO O MUNDO.
    ESSES OPERÁRIOS, ASSIM COMO EM OUTRAS RELIGIÕES – PRECISAM SER AMPARADOS ECONOMICAMENTE (SOMENTE O BÁSICO PARA SOBREVIVÊNCIA) – PARA LEVAR ADIANTE Á OBRA DE SEU PAI E MEU PAI.

    EU NÃO PUDE DEIXAR DE NOTAR EM SUAS LINHAS, ALGO DE AMARGO….
    ALÉM DE SACERDOTE, SOU MÉDICO PSIQUIATRA.
    NÃO QUERO AQUI FAZER UMA PRÉVIA CONSULTA DE SUA CONDUTA.
    MAS, ANOS DE PRÁTICA NO CAMPO MÉDICO E TEOLOGAL……ME DÃO CERTOS INSTRUMENTOS PARA ENXERGAR UM POUCO ALÉM DE UM HOMEM MEDIANO.
    SINTO E SEI QUE VOCÊ SOFRE…..MAS, VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHA.NÓS. DE ALGUM JEITO SOFREMOS TAMBÉM…..E SOFREMOS POR VOCÊ.POIS É ORDEM EXPRESSA DE DEUS, QUE SEJAMOS FELIZES E FELIZES EM ABUNDÂNCIA…POR ISSO FOMOS CRIADOS…PARA SER-MOS FELIZES…..
    NÃO PASSE POR AQUI ASSIM DESSE JEITO…RÁPIDO……
    FIQUE UM POUCO MAIS CONOSCO, SUA COMPANHIA SERÁ BEM VINDA!
    E SE PERMITIR, DEIXE EU TE APRESENTAR ALGUÉM…QUE MUDARÁ SUA VIDA COMPLETAMENTE!!!
    FIQUE EM PAZ…..NÃO A PAZ QUE O MUNDO OFEREÇE…..MAS, AQUELE PAZ QUE MESMO EM TEMPO DE DIFICULDADE…NOS FAZ SENTIR QUE EXISTE UM CAMINHO,UM PEITO ONDE POSSAMOS NOS RECOSTAR….
    ATÉ BREVE,
    RAPHAEL,CRD.


  283. em 18/11/2012 at 20:02 Iones Furtado

    Pricila, caramba quanta ofensa!!!!!
    Aposto que a jovem nunca foi conversar com um mendigo. Você sim entrou aqui ofendendo.
    Gente como você o mundo está cheio.
    Aqui não é o seu lugar, temos nível.
    Falamos de um Cristo que quando esteve no mundo pregou a união e esta vem do pai dele que a essencia é o puro amor.
    Já teve seu um minuto de fama, volta mais não ok.


  284. em 18/11/2012 at 20:59 Raquel Varela

    Raphael, boa noite! meu nome é Raquel Varela, tenho 29 anos e tenho muito interesse na vida e ensinamentos de Jesus… estou engatinhando nos estudos… Fui batizada na igreja católica quando bebê… Mais depois toda a família se converteu a igreja evangélica… Frequentei, por ordem, durante um tempo, mais após a vida adulta, por não me adaptar aos gritos, pandeiros e pouco estudo da bíblia me afastei… E decidi estudar sozinha a bíblia… É claro que preciso de um grupo sério do estudo da verdade…Encontrei esse blog “por acaso”… Fiquei envolvida com a quantidade de conhecimentos… E gostaria de humildemente
    pedir esclarecimentos referente ao surgimento dos santos na igreja católica… Pois é o que me causa desconforto em relação a igreja católica… Dentro do meu ser o único digno de adoração é o santo Jesus (reconheço a existência de homens notáveis, que dedicaram as suas vidas a exaltação do espírito… Mais chegar a venerá-
    Laos e pedir intermédio …. Desculpa a ignorância… Nunca tive a oportunidade de externar essa pergunta… E o Senhor parece ser muito conhecedor. e se não for abusar da sua atenção, gostaria de pedir orientações de estudo para guiar os meus passos no estudo cristão, pois quero conduzir minha vida na verdade de Deus.)


  285. OLÁ RAQUEL !
    EXISTE UMA LINHA DE SEPARAÇÃO ENTRE ADORAÇÃO E VENERAÇÃO.
    ADORAÇÃO, OS CATÓLICOS SÓ ADORAM UM.DEUS ! DIGNO DE TODOS OS LOUVORES.

    POIS SÓ EXISTE UM MEDIADOR ! MEDIADOR, VOCÊ ME ENTENDE?

    POIS BEM,

    EXISTE EM ALGUMA GRUTAS NA PALESTINA, DATADAS DO 1° SÉCULO, FRASES DE PETIÇÃO Á SÃO PEDRO APÓSTOLO E SÃO PAULO APÓSTOLO.
    FRASES EM GREGO E EM HEBRAICO.
    PEDINDO A INTERSEÇÃO DESSES DOIS SANTOS.
    É TRADIÇÃO ,PORTANTO CATÓLICA ,ANTES DA FORMAÇÃO DESSA BIBLIA QUE HOJE CARREGAMOS, QUE PETIÇÕES Á SANTOS SEJAM COMUM.
    NOS PRIMEIROS SÉCULOS , AS SEPULTURAS DESSES SANTOS SE TORNARAM LUGARES DE PEREGRINAÇÃO E IGREJAS FORAM CONSTRUÍDAS PARA ABRIGAREM SUAS RELÍQUIAS.
    ACREDITAVA-SE, COMO SE ACREDITAVA NO ANTIGO TESTAMENTO QUE AQUELAS RELÍQUIAS( RESTOS MORTAIS) TRAZIAM FORÇA,PROTEÇÃO AÕ POVOADO.

    UM HOMEM , NASCE HOMEM E PODE MORRER SANTO.
    UM GATO NASCE GATO E MORRE GATO.
    POR ISSO, QUE PEDRO NASCEU HOMEM E MORREU SÃO PEDRO.

    SANTIFICAÇÃO É PROCESSO DE UMA VIDA INTEIRA.
    CONVERSÃO É INSTANTÂNEA!

    VEJA POR EXEMPLO , UM EXEMPLO SIMPLES DENTRO DA IGREJA PROTESTANTE ( CHAMADOS EVANGÉLICOS).

    OS PASTORES NÃO REZAM E INTERCEDEM PELOS SEUS SEGUIDORES E UNS PELOS OUTROS?

    ???????————–

    O QUE QUER DIZER SANTO?
    SANTO PARA OS CATÓLICOS SÃO AQUELES EM QUE NÓS NOS ESMERAMOS, SEGUIMOS SEUS EXEMPLOS,

    TENHO MUITO A DIZER SOBRE ESSE TEMA,

    MAIS QUERO QUE VOCÊ DÊ UMA OLHADA NESSE VÍDEO.

    OU DIGITE EM SUA CAIXA DE PESQUISA DO YOUTUBE :

    18 – A Resposta Católica: Intercessão dos Santos

    ESCUTE ELE E VOCÊ TERÁ UMA BASE PARA INICIARMOS UM DEBATE NA PAZ E NO AMOR.

    ATÉ BREVE,


  286. Meu prolixo:
    Para a moça Raquel:

    A bíblia fala de um terceiro céu e o descreve como paraíso em II Coríntios 12: 2 a 4, lá encontra-se pessoas especiais, que são Santas.
    Mas como eu posso ter esta certeza de que pessoas como você e eu uma vez convertida e sem apego as coisas materiais, vão para o terceiro céu, isto se dá quando lemos a passagem que Jesus Cristo, quando estava ligado a cruz e no seu momento de morte as escrituras fala da primeira ressurreição .
    Neste ponto a moça observa que Deus refere-se à estas pessoas como SANTAS, esta passagem a moça pode observar também que após a ressurreição de Jesus Cristo eles entraram na cidade Santa e foram vistos por muitos, foi nesta passagem que houve a primeira ressurreição para a vida eterna está em Evangelho Mateus 27: 52,53.
    Antes deste fato Jesus Cristo, quando estava ligado na cruz junto aqueles ladrões, houve o arrependimento de um ladrão e Jesus Cristo, disse ao mesmo, ainda hoje estará comigo no paraíso. (Evangelho de Lucas 23: 43)
    Eu penso que após a morte a maioria fica dormindo no senhor Jesus Cristo, aguardando a ressurreição e uma minoria, vai sim para o terceiro céu e são considerados por Deus Pai SANTOS, pois o mesmo referiu-se a estas pessoas como SANTAS.
    Observamos o primeiro milagre de Jesus Cristo foi em um casamento ele transformou a água em vinho e se você ler com atenção, observará que os donos da festa foi falar com a Virgem Maria, sendo que ela e Jesus Cristo não eram donos da festa e sim convidados. Mas ele foi falar com a Mãe de Jesus Cristo. Poderia, então falar diretamente com Jesus Cristo, afinal o mesmo estava no casamento.
    A mesma ouvindo o dono reclamar a ela foi falar com o filho (olha moça a Intercessão) e o mesmo dirigiu-se a ela e disse mulher ainda não é minha hora, mas Jesus Cristo, filho de Deus Pai levantou-se e transformou a água em vinho. Ou seja, fez o que a mãe pediu, mas ela tendo zelo pelo o reino do filho disse mais adiante, fazei tudo o que ele disser.(Evangelho de João 2: 1 a 11)- moça verifique nos outro evangelhos.
    Eu vejo os santos como lição de vida, mas quem escreve , passou a ter interesse pelas escrituras sagradas, a partir do momento que entrou um cisco nos meus olhos e uma garotinha vendo o meu desespero, fez uma oração a Santa Luzia e milagrosamente o cisco saiu.
    Então eu ignorar a existência deles estarei contra o que eu vivi quando jovem.
    Porem hoje em pleno século XXI eu ratifico a quem deseja que eles existem sim e rogam por nós junto a Jesus Cristo.
    Porém, eu nas minhas orações falo os santos que tenho apreço pela sua história de vida e após isto vou direto a Jesus Cristo.
    Temos que entender que a RAÇA HUMANA é algo lindo e que a todo tempo renova a sua existência à Deus e este Deus que amamos não é um Deus ditador é um Deus de diálogo e democrático. E na passagem de I Coríntios 04:09 a moça pode observar que no terceiro céu uma torcida imensa para ver se aprendemos a caminhar juntos de mãos dadas.
    A ponto tal que construiu seu universo com milhões de pessoas como eu e você.
    Veifique na internet os CORPOS DE SANTOS INCORRUPTOS é algo sobrenatural.
    Beijão.
    Nossa Cardeal você é médico também…….hum……….ser letrado!


  287. Estão todos vivos, que bom! (brincadeira)

    Antes de mais nada, seja bem-vinda Raquel! Espero que possa continuar conosco por muito tempo, aos trancos e barrancos estamos firmes no estudo.

    Quanto à minha pergunta anterior, alguém entendeu alguma coisa do que significam as passagens “Êxodo 4:21-26″? Porque eu não entendi nadica de nada.

    Abraços a todos!


  288. BOM DIA ERICK !

    Leia Números 12:1-3. Existe a sugestão de que essa esposa cuxita não fosse Zípora, porque Zípora era midianita; e que a mulher cuxita fosse uma nova esposa que Moisés poderia ter tomado depois da possível morte de Zípora. No entanto, não existe evidência bíblica de que tivesse acontecido um segundo casamento de Moisés, que teria sido um grande evento. Além disso, Zípora, a midianita, poderia ser chamada de cuxita (Hc 3:7). Cusã é usada como termo paralelo para Midiã e talvez seja até um antigo termo poético para Midiã.

    MAS…..DEIXE EU LHE PROPOR UMA PERGUNTA SOBRE SUA PERGUNTA.

    A BIBLIA FOI ESCRITA PARA QUE TODOS QUE LESSEM TENHAM FÉ.
    A BIBLIA É UM CONJUNTO DE LIVROS, QUE NOS EDUCAM PARA UMA FÉ VIVA EM DEUS.

    POR QU~E ENTÃO SE PREUCUPAR COM ALGUMAS COISAS PEQUENAS, QUE NA VERDADE SE DESCOBERTAS NÃO O AJUDARÃO EM NADA EM AUMENTAR A VOSSA FÉ?

    NÃO PROCURE MUITAS RESPOSTAS, NÃO SE DESVIE DA MENSAGEM CENTRAL DOS EVANGELHOS.

    ALIÁS, NOVO TESTAMENTO E VELHO TESTAMENTO FORAM TRADUZIDOS SEUS SIGNIFICADOS PARA A NOSSA ÉPOCA.

    NA VERDADE, SE TRADUZIDOS LITERALMENTE SERIA ASSIM:

    COMO OUTRORA FOI POR MUITOS SÉCULOS !

    VELHA ALIANÇA E NOVA ALIANÇA !

    EM TODOS OS ESCRITOS GREGOS, POIS O NOVO TESTAMENTO FOI ESCRITO TOTALMENTE EM GREGO QUE ERA A LINGUA UNIVERSAL DA ÉPOCA.SERIA COMO O INGLÊS DE HOJE.

    VELHO TESTAMENTO É VELHA ALIANÇA E NOVO TESTAMENTO É NOVA ALIANÇA.

    A BIBLIA NÃO É UM LIVRO COMO MUITOS ACHAM.A BIBLIA É UMA PEQUENA BIBLIOTECA FORMADA DE 73 LIVROS. A PALAVRA BIBLIA VEM DO GREGO E SIGNIFICA (OS LIVROS).

    DESSES 73 LIVROS, 46 FORMAM O ANTIGO TESTAMENTO E 27 O NOVO.
    A PALAVRA TESTAMENTO COMO ACIMA DISSE NÃO SIGNIFICA O QUE AGORA ENTENDEMOS: ELA VEM DO LATIM ( TESTAMENTUM) E TRADUZ A PALAVRA HEBRAICA QUE SIGNIFICA ALIANÇA.

    COMO FORAM ESCRITOS POR HOMENS DE ÉPOCAS DIFERENTES E CULTURAS DIFERENTES, OS LIVROS QUE FORMAM A BIBLIA DIFEREM MUITO UNS DOS OUTROS

    LEMBRE-SE SEMPRE, POIS É REGRA DE OURO NA BIBLIA…QUE OS AUTORES NÃO SE PROPÕEM COM OBJETIVO PRIMEIRO TRANSMITIR UMA HISTÓRIA, MAS ….SEMPRE UMA MENSAGEM DE FÉ!
    E É A PARTIR DA FÉ QUE ELA DEVE SER LIDA E INTERPRETADA.

    A MATEMÁTICA DA BÍBLIA É DIFERENTE DA MATEMÁTICA DO MUNDO.EM TODA A BIBLIA ELA SEMPRE NOS ENSINA ISSO,

    REPARE !

    A MAIORIA PERDE…..A MINORIA VENCE !

    O FORTE PERDE…..O FRACO VENCE !

    NÃO É A TOA QUE O APOSTOLO PAULO DISSE ESSA MÁXIMA:

    TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE!

    POR ISSO, ERICK, COSTUMES DAQUELA ÉPOCA SÃO HOJE MUITAS VEZES ABOMINÁVEIS PARA NÓS.

    NA ANTIGA ISRAEL, EXISTIA A LEI DE TALIÃO. OLHO POR OLHO…DENTE POR DENTE !

    MAS, DEPOIS VEIO CRISTO E DISSE: AMAI VOSSOS INIMIGOS !

    JESUS CRISTO NÃO ABOLIU A ANTIGA LEI. MAS, ELEVOU A LEI A SUA PERFEIÇÃO.

    NÃO SE PREUCUPE ERICK, COM ALGUNS DETALHES DA BIBLIA, SOBRE CERTOS PERSONAGENS, QUE NA VERDADE SÓ APARECERAM NA BIBLIA PARA AJUDAR A MENSAGEM PRINCIPAL QUE O AUTOR QUERIA PASSAR. TER FÉ EM DEUS!!!

    EU POSSO LHE RESPONDER SUA PERGUNTA COM BASE EM PERGAMINHOS E ESCRITOS ENCONTRADOS DA ÉPOCA.
    SEMPRE INSTRUÍDOS POR ESCRITORES E HISTORIADORES DA ÉPOCA DE CRISTO: POR EXEMPLO: FLÁVIO JOSEFO É UMA ÓTIMA FONTE.

    MAS, SINCERAMENTE FUGIRIA DA DISCUSSÃO TEOLOGAL QUE NÓS NOS PROPUSEMOS A CUMPRIR.

    EU SEI MEU JOVEM QUE A SEDE DE APRENDER É GRANDE.MAS, TOME MEU CONSELHO COMO ;;;;CONSELHO BOM.
    POIS EU MESMO, JÁ PERDI BONS ANOS DA MINHA VIDA, SE PREUCUPANDO COM O QUE NÃO DEVIA SE PREUCUPAR.

    FORÇA, ESSA SEDE QUE VOCÊ TEM ….COM CERTEZA SE TRANSFORMA-RÁ EM FONTE DE VIDA ETERNA PARA TODOS QUE CRUZAREM SEU CAMINHO……

    E ASSIM, NÃO PASSARÁS EM BRANCO…DEIXARÁS RASTRO !

    SEJE VOCÊ, AQUI NA TERRA…ENTRE OS SEUS ….A MAIOR PROPAGANDA DEUS NO MUNDO !!!!
    SHALOM


  289. em 19/11/2012 at 13:23 Raquel Varela

    Obrigada por me receber, com tamanho carinho e atenção. Assisti o vídeo resposta católica : intercessão dos satos. Do PÉ Paulo Ricardo. a Explicação foi ampla e clara. … É verdade, estamos fazendo intercessão ao orar por nossos irmãos, amigos e até mesmo animais de estimação. (acredito que Deus ama e cuida de todas as suas criaturas).É uma honra ser parte do corpo de Cristo e filho de Deus.Desejo,não apenas, aceitar o Amor mais aprender e viver os ensinamentos de Jesus…. E ser salva, não pela religião (seja ela católica ou evangélica), mais por viver uma vida na graça do Espirito e aceitando Jesus como Salvador.
    Como falei anteriormente, toda a minha família é evangélica … E semprem foi muito duro ouvi-los dizer que uma pessoa não seria salva por ser católica… Da mesma forma, não é agradável ouvir católicos dizer que Evagelicos não serão salvos devido a religião escolhida… Se ambas as religiões seguem o mesmo Deus, o Único Deus, o mesmo evangélio, e ensinamentos, porque haveria distinção na salvação…Se Jesus salvou o bandido na cruz, através do Espirito Santo, por que haveria de condenar os seus filhos por não lerem os 7 livros e por não pedirem intercessão pelos homens Sãos (atos derivados, talvez, da ignorância)… Acredito que os critérios da Salvação só cabem a Deus, mesmo porque, somente Ele conhece o que há em cada coração. O que eu Desejo de verdade, é que toda a humanidade deixe de viver, pautado no Ego, vaidade, ignorância, e até mesmo intolerância… Que todos recebam o Amor de Deus, para que todos sejam salvos e possamos ser UM no corpo de Cristo? mais uma vez obrigada. Gostei verdadeiramente dos ensinamentos.
    E admirável os conhecimentos apresentados aqui, de forma simples e objetiva.


  290. Cardeal, verifica para mim a passagem no livro de atos que o Padre acima referiu sobre a sombra e objetos dos apostolos.
    obrigada,


  291. em 19/11/2012 at 15:20 Fernando Barone

    Parabens adorei tbm trazer novamente essa energia boa do oriente Deus te abençoe ainda mais e boa sorte! de seu irmão e amigo Fernando


  292. em 19/11/2012 at 16:35 Raphael.CRD

    QUERIDA RAQUEL.

    É DIFICIL FALAR EM SALVAÇÃO, QUANDO NÃO TOCAMOS NO ASSUNTO NOME DE IGREJA.

    É CLARO, QUE INDEPENDENTE DE RELIGIÃO, O HOMEM PODE SER SALVO POR DEUS.ISSO POR QUÊ – ELE SONDA NOSSO MAIS ÍNTIMO!

    RELIGIÃO POR SI, NÃO SALVA NINGUÉM.NÃO ENCONTRAMOS NA BÍBLIA, QUALQUER MENÇÃO SOBRE – VOCÊ DEVE SEGUIR ESSA RELIGIÃO OU SERÁ CONDENADO.

    MAS, ENCONTRAMOS MUITAS MENÇÕES EM CARTAS DE PEDRO E ESCRITOS DE PAULO, QUE NOS ADVERTE SOBRE INFILTRAÇÕES DE DOUTRINAS MÁS- CONTRÁRIAS Á CRISTO.

    ESSAS DOUTRINAS, NÃO NEGAM JESUS.PELO CONTRÁRIO, O TÊEM COMO SALVADOR.

    ACONTECE RAQUEL, QUE QUANDO VOCÊ APROFUNDAR MAIS SEUS CONHECIMENTOS NO CRISTIANISMO, VERÁ QUE O CERNE DESSA RELIGIÃO É INTIMAMENTE LIGADA COM A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA.

    ELAS DUAS, O CRISTIANISMO E A IGREJA CATÓLICA ( QUE QUER DIZER UNIVERSAL) CAMINHAM JUNTAS DESDE O APARECIMENTO DE CRISTO NA TERRA.

    POR EXEMPLO:

    NÃO PODEMOS NUNCA ADMITIR QUE O ESPIRITISMO SEJE CRISTÃO.POR QUÊ ?
    POR QUE SIMPLESMENTE POR SEUS DOGMAS, ACABA COM A SANTÍSSIMA TRINDADE…QUE A BASE DE NOSSA FÉ.
    EXTERMINA A RESSURREIÇÃO E COLOCA NO LUGAR A EXPRESSÃO ENCARNAÇÃO.ASSIM, SE NÃO CREMOS QUE CRISTO RESSUSCITOU , NOSSA FÉ É VÃ…E VAZIA……

    VOLTANDO Á PSEUDO EVANGÉLICAS, CREIO FIRMEMENTE QUE EXISTA ALGUMAS QUE SÃO MUITO SÉRIAS.MAS, TAMBÉM CREIO NÃO POR FÉ SIMPLESMENTE ,MAS POR INTELECTO ADQUIRIDO E FORMAÇÃO ACADÊMICA…QUE TODAS INFELIZMENTE SÃO CONTRÁRIAS AO CRISTIANISMO.ENFIM,NÃO SÃO CRISTÃS….É UMA DURA REALIDADE…MAS, É ESSA A VERDADE ABSOLUTA.

    ENTÃO VOCÊ PODE ME PERGUNTAR. ENTÃO ELAS VÃO PARA O INFERNO?POIS ESTÃO SEGUINDO ALGO QUE PARECE CRISTO, MAS NÃO É A ESSÊNCIA CRISTÃ QUE JESUS NOS PREGOU!

    SIM E NÃO. SIM, SE ELAS REALMENTE SOUBEREM O ERRO QUE COMETEM E CONTINUAM NO ERRO.
    ISSO É UMA DAS DEFINIÇÕES PARA SE PECAR.RECONHECER O ERRO E CONTINUAR NO ERRO.
    N]ÃO, ELAS NÃO VÃO PARA O INFERNO SE ANDAM SEDENTAS DE LUZ, MAS, POR MOTIVOS DIVERSOS E INCLUÍNDO PSICOLÓGICOS E ESTÓRIAS DE VIDA…….NÃO SABEM QUE ESTÃO SEGUINDO O CAMINHO ERRADO…ACREDITANDO QUE LÁ NA FRENTE ENCONTRÃO DEUS JESUS.

    SABE RAQUEL, NO TEMPO AGORA QUE VIVEMOS NA HISTÓRIA…..NUNCA SE FALOU TANTO EM DEUS.

    SE EU ENTRAR NO CAMPO DA FILOSOFIA E DA QUANTICA PODERIA DIZER-LHE QUE SÃO EPOCAS ( MOMENTOS DA HISTÓRIA) QUE COMO UMA ONDA CÍCLICA ENVOLVE ( RETORNA) DE TANTOS EM TANTOS ANOS.

    MAS, NÃO É O CAMINHO QUE QUERO TECER A SUA PEQUENA PERGUNTA, MAS DE UMA GRANDEZA DE IMPORTÂNCIA CELESTIAL!

    NÓS MEMBROS DA IGREJA, PECAMOS MUITO NO DECORRER DOS SÉCULOS.PECAMOS, POR QUE SOMOS HOMENS.A IGREJA NÃO, ELA NUNCA PECOU…POIS SEMPRE NOS ENSINOU A MESMA COISA DESDE O PRINCÍPIO.
    ALGUNS IRMÃO DO ESTADO CLERICAL É QUE VOLTARAM AS COSTAS PARA OS ENSINAMENTO DE CRISTO E DE SUA IGREJA.
    MAS, COMO PROMESSA FEITA PELO PRÓPRIO CRISTO – AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALECERAM CONTRA TI.

    E REALMENTE ASSIM NÃO O PARECE? 2000 MIL ANOS DE INSTITUÍÇÃO, CISMAS, SEPARAÇÕES,PAPAS JOVENS,PAPAS LIBERTINOS,PADRES DESSOCIADOS SEXUALMENTE,RIQUEZAS TOMADAS AS FORÇAS….TUDO ISSO…..NÃO CONSEGUIU EXTERMINAR DA TERRA A ESPOSA DE CRISTO. A IGREJA.

    O NOME DADO Á ESSA IGREJA É CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA.
    MAS A IGREJA DE DEUS SOMOS EU, VOCÊ, SEU PAI, SUA MÃE, SUA VIZINHA, E ASSIM POR DIANTE.

    FICO ENTRISTECIDO QUANDO RESOLVO ACOMPANHAR PELOS CANAIS DE TELEVISÃO AÍ NO BRASIL AS EMISSORAS.

    ELAS SE PROSTITUÍRAM, VENDENDO SEU ESPAÇO COMERCIAL Á MAIS DAS HORRÍVEIS GARRAS DO SATANÁS. ” AS FALSAS DOUTRINAS” “AS FALSAS IGREJAS” “AOS FALSOS LÍDERES”, ETC….
    AO LOBO VESTIDO DE CORDEIRO……..

    TENHO DÓ DO POVO.POIS SEI QUE ELE ANDA Á PROCURA DESESPERADA DE DEUS.SEDENTOS DE DEUS, CARENTES DE DEUS….

    MAS, ALGUNS HOMENS ARRASTAM COMO A BOCA DO INFERNO QUE É LARGA…MULTIDÕES DE INOCENTES……..

    ISSO QUERIDA RAQUEL.É PECADO MORTAL CONFORME NOSSO DIREITO CANÔNICO.
    E TAMBÉM CONFORME AS PRÓPRIAS PALAVRAS DE CRISTO. SERIA MELHOR QUE AMARRASSEM UMA PEDRA DE MÓ E FOSSEM LANÇADOS AO MAR, AQUELES QUE ESCANDALIZAR UM SÓ DESSES PEQUENINOS……

    NÃO ESTOU JULGANDO AQUI SEUS FAMILIARES! NÃO DE JEITO NENHUM!
    MINHA FUNÇÃO NÃO É JULGAR E SIM MOSTRAR O CAMINHO.
    QUEM JULGA SE COLOCA NO LUGAR DO JUÍZ…E JUÍZ SÓ TEMOS UM DEUS VIVO .

    ADMOESTAÇÃO SOMENTE AOS LÍDERES, QUE VENDEM AGUÁ,CARNÊ, CORRENTES DE PROPERIDADE,ETC…

    REPARE UMA COISA RAQUEL.
    VOCÊ LEMBRA DAS TENTAÇÕES DE CRISTO NO DESERTO?
    UMAS DAS TENTAÇÕES ERA AS RIQUEZAS!
    E A OUTRA ERA A SALVAÇÃO FÁCIL,RÁPIDA,SEM COMPROMETIMENTO COM DEUS.

    O POVO, QUER SOLUÇÕES RÁPIDAS…QUER ABUNDÂNCIA EM DINHEIRO……E A T.V. MOSTRA PESSOAS QUE PARTICIPARAM DE CERTAS CORRENTAS DENTRO DESA IGREJAS COM CARROS,CASAS ENORMES, ETC….TODOS OSTENTANDO LUXO E RIQUEZA….
    VOCÊ ACREDITA QUE DEUS QUER ISSO ?

    DEUS QUER COMPROMETIMENTO…ENTREGA TOTAL….LEVAR UMA VIDA SANTA E NÃO APENAS ALGUM MOMENTO ESPORÁDICO!

    COMERCIALIZAM COM DEUS COMO COMERCIALIZAM MERCADORIAS EM QUALQUER FEIRA DO MUNDO. SE VOCÊ DER MAIS…RECEBERÁ MAIS DE DEUS.

    SERÁ QUE ISSO É DEUS?
    SERÁ QUE DEUS QUER QUE SEJAMOS FILHINHOS DO PAPAI OU FILHOS DO PAI?

    MOISÉS PEDIU A DEUS QUE O ABSTECE DO SOFRIMENTO….E DEUS NÃO O ATNDEU!

    ELIAS QUERIA MORRER E PEDIU A DEUS PARA MORRER….E DEUS NÃO O ATENDEU!

    CRISTO NO MONTE DAS OLIVEIRAS PEDIU A DEUS QUE AFASTASSE O CÁLICE…E DEUS NÃO ATENDEU !

    DEUS NÃO ATENDEU, POIS SABIA QUE O PROBLEMA NÃO ERA EXTERIOR E SIM INTERIOR DOS SEUS AMADOS.

    DEUS, NO SOFRIMENTO NOS PREPARA, NOS MOLDA…..

    E ISSO, MUITAS E MUITAS VEZES DURA MUITO TEMPO.ATÉ QUE REALMENTE DEUS SINTA QUE NÓS ESTAMO PREPARADOS.

    DEUS NÃO QUER NOSSO SOFRIMENTO, E NEM MANDA-NOS O SOFRIMENTO…..SÃO NOSSAS PRÓPRIAS CONCUPSIÊNCIAS QUE NOS LEVAM AO SOFRIMENTO E AO PECADO.

    DEUS,NÃO DESEJA-NOS VER SOFRER, MAS SABE QUE SOFRENDO…..E DEMORANDO SÓ UM POUQUINHO Á CHEGAR…NOS MOLDA….A IMAGEM VERDADEIRA DO FILHO DE DEUS QUE ELE NOS QUER.

    NÃO SIGA RELIGIÃO, QUE ENSINA COISAS RÁPIDAS.SALVAÇÃO RÁPIDA, ABUNDÂNCIA RÁPIDA, ETC……

    A HISTÓRIA DA HUMANIDADE NOS ENSINA EM MILHARES DE EXEMPLOS…COMO DEUS ATUA E AJE EM PARCERIA COM O SER HUMANO.

    NÃO É FÁCIL….NÃO É FÁCIL…..

    MAS TEMOS QUE CURAR NOSSO CORAÇÃO PARA PODER ENXERGAR UM POUCO MELHOR ESSE DEUS TÃO MARAVILHOSO…QUE ESTÁ PRESTES A QUALQUER MOMENTO NOS TOMAR EM SEUS BRAÇOS E AJUDAR-NOS A SUPERAR NOSSAS DIFICULDADES……..

    VEJA…….ELE NÃO SUPERA POR NÓS NOSSAS DIFICULDADES…..
    ELE NÃO RETIRA OS PROBLEMAS DE NOSSAS VIDAS……
    MAS, COM SUA DESTRA FIEL NOS ACOMPANHA, SE TORNA UM LUGAR SEGURO AO PEREGRINO CANSADO.
    ELE É NOSSO ESCUDO, ELE NÃO NOS RETIRA DA GUERRA!

    PENSE NISSO MINHA JOVEM!!!!
    E SIGA SEU CORAÇÃO……

    SEJE CATÓLICA OU PROTESTANTE…FUJA DE SOLUÇÕES RÁPIDAS!

    FUJA DE LÍDERES QUE QUEREM SEU DINHEIRO E SEU ESPÍRITO.
    POIS SÃO VAIDOSOS, SÓ QUEREM O PODER.

    PROCURE INVESTIGAR A CONDUTA DAQUELE OU DESSE LÍDER FORA DO PÚLPITO.

    LEMBRA?

    PELOS FRUTOS CONHECEREIS Á ARVORE!


  293. Prezado Rafael, não posso deixar de parabenizá-lo! Este último comentário foi, na minha opinião, o mais completo rico de todos a respeito das diferentes religiões. Nas suas palavras: “Seja católica ou protestante… fuja de soluções rápidas!”. Concordo em gênero, número e grau, acho que isso resume bem qual deve ser a nossa postura a respeito deste tema: combater o que é errado, e não as pequenas diferenças.


  294. em 20/11/2012 at 10:18 Raphael.CRD

    BOM DIA…..
    ESTIVE HOJE A ME PERGUNTAR,:
    PARA VOCÊS QUAL O MAIOR MILAGRE DOS MILAGRES DESCRITOS NO NOVO TESTAMENTO?
    MILAGRES POR SI PRÓPRIO SÃO GRANDIOSOS, MAS…..QUAL O MILAGRE QUE VOCÊ TEM POR PREFERÊNCIA…AQUELE QUE VOCÊ SE IDENTIFICA?
    QUANDO CHEGAREM AS RESPOSTAS, TENTAREI DISSERTAR SOBRE CADA UM DELES QUE VOCÊS ME INDICAREM.
    PAZ DE CRISTO Á TODOS OS HOMENS DE BOA VONTADE!


  295. O maior milagre para mim foi a concepção de Jesus Cristo.


  296. Olá Pessoal,

    Pelo que pude observar várias coisas aconteceram na minha ausencia, perdi o que a moça escreveu, Priscilla é esse o nome dela né? Iones me envia o que ela escreveu de tão grave que foi deletado daqui pelo Philipos. Me lembro Cardeal que o seu amigo Rafael também teve uma postagem deletada aqui, porque estava ofendendo uma moça.
    Iones não devemos exclui-la, devemos ajuda-la, da mesma maneira que fizemos com o Rafa, veja como ele esta mais calmo agora.

    Quero dar as boas vindas aos nossos novos amigos, Anonima, Raquel e Fernando, espero que participem conosco de todo o estudo.
    O Roberto que pediu ajuda de traduções em Aramaico, convidamos você a unir-se a nós também.

    Vamos lá Cardeal – Milagres são reais quando se crê…

    EM INFINITO AMOR E MISERICORDIA, DEUS FEZ COM QUE CRISTO, QUE NÃO CONHECEU O PECADO, SE TORNASSE PECADO POR NÓS, PARA QUE NELE FOSSEMOS FEITOS JUSTIÇA DE DEUS. GUIADOS PELO ESPIRITO SANTO, SENTIMOS NOSSA NECESSIDADE, RECONHECEMOS NOSSA PECAMINOSIDADE, ARREPENDEMO-NOS DE NOSSAS TRANSGRESSÕES E TEMOS FÉ EM JESUS COMO SENHOR E CRISTO, COMO SUBSTITUTO E EXEMPLO. ESTA FÉ QUE ACEITA A SALVAÇÃO, ADVEM DO DIVINO PODER DA PALAVRA E É O DOM DA GRAÇA DE DEUS. POR MEIO DE CRISTO SOMOS JUSTIFICADOS, ADOTADOS COMO FILHOS E FILHAS DE DEUS E LIBERTADOS DO DOMINIO DO PECADO. POR MEIO DO ESPIRITO SANTO, NASCEMOS DENOVO E SOMOS SANTIFICADOS;O ESPIRITO RENOVA NOSSA MENTE, ESCREVE A LEI DE DEUS EM NOSSO CORAÇÃO E RECEBEMOS O PODER PARA LEVAR UMA VIDA SANTA. PERMANECENDO NELE TORNAMO-NOS PARTICIPANTES DA NATUREZA DIVINA E TEMOS A CERTEZA DA SALVAÇÃO.

    Esse é com certeza o maior milagre de Deus – que consiste na concepção da vida, morte e ressureição de Cristo como Plano da salvação.

    A nossa amiga Raquel – falando sobre Igrejas -Como identificar a Igreja Verdadeira?

    A Biblia nos ensina – João 7:17 e I Timoteo 3:15

    A Igreja verdadeira é conhecida pela Doutrina, João utiliza a palavra Doutrina e Paulo a palavra coluna. São 8 colunas que mantem a Igreja viva na terra

    1ª Coluna – Efésios 2:19, 20
    2ª Coluna – Atos 16:30, 31 – 4:12
    3ª Coluna – João 14: 1-3
    4ª Coluna – João 14:15; Apocalipse 12:17
    5ª Coluna – Apocalipse 12:17; 19:10
    6ª Coluna – Isaias 58:13 Ezequiel 20:12, 20
    7ª Coluna – Mateus 24:14; Apocalipse 14:6
    8ª Coluna – I Corintios 3: 16,17 ; 6:19,20

    1- A Biblia como regra de fé e prática
    2- A salvação pela Graça, mediante a Fé
    3- A certeza da segunda vinda de Cristo
    4 – Crer e pregar as leis de Deus
    5 – Aceitar as leis de Deus
    6- A presença do Dom profético
    7- Ser um movimento Mundial
    8- Seguir os principios Biblicos de Saúde – Genesis 1:29; Levitico 11

    Deus faz um apelo aos seus filhos sinceros que participam de doutrinas erroneas, Leia – Mateus 7:21 -23; João 10:16 e Apocalipse 18:4. Espero te-la ajudado.

    Cardeal, tenho que concordar com o Erick, dessa vez você se superou, muito sábias suas palavras, você é bastante Astuto, faz jus a sua formação de Psiquiatra, consegue mexer com a mente das pessoas – gosto de você . A afirmação essa é A Igreja Catolica Apostolica Romana, condiz com a sua defesa a essa Teologia. Por favor não esqueça, nosso estudo não está baseado em Teologias, mas sim na análise Literal da Biblia.

    Abraços


  297. Olá, Cristã, a jovem entrou com ironias dizendo que o nosso estudo era algo bobo , algo assim e mandou a gente pregar para mendigos e tem mais coisas não lembro.
    Mal sabe ela que no passado eu ajudava pessoas carentes e peguei uma tuberculose federal. Mas o problema é que ela entrou atacando.
    Viu o nossa cardeal é médico jovem, pode?
    Caramba muita coisa para a nossa caçamba, mas faremos duas viagem se necessário.
    Beijos veja qual é o próximo estudo.
    Um abraço,


  298. em 21/11/2012 at 16:09 Raphael.Crd.

    Que satisfação Iones.Ser chamado de jovem, é algo que não estou acostumado.
    Primaveras já se passaram…e me sinto um pouco cansado.
    Mas, se a jovialidade estiver na alma…me sinto jovem!
    Minha querida cristã, interessante sua posição sobre a verdadeira Igreja.Mas, lembre-se…que verdadadeira igreja és tú.Santuário do santíssimo Espírito Santo.
    Tú,eu,todos…somos sacrários vivos.
    Fostes comprado por pretio magno!
    «Deus criou o ser humano à sua imagem, criou-o à imagem de Deus. Ele o criou homem e mulher» (Gn 1, 27). O homem ocupa um lugar único na criação: é «à imagem de Deus» (I); na sua própria natureza, une o mundo espiritual e o mundo material (II); foi criado «homem e mulher» (III); Deus estabeleceu-o na sua amizade (IV).- Catecismo da Igreja Católica, segue link para quem quizer pesquisar (http://www.vatican.va/archive/cathechism_po/index_new/p1s2c1_198-421_po.html)

    Essa é a grande ousadia da fé cristã: proclamar o valor e a dignidade da natureza humana e afirmar que, mediante a graça que nos eleva à ordem sobrenatural, fomos criados para alcançar a dignidade de filhos de Deus. Ousadia de certo incrível, se não se baseasse no desígnio salvador de Deus Pai e não houvesse sido confirmada pelo Sangue de Cristo e reafirmada e tornada possível pela acção constante do Espírito Santo.Entre os dons do Espírito Santo, eu diria que há um de que todos nós, cristãos, temos especial necessidade: o dom da Sabedoria, que, fazendo-nos conhecer a Deus e tomar-Lhe o sabor, nos coloca em condições de poder julgar com verdade as situações e as coisas da vida presente. Se fôssemos consequentes com a nossa fé, quando olhássemos à nossa volta e contemplássemos o espectáculo da História e do Mundo, não poderíamos deixar de sentir crescer nos nossos corações os mesmos sentimentos que animaram o de Jesus Cristo: ao ver aquelas multidões, compadeceu-se delas, porque estavam maltratadas e fatigadas e como ovelhas sem pastor.

    Sou cativo dos ensinamentos deixados pelo Apóstolo Paulo.
    -Se soubesses o que vales!… É São Paulo que te diz: foste comprado “pretio magno” – por alto preço.
    E depois continua: “glorificate et portate Deum in corpore vestro” – glorifica a Deus e trá-Lo no teu corpo.

    Enfim, somos a verdadeira igreja de Deus.

    Hoje me deparei com alguns manuscristos de muito anos atrás.Manuscritos meus…coleção de pensamentos…..
    Eu confesso que já tinha até esquecido dessa frase.
    Mas, quando meus olhos se depararam de novo com essa frase….uma certeza antiga e não esquecida me encheu o coração novamente.
    Acredito humildemente que trará bons pensamentos para vocês também.

    “Eu segurei muitas coisas em minhas mãos, e eu perdi tudo; mas tudo que eu coloquei nas mãos de Deus eu ainda possuo.”
    Martin Luther King


  299. GOSTARIA DE LHES PROPOR ALGO COM QUE VOSSA ATENÇÃO SE DIRIGISSE.
    POR QUE DEUS MUITAS VEZES USA CONOTAÇÃO FEMININA PARA DESCREVER-SE OU PARA DESCREVER O AMOR QUE ELE SENTE POR ISRAEL, POR NÓS , PELO MUNDO?
    SERÁ DEUS NA VERDADE UMA DEUSA?
    NÃO….
    CREIO QUE OS ANJOS NÃO TEM SEXO….NEM DEUS ESPECIALMENTE O TEM.
    ENTÃO O PORQUÊ, DESSA CONOTAÇÕES FEMININAS PARA SE DESCREVER.ISAIAS , NOS DESCREVE VÁRIAS VEZES DEUS COMO CONOTAÇÃO FEMININA, E ASSIM POR DIANTE EM TODO O SANTO TESTAMENTO.

    INTERESSANTE ESSA PESQUISA…VOS TRARÁ ALGUMAS VERTENTES QUE TALVEZ NÃO O TENHAM PERCEBIDO….VALE A PENA ESTUDAR ESSE RACIOCÍNIO…

    POR PEDIDO, QUEM VOS ESCREVE É RAFAEL.


  300. Nossa Rafael, quanto tempo, tudo bem?

    Esse seu questionamento é fácil né,

    É porque nós mulheres somos seres superiores, kkkkkkkkkkkkkkk.

    Brincadeiras a parte, existe sim uma lógica pra isso, vamos trazer os estudos, fique tranquilo.

    Erick, vamos prosseguir senão perderemos o foco ok?

    Iones, o Rafael do face é esse outro e não o Cardeal, você não consegue perceber como o tom deles é diferente, são 02 pessoas.

    Abraços,


  301. Que frase bonita a do Martin Luther King eu amo esse cara ele era muito inteligente.
    Deus mulher , Deus homem….hum…. eu não importo com isto não.
    Eu sinto que ele é meu Pai, na mais ampla profundidade.
    Ele é muito show pena que as pessoas não percebem isto.
    As pessoas deveriam entender o seu nascimento , só o fato de estarmos aqui já é uma dádiva.
    Pensamos, cada um de nós disputamos com vários espermatozóides para entrar no útero de nossa mãe, ás vezes fico a pensar. Será que eu entrei por acidente? ou seja, um irmãozinho meu, me deu um empurrão.
    Sei lá o fato é que naquela hora eu era uma metade vinda do meu pai e devo ter lutado muito para estar dentro do ventre da minha mãe.
    O importante é que estou aqui e tenho muito a agradecer por viver neste planeta lindo.
    Que chama terra e ter um Deus maravilhoso que fez um universo lindo e nos deu inteligência.
    Se ele é homem ou mulher para mim é um detalhe é o mistério dele.
    Cabe a mim amá-lo.
    Agora outro assunto que está me preocupando muito.
    O mundo inteiro copia o que a maior nação socialmente, economicamente, politicamente bem sucedida faz…..que é os Estados Unidos. Lá é um país democrático, que dominam tudo com força e astúcia.
    Vejo nos telejornais o crescimento econômico da china e creio pelo que entendi que embreve ela superará os Estado Unidos.
    Olha a parte cruel, lá o governo é comunista, o resto dos países do mundo inteiro, sabem que emprego de lá é trabalho escravo.
    As pessoas nem sabem fazer filas.
    Penso então será que o comunismo ficará em alta no resto do mundo e pelo que sei eles pensam que religião é o ópio do povo.
    Estou preocupada porque se eles forem superiores aos Estados Unidos vão espalha ao mundo o ateísmo.
    Agora outro ponto Cristã eu sou mulher não sou homem não, vou te enviar meu telefone…você está pensando que sou o Rafael? Sou não.
    Cardeal o que levou um médico a ser tornar um Cardeal?


  302. Não, você entendeu errado.

    Disse que o Rafael do Face não é o Cardeal, o Cardeal é amigo dele.

    O Rafael do face é o que postou a ultima mensagem dizendo:

    POR PEDIDO, QUEM VOS ESCREVE É RAFAEL.

    Espero que tenha entendido agora, sei quem é você, sei que você não é o Rafael.


  303. em 23/11/2012 at 14:10 Raphael.CRD

    O AMOR,PRIMEIRO O SACERDÓCIO, DEPOIS A MEDICINA.


  304. Mas a Medicina com certeza é uma profissão para quem ama ao proximo, isso faz toda a diferença do Medico.


  305. em 23/11/2012 at 15:13 Raphael.crd

    Querida Cristã !
    Tente achar na internet, uns livros desse autor.
    Ele infelizmente, já não está mais nosso meio,como certa vez disse o apótolo Pedro.Sua tenda foi desarmada!
    O auto se chama joão mohana.
    Siga este Link – http://pedrodaveiga.blogspot.com.br/2008/08/joo-mohana-mdico-escritor-e-padre.html
    Tente ler seus livros…você irá se deliciar com essas leituras.Meu jovem amigo, me disse que no Brasil há sebos(Livrarias -Livros usados).
    E ele me disse que é fácil encontrar esses livros.
    Mas, tabém pela internet você encontra alguns deles disponíveis.Não faça pirataria….é esse nome que se chama???
    Bom, segue essa dica de leitura.
    Médico,escritor e Padre.
    Fique com a proteção de Deus…você e sua bonita famiglia


  306. Cardeal, ele tem uma porção de livros, qual a sua sugestão?


  307. Cardeal a medicina é muito bonita e difícil também. Isto é muito bom para o senhor, pois aquela faixa de pessoas que estão dentro da igreja e quem levar para outro lado, sendo o senhor de tal nível intelectual pode bater de frente.
    Graças a Deus!
    Continue assim a Igreja de Jesus Cristo agradece.
    Noite nestes meus 61 anos que médicos e físicos tem conceito de respeito perante a sociedade.
    Continue assim porque a Igreja Católica precisa de pessoas como o senhor.
    Estamos em tempo que acreditar em Deus é questão de vida eterna.
    Cristã , entendi.
    Beijos a todos.


  308. em 28/11/2012 at 17:29 Raquel Varela

    Boa Noite, amados irmãos… É com enorme satisfação que retorno para essa página de estudo… Estive ausente por motivos pessoais…Uma amiga ” teve sua barraca desarmada” e esta nos braços de Jesus… Partiu deixando Saudades e uma linda lição de Vida… Adélia partiu ainda jovem (com um pouco mais de 65 anos… Mais viveu em plenitude e grandeza… Com Alegria e gratidão por sua existência… Sua partida foi repentina… Mais sua lembraça será Eterna em nossos corações… E tenho outra Amiga que hoje tem sua barraca amarrada, apenas por uma fina corda… E essa hoje teme a Morte… Mais que ironia, nunca valorizou a própria existência, e negligenciou a própria vida e hoje a beira da morte, chora e lamenta… E é realmente lamentavel, pois é assim que a maioria de nós, lida com esse valioso presente recebido… Vive como se nunca fosse morrer e morre como se nunca tivesse vivido… Todos esses acontecimentos me fizeram refletir muito… quero ser Agradecida pela Vida e Salvação… Quero honrar a cada dia a minha existência e o Amor de Deus por mim… Quero Clamar o Nome de Jesus a cada instante de minha vida… Para que na hora da minha partida… A minha missão nessa vida esteja concluída … E para manter a serenidade em Jesus, mesmo que eu venha caminhar pelo vale da sombra da morte….


  309. em 28/11/2012 at 17:34 Raquel Varela

    Raphael e cristã… Obrigada pelas palavras e ensinamentos do Amor e da Verdade de Deus…Leio e releio… Muitas e muitas vezes para inundar o meu coração e a minha Alma com essa Luz de Amor e Sabedoria…. Tenho um longo caminho a trilhar nos ensinamentos de Jesus… E agradeço a Deus por tê- los ao meu lado nesse caminhar


  310. em 28/11/2012 at 21:26 Raquel Varela

    Com relação ao estudo e busca da concepção Feminina de Deus… Aqui segue a minha humilde resposta… Mais fundamentada na reflexão do que em estudo…No limite da consciência e concepção humana a existência esta definida em gênero Masculino e Feminino… Somente com a união de um homem e uma mulher é possivel a concepção do milagre da vida de um novo ser … Dentro do que eu Acredito Deus se manifesta em tudo e no todo… Deus é incorpóreo, é Luz e Poder… Ele é a semente da Vida e o fecundador… É pura e total Energia de Amor… Ele é o Criador Autosuficiente o Doador da Vida… Se no começo havia o Verbo e o verbo fez- se Luz… E dessa Luz emana todas as outras coisas, Incluindo o barro (pó) que foi moldado o Adão e a Fecundação do Sopro da Vida…. Nessa criação ele foi o Útero ( a Rocha que gerou)… O instrumento que fecundou e deu o Sopro da Vida….Acredito que A figura feminina de Deus é Figurativa para traduzir o dom do gerar, do nutrir e do Criar. A natureza de Deus não se limita em gênero feminino ou masculino…Deus é Poder e Amor


  311. em 29/11/2012 at 09:18 Raquel Varela

    O maior milagre que tenho por preferencia … É o da mulher que carregava em seu corpo a dor e sofrimento de uma doença crônica … E que por fé… Tocou em Jesus e foi curada… Milhões de pessoas tocavam, simultaneamente, Naquele Santo Homem… Mais Havia algo a mais naquele toque… Havia um coração quebrantado e uma fé absoluta… Esse Milagre toca o meu coração em especial… Depois vem o Milagre do ressuscitar de Lázaro … O homem já estava em processo de Deteriorizaçao… E Por ordem e Poder de Deus, teve todo seu organismo restaurado… E Voltou a viver…


  312. Olá Raquel,

    Sinto por sua amiga, espero que ela tenha encontrado o caminho da salvação e que esteja descansando com Deus.

    Agradecer a mim, não é preciso, quem sou eu senão um instrumento de Deus utilizado para falar do seu amor se existe alguma coisa de boa em mim, não vem de mim, e sim do Deus que habita em mim.
    Agradeça a Deus, pois ele é o verdadeiro merecedor de toda Glória.

    O milagre de Lázaro realmente é um milagre fantastico e vou dizer porque – Porque hoje esse mesmo milagre é utilizado em todos nós, nossa luta contra o mal é diária e constante e Deus nos ressucita todos os dias para uma vida santa, ressucita nossos sonhos, transforma nossa vida, nos chama… esse é o nosso Deus cheio de misericordia, que nos perdoa dia após dia, nos transforma e nos ajuda a viver no vale da sombra e da morte, sem temer, porque esta conosco, nos amparando, nos fortalecendo e enchendo de toda a sua graça.

    Louvado seja o nosso Deus, o Rei de toda a Glória.

    Abraços,


  313. em 29/11/2012 at 22:01 RAPHAEL.CRD

    MUITO INTERESSANTE AS OBSERVAÇÕES DE NOSSO AMIGOS EM CRISTO.
    DECIDIR POR QUAL MILAGRE SEJA O MAIOR É UTOPIA…E NÃO É O SIGNIFICADO DESSA PEREGRINAÇÃO.
    MAS, TEOLOGICAMENTE…FORA DA ESFERA DA FÉ…. E AUMENTO MAIS AQUI OS PONTOS……..
    O MAIOR MILAGRE QUE CONSTA NA BÍBLIA, É A CONVERSÃO DE SAULO, OU PAULO DE TARSO.
    SE FOSSE POSSÍVEL. SERIA MATÉRIA EXATA, PARA MAIS DE CINCO LIVROS.
    E HUMILDEMENTE PODERIA DISSERTAR AQUI POR MUITAS LINHAS O PORQUÊ DESSA CONVERSÃO!
    RAPHAEL.CRD


  314. em 29/11/2012 at 22:07 RAPHAEL.CRD

  315. em 30/11/2012 at 18:33 Raquel Varela

    Agora estou confusa… RAFHAEL.CRD… Foi o Sr. Que perguntou no dia 20nov2012 fez a pergunta… De qual dos milagres seria o maior do maior dos milagres… Eu só não tinha observado que era referente ao novo testamento.Existem vários com o nome do RAPHAEL?


  316. em 30/11/2012 at 22:35 RAPHAEL.CRD

    Sono solo un vecchio, un cardinale … in tempi di separazione.
    Pensionamento me non assusta.Um ritirarsi uomo di Dio …
    Ma seguire le regole … e sono felice di seguirli.
    Bs sapere che una sola vita qui sulla terra non è sufficiente ad amare Dio come dobbiamo amare.
    Vedere la mia ragazza Rachel.
    Dopo tutto, alla fine della nostra vita .. quello che vale la pena di conoscere solo se progredire nella nostra vita in amore.
    L’amore vince tutto come dice dolcemente Paolo di Tarso.
    Quindi non ha importanza … la sofferenza attuale.
    Mi ricordo di un breve brano della Bibbia, che a causa delle numerose traduzioni possono essere diverse in poche parole. Eppure le bolle di espressione verso il basso sarà questo belle parole!
    Come sono belli i piedi di colui che annuncia la buona notizia.
    Sii anche tu mia cara sorella, il messaggero delle parole di Cristo.
    Sii forte, lasciare traccia … dove trascorrere … e accendere il fuoco che viene caricato in petto (di Cristo), cuori che lungo il tuo cammino.
    Mi dispiace scrivere in italiano, ma oggi il mio amico fedele che traduce le mie parole, non ci sei.
    E così, posso esercitare le mie dita vecchie.
    La pace di Cristo, che la pace non come la dà il mondo …. ma che la volontà di Cristo, che è sempre in modo tempestivo … e che nei momenti più difficili … si riempie il tuo cuore
    Questi sono i miei auguri di felicità si vuole, la mia cara sorella Rachel

    Cardinale.Raphael M.
    AC


  317. Não se preocupe Cardeal, pode ser em Italiano mesmo, aliás é linda demais essa Lingua, ela é poética por si só.

    Gosto muito. Foram belas as suas palavras querido.

    Que Deus te abençoe,


  318. Sim Raquel são 2 pessoas distintas, o Cardeal quando assina escreve depois do nome Rafael CRD de Cardeal.


  319. Bom dia estou de volta e senti muita saudades de todos.
    Senhor Cardeal eu gostaria de solicitar se possível que se Vossa Santidade, poderia me falar sobre os judeus. Embora eu não quero escrever sobre eles, pois tenho um pré-jugamento, mas semana passada uma grande amiga minha falou que eles esperam Jesus e este será para todos…..eu não entendi.
    Épara o meu livro. ´
    Obrigada,


  320. Cardeal, por favor, me responda sobre os Judeus e o conceito que eles tem de Jesus Cristo. Eu passei e-mail para o senhor e o senhor nem respondeu.
    Eu tive que excluir o meu e-mail que coloquei aqui porque estava recebendo uns e-mais estranhos.. Voltando ao assunto me fale sobre os Judeus .Ou o senhor ou a Cristã que tem o mesmo intelecto.
    Muito obrigada.


  321. Iones, como vai você?

    Falando sobre o Judaismo:

    O judaísmo é considerado a primeira religião monoteísta a aparecer na história. Tem como crença principal a existência de apenas um Deus, o criador de tudo. Para os judeus, Deus fez um acordo com os hebreus, fazendo com que eles se tornassem o povo escolhido e prometendo-lhes a terra prometida.

    Atualmente a fé judaica é praticada em várias regiões do mundo, porém é no estado de Israel que se concentra um grande número de praticantes.

    Conhecendo a história do povo judeu

    A Bíblia é a referência para entendermos a história deste povo. De acordo com as escrituras sagradas, por volta de 1800 a.C, Abraão recebeu uma sinal de Deus para abandonar o politeísmo e para viver em Canaã (atual Palestina). Isaque, filho de Abraão, tem um filho chamado Jacó. Este luta , num certo dia, com um anjo de Deus e tem seu nome mudado para Israel. Os doze filhos de Jacó dão origem as doze tribos que formavam o povo judeu. Por volta de 1700 AC, o povo judeu migra para o Egito, porém são escravizados pelos faraós por aproximadamente 400 anos. A libertação do povo judeu ocorre por volta de 1300 AC. A fuga do Egito foi comandada por Moisés, que recebe as tábuas dos Dez Mandamentos no monte Sinai. Durante 40 anos ficam peregrinando pelo deserto, até receber um sinal de Deus para voltarem para a terra prometida, Canaã.

    Jerusalém é transformada num centro religioso pelo rei Davi. Após o reinado de Salomão, filho de Davi, as tribos dividem-se em dois reinos : Reino de Israel e Reino de Judá. Neste momento de separação, aparece a crença da vinda de um messias que iria juntar o povo de Israel e restaurar o poder de Deus sobre o mundo.

    Em 721 a.C começa a diáspora judaica com a invasão babilônica. O imperador da Babilônia, após invadir o reino de Israel, destrói o templo de Jerusalém e deporta grande parte da população judaica.

    No século I, os romanos invadem a Palestina e destroem o templo de Jerusalém. No século seguinte, destroem a cidade de Jerusalém, provocando a segunda diáspora judaica. Após estes episódios, os judeus espalham-se pelo mundo, mantendo a cultura e a religião. Em 1948, o povo judeu retoma o caráter de unidade após a criação do estado de Israel.

    Os livros sagrados dos judeus

    A Torá ou Pentateuco, de acordo com os judeus, é considerado o livro sagrado que foi revelado diretamente por Deus. Fazem parte da Torá : Gênesis, o Êxodo, o Levítico, os Números e o Deuteronômio. O Talmude é o livro que reúne muitas tradições orais e é dividido em quatro livros: Mishnah, Targumin, Midrashim e Comentários.

    Rituais e símbolos judaicos

    Os cultos judaicos são realizados num templo chamado de sinagoga e são comandados por um sacerdote conhecido por rabino. O símbolo sagrado do judaísmo é o memorá, candelabro com sete braços.

    Entre os rituais, podemos citar a circuncisão dos meninos ( aos 8 dias de vida ) e o Bar Mitzvah que representa a iniciação na vida adulta para os meninos e a Bat Mitzvah para as meninas ( aos 12 anos de idade ).

    Os homens judeus usam a kippa, pequena touca, que representa o respeito a Deus no momento das orações.

    Nas sinagogas, existe uma arca, que representa a ligação entre Deus e o Povo Judeu. Nesta arca são guardados os pergaminhos sagrados da Torá.

    As Festas Judaicas

    As datas das festas religiosas dos judeus são móveis, pois seguem um calendário lunisolar. As principais são as seguintes:

    Purim – os judeus comemoram a salvação de um massacre elaborado pelo rei persa Assucro.
    Páscoa ( Pessach ) – comemora-se a libertação da escravidão do povo judeu no Egito, em 1300 a.C.
    Shavuót – celebra a revelação da Torá ao povo de Israel, por volta de 1300 a.C.
    Rosh Hashaná – é comemorado o Ano-Novo judaico.
    Yom Kipur – considerado o dia do perdão. Os judeus fazem jejum por 25 horas seguidas para purificar o espírito.
    Sucót – refere-se a peregrinação de 40 anos pelo deserto, após a libertação do cativeiro do Egito.
    Chanucá – comemora-se o fim do domínio assírio e a restauração do tempo de Jerusalém.
    Simchat Torá – celebra a entrega dos Dez Mandamentos a Moisés.

    Para os Judeus, Jesus foi um profeta eles não creem em Jesus como sendo o Messias. Realmente eles estão aguardando a vinda do Messias, pois eles acreditam que o Messias não veio ainda virá.

    Abraços,


  322. Amei, vou colocar no livro e farei a replica do acima escrito.
    Posso colocar Cristã ou o seu nome nosso segredo.
    Mutio obriga,


  323. em 23/12/2012 at 21:31 CRD. RAPHAEL

    O judaísmo é a mais antiga das quatro religiões monoteístas do mundo e a que tem o menor número de fiéis. Ao todo são cerca de 12 a 15 milhões de seguidores. Segundo analistas, se não houvesse o Holocausto – matança em massa de judeus, ocorrida entre as décadas de 30 e 40 no século 20 -, o número de judeus seria de 25 a 35 milhões em todo o mundo. E muitos deles viveriam na Europa.
    Atualmente, a maioria dos judeus vive em Israel e nos Estados Unidos. Na Europa, a maior comunidade judaica encontra-se na França. O judaísmo não é uma religião missionária, à procura de converter pessoas. Aqueles que se convertem, no entanto, devem observar os preceitos da Torá (a lei judaica), que incluem, entre outras coisas, a circuncisão masculina.
    Origens
    O começo do judaísmo como uma religião estruturada acontece com a transformação dos judeus em um povo influente através de reis como Saúl, Davi e Salomão, que construiu o primeiro templo em Jerusalém. Mas em cerca de 920 a.C, o reino de Israel se dissolve, e os judeus começam a se dividir em grupos. Essa foi a época chamada de Era dos Profetas. Em cerca de 600 a.C, o templo é destruído e a liderança israelita assassinada.
    Vários judeus foram enviados para a Babilônia. Apesar de alguns serem autorizados a retornar a casa, muitos permaneceram no exílio formando aí a primeira Diáspora, que significa ¿viver afastado de Israel”.
    Os pilares da fé
    Segundo os judeus, existe somente um Deus, todo-poderoso que criou o universo e tudo o que nele há. Os judeus acreditam que Deus tenha uma relação especial com o seu povo, consolidada no pacto que fez com Moisés no Monte Sinai, 3,5 mil anos atrás.
    O local de culto dos judeus é a sinagoga. O líder religioso de uma comunidade judaica é chamado de rabino. Ao contrário de líderes de outros credos religiosos, o rabino não é um sacerdote e não goza de status religioso especial.
    O dia da semana sagrado para os judeus é o sábado, ou sabat, que começa com o pôr do sol na sexta-feira e termina com o pôr do sol no sábado. Durante esse dia, judeus ortodoxos tradicionais não fazem nada que possa ser considerado trabalho. Entre as atividades proibidas estão dirigir e cozinhar.
    Fundamentos da Fé Judaica
    Analistas definem a essência de ser judeu como participar de uma comunidade judaica e viver de acordo com as tradições e leis judaicas. O judaísmo é um modo de vida fortemente associado a um sistema de fé e convicções religiosas.
    O judaísmo surgiu em Israel há cerca de 4 mil anos. Tanto o cristianismo como o islamismo – até certo ponto – derivam do judaísmo. O judaísmo não estabelece doutrinas ou credos, mas é uma religião que segue a torá, interpretado como a orientação de Deus através das escrituras.
    Os judeus vivem sob um pacto com Deus, segundo eles, não para benefício próprio, mas para o benefício de todo o mundo. O grande estudioso do judaísmo Hillel (que viveu entre 70 a.C e 10d.C) resumiu assim o significado da religião: “Não faça a seu próximo aquilo que não gostaria que fosse feito a você. Esse é o centro da lei judaica, o resto são meras observações”.
    Judeus e fé
    Os judeus acreditam que os seres humanos foram feitos à semelhança de Deus. Obedecer a “lei” é fazer a vontade de Deus e demonstrar respeito e amor por Deus. É por isso que judeus religiosos seguem certas práticas espirituais sem precisar de razões extra-religiosas para obedecer as regras.
    Um exemplo para isso seria a obediência às leis gastronômicas do costume judaico. Todos os judeus têm uma forte ligação com Israel, que seria a terra prometida por Deus a Abraão, e à cidade considerada sagrada de Jerusalém.
    Livros sagrados
    A Torá, ou a Bíblia hebraica que é chamada pelos cristãos de Velho Testamento, reúne especialmente os cinco primeiros livros da Bíblia cuja autoria é atribuída a Moisés, o chamado Pentateuco. Pelo menos uma cópia da Torá, em hebraico, é guardada em cada sinagoga em forma de pergaminho. O Talmud, um compêndio da lei e comentários sobre a Torá aplicando a situações contemporâneas e circunstâncias variadas.
    O símbolo do judaísmo é o magen chamado de estrela de Davi. Muitas pessoas se consideram judias sem tomar parte em nenhuma das práticas religiosas ou até mesmo sem aceitar os fundamentos do judaísmo, mas somente pelo fato de se identificarem com o povo judeu e por seguirem os costumes gerais de um estilo de vida judaico.
    Festivais
    No judaísmo, o chanuká, o festival das luzes, é comemorado com a preparação de tradicionais bolos de batata e muitas velas acesas. O chanuká é interpretado hoje em dia como um símbolo da sobrevivência do povo judeu. Panquecas de batatas, Latkes, um dos pratos preferidos para o Chanuká.
    Em países cristãos onde o Natal é a festa mais importante no fim de ano, o chanuká tornou-se uma espécie de equivalente judaico. É comum presentear as crianças nessa época.
    Deus e o Messias
    Os judeus acreditam na existência de somente um Deus que criou o universo e continua responsável pela sua manutenção. Segundo o judaísmo, Deus sempre existiu e sempre vai existir. Ele não pode ser visto ou tocado.
    Entretanto, Deus pode ser conhecido através do louvor e se pode chegar mais perto de Deus através de estudos e a prática da fé. Deus separou os judeus como povo escolhido para servirem de exemplo para o resto da humanidade.
    Deus deu a torá aos judeus como uma guia para obediência e uma vida santa que Ele quer que os judeus tenham. Os judeus acreditam que “o Messias”, que é uma pessoa especialmente ungida por Deus, (o que significa particularmente enviada) um dia virá ao mundo. A chegada do Messias vai trazer consigo uma era de paz.
    Definição de Deus
    Para o judaísmo, Deus existe e é somente um. Ele não pode ser dividido em diferentes pessoas, como se crê no cristianismo. Entre os outros princípios dos judeus em relação a Deus, estão:
    Judeus devem adorar somente um Deus e não outros deuses.
    Deus é transcendental, está acima de qualquer coisa.
    Deus não tem um corpo, ou seja não é masculino, nem feminino.
    Ele criou o universo sem ajuda.
    Deus é onipresente e onipotente.
    Deus é atemporal. Sempre existiu e sempre vai existir.
    Deus é justo, mas também é misericordioso.
    Ele é um Deus pessoal e acessível. Deus se interessa por cada um individualmente, ouve a todos individualmente e fala com as pessoas das mais diferentes e surpreendentes formas.
    Família
    O judaísmo é uma religião da família. Os judeus se consideram parte de uma comunidade global com laços estreitos com outros judeus. Grande parte da fé judaica é baseada nos ensinamentos recebidos no lar e nas atividades em família.
    A cerimônia de circuncisão, por exemplo, acontece no oitavo dia de vida de um bebê do sexo masculino, seguindo assim as instruções que Deus deu a Abraão, 4 mil anos atrás. Um outro exemplo é a refeição do sabat celebrada em família.
    Os vários tipos de judaísmo
    Os judeus estão divididos de acordo com suas práticas religiosas e origens étnicas. Há dois grupos de judeus, um originário da Europa Central, conhecido como Askenazi, e outro com raízes na Espanha e no Oriente Médio chamados de sefarditas.
    As principais divisões baseadas na fé e na prática religiosas são: Judeus ortodoxos, “ultra-ortodoxos” e conservadores.
    Judeus ortodoxos acreditam que a torá e o talmud foram revelados por Deus diretamente ao povo israelita. Por isso, eles consideram estas escrituras a palavra de Deus e a autoridade máxima para estabelecer as diretrizes e tradições do judaísmo. Os judeus ortodoxos formam o maior grupo na maioria dos países com exceção dos Estados Unidos.
    Já os judeus ultra-ortodoxos obedecem estritamente as leis religiosas. Eles vivem em comunidades separadas e seguem seus próprios costumes. De uma certa forma, eles vivem isolados do mundo que os cerca. Os ultra-ortodoxos, um dos grupos que mais crescem entre os judeus, preferem o nome ¿haredi¿, em vez de ultra-ortodoxos.
    Os judeus conservadores se localizam em uma espécie de meio termo entre os ortodoxos e judeus renovados ou reformados. Os conservadores também são conhecidos como masorti.
    Judeus renovados e judaísmo humanístico
    Os judeus renovados ou reformados adaptaram sua fé e costumes à vida moderna e incorporaram as descobertas que estudiosos contemporâneos fizeram sobre os primeiros judeus. O movimento da reforma começou no início do século 19, na Alemanha.
    Esse grupo não considera a torá e o talmud como a palavra real de Deus, mas como escrituras de seres humanos inspirados por Deus.
    Judeus reformados
    Esse grupo crê que os textos da torá e do talmud podem ser reinterpretados para adaptar-se a tempos e espaços diferentes. Com base nesta leitura, homens e mulheres podem sentar juntos em uma sinagoga reformada, ao contrário de uma sinagoga ortodoxa, onde seriam segregados.
    Mas há muitos elementos do judaísmo que são conservados como imutáveis pelos judeus reformados, ainda que eles não observem outros preceitos básicos em outras áreas da religião. Uma característica fundamental do judaísmo reformado é a justiça social, o que tem levado muitos judeus reformados a liderar movimentos ativistas políticos.
    Os judeus reformados formam o maior grupo de fiéis do judaísmo nos Estados Unidos, onde também existe um movimento para resgatar as práticas tradicionais da adoração a Deus. O judaísmo reformado também é forte na Grã-Bretanha, onde existe uma versão mais tradicional que a praticada nos Estados Unidos. O equivalente britânico mais próximo do judaísmo reformado é o movimento liberal.
    A corrente reconstrucionista e judaísmo humanístico são movimentos modernos americanos que não aceitam os elementos sobrenaturais encontrados em outros tipos de judaísmo.


  324. Ótimo, vossa santidade e a cristã deveriam trabalhar junto ao papa.
    Comos diz o meu irmão, show de bola!
    Vou colocar no livro e farei a minha réplica do acima exposto.
    Eu tirei muita coisa Cardel só vou me dirigir aos Católicos meu irmão não quer comparação ele diz que o chão sagrado é a igreja Católica, eu tenho que obedecer, pois quem tem grana é ele.
    Agora daquele pessoal do bode eu vou falar de outro jeito conforme orientação do juíz.
    Cardeal , eu gostaria de lhe pedir PERDÃO da brincadeira que escrevi que o senhor não toma banho, mas confesso que com um poco de ira, pois o senhor estava bricando com a Cristã e eu a acho ela muito inteligente e é sua super fã.
    Te peço PERDÃO DE DIZER QUE O SENHOR NÃO TOMA BANHO.
    No fundo é um trauma que eu tenho de um Padre Ignorante Italiano branco, mas ele era encardido eu acho que ele nunca ouviu falar em escova de dentes e tanque de lavar roupas, eu cantava no coral e ele vivia colocando defeitos como aqueles dentes amarelos dele e me irritava. Bom o senhor é médico, poderá estudar meu caso, mas o padre era chato.
    Então te peço perdão, olha eu gostaria que todos católicos passassem por este blog , quem sabe farímos uma avalanche de valores espirituais jamais vista, pois o reino de Deus precisa tanto..
    Farei mas não.


  325. em 24/12/2012 at 14:25 CRD.RAPHAEL.

    Minha doce irmã em cristo…embora seja lisonjeador e até tentador,vossa Santidade só pode ser dirigida ao nosso Papa.
    Tenho uma proposta á fazer aos usuários desse tão belo blog.
    Caso me permitam, gostariam de adicionar aqui palestras de um Padre muito querido que se foi.Padre Léo.
    Um Padre carismático,que infelizmente se foi.
    Mas, a sua obra…tenho plena certeza…que suas palestras por ele deixadas…são uma fonte de inspiração.E claro, nos coloca em um ambiente de receptação para o tão desejo encontro com cristo.Pude observar que em suas palestras ele ensina muitas coisas da igreja católica romana.
    Seu linguajar e seu carisma é de ímpar oportunidade para voc\~es entenderem um pouco mais do evangelho e como a igreja católica se posiciona com os escritos e com a tradição.
    Depois de colocar as palestras nesse blog, penso que nós poderíamos fazer uma mesa redonda, sobre expor nossas lições tiradas dessas palestras.
    Cada palestra, teria uma mesa redonda,para trocar-mos as idéias.

    Aguardo vossas breves manifestações
    Aux
    CRD.RAPHAEL.


  326. Iones,

    Deixa eu te explicar o que aconteceu, quem brigou comigo foi o Rafael e não o Cardeal, naquela situação que você disse que Padre não tomava banho e que o Rafael tinha aparência de Padre, aquele que você viu no Face, aquele não é o Cardeal, aquele é o Rafael que é amigo do Cardeal, ou aluno ao que me parece, mas isso só eles podem responder.

    Cardeal, colocar as palestras aqui é uma boa idéia, mas se prepara porque surgirão muitas criticas, vai virar um debate, e tudo que propomos desde o inicio foi um estudo, se entrarmos nas esferas do debate, pode virar uma guerra e ai fugiremos do proposito, como disse anteriormente interpretações biblicas devem ser guiadas pelo Espirito Santo, pois ele é o único interprete de confiança.

    Concordo, mas se virar confusão então paramos ok?

    Abraços,


  327. em 26/12/2012 at 08:58 AUX. CURIA

    POR FAVOR ESCUTEM ESSA… E ENTENDAM A MENSAGEM QUE ESTA BELA PALESTRA NOS TRÁS.
    AUX.


  328. em 02/01/2013 at 13:11 RodNunes

    Tenho muita curiosidade em saber que lingua é aquela gritadas pelos espíritos santos da congregação cristã? aquilo é aramaico?


  329. Na minha opinião RodNunes é um teatro. Uma invensão humana, pois a bíblia fala do dons de línguas de uma forma diferente. como estes pregadores fazem.
    Dom de língua é eu ir a alemanha e pregar lá em alemão e eu não sei falar em alemão. Penso que é como na torre de babel todos tinha um IDIOMA e depois foi aquela confusão.
    É um teatro irmão, digo mais algo muito perigoso.


  330. em 02/01/2013 at 15:26 RodNunes

    Eu vejo isso tbm, tudo balela, pq eles falam algumas palavras tipo, salamaia, gandaia etc.


  331. Olha o perigo existem um idioma irdin é um idioma antigo talvez, antes dos sumérios e este idioma hoje em dia , estão sendo usado na internet é um PERIGO louvam anjos decaídos.
    Existe um conjuto chamado ERA a música é DIVANO , esta música , quando a gente ouve ela é em idoma IRDIN, uma pessoa que conheço me disse que é um perigo e a música é linda e mexe com a gente.
    Ela louva há anjos decaídos.
    Hoje infelizmente as religiões estão escutando estas palavras em filmes, internet, musica e pronunciando dentro das igrejas.
    Muito perigoso.
    E paralelo a isto um sistema de adivinhação…o Senhor está me dizendo que…..
    E assim vai.
    Na bíblia você vê anjos falando com os homens, mas de uma forma que ele entende.


  332. Olá Rodnunes,

    Vamos fazer uma reflexão a respeito do assunto.

    Imagina um ateu passando na porta de uma igreja e ao parar se depara com alguem falando em Linguas Estranhas, o que ele pensaria? Ele teria a mensagem divina transmitida á ele dessa maneira? ele conseguiria entender o plano de Deus em sua vida? ou ele ia achar que aquelas pessoas não passavam de um bando de loucos?

    Com certeza ele não teria uma boa impressão, então qual seria o proposito disso? Resumindo nenhum.

    Para que você entenda é necessário que saiba a diferença entre Talento e Dom.

    Talentos recebemos ao nascer, e podem ser vários, como jogar futebol, cantar, estudar, desenhar … enfim vários.

    Ja os Dons nos são dados por Deus para um unico proposito que é Edificar a Igreja, fortalecer a fé, pregar o Evangelho, os Dons são dados a favor do Ministério de Deus.

    Então por que Deus daria o Dom de falar em Linguas Estranhas se esse dom não tem serventia alguma? ou seja, esse Dom não vem de Deus, pois não Edifica a Igreja nem fortalece o Ministério, se considerarmos falar em Linguas Estranhas como sendo um Dom, esse dom é pessoal, serve apenas para quem o tem, estranho né? Qual seria o interesse de Deus nisso?

    Resumidamente a coisa é bem pior do que parece. O Irdin como comentou a nossa amiga Iones é uma lingua considerada como sendo a lingua dos anjos, é uma lingua de carater exoterico, eles dizem que a pessoa entra em Alfa, vai para a 5ª dimensão e chega no apse para falar essa Lingua, como pode alguém afirmar falar a lingua dos Anjos? isso me parece grotesco demais para acreditar, quer dizer que alguém, chegou nessa 5 dimensao, falou com um anjo, aprendeu essa lingua e ficou incumbida de explicar que essa é a lingua dos anjos, loucura demais né?

    Se existisse realmente algo desse genero a Biblia com certeza mencionaria.

    Essas pessoas se apegam na passagem em Matheus que Diz: Ainda que eu falasse a lingua dos homens, que falasse a lingua dos anjos, sem amor eu nada seria.

    A passagem apenas exemplifica que mesmo que tivessemos o maior dos conhecimentos, se não tivermos o Dom supremo que é o Amor, de nada adianta, foi a melhor maneira de Jesus demonstrar que sem dúvida o maior Dom que vem de Deus é o Amor, isso porque se uma pessoa consegue amar ao proximo como a si mesmo, com certeza essa pessoa está proxima de Deus, cheia do Espirito Santo.

    Deus não dá Dons para ninguem ganhar dinheiro, os Dons são dados para o Ministério, para demonstrar o Poder de Deus, para conduzir a Igreja no caminho correto, por isso Igrejas serias utilizam testes para Dons.

    O tema dos Dons é um tema bastante discutido existem muitas literaturas a respeito disso, vou te indicar um – IMPACTO DOS DONS – EDINALDO JUAREZ SILVA, esse livro é bastante esclarecedor.

    Abraços,


  333. em 03/01/2013 at 00:08 CRD.Raphael

    Ótimo !
    Vocês duas estão de Parabéns, sobre a instrução dada a nosso irmão Rodnunes.
    Queria Iones , não se esqueça de fazer uma pesquisa prévia sobre um tal de trigueirinho.Não sei bem quem é aí no Brasil.Me parece que é uma pessoa e também uma ceita que costuma se comunicar com os anjos falando o idioma IRDIN.
    É uma ceita, completamente translouquecida. Acredita-se se não me falha a memória em transições interplanetárias e coisas parecidas.Realmente uma pena.Pois se achando em criatividade abundante.Ocupam seus cérebros em coisas vãs e sem sentido.
    Mas, como dizia nosso querido e simpático Santo Agostinho : Livre arbítrio !
    Vamos então se concentrar em quem quer fazer daqui( a terra ) o já Céu para seus (irmãos).
    Essa é a mensagem central que se forma em espiral cêntrica na linda mensagem teologal e pastoral que nosso querido e amado Mestre Jesus nos proferiu no sermão da montanha!

    Mais uma vez, com alegria em meus lábios , parabéns as duas que postaram respostas calmas,centradas e elucidativas á este post.
    Dicastério Missionário – Sobre superv. cardeal Fernando Filoni – Prefeito

    Curia Romana,

    CHRISTUS DOMINUS
    CRD.Raphael

    03/01/2013


  334. em 03/01/2013 at 09:42 RodNunes

    Bela explanação, obrigado


  335. Cristã a arrasou, muito bom as suas colocações, quando for escrever sobre linguas vou colocar no meu livro….muito show, parabéns.
    Cardeal esse trigueirinho é doido é seita mesmo já vi na televisão.


  336. Boa Noite um bom final de sábado para vocês: Gostaria de pedir para o Cardeal e a Cristã se cada um pudessem escrever sobre o Imperador Constantino. O Cardeal uma vez me escreveu algo , mas não deu para me apronfundar mais, devo salientar que o que escreverem vou colocar no livro e farei a réplica abaixo. É importante para mim. Um beijo para todos.


  337. em 06/01/2013 at 09:40 biopetro

    Querida Iones.
    Tenho bastante coisa á escrever sobre o Imperador constantino.Mas, a Jovem me deixa um pouco preocupado com o fato de afirmar que colocará os aqui escritos em seu belo livro.
    Nada contra em transpor meus escritos ao seu livro !
    O problema creio eu, corre um grande risco judicial.
    Vamos por etapa:
    1° – Tudo quanto você escrever em seu livro, se não foi tirado de vossa inspiração, é dever vosso colocar as fontes dá onde tirou.Caso contrário poderá sofre ação sobre plágio ( obra intelectual ).Isso mesmo se for até uma frase – cunhada por cérebre pensador.

    2° veja um exemplo de como se deve comportar em tis casos, para não cair em descrença de vosso leitores cativos.

    Plágio – A origem etimológica da palavra demonstra a conotação de má intenção no acto de plagiar; o termo tem origem do latim plagiu que significa oblíquo, indirecto, astucioso.[1] O plágio é considerado antiético (ou mesmo imoral) em várias culturas, e é qualificado como crime de violação de direito autoral em vários países.
    Plágio não é a mesma coisa que paródia. Na paródia, há uma intenção clara de homenagem, crítica ou de sátira, não existe a intenção de enganar o leitor ou o espectador quanto à identidade do autor da obra.
    Para evitar acusação de plágio quando se utilizar parte de uma obra intelectual na criação de uma nova obra, recomenda-se colocar sempre créditos completos para o autor, seguindo as normas da ABNT, especialmente no caso de trabalhos acadêmicos onde normalmente se utiliza a citação bibliográfica.

    Retirado de site : Wikipédia.

    3° – Embora eu tenha usado essa fonte de informação ” Wikipédia”, ele não é totalmente confiável.Pois tivemos exemplos aqui dentro de nossa própria faculdade – ” università “.
    Google não é fonte Fidedigna de louvável discernimento em quaisquer hipótese.
    Justamente, pois é preenchida por incultos e cultos que se escondem atrás de sua própria identidade.

    4° – – Dê uma Lida nesse link, que fala sobre propriedade intelectual em obras literárias.

    http://www.museu-goeldi.br/institucional/i_prop_obralit.htm

    4° –

    Enfim, posso sim dissertar aqui sobre o imperador constantino!

    Mas, creio piamente que tudo que vos transmitir, será sempre retirado de minhas lembranças de algum livro que li.
    Embora, eu mesmo tenho algumas obras literárias assinadas por mim, nesse caso – especialmente no que se refere á personagens históricos, sempre será retirado de uma fonte que tenha sido inaugurada á mais de alguns séculos.

    Mas por favor leia essas referencias.! Importante não deixe de ler !

    Constantini Vita de Eusébio de Cesaréia – Escrito entre 335 e cerca de 339.

    Autor : Eusebius Pamphili – Mais conhecido como Eusébio de Cesareia.

    Para Você entender essa figura notável que foi Eusébio para a igreja Católica vos repasso um link muito interessante que encontrei em vossa língua materna.Li e gostei.Acredito que você também saboreá;

    O SIGNIFICADO DA SALVAÇÃO NA
    HISTÓRIA ECLESIÁSTICA
    DE EUSÉBIO DE CESARÉIA

    Link:

    http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/teo/article/viewFile/1731/1264

    Espero sinceramente que vos tenha auxiliada nessa etapa de vosso livro.

    Non abbiate paura della vostra giovinezza e di quei profondi desideri che provate di felicità, di verità, di bellezza e di durevole amore!

    CRD. Raphael
    06/01/2013


  338. Cardeal, eu ja tive orientação jurídica de como colocá-las.
    O fato de colocar seu nome é para informa de onde tirei.
    Eu direi assim escrito por Rafel……….(seu sobre-nome) resumo de várias fontes de pesquisa do mesmo.
    Eu sei o que ocorre se a gente escrever uma simples frase que não seja da gente, não sei se o senhor observou quando eu não sei a fonte eu escrevo assim diz o pensador, o filósofo, o poeta, etc, justamente para evitar problemas.
    Sendo que após a conclusão eu como lhe disse e já lhe enviei parte eu enviarei o livro todo para o senhor, analisar.
    Porque não quero divisões e sim união.
    Quanto a isto não se preocupe. Eu trabalhei 20 anos nesta área Cardeal.


  339. Cardel pode fica tranquilo eu vou faze de uma forma muito informativa e dando os créditos aos donos e quando eu enviar o livro concluído para o Senhor eu vou informar o meu endereço, telefone, CPf eu não devo nada. Por e-mail é claro. Sendo que o senhor sabe aonde me encontrar.
    Eu preciso do seu entendimento e da Cristã também pois sinceramente eu confio em vocês eu fico aqui sozinha. E neste lugar ninguém é Cristão como eu, nem estudam a bíblia.
    Agora se o senhor não quiser que eu não coloque seu nome eu não coloco apenas digo a fonte internet algo assim. mas eu estou trabalhando limpo.
    Sóquero orientação de alguém que saiba, para que eu possa tirar as minhas conclusões como o senhor mesmo falou internet é um pouco complicado.
    Sabe eu não viso lucro eu viso união, nesta vida eu já vi três lados:
    O lado das trevas
    O lado dos católicos
    O lado dos protestantes.


  340. Olá Iones,

    Constantino é um tema bastante extenso, minha sugestão é que faça um resumo historico, é importante o auxilio de um historiador para falar sobre o Imperador, assim você pode comparar as opinioes mas colocando os relatos históricos, que são veridicos.

    Eu particularmente não sou fã de Constantino, posso afirmar que ele é o grande responsavel por essa divisão cristã.

    Vou fazer um resumo e te envio.

    Abraços,


  341. É boa idèia eu vou arrumar tudo.
    Vou ficar com mais cabelo branco que já tenho.
    Obrigada,


  342. Vamos lá Iones, para falar de Constantino teremos que fazer uma prévia sobre o que foi a Igreja primitiva.

    O Cristianismo primitivo é caracterizado por algumas divergências centralizadas nas dispares caracterizações da pessoa de Jesus Cristo e de sua suposta divindade:
    • simples ser humano, sem divindade
    • filho de Deus
    • o próprio Deus
    • profeta de Deus, sem caracteristiscas de divindade

    Nessa época existiam 02 tipos de cristãos, os Hebreus e os Gentios, As primeiras discordâncias entre os cristãos diziam respeito à questão dos cristãos hebreus e os cristãos Gentios. Com efeito, uma questão que se coloca após a morte de Cristo é se o gentio poderia ser diretamente convertido ao cristianismo ou se deveria antes se tornar judeu. Como sabemos pelos livros de Atos e pelas cartas de Paulo, além das fontes romanas, o cristianismo estava se difundindo rapidamente pelo território do Império Romano, o que significava que grandes somas de não-cristãos estavam sendo convertidos nessa época. Por essa razão, o tema era de extrema importância para o proselitismo cristão. Ora, Pedro diz em Atos que Deus lhe havia demonstrado que o profano poderia se tornar sagrado e afirmou que a verdade poderia ser revelada aos romanos não judeus. Esse debate culminou com o Concílio de Jerusalém (ca. 40), do qual participaram Paulo, Tiago, o Justo e Pedro, no qual se decidiu que os gentios não deveriam ser convertidos ao judaísmo antes de se tornarem cristãos. No entanto, nos escapa a verdadeira dimensão desse debate: a posição de Tiago, que parecia ser pró-judaísmo, ia radicalmente contra a de Paulo, que defendia a conversão direta do gentio. Paulo reserva grande parte de sua carta aos gálatas para discutir essa questão. Relatos parecem demonstrar que Pedro sofreu influência de Tiago, adotando mais tarde uma posição pro-judaísmo.
    As cartas de Paulo, os escritos cristãos cujas datas dão mostras de ser as mais antigas, também falam da necessidade de se demonstrar fé (Romanos 3:25-28) para receber a graça de Deus (Romanos 9:10-24). Para explicar a ecclesia, Paulo se vale de uma alegoria segundo a qual a igreja é o corpo de Cristo, cada comunidade compondo uma parte deste corpo (Efésios 1:22-23; Colossenses 1:18). Paulo acreditava no julgamento final (II Coríntios 5:10) e na sujeição de tudo ao Deus criador (I Coríntios 15:20-28).

    Para os cristãos, Jesus era o Messias (por isso o chamam de Cristo). É importante lembrar que o cristianismo nasce primeiro como uma heresia dentro do judaísmo e o Seu desenvolvimento é inegavelmente ligado a ele: a crença no messias existia já na religião judaica e os livros proféticos como Isaías (e mesmo outros não proféticos, como Salmos) das Escrituras Sagradas foram associados ao advento de Cristo. Nesse sentido, os cristãos se viam como uma Israel renovada, e não abdicavam da promessa que Deus havia feito (Romanos 9:6-8) aos hebreus no Antigo Testamento[26].

    De acordo com o livro dos Atos dos Apóstolos foram cerca de três mil fiéis que se reuniram em torno de Pedro após o Pentecostes. De acordo com Atos 2:43-47, todos os fiéis usufruíam de seus bens em conjunto e haviam coletivizado a posse das coisas. Os relatos não deixam dúvidas de que os primeiros cristãos se encontravam nos templos judaicos.

    Em Jerusalém, as comunidades se expandiram rapidamente. O termo “igreja”, que queria dizer reunião, era frequentemente empregado pelos primeiros cristãos. No começo, parece que Pedro liderou as decisões da igreja de Jerusalém. Atos nos fala da nomeação de uma comissão de sete, provavelmente os primeiros correspondentes dos posteriores presbíteros.

    Paulo realizou diversas incursões em Roma, onde no ano 50 já existia uma importante comunidade religiosa cristã. Em outras partes do Império Romano o cristianismo se tornava cada vez mais popular.

    O termo “religião das catacumbas” foi utilizado para caracterizar a perseguição dos cristãos durante os impérios de Nero, Tito, Domiciano, etc. Pedro e Paulo provavelmente morreram durante as primeiras perseguições, mas pouco se sabe sobre isso.
    Não se sabe exatamente como eram ordenados os sacerdotes nos primeiros séculos cristãos dentro do Império Romano. No Novo Testamento ouvimos falar de “bispos” e “presbíteros”, cuja tradução literal não esclarece muita coisa e cujas funções permanecem enigmáticas. Mas com certeza essa é a passagem adotada pela Igreja Universal do Reino Deus, vem dai os títulos Bispo tal…e tal…

    O período que se abre em 70 e que segue até aproximadamente 135 caracteriza-se pela tentativa de definição da «verdadeira» ideologia cristã.
    No Oriente, estabelece-se o episcopado monárquico: a comunidade é chefiada por um bispo, rodeado pelo seu presbitério e assistido por diáconos.
    Gradualmente, o sucesso do Cristianismo junto das elites romanas fez deste um rival da religião estabelecida.

    Eis que surge Constantino – Um dos fatos mais importantes da História do Cristianismo foi a conversão do Imperador Constantino I no século IV ao cristianismo, e as implicações dessa conversão para o futuro do Império. Eusébio de Cesáreia, biógrafo do imperador, a leitura que o nosso amigo Cardeal recomendou, nos legou uma história de sua vida, na qual afirmava que Constantino teria visto uma manifestação sagrada pouco antes de sua Batalha de Ponte Mílvia em 312 d.C. contra seu rival Maxêncio. Esse fato, aliado à vitória contra Licinius, fez com que o César se convertesse à fé cristã, entretanto essa ideia me parece contraditória, se pararmos para analisar as características de Constantino, ele era um homem pouco piedoso, e muito inteligente nas questões politicas.
    Vamos analisar a coisa como é, Constantino era pagão, o que é ser pagão? Pagão é adorar Deuses da Natureza, como Terra, Sol, Ar e Agua. Para os pagãos o principal Deus é o Deus Sol e o dia do Deus Sol é o Domingo.

    A ascensão do imperador romano Constantino representou um ponto de viragem para o Cristianismo. Em 313 publicou o Édito de Tolerância (ou Édito de Milão) no qual o Cristianismo é reconhecido como uma religião do Império, e concede a liberdade religiosa aos cristãos.
    Constantino estipula o descanso dominical, dia da semana que substituiu o sábado como dia santo apoiado na razão da ressurreição de Cristo, mas ficou claro o real motivo, Constantino fingiria ser cristão, mas continuaria a adorar o seu Deus Pagão o Deus Sol.na verdade o que ele quis foi fazer um bem bolado, um manuseio politico, diria ser cristão mas nunca deixou de ser pagão, um cristão jamais mataria o próprio filho, a esposa e o cunhado como ele fez, quem quiser acreditar na lenda de que ele se converteu, que acredite.
    Proíbiu a feitiçaria e limita as manifestações do culto imperial. Ele também mandou construir em Roma uma basílica no local onde, supostamente, o apóstolo Pedro estava sepultado, essa Igreja era chamada de Igreja do Salvador. A Igreja pode possuir bens e receber donativos e legados. É também reconhecida a jurisdição dos bispos, bom negocio para Igreja né?

    Dai em diante começaram as confusões e as divisões, um Cristão descendente de Pedro, Thiago, Paulo… jamais aceitaria guardar o Domingo no lugar do Sábado, jamais aceitaria a concepção de um Pai da Igreja até porque isso contraria os ensinamentos de Jesus – “A ninguém chameis pai, porque um só é o vosso Pai que está no céu”, não aceitaria um Credo imposto por um Imperador corrupto, diga-se de passagem.
    Apesar de a Igreja ter prosperado sob o auspício de Constantino, decaiu devido aos muitos cismas públicos e confrontações bélicas entre os adeptos das várias crenças.
    Constantino convocou o Concílio de Niceia para forçar a unificação dos cristãos, pois com as divergências e sectarismos, a religião seria imprópria para a sua missão ideológica de disciplinar o povo. Constantino, tendo-se apercebido do sucesso da ideologia masoquista do Cristianismo junto aos escravos, tinha decidido elevá-la a Religião do Império. Novamente ele demonstra o seu caráter de manipulação politica.
    Constantino interrompeu brutalmente as querelas teológicas e o sectarismo que desde o início marcaram o Cristianismo (e que o continuam a marcar). Lutou contra o Arianismo, uma doutrina que negava a divindade de Cristo; foi oficialmente condenada no Concílio de Niceia. Constantino obrigou os bispos a definir um credo cristão único, que resultou por ser uma mistura de vários elementos contraditórios, oriundos das diferentes seitas cristãs. Este credo continua a vigorar até hoje.
    Como o concilio de Niceia foi em 325 Dc, muitos afirmam que essa é a data da Fundação da Igreja Católica, entretanto ela foi fundado um pouco depois em aproximadamente 381 D.c quando surgiu esse Credo Cristão, com 40 artigos, dentre eles.
    Quem quiser salvar-se deve antes de tudo professar a fé católica.
    Porque aquele que não a professar, integral e inviolavelmente, perecerá sem dúvida por toda a eternidade.
    É importante ressaltar que a Igreja Católica nega ter sido fundada por Constantino e nessa época, mesmo assim esse é o modelo religioso que ela utiliza até hoje.

    Como disse Iones, o tema Constantino é bastante extenso e polêmico, saliento que pra mim Constantino é o grande responsável pelas mudanças cristãs que vemos nos dias de hoje e pelo que deu pra perceber ele não era nada legal.

    Abraços, espero ter contribuido.


  343. Muito bom e obrigada,vou fazer o que você falou.
    Vou ler e tirar as minhas conclusões, mas era assim que estava fazendo. Porém eu colocava os textos de vocês e abaixo eu fazia a minha réplica, vai dar mais trabalho. Mas eu farei.
    Verdade o que o cardeal escreveu hoje em dia qualquer coisa é motivo de ação judicial. O problema é o tempo que leva e as despesas judiciais que são super caras mais advogado.
    Bom de qualquer forma obrigada, não vou colocar nome de ninguém.
    podem ficar tranquilos.


  344. Cristã, cadê o Cardeal eu pedi para ele analisar um texto para mim e até agora nada. Você que conhece o colega dele pergunta o que ocorreu.
    Sumiu!
    Outro ponto, Cristã, aonde na bíblia que Deus escreve para nós orarmos incessantemente, que a nossa luta maior não é contra a carne e sim contra um mundo espiritual. Tenho muitas bíblias com índices , mas não encontrei; eu acho é porque estou nervosa. Se você souber coloca aqui por gentileza.


  345. em 11/01/2013 at 22:28 CRD>Raphael.

    Querida e ansiosa irmã Iones. !
    Nosso querido e incansável amigo, está ausente.
    Li seu texto e não achei algo nele que possa ser reprovado pela luz dos ensinamentos do catecismo romano.Enfim, ele é um bom texto.
    Quanto ao texto que a senhora se refere acima, acredito que seja esse>

    “Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”. (Efés. 6:12)

    Obs: No assunto que nos foi repassado, existe muitas coisas ainda á complementar sobre Nossa Senhora.
    Certamente é de comum conhecimento que nossos irmãos separados da Santa igreja Mãe, se perturbem e gerem insinuações errôneas sobre o dogma e a veneração á Nossa Senhora.
    Não entrarei aqui no mérito em si da apologética questão.
    Mas, a única coisa que no momento posso lhe transcrever é que,
    Sem a devida cultura ( Leitura ) básica dos dogmas aceitos por nossa igreja
    fica difícil lhe transmitir certos pensamentos.
    Primeiro têm que estudar o que diz a Santa Sé sobre a questão ( Maria ).
    São documentos acessíveis á quaisquer pessoas que tenham interesse.
    Caso, tenha em mão o Catecismo de nossa igreja,ele resume muito bem sobre a questão.
    Se não tiver…se dirija á uma igreja próxima e peça ao padre da paróquia um exemplar para que você o estude.
    O Catecismo é um livro que tem que ser lido pausadamente.Um livro que requer atenção extrema.
    É de leitura fácil, mas nos trás á luz grande conhecimento da nossa fé cristã.
    Por lhe digo isso ?
    Por que sei, que até mesmo alguns dos nossos, se transformaram em mariadolatras.
    Adoramos somente á Deus.
    Cristo é Deus !
    Maria é mãe de Jesus!

    Talvez esse pensamento seja um pouco difícil de entender á primeira vista.
    Mas, com a leitura complementar que lhe indico…o pensamento se tornará claro.

    Tão Claro que somente claro e é claro que só existe um caminho até Deus.

    E esse caminho se chama Jesus cristo.O filho de Deus !

    Paz em vossa alma querida irmã em Cristo.

    Base secular.


  346. Caros leitores e participantes deste blog,

    Desculpe, mas tive que apagar todos os últimos comentários pois simplesmente não tenho como ficar conferindo cada linha em cada comentário e moderar as bobagens e ofensas publicadas aqui.

    Quando alguém fizer algum comentário considerado ofensivo, por favor apenas ignorem e não respondam. Sempre que possível eu passo por aqui para ver como estão indo as coisas, e se eu sentir que algum comentário pode ser ofensivo, eu simplesmente deleto tal comentário.

    Sigam com a paz de Deus.

    Philipos


  347. Cristã
    Obrigado pela lembrança. Estive um bom tempo afastado, sem escrever nada, mas estou acompanhando de perto as discussões.

    A minha esposa ficou muito doente (pedra na vesícula e pancreatite necrosante), ficou três semanas na UTI, veio pra casa, voltou para a UTI, removeu a vesícula e agora está bem. Mas foi bem complicado este período, perdi matérias na faculdade e tudo mais. Só não foi pior porque tive muita ajuda de parentes para cuidar dos nossos dois filhos pequenos (um de 4 anos e uma de 4 meses).

    Mas agora está tudo bem, e em breve espero retomar os estudos (estou no segundo livro ainda, acho que termino a bíblia só aos 90 anos) e escrever novamente.

    Abraços a todos!


  348. Cristã, Iones e Cardeal

    Espero que o amigo Philipos não precise nunca fechar este blog devido a vandalismos, mas caso isso aconteça eu não quero perder o contato com vocês, portanto desde já segue o meu e-mail: erick2711@gmail.com. Não tenho medo de vandalismos lá, há muitos recursos contra isso.

    Por favor, me enviem os e-mails de vocês lá para mim. Se o pior acontecer, continuamos nos comunicando por e-mail mesmo.

    Um grande abraço a todos.


  349. Nossa Erick estimo melhoras para sua esposa. Ela ja esta bem da Pancreatite?

    Esta combinado, ja anotei o seu e-mail, qualquer coisa nos comunicaremos lá.

    Philipos por que você apagou tudo, não ofendi ninguém?

    Abraços


  350. Cristã por gentileza passe o seu e-mail para o erick e o mesmo passará para mim, pois quando disativei a minha conta eu não anotei o seu e-mail.
    Foi eu que ofendi o rapaz.
    Abraço a todos.


  351. Cristã

    Sim, minha esposa já está ótima, recuperou-se totalmente. Agora está em casa descansando um pouco e preparando-se para voltar a trabalhar.

    O Philipos apagou tudo porque não teve tempo de ler todas as mensagens, para ver o que poderia ser mantido. Acho que é mais fácil assim: apagar tudo o que vem dos vândalos ou que vai para eles, para encerrar a discussão.

    A internet é mesmo um lugar complicado, em grande parte devido ao seu anonimato e à facilidade de acesso por todos. Há pessoas que buscam respostas, têm dúvidas verdadeiras, realmente precisam de ajuda e a aceitam. Há outras que só querem bagunçar, escarnecer e fazer piada. E há ainda outras que, por diversas razões, não podem ser ajudadas por nós não importa o que façamos.

    Diante de tantas incertezas, o melhor mesmo seria fazer como o Philipos disse: ignorar as mensagens ofensivas, deixá-los falando sozinhos e aguardar que ele as remova. Mas é muito difícil fazer isso. De um lado, a nossa missão de pregar o evangelho nos leva a tentar ajudar os piadistas e os irredutíveis/fanáticos/etc. De outro, o nosso sangue quente de ser humano não aceita facilmente os desaforos (dar a outra face nunca foi o nosso forte).

    Tenho uma idéia, que talvez possa nos ajudar. Para não abandonarmos nossa missão, nem colocarmos lenha na fogueira acesa por adolescentes/bêbados/desocupados/etc (para que ela possa extinguir-se naturalmente), nem “engolirmos sapo” (não somos bons nisso), poderíamos antes de mais nada exigir respeito. Ou seja, avisar o indivíduo uma ÚNICA vez, tranquilamente, que só responderemos mensagens que matenham um certo nível.

    A partir daí, caso a pessoa tenha boas intenções, vai procurar mudar (já vimos isso acontecer). Caso contrário, é nosso dever não colocar lenha na fogueira. Assim, o baderneiro vai embora naturalmente (não tem graça ficar falando m* se os outros te ignoram).

    É uma idéia, vejam o que vocês acham. Acredito que não estaremos deixando de lado nossa missão e que não precisamos “defender a honra” aqui neste ambiente.


  352. Eu concordo. Eu tenho o sangue quente.
    Penso que são covardes se escondem atrás de um pseudônimo.
    Mas eu prometo que não vou responder mais nada.
    É um mundo novo para mim, porém digo, gosto desta casa virtual.
    Um abraço a todos.


  353. Por anda o Cardeal?


  354. Este cardeal não existe.
    Por que se esconde?
    Não tem lógica.
    Abrem o olho vocês é uma grande mentira.


  355. Maria,

    Pode ser alguem se fingindo ser Cardeal, o amigo dele existe o que ele diz que o ajuda é o RAFAEL PACCHINI JUNIOR, você encontra ele no face é o de Londrina.


  356. Cristã, a Igreja Católica é muito séria tem seus defetios.Mas é séria.
    Mas este cardeal é de fantasia. Nem é de londrina.
    Cuidado, com o que vocês falam aqui.
    Não tem cardeal nenhum.

    Esles estão fazendo jogo.
    Peçao nome delew
    Não tem.
    Por que?
    Porque não existe.
    Querem alguém daqui o enderço do vaticano eu dou.


  357. Nesse caso Maria, só a Iones pode responder porque ela envia textos pra ele analisar por uma outra fonte, que não sei qual é, não tenho o contato efetivo deles.

    Iones, como você manda os seus textos para o Cardeal?


  358. em 20/01/2013 at 21:46 CRD. Raphael.

    Boa Noite,meus irmãos em Cristo.
    Maria, tu ganhaste minha simpatia.
    E como não poderia ?
    Com esse nome –
    ; Aramaico: Maryām; Árabe: مريم, Maryam; grego: Μαρία, María,hebraico: מִרְיָם, Miriam
    Muito prazer!
    Esqueça por favor meu nome, ou melhor escrevendo, minha função na hierarquia.
    Sou apenas, um servo de Deus.
    Insígnias,títulos,méritos…são de posse secular.
    Eu, aqui…nesse blog…sou irmão,( e se permitir – seu novo amigo).
    Eu não sei e não consigo visualizar o começo dessa questão.
    Mas, sinceramente…acredito que não venha fazer diferença.
    Mas, se você insisti…e nunca escondi meu nome….meu nome é Raphael.
    Caso venha a se interessar por nós, sinto-me alegre em poder lhe explicar algumas situações.
    Por exemplo:
    Além dos diferentes tipos de Bispos, existem também vários títulos e cargos que, por lei canonica, são equivalentes ao do Bispo diocesano:
    Abade Territorial/Abade
    Prelado Territorial
    Exarca
    Vigário Apostólico
    Prefeito Apostólico
    Administrador Apostólico
    Ordinário militar
    Ordinário pessoal
    Prelado pessoal
    Eclesiástico Superior de uma missão sui iuris
    Administrador Diocesano

    Como lhe transmiti acima em outras linhas acima,
    sou um irmão em Cristo.
    Mas, se preferir –
    Eu sou,
    CRD:RAPHAEL


  359. Maria

    Entendo sua preocupação, afinal a internet é a terra da mentira. Eu posso muito bem dizer que sou o Papa, ou o Edir Macedo (credo!), ou qualquer outra coisa, que não vai ter como provar que sou – nem que não sou.

    Mas como o nobre colega disse, não estamos aqui fazendo nada que exija tais títulos (celebração de missa, encontro ecumênico, concílio, etc), apenas estudando religião, então não importa se ele os possui ou não.

    O que importa, de verdade, é a dedicação ao estudo, aos irmãos(ãs) e a Cristo, coisas que ele tem de sobra. Assim sendo, não tenha medo da mentira, pois o Senhor nos dá os recursos para encontrar a verdade! E junte-se a nós, quanto mais irmãos(ãs) melhor!

    Seja bem-vinda!


  360. Maria, meu instinto diz que ele é algo na Igreja, devido ao nível intelectual dele . Durão , mas sábio.
    Agora se ele mente bom eu não me preocupo, pois se algo me prejudicar parto então para parâmetros dos tribunais. Trabalhei muitos anos nesta área e sei muito bem como agir. Quanto o endereço do Vaticano eu tenho e tenho até da nossa presidente do Brasil se quiser lhe fornecerei.
    Mas o que posso te adiantar é que o Brasil tem hoje sete cardeais.
    Mas, para mim não tenho vontade de saber nada o que me importa é que é um grupo muito bom de estudo, que tem neste blog. Diferente dos outros.
    Sabe moça eu não tenho medo de nada e seu Iones quiser saber qual o endreço do Erck, Da Cristã, do Cardeal e o seu eu descubro.
    Quando trabalhava a minha função era esta.
    Agora quanto a resposta de como eu comunico com ele é através do e-mail que ele colocou aqui quando eu pedi para ele, para enviar o meu livro, parte do livro.
    Está mais para cima Cristã.
    Agora Maria, com todo respeito sou casada, mas se ele for papa….meu Deus…..é BONITÃO.
    No e-mail dele tem foto de lado imagina menina de frente. Gatão, verdade.
    Parece que tem olho azul.
    Isto não importa o que ele é. Eu nem estou ai, importa que ele é muito inteligente. A Cristã também o Erick. Todos é show de bola.
    Agora eu moça na espiritualidade eu sou igual a tartaruga se você colocar duas perto de mim uma sai correndo e a outra foge e eu fico.
    Preciso mutio deles para o que estou fazendo.
    E obrigada por você questionar pois o cardeal explicou sobre o nome maria vou colocar nos meus escritos.
    Eu só queria saber a idade dele, pois se ele for de muita idade não é aquele homem bonito , ai deve ser o suplente dele.
    Ai, moça quem poderá equacionar esta questão é a Cristã pois está é muito esperta.
    mas desde já te adianto ele é aquele homem da música do Roberto Carlos…ESSE CARA SOU EU….Bonitão com todo respeito.
    O cardeal esperando por toda beata.
    Beijos a todos


  361. Correção: O Cardeal esperado por toda Beata.


  362. Não Iones, o do face que você acha bonito, que tem cara de Padre é o Rafael Pacchini e ele não é o Cardeal, alias aparentemente ele está bem longe de ser Cardeal.
    Mas a verdade mesmo, só ele poderá dizer. Pelo que pude entender do que o Cardeal disse, ele é alguem da familia, ou proximo da familia.

    Bem se possivel confirmem as informações – Queridos Rafaeis …

    Abraços,


  363. Cristã o do facebook é novo e do e-mail é mais velho deve ser sessentão e tem barba.
    Passa um e-mail para você ver eu tenho e-mail e foto conseguir copiar se quiser passe o e-mail para o Eric e eu passo a foto para ti.
    Agora, Cristã porque ele não diz o nome dele completo?
    Realmente estranho.
    A gente não fala nada de mais aqui.
    Não vejo o por que de tal segredo.
    Eu sinceramente acredito que ele é ITALIANO, não Brasileiro.
    Creio que a família dele é do sul , mas deve ter vindo da ITALIA ALGUÉ DA FAMÍLIA DELE. Eu já fui no sul parece outro País todos brancos, legal lá e todos com o gênio incial dele bravo.
    Eu tenho quase certeza.
    Brasileiro ele não é , isto eu tenho certeza.
    Ele é ITALIANO.
    Alguma coisa me diz.
    Cristã eu não tenho mais o seu e-mail.
    E não vou colocar o meu aqui não.
    Pedi ao Eric para pegar com você e passar para mim.
    Mas pode acreditar em mim, ele não é Brasileiro é ITALIANO DA GEMA

    Cristã, estou terminando os meus escritos , consertei tudo, ficou muito bom.
    Só estou esperando o meu irmão me trazer um documento para eu examinar se coloco ou não.Cristã no facebook meu apelido é kika gente fina aquele chále de madeira é o que estou é quente..
    Beijos, mas falando sério se o Cardel resolver virar padre macelo, caramba o rebanho dele vai ser imenso.
    Vai todas mulheres voltar para a igreja católica.

    Agora uma pergunta para o Cardeal, o São Sebastião pregava para surdos e mudos, é que ontem eu ouvi na Igreja se São Sebastião, mas eu procurei na internet e não li nada disto. pode responder para mim é que eu tenho problema de audição só escuto com aparelho. Achei legal.
    Pode verificar para mim Cardel.

    Cristã o que você pensa sobre o Cardeal?

    O que o Cardeal passa para você?

    Você Cristã é tanto inteligente quanto ele sabia um beija-flor me disse.

    Cristã eu sou descendente dos

    puris sabia, tenho o maior orgulho.


  364. Iones,

    Nunca vi a foto do Cardeal, mas se você diz que ele tem uns 60, ai sim faz todo o sentido, vou enviar o e-mail pro Erik ok?

    Abraços,


  365. em 23/01/2013 at 08:47 CRD. Raphael.

    IONES !


  366. MEU DEUS CARDEAL VOU FAZER ASSIM PARA VER SE CONSIGO COLAR ATRAVÉS DO MEU E-MAIL. NÃO ESTOU CONSEGUINDO COLAR.


  367. Hahaha, não se preocupe cardeal, um pouco de coloquialismo faz bem! A gente precisa rir um pouco, brincar de vez em quando, para espairecer.

    Além disso, a curiosidade é algo natural do ser humano, a gente fica querendo saber um pouco mais sobre o amigo que está do outro lado do teclado. Não faz realmente nenhuma diferença para o nosso estudo, mas o ser humano é um bicho curioso, não tem jeito.

    Aliás, por conta disso e para ficar mais perto de vocês, irmãos em Cristo e amigos, vou enviar (por e-mail, claro) os dados do meu facebook. Assim vocês vão poder ver fotos minhas, da minha família, e se sentirem mais perto de mim. Mas já vou avisando: não sou nenhum bonitão! hehehe

    Só uma observação: eu acesso esse site de vez em nunca (quem atualiza mais é a minha esposa), então se quiserem me mandar uma mensagem que exija resposta recomendo utilizar o e-mail.


  368. Agora uma questão mais séria. Uma questão que sempre me deixou em dúvida, e até aflito para falar a verdade: a esmola.

    Sempre que alguém me pede esmola, o meu primeiro impulso é ajudar. Mas às vezes percebo que esse dinheiro, em vez de ajudar a pessoa, está mantendo ela na rua, está “profissionalizando” o pedir. Nestes casos, acho que a esmola na verdade está atrapalhando a pessoa.

    Por conta disso, eu ajudo regularmente instituições da minha confiança: Abrinq, Lar Amor ao Próximo, Esperança e Vida, Doce Lar, Sociedade Assist. Cegos Santa Luzia. E evito ao máximo dar esmolas nas ruas, para evitar essa “profissionalização”.

    Agora eu pergunto: pelos ensinamentos de Cristo, estou agindo de forma correta?


  369. Assim pediu o Cardeal para eu repassar:
    Repasse a nossos irmãos em Cristo do blog!
    Boa tarde.

    Queridos irmãos e irmãs em Cristo Nosso Senhor Jesus Cristo.

    Creio que nossa conversa esteja tomando rumos inerentes ao meu

    propósito inicial.
    Minha intenção aqui é levar (com a ajuda do Espírito Santo) o verdaeiro

    conhecimento de Cristo nosso senhor aos vossos corações.
    Embora eu esteja do lado posto do vosso continente, minha presença se faz continua e serena entre vós.

    Não entendo o por quê (interesse em minha identidade)?

    Ela foi manifestadas à vós em diversas ocasiões.

    Não estou me escondendo!

    Sei que muitos de vós não tem conhecimento das notícias da Igreja Católica.

    Não tem por que talvez não sejam Católicos – por isso – não vos censuro e
    nem os recrimino! Nosso Santo Padre – em várias de suas homilias – nos rege e nos edireciona ao rebanho de Cristo.

    Nsomos de novo como a tradiçao nos conta – enviados ao mundo para propagar a Boa Nova de jesus Cristo que eu amo muito.

    SHoje o mundo pede resposta e temos que estarmos preparados para responderà vós..

    Catequizar ainda é nosso intuito primordial.
    Sim, eu compreendo que a maneira atual é diferente à de antes.

    Antes íamos às casas e cidades (Ei iones já fiz isto é legal, mas a gente leva cada coice). Hoje pregamos pela internet.

    Contudo, reafirmamos – Tudo que a debaixo do céu e da terra não é de nosso senhor?

    Então, usufluíamos das invenções boas dos homens.

    A internet É SOMENTE MAIS UM CAMINHO….Mas a mensagem continua a mesma – igual à de 2 mil anos atrás!
    Vou lhe dizer-vos uma coisa.

    Algo extraordinário !!!

    Algo que realmente possa modificar vossas vidas!!!

    João capítulo 1 – versículo: 14

    E o verbo se fez carne e habitou entre nós e vimos sua glória, a
    glória que o filho único recebe do seu Pai, cheio de graça e de verdade.

    Irmãos!!!

    IVejam !!!

    É são João que nos atesta!

    Ele veio ao mundo !!!

    Deus, não é uma figura arquétipa que os psicologos e intelectuais desse mundo afirmam…

    Deus – existe – de verdade —–vero!!!

    E mandou-nos o seu filho !!!!
    Deus meus irmãos …veio á esse mundo …vocês entendem isso?

    DNão tenham medo.

    NEle existe e cuida de nós….ele veio ao mundo!

    Ee sintam amados, pois verdaeiramente são amados por ele.

    SOstes comprados por pretio magno !!!!

    NÃ TENHAM MEDO DESSE MUNDO SECULAR QUE NÓS VIVEMOS.

    AS TENTAÇÕES VOIS SOIS GRANDES E DEMASIADAMENTE PESADAS?
    eLE NOS AFIRMA É PROMESSA DE DEUS Á NÓS!!!

    ESTAREI CONVOSCO ATÉ A CONSUMAÇÃO DOS TEMPOS!!!!

    non abbiate paura

    DAS DOENÇAS ELE ESTÁCONVOSCO!!!!

    não temas porque eu sou contigo, não te assombres, porque eu sou o teu Deus eu te…..não temas pois porqueestou contigo – Isaias 43: 5 a

    NON ABBIATE PAURA

    DAS INCOMPREENSÕES DA SOLIDÃO, DA FOME, DO DESESPERO.,

    ELE DE NOVO VOS AFIRMA:

    CORAGEM EU VENCI O MUNDO!!!

    VÓS NÃO ESTÃO SOZINHOS – PENSE NISTO.

    A VERDADEIRAMENTE UMA MULTIDÃO DE HOMENS E MULHERESQUE VELAM EPEDEM TAMBÉMPOR NÓS!!!!

    são eles…santos.

    QUE A SAGRADA ESCRITURA NOS ENVIA…

    SÃO HOMENS E MULHERES QUE DOARAM SUAS VIDAS Á DEUS NESSES MAIS DE DOIS MIL ANOS””””
    EM TODAS AS ÉPOCAS DE TODOSOS LUGARESDAS MAISVARIADAS IDADES E COSTUMES.

    SÃO ELES QUE NOS AJUDAM COM O APOIO DO ESPÍRITO SANTO

    NON ABBIATE PAURA

    (ESTE TEXTO EU RECEBI ONTEM DO CARDEAL E TRANSCREVI, POIS O COMENTÁRIO DESTE BLOG NÃO ESTAVA ACEITANDO.
    FOI O CARDEAL QUEM ME PEDIU HOJE, ASSIM EU FIZ)


  370. Erick, sua família é linda. Você tem aspecto de INTELECTUAL.
    Amei seu universo.
    Um abraço,


  371. Obrigado, Iones. Minha esposa é que atualiza o meu facebook, porque se dependesse de mim ficava vazio (nada contra, é pura falta de tempo mesmo).

    Mas me diga, o que você pensa sobre a questão da esmola? Pela visão de Cristo, será que estou agindo certo?


  372. Gosto de dar esmola para crianças e mulheres grávidas.
    Dou sempre mas para asilos não. não chegam a eles.
    E hoje em dia os governos , principalmente do brasil ajuda, sem dizer que eles ficam com INPS dos velhinhos.


  373. Pois é, veja como é um assunto controverso. É justamente para crianças que eu não gosto de dar esmola. Porque a gente fica sabendo de pais que colocam os filhos para pedir esmola, ou pior, estranhos que as obrigam a pedir e gastam o dinheiro delas com drogas. Daí eu penso que a única forma de evitar isso seria nunca dar esmola a elas, apenas para as instituições que comprovadamente cuidam delas, para que elas não sejam exploradas dessa forma.

    Quando é uma pessoa deficiente ou muito idosa eu ajudo, porque talvez seja a única coisa que essa pessoa conseguiu fazer.

    E quando é uma pessoa saudável eu procuro não ajudar, para evitar os casos de “profissionais da esmola”, porque acho que faz mal para essas pessoas ficar assim nas ruas.

    Isso é o que eu faço, mas não sei se é o que Cristo pregaria.


  374. É verdade Erick, mas nos um pouco letrado, como eu. Você acredito que tenha nível superior, deveríamos mediante ministério público exigi que tais comportamentos não ocorressem em nossos bairros.
    Mas eu e você só escrevemos e não fazemos nada.
    Então Erick eu prefiro doar para crianças e mulheres grávidas, acredito que nesta hora Jesus guia meus passos.
    Uma veZ eu dei uma pulseira de ouro para um asilo, sério. Depois fiquei sabendo que o rapaz nem entregou lá.
    Estas organizações hoje Erick recebem dinheiro do governo federal ONG e é muito.
    Se for asilo além disto recebe o INPS dos velhinhos.
    Já vi de tudo neste mundo, prefiro ajudar aquele que Deus toca no meu coração para ajudar. sE EU TIVESSE CONDIÇÕES FINANCEIRAS, EU COMPRARIA UMA VÃ E IRIA NO CENTRO DA MINHA CIDADE TODO DIA DE MANHÃ DA CAFÉ, LEITE E PÃO PARA AQUELAS CRIANÇAS….SÃO TANTAS. QUEM ESTÁ POS TRÁS NÃO IMPORTA, MAS ENQUANTO ELAS VIVESSEM EU DARIA O CAFÉ DA MANHÃ…POIS PENSO QUE FOME É ALGO TERRÍVE


  375. Sim, eu também uso esse conceito: quando eu sinto que devo dar uma esmola, eu dou. Caso contrário, não dou. Daí fica na mão de Deus me tocar o coração na hora certa.

    A sua idéia de dar alimento a essas crianças é muito legal. Daí não teria como elas serem exploradas. O duro é ter tempo e dinheiro para isso. Mas para também não ficar só escrevendo sem fazer nada eu ajudo essas instituições.

    Eu gosto de ajudar mais de uma porque, se no meios destas todas tiver ao menos uma que faça um trabalho sério, eu sei que terei ajudado alguém que precisa. E isso me traz paz de espírito.

    No futuro espero doar também o meu tempo, além do meu diniheiro. Conheço alguns amigos que fazem isso (coincidência ou não, todos católicos) e acho muito legal.


  376. Erick, eu estou montando um grupo de oração de terço. Vou abrir lendo as Escrituras Sagradas….depois haverá canto ao Deus Pai que amo muito, soi apaixonada por ele.
    Em seguida vou explicar a passagem do evangelho do dia.
    Depois um canto ao Deus filho que admiro muti Jesus Cristo
    Novamente explicarei sobre alguma passagem das Escrituras , liturgia diária.
    Depois um canto a virgem maria;
    nESTE ATO EXPLICAREI AOS IRMÃOS O TERÇO COMO FOI FORMADO
    – O EXERCÍCIO DA ORAÇÃO DENTRO DAS ESCRITURAS SAGRADAS
    – A IMPORTANCIA DA ORAÇÃO EXPONTANEA FAREI UMA PARA A PAZ DO MUNDO, ETC
    – E O PRINCIPAL COMO SE PEDE UM MILAGRE DENTRO DAS ESCRITURAS
    – AI JOVEM EU SEI ENSINO A MUITO A MUITOS ANOS E TENHO CERTEZA QUE O MEU REBANHO VAI CRESCER.
    – É LEGAL ERICK QUANDO AS PESSOAS CONSEGUEM UM MILAGRE ELS FICAM FELIZES E QUEREM FAZER ALGO.
    VOU PEDIR UM KILO DE ALIMENTOS NÃO PERECÍVEIS.
    PARA PESSOAS DESEMPREGADAS OBSERVEI QUE NESTA REGIÃO TEM MUITA GENTE ASSIM.
    VAI DA CERTO.
    É ASSIM QUE EU FAZIA NA MINHA CIDADE.
    MEU GRUPO DE ORAÇÃO VINHAM PESSOAS DE LONGE.


  377. em 24/01/2013 at 08:52 Anônimo

    Eu gostaria de saber se há vida após a morte pois sou Católico e sempre tive muito medo deste tema. Mas agora que perdi um ente querido eu gostaria de saber se existem ou não vocês que debatem podem me orientar quanto esta questão. Não quero ninguém que eu amo sofrendo em algum lugar.
    Gosto muito de ler o que vocês debatem me ajuda muito.
    Muito obrigado.
    M.C.F


  378. em 24/01/2013 at 09:39 CRD. Raphael.

    O que a Igreja fala sobre a vida após a morte
    A maior esperança cristã é esta: a vida não termina na morte, mas continua no além. E muitos perguntam “o que virá depois?”. Somente a fé católica tem resposta clara para esta questão. A Carta aos hebreus diz que “está determinado que os homens morram uma só vez e em seguida vem o juízo” (Hb 9,27). Para nós católicos, isso liquida de vez com a mentira da reencarnação, que engana tantas pessoas, e as deixa despreparadas diante da morte, acreditando neste erro, e com uma falsa idéia de salvação.
    São Paulo ensinava aos cristãos de Corinto, muito influenciados pela mitologia grega que dominava a região, que “ao se desfazer esta tenda que habitamos neste mundo, recebemos uma casa preparada por Deus e não por mãos humanas, uma habitação eterna, no céu” (2Cor 5,10). Mas, Paulo não deixou de dizer que “teremos de comparecer diante do tribunal de Cristo. Alí cada um receberá o que mereceu, conforme o bem ou o mal que tiver feito enquanto estava no corpo” (2Cor 5,10).
    A Igreja nos ensina que logo após a morte vem o Juízo particular da pessoa. Diante da justiça perfeita de Deus, seremos julgados. Mas é preciso lembrar que o Juíz é o mesmo que chegou até o lenho da Cruz para que ninguém fosse condenado, e tivesse à sua disposição, através dos Sacramentos da Igreja, o perdão e a salvação que custaram a Sua Vida.
    Afirma o nosso indispensável Catecismo que: “Cada homem recebe em sua alma imortal a retribuição eterna a partir do momento da morte, num Juízo Particular que coloca sua vida em relação à vida de Cristo, seja através de uma purificação, seja para entrar de imediato na felicidade do céu, seja para condenar-se de imediato para sempre” (§ 1022).
    Isto mostra que imediatamente após a morte a nossa alma já terá o seu destino eterno definido: o céu, mesmo que se tenha de viver o estado de purificação antes (purgatório), ou o inferno.
    Sobre o céu diz São Paulo que “o que os olhos não viram, os ouvidos não ouviram, e o coração do homem não percebeu, isso Deus preparou para aqueles que o amam” (1Cor 2,9). O Papa Bento XII (1335-1342), assegurou através da Bula “Benedictus Deus”, que as almas de todos os santos, mesmo antes da ressurreição dos mortos e do juízo geral, já estão no céu. A Igreja, desde o tempo dos primeiros mártires acredita, sem dúvida, que eles já estam no céu, intercedendo pelos que vivem na terra. São muitos os documentos antigos que confirmam isto.
    Sobre o purgatório a Igreja também não tem dúvida, já que esta verdade de fé foi confirmada em vários concílios ecumênicos da Igreja: Lião(1245), Florença (1431-1442), Trento (1545-1563), com base na Tradição e na Sagrada Escritura (1Cor 3,15; 1Pe1,7; 2Mac 12,43-46 ).
    Ensina o Catecismo que: “A Igreja denomina Purgatório esta purificação final dos eleitos, que é completamente distinta do castigo dos condenados”(§1031). As almas do Purgatório já estão salvas, apenas completam a sua purificação para poderem entrar na comunhão perfeita com Deus. Diz a Carta aos hebreus que “sem a santidade, ninguém pode ver o Senhor” (cf. Hb 12,14).
    Mais do que um estado de sofrimento, o Purgatório é, ensina São Francisco de Sales, doutor da Igreja, um estado de esperança, amor, confiança em Deus, e paz, embora a alma sofra para se santificar.
    Para os que rejeitarem a Deus e sua graça, isto é, que deixaram o coração endurecer, o destino será a vida eterna longe de Deus, para sempre, e junto daqueles que também rejeitaram a Deus. Jesus diz que alí haverá “choro e ranger de dentes”.

    É preciso dizer aqui que Jesus foi ao extremo do sacrifício humano para garantir a todos os homens a salvação; logo, Ele fará de tudo para que ninguém seja condenado. Mas Deus respeita a liberdade de cada um, e, como disse Santo Agostinho, Ele que nos criou sem precisar de nós, não pode nos salvar sem a nossa ajuda. Ao falar do inferno, o Catecismo diz que: “Deus não predestina ninguém para o inferno; para isto é preciso uma aversão voluntária a Deus (um pecado mortal), e persistir nela até o fim. São Pedro diz que Deus “não quer que ninguém se perca, mas que todos venham a converter-se” (2Pe 3,9).
    Se a lembrança do inferno trouxer medo ou insegurança ao seu coração, lembre-se daquilo que disse um dia São Bernardo, doutor da Igreja: “Nenhum servo de Maria será condenado”. Sem dúvida a Mãe de Deus saberá salvar aqueles que foram seus fiéis devotos aqui na terra. Ela é, afinal, a Mãe do Juiz!
    A Igreja nos lembra ainda que na segunda vinda de Cristo, a Parusia, que ninguém sabe quando será, haverá o Juízo final ou geral. O Catecismo ensina que: “A ressurreição de todos os mortos, ‘dos justos e dos injustos’” (At 24,15), antecederá o Juízo Final” (§ 1038). O Magistério da Igreja ensina que esta será “a hora em que todos os que repousam no sepulcro ouvirão a Sua voz e sairão, os que tiverem feito o bem para uma ressurreição da vida; os que tiverem praticado o mal para uma ressurreição de julgamento” (Jo 5,28-29). “Então Cristo virá em sua glória e todos os seus anjos com Ele…” (Mt 25,31).
    Portanto, a ressurreição dos corpos ainda não aconteceu nem mesmo para os santos. Os seus corpos ainda aguardam a ressurreição do último dia. Somente Jesus e Maria já ressucitaram e têm seus corpos já glorificados. Quanto a este grande Dia da volta gloriosa do Senhor, a Igreja não quer que se faça especulações sobre ele; pois o próprio Cristo o proibiu. Muitos foram enganados e a fé desacreditada por muitos que ao longo dos séculos ousaram marcar a hora da volta do Filho de Deus.
    Sobre isto, o Papa João Paulo II disse recentemente: “A história caminha rumo à sua meta, mas Cristo não indicou qualquer prazo cronológico. Ilusórias e desviantes são, portanto, as tentativas de previsão do fim do mundo (L’Osservatore Romano, n.17 – 25/4/98). Muitas vezes a Igreja já se pronunciou sobre esta questão. No Concílio ecumênico do Latrão, em 1516, assim afirmou:
    “Mandamos a todos os que estão, ou futuramente estarão incumbidos da pregação, que de modo nenhum presumam afirmar ou apregoar determinada época para os males vindouros para a vinda do Anticristo ou para o dia do juízo. Com efeito a Verdade diz: “Não toca a vós ter conhecimento dos tempos e momentos que o Pai fixou por Sua própria autoridade. Consta que os que até hoje ousaram afirmar tais coisas mentiram, e, por causa deles, não pouco sofreu a autoridade daqueles que pregam com retidão. Ninguém ouse predizer o futuro apelando para a Sagrada Escritura, nem afirmar o que quer que seja, como se o tivesse recebido do Espírito Santo ou de revelação particular, nem ouse apoiar-se sobre conjecturas vãs ou despropositadas. Cada qual deve, segundo o preceito divino, pregar o Evangelho a toda a criatura, aprender a detestar o vício, recomendar e ensinar a prática das virtudes, a paz e a caridade mútuas, tão recomendadas por nosso Redentor”.
    Diz o nosso Catecismo: “Só o Pai conhece a hora deste Juízo, só Ele decide do seu advento. Através do seu Filho Jesus Ele pronunciará a sua palavra definitiva sobre toda a história. Conheceremos então o sentido último de toda a obra da criação”(§ 1040)


  379. Ao nosso amigo anonimo.

    Deixarei a minha resposta a sua pergunta, tentando exemplificar da melhor maneira possivel, vou tentar ser o mais didatica possivel e esclareço que vou utilizar como fonte somente a Biblia.

    Falar da morte é sempre dificil, nós nos encolhemos quando pela primeira vez uma criança nos pergunta: “O que significa morrer?” Temos dificuldades de falar, ou até mesmo de pensar, na morte de alguém que amamos. A morte é o inimigo em comum de todas as pessoas em todos os lugares.
    Quais são as respostas para as perguntas difíceis sobre a morte? Há vida após a morte? Será que voltaremos a ver nossos amados que morreram?

    Todos nós, em determinados momentos, talvez pouco depois do falecimento de um amigo ou pessoa querida, temos a sensação de um vazio no coração, um sentimento de solidão que toma conta de nós e que nos conscientiza da finitude da vida.
    Com respeito a um assunto tão importante, tão cheio de emoções, onde podemos aprender a verdade sobre o que acontece quando morremos? Felizmente, parte da missão de Cristo aqui na terra foi libertar “aqueles que durante toda a vida estiveram escravizados pelo medo da morte” (Hebreus 2:15). Na Bíblia, Jesus apresenta mensagens confortadoras, e responde claramente a todas as nossas perguntas sobre a morte e a vida futura.

    Para entender a verdade sobre a morte na Bíblia, precisamos começar do princípio e ver de que maneira fomos feitos por Deus.
    “Então o Senhor Deus formou o homem ['adam', hebraico] do PÓ DA TERRA ['adamah', hebraico] e soprou em suas narinas O FÔLEGO DE VIDA, e o homem se tornou UM SER VIVENTE ['ALMA', hebraico]“. Gênesis 2:7 .
    Na Criação, Deus formou Adão do “pó da terra”. Ele tinha um cérebro em sua cabeça pronto para pensar; sangue em suas veias pronto para correr. Então, Deus soprou em suas narinas o “fôlego de vida”, e Adão se tornou “ser vivente” [em hebraico, 'alma vivente']. Note cuidadosamente que a Bíblia não diz que Adão recebeu uma alma; ao invés, diz que “o homem se tornou uma alma vivente”. Quando Deus deu o fôlego de vida a Adão, a vida começou a fluir de Deus. A junção do corpo com o “fôlego de vida” tornou Adão “um ser vivente”, “uma alma vivente”. Por essa razão, poderíamos escrever a equação fundamental do ser humano da seguinte maneira:
    “Pó da Terra” + “Fôlego de Vida” = “Alma Vivente”
    Corpo sem Vida + Fôlego de Deus = Ser Vivente
    Cada um de nós tem um corpo e uma mente racional. Enquanto continuarmos a respirar, seremos seres vivos, alma vivente.
    O QUE ACONTECE QUANDO UMA PESSOA MORRE?
    Na morte reverte-se do processo criativo descrito em Gênesis 2:7:
    “O PÓ volte à terra de onde veio, e o ESPÍRITO [fôlego de vida] volte a Deus, que o deu”. Eclesiastes 12:7
    A Bíblia freqüentemente usa as palavras hebraicas para “fôlego” e “espírito” alternadamente. Quando as pessoas morrem, o corpo se torna “pó”, e o “espírito” (o “fôlego de vida”) retorna para Deus, que foi a sua fonte. Mas o que acontece com a alma?
    “Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus,… todas as ALMAS são minhas;… a alma que pecar, essa morrerá”. Ezequiel 28:3, 4;

    A alma morre! Ela ainda não é imortal; ela pode perecer.

    A equação derivada de Gênesis 2:7, ao sermos feitos por Deus, faz o caminho reverso na morte.
    “Pó da Terra” – “Fôlego de Vida” = “Uma Alma Morta”
    Corpo Sem Vida – Fôlego de Deus = Um Ser Morto
    A morte é a cessação da vida. O corpo se desintegra e se torna pó, e o fôlego, ou espírito, volta para Deus. Somos uma alma com vida, mas na morte, nos tornamos apenas um cadáver, uma alma morta, um ser morto. Logo, os mortos não estão conscientes. Quando Deus toma para si o fôlego de vida que Ele nos deu, nossa alma morre.

    QUANTO SABE UMA PESSOA MORTA?

    Depois da morte, o cérebro se desintegra; ele não tem capacidade de saber ou relembrar de coisa alguma. Todas as emoções humanas cessam.

    “Para eles, o amor, o ódio e a inveja há muito desapareceram…”. Eclesiastes 9:6

    Uma pessoa morta não fica consciente, por isso não percebe nada do que está acontecendo. Eles simplesmente não têm contato algum com os vivos:

    “Pois os vivos sabem que morrerão, mas OS MORTOS NADA SABEM”. Eclesiastes 9:5

    A morte é como um sono sem sonho; na verdade, a Bíblia chama a morte de “sono” em 54 vezes. Jesus ensinou que a morte é como um sono. Ele disse aos Seus discípulos:

    “‘Nosso amigo LÁZARO ADORMECEU, mas vou até lá para acordá-lo’. Seus discípulos responderam: ‘Senhor, se ele dorme, vai melhorar’. Jesus tinha falado da sua morte, mas os seus discípulos pensaram que ele estava falando simplesmente do sono. Então lhes disse claramente: ‘LÁZARO MORREU’”. João 11:11-14

    Lázaro já estava morto por quatro dias quando Jesus chegou. Mas quando se dirigiram à tumba, Jesus provou que é tão fácil para Deus ressuscitar alguém dos mortos quanto é para nós acordar alguém que esteja dormindo.
    É muito confortador saber que nossos amados que já faleceram estão “dormindo”, descansando em paz na confiança em Jesus. O túnel da morte, que nós mesmos poderemos atravessar algum dia, é um sono calmo e paz absoluta.

    O sono da morte não é o fim da história. Na tumba, Jesus disse a Marta, irmão de Lázaro:
    “EU SOU A RESSURREIÇÃO e a vida. AQUELE QUE CRÊ EM MIM, AINDA QUE MORRA, VIVERÁ”. João 11:25
    Aqueles que morrem “em Cristo” dormem na sepultura, mas ainda têm um futuro brilhante. Aquele que conta até mesmo os cabelos de nossa cabeça e que nos guarda na palma de Sua mão não se esquecerá de nós. Poderemos morrer e voltar ao pó, mas o registro de nossa individualidade permanece claro na mente de Deus. E quando Jesus vier, Ele acordará os justos mortos do sono da morte, da mesma forma que fez com Lázaro.

    “Não queremos que vocês sejam ignorantes quanto AOS QUE DORMEM, PARA QUE NÃO SE ENTRISTEÇAM COMO OS OUTROS QUE NÃO TÊM ESPERANÇA… Pois dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá dos céus, E OS MORTOS EM CRISTO RESSUSCITARÃO PRIMEIRO. Depois NÓS, OS QUE ESTIVERMOS VIVOS, SEREMOS ARREBATADOS COM ELES nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. CONSOLEM-SE UNS AOS OUTROS COM ESSAS PALAVRAS”. I Tessalonicenses 4:13, 16-18

    No dia da ressurreição, o túnel da morte se parecerá mais com um breve descanso. Os mortos não têm consciência do que está acontecendo. Aqueles que aceitaram a Cristo como seu Salvador, serão despertados do sono pela Sua maravilhosa voz vinda dos céus.
    E a esperança da ressurreição não é a única: temos também a esperança de um lar celestial no qual Deus “enxugará dos seus olhos toda lágrima.

    Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor” (Apocalipse 21:4).

    Aqueles que amam a Deus não precisam ter medo da morte. Além da morte está uma eternidade de vida plena com Deus. Jesus tem “as chaves da morte” (Apocalipse 1:18).
    Sem Cristo, a morte seria uma estrada de mão única que terminaria num estado total de esquecimento. Mas em Cristo há uma esperança gloriosa e radiante.
    SOMOS SERES IMORTAIS?

    Quando Deus criou Adão e Eva, eles foram criados seres mortais, isso é, sujeitos à morte. Se tivessem permanecido obedientes à vontade de Deus, eles nunca teriam morrido. Mas quando pecaram, eles abriram mão de seu direito à vida. Pela desobediência, eles ficaram sujeitos à morte. O pecado deles infectou a raça humana inteira, e já que todos pecaram, todos somos mortais, sujeitos à morte (Romanos 5:12).
    E não há numa pista na Bíblia de que a alma humana possa existir como uma entidade consciente após a morte.
    A Bíblia nenhuma vez descreve a alma como sendo imortal, isso é, não sujeita à morte. As palavras gregas e hebraicas para “alma”, “espírito” e “fôlego” aparecem 1.700 vezes na Bíblia. Mas nem mesmo uma vez a alma, o espírito ou o fôlego humano é chamado de imortal. Atualmente, apenas Deus possui a imortalidade.

    “Deus… é… O ÚNICO QUE É IMORTAL”. I Timóteo 6:15, 16

    As Escrituras deixam claro que as pessoas nessa vida são mortais: sujeitas à morte. Mas quando Jesus retornar, nossa natureza passará por uma mudança radical.

    Eis que eu lhes digo um mistério: NEM TODOS DORMIREMOS, mas TODOS SEREMOS TRANSFORMADOS, num momento, num abrir e fechar de olhos, AO SOM DA ÚLTIMA TROMBETA. Pois a trombeta soará, OS MORTOS RESSUSCITARÃO incorruptíveis, e NÓS SEREMOS TRANSFORMADOS. Pois é necessário que aquilo que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e O QUE É MORTAL, DE IMORTALIDADE”. I Coríntios 15:51-53

    Como seres humanos, não somos imortais. Mas a segurança do cristão é que nos tornaremos imortais quando Jesus vier a segunda vez a essa terra. A certeza da promessa da imortalidade foi demonstrada quando Jesus irrompeu para fora de Sua tumba e:

    “TORNOU INOPERANTE A MORTE e TROUXE À LUZ A VIDA E A IMORTALIDADE por meio do evangelho”. II Timóteo 1:10

    A perspectiva de Deus sobre o destino humano é clara: morte eterna para aqueles que rejeitarem a Cristo e se apegarem a seus pecados, ou o dom da imortalidade quando Jesus vier para buscar aqueles que O aceitaram como Senhor e Salvador.

    Os medos com os quais naturalmente lutamos quando nos vemos em face da morte se tornam especialmente dolorosos quando alguém de quem gostamos morre. A solidão e o sentimento de perda podem ser dominantes. A única solução para a angústia causada pela separação de uma pessoa amada é o conforto que apenas Cristo pode dar. Lembre-se que nossos queridos estão dormindo, e que nossos amados que descansam serão ressuscitados por Jesus na “ressurreição para a vida” quando Ele vier.
    Deus está planejando algumas reuniões maravilhosas. Os filhos serão devolvidos a seus pais, maridos e mulheres se entregarão a um terno e caloroso abraço. As separações cruéis da vida estarão terminadas. “A morte foi destruída pela vitória”. (I Coríntios 15:54).

    Alguns acham tão dolorosa a separação de seus queridos que morreram que tentam fazer contacto com eles através de médiuns espiritualistas ou pessoas da Nova Era que se denominam canais de comunicação com os espíritos. A Bíblia nos dá um aviso muito especial sobre as tentativas de aliviar a dor da morte dessa maneira:

    “Quando vos disserem: ‘Consultai os necromantes e os adivinhos, que chilreiam e murmuram’, acaso, não consultará o povo ao seu Deus? A favor dos vivos se consultarão os mortos?” Isaías 8:19

    De fato, por quê? A Bíblia claramente revela que os mortos não têm consciência de nada. A verdadeira solução para a angústia causada pela separação das pessoas amadas é o conforto que apenas Cristo dá. Passar tempo se comunicando com Cristo é a maneira mais saudável para crescer durante os momentos de aflição. Lembre-se sempre que a próxima impressão consciente que virá aos que morrem em Cristo será o som da Segunda Vinda de Cristo despertando os mortos!

    A morte nos rouba praticamente tudo. Mas uma coisa que ela não pode tirar de nós é a confiança em Cristo, e Cristo pode colocar tudo de volta a seu lugar. A morte nem sempre reinará nesse mundo.

    O diabo, os ímpios, a morte, e o túmulo perecerão no “lago de fogo” que é “a segunda morte” (Apocalipse 20:14).

    Aqui estão quatro sugestões simples para enfrentar destemidamente a morte:
    (1) Viva uma vida confiando verdadeiramente na esperança que Cristo dá, e você estará preparado para morrer a qualquer momento.

    (2) Através do poder do Espírito Santo, seja obediente aos mandamentos de Deus, e você estará preparado para a segunda vinda, à partir da qual você nunca mais morrerá.

    (3) Pense na morte como um curto tempo de sono do qual você será acordado pela voz de Jesus quando Ele vier a segunda vez.

    (4) Aprecie a certeza que Jesus nos dá de que teremos um lar celestial com Ele por toda eternidade.

    A verdade bíblica liberta uma pessoa do medo da morte porque revela a Jesus, o único que nem mesmo a morte conseguiu vencer. Quando Jesus entra em nossa vida, Ele faz nosso coração transbordar com paz:

    “Deixo-lhes a paz; a Minha paz lhes dou… Não se perturbe o seu coração, nem tenham medo”. João 14:27

    Jesus também nos ajuda a lidar com a tragédia de perder alguém muito estimado. Jesus andou pelo “vale da sombra da morte”; Ele conhece as densas trevas que temos que atravessar.

    “Portanto, visto que os filhos são pessoas de carne e sangue, ele também participou dessa condição humana, para que, POR SUA MORTE, derrotasse aquele que tem o poder da morte, isto é, o Diabo, e LIBERTASSE AQUELES QUE DURANTE TODA A VIDA ESTIVERAM ESCRAVIZADOS PELO MEDO DA MORTE”. Hebreus 2:14, 15

    Dr. James Simpson, o grande médico que desenvolveu a anestesia, experimentou uma terrível perda quando seu filho mais velho morreu. Ele sofreu profundamente, como qualquer pai sofreria. Então, ele descobriu um caminho de esperança. No túmulo de seu amado filho, ele erigiu uma lápide e nela escreveu umas palavras que demonstravam Sua esperança e fé nas promessas de Jesus: “Apesar de tudo, Ele vive”.
    Isso diz tudo. Algumas vezes, uma tragédia pessoal pode aparecer repentinamente vindo do céu; apesar disso, Jesus vive! Nossos corações podem estar feridos; apesar de tudo, Jesus vive!
    Em Cristo, temos esperança de vida após a morte.

    Ele é “a ressurreição e a vida” (João 11:25), e Ele promete: “Porque Eu vivo, vocês também viverão” (João 14:19).

    Cristo é nossa única esperança para a vida após a morte. E quando Cristo retornar, Ele nos dará a imortalidade. Nunca mais viveremos sob a sombra da morte, por teremos vida eterna. Você já descobriu em sua vida a realidade dessa grande esperança que pode nos ajudar a enfrentar os momentos mais difíceis? Se você nunca aceitou a Jesus como seu Senhor e Salvador, por que você não faz isso agora mesmo?

    Espero te-lo ajudado amigo, é realmente muito dificil perder um ente querido.

    É claro e evidente que não concordo com o catecismo da Igreja Catolica, minha única fonte é a Biblia.

    Abraços,


  380. em 25/01/2013 at 09:58 CRD. Raphael.

    Querida irmã em cristo,
    Se me permites, gostaria de comentar o vosso comentário acerca da Morte e seu significado dentro da Sagrada Escritura.
    Vale ressaltar, que vosso texto é contraditório em vários pontos acerca de interpretação.
    Mas, primeiro gostaria de lhe falar sobre os saduceos ( na época de Jesus)

    SADUCEUS – elite judaica que não criam na ressurreição dos mortos

    Também eram um grupo político e religioso judeu na época de Jesus, porém eram mais influentes. Era formada pela elite do povo e tinham forte ligação com o poder romano. Guardavam a lei apenas da Torá (livros escritos por Moisés) e não aceitavam a ressurreição, nem os anjos. Geralmente os sumo sacerdotes eram ligados aos saduceus. Nos evangelhos vemos Jesus os repreendendo por seus ensinos.

    Este texto que foi colocado aqui por nossa querida irmã em Cristo,
    nos lembra muito o modo de pensar dos saduceus.

    Nos tempos de Nosso Senhor , havia mais de 10 grupos internos da seita judaica.
    Vosso texto acima, foi descrito unicamente com base no antigo testamento.
    Sabemos que Cristo veio aperfeiçoar os mandamentos e as leis( como ele próprio nos diz).Mas, também sabemos que motivos didáticos (Deus ensinava aos homens de diversas épocas) conforme os homens pudessem entender.
    Para cada época se usava ensinamentos pro´prios para a inteligência do homem daquela época.
    Cristã, quando se refiro á inteligência – principalmente num modo mosaico e
    amplo, não se refiro á capacidade intelectual do homem. _ (Mas a capacidade de discernimento do homem daquela especifica época sobre os mistérios de Deus.
    Por isso que Cristo veio para aprimorar a Velha aliança (Antigo testamento).
    E hoje nós temos o Novo testamento ( Nova Aliança)
    Velha Aliança e Nova Aliança são a tradução literal mais proxima do nome que conhecemos como Antigo Testamento e Novo testamento.
    Esse texto que você postou, não ei se é de vossa autoria – Linha de pensamento expressa aqui ou s foi retirado de vossos estudos.
    Mas, certamente não condiz com o ensinamento cristão.Repare que muitos se dizem cristãos – mas , não o são .
    Não o são por ignorar realmente os ensinamentos de Cristo ou
    Não o são por que inventaram para si mesmos desculpas e um deus próprio
    para suas concupiscências.
    No dicionário de vossa língua mãe encontramos o significado de concupiscência.
    (s.f. Inclinação a gozar os bens terrestres, particularmente os prazeres sensuais.
    Ganância por propriedades materiais.
    Aspiração por satisfações sexuais.
    Filosofia. Agostinismo. Desejo libertino, lascívia carnal.
    Tomismo Medieval. Aspiração por prazer motivado por um fato material.
    Teologia. Anseio humano pelos domínios naturais ou sobrenaturais.
    Organização amorosa orientada a Deus e aos homens.
    Pej. Desejo dos homens por bens materiais cuja existência justifica-se através do pecado original.)
    (Etm. do latim: conscupiscentia)

    Me desculpe irmã em Cristo se a palavra assim parecer pesada.
    Mas, não existe outro termo que poderia ser colocado aqui se não esse.

    Esse texto que você transcreveu aqui , parece ser de fonte pentecostal,( Os pentecostais podem ser inseridos em mais de um grupo cristão, indo do trinitariano até o não-trinitariano)
    mas, os pentecostais
    não praticam o verdadeiro cristianismo.Infelizmente foram deturpados várias passagens da bíblia, e fazem grandes confusões com o cristianismo.

    Resta agora nos direcionar ao âmago da questão que foi proposta pelo significado da morte para os cristãos.
    Digo os cristãos, por que a bíblia foi escrita para eles e por eles.Desde o princípio ,do primeiro capitulo de genesis, se fala em Cristo.
    Toda a biblia se desenvolve em várias épocas sobre o tema ( Messias)

    Pois bem, já exposto acima deixo vos corretamente o ensinamento Cristão sobre a morte.

    Nosso querido irmão em Cristo ( Anonimo ).
    Nos pergunta e nos dá pista e sua formação religiosa.
    Ele nos diz :

    (Eu gostaria de saber se há vida após a morte pois sou Católico e sempre tive muito medo deste tema.)

    Bom, você é Católico – Nâo pode ter medo da morte, por que a morte nao existe.E isto é ensinado nas igrejas Locais,na preparação do Crisma, etc…
    A morte é encarada como uma passagem, uma ponte.Cristo nos fala abertamente sobre isso nos evangelhos.

    Leia os evangelhos – e reconcilie com sua morte.

    Outro ponto ele nos diz – (Não quero ninguém que eu amo sofrendo em algum lugar)
    Embora eu creia no sofrimento desse jovem, sobre a perca de um ente querido – ele nos dá uma questão que já gerou muitas discussões entre Católicos e protestantes.
    O purgatório !
    Existe um vasta gama de exemplos para você meu jovem meditar sobre a morte e o purgatório.
    Deixo-vos aqui somente alguns.
    Foram levados para esse lugar em vida:

    a) Enoque: “Pela fé, Enoque foi trasladado para não ver a morte; não foi achado, porque Deus o trasladara. Pois, antes da sua trasladação, obteve testemunho de haver agradado a Deus.” Hb 11.5
    b) Elias: “Indo eles andando e falando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, os separou um do outro; e Elias subiu ao céu num redemoinho.” 2Rs 2.11
    c) Senhor Jesus que retornou: “Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir.” At 1:11.

    Foram arrebatados e contemplaram os céus:

    a) Estevão: “Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava à sua direita, e disse: Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, em pé à destra de Deus.” At 7:55,56
    b) Paulo: “Se é necessário que me glorie, ainda que não convém, passarei às visões e revelações do Senhor. Conheço um homem em Cristo que, há catorze anos, foi arrebatado até ao terceiro céu (se no corpo ou fora do corpo, não sei, Deus o sabe) e sei que o tal homem (se no corpo ou fora do corpo, não sei, Deus o sabe) foi arrebatado ao paraíso e ouviu palavras inefáveis, as quais não é lícito ao homem referir.” 2Co 12.1-4
    c) João: “Achei-me em espírito, no dia do Senhor, e ouvi, por detrás de mim, grande voz, como de trombeta, dizendo: O que vês escreve em livro e manda às sete igrejas: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia. Voltei-me para ver quem falava comigo e, voltado, vi sete candeeiros de ouro e, no meio dos candeeiros, um semelhante a filho de homem, com vestes talares e cingido, à altura do peito, com uma cinta de ouro. A sua cabeça e cabelos eram brancos como alva lã, como neve; os olhos, como chama de fogo; os pés, semelhantes ao bronze polido, como que refinado numa fornalha; a voz, como voz de muitas águas. Tinha na mão direita sete estrelas, e da boca saía-lhe uma afiada espada de dois gumes. O seu rosto brilhava como o sol na sua força. Quando o vi, caí a seus pés como morto. Porém ele pôs sobre mim a mão direita, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno.” Ap 1:10-18

    Não se sinta triste ou culpado por sentir medo da morte.
    Ela é um ciclo natural da natureza, onde eu e você teremos que passar.
    Anônimo, somente sabe essa dor de um ente querido que partiu ,
    quem passa pela experiência.!
    Por isso chore o quanto deva chorar, pois perderemos todos que amamos.
    Isso é um fato real da vida.
    Mas, depois do choro – reconcilie-se com a sua própria morte.
    temos uma esperança, que nos foi dada por Nosso senhor Jesus Cristo.
    Ele venceu a morte.
    Ele nos mostrou que há outra vida depois desta.
    Não uma vida como os espiritas pensam, mas uma vida em Deus.
    Deus nos criou para sermos felizes. E isto não sou eu somente que te falo,
    são os grandes pensadores de várias épocas da linha do tempo que nos deixaram escritas essas certezas.
    Fomos criados para ser feliz !
    Com certeza, Deus que supera toda a bondade não nos deixaria num limbo de emoções depois da morte.
    Ele tem várias moradas.
    E prepara algo para os que o amam, coisa que nenhum olho viu ou coisa que alguém escutou.
    Creia, nesse Deus, que te ama…que veio ao mundo para mostrar que o
    Pai todo poderoso se preocupa com seus filhos….
    Você nunca está só!
    Creia No amor de Deus e se sinta protegido por esse amor.
    Não tenhas medo !


  381. Cardeal,

    Não posso concordar com tudo que escreveu, como disse não acredito na Imortalidade da Alma, ja coloquei aqui o texto claro em que Paulo diz que seremos transformados na 2º vinda de Cristo, nos tornaremos imortais, mas enfim essa é a sua concepção e vou respeita-la.

    O PÓ volte à terra de onde veio, e o ESPÍRITO [fôlego de vida] volte a Deus, que o deu”. Eclesiastes 12:7

    Eis que eu lhes digo um mistério: NEM TODOS DORMIREMOS, mas TODOS SEREMOS TRANSFORMADOS, num momento, num abrir e fechar de olhos, AO SOM DA ÚLTIMA TROMBETA. Pois a trombeta soará, OS MORTOS RESSUSCITARÃO incorruptíveis, e NÓS SEREMOS TRANSFORMADOS. Pois é necessário que aquilo que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e O QUE É MORTAL, DE IMORTALIDADE”. I Coríntios 15:51-53

    Ao som da ultima trombeta, ou seja, na segunda vinda de Cristo, está escrito.

    Agora no que diz respeito ao Purgatorio, me mostra em que lugar a Biblia fala a respeito do Purgatorio, descreva a passagem biblica.

    Você diz que a pessoa peca aqui e se purifica no purgatorio? Onde a Biblia descreve isso?

    Ninguem pode ver a Deus em toda sua Gloria e plenitude, a Biblia nos ensina isso, portanto as passagens que você colocou aqui, aparentemente apresentam um outro contexto, são pessoas em momento de revelações.

    Em Êxodo 33:20, Deus declara: “Não me poderás ver a face, porquanto homem nenhum verá a minha face e viverá.”

    Fico aguardando as passagens biblicas sobre o purgatorio.


  382. em 25/01/2013 at 10:52 CRD. Raphael.

    Minha jovem Cristã.
    Fico contente por você tão rápido me escrever.
    Na verdade não quero aqui debater com você sobre questão teologal.
    Mas, me veio aos pensamentos algo que nesse caso se referi muito bem.

    MEU POVO SOFRE PELA FALTA DE ENTENDIMENTO.

    Sabe Cristã, não sei vosso seguimento de religião.E na verdade não me interesso muito.
    Só sei que tais pensamentos …são pensamentos que foram aceitos por vocçÊ como verdade.
    Mas, infelizmente não são verdadeiros.
    Em algum momento alguém não preparado com doutrina de formaçção plantou essa semente em seu pensamento e seu coração.
    Eu sei que há muitos Pastores de boa vontade.
    Mas, sem formação…não se pode ensinar corretamente.

    MEU POVO SOFRE PELA FALTA DE ENTENDIMENTO.!!!

    Sua pergunta de querer saber onde está o purgatório na biblia, é infelizmente cheia de preconceito e ira velada.
    Nós da igreja universal, as enfrentamos muitas vezes nesses dois mil anos
    Sua perguntas já foram respondidas continuamente ,aproximadamente á 2000 anos.

    Eu sei que essa pergunta, não nasceu de vosso coração.Foi de outra pessoa que disse e plantou a semente.
    (pergunte ao católico onde está o purgatório)
    Como disse , são pessoas despreparadas.

    MEU POVO SOFRE PELA FALTA DE ENTENDIMENTO.

    Mas, como toda pergunta tem que tem uma resposta,
    deixo vos aqui alguns exemplos.
    caso queira questionar sobre quaisquer uma delas, estou a vossa inteira disposição.

    A Palavra de Deus nos ensina que somente aqueles que estão puros, ou seja justificados, podem herdar a vida eterna e consequentemente terem acesso à visão beatífica de Deus ( Sl 14 ; Hb 12, 22-23 ; Mt 5,8 ). Infelizmente, também é verdade, pouquíssimos cristãos partem desta vida totalmente reconciliados com Deus e com os irmãos. O Senhor vem então, em socorro de nossas fraquezas, com sua misericórdia, permitindo que aqueles que estão destinados ao céu, ou seja que procuraram pautar suas vidas pela mensagem e vivência evangélica, mas que ainda carregam em si algumas imperfeições e pecados possam ser purificados, de algum modo, após a morte. O purgatório é portanto, uma exigência da razão e mesmo da caridade de Deus por nós. Hoje, infelizmente, muitos negam a realidade do purgatório, afirmando que o mesmo não se encontra na Bíblia. O termo “purgatório” não existe na Bíblia, mas a realidade, o conceito doutrinário deste lugar de purificação existe. Examinemos:

    “Todo o que tiver falado contra o Filho do homem será perdoado. Se, porém, falar contra o Espírito Santo, não alcançará perdão nem neste mundo, nem no mundo vindouro.” ( Mt 12, 32).

    O pecado contra o Espírito Santo, ou seja a pessoa que recusa de todas as maneiras os caminhos da salvação, não será perdoado nem neste mundo, nem no mundo futuro. Acena o Senhor Jesus neste trecho implicitamente, que há pecados que serão perdoados no mundo futuro, i. é após a morte. Ver também Mc 3, 29;

    “Mas, se o tal administrador imaginar consigo: ‘Meu senhor tardará a vir’. E começar a espancar os servos e as servas, a comer, a beber e a embriagar-se, o senhor daquele servo virá no dia em que não o esperar (…) e o mandará ao destino dos infiéis. O servo que, apesar de conhecer a vontade de seu senhor, nada preparou e lhe desobedeceu será açoitado com numerosos golpes. Mas aquele que, ignorando a vontade de seu senhor, fizer coisas repreensíveis será açoitado com poucos golpes. Porque, a quem muito se deu, muito se exigirá. Quanto mais se confiar a alguém mais se há de exigir.” ( Lc 12, 45-48).

    Nesta parábola o administrador é o ministro da Igreja ( quatro versículos acima Pedro pergunta ao mestre: “Senhor é para nós que estás contando esta parábola?” Ao que Jesus responde: “Qual é então Pedro, o administrador fiel que o Senhor constituirá sobre todo o seu pessoal?”). Pois bem, o ministro de Deus que for infiel, receberá a visita do seu senhor “no dia em que não o esperar” (dia de sua morte). E o Senhor o “mandará ao destino dos infiéis” ( inferno ). Porém a parábola acena que haverá outros tipos de administradores, e outros tipos de destino. Aquele que conhece a vontade de Deus mas não se preparou como convinha para a sua volta, será açoitado “com numerosos golpes”. Aquele que ignora a vontade de seu Senhor, e fizer coisas repreensíveis será açoitado com “poucos golpes”. Portanto após a morte dos administradores da casa de Deus, uns serão condenados ao inferno, outros serão punidos, uns mais, outros menos, conforme o merecimento de cada um, mas não compartilharão o “destino dos infiéis”. Após a morte, portanto, haverá de haver algum lugar ou “estado” onde os administradores pouco fiéis haverão de ser purificados.

    “Ora , quando fores com o teu adversário ao magistrado, faze o possível para entrar em acordo com ele pelo caminho, a fim de que ele não te arraste ao juiz, e o juiz te entregue ao executor, e o executor te ponha na prisão. Digo-te: não sairás dali, até pagares o último centavo.”( Lc, 12, 58-59).

    Nesta parábola o Senhor Jesus ensina que, enquanto estivermos nesta vida devemos ter sempre uma atitude de reconciliação com os nossos irmãos de caminhada. Devemos sempre entrar “em acordo” com o próximo, pois caso contrário, ao fim da vida seremos entregues ao juíz ( Deus ), que por sua vez nos entregará ao executor ( seu anjo ) e este nos colocará na prisão ( purgatório), dali não sairemos até termos pago à justiça divina toda nossa dívida, “até o último centavo”. Mas um dia haveremos de sair. A condenação neste caso não é eterna. Ver também Mt 5, 21-26 e 18, 23-35.

    “Eu porém vos digo: todo aquele que se encolerizar contra o seu irmão terá de responder no tribunal. Aquele que chamar a seu irmão: ‘cretino’, estará sujeito ao julgamento do Sinédrio. Aquele que lhe chamar: ‘louco’, terá de responder na geena de fogo (…) Assume logo uma atitude reconciliadora com o teu adversário, enquanto estás a caminho, para não acontecer que o adversário te entregue ao juiz e o juiz ao oficial de justiça e, assim, sejas lançado na prisão. Em verdade te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo” ( Mt 5,22.25-26).

    Jesus nos ensina que a ira contra nossos irmãos e as ofensas que a eles fizermos, merecem toda a reprovação por parte do Pai celeste. Ao chamarmos nosso irmão de “louco” teremos de responder na geena de fogo. O fogo sempre foi, em todos os tempos, e também na Bíblia um símbolo de purificação. Evidente que ninguém é condenado ao inferno para todo o sempre, somente porque chamou o seu próximo de “louco” ( senão todos estaríamos condenados ). A chave deste ensinamento, se encontra na conclusão deste discurso de Jesus: serás lançado na prisão ( nesta “geena de fogo” ), e dali não se sai “enquanto não pagar o último centavo”.

    “Quanto ao fundamento, ninguém, pode pôr outro diverso daquele que já foi posto: Jesus Cristo. Agora, se alguém edifica sobre este fundamento, com ouro, ou com prata, ou com pedras preciosas, com madeira, ou com feno, ou com palha, a obra de cada um aparecerá. O dia ( do julgamento ) demonstra-lo-á. Será descoberto pelo fogo; o fogo provará o que vale o trabalho de cada um. Se a construção resistir, o construtor receberá a recompensa. Se pegar fogo, arcará com os danos. Ele será salvo, porém passando de alguma maneira através do fogo”( I Cor 3, 10-15).

    Paulo fala dos pregadores do Evangelho, que haveriam de edificar a Igreja sobre os alicerces lançados por ele durante suas viagens missionárias. Uns edificariam com muito zelo ( com ouro, prata e pedras preciosas), outros seriam porém, pouco zelosos ( edificando com madeira ), outros seriam negligentes ( edificando a Igreja com feno ou palha ). De qualquer forma o “dia do Julgamento” demonstraria o que “vale o trabalho de cada um”. Se a construção resistir, isto é se o ministro edificou com amor : “o construtor receberá a recompensa”. Se o ministro foi pouco zeloso pela Igreja : “arcará com os danos”. Porém ele será salvo apesar de tudo. Como? Sendo purificado, ou seja, “passando de alguma maneira através do fogo”, isto é, após o dia do julgamento particular, alguns ministros de Deus deverão ser purificados devido ao pouco zelo com as coisas da Igreja de Deus.

    “Pois também Cristo morreu uma vez pelos nossos pecados(…) padeceu a morte em sua carne, mas foi vivificado quanto ao espírito. É neste mesmo espírito que ele foi pregar aos espíritos que eram detidos na prisão, aqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes (…) Por isto foi o Evangelho pregado também aos mortos; para que, embora sejam condenados em sua humanidade de carne, vivam segundo Deus quanto ao espírito.” ( I Pe 3, 18-19 ; 4, 6 )

    Esta “prisão” ou “limbo dos antepassados”, onde os espíritos dos antigos estavam presos, e onde Jesus Cristo foi pregar durante o Sábado Santo, é figura do purgatório. Com efeito, o texto menciona que Cristo foi pregar “aqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes”. Temos portanto um lugar onde as almas dos antepassados aguardavam a salvação. Não é um lugar de tormento eterno, portanto não é o inferno. Não é um lugar de alegria eterna na presença de Deus, portanto ainda não é o céu. Mas é um lugar onde os espíritos aguardavam a salvação. Salvação e purificação comunicada pelo próprio Cristo. Por isto declara o apóstolo foi o “Evangelho pregado também aos mortos(…) para que vivam segundo Deus quanto ao espírito”.

    “De outra maneira, que intentam aqueles que se batizam em favor dos mortos ? Se os mortos realmente não ressuscitam, por que se batizam por eles? ” ( I Cor 15,29 )

    Paulo cita aqui, uma prática cuja índole na verdade desconhecemos. Segundo alguns estudiosos, os primeiros cristãos preocupados com a sorte eterna de seus pais ou avós que não haviam conhecido o Evangelho, e consequentemente não puderam ser batizados, praticavam algum rito ou oração para que seus parentes ganhassem de alguma forma a salvação, “batizando-se” em lugar deles. O apóstolo Paulo não condena este “batismo” pelos falecidos , antes, lança mão justamente dele como argumento precioso da fé dos cristãos na ressurreição geral dos mortos. De fato, esta prática demonstra a preocupação dos primeiros cristãos com relação à salvação de seus pais, antepassados e amigos, traduzida em algum rito ou oração pelos mortos, por nós hoje desconhecida. A oração pelos mortos aliás, era uma prática constante entre os primeiros cristãos, como atestam ainda hoje inscrições em numerosos túmulos e arcas funerárias cristãs daqueles primeiros tempos.

    “Em seguida, fez uma coleta, enviando a Jerusalém cerca de dez mil dracmas, para que se oferecesse um sacrifício pelos pecados: belo e santo modo de agir, decorrente de sua crença na ressurreição, porque, se ele não julgasse que os mortos ressuscitariam, teria sido vão e supérfluo rezar por eles. Mas, se ele acreditava que uma bela recompensa aguarda os que morrem piedosamente, era esse um bom e religioso pensamento; eis porque ele pediu um sacrifício expiatório para que os mortos fossem livres de suas faltas” ( II Mac 12, 43-46)

    O general Judas Macabeu ( 160 AC ), herói do povo judeu, faz uma grande coleta e a envia para Jerusalém, para que os sacerdotes ofereçam um sacrifício de expiação pelos pecados de alguns soldados mortos. Fica claro no texto que os judeus oravam pelos seus mortos e por eles ofereciam sacrifícios. Fica claro também que os sacerdotes hebreus já naquele tempo aceitavam e ofereciam sacrifícios em expiação dos pecados dos falecidos. E que esta prática estava apoiada sobre a crença na ressurreição dos mortos. Subentende este texto que as almas dos soldados mortos, estavam em algum local ou “estado” de purificação, pois se estivessem nos céus, as oração dos vivos eram desnecessárias, e se, por outro lado estivessem no inferno, toda oração seria inútil. E como o livro dos Macabeus pertence ao cânon dos livros inspirados, aqui também está uma base bíblica para a oração em favor dos falecidos.

    O cristão, que não ora pelos seus mortos, comete pecado contra a caridade que devemos ter para com os nossos irmãos falecidos, conforme o ensino bíblico: “Dá de boa vontade a todos os vivos, e não recuses este benefício a um morto” ( Eclo 7,37 )


  383. Cardeal,

    Você esta se referindo a Eclesiastes nessa passagem?

    Dá de boa vontade a todos os vivos, e não recuses este benefício a um morto” ( Eclo 7,37 )

    Eclesiastes 7 vai até o 28 não tem o 37.

    Todas as passagens que vc colocou aqui tem um vies interpretativo, você coloca a passagem e interpreta em cima dela, eu acho que esse é o maior erro das religiões e o motivo das divergencias. Qualquer um pode pegar a passagem e interpretar da maneira que melhor lhe convier.

    Prefiro ler a Bíblia no seu contexto, considerando o contexto a passagem abaixo por exemplo:

    De outra maneira, que intentam aqueles que se batizam em favor dos mortos ? Se os mortos realmente não ressuscitam, por que se batizam por eles? ” ( I Cor 15,29 )

    Você esqueceu de colocar o contexto, que inicia lá no versículo 12, explicando todo o processo da nossa ressurreição.
    Vou colocar aqui a partir do 20.

    20- mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem.
    21 -Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem.
    22- Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo.
    23-Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda.

    24 -Depois virá o fim, quando tiver entregado o reino a Deus, ao Pai, e quando houver aniquilado todo o império, e toda a potestade e força.
    25- Porque convém que reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés.
    26-Ora, o último inimigo que há de ser aniquilado é a morte.
    27- Porque todas as coisas sujeitou debaixo de seus pés. Mas, quando diz que todas as coisas lhe estão sujeitas, claro está que se excetua aquele que lhe sujeitou todas as coisas.
    28 -E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o mesmo Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.
    Doutra maneira, que farão os que se batizam pelos mortos, se absolutamente os mortos não ressuscitam? Por que se batizam eles então pelos mortos?
    1 Coríntios 15:20-29

    Analisando tudo, percebe se que o contexto é bem diferente.

    Quero deixar uma coisa bem clara a você CRD Rafhael, eu estudo sozinha, não tem nenhum pastor comigo participando das minhas respostas, elas são minhas, única e exclusivamente, respondo conforme o meu entendimento.

    De novo repito que a logica utilizada para a sua defesa ao purgatório, são interpretativas, o que causa muitos debates a respeito e discordo com elas.

    Não interpreto a Bíblia, porque ja disse e vou repetir, interpretações bíblicas devem ser guiadas pelo ESPIRITO SANTO, pois ele é o único interprete de confiança.

    Estou na busca constante da comunhão com Deus para que o Espirito SANTO me mostre a verdade nas palavras escritas na Bíblia.

    Abraços


  384. em 25/01/2013 at 12:42 CRD. Raphael.

    Se realmente lesse o texto dentro do contexto, não estaria tão equivocada sobre esse tema.
    De novo repito;
    MEU POVO SOFRE PELA FALTA DE ENTENDIMENTO.
    Que mais há de lhe dizer?
    Se você já optou pelo erro.!


  385. em 25/01/2013 at 17:53 Anônimo

    Cardeal, vossa santidade compra ideias. Tem que pedir sabedoria da Deus.
    Não tem purgatório eu prego e provo dentro das escrituras sagradas.
    Tenho um texto que fiz sobre este assunto e o fiz durante vários dias.
    Eu não gosto só de escrever eu gosto de mostrar dentro das escrituras sagradas.
    A melhor bíblia de Estudo Católica é a de jerusalém ou teb, mas a de Jerusalém é muito boa.
    Abra um outro e-mail e mande para mim que eu mando o texto para o senhor.
    Mas estás enganado, eu estudei e provo.
    O senhor está super errado.
    Eu não quero que o Senhor morra sem entender esta questão.


  386. Será que sou eu a equivocada?

    Você sabe que estamos em um mundo com varias Teologias e porque todos se respeitam? Simplesmente porque todas as Teologias são interpretativas o que não as tornam Verdade.

    É Lógico que me refiro as religiões sérias e por conta disso é muito dificil encontrar alguma que pregue realmente 100% do que está escrito.

    Não me iro com sua defesa a essa Teologia, me entristeço apenas, sempre pedi para que tentasse esquecer a Teologia e colocar aqui a sua percepção pessoal, mas você sempre me respondeu que não consegue se disvincular e acho isso uma pena.

    Tento aqui me disvincular ao maximo da Teologia que tive desde que nasci, para entender as Escrituras da minha maneira, ou melhor, da maneira que Deus tem revelado a mim, gostaria que fizesse o mesmo.

    Poderia dizer o que penso a respeito da Teologia que você segue, mas de que adiantaria? No que isso agregaria? é a Teologia que você conhece e aceita como verdade na sua vida.

    Repito, gostaria que você estudasse sem vinculos a sua Teologia, que nos desse uma opinião sua, daquilo que você vê e não a opiniao de San Agostinho, San Frederico, San Antonio, ou qualquer que seja o outro San…
    Queria poder compartilhar com você a sua opinião, a sua visão.

    Infelizmente considero o mesmo de você.

    você já optou pelo erro.!
    Que mais posso lhe dizer?


  387. Meu PROLIXO: NÃO COMPLETEI PORQUE ONTEM NO MEU BARRACO ENTRAM CINCO RATOS PEQUENOS E SUA MÃE ENORME UMA RATAZANA:
    O QUE OCORRE COM O SER HUMANO QUANDO MORRE

    Foto de corpos incorruptos da Igreja Católica – Santa Bernadete de Lourdes – França

    Desde os tempos remotos da civilização humana, questiona-se o que ocorre após a morte. Para o naturalista britânico Charles Darwin, que escreveu o livro “A Origem Das Espécies” no qual apresentou a “Teoria Da Evolução”. Nas suas pesquisas a vida alinha-se através da evolução e cessa ao pararmos de respirar e nossa continuação, depende da nossa genética continuará existindo nos nossos descendentes através de nossos traços o que os cientistas dizem memória celular, detectada recentemente nos transplantados, que constam em nosso DNA. Se o ser humano em vida não tiver gerado suas raízes humanas, após pararmos de respirar “Tudo Acaba”. Nunca mais teremos a nossa consciência, nem neste mundo, nem em um mundo espiritual.
    Este é o veredito da ciência.
    Pensar que ao morremos tudo acaba é algo apavorante para a mente humana.
    Imagine que você após morrer, não existirá mais. Só continuará se você for uma pessoa famosa, deixará somente suas histórias de vida, que será contada de geração a geração.
    Caso contrário ficará no esquecimento eterno é um produto da evolução vence quem é o mais forte na parte física e sendo nós seres racionais permaneceremos nas belas obras que fizemos em vida.
    Raciocinar, que não mais faremos parte deste contexto lindo que é a vida. Nos deixa sem expectativas ao pensarmos na morte.
    Em mim causa um desespero muito grande.
    E em você?
    Quando perdemos alguém que amamos a primeira preocupação é para onde ele foi?
    Procuramos então, entender o mecanismo da vida, de cada ser humano, nosso corpo é algo tão complexo e magnífico da engenharia genética , o mundo animal, a flora, o cosmo e notamos que está tudo interligado e na mais bela harmonia na cadeia alimentar das espécies. Se o homem não respeitar a harmonia do bioma do eco sistema, surge o desequilíbrio a ponto de causar extinção do planeta em sim.
    A partir deste momento, começamos ver que existe um Criador. Como pode um planeta como a terra que contém vida animal racional e irracional, vida vegetal e tudo se conectar perfeitamente bem.
    Será que tudo surgiu de uma grande explosão no cosmo?
    Somos todos produtos do acaso?
    A pergunta que se faz é:
    Quem está atrás desta criação?
    Então o homem finaliza suas indagações com a existência de um “Deus”.
    Começa a esperança humana, que se há um “Deus”, após a morte deverá existir uma continuação de nossa vida. Nasce então à crença da vida eterna ou vida após a morte, baseada em um “Deus”.
    Mas o Deus que criou todas as coisas e deu ao mundo Jesus Cristo, nos fala muito deste nosso estado de uma forma muito clara no seu extraordinário livro a Bíblia Sagrada.
    Neste tempo que vivemos há dois estados , há considerar-se que o ser humano permanece, após a vida:
    O primeiro é que Jesus Cristo, quando refere-se à morte ele diz que é um sono e ficamos esperando a RESSURREIÇÃO DOS MORTOS.
    Verificaremos as passagens abaixo:
    Evangelho de Lucas 8: 40, 41, 42, 49, 50,51, 52, 53, 54, 55
    Res