Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Peshitta Tanakh’

[texts] [Old Testament in Syriac]
Peshitto Version
Downloads: 72

 

Peshitta Tanakh – Antigo Testamento em aramaico. Impresso em Londres, 1913, e publicado pela Trinitarian Bible Society

Obs.: Dica do Allan, em um comentário de um post anterior.

Read Full Post »

O texto conhecido como Awzar Raze (ܐܘܨܪ ܐܪܙܐ), ou O Armazém dos Mistérios (também Depósito de Mistérios, latim: Horreum Mysteriorum), escrito por Bar Hebreus em 1277-78 A.D., é composto por comentários sobre toda a Biblia, Antigo e Novo Testamento. Usando como base o texto da Peshitta, o autor compara as passagens bíblicas com outras versões da bíblia aramaica, comentando sobre as diferenças gramaticais entre cada uma. Bar Hebreus também traz  comentários exegéticos e doutrinais, compilados de autores e Pais da Igreja anteriores a ele,  junto com seus próprios comentários.

O texto nunca foi publicado de forma completa. O que temos são publicações de  porções do comentário por diferentes autores, principalmente por pesquisadores como parte de teses de doutorado.

Mas, felizmente, o Centro Para a Preservação de Textos Religiosos Antigos, da Universidade de Brigham (CPART/BYU – Center for the Preservation of Ancient Religious Texts/Brigham Young University) disponibilizou em sua biblioteca digital um manuscrito completo que contêm este trabalho. A biblioteca digital tem duas seções principais: uma é chamada Brown Collection, e que inclui manuscritos microfilmados que pertencem ao monastério de São Marcos, em Jerusalem. O manuscrito que contêm os comentários de Bar Hebreus está numerado como SMC 3-4. A outra, Syriac Books, possui publicações,  incluindo um livro de W. E. Carr com a porção dos comentários de Bar Hebreus sobre os Evangelhos.

Apresento abaixo a tradução do comentário sobre Marcos 1:1-6, retirado do manuscrito SMC 3-4, referido acima. É importante, antes, observarmos o seguinte: a versão da bíblia que Bar Hebreus denomina Grego, é (provavelmente) a tradução que Philoxeno de Mabug fez da bíblia grega para o aramaico no início do século VI, e portanto é bastante posterior à Peshitta. O autor procura apresentar as diferenças gramaticais entre a tradução de Philoxeno e a Peshita, principalmente no que diz respeito à acentuação e pronúncia das palavras no aramaico.  Para uma melhor compreensão e fluidez do texto traduzido, coloquei entre colchetes [ ] palavras que não constam no texto aramaico, mas são inferidas por mim. Entre parênteses ( ) os comentários referentes à gramática.

Este texto fará parte de um projeto que comecei a desenvolver já há algum tempo, e que pretendo publicar em meu outro blog, Textos Aramaicos (blog dedicado exclusivamente aos textos que estou traduzindo para a língua portuguesa). Este projeto se chama Comentários Bíblicos na Tradição Aramaica, e que será uma compilação de comentários em aramaico sobre a bíblia. Num primeiro momento, estou coletando os comentários sobre o Evangelho de Marcos.

Aqui, não posso deixar de agradecer ao diretor do CPART/BYU, que gentilmente permitiu-me utilizar do material oferecido pelo site para este projeto, material este que é de fundamental importância para todos os que desejam estudar sobre a tradição e cultura aramaica em qualquer de seus ramos.

Vou apresentar primeiro o versículo bíblico de acordo com a Peshitta, depois o comentário de Bar Hebreus.

Marcos 1:1

Peshitta:

ܪܫܐ ܕܐܘܢܓܠܝܘܢ ܕܝܫܘܥ ܡܫܝܚܐ ܒܪܗ ܕܐܠܗܐ

O início do Evangelho de Yeshua* o Messias, o filho de Deus.

Bar Hebreus

ܪܫܐ ܕܐܘܢܓܠܝܘܢ ܕܝܫܘܥ ܡܫܝܚܐ ܗ ܕܥܡܕܐ ܐܝܬܘܗܝ ܪܫܐ ܕܐܘܢܓܠܝܘܢ ܐܟܡܐ ܕܡܪܩܘܤ ܛܟܤ ܝܕܝܥܐ ܡܢ ܗܝ ܕܡܢ ܩܕܡ ܕܢܥܡܕ ܡܪܢ ܠܐ ܐܟܪܙ ܐܦܠܐ ܤܒܪ܂ ܡܢ ܒܬܪ ܕܥܡܕ ܘܐܬܢܤܝ ܫܪܝ ܠܡܐܡܪ܂ ܬܘܒ ܩܪܒܬ ܠܗ ܡܠܟܘܬܐ ܕܫܡܝܐ܂ ܘܩܕ ܒܤܝܠܝܘܤ ܐܡܪ܂ ܕܗܘ ܡܪܩܘܤ ܠܘܩܕܡ ܐܬܚܫܚ ܒܫܡܐ ܗܢܐ ܕܐܘܢܓܠܝܘܢ ܘܝܕܝܥܐ ܗܕܐ ܡܢ ܗܝ ܕܬܠܬܐ ܐܘܢܓܠܤ[ܬܐ] ܐܚܪܢܐ ܠܐ ܐܬܕܒܪܘܗܝ܂

O início do Evangelho de Yeshua o Messias. Obs.: que o batismo é o início do Evangelho de acordo com o arranjo de Marcos, é sabido disso: que antes de nosso Senhor ser batizado, ele não pregou nem anunciou [algo]. Mas após o batismo, e ser tentado, ele começou a dizer: arrepende-te, o reino dos céus aproxima-se. E São Basílios disse que este Marcos usou primeiro este termo, do Evangelho, e sabemos este [fato] por isto: os outros três evangelistas não fizeram uso dele**.

Marcos 1:2

Peshitta

ܐܝܟ ܕܟܬܝܒ ܒܐܫܥܝܐ ܢܒܝܐ ܕܗܐ ܡܫܕܪ ܐܢܐ ܡܠܐܟܝ ܩܕܡ ܦܪܨܘܦܟ ܕܢܬܩܢ ܐܘܪܚܟ

Como está escrito em Eshaia o profeta: Eis que estou enviando o meu mensageiro ante a tua face, o qual irá preparar o teu caminho.

Bar Hebreus

ܐܝܟ ܕܟܬܝܒ ܒܐܫܥܝܐ ܢܒܝܐ܂ ܐܝܟ ܕܩܕܡ ܟܬܝܒ ܒܢܒܝܐ ܗ ܒܐܫܥܝܐ ܘܒܡܠܐܟܝ܂ ܒܐܫܥܝܐ ܡܢ ܩܠܐ ܕܩܪܐ ܒܡܕܒܪܐ܂ ܒܡܠܐܟܝ ܕܝܢ ܗܐ ܐܢܐ ܡܫܕܪ ܐܢܐ ܡܠܐܟܝ ܩܕܡ ܦܪܨܘܦܟ ܕܢܬܩܢ ܒܦܬܚ ܢܘܢ ܐܘܪܚܟ܂

Como está escrito em Eshaia o Profeta. Assim primeiro foi escrito nos Profetas. Obs.: em Eshaia e em Malaqui. Em Eshaia: a voz que clama no deserto. Então em Malaqui: eu estou enviando o meu mensageiro ante a tua face, o qual irá preparar (nun com petokho) o teu caminho.

Marcos 1:3

Peshitta

ܩܠܐ ܕܩܪܐ ܒܡܕܒܪܐ ܛܝܒܘ ܐܘܪܚܗ ܕܡܪܝܐ ܘܐܫܘܘ ܫܒܝܠܘܗܝ

A voz que clama no deserto: Preparem o caminho do SENHOR, e endireitem suas estradas.

Bar Hebreus

ܩܠܐ ܕܩܪܐ ܒܡܕܒܪܐ ܗ ܩܠܐ ܐܬܩܪܝ ܝܘܚܢܢ܂ ܒܗܝ ܕܥܠ ܡܠܬܐ ܡܫܝܚܐ ܐܠܗܐ ܒܕܩ ܡܢ ܓܝܪ ܩܠܐ ܡܬܒܕܩܐ ܡܠܬܐ ܕܟܤܝܐ ܒܢܦܫܐ܂ ܘܐܫܘ ܒܦܬܚ ܘܐܘ ܫܒܝܠܘܗܝ ܝܘܢܝܐ ܐܪܨܐ ܥܒܕܘ ܫܒܝܠܐ ܕܐܠܗܐ ܕܠܢ܂

A voz que clama no deserto. Obs.: Yukhanan é chamado a Voz, pois ele declarou a Palavra [do] Messias [e] Deus. Pois pela voz torna-se conhecida a palavra que está escondida na alma. E endireitem (wau com petokho) suas estradas. Grego: façam retas as estradas do nosso Deus.

Marcos 1:5 (Bar hebreus não comenta todos os versos bíblicos)

Peshitta

ܘܢܦܩܐ ܗܘܬ ܠܘܬܗ ܟܠܗ ܟܘܪ ܕܝܗܘܕ ܘܟܠܗܘܢ ܒܢܝ ܐܘܪܫܠܡ ܘܡܥܡܕ ܗܘܐ ܠܗܘܢ ܒܝܘܪܕܢܢ ܢܗܪܐ ܟܕ ܡܘܕܝܢ ܒܚܛܗܝܗܘܢ

E saía em direção a ele toda a região de Yehuda e todos os filhos de Urishlim, e ele batizava-os no Yordanan o rio, enquanto  confessavam em seus pecados.

Bar Hebreus

ܘܢܦܩܐ ܗܘܬ ܠܘܬܗ ܟܠܗ ܟܘܪ ܒܥܨܨ ܟܦ ܡܩܫܝܬܐ ܝܘܢܝܐ ܟܘܪܐ ܒܙܟܦ ܟܦ ܡܪܟܟܬܐ ܘܦܬܚ ܪܫ ܘܡܥܡܕ ܗܘܐ ܠܗܘܢ ܒܝܘܪܕܢܢ ܢܗܪܐ ܟܕ ܡܘܕܝܢ ܒܚܛܗܝܗܘܢ ܗ ܡܢ ܗܪܟܐ ܝܕܝܥܐ ܕܐܠܨܝܬܐ ܐܝܬܝܗ ܡܘܕܝܢܘܬܐ ܠܡܗܝܡ

E saía em direção a ele toda a região (caph com esoso qushaia). Grego: a região (caph com zeqofo rukakha, rish com petokho). E ele batizava-os no Yordanan o rio, enquanto  confessavam em seus pecados. Obs.: com isso nós sabemos que é urgente a confissão para o fiel.

Marcos 1:6

Peshitta

ܗܘ ܕܝܢ ܝܘܚܢܢ ܠܒܝܫ ܗܘܐ ܠܒܘܫܐ ܕܤܥܪܐ ܕܓܡܠܐ ܘܐܤܝܪ ܗܘܐ ܥܪܩܬܐ ܕܡܫܟܐ ܒܚܨܘܗܝ ܘܡܐܟܘܠܬܗ ܐܝܬܝܗ ܗܘܬ ܩܡܨܐ ܘܕܒܫܐ ܕܒܪܐ

Mas ele, Yukhanan, estava vestido com uma roupa de pêlo de camelos e um cinto de couro cingido em sua cintura, e sua comida era ‘qamtsa’*** e mel do campo.

Bar Hebreus

ܕܤܥܪܐ ܕܓܡܠܐ ܒܪܒܨ ܠܡܕ ܝܘܢܝܐ ܡܙܩܦ ܠܡܕ܂ ܘܐܤܝܪ ܗܘܐ ܥܪܩܬܐ ܒܪܒܨ ܥܐ ܘܦܬܚ ܪܫ ܕܡܫܟܐ ܒܚܨܘܗܝ ܝܘܢܝܐ ܥܠ ܟܤܤܬܗ ܒܙܩܦ ܤ ܘܩܘܫܝ ܬܘ܂ ܩܡܨܐ ܘܕܒܫܐ ܕܒܪܐ ܒܦܬܚ ܒܝܬ܂

De pêlo de camelos (lâmad com reboso). Grego: lâmad com zeqofo. E um cinto cingido (ee com reboso e rish com petokho). De couro em sua cintura. Grego: sobre seus lombos (com zeqofo em semkat e qushaia no tau). Qamtsa e mel do campo (com petokho no bit).

Notas sobre a tradução:

* Coloquei os nomes de pessoas e lugares como são pronunciados em aramaico, de acordo com a Peshitta Interlinear de Paul Younan. Mas não tenho certeza se isto ficará adequado para o projeto inteiro, e provavelmente, no futuro, vou utilizar os nomes em português.

** Bar Hebreus, citando São Basílio, se refere aqui à palavra ‘Ewangelion’, de origem grega, e que é usada apenas em Marcos 1:1. O restante do Evangelho de  Marcos, e os outros três evangelistas, usam a palavra sbarta, de origem aramaica, e que significa mensagem, novas, novidades, notícia, e também é um sinônimo de Evangelho, etc.

*** ‘qamtsa’ pode ser tanto gafanhoto como pastinaca (cheruvia), que é um tipo de raíz. Não está claro para mim a qual o texto se refere.

Continua aqui.

A voz que clama no deserto. Obs.: João é chamado a Voz, pois ele declarou a Palavra [do] Messias [e] Deus. Pois pela voz torna-se conhecida a palavra que está escondida na alma. E endireitem (wau com petokho) suas estradas. Grego: façam retas as estradas do nosso Deus.

Read Full Post »

Esta é a edição da Peshitta Tanakh – Antigo Testamento em aramaico, publicada em Mossul pelos padres Dominicanos em 1887, em dois volumes.

Visualização e Download: Biblia sacra iuxta versionem simplicem quae dicitur Pschitta  Mausili : Typis Fratrum Praedicatorum

Para mais informações sobre o que é a Peshitta Tanakh, você pode clicar aqui.

Read Full Post »

Pentatevchvs Syriace

capa

Sipra d'berita - manhã da criação: Gênesis.

Gênesis 1:1-11

Download: aqui.

Este é o Pentateuco (5 primeiros livros do Antigo Testamento) em aramaico, com o mesmo texto da Peshitta Tanakh. A escrita utilizada é o Serto.

Os scans das páginas não estão muito bons, mas é possível ter uma idéia do conteúdo.

Read Full Post »

Vetus Testamentum Syriace

[texts] Vetus Testamentum Syriace
Book digitized by Google
Keywords: western; syriac; aramaic; old testament
Downloads: 30

Esta é a Peshitta Tanakh – Antigo Testamento em Aramaico, na edição de Samuel Lee para a British and Foreign Bible Society. Interessante notar que a edição original de 1823  continha o Salmo 151, mas que foi cortado de edições posteriores pois não está no canon protestante.

A escrita utilizada é o Serto.

Read Full Post »

Translatio Syra Pescitto Veteris Testamenti Ex Codice Ambrosiano Sec. Fere VI.

Visualização: clique aqui, e se perguntado por Username/Password, utilize any/any. Parece que este link não funciona mais. Tente o link abaixo:

Download: clique aqui. (530 MB)

Esta é a edição em facsímile do Codex Ambrosiano, um manuscrito da Peshitta Tanakh datado como sendo do século VI. Contêm todos os livros canônicos e alguns considerados ‘apócrifos’. Interessante notar que consta uma versão do livro VI de Guerra dos Judeus, de Flávio Josephus.

Editor: Antonio Maria Ceriani.

Conteúdo:

Praefatio  — p. vii
Genesis — p. 2
Exodus — p. 30
Leviticus — p. 57
Numbers — p. 77
Deuteronomy — p. 109
Job — p. 130
Joshua — p. 143
Judges — p. 156
1 Samuel — p. 170
2 Samuel — p. 189
Psalms — p. 205
1 Kings — p. 235
2 Kings — p. 254
Proverbs — p. 272
Wisdom — p. 283
Qohelet — p. 292
Song of Songs — p. 296
Isaiah — p. 298
Jeremiah — p. 323
Lamentations — p. 356
Epistle of Jeremiah — p. 363
Epistle of Baruch — p. 364
Baruch — p. 366
Ezekiel — p. 370
Hosea — p. 400
Joel — p. 404
Amos — p. 406
Obadiah — p. 409
Jonah — p. 410
Micah — p. 411
Nahum — p. 413
Habakkuk — p. 414
Zephaniah — p. 415
Haggai — p. 417
Zechariah — p. 418
Malachi — p. 423
Daniel (with Prayer of Azariah and Song of Three) — p. 424
Bel — p. 435
The Dragon — p. 436
Ruth — p. 437
Susanna — p. 439
Esther — p. 442
Judith — p. 447
Ben Sira — p. 458
1 Chronicles — p. 486
2 Chronicles — p. 507
Apocalypse of Baruch — p. 533
4 Ezra — p. 553
Ezra — p. 573
Nehemiah — p. 580
1 Maccabees — p. 592
2 Maccabees — p. 615
3 Maccabees — p. 636
4 Maccabees — p. 646
Josephus, Wars of the Jews — p. 660

Para mais informações sobre a Peshitta Tanakh, consulte:

Aramaic Peshitta

Pshitta Tanakh – The Aramaic Jewish Bible in English

Read Full Post »

Apresento abaixo o Salmo 23 em aramaico e traduzido para o português. Note que a divisão dos versos é um pouco diferente do tradicional.

Para o texto aramaico, utilizei a Peshitta Tanakh, que é o Antigo Testamento traduzido para o aramaico a partir dos textos hebreus originais, sendo anterior aos textos masoréticos.

Esta tradução foi feita apenas como um exercício durante meus estudos de aramaico, e como tal poderá conter erros. Clique na imagem para aumentá-la.

Salmo 23

Para mais informações sobre a Peshitta Tanakh, consulte:

Aramaic Peshitta

Pshitta Tanakh – The Aramaic Jewish Bible in English

Atualizado: Allan, do excelente blog Caminhos Antigos, postou sua sugestão de  tradução do Salmo 23 nos comentários abaixo, junto com a pronúncia do aramaico. Obrigado Allan!  Confiram!

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: